Você está na página 1de 7
20/06/2016 4
20/06/2016
4

Técnicasdemarcenaria:Segurançanamarcenaria

mais

4 Técnicasdemarcenaria:Segurançanamarcenaria mais Próximoblog» C r i a r u m b l o

Criarumblo

mais Próximoblog» C r i a r u m b l o

Esteblogtemporobjetivotrocarinformaçõessobreoscursosdemarcenariabaseadosemconhecimentotécnicoqueauxiliemosalun

TécnicasdeMarcenaria

sexta­feira

Segurançanamarcenaria

Segurançanamarcenaria

Segurançanamarcenaria

Segurançanamarcenaria

Segurançanamarcenaria

Prof.Eng.RiversonT.

RiversonTobiasVale Seguir 159
RiversonTobiasVale
Seguir
159

Arquivodoblog

2015(14)

2013(15)

2012(23)

2011(43)

Torneandomadeira

23
23

Pesquisaresteblog

(23) ► 2011 (43) Torneandomadeira 23 Pesquisaresteblog Pes Videosdemarcenaria Marchetaria Marceneiro Tupia
Pes
Pes

Videosdemarcenaria

Marchetaria

Marceneiro

Tupia

MóveisemMDFMDP

20/06/2016

Técnicasdemarcenaria:Segurançanamarcenaria

Segurançanamarcenaria

Segurançanamarcenaria

Segurançanamarcenaria

Segurançanamarcenaria

Apreocupaçãocomobem­estar,asaúdeeasegurançadomarceneironotrabalho,vemcrescendonodecorrerdosúltimos

anos,pois,quandootrabalhorepresentaapenasumaobrigaçãoouumanecessidade,asituaçãodesfavorável

aumentamuito,proporcionandoaomarceneirosesuaequipe,riscosparaasuaintegridadefísicaepsicológica.

Existeumelevadoriscodeacidentes,quepodemlevaraoafastamentodomarceneiroporperíodosdetempoconsideráveis,o que,alémdeprejudicarofuncionário,implicaprejuízosparamarcenariaemvirtudede,namaioriadasvezes,nãohavermão­ de­obratreinadaparasubstituir­lo,interferindo,assim,naproduçãoeconsequentementenaentregadosmóveis. Parapreveniracidentedetrabalho,omarceneirodeve tomasalgumas medidasquesãoadotadasvisandominimizaros acidentesdetrabalho,doençasocupacionais,bemcomoprotegeraintegridadeeacapacidadedetodasuaequipe. Marcenariaeasegurança.

Ascaracterísticasestruturaisdamarcenariarefletem,demaneiraexpressiva,oaqualidadedotrabalhodomarceneiro.

Umlocaldetrabalhodevesersadioeagradável,combanheiroslimposeadequados,

comvestiárioerefeitório.

Entreosdiversosfatoresambientaisqueinteragemcomostrabalhadoresda

marcenaria,destacam­seoconfortotérmicoeailuminação.

Corteemmadeira,

Esquadrejadeira

Móveisrústico

Marchetaria

Seguidores

Participardestesite

GoogleFriendConnect

Membros(134) Mais»

Participardestesite GoogleFriendConnect Membros(134) Mais» Jáéummembro? Fazerlogin Translate Selecioneoidioma

Jáéummembro?Fazerlogin

Translate

Selecioneoidioma

Poweredby

Fazerlogin Translate Selecioneoidioma Poweredby Tradutor

20/06/2016

Técnicasdemarcenaria:Segurançanamarcenaria

Odescarterápidoeeficientedoscavacosesobrasdamarcenariaevitandoqueo

marceneirorespirepóefiqueespalhadosnolocaldetrabalho

Principaiscausasdeacidentenamarcenaria:

Atoinseguro;

Excessodeautoconfiança;

Faltadecapacitaçãoemsegurança;

FaltadeEquipamentosdeProteçãoIndividual;

Condiçõesdetrabalhoperigosas;

Pressa;

Equipamentosproteçãoindividual.

EPI(EquipamentosdeProteçãoIndividual)sãoosequipamentosutilizadosparaa

proteçãodosmarceneirosdurantearealizaçãodeseutrabalho.

