Você está na página 1de 1

Disciplina: Teoria do Estado

Aluno: Marcos Paulo Freire


Fichamento do texto Razes do Brasil (Autor: Srgio Buarque de Holanda)
No texto Razes do Brasil, Srgio Buarque de Holanda apresenta uma
caracterizao da sociedade brasileira, especialmente daquela relacionada ao perodo de
transio do Imprio para a Repblica.
Segundo o autor, o contexto social do Brasil marcou-se, historicamente, pelo
individualismo, o que favoreceu o enraizamento do Bacharelismo no pas. Esta
expresso refere-se expanso do nmero de bacharis em Direito, os quais ansiavam
por meios de vida definitivos que lhes dessem segurana e estabilidade, exigindo menor
esforo, aplicao e sujeio da personalidade, portanto, buscavam as mais altas
posies e cargos pblicos. Tais caractersticas do Bacharelismo, assim como o seu
predomnio, culminavam com a valorizao da forma, em detrimento do contedo; o
prestgio da palavra escrita, da frase lapidar, do pensamento inflexvel, do horror ao
vago, ao hesitante, ao fluido, que obrigam colaborao, ao esforo, a certa
dependncia e abdicao da personalidade; com o imediatismo e a ausncia de
discusso crtica.
O cenrio supracitado era fecundo para o entranhamento tambm do pensamento
positivista, com seu pretensioso racionalismo, perfeio e imperativismo, representando
a resistncia fluidez e mobilidade da vida e fomentando a construo da histria
brasileira a partir de seus princpios inflexveis.
A transio do Imprio para a Repblica ocorreu em tal contexto, sendo
conduzida basicamente por bacharis e militares, alijando o povo, assim como quando
da independncia do pas, e consistindo na implantao de um sistema complexo e
acabado de preceitos, oriundos de realidades externas, sem saber at que ponto tal
sistema ajustava-se s condies da vida nacional e sem cogitar acerca das mudanas
que estas condies poderiam impor a ele.