Você está na página 1de 25
CAPITULO 16 ARTICULAGOES DO EQUINO S. Sisson ARTICULAGOES E LIGAMENTOS DAS VERTEBRAS As leragies se ARTICULAGAO DOS CORPOS « sio sintses (anfiartros [ARTICULAGOES DOS ARCOS Cada vértebra tipica apresenta dois p . nam articulagoes si Discos INTERVERTEBRAIS (FBROCARTILAGENS ‘upra-espinh: idiante ¢ culo da ‘da protuberancia occipital ex (Sina se invere aos vertices das espinhas vertebrais sa 335, palo alem deles Frouxo, Outras bo t qr caudal da nica); estas localiza entre a nuca e a grande digit 2¢0 0 funiculo da nuca cons fe, de duas faixas intimamente aplic na outra, Proximo as espadu demente ido una ex nla, ela alar pano de ap fujas margens laterais sto fina mente sobre os misculos trapéz is espinhas mais altas ele orn: Sem de largura, Cau ‘de gordura e tecido mento caudalmente até jemente em quantidade nte € tem cerca de Samide altura, mé rredondadl Fapidamente muda para um formato Giminuindo a sua altura a aproximadamente & me ade. No adulto : 226 x0 ido ARTICULAGAO ATLANTO-AXIAL (Fig. 16: nos garanhdes das ragas de tiro, nas quais ele forma hamada “erista". A lamina da nuea con. 1m carter um tanto peculiar. \s superficies articw: lares 5 tasde © uma incisura estreita ventralmente: (2) no xis ae Superficies reciprocas no formato de sela, que se es ees creas cae rei beas telat ‘dente e sio confluentes emh sua st ervieas, exceto a primeira e 4 ultima. A digitacao ‘84 Re Geatcjc ano continents ean U8 fu ue est inserida na espinha do xis € muito espessa Perici ventral. Deve: aa F or Carerida na espinha do axis ¢ muito espessa Sriculares nao se adaptam perfelamente un tra, de modo em dado momento que apenas ireas forga; a altima, que esta inserida na sexta vertebr Timitacas estao em contato, cervical, € bastante fina e fraca, ou pode estar au A capsula de articulagao esta inserida margens das superficies articulates, Ela € ¢ ara permitir amentos interespinhais se estendem entre uficientemente. ampla latetalmente spinhas de vértebras contiguas (Fig. 16-1). Na extenso movimento, Ha am reforgo membrandceo jegido cervical elas io fainas estreitas eelisticas: nas du capsule me dorsaimente. Hé un lombar elas consistem de fibras fina faixa fibrosa branca que surge do tubércul adas obliqua, ventral c ventral do atlas ¢ se insere por dots ramos na es meira tordeica, que & elas nha ventral do ais, : n ventral e cranialmente (Os ligamentos interespinhais consistem de duss Os ligamentos intertransversais <40 membranas sticas que se estendem do arco dorsal do vi as 4 que ligam processos transversos adjacentes 1 tlas até a espinha do axis. gio lombar O ligamento longitudinal é curto, muito forte uum tanto semelhante a um leque, Estende-se da su ARTICULACOES INTERTRANSVERSAIS ros) so formadas pelos processos transversos d quinta e sexta vértebras lombares sta ©.a asas do sacro. Uma articulaca nante en quarto e 0 quinto processos lombares esta frequie temente presente. As superficies articulares possum a to oval alongado, sendo a superficie cr nial ea cau exa. A eépsuls € muito i esti reforgada ventralme ARTICULACOES SACRAIS E CAUDAIS MOVIMENTOS DA COLUNA VERTEBRAL perficie dorsal concava e aspera do dente, alarga-se itlas, O pice do dente esté representado por fada lado do ligament ‘ranialmente do Apice inserindo na parte do osso occipi Este repre mane rem sempre po Tigamento longitudinal ngitudinal e estendende MoviMentos. O at reo de rotag fltima vertebra ARTICULAGAO ATLANTO-OCCIPITAL Esta articulagio pe ida como u ginglimo. As superficies articulares desta articul (1) Nowutlas, duas cavidades ovais profur $ ndlentes di cp H, \ membrana atlanto-occipital dorsal estend coral d margem dorsal do f magno. El psula fibras el \' membrana atlan -occipital ventral estende-se fina do que do arco ¥ articulares Os lig esti inserida na borda da asa do atl sso jugular di MOVINENTOS. Eles