Aosmarceneiros,queusaeforneceosEPI´sasuaequipe,exigindoouso,nãoevita

acidentesseutilizadosdeformaisoladamente,masjuntocomumeficientetreinamento,conseguebonsresultados.

Comoobjetivoprincipaldeprevenirosacidentenamarcenaria,antesqueaaconteça,

evitandoassimcustosamarcenariaedanosaomarceneiroquejamaisserãoreparados.

Protetorauricular.

Umamaneiradeseprotegerdosefeitosdoruídoéautilizaçãodeprotetoresauditivos

demodohabitualepermanentedurantetodajornadadetrabalho.

Quandoomarceneiroestaexpostoaruídosacimade85dB,éobrigatórioousode

proteçãoparaatenuaçãodonívelderuído.Oouvidopodeserseriamenteprejudicadoemambientescomruídos.Mesmoqueo

ruídonãoincomodeaousuário,alongaexposição,diaapósdia,podecausardanosirreversíveis,comistooprotetorauricularé

necessário

ProtetorAuricularTipoPlug

Recomendamosautilizaçãodosprotetoresdeinserção,confeccionados.

emsilicone,providosdeflangesecordãolavável.

Apóslavarasmãos,passeobraçoportrásdacabeça,puxeaorelhaparacimaepara

oladoinserindooprotetor,segurandofirmementeahaste,observandoqueosflangesestejaminseridosnocanalauditivo.

Deveserlavadodiariamentecomáguacorrenteesabãoneutro.

Protetorauricular:

AbafadordeRuídoTipoConcha;Deveseradaptávelàcabeçahumana,permitindo

quecadaabafadorpermaneçasobrepressãonosrespectivospavilhõesauriculares.

Proteçãodosolhosedaface:

Protetoresfaciaisdestinadosàproteçãocontralesõesocasionadasporimpactode

partículas,objetospontiagudos,respingosevaporesdeprodutosquímicos,quepossamcausarirritaçãoeoutraslesões

decorrentesdaaçãodelíquidosagressivos.

Proteçãodosmembrossuperiores:

Aproteçãocomluvasnasatividadesemquehajaperigodelesõesprovocadaspor

materiaisouobjetos,abrasivos,cortantes,perfurantes,trocadasfresasenomanuseiosdemadeirabruta).

EquipamentosdeProteçãoColetiva(EPC)

EquipamentosdeProteçãoColetiva(EPC),sãoequipamentosutilizadosparaproteçãoesegurançaenquantoomarceneiroou

suaequiperealizadeterminadatarefaouatividade

NoprocessodeproduçãoosEPC´sacopladosaosequipamentosmelhorama

produtividadeeaqualidadediminuindoosesforçofísiconasatividadesexercidas.

Osequipamentosdeproteçãocoletivanaindustriamoveleiravãodesde,faixasde

20/06/2016

Técnicasdemarcenaria:Segurançanamarcenaria

sinalizaçãoatémotordeavançoenasmesasdatupia

Esquadrejadeira.

Umadasprincipaismáquinasnaindustriamoveleiraeaesquadrejadeira,este

equipamentocomoemuitoutilizadosamarceneiroestá

Comoaserracircularéumequipamentoqueoferecemuitosriscosdeacidentes,sua

operaçãorequersempretrabalhadoresqualificados,instalaçãoadequada,dispositivosdeproteçãoeregulagememanutenções

periódicas.Osacidentesocorremdevidoaseguintescausas:

Contatodiretocomosdentesdodiscodeserra;

Contragolpedaspeçanoatodocorte;

Rompimentodaspastilhaseprojeçãocontraomarceneiro.

CoifaProtetora;Afinalidadedacoifaéevitarotoqueacidentaldooperadorcomalâminadaserra.Paraqueestaproduçãoseja eficazdevemserobservadososseguintescritérios:serconstituídadematerialresistentequegarantaaretençãodeeventuais partesdalâminaquepodemviraserprojetadosemdireçãoaooperador;serpreferencialmenteauto­ajustável,devidoa

praticidadequandosetrabalhacomváriasespessurasdiferentesdematerialaseremcortadoseterlarguraemtornode35mm,

lisaesemparafusosouporcasquegeremsaliências,paranãodificultarapassagemdodispositivodefimdecurso(empurrador).

