Você está na página 1de 79

Uma Investigação sobre as Dificuldades

de Planejamento de TI em Instituições

Públicas Brasileiras:

Uma abordagem com teoria fundamentada em dados

Plínio Antunes Garcia (mestrando)

pag2@cin.ufpe.br

Vinicius Cardoso Garcia (orientador)

vcg@cin.ufpe.br

em dados Plínio Antunes Garcia (mestrando) pag2@cin.ufpe.br Vinicius Cardoso Garcia (orientador) vcg@cin.ufpe.br

INTRODUÇÃO

Importância estratégica da TI nas organizações:

TI NEGÓCIO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO
TI
NEGÓCIO
ALINHAMENTO
ESTRATÉGICO

INTRODUÇÃO

Importância estratégica da TI nas organizações:

Aumenta desempenho dos negócios [3] ;

TI NEGÓCIO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO
TI
NEGÓCIO
ALINHAMENTO
ESTRATÉGICO

Nº 1 SIM* IT Key Issues 2013, 2014 e 2015 [6]

*Society for Information Management

INTRODUÇÃO

Planejamento de TI:

Planejar ações de TI à longo prazo [5] ;

PETI, PESI, PDTI

[7] ;

INTRODUÇÃO

Planejamento de TI:

Planejar ações de TI à longo prazo [5] ;

PETI, PESI, PDTI

[7] ;

Plano Diretor de Tecnologia da Informação:

“instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que

visa a atender às necessidades de informação de um órgão ou entidade para um determinado período” [10]

INTRODUÇÃO

Planejamento de TI na Administração Pública Federal:

IN04/2008: Contratações de TI devem ser previstas no PDTI [15] ;

EGTI / EGD: Órgãos do poder executivo federal são obrigados a planejar as ações de TI (via PDTI) [10] ;

Benefícios:

Melhor gestão dos recursos de TI [11] ;

Maior qualidade na prestação de serviços de TI aos cidadãos [13] ;

INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO 7

MOTIVAÇÃO

MOTIVAÇÃO

MOTIVAÇÃO (TCU, Perfil GovTI) [ 1 2 ] 9

(TCU, Perfil GovTI) [12]

MOTIVAÇÃO

MOTIVAÇÃO (TCU, Perfil GovTI) [ 1 2 ] 33% das instituições não possuem PDTI 46% não

(TCU, Perfil GovTI) [12]

33% das instituições não possuem PDTIMOTIVAÇÃO (TCU, Perfil GovTI) [ 1 2 ] 46% não vinculam ações de TI aos indicadores

46% não vinculam ações de TI aos indicadores e metas de negócioMOTIVAÇÃO (TCU, Perfil GovTI) [ 1 2 ] 33% das instituições não possuem PDTI 10

MOTIVAÇÃO

MOTIVAÇÃO 33% das instituições não possuem PDTI • Descumprimento das normativas; • Descontrole dos gastos com

33% das instituições não

possuem PDTI

MOTIVAÇÃO 33% das instituições não possuem PDTI • Descumprimento das normativas; • Descontrole dos gastos com

Descumprimento das normativas;

Descontrole dos gastos com TI;

Não possui alinhamento estratégico;

Compromete a performance organizacional.

MOTIVAÇÃO

33% das instituições nãoMOTIVAÇÃO possuem PDTI 46% não vinculam ações de TI aos indicadores e metas de negócio •

possuem PDTI

46% não vinculam açõesMOTIVAÇÃO 33% das instituições não possuem PDTI de TI aos indicadores e metas de negócio •

de TI aos indicadores e

metas de negócio

vinculam ações de TI aos indicadores e metas de negócio • Descumprimento das normativas; • Descontrole
vinculam ações de TI aos indicadores e metas de negócio • Descumprimento das normativas; • Descontrole

Descumprimento das normativas;

Descontrole dos gastos com TI;

Não possui alinhamento estratégico;

Compromete a performance organizacional.

TI deve atender às necessidades de negócio, não dela própria;

Há efetividade nessas ações?

Essas ações são mesmo necessárias?

