Você está na página 1de 5

23/11/2016

A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito

Quarta-feira, 23 de Novembro de 2016

ISSN 1519-7670 - Ano 19 - nº926

Edição nº 926 Edição nº 925 Edição nº 924 Edição nº 923 Edição nº 922 Anteriores
Edição nº 926
Edição nº 925
Edição nº 924
Edição nº 923
Edição nº 922
Anteriores >>
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerObservatório Seções OI na TV Vídeos OI OI no Rádio Blogs OI Serviços Contato Edição nº 926 Edição nº 925 Edição nº 924 Edição nº 923 Edição nº 922 Anteriores >> Busca avançada POLÍTICA INTERNACIONAL > TRUMP,BERLUSCONI,BOLSONARO A ascensão do populismo conservador Por Rui Martins em 15/11/2016 na edição 926 Publicado originalmente no site Correio do Brasil , 13/11/2016 2 comentários O choque causado pela vitória de Trump foi internacional e só agora começamos a nos recuperar. Mas não foi uma vitória inédita de um demagogo sintetizando sexismo, machismo, falcatruas, mentiras e muita cara de pau. O italiano Silvio Berlusconi era tudo isso e reunia a maioria da população com seu movimento populista Força Itália. Berlusconi era o deboche dos princípios éticos e atraía pobres e classe média apesar de milionário, sonegador e corrupto. No Brasil, já houve precursores populistas de Trump, criadores e aplicadores do lema “rouba mas faz”, como Adhemar de Barros e Paulo Maluf, capazes de ganhar eleições e existe um candidato a Trump brasileiro, cujas declarações vão bem além das proferidas pelo americano Trump na campanha eleitoral. Representante da extrema­direita brasileira, Jair Bolsonaro é homofóbico, machista, arruaceiro, antidemocrático, racista, para citar apenas algumas de suas “qualidades” e, mesmo assim ou por isso mesmo, vem sendo considerado um sério candidato à presidência. Entre nós brasileiros, as revelações do processo Lava Jato criaram a descrença geral nos políticos e nos pretensos líderes da esquerda, abrindo caminho para líderes de linguagem populista nazifascista. A falta de uma autocrítica do PT, preferindo continuar a utilizar a mentira de uma pretensa inocência diante das acusações de corrupção contra seus líderes, reforça a imagem popular de serem falsos e ladrões todos os políticos, num enorme desserviço à democracia, do qual participam, infelizmente, numeroso ditos “intelectuais”. A vitória de Trump reforça, na Europa, os movimentos nacionalistas contrários à União Européia, principalmente na França, onde a candidatura da extremista de direita Marine Le Pen, passou a ser considerada como capaz de chegar facilmente ao segundo­turno das eleições presidenciais, dentro de alguns meses, e se aproximar perigosamente de uma vitória. A título de ilustração do risco e penetração de Jair Bolsonaro junto aos eleitores conservadores e decepcionados, reproduzo uma coletânea de suas frases compiladas pelos estudantes Fernando Paladini e Guilherme Eufrasio, ambos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Essas frases refletem o pensamento escondido de muitos brasileiros, ainda racistas, homofóbicos, sexistas machistas, militaristas e mesmo nazifascistas: 1. “O erro da ditadura foi torturar e não matar.” (Jair Bolsonaro, em discussão com manifestantes) 2. “Pinochet devia ter matado mais gente.” (Bolsonaro sobre a ditadura chilena de Augusto Pinochet. Disponível na revista Veja, edição 1575, de 2 de Dezembro de 1998 – Página 39) 3. “Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí.” (Jair Bolsonaro em entrevista sobre homossexualidade na revista Playboy) 4. “Não te estupro porque você não merece.” (Jair Messias Bolsonaro, para a deputada federal Maria do Rosário) 5. “Eu não corro esse risco, meus filhos foram muito bem educados” (Bolsonaro para Preta Gil, sobre o que faria se seus filhos se relacionassem com uma mulher negra ou com homossexuais) Curadoria de Notícias Redes sociais revolucionam cobertura de eleições Textos recomendados Facebook e Twitter passaram a disputar com as grandes redes de TV as principais atenções de políticos e eleitores, como cou evidente na convenção do Partido Republicano, nos EUA. Saiba mais Filme de Oliver Stone sobre Snowden estreia em setembro Textos recomendados Depois de muitas peripécias técnicas e politicas, o lme do diretor Oliver Stone sobre o autor do mais badalado vazamento de segredos norte-americanos vai para as telas de cinemas em meados de setembro. Saiba mais Mulheres jornalistas lançam portal Catarinas Textos recomendados O Catarinas é o primeiro portal de noticias online sobre a situação da mulher no Brasil. Saiba mais Delegado insiste na censura a blog jornalístico Textos recomendados O repórter independente Marcelo Auler, responsável pelo blog que leva o seu nome, voltou a ser alvo de uma ação judicial movida pelo delegado da Polícia Federal, Maurício Moscardi Grillo. Saiba mais Jornais abandonam acesso pago por 6 razões Textos recomendados Uma pesquisa divulgada pelo American Press Institute mostrou porque a maioria dos jornais que optaram pelo acesso pago já o abandonaram de forma provisória ou denitiva Saiba mais As notícias podem infartar? Textos recomendados A imprensa foi responsabilizada pelo aumento, nos Estados Unidos, do número de enfartos sofridos por http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/                                 1/5 " id="pdf-obj-0-54" src="pdf-obj-0-54.jpg">