LâminaSeparadoraouCuteloDivisor;éusadoparaevitaroaprisionamentododisco,oquepodecausaroretrocessodamadeira ouaindaolançamentodapeçaserradaemdireçãoaooperador,ocasionandooimpactodapeçacontraooperárioeopossível contatodasmãoscomodiscodeserra. Espessuradalâminaseparadora,devecombinarcomaespessuradodiscodaserra, nãopodesermaisgrossadoquealâminadecorte(dentes)enemmaisfinaqueaespessuradocorpodalaminadaserra.

Posicionardalâminaseparadoradevesernomáximode8mm,paramáquinasmaisantigasenomáximo10mmpara

equipamentosnovos,ficando±2mmabaixododentemaisaltododiscodaserra

Tupia Atupiaeumequipamentomuitoperigosonamarcenaria comaltoíndicedeacidentesnecessitandoqueomarceneirotome muitocuidado. Parapreveniacidentesomarceneirodeveusaraseudispor,dispositivosdesegurançacomo; O protetor de cobertura frontal: constituída de plástico duro, como o metacrilato ou policarbonato, que se monta horizontalmentesobreoeixoeferramentadecorteequepermiteavisãodapeçaemseucontatocomaferramenta,impedindoo acessoazonadecorte.Estabarreiraprotetoradeveserregulávelemalturaepermitirserlevantadadeacordocomaespessura dapeçaasertrabalhadaeasdimensõesdafresa.

Sistemasprotetor–pressor;comguias,comtelastransparentes,comlâminas

Metálicasoucompentes.Apeçaficapresaporduasfacesmesadedeslizamentoepressorverticalepelosdoiscantosguiade

apoiolateralepressorhorizontal.

Osriscossãodiminuídoscomautilizaçãodequalquerumdessessistemasdeproteção,mas,nãosãoeliminados.Aoexistir

usinagemdemadeira,existeapossibilidadedecontatocomaferramenta.Oúnicosistemaqueretiratotalmenteasmãosdo

trabalhadordazonadecorteéautilizaçãodealimentadoresautomáticos,cujousoestálimitadopelofatodequeemmuitas

ocasiõessetrabalhacompeçascurvas.

Osacidentestípicosnestasmáquinasocorrempor:

a)Rupturaouprojeçãodaslâminasafiadasdaferramentadecorte;

b)Contatodasmãoscomaslâminas;

c)Retrocessodapeçaqueestásendotrabalhada.

Desempenadeira

Oprotetorauto­regulável;deveseromaismóvelpossívelparapermitirapassagemdaspeçasqueestãosendotrabalhadase

deveretrocederautomaticamenteasuaposiçãoinicialsemanecessidadedeatuaçãodooperário(autoretrátil).

Podemserconstituídosporpeçasdemadeiraarticuladasentresi,quepermitemaproteçãodoporta­ferramentasnazonanão

ocupadapelapeçaqueestásendotrabalhada.Estesprotetoresdevemterconcavidadenasuafaceinferiorparadeixaras

lâminastrabalharemlivremente.

SerradeFita.

Osacidentescomestamáquinaseproduzempelasseguintescausas:

a)Quedadafitaforadosvolantes;

b)Rupturadafitaeprojeçãodamesma;

c)Contatocomafitanazonadecorte.

Paraevitaraquedadafitadeveráserdadoamesmaumatensãoadequadaparaquesuaaderênciaaosvolantessejajusta,

evitando,assim,odeslocamentotransversaldafitasobreosvolantescomoconseqüênciadapressãoexercidapelaparte

posteriordapeçaqueseestáserrando.

Arupturadafitapodeserevitadaserompemeaúnicasoluçãoeficazparaevitarsuaprojeçãosobreaspessoasconsisteem

protegerosvolanteseasporçõesascendentesedescendentesdafitacomainstalaçãodecarcaçaenvolvente,deresistência

adequada.Deve­sedeixardescobertaapenasaporçãodafitanecessáriaparaocorte.

20/06/2016

Técnicasdemarcenaria:Segurançanamarcenaria

Desengrossadeira.

Paraaumentaravidaútildamáquinaesegurançarecomenda­seatingiraespessuradesejadaemváriospassos,evitargrandes

espessurasdecavacoparanãoocorrercontragolpesdepeças.

