Você está na página 1de 2

Relatório da Diretoria

Senhores Acionistas:
De acordo com as disposições legais e estatutárias, temos o prazer de submeter à apreciação de Vossas Senhorias as Demonstrações Financeiras relativas ao exercício encerrado em 31 de março de 2010.
A Diretoria coloca-se à disposição dos Senhores Acionistas para prestar quaisquer esclarecimentos adicionais que eventualmente considerarem necessários. São Paulo, 15 de junho de 2010.
A Diretoria
BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE MARÇO DE 2010 E 2009 (Em milhares de reais) Demonstrações de Resultados Demonstrações do Fluxo de Caixa - Método Indireto
Exercício findo em 31 de março de 2010 Exercício findo em 31 de março de 2010
Ativo
Nota ________
_____ 2010 _______
2009 Passivo
Nota ________
_____ 2010 _______
2009 e período de 8 meses findo em 31 de março de 2009 e período de 8 meses findo em 31 de março de 2009
Circulante Circulante (Em milhares de reais exceto lucro líquido por lote de mil ações - R$) (Em milhares de dólares)
Disponibilidades 4 125.078 96.288 Fornecedores 10.059 22.300 2010 2009 2010 2009
Contas a receber de clientes 5 326.091 161.033 Financiamentos e empréstimos 14 297.237 356.388
Nota _________
_____ (12 meses) _________
(8 meses)
(12 meses) ________
_________ (8 meses)
Partes relacionadas 6 3.254 59.024 Salários e contribuições sociais 7.708 1.977 Receita operacional bruta Fluxo de caixa das atividades operacionais
Estoques 7 114.783 19.530 Impostos e contribuições a recolher 5.384 670 Revenda de mercadorias 20 3.772.035 2.087.207 Lucro líquido do exercício/período 1.319 33.796
Impostos sobre vendas
_________
(122.365) _________
(27.961) Ajustado por:
Impostos a recuperar 8 3.401 709 Operações com corretoras de valores 10 28.911 -
Receita operacional líquida _________
3.649.670 _________
2.059.246 Resultado da equivalência patrimonial (13.357) 2.177
Adiantamento a fornecedor 9 10.143 39.122 Partes relacionadas 6 278.303 35.811 Depreciação e amortização 809 386
Custo de revenda de mercadorias
_________
(3.524.591) _________
(1.952.848)
Operações com corretoras de valores 10 - 30.400 Perdas não realizadas com derivativos 20 547.510 - Impostos diferidos (2.775) -
Lucro bruto _________
125.079 _________
106.398
Ganhos não realizados com derivativos 20 597.354 25.451 Imposto de renda e contribuição social 10.924 - Juros sobre empréstimos e financiamentos (57.309) -
(Despesas) receitas operacionais
Outros créditos ________
1.159 _______
510 Outras contas a pagar ________ 10.872 _______- Valor líquido das baixas do ativo permanente 605 -
Gerais e administrativas (12.880) (8.813)
Aumento em provisão para contingências 4.195 609

________
1.181.263 _______
432.067
________
1.196.908 _______
417.146 Vendas (83.632) (60.170)
Variações nos ativos e passivos
Financeiras líquidas 18 (22.303) (14.635)
Não circulante Não circulante (Aumento) de contas a receber de clientes (165.058) (161.033)
Outras (despesas) receitas
Realizável a longo prazo Exigível a longo prazo operacionais líquidas (4.448) 14.922 (Aumento) em partes relacionadas 299.948 (11.327)

Resultado da equivalência patrimonial 11 _________
13.357 _________
(2.177) (Aumento) de estoques (95.253) (19.532)
Depósitos judiciais 15 4.105 326 Provisão para contingências 15 4.804 609
(Aumento) em impostos a recuperar 2.273 (2.206)
Partes relacionadas 6 171 2 Partes relacionadas 6 10.935 11.886
_________
(109.906) _________
(70.873) Ganhos e perdas não realizadas com derivativos (24.547) (62.795)

Impostos diferidos 16 ________
2.780 _______-
Impostos diferidos 16 ________
5 _______- Lucro operacional antes do Imposto (Aumento) em outros créditos (495) (663)
de renda e contribuição social _________
15.173 _________
35.525 (Aumento) redução em adiantamento a fornecedor 28.979 (39.122)

________
7.056 _______
328
________
15.744 _______
12.495
Imposto de renda e contribuição (Aumento) redução em operações com
Permanente Patrimônio Líquido 17 social - corrente (16.629) (1.729) corretoras de valores 59.311 (30.400)
