Você está na página 1de 212
Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD
MONTAGEM E INSTALAÇÃO
DE ESTRUTURAS DE RD
Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

Federação das Indústrias do Rio de Janeiro Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira

Presidente

Diretoria-Geral do Sistema FIRJAN Augusto Cesar Franco de Alencar

Diretor

Diretoria Regional do SENAI-RJ Roterdam Pinto Salomão

Diretor

Diretoria de Educação Andréa Marinho de Souza Franco

Diretora

Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD
MONTAGEM E INSTALAÇÃO
DE ESTRUTURAS DE RD
Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD
Programa de Formação e Certificação para Empresas Montagem e instalação de estruturas de RD 1ª

Programa de Formação e Certificação para Empresas

Montagem e instalação de estruturas de RD

1ª ed. 2004; 2ª ed. 2008.

Maurício de Oliveira Branco

Todos os direitos reservados

SENAI

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – RJ Gerência de Educação Profissional – GEP Rua Mariz e Barros,678 – Tijuca 20270-903 – Rio de Janeiro – RJ Tel.: (21) 2587-1323 – Fax: (21) 2254-2884 gep@rj.senai.br http://www.firjan.org.br

A publicação desta série é uma co-edição entre o SENAI e a AMPLA

SENAI–RJ

Diretoria de Educação Gerência de Educação Profissional – GEP

AMPLA

Diretoria de Recursos Humanos Processo de Qualidade e Gestão de Serviços Contratados

FICHA CATALOGRÁFICA

BRANCO, Maurício de Oliveira Montagem e instalação de estruturas de RD Rio de Janeiro: SENAI–RJ, 2005 212 p – Série Programa de Formação e Certificação para Empresas

Programa de Formação e Certificação para Empresas Sumário Apresentação 7 Postes 9 Aplicações 9

Programa de Formação e Certificação para Empresas

Sumário

Apresentação

7

Postes

9

Aplicações

9

Engastamento

11

Tipos de postes

14

Afastamentos

23

Aterramento

35

Aplicações

35

Tipos de aterramento

36

Estaiamento

55

Aplicações

55

Tipos de estai

57

Estruturas básicas – primárias

65

Simbologia básica

65

Montagem de cruzetas

66

Tipos de estrutura

67

Tipos de circuito

86

Programa de Formação e Certificação para Empresas Estruturas básicas – secundárias 89 Simbologia básica 89

Programa de Formação e Certificação para Empresas

Estruturas básicas – secundárias

89

Simbologia básica

89

Ângulos

90

Estruturas

91

Amarração e ancoragem

95

Amarração e ancoragem na rede compacta (MT)

97

Amarração e ancoragem na rede secundária (BT)

105

Chaves e pára-raios

109

Rede AMPLA

117

Estruturas padronizadas

117

Estrutura para instalação de equipamentos de manobra

143

Estruturas para rede compacta com rede AMPLA

151

Rede compacta

153

Aspéctos construtivos

153

Estruturas básicas

158

Estruturas para derivação

170

Estruturas para transição

176

Estruturas para equipamentos

190

Exercícios

207

Avaliação final

209

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Apresentação O módulo Montagem e Instalação de
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Apresentação O módulo Montagem e Instalação de

Apresentação

O módulo Montagem e Instalação de Estruturas de RD vai descrever as estruturas utilizadas em rede de distribuição aérea de média e baixa tensão, considerando os seguintes padrões:

• Estruturas de redes aéreas de média tensão NUA

• Estrutura de linhas e redes

• Estruturas de rede aérea compacta de média tensão

• Estruturas de distribuição aérea transversal - DAT

• Estruturas de distribuição aérea convencional - DAE

Seguindo as instruções, o profissional evita erros, desempenha um trabalho de qualidade e, conseqüentemente, a certeza de um serviço bem-feito. A rede vai oferecer maior durabilidade e reduzir custos com futuras manutenções que possam ocorrer por falhas de montagem.

Vamos ao trabalho!

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Postes
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Postes

Postes

AplicaçõesAplicaçõesAplicaçõesAplicaçõesAplicações

1.

De uma forma geral, em Redes Aéreas de Distribuição, serão sempre utilizados os postes constantes do Padrão de Materiais, que atendam o dimensionamento mecânico e os afastamentos mínimos previstos da rede projetada.

"

POSTE DE CONCRETO – SEÇÃO CIRCULAR

"

POSTE DE CONCRETO – SEÇÃO DUPLO T

"

POSTE DE MADEIRA

2.

Para as diversas redes deverão, sempre que possível, ser projetados postes de 11 metros, ficando os de 9 metros para locais sem perspectivas de crescimento ou instalação de rede primária.

3.

Os postes de 9 e 11 metros são os mais usados em redes de distribuição aérea. Também padronizados, postes de 12, 13, 15, 18 e até 20 metros, sempre em condições especiais, para solução de problemas técnicos em projetos como:

"

Circuitos duplos,

"

Travessias de estradas, avenidas, rios, pontes, ferrovias

"

Iluminação pública especial.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Locação dos postes A locação para a
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Locação dos postes A locação para a

Locação dos postes

A locação para a implantação do poste deverá ser realizada observando-se a manutenção da livre entrada de veículos em garagens, bem como o livre acesso a postos de gasolina ou lugares onde o meio fio esteja rebaixado.

Não deverá ser localizado em frente a portões, caminho de pedestres, junto a árvores, janelas, vitrines, etc, devendo, de preferência ser localizado na linha divisória de propriedades no centro da testada dos terrenos ou em frente a paredes cegas.

centro da testada dos terrenos ou em frente a paredes cegas. Não havendo passeio ou meio-fio,

Não havendo passeio ou meio-fio, os postes serão locados através de piquetes de madeira pintados de vermelho na extremidade superior e ainda se possível, deixar marcada uma testemunha em muros, moirões, cercas, árvores, etc. Neste caso haverá necessidade de alinhamento dos piquetes de acordo com planta aprovada pela prefeitura indicando a largura da rua e da calçada.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A P = L 10 L +
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A P = L 10 L +
A P = L 10 L
A
P
=
L
10
L

+

EngastamentoEngastamentoEngastamentoEngastamentoEngastamento

profundidade de engastamento”P” será em

casos normais definida pela expressão abaixo

0,60m

= comprimento nominal do poste em metros

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Tipos de engastamento Engastamento simples F =
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Tipos de engastamento Engastamento simples F =

Tipos de engastamento

Engastamento simples

ESTRUTURAS DE RD Tipos de engastamento Engastamento simples F = força de tração máxima aplicada no

F

= força de tração máxima aplicada no topo do poste

d

b + 0,30

d

= diâmetro da vala

No engastamento simples, o terreno em volta do poste deve ser reconstruído, socando-se completamente as camadas de 0,20 m de terra até o nível do solo. Recomenda-se misturar brita, cascalho ou pedra na terra de enchimento da vala e molhar antes de socar as camadas.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Engastamento com base reforçada No engastamento com
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Engastamento com base reforçada No engastamento com

Engastamento com base reforçada

DE ESTRUTURAS DE RD Engastamento com base reforçada No engastamento com base reforçada colocam-se duas escoras

No engastamento com base reforçada colocam-se duas escoras na fundação. A primeira do lado do poste, onde o esforço de tracionamento é aplicado e colocada à profundidade de 0,30 m em relação a face superior da escora. A outra, do lado oposto e colocada no fundo da fundação, junto à base do poste.

Engastamento com base concretada

junto à base do poste. Engastamento com base concretada No engastamento com base concretada colocam-se duas

No engastamento com base concretada colocam-se duas camadas de 0,50 m de concreto de traço 1:3:5. A primeira no fundo da escavação e a segunda na superfície superior a 0,30 m do nível do solo. O terreno deve ser reconstituído de maneira análoga ao engastamento simples.