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerObservatório Seções OI na TV Vídeos OI OI no Rádio Blogs OI Serviços Contato Edição nº 926 Edição nº 925 Edição nº 924 Edição nº 923 Edição nº 922 Anteriores >> Busca avançada POLÍTICA INTERNACIONAL > TRUMP,BERLUSCONI,BOLSONARO A ascensão do populismo conservador Por Rui Martins em 15/11/2016 na edição 926 Publicado originalmente no site Correio do Brasil , 13/11/2016 2 comentários O choque causado pela vitória de Trump foi internacional e só agora começamos a nos recuperar. Mas não foi uma vitória inédita de um demagogo sintetizando sexismo, machismo, falcatruas, mentiras e muita cara de pau. O italiano Silvio Berlusconi era tudo isso e reunia a maioria da população com seu movimento populista Força Itália. Berlusconi era o deboche dos princípios éticos e atraía pobres e classe média apesar de milionário, sonegador e corrupto. No Brasil, já houve precursores populistas de Trump, criadores e aplicadores do lema “rouba mas faz”, como Adhemar de Barros e Paulo Maluf, capazes de ganhar eleições e existe um candidato a Trump brasileiro, cujas declarações vão bem além das proferidas pelo americano Trump na campanha eleitoral. Representante da extrema­direita brasileira, Jair Bolsonaro é homofóbico, machista, arruaceiro, antidemocrático, racista, para citar apenas algumas de suas “qualidades” e, mesmo assim ou por isso mesmo, vem sendo considerado um sério candidato à presidência. Entre nós brasileiros, as revelações do processo Lava Jato criaram a descrença geral nos políticos e nos pretensos líderes da esquerda, abrindo caminho para líderes de linguagem populista nazifascista. A falta de uma autocrítica do PT, preferindo continuar a utilizar a mentira de uma pretensa inocência diante das acusações de corrupção contra seus líderes, reforça a imagem popular de serem falsos e ladrões todos os políticos, num enorme desserviço à democracia, do qual participam, infelizmente, numeroso ditos “intelectuais”. A vitória de Trump reforça, na Europa, os movimentos nacionalistas contrários à União Européia, principalmente na França, onde a candidatura da extremista de direita Marine Le Pen, passou a ser considerada como capaz de chegar facilmente ao segundo­turno das eleições presidenciais, dentro de alguns meses, e se aproximar perigosamente de uma vitória. A título de ilustração do risco e penetração de Jair Bolsonaro junto aos eleitores conservadores e decepcionados, reproduzo uma coletânea de suas frases compiladas pelos estudantes Fernando Paladini e Guilherme Eufrasio, ambos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Essas frases refletem o pensamento escondido de muitos brasileiros, ainda racistas, homofóbicos, sexistas machistas, militaristas e mesmo nazifascistas: 1. “O erro da ditadura foi torturar e não matar.” (Jair Bolsonaro, em discussão com manifestantes) 2. “Pinochet devia ter matado mais gente.” (Bolsonaro sobre a ditadura chilena de Augusto Pinochet. Disponível na revista Veja, edição 1575, de 2 de Dezembro de 1998 – Página 39) 3. “Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí.” (Jair Bolsonaro em entrevista sobre homossexualidade na revista Playboy) 4. “Não te estupro porque você não merece.” (Jair Messias Bolsonaro, para a deputada federal Maria do Rosário) 5. “Eu não corro esse risco, meus filhos foram muito bem educados” (Bolsonaro para Preta Gil, sobre o que faria se seus filhos se relacionassem com uma mulher negra ou com homossexuais) Curadoria de Notícias Redes sociais revolucionam cobertura de eleições Textos recomendados Facebook e Twitter passaram a disputar com as grandes redes de TV as principais atenções de políticos e eleitores, como cou evidente na convenção do Partido Republicano, nos EUA. Saiba mais Filme de Oliver Stone sobre Snowden estreia em setembro Textos recomendados Depois de muitas peripécias técnicas e politicas, o lme do diretor Oliver Stone sobre o autor do mais badalado vazamento de segredos norte-americanos vai para as telas de cinemas em meados de setembro. Saiba mais Mulheres jornalistas lançam portal Catarinas Textos recomendados O Catarinas é o primeiro portal de noticias online sobre a situação da mulher no Brasil. Saiba mais Delegado insiste na censura a blog jornalístico Textos recomendados O repórter independente Marcelo Auler, responsável pelo blog que leva o seu nome, voltou a ser alvo de uma ação judicial movida pelo delegado da Polícia Federal, Maurício Moscardi Grillo. Saiba mais Jornais abandonam acesso pago por 6 razões Textos recomendados Uma pesquisa divulgada pelo American Press Institute mostrou porque a maioria dos jornais que optaram pelo acesso pago já o abandonaram de forma provisória ou denitiva Saiba mais As notícias podem infartar? Textos recomendados A imprensa foi responsabilizada pelo aumento, nos Estados Unidos, do número de enfartos sofridos por http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/                                 1/5 " id="pdf-obj-0-58" src="pdf-obj-0-58.jpg">