Paradesengrossarpeçasestreitasnasmáquinascomeixoebarradepressãosegmentada,podem­seconduzirvariaspeçasao

mesmotempo,Casoaspeçastenham

diferentesespessuraspoderão,nadesengrossadeiradeeixoebarradepressãoerolostracionadoresnãosegmentados,ser

desengrossadasapenasduaspeçasaomesmotempo,nestecasoaspeçasdeverãoserNasmáquinascomeixoebarradepressão

segmentada,podem­seconduzirvariaspeçasaomesmotempo.

Efeitoestroboscópico.

Outrorisco,alémdosapontadosanteriormente,éoefeitoestroboscópicoquefazcomqueaferramentafresasdiscodeserras

pareçaqueestáparadoquando,narealidade,estágirando,istoocorrepelailuminaçãoinadequadadentrodamarcenaria

proporcionandoilusãodeótica.

Estacondiçãodeveserlevadaemcontaquandoamáquinanãoestásendoutilizada,masfoideixadaemfuncionamento.

Medidasgeraisdeproteçãoparaotrabalhocomserras:

1.Aointroduziromaterialemumaserradebancada,asmãosdevemsermantidasfora

dalinhadecorte.Nenhumadefesapodeevitarqueumapessoadeixeasmãosemcontatocomaserraseasmãosacompanhamo

materialatéaserra.Aocortaramadeiracomaguiadealinhamentopróximoaserra,deveráserutilizadoumaferramentaou

dispositivoparaempurrarapeçatrabalhadaatéaserra.

2.Alâminadaserradevesituar­sedemodoquesobressaiaomínimopossívelacima

domaterial.Quantomaisbaixoestáalâminamenorseráapossibilidadequeseproduzaumretrocesso.Éumaboaprática manter­seforadalinhadomaterialque estásendocortado.Érecomendávelutilizarumaventaldecourogrossoououtra proteçãoparaoabdômen.

3.Ésempreperigososerrarsemapoio.Omaterialdeveserapoiadoemumaguiade

alinhamento.

4.Aserradeveseradequadaaotrabalho.Éumapráticapoucoseguracortar

longitudinalmenteamadeiracomumaserradebancadasemumsistemaantiretrocesso.Érecomendávelutilizarcutelodivisor

(lâminadianteiraseparadora).

5.Éperigosaapráticaderetiraracapadeproteçãodevidoapoucadistânciaentrea

serraeaguiadealinhamento.Pode­seutilizarumatábuasuplementarsobamadeiraaserserrada,utilizandoferramentas

adequadasparaprendê­las.

6.Deve­seevitarocortetransversaldepeçaslongasemumaserrademesa.Otrabalhadorteráqueexercerumapressão

considerávelcomamãopróximaalâminadaserra.Aspartesdamadeiraqueultrapassamotamanhodamesapodemser golpeadasportranseuntes.Omateriallongodeveráserserradoporumaserracircularpendular(destopadeira)comuma bancadadeapoioadequada.

7.Otrabalhoquedevaserrealizadoemmáquinasespeciaisdealimentação

automática,nãodeveráserefetuadoemmáquinasgenéricasdealimentaçãomanual.

8.Paraoajustedaguiadeumaserrademesa,semaretiradadosmecanismosde

proteção,deve­sefazerumamarcapermanentesobreamesaparaindicaralinhadecorte.

9.Deve­separartotalmenteamáquinaantesdeajustaralâminaouaguia;e

desconectá­ladaredeelétricaantesdetrocaralâmina.

10.Acapadeproteção,bemcomoocutelodivisor,deveinclinar­secomaserra,

impedindoqueaproteçãotoqueaserra.

11.Deve­seutilizarumaescovaououtroinstrumentoparalimparaserragemeos

pedaçosquesobraramdasmadeirasserradas.

12.Aserradevedispordeváriostiposdemecanismosdeproteção.Nãohánenhummecanismoquepossaservirparatodasas

funçõesqueasserraspodemdesempenhar.

13.Peçaslongasdevemestaradequadamenteapoiadasatravésdemesasdeextensãoou

suportesadequados.Seumsegundotrabalhadoréutilizadopararemoveraspeçascortadas,amesadeveserestendidadetal

formaqueadistânciaentreobordotraseirodamesaealâminadaserrasejasuperiora120cm.Oassistentedevesemanter

semprenobordotraseirodamesa,longedaserra.Emboraocutelodivisordiminuaoriscodeacidentes,nãooelimina

Proteçõesadicionais:

Umaguia(régua)devesermontadadosdoisladosdalinhadecortecomestrutura

suficienteparasuportarapeçaasercortada.