MOTIVAÇÃO

33% das instituições nãoMOTIVAÇÃO possuem PDTI 46% não vinculam ações de TI aos indicadores e metas de negócio Cenário

possuem PDTI

46% não vinculam açõesMOTIVAÇÃO 33% das instituições não possuem PDTI de TI aos indicadores e metas de negócio Cenário

de TI aos indicadores e

metas de negócio

Cenário inaceitável! [12]

PROBLEMA / QUESTÃO

DE PESQUISA

PROBLEMA / QUESTÃO DE PESQUISA

Apesar da obrigatoriedade e dos conhecidos

benefícios, o planejamento

de

TI

não é realizado satisfatoriamente

nos órgãos públicos federais.

A atividade de planejamento envolve

aspectos técnicos e sociais, diante disso,

quais os fatores que dificultam o processo

de elaboração do planejamento de TI e qual a relação entre estes fatores?

PROBLEMA / QUESTÃO DE PESQUISA

Apesar da obrigatoriedade e dos conhecidos

benefícios, o planejamento

de

TI

não é realizado satisfatoriamente

nos órgãos públicos federais.

A atividade de planejamento envolve

aspectos técnicos e sociais, diante disso,

quais os fatores que dificultam o processo

de elaboração do planejamento de TI e qual a relação entre estes fatores?

OBJETIVOS

OBJETIVO GERAL

através de uma

teoria fundamentada em dados, os fatores e

suas relações, que dificultam ou impedem a

em

instituições públicas federais brasileiras. Assim,

diante da compreensão destes fatores, é possível

elaboração do

Identificar

empiricamente,

planejamento

de

TI

propor práticas para a melhoria deste cenário.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

OE1: Elaborar teoria fundamentada em dados sobre o problema da elaboração do planejamento de TI

apresentando causa, fenômeno e consequência;

OE2: Selecionar as melhores práticas de

planejamento de TI aplicáveis à teoria obtida.

METODOLOGIA

METODOLOGIA

Abordagem qualitativa:

Útil para compreender, de forma abrangente, um fenômeno;

Imersão do pesquisador -> dados mais ricos e informativos [9] .

METODOLOGIA

Grounded Theory:

Método indutivo qualitativo [1] ;

Gerar, elaborar e validar teorias substantivas sobre fenômenos ou processos sociais [4] ;

Resultados fundamentados nos dados [1] ;

METODOLOGIA

Grounded Theory:

Método indutivo qualitativo [1] ;

Gerar, elaborar e validar teorias substantivas sobre fenômenos ou processos sociais [4] ;

Resultados fundamentados nos dados [1] ;

Realidade

fenômenos ou processos sociais [ 4 ] ; Resultados fundamentados nos dados [ 1 ] ;

Dados

fenômenos ou processos sociais [ 4 ] ; Resultados fundamentados nos dados [ 1 ] ;

Teoria

METODOLOGIA

Grounded Theory:

Método indutivo qualitativo [1] ;

Gerar, elaborar e validar teorias substantivas sobre fenômenos ou processos sociais [4] ;

Resultados fundamentados nos dados [1] ;

Realidade

ou processos sociais [ 4 ] ; Resultados fundamentados nos dados [ 1 ] ; Realidade

Dados

Realidade Teoria
Realidade
Teoria

PROCESSO DE PESQUISA

PROCESSO DE PESQUISA

PROCESSO DE PESQUISA 26

COLETA DE DADOS

Coleta de dados

Coleta de dados 28

Coleta de dados

Coleta de dados - IFs e UFs - Gestão de TI - Elaboração PDTI 29
Coleta de dados - IFs e UFs - Gestão de TI - Elaboração PDTI 29

- IFs e UFs

- Gestão de TI

- Elaboração PDTI

Coleta de dados

Coleta de dados - Objetivas - Dissertativas 30
Coleta de dados - Objetivas - Dissertativas 30

-

Objetivas

-

Dissertativas

Coleta de dados

Coleta de dados 37 IFES (35,5%) 53 Respondentes 31

37 IFES (35,5%)

53 Respondentes

ANÁLISE

Análise

Análise 33

Análise Grounded Theory

CODIFICAÇÃO

aberta

Análise – Grounded Theory CODIFICAÇÃO aberta axial s e l e t i v a 34

axial

Análise – Grounded Theory CODIFICAÇÃO aberta axial s e l e t i v a 34

seletiva

Análise Grounded Theory

CODIFICAÇÃO

aberta

axial seletiva
axial
seletiva
Análise – Grounded Theory CODIFICAÇÃO aberta axial seletiva 35
Análise – Grounded Theory CODIFICAÇÃO aberta axial seletiva 35
Análise – Grounded Theory CODIFICAÇÃO aberta axial seletiva 35
Análise – Grounded Theory CODIFICAÇÃO aberta axial seletiva 35