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerObservatório Seções OI na TV Vídeos OI OI no Rádio Blogs OI Serviços Contato Edição nº 926 Edição nº 925 Edição nº 924 Edição nº 923 Edição nº 922 Anteriores >> Busca avançada POLÍTICA INTERNACIONAL > TRUMP,BERLUSCONI,BOLSONARO A ascensão do populismo conservador Por Rui Martins em 15/11/2016 na edição 926 Publicado originalmente no site Correio do Brasil , 13/11/2016 2 comentários O choque causado pela vitória de Trump foi internacional e só agora começamos a nos recuperar. Mas não foi uma vitória inédita de um demagogo sintetizando sexismo, machismo, falcatruas, mentiras e muita cara de pau. O italiano Silvio Berlusconi era tudo isso e reunia a maioria da população com seu movimento populista Força Itália. Berlusconi era o deboche dos princípios éticos e atraía pobres e classe média apesar de milionário, sonegador e corrupto. No Brasil, já houve precursores populistas de Trump, criadores e aplicadores do lema “rouba mas faz”, como Adhemar de Barros e Paulo Maluf, capazes de ganhar eleições e existe um candidato a Trump brasileiro, cujas declarações vão bem além das proferidas pelo americano Trump na campanha eleitoral. Representante da extrema­direita brasileira, Jair Bolsonaro é homofóbico, machista, arruaceiro, antidemocrático, racista, para citar apenas algumas de suas “qualidades” e, mesmo assim ou por isso mesmo, vem sendo considerado um sério candidato à presidência. Entre nós brasileiros, as revelações do processo Lava Jato criaram a descrença geral nos políticos e nos pretensos líderes da esquerda, abrindo caminho para líderes de linguagem populista nazifascista. A falta de uma autocrítica do PT, preferindo continuar a utilizar a mentira de uma pretensa inocência diante das acusações de corrupção contra seus líderes, reforça a imagem popular de serem falsos e ladrões todos os políticos, num enorme desserviço à democracia, do qual participam, infelizmente, numeroso ditos “intelectuais”. A vitória de Trump reforça, na Europa, os movimentos nacionalistas contrários à União Européia, principalmente na França, onde a candidatura da extremista de direita Marine Le Pen, passou a ser considerada como capaz de chegar facilmente ao segundo­turno das eleições presidenciais, dentro de alguns meses, e se aproximar perigosamente de uma vitória. A título de ilustração do risco e penetração de Jair Bolsonaro junto aos eleitores conservadores e decepcionados, reproduzo uma coletânea de suas frases compiladas pelos estudantes Fernando Paladini e Guilherme Eufrasio, ambos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Essas frases refletem o pensamento escondido de muitos brasileiros, ainda racistas, homofóbicos, sexistas machistas, militaristas e mesmo nazifascistas: 1. “O erro da ditadura foi torturar e não matar.” (Jair Bolsonaro, em discussão com manifestantes) 2. “Pinochet devia ter matado mais gente.” (Bolsonaro sobre a ditadura chilena de Augusto Pinochet. Disponível na revista Veja, edição 1575, de 2 de Dezembro de 1998 – Página 39) 3. “Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí.” (Jair Bolsonaro em entrevista sobre homossexualidade na revista Playboy) 4. “Não te estupro porque você não merece.” (Jair Messias Bolsonaro, para a deputada federal Maria do Rosário) 5. “Eu não corro esse risco, meus filhos foram muito bem educados” (Bolsonaro para Preta Gil, sobre o que faria se seus filhos se relacionassem com uma mulher negra ou com homossexuais) Curadoria de Notícias Redes sociais revolucionam cobertura de eleições Textos recomendados Facebook e Twitter passaram a disputar com as grandes redes de TV as principais atenções de políticos e eleitores, como cou evidente na convenção do Partido Republicano, nos EUA. Saiba mais Filme de Oliver Stone sobre Snowden estreia em setembro Textos recomendados Depois de muitas peripécias técnicas e politicas, o lme do diretor Oliver Stone sobre o autor do mais badalado vazamento de segredos norte-americanos vai para as telas de cinemas em meados de setembro. Saiba mais Mulheres jornalistas lançam portal Catarinas Textos recomendados O Catarinas é o primeiro portal de noticias online sobre a situação da mulher no Brasil. Saiba mais Delegado insiste na censura a blog jornalístico Textos recomendados O repórter independente Marcelo Auler, responsável pelo blog que leva o seu nome, voltou a ser alvo de uma ação judicial movida pelo delegado da Polícia Federal, Maurício Moscardi Grillo. Saiba mais Jornais abandonam acesso pago por 6 razões Textos recomendados Uma pesquisa divulgada pelo American Press Institute mostrou porque a maioria dos jornais que optaram pelo acesso pago já o abandonaram de forma provisória ou denitiva Saiba mais As notícias podem infartar? Textos recomendados A imprensa foi responsabilizada pelo aumento, nos Estados Unidos, do número de enfartos sofridos por http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/                                 1/5 " id="pdf-obj-0-60" src="pdf-obj-0-60.jpg">