Investimentos 11 45.273 27.714 Capital social 80.300 80.300 Imposto de renda e contribuição (Aumento) em depósitos judiciais (3.779) (326)
Imobilizado 12 15.484 4.972 Reservas de lucros 200 - social - diferidos _________
2.775 _________- Aumento de fornecedores (12.241) 22.300
Intangível 13 ________
44.076 _______
44.054 Lucros (prejuízos) acumulados ________
- _______
(806)
16 _________
(13.854) _________
(1.729) Aumento de salários e contribuições sociais 5.731 1.977
Aumento de impostos e contribuições a recolher 4.714 656
Lucro
líquido do exercício/período 1.319 33.796
_________ _________
_________

________
104.833 _______
76.740
________
80.500 _______
79.494 _________ Aumento em outras contas a pagar 10.872 ________-
Lucro do exercício/período por lote _________

1.293.152 _______
509.135 1.293.152 _______
509.135 43.942 (265.503)
________ ________ _______
________ ________ _______
mil ações - R$ _________
_________
16,426 _________
420,871
_________
Imposto de renda e contribuição social pagos 5.959 ________
1.510
_________
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras. Caixa líquido gerado pelas (usado nas)
atividades operacionais
49.901 ________
_________ (263.993)
Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido Exercício findo em 31 de março de 2010 e período de 8 meses findo em 31 de março de 2009 (Em milhares de reais)
Fluxo de caixa das atividades
Nota
_________ Capital social
________________ Reserva de lucros
_________________ Prejuízos acumulados
___________________ Total
__________ de investimentos
Constituição da empresa em 17 de julho de 2008 Aplicação de recursos em investimentos (7.321) (26.995)
Integralização de capital 80.300 - - 80.300 Aplicação de recursos em imobilizado (11.926) (5.358)
Ajustes de adoção inicial da Lei nº 11.638/07 e MP nº 449/08 na controlada - - (34.602) (34.602) Aplicação de recursos no intangível
(22) ________
_________ (44.054)
Lucro
líquido do período ________________ - _________________ - 33.796
___________________ 33.796
__________ Caixa líquido usado nas atividades
Em 31 de março de 2009 80.300 - (806) 79.494 de investimento
(19.269) ________
_________ (76.407)
Lucro líquido do exercício - - 1.319 1.319 Fluxo de caixa das atividades
Destinações do lucro líquido de financiamento
Reserva legal - 66 (66) - Integralização de capital - 80.300
Dividendos propostos - - (313) (313) Empréstimos e financiamentos tomados 798.480 356.388

Reserva de lucros ________________ - 134
_________________ (134)
___________________ __________- Pagamentos de financiamentos e empréstimos
(800.322) ________-
_________
Em 31
de março de 2010 17 80.300
________________ 200
_________________ -
___________________ 80.500
__________ Caixa líquido (usado) gerado nas atividades
________________ _________________ ___________________ __________
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras.
de financiamento (1.842) ________
_________ 436.688
Acréscimo líquido em disponibilidades
28.790
_________ 96.288
_________ ________
________
Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras - Exercício findo em 31 de março de 2010 e período de 8 meses findo em 31 de março de 2009 (Em milhares de reais)
Demonstração da variação nas
1. CONTEXTO OPERACIONAL Ativo imobilizado 2010 ________
2009 disponibilidades
________
A Copersucar S.A. tem sede na capital do estado de São Paulo, foi constituída Registrado pelo custo de aquisição, formação ou construção. A depreciação Passivo não circulante No final do exercício 125.078 96.288
em 17 de julho de 2008 e tem as seguintes atividades preponderantes em dos ativos é calculada pelo método linear com base nas taxas mencionadas Arrepar Participações S.A. No início do exercício
96.288 ________-
_________
seu objeto social: na Nota Explicativa nº 12 e leva em consideração o tempo de vida útil - Mútuo 10.863 10.537
28.790 ________
_________ 96.288
Produpar Participações S.A. _________ ________
• a importação, a exportação, a comercialização, a industrialização, a estimado dos bens com os respectivos valores residuais.