~

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD TiposTiposTiposTiposTipos dedededede
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD TiposTiposTiposTiposTipos dedededede
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD TiposTiposTiposTiposTipos dedededede

TiposTiposTiposTiposTipos dedededede postespostespostespostespostes

Poste de concreto – seção circular

L+0,05 (m) Resistência Dimensões(mm) nominal daN A + 5 B + 5 C + 15
L+0,05 (m)
Resistência
Dimensões(mm)
nominal daN
A + 5
B + 5
C + 15
D + 15
200
140
320
9
400
170
320
75
1.000
600
190
370
200
140
360
400
170
390
11
600
190
410
1.875
1.200
1.000
230
450
1.500
290
510
400
170
410
600
190
430
12
1.000
230
470
2.775
1.300
2.000
290
530
13
1.000
230
490
2.775
1.400
2.000
290
590
15
1.000
230
530
2.775
1.600
2.000
290
650
18
1.000
230
590
2.775
1.900
2.000
290
650
20
1.000
230
630
2.775
2.100
2.000
290
690

A conecidade dos postes de concreto circulares é de 20 mm por metro, ou seja, o diâmetro da sua seção circular diminui 20 mm a cada metro de altura.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de concreto seção duplo
e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de concreto seção duplo
e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de concreto seção duplo

Poste de concreto seção duplo T – 9 m

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste concreto seção duplo T – 11/12
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste concreto seção duplo T – 11/12
Poste concreto seção duplo T – 11/12 m L = 0,05 RESISTÊNCIA M+-15 J+- 15
Poste concreto seção duplo T – 11/12 m
L = 0,05
RESISTÊNCIA
M+-15
J+- 15
F+- 15
(m)
NOMINAL
(mm)
(mm)
(mm)
(daN)
11
200
3000
1200
1875
400
4500
600
12
400
4500
1300
2775
600
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste concreto seção duplo T – tabela
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste concreto seção duplo T – tabela

Poste concreto seção duplo T – tabela

L=0,05 RESISTÊNCIA DIMENSÕES + -5 JORRAMENTO* (m) NOMINAL FACE B FACE A (mm/m) (daN) TOPO
L=0,05
RESISTÊNCIA
DIMENSÕES + -5
JORRAMENTO*
(m) NOMINAL
FACE B
FACE A
(mm/m)
(daN)
TOPO
BASE
TOPO
BASE
FACE A
FACE B
9
200
100
190
120
264
10
16
400
110
290
140
392
20
28
11
200
100
210
120
296
10
16
400
110
330
140
448
20
28
600
12
400
110
350
140
476
600
* Jorramento é a variação dos lados da seção transversal do poste em função
da cota da altura.
a
= lado da seção na face A
b
= lado da seção da face B
x
= variação da altura do poste
Exemplo:
O lado da seção retangular do poste 11/200 daN
diminui 10 mm na fase A e 16 mm na fase B para
cada metro de altura.
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de eucalipto tratado – 9 m
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de eucalipto tratado – 9 m

Poste de eucalipto tratado – 9 m

Diâmetro mínimo (mm) Perímetro (mm) Tipo Carga A 300 mm do topo Da seção Minimo
Diâmetro mínimo (mm)
Perímetro (mm)
Tipo
Carga
A 300 mm
do
topo
Da seção
Minimo da
A300 mm do topo
Nominal
de
seção de
daN
engasta-
engasta-
Mínimo
Máximo
mento
mento
L
25D
115
187
590
360
480
M
40D
146
218
680
460
570
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de eucalipto tratado – 11/12 m
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de eucalipto tratado – 11/12 m
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de eucalipto tratado – 11/12 m

Poste de eucalipto tratado – 11/12 m

L (m) A (m) 11 1,80 12 2,70
L (m)
A (m)
11
1,80
12
2,70
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de eucalipto tratado Diâmetro Mínimo (mm)
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Poste de eucalipto tratado Diâmetro Mínimo (mm)

Poste de eucalipto tratado

Diâmetro Mínimo (mm) Perímetro (mm) L(m) Tipo Carga P A 300 Da Seção Mínimo A
Diâmetro Mínimo (mm)
Perímetro (mm)
L(m)
Tipo
Carga
P
A 300
Da Seção
Mínimo
A 300 mm do topo
Nominal
engastamento
mm
engastamento
engastamento
daN
mm
do
Mínimo
Máximo
topo
11
L
250
1700
115
205
640
360
510
M
400
146
236
740
460
610
P
600
178
268
840
560
710
12
M
400
1800
146
245
770
460
620
P
600
179
278
870
560
730

A conicidade dos postes de madeira deve ser de 10 mm por metro.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Instalações básicas secundárias – tipos e cotas
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Instalações básicas secundárias – tipos e cotas

Instalações básicas secundárias – tipos e cotas – 9 m

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Instalações básicas secundárias – tipos e cotas
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Instalações básicas primárias com derivação e
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Instalações básicas primárias com derivação e

Instalações básicas primárias com derivação e secundário – tipos e cotas – 11 m

DE ESTRUTURAS DE RD Instalações básicas primárias com derivação e secundário – tipos e cotas –
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD AfastamentosAfastamentosAfastamentosAfastamentosAfastamentos
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD AfastamentosAfastamentosAfastamentosAfastamentosAfastamentos

AfastamentosAfastamentosAfastamentosAfastamentosAfastamentos Afastamentos mínimos na estrutura

DE ESTRUTURAS DE RD AfastamentosAfastamentosAfastamentosAfastamentosAfastamentos Afastamentos mínimos na estrutura 23
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Tensão afastamentos mínimos (kv) A B C
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Tensão afastamentos mínimos (kv) A B C
Tensão afastamentos mínimos (kv) A B C D E F G H I J K<=2500
Tensão
afastamentos mínimos
(kv)
A
B
C
D
E
F
G
H
I
J
K<=2500
K>2500
13,8
150
500
500
350
500
150
200
800
800
200
600

Resistências padronizadas de postes

RESISTÊNCIA NOMINAL (daN) ALTURA (m) CONCRETO MADEIRA CIRC. Cód. estoque DT Cód. estoque EUCALIPTO Cód.
RESISTÊNCIA NOMINAL (daN)
ALTURA (m)
CONCRETO
MADEIRA
CIRC.
Cód. estoque
DT
Cód. estoque
EUCALIPTO
Cód. estoque
9
200
300.0080
200
300.0475
Leve (250)
300.0015
400
300.0081
400
300.478
Médio (400)
300.0016
600
300.0024
-
-
-
-
11
200
300.0082
200
300.0509
Leve (250)
300.0111
400
300.0083
400
300.0512
Médio (400)
300.0112
600
300.0084
600
300.0514
Pesado (600)
300.0113
1000
300.0085
-
-
-
-
1500
300.0160
-
-
-
-
12
400
300.0086
400
300.0526
Médio (400)
300.0114
600
300.0087
600
300.0528
Pesado (600)
300.0115
1000
300.0056
-
-
-
-
2000
300.0057
-
-
-
-
13
1000
300.0117
-
-
-
-
2000
300.0161
-
-
-
-
15
1000
300.0027
-
-
-
-
2000
300.0026
-
-
-
-
18
1000
300.0162
-
-
-
-
2000
300.0163
-
-
-
-
20
1000
300.0164
-
-
-
-
2000
300.0165
-
-
-
-
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento mínimo entre condutores Notas: Os valores
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento mínimo entre condutores Notas: Os valores

Afastamento mínimo entre condutores

DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento mínimo entre condutores Notas: Os valores indicados pelas cotas são para

Notas:

Os valores indicados pelas cotas são para a condição de flecha máxima. Cotas em milímetros.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento mínimo entre condutores e solo Notas:
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento mínimo entre condutores e solo Notas:

Afastamento mínimo entre condutores e solo

ESTRUTURAS DE RD Afastamento mínimo entre condutores e solo Notas: Em ferrovias eletrificadas ou eletrificáveis a

Notas:

Em ferrovias eletrificadas ou eletrificáveis a distância mínima do condutor ao boleto dos trilhos é de 12 m para 13,8 kV ou 34,5 kV.

Os valores indicados pelas cotas são para as condições de flecha máxima (50 o C).

Cotas em milímetros.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento mínimo entre condutores e edificações para
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento mínimo entre condutores e edificações para

Afastamento mínimo entre condutores e edificações para rede AMPLA

mínimo entre condutores e edificações para rede AMPLA Afastamento vertical entre o piso da sacada e

Afastamento vertical entre o piso da sacada e os condutores

Afastamento vertical entre o piso da sacada e os condutores Afastamento horizontal entre os condutores e

Afastamento horizontal entre os condutores e a parede dos edifícios.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento horizontal entre a sacada e os
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento horizontal entre a sacada e os
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento horizontal entre a sacada e os

Afastamento horizontal entre a sacada e os condutores

Notas:

Se os afastamentos verticais das figuras 1 e 2 não puderem ser mantidos, exigem-se os afastamentos horizontais da figuras 4 ou 5.

Se o afastamento vertical entre os condutores e as sacadas exceder as dimensões da figuras 1 e 2, não se exige o afastamento horizontal da borda da sacada, figuras 4 e 5, porém o afastamento da figura 3 deve ser mantido.