POLÍTICA INTERNACIONAL > TRUMP,BERLUSCONI,BOLSONARO

A ascensão do populismo conservador

Por Rui Martins em 15/11/2016 na edição 926

Publicado originalmente no site Correio do Brasil, 13/11/2016

2
2

comentários

O choque causado pela vitória de Trump foi internacional e só agora começamos a nos recuperar. Mas não foi uma vitória inédita de um demagogo sintetizando sexismo, machismo, falcatruas, mentiras e muita cara de pau.

O italiano Silvio Berlusconi era tudo isso e reunia a maioria da população com seu movimento populista Força Itália. Berlusconi era o deboche dos princípios éticos e atraía pobres e classe média apesar de milionário, sonegador e corrupto.

No Brasil, já houve precursores populistas de Trump, criadores e aplicadores do lema “rouba mas faz”, como Adhemar de Barros e Paulo Maluf, capazes de ganhar eleições e existe um candidato a Trump brasileiro, cujas declarações vão bem além das proferidas pelo americano Trump na campanha eleitoral.

Representante da extrema­direita brasileira, Jair Bolsonaro é homofóbico, machista, arruaceiro, antidemocrático, racista, para citar apenas algumas de suas “qualidades” e, mesmo assim ou por isso mesmo, vem sendo considerado um sério candidato à presidência.

Entre nós brasileiros, as revelações do processo Lava Jato criaram a descrença geral nos políticos e nos pretensos líderes da esquerda, abrindo caminho para líderes de linguagem populista nazifascista.

A falta de uma autocrítica do PT, preferindo continuar a utilizar a mentira de uma pretensa inocência diante das acusações de corrupção contra seus líderes, reforça a imagem popular de serem falsos e ladrões todos os políticos, num enorme desserviço à democracia, do qual participam, infelizmente, numeroso ditos “intelectuais”.

A vitória de Trump reforça, na Europa, os movimentos nacionalistas contrários à União Européia, principalmente na França, onde a candidatura da extremista de direita Marine Le Pen, passou a ser considerada como capaz de chegar facilmente ao segundo­turno das eleições presidenciais, dentro de alguns meses, e se aproximar perigosamente de uma vitória.

A título de ilustração do risco e penetração de Jair Bolsonaro junto aos eleitores conservadores e decepcionados, reproduzo uma coletânea de suas frases compiladas pelos estudantes Fernando Paladini e Guilherme Eufrasio, ambos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Essas frases refletem o pensamento escondido de muitos brasileiros, ainda racistas, homofóbicos, sexistas machistas, militaristas e mesmo nazifascistas:

1.

“O erro da ditadura foi torturar e não matar.” (Jair Bolsonaro, em discussão com

manifestantes)

2.

“Pinochet devia ter matado mais gente.” (Bolsonaro sobre a ditadura chilena de Augusto

Pinochet. Disponível na revista Veja, edição 1575, de 2 de Dezembro de 1998 – Página 39)

3.

“Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra num acidente do

que apareça com um bigodudo por aí.” (Jair Bolsonaro em entrevista sobre homossexualidade na

 

revista Playboy)

4.

“Não te estupro porque você não merece.” (Jair Messias Bolsonaro, para a deputada federal

Maria do Rosário)

5.