guarda, os serviços de carga e descarga de açúcar, etanol e derivados Outros gastos são capitalizados apenas quando há um aumento nos - Mútuo - 1.349 As notas explicativas são parte integrante das demonstrações financeiras.
nos mercados nacional e internacional; benefícios econômicos desse item do imobilizado. Qualquer outro tipo de Copersucar Europe - BV
• a representação comercial de açúcar, etanol e derivados; gasto é reconhecido no resultado como despesa quando incorrido. - Outros
72 ________-
________ c. Remuneração do pessoal-chave da Administração
• logística terrestre, aérea, fluvial e marítima; Intangível
10.935 ________
________ 11.886
________ A remuneração paga no exercício findo em 31 de março de 2010 foi de
________
• transporte de cargas; Os ativos intangíveis compreendem os ativos adquiridos de terceiros, Transações aproximadamente R$ 1.650 (R$ 822 em 2009).
• produção e comercialização de energia elétrica, vapor vivo, vapor de escape inclusive por meio de combinação de negócios. Os seguintes critérios são Compras de mercadorias: 7. ESTOQUES
e todos os derivados provenientes de co-geração de energia elétrica; aplicados: Arrepar Participações S.A. 18.470 35.518
2010 _______
_______ 2009
• prestação de serviços técnicos e de consultoria relativos às atividades • Ágio apurado nas aquisições envolvendo combinações de negócios. COPERSUCAR - Cooperativa 2.471.171 1.052.133 Etanol 5 18.831
antes mencionadas; e • Ativos intangíveis adquiridos de terceiros: são mensurados pelo custo total Despesa com prestação de serviços: Açúcar 180.582 699
• participação no capital de outras sociedades. _______ _______
de aquisição, menos as despesas de amortização. Companhia Auxiliar de Armazéns Gerais 16.820 606
2. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS - Amortização: Despesas financeiras:
180.587 _______
_______ 19.530
_______ _______
As demonstrações financeiras foram elaboradas de acordo com as práticas • A Companhia possui, atualmente, apenas softwares como ativo Arrepar Participações S.A. 1.112 676 8. IMPOSTOS A RECUPERAR
contábeis adotadas no Brasil, as quais abrangem a legislação societária, os intangível de vida útil definida. E esse ativo é amortizado pelo prazo Contas a receber - repasses de despesas corporativas 2010 _______
2009
_______
Pronunciamentos, as Orientações e as Interpretações emitidas pelo Comitê de 5 anos. Corresponde ao contrato de repasses de despesas corporativas firmado
de Pronunciamentos Contábeis e as normas emitidas pelo Conselho Federal Circulante
• Os ativos intangíveis com vida útil indefinida e o ágio por expectativa entre as partes.
de Contabilidade (CFC). de rentabilidade futura não são amortizados e tem o seu valor ICMS 1.063 604
Adiantamento de recursos
A autorização para a conclusão destas demonstrações financeiras foi dada recuperável testado, anualmente. Refere-se a adiantamento para futura entrega de produtos realizados na IPI 549 52
pela Diretoria em 15 de junho de 2010. Demais ativos circulantes e não circulantes safra 2009/2010. COFINS 1.789 40
3. RESUMO DAS PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS São apresentados ao valor líquido de realização. Contrato de mútuo Outros
- 13
_______ _______
A Copersucar S.A. iniciou suas atividades operacionais em agosto de 2008, Redução ao valor recuperável Corresponde a contrato de mútuo celebrado com a Arrepar Participações S.A.
3.401
_______ 709
do exercício findo em 31 de março de 2009. Dessa forma, as demonstrações Os ativos do imobilizado e do intangível têm o seu valor recuperável testado, _______ _______
_______
corrigido com base na variação de 100% do CDI-CETIP e com vencimento
de resultado estão sendo apresentadas comparativas com 08 meses do no mínimo, anualmente, caso haja indicadores de perda de valor. previsto no exercício a se encerrar em 2012. 9. ADIANTAMENTOS A FORNECEDORES
exercício findo em 31 de março de 2009. Passivos circulantes e não circulantes Aquisição de produtos para revenda Corresponde aos adiantamentos realizados durante o exercício para futura
Apuração do resultado Os passivos circulantes e não circulantes são demonstrados pelos valores Corresponde aos valores a pagar por aquisição de açúcar e etanol em entrega de açúcar da safra 2010/2011.