35

Análise Grounded Theory

CODIFICAÇÃO

aberta
aberta

axial

seletiva
seletiva
Análise – Grounded Theory CODIFICAÇÃO aberta axial seletiva 36

36

Análise Grounded Theory

CODIFICAÇÃO

aberta axial
aberta
axial

seletiva

Análise – Grounded Theory CODIFICAÇÃO aberta axial s e l e t i v a 37

37

RESULTADOS (OE1):

Teorias Fundamentadas

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas

Grupo 1 (Sem PDTI) - Esquema teórico:

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas  Grupo 1 (Sem PDTI) - Esquema teórico: 39

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas

Grupo 1 (Sem PDTI) - Esquema teórico simplificado:

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas  Grupo 1 (Sem PDTI) - Esquema teórico simplificado: 40

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas

Grupo 1 (Sem PDTI) Paradigma causal:

Condição causal: Nível baixo de maturidade em gestão

Condição causal: Nível baixo de maturidade em gestão Fenômeno: Estratégias de TI deficientes Consequência:

Fenômeno: Estratégias de TI deficientes

de maturidade em gestão Fenômeno: Estratégias de TI deficientes Consequência: Ausência de planejamento de TI 41

Consequência: Ausência de planejamento de TI

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas

Grupo 2 (Com PDTI) - Esquema teórico:

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas  Grupo 2 (Com PDTI) - Esquema teórico: 42

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas

Grupo 2 (Com PDTI) - Esquema teórico simplificado:

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas  Grupo 2 (Com PDTI) - Esquema teórico simplificado: 43

RESULTADOS: Teorias Fundamentadas

Grupo 2 (Com PDTI) Paradigma causal:

Condição causal: A tríade [problemas de cultura organizacional + TI não reconhecida estrategicamente + problemas com recursos humanos]

estrategicamente + problemas com recursos humanos] Fenômeno: Problemas na participação das áreas de

Fenômeno: Problemas na participação das áreas de

negócio

Problemas na participação das áreas de negócio Consequência: Dificuldades na elaboração do planejamento

Consequência: Dificuldades na elaboração do

planejamento e PDTI com deficiências.

AVALIAÇÃO

Avaliação das Teorias

Avaliação das Teorias 46

Avaliação das Teorias

Avaliação das Teorias Discordo totalmente Concordo totalmente 47
Avaliação das Teorias Discordo totalmente Concordo totalmente 47
Avaliação das Teorias Discordo totalmente Concordo totalmente 47
Avaliação das Teorias Discordo totalmente Concordo totalmente 47
Avaliação das Teorias Discordo totalmente Concordo totalmente 47

Discordo

totalmente

Concordo

totalmente

Avaliação das Teorias

Avaliação dos Resultados:

Teoria 1: 100% de aderência

Teoria 2: 79,3% de aderência

 Teoria 1: 100% de aderência  Teoria 2: 79,3% de aderência concordam parcialmente + concordam

concordam parcialmente + concordam totalmente

Avaliação das Teorias

Avaliação dos Resultados:

Teoria 1: 100% de aderência

Teoria 2: 79,3% de aderência

Teoria 1: 0% de rejeição

Teoria 2: 0% de rejeição

concordam parcialmente + concordam totalmente Teoria 1: 0% de rejeição  Teoria 2: 0% de rejeição discordam parcialmente + discordam

Teoria 2: 0% de rejeição concordam parcialmente + concordam totalmente discordam parcialmente + discordam totalmente 49

discordam parcialmente +

discordam totalmente

Avaliação das Teorias

Avaliação dos Resultados:

Teoria 1: 100% de aderência

Teoria 2: 79,3% de aderência

Teoria 1: 0% de rejeição

Teoria 2: 0% de rejeição

Teoria 1: 0% de rejeição  Teoria 2: 0% de rejeição concordam parcialmente + concordam totalmente

concordam parcialmente + concordam totalmente Teoria 1: 0% de rejeição  Teoria 2: 0% de rejeição discordam parcialmente + discordam

