Você está na página 1de 1

Disciplina: Teoria do Estado

Aluno: Marcos Paulo Freire


Fichamento do texto O Abolicionismo (Autor: Joaquim Nabuco)
A primeira oposio nacional escravido foi promovida to somente contra o
trfico. Em 1850, proibindo a importao de novos escravos, pretendia-se suprimir a
escravido lentamente. J em 1871, o objetivo era a eliminao desta, libertando, desde
o bero, os filhos de escrava que estavam por nascer, a partir da Lei do Ventre Livre.
Somente na legislatura de 1879-80 que, pela primeira vez, viu-se, dentro e fora
do Parlamento, um grupo de indivduos fazer da emancipao dos escravos, no da
limitao do cativeiro s geraes atuais, a sua bandeira poltica, a condio preliminar
da sua adeso a qualquer dos partidos. A esse movimento de emancipao em massa
denomina-se abolicionismo, que, segundo Nabuco, considerava todas as transaes de
domnio sobre entes humanos como crimes. Entretanto, no era apenas essa a bandeira
do abolicionismo, visto que este tambm se preocupava com o enfrentamento da
estratificao resultante de 300 anos de cativeiro, enfrentamento este que se daria,
principalmente, por meio da educao.
Convm ressaltar que o abolicionismo brasileiro nada deveu Igreja do Estado,
a Catlica, a qual, apesar do seu imenso poderio em um pas em grande parte fanatizado
por ela, nunca elevou a voz a favor da emancipao. Tambm no se caracterizou por
filantrpico o movimento abolicionista nacional, mas disps de forte carter poltico, no
sentido de reconstruir o pas sobre o trabalho livre e a unio das raas na liberdade.
Por fim, cabe salientar o carter pacifista do abolicionismo nacional, que no
pretendia atingir os seus objetivos por meio da deflagrao de uma guerra dos escravos
contra os senhores. Na verdade, o movimento abolicionista vislumbrava a emancipao
como um processo legislativo tradicional, que se daria no Parlamento.