Você está na página 1de 2

REFORMA INTIMA NA TRANSDESOBSESSÃO

3. R.I. NA CURA

1.100 % Ajuda aos espíritos sofredores (Obsessores) 2.Qual o ? % de ajuda aos encarnados 3.Não é remédio de prateleira - Texto do tormentos da Obsessão (como buscar)

Comentário Inicial

Como chegamos a ficar Doentes e obsidiados, o que nos leva a isso , por que nos , por que estamos aqui, o que tem a ver com Reforma Intima:

Algumas doenças ocorrem pois oferecemos clima mental propicio a penetração e permanência do mal, pois, neste casos a doença ou obsessão nada mais é do que duas forças simpáticas que se conjugam numa troca única. A obsessão como uma enfermidade da alma, decorre sempre de uma imperfeição moral que dá poder ao espírito menos bom. Assim para garantir o espírito contra a obsessão, é preciso que o fortaleçamos. O trabalho de Fortalecimento Intimo na maior parte das vezes é suficiente.

Quem é o maior beneficiado num processo de cura com desobsessão

Para um maior entendimento da R.I. e do porque iremos realiza-la é necessário que entendamos também que na cura o maior beneficiado naquele momento, é quem Perdoa, no caso o desencarnado, pois, este ainda não esta em prova como nos encarnados e ainda encontrasse na erraticidade sofrendo, nesta hora quando é levado a despertar lhe o arrependimento decidindo a renunciar aos seus maus desígnios e a desejar o Bem se inicia imediatamente o processo de melhoras significativas, dado seu estado de degradação, levando consigo todos aqueles irmãos desencarnados que optaram pelo bem, pelo arrependimento e pelo esclarecimento da vida.

Muitas vezes o numero destes irmãos resgatados chega às centenas, quando não aos milhares e já presenciamos passar de milhão e quanto a nos, pobres Encarnados, dependerá de nossa vontade firme na auto reforma, para termos o gozo completo de todo este processo de cura e desobsessão e podermos continuar seguindo nosso carma com nossas provas e resgates, se apresentarmos fraquezas e não desejarmos o próprio progresso com a renovação de nossos valores morais, pagaremos por estas fraquezas, e por esta ignorância. Se estas imperfeições morais são as brechas que dão margem à ação de espíritos obsessores devemos buscar ligar-nos aos bons espíritos pela vivencia do Bem para termos a vitória contra as más companhias.

Não é remédio de Prateleira

“O indivíduo que ama a retidão de princípios e os executa firmado em propósitos de elevação moral, mesmo quando fustigados pela pertinácia dos irmão desajustados e perversos de ambos os planos da vida, não se deixa afetar, permanecendo nas disposições abraçadas, fiel ao programa traçado. Pode experimentar alguma aflição, como é natural, mas robustece-se na oração, no prazer do serviço que realiza, nas leituras edificantes, na consciência pacificada. Simultaneamente, torna-se amparado pelos espíritos nobres, seus afeiçoados desencarnados, aqueles que foram beneficiados por sua bondade fraternal, que acorrem a protegê- lo e sustentá-lo nas atividades que lhe dizem respeito. Jamais se curvam sob as forças tenebrosas do mal aqueles que se entregam a Deus, a Jesus e ao Bem, nas fileiras do dever a que se apegam”

Do Livro “Tormentos da Obsessão” De Divaldo Franco Pelo espírito Manoel Philomeno de Miranda

Hoje já conseguimos entender que o esforço maior é da nossa parte, para vencer as nossas más tendências, é a base da Transformação intima, que eleva e da cumprimento à moral de Jesus no "fazer aos outros o que quereríamos que os outros nos fizessem” Regra universal da conduta, ate mesmo para as menores ações, que deve pautar todos os nossos relacionamentos. Vencidas as primeiras dificuldades, a misericórdia do nosso Divino Criador já nos faz colher os primeiros frutos do nosso trabalho, nas manifestações de alegria reconfortadora do espírito.