Se não for possível manter os afastamentos especificados neste desenho, todos os condutores cuja tensão exceda a 300 V, fase terra, devem ser protegidos de modo a evitar contato acidental por pessoas em janelas, sacadas, telhados ou cimalhas

AFASTAMENTO MÍNIMO Fig N o Só Primário Só Secundário Primário e Segundário A B Primário
AFASTAMENTO MÍNIMO
Fig N o
Só Primário
Só Secundário
Primário e Segundário
A
B
Primário
Secundário
A
B
13,8 kV
-
13,8 kV
-
1
1000
500
1000
-
2
3000
2500
-
2500
3
1000
1000
1000
-
4
1500
1200
1500
-
5
1500
1200
1500
1200

Cotas em milímetros

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento vertical e horizontal entre condutores e
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamento vertical e horizontal entre condutores e

Afastamento vertical e horizontal entre condutores e edificações

(para redes de MT e BT Nuas e redes DAC e DAE)

edificações (para redes de MT e BT Nuas e redes DAC e DAE) Afastamento vertical entre

Afastamento vertical entre os condu- tores e a cimalha dos edifícios

vertical entre os condu- tores e a cimalha dos edifícios Afastamento horizontal entre os condutores e

Afastamento horizontal entre os condutores e a parede dos edifícios

Notas:

entre os condutores e a parede dos edifícios Notas: Afastamento vertical entre o piso da sacada

Afastamento vertical entre o piso da sacada e os condutores

Afastamento vertical entre o piso da sacada e os condutores Afastamento horizontal entre a sacada e

Afastamento horizontal entre a sacada e os condutores

Se o afastamento vertical entre os condutores e as cimalhas ou telhados dos edifícios exceder as dimensões dadas na figura 1, não se exige o afastamento horizontal da figura 4.

Se os afastamentos verticais das figuras 2 e 3 não puderem ser mantidos, exigem-se os afastamentos horizontais das figuras 5 ou 6.

Se o afastamento vertical entre os condutores e as sacadas exceder as dimensões das figuras 2 e 3, não se exige afastamento horizontal da sacada, figura 5 e 6, porém o afastamento da figura 4 deve ser mantido.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Se não for possível manter os afastamentos
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Se não for possível manter os afastamentos

Se não for possível manter os afastamentos especificados neste desenho, todos os condutores cuja tensão exceda a 300 V, fase terra, devem ser protegidos de modo a evitar contato acidental por pessoas em janelas, escadas, telhados ou cimalhas.

AFASTAMENTO MÍNIMO Fig N o Só Primário Só Secundário Primário e Segundário A B Primário
AFASTAMENTO MÍNIMO
Fig N o
Só Primário
Só Secundário
Primário e Segundário
A
B
Primário
Secundário
A
B
13,8 kV
-
13,8 kV
-
1
250
200
-
200
2
100
50
100
-
3
300
250
-
250
4
100
100
100
-
5
150
120
150
-
6
150
120
150
120

Cotas em centímetros

Afastamentos mínimos entre condutores e edificações para rede compacta

mínimos entre condutores e edificações para rede compacta Espaçamento vertical entre os condutores e as cimalhas

Espaçamento vertical entre os condutores e as cimalhas ou telhados dos edifícios

os condutores e as cimalhas ou telhados dos edifícios Espaçamento vertical entre os condutores e o

Espaçamento vertical entre os condutores e o piso das sacadas

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Espaçamento horizontal entre os condutores e as
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Espaçamento horizontal entre os condutores e as
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Espaçamento horizontal entre os condutores e as

Espaçamento horizontal entre os condutores e as paredes dos edifícios

horizontal entre os condutores e as paredes dos edifícios Espaçamento horizontal entre os condutores e as

Espaçamento horizontal entre os condutores e as sacadas dos edifícios

Tensão Afastamentos mínimos “A” (cm) Figura 12 3 4 5 138 kV 250 100 300
Tensão
Afastamentos mínimos “A” (cm)
Figura
12
3
4
5
138 kV
250
100
300
100
150
34.5 kV
270
120
320
120
170

Notas:

Estes afastamentos são os mínimos permitidos por Norma (NBR 5434/82) para cabos nus e se aplicam as partes energizadas (condutores, jumpers, chaves fusíveis, etc.) em relação a edificações quando as Redes são apoiadas em postes, na configuração compacta protegida.

Se os afastamentos da figura 1 forem excedidos, então os da figura 4 são dispensados.

Se os afastamentos das figuras 2 e 3 não puderem ser atendidos, então exige-se o da figura 5.

Se os afastamentos das figuras 2 e 3 forem excedidos, então não se exige o afastamento da figura 5, porém os da figura 4 devem ser mantidos.

Se não for possível manter os afastamentos mínimos especificados neste desenho, devem ser adotadas soluções específicas para evitar o contato acidental nos condutores das redes primária e/ou secundária por pessoas em janelas, sacadas, telhados e cimalhas, utilizando-se na medida do possível os materiais padronizados.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamentos mínimos nas estruturas (duplas) – rede
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Afastamentos mínimos nas estruturas (duplas) – rede

Afastamentos mínimos nas estruturas (duplas) – rede compacta

mínimos nas estruturas (duplas) – rede compacta Dois níveis e dois circuitos – estrutura CE1 D

Dois níveis e dois circuitos – estrutura CE1

compacta Dois níveis e dois circuitos – estrutura CE1 D o i s n í v

Dois níveis e dois circuitos estrutura CE2

u i t o s – e s t r u t u r a C

Dois níveis e quatro circuitos – estrutura CE1

u r a C E 2 Dois níveis e quatro circuitos – estrutura CE1 Dois níveis

Dois níveis e quatro circuitos – estrutura CE2

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Tensão kV 13,8 34,5 A B AB
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Tensão kV 13,8 34,5 A B AB
Tensão kV 13,8 34,5 A B AB 13,8 1,20 1,30 1,50 1,40 34,5 1,50 1,40
Tensão kV
13,8
34,5
A
B
AB
13,8
1,20
1,30
1,50
1,40
34,5
1,50
1,40
1,50
1,40

Afastamentos mínimos entre estribos – rede compacta

AB 13,8 1,20 1,30 1,50 1,40 34,5 1,50 1,40 1,50 1,40 Afastamentos mínimos entre estribos –
AB 13,8 1,20 1,30 1,50 1,40 34,5 1,50 1,40 1,50 1,40 Afastamentos mínimos entre estribos –
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento

Aterramento

AplicaçõesAplicaçõesAplicaçõesAplicaçõesAplicações

Devem ser aterrados os seguintes elementos:

• Condutor neutro;

• Pára-raios;

• Todos os equipamentos de um modo geral (carcaça e ferragens).

1. Devem ser previstos aterramentos do condutor neutro aproximadamente a cada 100 m, estruturas de transição de redes e em fins de linha primária ou secundária.

Em rede de Eletrificação Rural, em sistema de rede monofásica com neutro aterrado, a distância entre aterramentos é de 200 m.

2. São utilizados a haste de aterramento cobreada para aterramento de transformadores, chaves corta-circuito e pára-raios, e a haste de aterramento galvanizada para o aterramento do condutor neutro da rede.

3. As barras de neutro das caixas de derivação devem ser interligadas ao condutor neutro da rede através de condutor de cobre isolado — 16 mm 2 — 750 V.

4. A carcaça dos equipamentos e as estruturas metálicas devem ser ligadas ao aterramento dos pára-raios e ao neutro da rede quando existir.

5. As ferragens das chaves corta-circuito e faca devem ser aterradas. Apenas não considerar esta situação em Redes em Áreas com Contaminação Salina.

TIPOS DE CONDUTOR HASTE ATERRAMENTO Neutro Cobre NU 16 mm2 Galvanizada Chaves, Pára-raios Transformadores e
TIPOS DE
CONDUTOR
HASTE
ATERRAMENTO
Neutro
Cobre NU 16 mm2
Galvanizada
Chaves, Pára-raios
Transformadores e
Equipamentos
Cobre NU 35 mm2
Cobreada
Cercas
Arame Zincado 5 mm
Galvanizada
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD TiposTiposTiposTiposTipos dedededede
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD TiposTiposTiposTiposTipos dedededede

TiposTiposTiposTiposTipos dedededede aterramentoaterramentoaterramentoaterramentoaterramento

Aterramento básico

Aterramento básico ITEM LISTA DE MATERIAIS C7(4) Fio cobre Nu 16 mm 2 F17
ITEM LISTA DE MATERIAIS C7(4) Fio cobre Nu 16 mm 2 F17 Haste de aterramento
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
C7(4)
Fio cobre Nu 16 mm 2
F17
Haste de aterramento
galvanizada
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento básico para equipamentos ITEM LISTA DE
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento básico para equipamentos ITEM LISTA DE

Aterramento básico para equipamentos

DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento básico para equipamentos ITEM LISTA DE MATERIAIS C7(6) cabo de cobre
ITEM LISTA DE MATERIAIS C7(6) cabo de cobre nu 35 mm 2 O 18 grampo
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
C7(6)
cabo de cobre nu 35 mm 2
O 18
grampo para haste de terra cobreada
F17 (a)
haste de aterramento cobreada

Nota:

aterramento dos pára-raios e ao neutro da rede quando existentes.