“Eu não corro esse risco, meus filhos foram muito bem educados” (Bolsonaro para Preta Gil,

sobre o que faria se seus filhos se relacionassem com uma mulher negra ou com homossexuais)

23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerObservatório Seções OI na TV Vídeos OI OI no Rádio Blogs OI Serviços Contato Edição nº 926 Edição nº 925 Edição nº 924 Edição nº 923 Edição nº 922 Anteriores >> Busca avançada POLÍTICA INTERNACIONAL > TRUMP,BERLUSCONI,BOLSONARO A ascensão do populismo conservador Por Rui Martins em 15/11/2016 na edição 926 Publicado originalmente no site Correio do Brasil , 13/11/2016 2 comentários O choque causado pela vitória de Trump foi internacional e só agora começamos a nos recuperar. Mas não foi uma vitória inédita de um demagogo sintetizando sexismo, machismo, falcatruas, mentiras e muita cara de pau. O italiano Silvio Berlusconi era tudo isso e reunia a maioria da população com seu movimento populista Força Itália. Berlusconi era o deboche dos princípios éticos e atraía pobres e classe média apesar de milionário, sonegador e corrupto. No Brasil, já houve precursores populistas de Trump, criadores e aplicadores do lema “rouba mas faz”, como Adhemar de Barros e Paulo Maluf, capazes de ganhar eleições e existe um candidato a Trump brasileiro, cujas declarações vão bem além das proferidas pelo americano Trump na campanha eleitoral. Representante da extrema­direita brasileira, Jair Bolsonaro é homofóbico, machista, arruaceiro, antidemocrático, racista, para citar apenas algumas de suas “qualidades” e, mesmo assim ou por isso mesmo, vem sendo considerado um sério candidato à presidência. Entre nós brasileiros, as revelações do processo Lava Jato criaram a descrença geral nos políticos e nos pretensos líderes da esquerda, abrindo caminho para líderes de linguagem populista nazifascista. A falta de uma autocrítica do PT, preferindo continuar a utilizar a mentira de uma pretensa inocência diante das acusações de corrupção contra seus líderes, reforça a imagem popular de serem falsos e ladrões todos os políticos, num enorme desserviço à democracia, do qual participam, infelizmente, numeroso ditos “intelectuais”. A vitória de Trump reforça, na Europa, os movimentos nacionalistas contrários à União Européia, principalmente na França, onde a candidatura da extremista de direita Marine Le Pen, passou a ser considerada como capaz de chegar facilmente ao segundo­turno das eleições presidenciais, dentro de alguns meses, e se aproximar perigosamente de uma vitória. A título de ilustração do risco e penetração de Jair Bolsonaro junto aos eleitores conservadores e decepcionados, reproduzo uma coletânea de suas frases compiladas pelos estudantes Fernando Paladini e Guilherme Eufrasio, ambos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Essas frases refletem o pensamento escondido de muitos brasileiros, ainda racistas, homofóbicos, sexistas machistas, militaristas e mesmo nazifascistas: 1. “O erro da ditadura foi torturar e não matar.” (Jair Bolsonaro, em discussão com manifestantes) 2. “Pinochet devia ter matado mais gente.” (Bolsonaro sobre a ditadura chilena de Augusto Pinochet. Disponível na revista Veja, edição 1575, de 2 de Dezembro de 1998 – Página 39) 3. “Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí.” (Jair Bolsonaro em entrevista sobre homossexualidade na revista Playboy) 4. “Não te estupro porque você não merece.” (Jair Messias Bolsonaro, para a deputada federal Maria do Rosário) 5. “Eu não corro esse risco, meus filhos foram muito bem educados” (Bolsonaro para Preta Gil, sobre o que faria se seus filhos se relacionassem com uma mulher negra ou com homossexuais) Curadoria de Notícias Redes sociais revolucionam cobertura de eleições Textos recomendados Facebook e Twitter passaram a disputar com as grandes redes de TV as principais atenções de políticos e eleitores, como cou evidente na convenção do Partido Republicano, nos EUA. Saiba mais Filme de Oliver Stone sobre Snowden estreia em setembro Textos recomendados Depois de muitas peripécias técnicas e politicas, o lme do diretor Oliver Stone sobre o autor do mais badalado vazamento de segredos norte-americanos vai para as telas de cinemas em meados de setembro. Saiba mais Mulheres jornalistas lançam portal Catarinas Textos recomendados O Catarinas é o primeiro portal de noticias online sobre a situação da mulher no Brasil. Saiba mais Delegado insiste na censura a blog jornalístico Textos recomendados O repórter independente Marcelo Auler, responsável pelo blog que leva o seu nome, voltou a ser alvo de uma ação judicial movida pelo delegado da Polícia Federal, Maurício Moscardi Grillo. Saiba mais Jornais abandonam acesso pago por 6 razões Textos recomendados Uma pesquisa divulgada pelo American Press Institute mostrou porque a maioria dos jornais que optaram pelo acesso pago já o abandonaram de forma provisória ou denitiva Saiba mais As notícias podem infartar? Textos recomendados A imprensa foi responsabilizada pelo aumento, nos Estados Unidos, do número de enfartos sofridos por http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/                                 1/5 " id="pdf-obj-0-141" src="pdf-obj-0-141.jpg">

Curadoria de Notícias

Textos recomendados

Textos recomendados

Textos recomendados

Textos recomendados

Textos recomendados

Textos recomendados

23/11/2016

A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito

  • 6. “A PM devia ter matado 1.000 e não 111 presos.” (Bolsonaro, sobre o Massacre do Carandiru)

  • 7. “Não vou combater nem discriminar, mas, se eu vir dois homens se beijando na rua, vou bater.”