O resultado é apurado em conformidade com o regime de competência. conhecidos ou calculáveis acrescidos, quando aplicável dos correspondentes condições de mercado. 10. OPERAÇÕES COM CORRETORAS DE VALORES
A receita de revenda de produtos é reconhecida no resultado quando encargos, variações monetárias e/ou cambiais incorridas até a data do b. Garantias prestadas e recebidas Refere-se aos saldos a receber de valores depositados referentes a
todos os riscos e benefícios inerentes aos produtos são transferidos para o balanço patrimonial. Em 31 de março de 2010 a Empresa não possuía garantias, avais e fianças margem, prêmios pagos ou recebidos e os lucros ou prejuízos apurados nas
comprador. Uma receita não é reconhecida se há uma incerteza significativa Benefícios a empregados prestadas e/ou recebidas de empresas ligadas.
na sua realização. A Companhia possui diversos benefícios que são concedidos aos seus transações não liquidadas.
Estimativas contábeis empregados, e entre os principais estão: programa de previdência privada, 11. INVESTIMENTOS
(Prejuízo)/ Equivalência Equivalência
A elaboração de demonstrações financeiras de acordo com as práticas plano médico, programa de participação nos lucros e/ou resultados, seguro % Capital Patrimônio Lucro do Investimento Investimento patrimonial patrimonial
contábeis adotadas no Brasil requer que a Administração da Companhia de vida, vale alimentação e outros. Participação _______
social __________
líquido ________
exercício ____________
2010 ____________
2009 2010 ___________
2009
use de julgamentos na determinação e no registro de estimativas contábeis. A Companhia concede aos funcionários plano de pensão, sendo que os ___________ ___________
Ativos e passivos sujeitos a estimativas e premissas incluem valor residual do custos de patrocínio de plano de pensão são reconhecidos como despesas Cia. Auxiliar de
ativo imobilizado, provisão para contingências, mensuração de instrumentos por se tratar de planos de contribuição definida. Armazéns Gerais (i) 99,99 20.726 35.282 17.404 32.163 17.878 17.404 (2.197)
financeiros, e passivos relacionados a benefícios a empregados. A liquidação Provisões Copersucar Armazéns Gerais (i) 99,99 1 1.539 (52) 1.539 1.590 (51) -
das transações envolvendo essas estimativas poderá resultar em valores Uma provisão é reconhecida no balanço quando a Companhia possui uma Uniduto Logística S.A. (ii) (iii)
26,15 49.913 34.707 (15.282) 11.038 7.527 (3.996) ___________
___________ 20
diferentes dos estimados em razão de imprecisões inerentes ao processo obrigação legal ou reconhecida como resultado de um evento passado, e é Outros ____________
533 ____________
719 - ___________-
___________
da sua determinação. A Companhia revisa as estimativas e as premissas provável que um recurso econômico seja requerido para saldar a obrigação.
____________
45.273 ____________
____________ 27.714
____________ 13.357 ___________
___________ (2.177)
___________
___________
pelo menos anualmente. As provisões são registradas tendo como base as melhores estimativas do
(i) Empresa auditada pela KPMG.
Instrumentos financeiros risco envolvido.
(ii) Empresa em fase pré-operacional.
Instrumentos financeiros não-derivativos incluem aplicações financeiras, Imposto de renda e contribuição social
O imposto de renda e a contribuição social são calculados com base nas (iii) Empresa auditada por outros auditores.
investimentos em instrumentos de dívida, contas a receber e outros recebíveis,
disponibilidades (bancos conta movimento e aplicações financeiras), alíquotas de 15% acrescida do adicional de 10% sobre o lucro tributável Durante o exercício a controlada Cia. Auxiliar de Armazéns Gerais destinou Os impostos diferidos foram registrados para refletir os efeitos fiscais futuros,
financiamentos e empréstimos, assim como contas a pagar e outras dívidas. excedente de R$ 240 para imposto de renda e 9% sobre o lucro tributável dividendos propostos no montante de R$ 3.119. tributáveis sobre diferenças temporárias entre a base fiscal de ativos e
Instrumentos financeiros não-derivativos que não sejam reconhecidos pelo para contribuição social sobre o lucro líquido e consideram a compensação 12. IMOBILIZADO passivos e seu respectivo valor contábil, à alíquota fiscal combinada de
valor justo através de resultado, são reconhecidos inicialmente pelo valor de prejuízos fiscais e base negativa de contribuição social, limitada a 30% a) Composição do custo 34%, levando-se em consideração a realização provável desses tributos.