A carcaça dos equipamentos e as estruturas metálicas devem ser ligadas ao

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de neutro – poste concreto circular
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de neutro – poste concreto circular

Aterramento de neutro – poste concreto circular

DE RD Aterramento de neutro – poste concreto circular ITEM LISTA DE MATERIAIS C7(4) fio de
ITEM LISTA DE MATERIAIS C7(4) fio de cobre nu 16 mm 2 F17 haste de
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
C7(4)
fio de cobre nu 16 mm 2
F17
haste de aterramento galvanizada
P1
poste de concreto circular
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de neutro – poste duplo T
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de neutro – poste duplo T

Aterramento de neutro – poste duplo T

ITEM LISTA DE MATERIAIS C 7 (4) Fio de cobre NU 16 mm2 F 17
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
C
7 (4)
Fio de cobre NU 16 mm2
F
17
Haste aterramento galvanizado
A
18
Moldura para fio terra
P 2
Poste de concreto duplo “T”
M 7
Fita para abraçadeiras de aço inoxidável
Notas:
A moldura deve ser instalada a partir de 50 mm
abaixo da linha de afloramento do solo.
Cotas em milímetros.
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento em transição de redes e equipamentos
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento em transição de redes e equipamentos

Aterramento em transição de redes e equipamentos

DE RD Aterramento em transição de redes e equipamentos Alternativa 1 Notas: Alternativa 2 Este tipo

Alternativa 1

em transição de redes e equipamentos Alternativa 1 Notas: Alternativa 2 Este tipo de aterramento deve

Notas:

Alternativa 2

Este tipo de aterramento deve ser utilizado para estruturas de transição, de fim de linha e equipamentos. Deve ser interligado ao neutro e ao tanque de transformadores e à barra dos pára-raios.

Se houver estai no poste, interligá-lo ao neutro da BT.

A quantidade prevista do condutor de aterramento para poste até 11 m é de 5 kg.

Utilizar conector parafuso fendido para manter a continuidade do cabo terra.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de neutro, poste de eucalipto tratado
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de neutro, poste de eucalipto tratado

Aterramento de neutro, poste de eucalipto tratado e fixação da moldura de madeira

E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de neutro, poste de eucalipto tratado e fixação da
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD QUANTIDADE DE FITA INOXIDÁVEL (METROS/ATERRAMENTO) Poste
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD QUANTIDADE DE FITA INOXIDÁVEL (METROS/ATERRAMENTO) Poste
QUANTIDADE DE FITA INOXIDÁVEL (METROS/ATERRAMENTO) Poste Circular Duplo “T” Madeira 9/200 3,50 3,30 3,00
QUANTIDADE DE FITA INOXIDÁVEL
(METROS/ATERRAMENTO)
Poste
Circular
Duplo “T”
Madeira
9/200
3,50
3,30
3,00
9/400
3,80
4,50
3,30
9/600
4,00
11/200
4,00
3,50
3,30
11/400
4,30
5,30
3,50
11/600
4,50
5,30
4,00
11/1000
5,00

Para postes de concreto circular a moldura de madeira só será utilizada em postes já instalados onde posteriormente for projeto um aterramento

ITEM LISTA DE MATERIAIS C7(4) Fio de cobre NU 16 mm 2 F 17 Haste,
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
C7(4)
Fio de cobre NU 16 mm 2
F 17
Haste, aterramento galvanizado
A 1b
Moldura para fio terra
P3
Poste de concreto duplo “T”
M 7
Fita para abraçadeira de aço inoxidável

Notas:

A moldura deve ser instalada a partir de 50 mm abaixo da linha de afloramento do solo.

Cotas em milímetros.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de chave corta-circuito ITEM LISTA DE
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de chave corta-circuito ITEM LISTA DE

Aterramento de chave corta-circuito

DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de chave corta-circuito ITEM LISTA DE MATERIAIS C 7 (6) E
ITEM LISTA DE MATERIAIS C 7 (6) E 9 O 1(2) F 38 Cabo de
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
C 7 (6)
E 9
O 1(2)
F 38
Cabo de cobre nu 35 mm 2
Chave corta-circuito
Conector parafuso fendido 16-35 mm 2
Grampo galvanizado
P 1
Poste de concreto circular

Nota:

As ferragens das chaves corta-circuito devem ser aterradas.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de chave de faca ITEM LISTA
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de chave de faca ITEM LISTA

Aterramento de chave de faca

DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de chave de faca ITEM LISTA DE MATERIAIS C 7 (6)
ITEM LISTA DE MATERIAIS C 7 (6) cabo de cobre nu 35 mm 2 E
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
C 7 (6)
cabo de cobre nu 35 mm 2
E 11
O 1(2)
chave de faca
conector parafuso fendido 16-35 mm 2
F
38
grampo galvanizado
P
1
poste de concreto circular

Nota:

As ferragens das chaves de faca devem ser alteradas.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de pára-raios Nota: O aterramento dos
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de pára-raios Nota: O aterramento dos

Aterramento de pára-raios

INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de pára-raios Nota: O aterramento dos pára-raios deve ser dimensionado

Nota:

O aterramento dos pára-raios deve ser dimensionado para cada caso.

ITEM LISTA DE MATERIAIS C 7 (3) Cabo de cobre nu 16 mm 2 C
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
C
7 (3)
Cabo de cobre nu 16 mm 2
C
7 (4)
Fio de cobre nu 16 mm 2
C
7(6)
Cabo de cobre nu 35 mm 2
E
29
O 1(2)
Pára-raios
Conector parafuso fendido 16-35 mm 2
F 38
P 1
Grampo galvanizado
Poste de concreto circular
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de cercas – cruzamento ITEM LISTA
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de cercas – cruzamento ITEM LISTA

Aterramento de cercas – cruzamento

DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de cercas – cruzamento ITEM LISTA DE MATERIAIS A 26 C
DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de cercas – cruzamento ITEM LISTA DE MATERIAIS A 26 C
ITEM LISTA DE MATERIAIS A 26 C 2 Seccionador preformado Arame zincado F 17 Haste
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
A 26
C 2
Seccionador preformado
Arame zincado
F 17
Haste de aterramento galvanizada
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de cercas – paralelismo ITEM LISTA
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de cercas – paralelismo ITEM LISTA

Aterramento de cercas – paralelismo

DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de cercas – paralelismo ITEM LISTA DE MATERIAIS A 26 C
DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de cercas – paralelismo ITEM LISTA DE MATERIAIS A 26 C
ITEM LISTA DE MATERIAIS A 26 C 2 Seccionador preformado Arame zincado F 17 Haste
ITEM
LISTA DE MATERIAIS
A 26
C 2
Seccionador preformado
Arame zincado
F 17
Haste de aterramento galvanizada
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Notas: Enquanto houver paralelismo, os aterramentos devem
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Notas: Enquanto houver paralelismo, os aterramentos devem

Notas:

Enquanto houver paralelismo, os aterramentos devem ser feitos, no máximo, a cada 250 m, prevendo-se entre cada 2 aterramentos um seccionamento.

Em hipótese alguma o aterramento de cercas deve ser ligado ao neutro do sistema.

Aterramento de

Arame zincado

Haste galvanizada

cercas

Aterramento

Fio de cobre NU 16 mm 2

Haste galvanizada

de neutro

Aterramento de

   

chaves, pára-raios,

Cabo de cobre NU 35 mm 2

Haste cobreada

trafos e

equipamentos

   
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM ESTOQUE A18 333.0076
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM ESTOQUE A18 333.0076
LISTA DE MATERIAIS ITEM ESTOQUE A18 333.0076 A26 333.0018 C2 722.0008 C7(4) 310.0024 C7(6) 310.0044
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
ESTOQUE
A18
333.0076
A26
333.0018
C2
722.0008
C7(4)
310.0024
C7(6)
310.0044
E9
333.0749
E11
333.0750
E29
333.0762
F17
333.0069
F17(a)
333.0070
F38
722.0136
M7
381.0050
O1(2)
330.0038
O18
333.0067
DESCRIÇÃO
Moldura para fio terra
Seccionador pré-formado para cerca
Arame zincado — 5 mm
Fio de cobre Nu — 16 mm 2
Cabo de cobre Nu — 35 mm 2
Chave corta-circuito 100 A — base C
Chave de faca unipolar 400 A
Pára-raios polimérico — 12 kV
Haste de aterramento galvanizada
Haste de aterramento cobreada
Grampo galvanizado
Fita para abraçadeira de aço inoxidável
Conector parafuso fendido — 16-35 mm 2
Grampo de aterramento
P
Poste (concreto circular, duplo T ou madeira)
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento do mensageiro ao longo da rede
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento do mensageiro ao longo da rede

Aterramento do mensageiro ao longo da rede compacta

DE RD Aterramento do mensageiro ao longo da rede compacta Notas: Este tipo de aterramento deve

Notas:

Este tipo de aterramento deve ser utilizado para aterrar o mensageiro a cada 100 m de rede compacta, aproximadamente.

Se

houver estai no poste, interligá-lo

ao

cabo de descida do aterramento.

O

cabo de descida deve ser

interligado ao neutro da BT.

A

quantidade prevista do condutor

de

aterramento é suficiente para

poste até 11m.

Utilizar conector à compressão tipo

H

para conexão do cabo de terra

ao

mensageiro. Para o aterramento

da

BT, interligar o neutro desta ao

cabo de terra através do conector à compressão tipo H, revestindo-o com uma camada de fita isolante elétrica de alta-fusão e sobre esta outra de fita isolante plástica vinílica. No caso de existência da caixa de derivação da BT, interligar o cabo de terra ao barramento da mesma.

LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. UNID DESCRIÇÃO C7a 4,7 Kg Condutor de cobre NU 16
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
UNID
DESCRIÇÃO
C7a
4,7
Kg
Condutor de cobre NU 16 mm 2 - 19 fios
F16
1
Haste de aterramento
018
1
Grampo de aterramento
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de pára-raios em estrutura tipo CE3
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de pára-raios em estrutura tipo CE3

Aterramento de pára-raios em estrutura tipo CE3

Dimensões A BC 13,8 580 370 365 34,5 648 430 470
Dimensões
A
BC
13,8
580
370
365
34,5
648
430
470

Detalhe da barra de aterramento.

Tensão (kV)
Tensão (kV)

Notas:

Barra a ser feita no local da instalação.

Barra a ser fixada na parte externa do braço tipo “C” e na aba superior da cantoneira auxiliar para braço tipo “C”, fixando-a nestas através dos parafusos de fixação dos suportes tipo “Z”.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de final de rede de baixa
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento de final de rede de baixa

Aterramento de final de rede de baixa tensão (AMPLA)

DE RD Aterramento de final de rede de baixa tensão (AMPLA) Nota: de baixa tensão. O

Nota:

de baixa tensão.

O condutor terra deve subir pela mão francesa, até a conexão com o neutro da rede

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento do suporte de fixação da caixa
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento do suporte de fixação da caixa

Aterramento do suporte de fixação da caixa de derivação (AMPLA)

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento do suporte de fixação da caixa de derivação
MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Aterramento do suporte de fixação da caixa de derivação
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estaiamento
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estaiamento

Estaiamento

AplicaçõesAplicaçõesAplicaçõesAplicaçõesAplicações

Os esforços mecânicos a que são submetidos os postes, o tracionamento dos condutores, a ação dos ventos nas estruturas e nos condutores, o peso próprio e os equipamentos nele instalados. Por ocasião do projeto da rede deve-se dimensionar os esforços devido ao traciona- mento dos condutores e ao vento sobre estes últimos, os demais esforços já foram levados em conta para o estabelecimento dos padrões de estruturas.

Deve-se, então, considerar a determinação dos esforços mecânicos:

a. Estruturas sem Estaiamento:

A resultante dos esforços (tensão de projeto) calculada é transferida a 20 cm do topo do poste. Este valor comparado à sua resistência nominal deve ser no máximo igual a esta.

b. Estruturas com Estaiamento:

Quando os esforços atuantes sobre a estrutura ultrapassam a resistência mecânica oferecida pelo poste ou pelo solo, torna-se necessária a utilização de estais, e devem ser calculados de modo a suportarem os esforços máximos que poderão atuar sobre a estrutura durante sua vida útil. Devem ser fixados o mais próximo possível da cruzeta e fazer normalmente um ângulo de 45º com o poste.

Para absorção dos esforços deve ser utilizado o estaiamento com âncora que pode ser:

• Lateral — necessário para o esforço devido ao vento atuando sobre a estrutura e condutores, e a tração de projeto do condutor; e

• Longitudinal — necessário para suportar esforços longitudinais que podem atuar sobre a estrutura. São calculados considerando-se, inicialmente, o encabeçamento dos condutores fase e neutro apenas de um lado da estrutura.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Os demais tipos de estaiamentos são mais
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Os demais tipos de estaiamentos são mais

Os demais tipos de estaiamentos são mais utilizados nas proximidades de estradas, vias públicas, centro de cidade ou em locais em que o estaiamento em âncora não for possível (canaviais, movimentação de máquinas, etc ).

São eles:

• Estai de cruzeta a poste — absorve os esforços do circuito primário. Principalmente utilizado em Estrutura Tipo Beco.

• Estai de poste a poste — deve absorver todo o esforço excedente, atuando sobre o poste, devido aos esforços resultantes dos circuitos primário e secundário.

• Estai de poste a contraposte — análogo ao estaiamento anterior, é empregado normalmente em fins e linha, e na rede AMPLA absorve praticamente todos os esforços da média e da baixa tensão.

• Estai de cruzeta a cruzeta — se aplica quando os esforços provocados pelos condutores são iguais em ambos os níveis de cruzeta, em rede AMPLA, dois fins de linha.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD TiposTiposTiposTiposTipos dedededede
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD TiposTiposTiposTiposTipos dedededede

TiposTiposTiposTiposTipos dedededede estaiestaiestaiestaiestai

Estai de âncora

dedededede estaiestaiestaiestaiestai Estai de âncora Notas: Os estais devem ser ligados ao neutro no caso deste

Notas:

Os estais devem ser ligados ao neutro no caso deste ser efetivamente aterrado.

A chapa para âncora não deve ser utilizada em solos pantanosos ou muito úmidos.

Opcionalmente, pode ser utilizada tora de 1,0 m no lugar da chapa para âncora.

Na montagem do cabo de aço na alça pré-formada deve ser prevista uma folga de 50mm no cabo de aço (ver detalhe).

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM DESCRIÇÃO ITEM DESCRIÇÃO
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM DESCRIÇÃO ITEM DESCRIÇÃO
LISTA DE MATERIAIS ITEM DESCRIÇÃO ITEM DESCRIÇÃO A2 F30 A6 A25 M4 C1 O5 F10
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
DESCRIÇÃO
ITEM
DESCRIÇÃO
A2
F30
A6
A25
M4
C1
O5
F10
Arruela
Chapa para estai
Sapatilha
Cabo de aço
Cinta para poste seção circular
F31
S9
Parafuso de cabeça quadrada
Parafuso de cabeça abaulada
Alça pré-formada para estai
Conector
Chapa para âncora
F16
Haste de âncora

Estai de cruzeta a poste (rede nua MT)

pré-formada para estai Conector Chapa para âncora F16 Haste de âncora Estai de cruzeta a poste
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Notas: O estai de cruzeta absorve, praticamente,
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Notas: O estai de cruzeta absorve, praticamente,
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Notas: O estai de cruzeta absorve, praticamente,

Notas:

O estai de cruzeta absorve, praticamente, todos os esforços do primário. O estaiamento

do poste fica, portanto, na dependência dos esforços provenientes do secundário.

O

estai de cruzeta aplica-se analogamente à estrutura tipo meio-beco.

O

poste que recebe o esforço do estaiamento exige cálculo e dimensionamento.

Os estais devem ser ligados ao neutro no caso deste ser efetivamente aterrado

LISTA DE MATERIAIS ITEM DESCRIÇÃO ITEM DESCRIÇÃO A2 Arruela F30 Parafuso de cabeça quadrada A25
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
DESCRIÇÃO
ITEM
DESCRIÇÃO
A2
Arruela
F30
Parafuso de cabeça quadrada
A25
Sapatilha
F31
Parafuso de cabeça abaulada
C1
Cabo de aço
M4
Alça pré-formada para estai
F10
Cinta para poste seção circular
O5
Conector
F25
Olhal
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estai de poste a poste (rede nua
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estai de poste a poste (rede nua

Estai de poste a poste (rede nua MT)

DE ESTRUTURAS DE RD Estai de poste a poste (rede nua MT) Os estais devem ser

Os estais devem ser ligados ao neutro no caso deste ser efetivamente aterrado.

LISTA DE MATERIAIS ITEM DESCRIÇÃO ITEM DESCRIÇÃO A2 Arruela Sapatilha Cabo de aço Cinta para
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
DESCRIÇÃO
ITEM
DESCRIÇÃO
A2
Arruela
Sapatilha
Cabo de aço
Cinta para poste seção circular
Olhal
F30
A25
F31
C1
M4
F10
O5
Parafuso de cabeça quadrada
Parafuso de cabeça abaulada
Alça pré-formada para estai
Conector
F25
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estai de cruzeta a cruzeta (rede nua
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estai de cruzeta a cruzeta (rede nua

Estai de cruzeta a cruzeta (rede nua MT)

DE ESTRUTURAS DE RD Estai de cruzeta a cruzeta (rede nua MT) Notas: Este tipo de

Notas:

Este tipo de estaiamento somente se aplica quando os esforços provocados pelos condutores são iguais em ambos os níveis de cruzeta.

O estai de cruzeta não absorve os esforços dos condutores sobre o poste. Assim, o

dimensionamento do poste deve ser considerado separadamente.

O estai de cruzeta a cruzeta aplica-se analogamente à estrutura tipo meio-beco.