20/06/2016

Técnicasdemarcenaria:Segurançanamarcenaria

Aspeçasaseremcortadasdevemestaradequadamenteapoiadas.Parapeças

longaspodemserutilizadasmesasadicionaisourollersparaapoio.

Convémmarcaráreasnamesadeapoiodeacessoproibidoàsmãosdooperador,

quepodemserde30cmdecadaladodalinhadecorte.Osoperadoresdevemserorientadosetreinadosparanãosegurara

madeiranestasáreasduranteocorte.

Duranteocortedepeçaspequenasoudeseçõespequenasdecortedevemser

utilizadosmecanismosempurradoresoumecanismosauxiliaresparasegurarapeçaasertrabalhada.

Deve­seevitarcruzarcomosbraçossobrealinhadecorte.Trabalhadores

canhotosdevemrecebertreinamentoespecífico.

Pararetiraraparasoupedaçosdemadeirapróximoaserradeve­seesperaraparadadaserra.Éboapráticautilizaralgum

mecanismoempurrador.

Riscosdaserragem

Asmáquinasqueproduzemserragemdevemserequipadascomsistemade

extraçãodepó.Seosistemadeextraçãoéinadequadoparaeliminaraserragem,devemserfornecidasaostrabalhadores máscarasdeproteçãoadequadasaopó.Asmedidasdecontrolecoletivodevemassegurarqueaexposiçãodepónoambientede

trabalhonãoultrapasse5mgpormetrocúbico.

AAgênciaInternacionalparaaInvestigaçãoparaoCâncer(IARC)tem

determinadoque“existesuficienteevidênciadecarcinogênesedaserragemparaossereshumanos”(Grupo1),istoé,a

serragempodesercausadecâncer.

Outrosestudosindicamqueaserragempodeserirritantedasmembranasmucosas

dosolhos,narizegarganta.Algumasmadeirastóxicassãomaisativamentepatógenasepodemproduzirreaçõesalérgicase,

ocasionalmente,transtornospulmonarese

intoxicaçãosistêmica.

Amaioriadaserragemproduzidaemumamarcenariaoucarpintariapodeser

eliminadacomumsistemadeextraçãolocal.Podeocorrerumaconcentraçãodeserragemmuitofinadepositadanoselementos

estruturaisematrito,especialmentenosetordelixamento.Estasituaçãoéperigosaporapresentarelevadapossibilidadede

incêndioeexplosão.Ofogopodeseespalharsobreaserragemquecobreassuperfícieseserseguidodeexplosõesdeforçacada

vezmaior

Cursodemarcenaria.Cursomontadordemóveis.Cursodeacabamentodesuperfície(Pinturademóveis).Cursodemarcenaria

gratuito(Aprendizagememmarcenaria).Técnicasdemarcenarias.RiversonTobiasdoVale.

Reações:

às 2.8.13 Reações: engraçado (0) interessante (0) +4 Recomende isto no Google legal (0)

+4

Recomende isto no Google

20/06/2016

Técnicasdemarcenaria:Segurançanamarcenaria

3 comentários Adicionar um comentário Principais comentários Vasco Mondego 1 ano atrás - Compartilhada
3 comentários
Adicionar um comentário
Principais comentários
Vasco Mondego
1 ano atrás - Compartilhada publicamente
Na tupia, ainda são permitidas ferramentas de corte que possam ser projectadas?
Ou seja ainda se podem usar os chamados ferros em "arvores" rasgadas?
·
Responder
Riverson Tobias Vale 1 ano atrás
Não segundo a nova NR12
Rafael Spinelli Jorge
2 anos atrás - Compartilhada publicamente
Somos Atacado das Ferramentas. Ótimo Preço com a Melhor Qualidade e Agilidade no Atendimento. Consulte
nossos produtos disponíveis no Mercado Livre:
http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_114894221
Abraço,
Atacado Das Ferramentas
·
Responder

RiversonTobiasVale.ModeloWatermark.TecnologiadoBlogger.