justo acrescido de quaisquer custos de transação diretamente atribuíveis. do lucro real. Taxa de As referidas diferenças temporárias estão substancialmente representadas
Posteriormente ao reconhecimento inicial, os instrumentos financeiros não Mudanças de prática contábil
depreciação __________________________ 2010 _______
2009 por provisões para contingências
derivativos são mensurados conforme descrito abaixo. a) Durante o exercício findo em 31 de março de 2010 a Administração da % a.a. ______
Custo ___________
Depreciação _______
Líquido _______
Líquido Os impostos diferidos têm a seguinte origem:
Companhia modificou a categoria que contabilizava os instrumentos financeiros ___________ 2010 _______2009
Instrumentos disponíveis para venda _______
Os investimentos da Companhia em instrumentos de patrimônio e de certos destinados a hedge de sua controlada indireta Copersucar Trading A.V.V. Máquinas e
Ativo não circulante:
ativos relativos a instrumentos de dívida são classificados como disponíveis As operações que antes eram classificadas como hedge de fluxo de caixa, equipamentos 10 144 21 123 137

Sobre contingências _______ _______-
2.780
para venda. Posteriormente ao reconhecimento inicial, são avaliados pelo passaram a ser classificadas como hedge de valor justo, mensuradas a valor Equip.
processamento Passivo não circulante:
valor justo e as suas flutuações, exceto reduções em seu valor recuperável, justo e tendo como contrapartida contas de resultado, conforme requerido Sobre derivativos 5 _______-
de dados 20 1.531 437 1.094 1.323 _______
e a variação cambial destes instrumentos, são reconhecidos diretamente pelo CPC 14 - Instrumentos Financeiros: reconhecimento, mensuração e
Móveis e utensílios 10 2.374 353 2.021 2.226 17. PATRIMÔNIO LÍQUIDO
no patrimônio líquido, líquidos dos efeitos tributários. evidenciação (pronunciamento vigente na época e substituído pelo OCPC 03 -
Instrumentos financeiros: reconhecimento, mensuração e evidenciação durante Veículos 20 1.517 262 1.255 1.239 a. Capital
Instrumentos financeiros ao valor justo através do resultado O capital social, subscrito e integralizado está representado por 80.300.230
Um instrumento é classificado pelo valor justo através do resultado se o ano de 2009, com adoção obrigatória para os exercícios findos em 31 de Imobilizações em
dezembro de 2010 e para o caso da Companhia, 31 de março de 2010). Andamento ______
10.991 ___________ - _______
10.991 _______ 47 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal, pertencente aos seguintes
for mantido para negociação, ou seja, designado como tal quando do
Em decorrência dessa mudança de prática contábil, estão sendo apresentados Total ______ 16.557 1.073 15.484 _______ 4.972 acionistas:
reconhecimento inicial. Os instrumentos financeiros são designados pelo
______ ___________ ___________ _______
_______ _______
abaixo os efeitos gerados por essa modificação, conforme previsto na NPC Nº de ações ___________
___________ %
valor justo através do resultado se a Companhia gerencia esses investimentos b) Movimentação do custo
e toma as decisões de compra e venda com base em seu valor justo de acordo 12 - Práticas Contábeis, Mudanças nas Estimativas Contábeis e Correção 2009 _______________________ 2010 Produpar Participações S.A. 80.300.225 99,999995
_______
com a estratégia de investimento e gerenciamento de risco documentado pela de Erros. Outros
5 0,000005
___________ ___________
Custo _______
_______ Adições _______
Baixas _______
Custo
Companhia. Após o reconhecimento inicial, os custos de transação atribuíveis b) O CPC 02 - Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de
80.300.230 100,000000
___________
Máquinas e equipamentos 144 - - 144 ___________ ___________
___________
são reconhecidos no resultado quando incorridos. Instrumentos financeiros Demonstrações Contábeis, foi revisado e por meio da resolução do CFC nº Equip. processamento de dados 1.463 70 2 1.531 b. Reservas
ao valor justo através do resultado são mensurados pelo valor justo, e suas 1.164/09, teve os parágrafos 4, 5, 35 e 36 modificados. Móveis e utensílios 2.343 31 - 2.374 • Reserva legal
flutuações são reconhecidas no resultado. Essas alterações resultaram, para a Companhia, na mudança da Veículos 1.361 880 724 1.517 É constituída à razão de 5% do lucro líquido apurado em cada exercício
Empréstimos e recebíveis contabilização das variações cambiais de sua controlada indireta Copersucar social nos termos do art. 193 da Lei nº 6.404/76, até o limite de 20% do
Os empréstimos e recebíveis devem ser mensurados pelo custo amortizado Trading A.V.V. no exterior que, anteriormente, eram contabilizados diretamente Imobilizações em andamento 47 _______