LISTA DE MATERIAIS ITEM DESCRIÇÃO ITEM DESCRIÇÃO A25 Sapatilha F25 Olhal C1 Cabo de aço
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
DESCRIÇÃO
ITEM
DESCRIÇÃO
A25
Sapatilha
F25
Olhal
C1
Cabo de aço
M4
Alça pré-formada para estai
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Esquemas de estaiamentos Tipo N1, N2, ou
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Esquemas de estaiamentos Tipo N1, N2, ou

Esquemas de estaiamentos

E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Esquemas de estaiamentos Tipo N1, N2, ou N4 (em tangente)

Tipo N1, N2, ou N4 (em tangente)

RD Esquemas de estaiamentos Tipo N1, N2, ou N4 (em tangente) Tipo N4 – 2 âncoras

Tipo N4 – 2 âncoras

Tipo N1, N2, ou N4 (em tangente) Tipo N4 – 2 âncoras Tipo N4 – 2

Tipo N4

2

âncoras arrancamento

Tipo N4 – 2 âncoras Tipo N4 – 2 âncoras arrancamento Tipo LE Tipo N1, N2,

Tipo LE

– 2 âncoras Tipo N4 – 2 âncoras arrancamento Tipo LE Tipo N1, N2, ou N4

Tipo N1, N2, ou N4 (em angulo)

2 âncoras arrancamento Tipo LE Tipo N1, N2, ou N4 (em angulo) Tipo N4 – 3

Tipo N4 – 3 âncoras

2 âncoras arrancamento Tipo LE Tipo N1, N2, ou N4 (em angulo) Tipo N4 – 3

Tipo N2 / N2 ou N3 / N3

2 âncoras arrancamento Tipo LE Tipo N1, N2, ou N4 (em angulo) Tipo N4 – 3

Tipo LE

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Tipo HT - - - - -
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Tipo HT - - - - -
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Tipo HT - - - - -

Tipo HT - - - - - - - - - -- Direção de rede

DE RD Tipo HT - - - - - - - - - -- Direção de

Tipo V3 / V3

LISTA DE MATERIAIS ITEM ESTOQUE DESCRIÇÃO A2 330.0007 A6 330.0029 A25 330.0272 C1(1) 330.0021 C1(2)
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
ESTOQUE
DESCRIÇÃO
A2
330.0007
A6
330.0029
A25
330.0272
C1(1)
330.0021
C1(2)
330.0301
F10
Adequada
F16
330.0120
F25
330.0182
F30
Adequado
F31
Adequado
M4
330.0982
O5
Adequado
Arruela quadrada
Chapa para estai
Sapatilha
Cabo de aço 7,9 mm
Cabo de aço 9,5 mm
Cinta para poste circular
Haste de âncora
Olhal
Parafuso cabeça quadrada
Parafuso cabeça abaulada
Alça pré-formada para estai
Conector
S9
330.0981
Chapa para âncora
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estruturas básicas – primárias
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estruturas básicas – primárias

Estruturas básicas – primárias

SimbologiaSimbologiaSimbologiaSimbologiaSimbologia básicabásicabásicabásicabásica

Estruturas básicas – primárias SimbologiaSimbologiaSimbologiaSimbologiaSimbologia básicabásicabásicabásicabásica
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Notas: Considerar o neutro comum ao secundário.
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Notas: Considerar o neutro comum ao secundário.

Notas:

Considerar o neutro comum ao secundário.

Nas listas de materiais não foram incluídos o material correspondente ao neutro, que é, geralmente, considerado com o material do secundário.

A parte da cruzeta com maior número de isoladores deve ficar do lado da rua.

MontagemMontagemMontagemMontagemMontagem dedededede cruzetacruzetacruzetacruzetacruzeta ––––– cotascotascotascotascotas

Normal
Normal
Meio beco
Meio beco
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Beco TiposTiposTiposTiposTipos dedededede
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Beco TiposTiposTiposTiposTipos dedededede
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Beco TiposTiposTiposTiposTipos dedededede

Beco

TiposTiposTiposTiposTipos dedededede estruturaestruturaestruturaestruturaestrutura

Estrutura tipo N1

DE RD Beco TiposTiposTiposTiposTipos dedededede estruturaestruturaestruturaestruturaestrutura Estrutura tipo N1 67
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre Alumínio - 2 Awg 0 o A 45
Condutores – AWG / MCM
ÂNGULOS
Cobre
Alumínio
-
2 Awg
0 o A 45 o
25
Mm
2
-
0 o A 30 o
35
Mm
2
1/0 Awg
0 o A 20 o
70
Mm
2
4/0 Awg A 477 Mcm
0 o A 10 o

Notas:

A estrutura N1 é usada em tangentes e pode também ser empregada em ângulos conforme

tabela. Neste caso, a instalação dos condutores nos isoladores deve ser feita lateralmente.

A tabela de ângulos aplica-se também a estruturas tipo M1 e B1.

LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 3 5
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
3
5
Arruela
F45
1
-
Sela para cruzeta
F10
2
-
Cinta para poste
seção circular
F36
3
3
Pino para
isolador
F20
2
2
Mão francesa plana
I2
3
3
Isolador de pino
F30
2
4
Parafuso de
P
1
1
Poste
cabeça quadrada
F31
2
-
Parafuso de
R3
1
1
Cruzeta
cabeça abaulada
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N2 Condutores – AWG /
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N2 Condutores – AWG /

Estrutura tipo N2

E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N2 Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N2 Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre Alumínio - 2 Awg 0 o a 60
Condutores – AWG / MCM
ÂNGULOS
Cobre
Alumínio
-
2 Awg
0 o a 60 o
25
mm
2
-
0 o a 45 o
35
mm
2
1/0 Awg
0 o a 45 o
70
mm
2
4/0 Awg A 477 Mcm
0 o a 20 o

Notas:

A estrutura N2 é usada em ângulos conforme a tabela, no entanto, pode ser empregada

com estrutura de fim de linha para condutor de alumínio nº 2 AWG.

A tabela de ângulos se aplica também para estruturas tipo M2 e B2.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM
LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 14 14
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
14
14
Arruela
F36
6
6
Pino para isolador
A21
4
4
Porca
Cinta para poste
seção circular
F45
2
-
F10
2
-
I2
6
6
Sela para cruzeta
Isolador de pino
F20
4
4
Mão francesa plana
Parafuso de
cabeça quadrada
P
1
1
Poste
F30
6
8
R3
2
2
Cruzeta

Estrutura tipo N2 – fim de linha

6 8 R3 2 2 Cruzeta Estrutura tipo N2 – fim de linha A estrutura tipo
6 8 R3 2 2 Cruzeta Estrutura tipo N2 – fim de linha A estrutura tipo

A estrutura tipo N2 é usada em fins de linha com o condutor de alumínio nº 2 AWG.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM
LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 14 14
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
14
14
Arruela
F36
6
6
Pino para isolador
A21
4
4
F45
2
-
F10
2
-
Porca
Cinta para poste
seção circular
I2
6
6
Sela para cruzeta
Isolador de pino
F20
4
4
Mão francesa plana
Parafuso de
cabeça quadrada
P
1
1
Poste
F30
6
8
R3
2
2
Cruzeta
F30
4
-
Parafuso de
cabeça abaulada

Estrutura tipo N3

quadrada P 1 1 Poste F30 6 8 R3 2 2 Cruzeta F30 4 - Parafuso
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N3 é usada em
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N3 é usada em
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N3 é usada em

A estrutura tipo N3 é usada em fins de linha com condutores de cobre de 25 mm 2 a 70 mm 2 ou de alumínio nº 1/0 AWG a 477 MCM.

LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 11 11
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
11
11
Arruela
F30
6
8
A21
4
4
Porca
F31
4
-
A25
3
3
Sapatilha
Cinta para poste
seção circular
Gancho olhal
F45
2
-
F10
2
-
I4
6
6
Parafuso de cabeça
quadrada
Parafuso de cabeça
abaulada
Sela para cruzeta
Isolador de disco
F13
3
3
M1
3
3
F20
4
4
Mão francesa plana
cabeça abaulada
Olhal
P
1
1
Alça pré-formada de
distribuição
Poste
F25
3
3
R3
2
2
Cruzeta
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N4 Condutores – AWG /
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N4 Condutores – AWG /

Estrutura tipo N4

E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N4 Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N4 Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre Alumínio 2 Awg Ver n2 25 e 35
Condutores – AWG / MCM
ÂNGULOS
Cobre
Alumínio
2 Awg
Ver n2
25
e 35 mm 2
1/0 Awg
45 o
70
mm 2
4/0 Awg A 477 Mcm
20 o a 60 o
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Notas: A estrutura tipo N4 é usada
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Notas: A estrutura tipo N4 é usada

Notas:

A estrutura tipo N4 é usada em ângulos e encabeçamento.

Esta estrutura é empregada mesmo em tangentes quando há mudança de bitola e ambos os condutores são superiores a alumínio nº 2 AWG. Neste caso, devem ser incluídos conectores adequados na lista de materiais.

A tabela de ângulos aplica-se também a estruturas tipo M4 e B4.

LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 8 8
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
8
8
Arruela
F31
4
-
A21
4
4
F36
3
3
A25
6
6
F45
2
-
F10
2
-
I2
3
3
Parafuso de cabeça
abaulada
Pino para isolador
Sela para cruzeta
Isolador de pino
F13
6
6
Porca
Sapatilha
Cinta para poste
seção circular
Gancho olhal
Mão francesa plana
I4
12
12
F20
4
4
M1
6
6
F25
6
6
Olhal
Parafuso de cabeça
quadrada
P
1
1
F30
6
8
R3
2
2
Isolador de disco
Alça pré-formada de
distribuição
Poste
Cruzeta
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo M1 Condutores – AWG /
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo M1 Condutores – AWG /

Estrutura tipo M1

E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo M1 Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo M1 Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
Condutores – AWG / MCM ÂNGULOS Cobre Alumínio 2 Awg 0 o a 45 o
Condutores – AWG / MCM
ÂNGULOS
Cobre
Alumínio
2 Awg
0 o a 45 o
25
mm
2
-
35
mm
2
1/0 Awg
0 o a 30 o
0 o a 20 o
70
mm
2
4/0 Awg A 477 Mcm
0 o a 10 o

A estrutura tipo M1 é usada em tangentes, e pode também ser empregada em ângulos. Neste caso, a instalação de condutores nos isoladores deve ser feita lateralmente.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM
LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 2 4
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
2
4
Arruela
Cinta para poste
seção circular
Mão francesa
perfilada c/99mm
Parafuso de cabeça
quadrada
Parafuso de cabeça
abaulada
F36
3
3
F10
2
-
F45
1
-
Pino para Isolador
Sela para cruzeta
F20
1
1
I2
3
3
Isolador de pino
F30
1
3
P
1
1
Poste
F31
2
-
R3
1
1
Cruzeta

Estrutura tipo B1

F20 1 1 I2 3 3 Isolador de pino F30 1 3 P 1 1 Poste
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Condutores — AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Condutores — AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Condutores — AWG / MCM ÂNGULOS Cobre
Condutores — AWG / MCM ÂNGULOS Cobre Alumínio 2 Awg 0 o a 45 o
Condutores — AWG / MCM
ÂNGULOS
Cobre
Alumínio
2 Awg
0 o a 45 o
25
mm
2
-
35
mm
2
1/0 Awg
0 o a 30 o
0 o a 20 o
70
mm
2
4/0 Awg A 477 Mcm
0 o a 10 o

A estrutura tipo B1 é usada em tangentes e pode também ser empregada em ângulos. Neste caso, a instalação de condutores nos isoladores deve ser feita lateralmente.

LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 2 4
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
2
4
Arruela
Cinta para poste
seção circular
Mão francesa
perfilada c/99mm
Parafuso de cabeça
quadrada
Parafuso de cabeça
abaulada
F36
3
3
F10
2
-
F45
1
-
Pino para Isolador
Sela para cruzeta
F20
1
1
I2
3
3
Isolador de pino
F30
1
3
P
1
1
Poste
F31
2
-
R3
1
1
Cruzeta
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo
Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo

Estrutura tipo N1-N1

Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo
Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N1-N1 é usada em
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N1-N1 é usada em

A estrutura tipo N1-N1 é usada em cruzamentos.

LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 6 10
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
6
10
F45
2
-
F10
4
-
I2
6
6
Sela para cruzeta
Isolador de pino
F20
4
4
Arruela
Cinta para poste
seção circular
Mão francesa plana
Parafuso de cabeça
quadrada
Parafuso de cabeça
abaulada
Pino para isolador
O5
6
6
Conector
F30
4
8
P
1
1
Poste
F31
4
-
R3
2
2
Cruzeta
F36
6
6

Estrutura tipo N1-N2

isolador O5 6 6 Conector F30 4 8 P 1 1 Poste F31 4 - R3
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N1-N2 é usada em
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N1-N2 é usada em
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N1-N2 é usada em

A estrutura tipo N1-N2 é usada em derivações com condutor de alumínio nº 2 AWG.

LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 17 19
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
17
19
F36
9
9
A21
4
4
F45
3
-
F10
4
-
I2
9
9
Pino para isolador
Sela para cruzeta
Isolador de pino
F20
6
6
O5
6
6
Conector
F30
8
12
Arruela
Porca
Cinta para poste
seção circular
Mão francesa plana
Parafuso de cabeça
quadrada
Parafuso de cabeça
abaulada
P
1
1
Poste
F31
6
-
R3
3
3
Cruzeta
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N1-N3 A estrutura tipo N1-N3
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N1-N3 A estrutura tipo N1-N3

Estrutura tipo N1-N3

E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N1-N3 A estrutura tipo N1-N3 é usada em
E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo N1-N3 A estrutura tipo N1-N3 é usada em

A estrutura tipo N1-N3 é usada em derivação de condutores de bitola de cobre a partir de 25 mm 2 ou alumínio superior ao nº 2 AWG.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM
LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 14 16
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
14
16
F36
4
4
A21
4
4
F45
3
-
A25
3
3
I2
4
4
F10
4
-
I4
6
6
Pino para isolador
Sela para cruzeta
Isolador de pino
Isolador de disco
F13
3
3
Arruela
Porca
Sapatilha
Cinta para proteção
circular
Gancho olhal
M1
3
3
F20
6
6
Mão francesa plana O5
3
3
F25
3
3
P
1
1
F30
8
12
R3
3
3
Alça pré-formada
de distribuição
Conector
Poste
Cruzeta
F31
6
-
Olhal
Parafuso de cabeça
quadrada
Parafuso de cabeça
abaulada

Estrutura tipo N2-3

Poste Cruzeta F31 6 - Olhal Parafuso de cabeça quadrada Parafuso de cabeça abaulada Estrutura tipo
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N2-3 é empregada em
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N2-3 é empregada em
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N2-3 é empregada em

A estrutura tipo N2-3 é empregada em mudanças de bitola quando o condutor instalado no isolador de pino for de alumínio nº 2 AWG.

LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 11 11
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
11
11
F36
6
6
A21
4
4
F45
2
-
A25
3
3
I2
6
6
F10
2
-
I4
6
6
Pino para isolador
Sela para cruzeta
Isolador de pino
Isolador de disco
F13
3
3
Arruela
Porca
Sapatilha
Cinta para proteção
circular
Gancho olhal
M1
3
3
F20
4
4
O5
3
3
F25
3
3
P
1
1
F30
6
8
R3
2
2
Alça pré-formada
de distribuição
Conector
Poste
Cruzeta
F31
4
-
Mão francesa plana
Olhal
Parafuso de cabeça
quadrada
Parafuso de cabeça
abaulada
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo
Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo

Estrutura tipo N3-N3

Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo
Programa de Formação e Certificação para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura tipo
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N3-N3 é geralmente usada
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD A estrutura tipo N3-N3 é geralmente usada

A estrutura tipo N3-N3 é geralmente usada em ângulos superiores a 60 o quando o condutor de cobre for a partir de 25 mm 2 ou de alumínio superior ao nº 2 AWG.

LISTA DE MATERIAIS ITEM QUANT. DESCRIÇÃO ITEM QUANT. DESCRIÇÃO CM C M A2 22 22
LISTA DE MATERIAIS
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
ITEM
QUANT.
DESCRIÇÃO
CM
C
M
A2
22
22
F36
2
2
A21
8
8
F45
4
-
A25
6
6
I2
2
2
F10
4
-
I4
12
12
Pino para isolador
Sela para cruzeta
Isolador de pino
Isolador de disco
F13
6
6
Arruela
Porca
Sapatilha
Cinta para proteção
circular
Gancho olhal
M1
6
6
F20
8
8
Mão francesa plana O5
3
3
F25
6
6
P
1
1
F30
12
16
R3
4
4
Alça pré-formada
de distribuição
Conector
Poste
Cruzeta
F31
8
-
Olhal
Parafuso de cabeça
quadrada
Parafuso de cabeça
abaulada
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD TiposTiposTiposTiposTipos dedededede
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD TiposTiposTiposTiposTipos dedededede

TiposTiposTiposTiposTipos dedededede circuitocircuitocircuitocircuitocircuito

Circuito Duplo Normal

Circuito Duplo Normal As condições de emprego relativas a ângulos das
Circuito Duplo Normal As condições de emprego relativas a ângulos das

As condições de emprego relativas a ângulos das estruturas com circuito duplo são as mesmas das correspondentes ao circuito simples.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Circuito Duplo Meio-Beco As condições de emprego
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Circuito Duplo Meio-Beco As condições de emprego

Circuito Duplo Meio-Beco

E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Circuito Duplo Meio-Beco As condições de emprego relativas a ângulos
E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Circuito Duplo Meio-Beco As condições de emprego relativas a ângulos

As condições de emprego relativas a ângulos das estruturas com circuito duplo são as mesmas das correspondentes ao circuito simples

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Circuito Duplo Beco As condições de emprego
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Circuito Duplo Beco As condições de emprego

Circuito Duplo Beco

E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Circuito Duplo Beco As condições de emprego relativas a ângulos
E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Circuito Duplo Beco As condições de emprego relativas a ângulos

