encargo. valores negativos. . ou seja. sofrimento. dos quais os mais afortunados se afastavam.Significado da palavra trabalhar  Latim vulgar – torturar  Latim clássico – instrumento de tortura  Com o passar do tempo: fadiga. esforço.

exclusão)  Espanha – psicoterror laboral .SIGNIFICADOS  França .assédio moral  Inglaterra – tiranizar  Estados Unidos e Suécia – molestar  Japão – ostracismo social (isolamente.

.) que atente. através da psicanalista francesa Hirogoyen.. ameaçando seu emprego ou degradando o clima de trabalho” . em seu livro “Assédio Moral: a violência perversa no cotidiano”. palavra. atitude.SURGIMENTO  O termo surgiu no ambiente de trabalho em setembro de 1998.  Definição:  “toda e qualquer conduta abusiva (gesto. comportamento. por sua repetição ou sistematização. contra a dignidade ou a integridade psíquica ou física de uma pessoa.

.  Prolongamento no tempo  o arco temporal deve ser suficientemente longo para que cause um impacto real e de verdadeira perseguição pelo assediador.ELEMENTOS CARACTERIZADORES .Intensidade da violência psicológica  é necessário que ela seja grave na concepção objetiva de uma pessoa normal.

. inibições. e poderá ser configurado através de diagnostico clinico.  Conversão em patologia ou enfermidade  o dano psíquico poderá ser permanente ou transitório. etc. que se exteriorizam por meio de depressão. quando a personalidade da vitima é alterada e seu equilíbrio emocional sofre perturbações. bloqueio.ELEMENTOS CARACTERIZADORES  Intenção de ocasionar dano  intuito de marginalizar o empregado em seu ambiente de trabalho.

fisíca ou sexual % 53 58 56 31 .Nas Relações de Trabalho  Atitudes Hostis  ATITUDE Que deterioram as condições de trabalho Que geram isolamente e recusa de comunicação Que geram atentado contra a dignidade Violência verbal.

quando manda realizar trabalho abaixo da sua capaciadde profissional Não cumprimentar Impor horários injusificados ou forçar o empregado pedir demissão % 65 61 55 49 41 38 35 .Nas Relações de Trabalho  Situações mais frequentes SITUAÇÕES Dar instruções confusas e imprecisas O bloqueio ao trabalho e a atribuição de erros iamginários Ignorar presença do empregado na frente dos outros Pedir trabalhos urgentes sem necessidade Diminuir o empregado.

desaparecer com os atestados. .impedi-lo de andar pela empresa . .não fornecer todos os instrumentos de trabalho. .demitir após estabilidade. etc.criar obstáculos quando sua ida a medico externo da empresa. .colocar colegas controlando outro colega.colocar o empregado em local sem nenhuma tarefa. .Nas Relações de Trabalho          Discriminação no retorno empregado acidentado . .isolar dos demais empregados. .

a recusa de comunicação que é manifesta e humilhante.Fatores que se confudem com o assédio      O ESTRESS .pedir sem necessidade. urgência na realização do trabalho.atribuir erros imaginários ao empregado. . quando o alvo (empregado) percebe a má intenção. . quando as criticas a respeito do seu trabalho se tornam maldosas e as atitudes e palavras se tornam injuriosas. . ou seja.dar instruções confusas e imprecisas ao empregado.  A situação evolui para o assédio. .bloquear os andamentos dos seus trabalhos.

Fatores que se confudem com o assédio  A psicanalista francesa escreve que:  “o estresse só se torna distruidor pelo escesso. mas o assédio é destruidor por si só”. .

As virtudes do conflito – diferenças . cada uma das partes tenta defender sua parte.no conflito as recriminações são faladas (a guerra é aberta).. uma igualdade teórica entre os protagonistas.Fatores que se confudem com o assédio .no conflito é a escalada simétrica. observa uma relação simétrica. mas uma relação dominante/dominado.. no qual quem domina submete o outro até fazer-lo perder a identidade. ou seja. .. .no conflito. .no assédio. no assédio somente existe o não falado e o escondido.. .

Fatores que se confudem com o assédio  A gestão da injuria  . sem distinção. Os empregados são tratados de forma bruta e desreipeitosa.  entre a gestão de injúria e o assédio é que a gestão é notada por todos e todos os empregados são maltratados.é a forma de tratamento que alguns empregadores utilizam para com seus subordinados. .

é um ato de violência. sobretudo se acompanhada de outras injúrias para desqualificar a pessoa. mas não é assédio moral. ou se tais condições destinarem-se a desmerecê-lo. enquanto que reprimendas constantes o são. em si. saldo se um único empregado for tratado especificamente assim.trabalhar em um espaço exíguo.uma agressão verbal pontual.Fatores que se confudem com o assédio  .Más condições de trabalho  . a menos que tenha sido precedida de múltiplas pequenas agressões. . mal-iluminado e mal- instalado não constitui um ato de assédio.  .Agressões pontuais  .

o controle sobre o trabalho e.  . .o poder de direção consiste na faculdade atribuída ao empregador de determinar o modo como a atividade do empregado. deve ser exercida.Fatores que se confudem com o assédio  Imposições profissionais  .o poder da organização. em decorrência do contrato de trabalho.o poder disciplinar sobre o empregado.  Esse poder manifesta:  .  .

de contradições e ambiguidades. É nesse “espaço” de conflitos e sujeições. de adoecer e morrer que o risco de assédio moral emerge. de sedução e aceitação. de exigências e desqualificação. de prazer e desprazer. .Causas do assédio  As politicas de gestão vão construindo e reafirmando uma nova ideologia que elimina todas as outras.

Tipos de assédio  A perseguição moral pode ser vertical ou horizontal ORIGEM Hierarquia Diversas pessoas (incluido colegas) Colegas Subordinados % 58 29 12 1 .

negligente. De modo geral. a vitima é escolhida justamente por ter algo mais. .Quem assediam e quem são assediados  O assediador pode ser uma pessoa ou um grupo de pessoa. transferindo-lhe a dor e as contradições que não admite em si mesmo. geralmente tem um perfil de pessoa perserva.  O assediado é uma vitima do terror psicológico no trabalho não é um empregado desidioso. ataca a auto-estima do outro.

atividade Relate um caso onde possa ser identificado o assédio moral em sala de aula. .