_______ 10.944 _______ - _______
10.991
Total
5.358 11.926
_______ _______
_______ _______ 726 16.557
_______ _______
_______ capital social.
por meio da utilização do método da taxa efetiva de juros, reduzidos por no patrimônio líquido no grupo de ajustes de avaliação patrimonial e que _______ • Reserva de retenção lucros
eventuais reduções no valor recuperável. com a revisão do pronunciamento passou a ser registrada diretamente no c) Movimentação da depreciação
2009 _______________________
_______ 2010 Os lucros acumulados apurados até 31 de março de 2010, foram
Instrumentos financeiros derivativos resultado do exercício.
Custo _______
Adições _______
Baixas _______
Custo reclassificados no patrimônio líquido de lucros acumulados para reserva de
A Companhia detém instrumentos financeiros derivativos como parte de Os efeitos das mudanças dessas práticas contábeis são sumarizadas abaixo: _______ lucros, e que está à disposição dos acionistas.
suas operações de trading de commodities e como gestão da sua política 31/03/2009 Máquinas e equipamentos 7 14 - 21 c. Dividendos
de proteção contrata operações nos mercados futuros e de opções para antes dos 31/03/2009 Equipamento de processamento O estatuto social determina a distribuição de dividendo limitado a 25% do
proteção das oscilações no valor justo das operações de vendas de açúcar. Nota _________
______ ajustes _______
Ajustes _________
ajustado   de dados 140 297 - 437 lucro líquido do exercício, ajustado na forma do art. 202 da Lei 6.404/76.
O objetivo das operações envolvendo derivativos está sempre relacionado à Patrimônio líquido
79.494 _______
______ _________ - _________
79.494 Móveis e utensílios 117 236 - 353 Os dividendos serão destinados por ocasião da assembleia geral ordinária
operação da companhia e/ou associada à eliminação dos riscos de mercado, Capital social 80.300 - 80.300 Veículos 122 _______
_______ 254 _______
114 _______262 que aprovar as demonstrações financeiras.
identificados em nossas políticas e diretrizes e, também, com o gerenciamento Ajuste de avaliação 386 _______
_______ 801 _______
114 _______
1.073 18. FINANCEIRAS LÍQUIDAS
da volatilidade dos fluxos financeiros. Os resultados obtidos com estas _______ _______ _______ _______
patrimonial (a) 23.932 (23.932) - Redução no valor recuperável 2010 _______
_______ 2009
operações estão condizentes com as políticas e estratégias definidas pela Ajuste acumulado Durante o exercício encerrado em 31 de março de 2010, a Companhia não Despesas Financeiras
administração da Companhia. Todos os ganhos ou perdas decorrentes de de conversão (b) 5.216 (5.216) -
verificou a existência de indicadores de que determinados ativos poderiam Juros sobre empréstimos (26.587) (18.576)
instrumentos financeiros derivativos estão reconhecidos pelo seu valor justo. Prejuízos acumulados (29.954) 29.148 (806)
estar acima do valor recuperável. Juros líquidos - corretoras (441) (1.191)
Os derivativos são reconhecidos inicialmente pelo seu valor justo e seus custos Os efeitos na demonstração do resultado estão demonstrados abaixo:
13. INTANGÍVEL Corretagem e tarifas (4.128) (1.739)
de transação atribuíveis são reconhecidos no resultado, quando incorridos, 31/03/2009
Taxa de
Outras (329)
_______ _______ (44)
como componente da receita operacional de vendas/custo de revenda de antes dos 31/03/2009
mercadorias. Posteriormente ao reconhecimento inicial, os derivativos são
amortização __________________________ 2010 _______
2009 (31.485) _______
_______ (21.550)
Nota _________
______ ajustes _______
Ajustes _________
ajustado
mensurados pelo valor justo e as alterações foram registradas no resultado