As condições de emprego relativas a ângulos das estruturas com circuito duplo são as mesmas das correspondentes ao circuito simples.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estruturas básicas – secundárias
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estruturas básicas – secundárias

Estruturas básicas – secundárias

SimbologiaSimbologiaSimbologiaSimbologiaSimbologia básicabásicabásicabásicabásica

básicas – secundárias SimbologiaSimbologiaSimbologiaSimbologiaSimbologia básicabásicabásicabásicabásica
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD ÂngulosÂngulosÂngulosÂngulosÂngulos Tangente Ângulo de
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD ÂngulosÂngulosÂngulosÂngulosÂngulos Tangente Ângulo de

ÂngulosÂngulosÂngulosÂngulosÂngulos

DE ESTRUTURAS DE RD ÂngulosÂngulosÂngulosÂngulosÂngulos Tangente Ângulo de 15 o Ângulos de 15 o a 70
DE ESTRUTURAS DE RD ÂngulosÂngulosÂngulosÂngulosÂngulos Tangente Ângulo de 15 o Ângulos de 15 o a 70

Tangente

DE RD ÂngulosÂngulosÂngulosÂngulosÂngulos Tangente Ângulo de 15 o Ângulos de 15 o a 70 o Ângulos

Ângulo de 15 o

Tangente Ângulo de 15 o Ângulos de 15 o a 70 o Ângulos de 15 o
Tangente Ângulo de 15 o Ângulos de 15 o a 70 o Ângulos de 15 o

Ângulos de 15 o a 70 o

Tangente Ângulo de 15 o Ângulos de 15 o a 70 o Ângulos de 15 o

Ângulos de 15 o a 70 o

Para ângulos maiores que 70º, devem ser feitos dois fins de linha para rede nua.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD EstruturasEstruturasEstruturasEstruturasEstruturas
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD EstruturasEstruturasEstruturasEstruturasEstruturas

EstruturasEstruturasEstruturasEstruturasEstruturas

Estruturas de baixa tensão padronizada para rede DAE com cabo concêntrico

Estrutura F2 - D2

Estrutura secundária padronizada para todos os postes, inclusive no poste do transformador e em fins de linha. Nestes casos, utilizar alça preformada de aço para condutor isolado ou alça preformada de cobre para condutor isolado nas áreas com agressevidade salina.

Estrutura de baixa tensão padronizada para rede DAC com cabo pré-reunido

Estrutura S2 - D2

Estrutura secundária padronizada para todos os postes onde o ângulo de deflexão seja inferior

à 10 graus. Nestes casos, utilizar o laço preformado de aço para condutor isolado em condutor de alumínio. E o laço preformado de cobre para condutor isolado em cabo de cobre.

Estrutura F2 - D2

Estrutura secundária padronizada para todos os postes onde o ângulo de deflexão seja superior à 10 graus e em fins de linha. Nestes casos, utilizar a alça preformada de aço para cabo isolado em redes de alumínio. E alça preformada de cobre para condutor isolado em rede de cobre.

Estruturas de baixa tensão padronizadas para rede AMPLA com cabo concêntrico ou pré-reunido

As montagens das estruturas utilizadas para a BT de rede AMPLA estão representadas a seguir.

Elas são normalmente instaladas na extremidade inferior ou lateral da cruzeta da rede de MT.

A escolha está relacionada às seguintes condições:

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura 2S1-D1 A estrutura S1-D1 é utilizada
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura 2S1-D1 A estrutura S1-D1 é utilizada

Estrutura 2S1-D1

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura 2S1-D1 A estrutura S1-D1 é utilizada para encabeçamento

A estrutura S1-D1 é utilizada para encabeçamento de rede secundária ou na mudança de bitola. A outra estrutura S1 é utilizada para fixação do ramal de ligação do consumidor.

Estrutura 2S1

fixação do ramal de ligação do consumidor. Estrutura 2S1 É utilizada em final de linha da

É utilizada em final de linha da rede secundária, sendo uma estrutura S1 utilizada para fixação do ramal de ligação do consumidor.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura S1-D1 É utilizada para encabeçamento de
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura S1-D1 É utilizada para encabeçamento de

Estrutura S1-D1

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Estrutura S1-D1 É utilizada para encabeçamento de rede secundária

É utilizada para encabeçamento de rede secundária ou na mudança de bitola.

Estrutura S1

de rede secundária ou na mudança de bitola. Estrutura S1 É utilizada para final de linha

É utilizada para final de linha da rede secundária.

QUANTIDADE DESCRIÇÃO CÓDIGO DE MATERIAL 2S1-D1 2S1 S1-D1 S1 1 2 - 1 Arruela 6772094
QUANTIDADE
DESCRIÇÃO
CÓDIGO DE
MATERIAL
2S1-D1
2S1
S1-D1
S1
1
2
-
1
Arruela
6772094
2
2
1
1
Parafuso de cabeça
quadrada 150 mm
6772156
3
2
2
1
Armação secundária simples
6772092
3
2
2
1
Isolador roldana
6772266
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Recomendações gerais: As armações secundárias são
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Recomendações gerais: As armações secundárias são

Recomendações gerais:

As armações secundárias são fixadas nos postes, no lado oposto à rua, exceto quando houver contra-indicação das condições locais.

Os tipos de estruturas desta seção aplicam-se a vãos até 40 m.

Para fixação das estruturas secundárias em postes deve ser observado:

• Em postes de concreto seção circular:

• Utilizar cintas

• Em poste de concreto seção duplo T:

• Utilizar cintas

• Em poste de eucalipto:

• Utilizar parafusos de cabeça quadrada com respectivas arruelas e porcas;

• As armações secundárias duplas são sempre fixadas com dois parafusos de cabeça quadrada.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração e ancoragem Amarração na rede primária
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração e ancoragem Amarração na rede primária

Amarração e ancoragem

Amarração na rede primária (MT)

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração e ancoragem Amarração na rede primária (MT) Amarração
MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração e ancoragem Amarração na rede primária (MT) Amarração

Amarração dupla

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração e ancoragem Amarração na rede primária (MT) Amarração
MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração e ancoragem Amarração na rede primária (MT) Amarração
Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração dupla em fim de linha na
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração dupla em fim de linha na

Amarração dupla em fim de linha na rede primária (MT)

Condutor 2 AWG – alumínio

de linha na rede primária (MT) Condutor 2 AWG – alumínio Conector a compressão tipo H

Conector a compressão tipo H

Condutor 2 AWG – alumínio Conector a compressão tipo H Detalhe do cabo n o 2

Detalhe do cabo n o 2 AWG – alumínio em torno dos isoladores

do cabo n o 2 AWG – alumínio em torno dos isoladores Notas: As amarrações de

Notas:

As amarrações de condutores de cobre e alumínio são idênticas, observando-se que a fita de proteção somente é empregada em condutores de alumínio.

As amarrações são feitas com fio NU, do mesmo material que os condutores.

Para ancoragem em isoladores de disco utilizar manilha sapatilha em conjunto com alça preformada de distribuição de aço carbono para condutores de alumínio e alumínio com alma de aço e liga de cobre cadmio para condutores de cobre.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD AmarraçõesAmarraçõesAmarraçõesAmarraçõesAmarrações
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD AmarraçõesAmarraçõesAmarraçõesAmarraçõesAmarrações

AmarraçõesAmarraçõesAmarraçõesAmarraçõesAmarrações eeeee ancoragemancoragemancoragemancoragemancoragem nanananana rederederederederede compactacompactacompactacompactacompacta (MT)(MT)(MT)(MT)(MT)

Amarração de cabos de aço em espaçadores

Amarração de cabos de aço em espaçadores Com anel de amarração. Com laço matálico para

Com anel de amarração.

Amarração de cabos de aço em espaçadores Com anel de amarração. Com laço matálico para mensageiro.

Com laço matálico para mensageiro.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração de cabo coberto em espaçadores Com
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração de cabo coberto em espaçadores Com

Amarração de cabo coberto em espaçadores

ESTRUTURAS DE RD Amarração de cabo coberto em espaçadores Com anel de amarração. Com laço plástico

Com anel de amarração.

DE RD Amarração de cabo coberto em espaçadores Com anel de amarração. Com laço plástico para

Com laço plástico para cabo coberto.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração de espaçador em estribo Com anel
para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração de espaçador em estribo Com anel

Amarração de espaçador em estribo

DE ESTRUTURAS DE RD Amarração de espaçador em estribo Com anel de amarração. Com fio de

Com anel de amarração.

DE ESTRUTURAS DE RD Amarração de espaçador em estribo Com anel de amarração. Com fio de

Com fio de alumínio coberto.

Programa de Formação e Certificação para Empresas
Programa de Formação e Certificação para Empresas

MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD

para Empresas MONTAGEM E INSTALAÇÃO DE ESTRUTURAS DE RD Amarração em isolador de pino com anel