Você está na página 1de 2

PH se repete

Escolhi a poltica para iniciar um balano de dois anos do terceiro


mandato do governador Hartung. Isso porque, nessa crise aguda, novas
realizaes aparentes so diminutas. Prevalece a suspenso ou a redefinio
de projetos e obras, que o diga o BRT. O tom fiscal. Como ficar, ento, na
ribalta?
Lendo as suas ltimas entrevistas, rememorei temas do passado recente
de seu estilo supremo. Revisitei artigos sobre os dois mandatos no livro
Estado em Questo. Pequenez, Crime Organizado e Unanimidade (Vol. I,
Edufes).
Resgatei o Ser? (23/03/2010). Nele escrevi sobre o clima de
suspense que, reiteradamente, o governador Hartung engendra: Esse
clima fertiliza bochichos e sinais confusos com o intuito de mant-lo em
evidncia. uma agenda poltica cclica.
Identifiquei cinco temas que se revezam em momentos propcios ou
forados como o caso do primeiro.
1.Sucesso. Precipitada aps os prefeitos eleitos na Grande Vitria e
cidades mdias no girarem na primeira rbita do governador, o enigma
veio mediante quatro possibilidades internas ao governo e outras quatro
externas; o nmero j est em uma dzia. Abriu as especulaes e atrai o
foco para si. Parece buscar continuar no comando face a ausncia de
execues de servios e obras vistosos. Mas h desafios estaduais que
poderiam estar sendo tratados no lugar dessa bolsa especulativa de nomes.
Os outros trs temas esto intrinsicamente relacionados.
2.Nacional. Quando emerge uma crise nacional, o governador Hartung logo
anuncia internamente que ir se dedicar a trat-la. No faltam entrevistas,
palestras. No segundo mandato, chegou a repassar formalmente a
coordenao de projetos estaduais para o vice.
3. Vice-Presidente qui Presidente. De tempos em tempos, cogita-se o
governador Hartung para ser candidato vice-presidente desde
Lula/Dilma. Agora, nota-se um salto nessa cotao: Presidncia.
instigante que, ao mesmo tempo, ressurgem clssicos fatores inibidores
construdos no e sobre o Esprito Santo, como o Estado pequeno, que
contrastam com essa mxima pretenso poltica. Como torn-la crvel?
4.Mudana de partido. Presente na sua trajetria poltica, aventa-se mais
uma mudana, deixando o PMDB para o PSD ou algo assemelhado.
Por fim, mas no menos importante:
5.Promotor da pax capixaba. Faltam um ou dois polticos para selar a
ausncia total de oposio. H uma diversidade gravitando em torno do
nico.

O que se repetir (ou no?) em 2018?