(Afirmação de Jair Bolsonaro após caçoar de FHC sobre este segurar uma bandeira com as cores

do arco­íris)

  • 8. “Você é uma idiota. Você é uma analfabeta. Está censurada!”. (Declaração irritada de Jair

Bolsonaro ao ser entrevistado pela repórter Manuela Borges, da Rede TV. A jornalista decidiu

processar o deputado após os ataques)

  • 9. “Parlamentar não deve andar de ônibus”. (Declaração publicada pelo jornal O Dia em 2013)

  • 0. “Mulher deve ganhar salário menor porque engravida” (Bolsonaro justificou a frase: “quando

ela voltar [da licença­maternidade], vai ter mais um mês de férias, ou seja, trabalhou cinco meses

em um ano”).

*** Rui Martins é jornalista e escritor. Vive na Suiça.

2
2

comentários

Todos os comentários

Mais vistos

23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-46" src="pdf-obj-1-46.jpg">
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-51" src="pdf-obj-1-51.jpg">
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-57" src="pdf-obj-1-57.jpg">
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-63" src="pdf-obj-1-63.jpg">
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-68" src="pdf-obj-1-68.jpg">

Observatório da Imprensa 20 anos

23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-75" src="pdf-obj-1-75.jpg">

Artigos recomendados

23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-80" src="pdf-obj-1-80.jpg">
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-84" src="pdf-obj-1-84.jpg">
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-88" src="pdf-obj-1-88.jpg">
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-92" src="pdf-obj-1-92.jpg">
OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais
OI no Twitter
Tweets by @observatorio
Código Aberto
VER TODOS OS ARTIGOS
A crise dos rituais
eleitorais

A crise dos rituais eleitorais

Carlos Castilho

As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais

0
0

Canais OI

23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerpessoas que abandonaram ou não iniciaram tratamentos a base de estatinas para controlar o colesterol no sangue. Saiba mais Mais vistos 1 Os cinco deslizes de Temer no Roda Viva 2 Um salto no escuro 3 Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa 4 Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento 5 O que pode mudar para o Brasil e o mundo Observatório da Imprensa 20 anos Artigos recomendados Radicalismo nas redes sociais ganha espaço com erros da imprensa O que pode mudar para o Brasil e o mundo Pensando Trump Um pan eto chamado Bolsonaro OI no Twitter Tweets by @observatorio Código Aberto VER TODOS OS ARTIGOS A crise dos rituais eleitorais Trump e o novo autoritarismo norte- americano A crise dos rituais eleitorais Carlos Castilho As eleições no Brasil e nos Estados Unidos mostraram como o eleitor está cada dia mais desiludido com os processos eleitorais, numa mudança de comportamentos capaz de alterar a forma como muitos veem a democracia Saiba mais 0 Canais OI http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 2/5 " id="pdf-obj-1-114" src="pdf-obj-1-114.jpg">

23/11/2016

A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito

OI no Facebook

Observatório da Impre… 288.839 curtidas Curtiu Compartilhar Você e outros 68 amigos curtiram isso
Observatório da Impre…
288.839 curtidas
Curtiu
Compartilhar
Você e outros 68 amigos curtiram isso

Cadastre-se e receba nossas notícias

E-mail

23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerObservatório • HistóriaObjetivos • Equipe • Contato TODAS AS SEÇÕES ARQUIVO COMPLETO 2015/2016 2016 A crise na segurança pública 2015 A tragédia de Mariana 2014 A tragédia dos refugiados 2013 Almanaque 2012 Aos leitores 2011 Armazém Literário 2010 Assessoria de Comunicação 2009 Atentados e desastres 2008 Caderno da Cidadania 2007 Caderno do Leitor 2006 Censura 2005 Checagem de informações 2004 Cidadania 2003 Ciência 2002 Ciência no Brasil 2001 Cinema 2000 cinema brasileiro 1999 Cinema e realidade social 1998 Circo da Notícia 1997 comunicação 1996 Comunicação social Congresso em Lisboa Conjuntura Econômica Conjuntura mundial Conjuntura Nacional Conjuntura política Corrupção Crise Econômica Crise na imprensa Crise política Curadoria de notícias Desenhos Falados Diálogo com Leitores Dilemas contemporâneos Dilemas da imprensa Diplomacia Pontifícia Direito de Resposta Direitos Humanos OBSERVATÓRIO NA TV HÁ 10 ANOS NO OI Imprensa dá voto de conança a Programas anteriores Vídeos dos programas Ortega OBSERVATÓRIO NO RÁDIO O gasto do governo e a preguiça da mídia Programas Anteriores Setor de mídia atrai investimento privado nos EUA A festa mestiça CÓDIGO ABERTO ONG monitora censura na web Último post Rui Araújo Arquivo completo Livro derruba mitos sobre o eucalipto Conselhos de mídia e capital social Sem dados, a realidade é mascarada >>Na pauta das eleições >>História empresarial e comunicação http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 3/5 " id="pdf-obj-2-15" src="pdf-obj-2-15.jpg">