Teoria 2: 0% de rejeição concordam parcialmente + concordam totalmente discordam parcialmente + discordam totalmente 50

discordam parcialmente +

discordam totalmente

SELEÇÃO DAS MELHORES

PRÁTICAS

Seleção das Melhores Práticas

Seleção das Melhores Práticas 52

Seleção das Melhores Práticas

MMPE-SI/TI Gov [8]

MP-01 Processo W MP-02 Processo X MP-03 Processo Y Processo Z MP-04 MP-05 MP-06 Processos
MP-01
Processo W
MP-02
Processo X
MP-03
Processo Y
Processo Z
MP-04
MP-05
MP-06
Processos do
MMPE-SI/TI (Gov)
Banco de Melhores Práticas
de Planejamento de TI

MMPE-SI/TI (Gov)

Seleção das Melhores Práticas

Teorias Fundamentadas + MMPE-SI/TI Gov [8]

Condição causal Fenômeno
Condição
causal
Fenômeno

Elementos da Teoria

Fundamentada nos Dados

MP-01 Processo W MP-02 Processo X MP-03 Processo Y Processo Z MP-04 MP-05 MP-06 Processos
MP-01
Processo W
MP-02
Processo X
MP-03
Processo Y
Processo Z
MP-04
MP-05
MP-06
Processos do
MMPE-SI/TI (Gov)
Banco de Melhores Práticas
de Planejamento de TI

MMPE-SI/TI (Gov)

Seleção das Melhores Práticas

“Sintomas” de problema

Seleção das Melhores Práticas “Sintomas” de problema Condição causal Fenômeno Elementos da Teoria Fundamentada
Condição causal Fenômeno
Condição
causal
Fenômeno

Elementos da Teoria

Fundamentada nos Dados

“Antídotos” MP-01 Processo W MP-02 Processo X MP-03 Processo Y Processo Z MP-04 MP-05 MP-06
“Antídotos”
MP-01
Processo W
MP-02
Processo X
MP-03
Processo Y
Processo Z
MP-04
MP-05
MP-06

Processos do MMPE-SI/TI (Gov)

Banco de Melhores Práticas de Planejamento de TI

MMPE-SI/TI (Gov)

Seleção das Melhores Práticas

MP-01 Processo W MP-02 Condição Processo X MP-03 Processo Y Processo Z MP-04 causal MP-05
MP-01
Processo W
MP-02
Condição
Processo X
MP-03
Processo Y
Processo Z
MP-04
causal
MP-05
Fenômeno
MP-06
Elementos da Teoria
Fundamentada nos Dados
Processos do
MMPE-SI/TI (Gov)
Banco de Melhores Práticas
de Planejamento de TI

MMPE-SI/TI (Gov)

Seleção das Melhores Práticas

aberta

Seleção das Melhores Práticas aberta axial 57

axial

Seleção das Melhores Práticas

aberta

axial
axial

PROCESSOS = Categorias RE = Propriedades

Seleção das Melhores Práticas aberta axial PROCESSOS = Categorias RE = Propriedades 58

Seleção das Melhores Práticas

aberta
aberta

axial

Seleção das Melhores Práticas aberta axial ? ? ? 59

???

Seleção das Melhores Práticas aberta axial ? ? ? 59

Seleção das Melhores Práticas

aberta
aberta

axial

contradicts
contradicts

RESULTADOS (OE2):

Melhores Práticas Selecionadas

Melhores Práticas Selecionadas

Grupo 1

Melhores Práticas Selecionadas  Grupo 1 62

Melhores Práticas Selecionadas

Grupo 2

Melhores Práticas Selecionadas  Grupo 2 63

Melhores Práticas Selecionadas

5 Processos

48 Melhores Práticas

TRABALHOS RELACIONADOS

TRABALHOS RELACIONADOS

Selecionados:

PAULA, L. G. d. Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação em Instituições Federais de

Ensino Superior: Construindo Uma Abordagem Através

De Pesquisa-Ação na Unirio. Dissertação (Mestrado) Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, 2012

TRABALHOS RELACIONADOS

Selecionados:

BARROS, F. G. Percepções dos Dirigentes de TI sobre a Formulação e Implementação de Estratégias e Planos de TI nos Órgãos da Administração Direta do Poder

Executivo Federal. Dissertação (Mestrado) Universidade Católica de Brasília, 2013

TRABALHOS RELACIONADOS

Selecionados:

PRANDO, E. C. GESTÃO ESTRATÉGICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) NO SERVIÇO PÚBLICO: Estudo de caso do Comitê Gestor de Tecnologia da Informação (TI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de

São Paulo (IFSP). Dissertação (Mestrado) Universidade Federal de São Carlos, 2015

TRABALHOS RELACIONADOS

Fatores que influenciam no (in)sucesso do PDTI;

Métodos distintos, porém qualitativos;

Soluções (não) propostas.

