Você está na página 1de 1

4) Impactos da atividade sobre as funções do organismo humano

:
R.: Quem usa o transporte coletivo ou quem dirige um carro nas grandes cidades, pode
comprovar que o trânsito se torna a cada dia mais difícil, isto se deve ao fato do
crescente número de veículos nas vias, favorecido pela facilidade de aquisição de um
automóvel. Assim também o comportamento dos motoristas que quando em contato
com o ambiente do trânsito potencializa os fatores de estresse associados às questões de
ordem pessoal.
No Brasil, o trabalho dos motoristas profissionais é rotineiro e, infelizmente, apresenta
condições de trabalho bastante inadequadas, com jornadas excessivas de trabalho,
ocasionando muitas noites mal dormidas e, consequentemente, desencadeando
distúrbios do sono. Apresentando também hábitos alimentares inadequados, e toda a
tensão decorrente da complexa questão da violência urbana.
A atividade de dirigir é desgastante, causa fadiga decorrente, principalmente de fatores
ambientais do local de trabalho. Assim, as condições de trabalho dos motoristas de
transporte coletivo urbano podem ser consideradas fontes dos distúrbios orgânicos ou
psíquicos que acometem esses profissionais. Com isso, se observa que entre os
profissionais que trabalham no trânsito, os motoristas de transporte coletivo são um dos
que mais sofrem pressões, afinal trabalham com uma rotina de deslocamento continuo,
lidando com diferentes e inúmeros tipos de pessoas e atuam em um amplo ambiente de
trabalho que é o trânsito, através de um pequeno local de trabalho que é o ônibus.
Passaram recentemente por uma mudança significativa no seu trabalho, quando da
dispensa da figura do cobrador, cabendo a eles, agora, além da responsabilidade em
dirigir o coletivo, também encarregar-se em fazer a cobrança das passagens e toda a
responsabilidade.
O desequilíbrio entre as exigências do trabalho e os princípios, necessidades e
expectativas pessoais abre caminho para o desgaste físico e emocional. As pessoas que
vivem esse cotidiano, estando em constante pressão interna e auto-cobrança para
obtenção de metas, certamente não encontram tempo para as delicadezas da vida.
Stress é uma reação do organismo com componentes psicológicos, físicos, mentais e
hormonais que ocorre quando surge a necessidade de uma adaptação grande a um
evento ou situação de importância (LIPP, 2005).
Chama-se de stress a um estado de tensão que causa uma ruptura no equilíbrio interno
do organismo. É por isso que, às vezes, em momentos de desafios, nosso coração bate
rápido demais, o estômago não consegui digerir a refeição e a insônia ocorre. Todo
organismo deve funcionar como uma orquestra, em sintonia e mantendo o seu próprio
ritmo (LIPP, 2013, p. 12).
Dessa maneira, o coração bate no ritmo adequado às suas funções, pulmões, fígado,
pâncreas, e estômago tem seu próprio ritmo que se entrosa com os outros órgãos. Essa
atividade é uma das que mais prejudicam a saúde física e mental desses profissionais, é
um trabalho penoso.