Enviar

SIGA O OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerObservatório • HistóriaObjetivos • Equipe • Contato TODAS AS SEÇÕES ARQUIVO COMPLETO 2015/2016 2016 A crise na segurança pública 2015 A tragédia de Mariana 2014 A tragédia dos refugiados 2013 Almanaque 2012 Aos leitores 2011 Armazém Literário 2010 Assessoria de Comunicação 2009 Atentados e desastres 2008 Caderno da Cidadania 2007 Caderno do Leitor 2006 Censura 2005 Checagem de informações 2004 Cidadania 2003 Ciência 2002 Ciência no Brasil 2001 Cinema 2000 cinema brasileiro 1999 Cinema e realidade social 1998 Circo da Notícia 1997 comunicação 1996 Comunicação social Congresso em Lisboa Conjuntura Econômica Conjuntura mundial Conjuntura Nacional Conjuntura política Corrupção Crise Econômica Crise na imprensa Crise política Curadoria de notícias Desenhos Falados Diálogo com Leitores Dilemas contemporâneos Dilemas da imprensa Diplomacia Pontifícia Direito de Resposta Direitos Humanos OBSERVATÓRIO NA TV HÁ 10 ANOS NO OI Imprensa dá voto de conança a Programas anteriores Vídeos dos programas Ortega OBSERVATÓRIO NO RÁDIO O gasto do governo e a preguiça da mídia Programas Anteriores Setor de mídia atrai investimento privado nos EUA A festa mestiça CÓDIGO ABERTO ONG monitora censura na web Último post Rui Araújo Arquivo completo Livro derruba mitos sobre o eucalipto Conselhos de mídia e capital social Sem dados, a realidade é mascarada >>Na pauta das eleições >>História empresarial e comunicação http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 3/5 " id="pdf-obj-2-22" src="pdf-obj-2-22.jpg">

• Equipe • Contato
Equipe
Contato
<a href=2015/2016 2016 " id="pdf-obj-2-46" src="pdf-obj-2-46.jpg">
<a href=A crise na segurança pública 2015 " id="pdf-obj-2-57" src="pdf-obj-2-57.jpg">
<a href=A crise na segurança pública 2015 " id="pdf-obj-2-59" src="pdf-obj-2-59.jpg">
<a href=A tragédia de Mariana 2014 " id="pdf-obj-2-70" src="pdf-obj-2-70.jpg">
<a href=A tragédia dos refugiados 2013 " id="pdf-obj-2-81" src="pdf-obj-2-81.jpg">
<a href=Almanaque 2012 " id="pdf-obj-2-92" src="pdf-obj-2-92.jpg">
<a href=Armazém Literário 2010 " id="pdf-obj-2-111" src="pdf-obj-2-111.jpg">
<a href=Assessoria de Comunicação 2009 " id="pdf-obj-2-122" src="pdf-obj-2-122.jpg">
<a href=Assessoria de Comunicação 2009 " id="pdf-obj-2-124" src="pdf-obj-2-124.jpg">
<a href=Caderno da Cidadania 2007 " id="pdf-obj-2-143" src="pdf-obj-2-143.jpg">
<a href=Caderno do Leitor 2006 " id="pdf-obj-2-154" src="pdf-obj-2-154.jpg">
<a href=Censura 2005 " id="pdf-obj-2-165" src="pdf-obj-2-165.jpg">
<a href=Checagem de informações 2004 " id="pdf-obj-2-176" src="pdf-obj-2-176.jpg">
<a href=Checagem de informações 2004 " id="pdf-obj-2-178" src="pdf-obj-2-178.jpg">
<a href=Ciência 2002 " id="pdf-obj-2-197" src="pdf-obj-2-197.jpg">
<a href=Ciência no Brasil 2001 " id="pdf-obj-2-208" src="pdf-obj-2-208.jpg">
<a href=Cinema 2000 " id="pdf-obj-2-219" src="pdf-obj-2-219.jpg">
<a href=cinema brasileiro 1999 " id="pdf-obj-2-230" src="pdf-obj-2-230.jpg">
<a href=Cinema e realidade social 1998 " id="pdf-obj-2-241" src="pdf-obj-2-241.jpg">
<a href=Circo da Notícia 1997 " id="pdf-obj-2-252" src="pdf-obj-2-252.jpg">
<a href=comunicação 1996 " id="pdf-obj-2-263" src="pdf-obj-2-263.jpg">