TRABALHOS RELACIONADOS

Não contemplam:

Compreender os fatores influenciadores de forma abrangente (e generalizável);

Fundamentação empírica;

Relação entre os fatores: causa -> consequência;

Conhecida a causa: propostas de soluções eficazes.

LIMITAÇÕES

LIMITAÇÕES

Coleta: amostragem de mesmo nicho;

Amostragem dos respondentes: são/foram da TI;

Primeiro contato com Grounded Theory;

Avaliação das teorias não atingiu totalidade da amostragem.

CONTRIBUIÇÕES

CONTRIBUIÇÕES

Teorias substanciais que permitem compreender os

fatores que restringem a elaboração e a qualidade do PDTI;

Seleção das melhores práticas que podem minimizar os elementos causais do problema;

Trabalhos relacionados à mesma problemática;

CONTRIBUIÇÕES

Aplicou-se, pela primeira vez, o método Grounded

Theory com o intuito de compreender o problema de planejamento de TI nas instituições públicas

federais brasileiras (todo o processo está

documentado);

Insumos para melhor emprego do orçamento

destinado à TI e melhoria dos serviços de TI prestados na APF.

TRABALHOS FUTUROS

TRABALHOS FUTUROS

Teoria fundamentada sob a perspectiva das áreas de

negócio;

Avaliação da aderência das teorias em organizações

públicas de outros nichos;

Método de aplicação das melhores práticas selecionadas;

Estudo de caso para analisar resultados de instituições

que aplicaram as MP.

REFERÊNCIAS

[1] R. Bandeira de Mello and C. Cunha. Operacionalizando o método da grounded theory nas pesquisas em estratégia. 2003.

[2] BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Oficial da União, out 1988.

[ 3] Y. E. Chan, R. Sabherwal , and J. B. Thatcher. Antecedents and outcomes of strategic is alignment:

an empirical investigation. IEEE Transactions, 2006.

[ 4] T. Conte, R. Cabral, and G. H. Travassos. Aplicando

grounded theory na análise qualitativa de um estudo de observação em engenharia de software um relato de experiência. In V WOSES, 2009.

[5] EARL, M. J. Management strategies for information

technology. [S.l.]: Prentice-Hall, Inc., 1989.

[6] L. Kappelman , E. McLean , and V. Johnson. The 2016 sim it key issues and trends study. Society for Information Management, 2015.

[8] TEIXEIRA FILHO, J. G. A. MMPE-SI/TI (Gov)-Modelo de Maturidade para Planejamento Estratégico de SI/TI. Tese (Doutorado) UFPE, Recife, 2010.

[7] D. A. Rezende. Planejamento de sistemas de informação e informática: guia prático para planejar a tecnologia da informação integrada ao planejamento estratégico das organizações. Atlas, 2008.

[9] C. B. Seaman. Qualitative methods. In Guide to advanced empirical software engineering. 2008.

[10] SLTI. Estratégia Geral de TI, 2008.

[11] SISP/MPOG. Guia de PDTI do SISP. 2015.

[12] TCU. Tribunal de Contas da União - Perfil GovTI. http://goo.gl/Q97Plh, 2014. Acesso em 02 dez 2015.

[13] SLTI/MPOG. Estratégia de Governança Digital.

2016.

[14] HAZAN, C. Definição de uma metodologia para elaboração de pdti baseada no framework de zachman. Belo Horizonte: WCGE, 2010

[15] SLTI/MPOG. Instrução Normativa n4, de 19 de

maio de 2008.

78

Uma Investigação sobre as Dificuldades

de Planejamento de TI em Instituições

Públicas Brasileiras:

Uma abordagem com teoria fundamentada em dados

Plínio Antunes Garcia (mestrando)

pag2@cin.ufpe.br

Vinicius Cardoso Garcia (orientador)

vcg@cin.ufpe.br

em dados Plínio Antunes Garcia (mestrando) pag2@cin.ufpe.br Vinicius Cardoso Garcia (orientador) vcg@cin.ufpe.br