HÁ 10 ANOS NO OI

23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerObservatório • HistóriaObjetivos • Equipe • Contato TODAS AS SEÇÕES ARQUIVO COMPLETO 2015/2016 2016 A crise na segurança pública 2015 A tragédia de Mariana 2014 A tragédia dos refugiados 2013 Almanaque 2012 Aos leitores 2011 Armazém Literário 2010 Assessoria de Comunicação 2009 Atentados e desastres 2008 Caderno da Cidadania 2007 Caderno do Leitor 2006 Censura 2005 Checagem de informações 2004 Cidadania 2003 Ciência 2002 Ciência no Brasil 2001 Cinema 2000 cinema brasileiro 1999 Cinema e realidade social 1998 Circo da Notícia 1997 comunicação 1996 Comunicação social Congresso em Lisboa Conjuntura Econômica Conjuntura mundial Conjuntura Nacional Conjuntura política Corrupção Crise Econômica Crise na imprensa Crise política Curadoria de notícias Desenhos Falados Diálogo com Leitores Dilemas contemporâneos Dilemas da imprensa Diplomacia Pontifícia Direito de Resposta Direitos Humanos OBSERVATÓRIO NA TV HÁ 10 ANOS NO OI Imprensa dá voto de conança a Programas anteriores Vídeos dos programas Ortega OBSERVATÓRIO NO RÁDIO O gasto do governo e a preguiça da mídia Programas Anteriores Setor de mídia atrai investimento privado nos EUA A festa mestiça CÓDIGO ABERTO ONG monitora censura na web Último post Rui Araújo Arquivo completo Livro derruba mitos sobre o eucalipto Conselhos de mídia e capital social Sem dados, a realidade é mascarada >>Na pauta das eleições >>História empresarial e comunicação http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 3/5 " id="pdf-obj-2-368" src="pdf-obj-2-368.jpg">
Programas Anteriores Setor de mídia atrai investimento privado nos EUA A festa mestiça CÓDIGO ABERTO ONG
Programas Anteriores
Setor de mídia atrai investimento
privado nos EUA
A festa mestiça
CÓDIGO ABERTO
ONG monitora censura na web
Último post
Rui Araújo
Arquivo completo
Livro derruba mitos sobre o eucalipto
23/11/2016 A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai lerObservatório • HistóriaObjetivos • Equipe • Contato TODAS AS SEÇÕES ARQUIVO COMPLETO 2015/2016 2016 A crise na segurança pública 2015 A tragédia de Mariana 2014 A tragédia dos refugiados 2013 Almanaque 2012 Aos leitores 2011 Armazém Literário 2010 Assessoria de Comunicação 2009 Atentados e desastres 2008 Caderno da Cidadania 2007 Caderno do Leitor 2006 Censura 2005 Checagem de informações 2004 Cidadania 2003 Ciência 2002 Ciência no Brasil 2001 Cinema 2000 cinema brasileiro 1999 Cinema e realidade social 1998 Circo da Notícia 1997 comunicação 1996 Comunicação social Congresso em Lisboa Conjuntura Econômica Conjuntura mundial Conjuntura Nacional Conjuntura política Corrupção Crise Econômica Crise na imprensa Crise política Curadoria de notícias Desenhos Falados Diálogo com Leitores Dilemas contemporâneos Dilemas da imprensa Diplomacia Pontifícia Direito de Resposta Direitos Humanos OBSERVATÓRIO NA TV HÁ 10 ANOS NO OI Imprensa dá voto de conança a Programas anteriores Vídeos dos programas Ortega OBSERVATÓRIO NO RÁDIO O gasto do governo e a preguiça da mídia Programas Anteriores Setor de mídia atrai investimento privado nos EUA A festa mestiça CÓDIGO ABERTO ONG monitora censura na web Último post Rui Araújo Arquivo completo Livro derruba mitos sobre o eucalipto Conselhos de mídia e capital social Sem dados, a realidade é mascarada >>Na pauta das eleições >>História empresarial e comunicação http://observatoriodaimprensa.com.br/politica­internacional/ascensao­do­populismo­conservador/ 3/5 " id="pdf-obj-2-392" src="pdf-obj-2-392.jpg">

23/11/2016

A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito

23/11/2016

A ascensão do populismo conservador ­ Observatório da Imprensa ­ Você nunca mais vai ler jornal do mesmo jeito

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Termos de Uso