% a.a. ______
___________ Custo ___________
Amortização _______
Líquido _______
Líquido Receitas Financeiras
Demonstrações
do exercício como componente da receita operacional de vendas/custo de Softwares 20 43 7 36 14 Juros sobre aplicações financeiras 5.206 5.007
de resultados
revenda de mercadorias. Ágio de Variação cambial líquida 960 1.613
Revenda de mercadorias (a) 2.061.756 25.451 2.087.207
Moeda estrangeira rentabilidade Outras
3.016 _______
_______ 295
Financeiras líquidas (b) (19.851) 5.216 (14.635)
A Administração da Companhia definiu que sua moeda funcional é o real Resultado da equivalência futura ______
44.040 ___________ - _______
44.040 _______
44.040 9.182 _______
_______ 6.915
de acordo com as normas descritas no CPC 02 - Efeitos nas Mudanças nas patrimonial (a) (658) (1.519) (2.177) Total ______
44.083 7 44.076 _______44.054 Financeiras Líquidas
(22.303) _______
_______ (14.635)
Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis, conforme ______ ___________ ___________ _______
_______ _______ _______ _______
4. DISPONIBILIDADES O ágio apurado na aquisição de ações da Companhia Auxiliar de Armazéns 19. PLANO DE PREVIDÊNCIA PRIVADA
Resolução CFC 1.120/08. 2010 2009
_______ _______ Gerais encontra-se fundamentado na expectativa de rentabilidade futura O plano tem duas modalidades: plano de contribuições definidas
Transações em moeda estrangeira, isto é, todas aquelas que não realizadas
na moeda funcional, são convertidas pela taxa de câmbio dos encerramentos Bancos conta movimento 125.060 33.915 da controlada. Anualmente a Companhia avalia a recuperabilidade do ágio (aposentadoria por idade) e plano de benefícios de risco (aposentadoria por
dos meses. Ativos e passivos monetários em moeda estrangeira são Aplicações financeiras
18 _______
_______ 62.373 sobre esses investimentos, utilizando para tanto práticas consideradas de invalidez e pensão ao cônjuge de não aposentado).
convertidos para a moeda funcional pela taxa de câmbio da data do
125.078 _______
_______ 96.288
_______ mercado relativas ao fluxo de caixa descontado da controlada. Durante o exercício, a Companhia contribuiu com aproximadamente R$ 688
_______
fechamento. Os ganhos e as perdas de variações nas taxas de câmbio sobre A recuperabilidade do ágio é avaliada com base na análise e identificação de (R$ 271 em 2009), sendo que a Companhia não tem o compromisso de
Em virtude das oscilações de preço do açúcar no mercado internacional, a
os ativos e os passivos monetários são reconhecidos na demonstração de fatos ou circunstâncias que possam acarretar a necessidade de se antecipar cobrir eventuais insuficiências patrimoniais dos planos de contribuição
Companhia optou por transferir, durante o exercício social findo em 31 de março
resultados. Ativos e passivos não monetários adquiridos ou contratados o teste realizado anualmente. Caso algum fato ou circunstância indique o definidos, caso ocorram.
de 2010, o montante disponível em aplicações financeiras para a conta bancos
em moeda estrangeira são convertidos com base nas taxas de câmbio das comprometimento da recuperabilidade do ágio, o teste é antecipado. O teste 20. INSTRUMENTOS FINANCEIROS
conta movimento com o objetivo de aproveitar oportunidades no mercado para
datas dos encerramentos dos meses ou nas datas de avaliação ao valor justo realizado não identificou qualquer perda por Impairment para o ágio da A Companhia mantém operações com instrumentos financeiros para realizar
aquisição de açúcar. Portanto essa estratégia resultou na redução dos valores
quando este é utilizado. Os ganhos e as perdas decorrentes de variações de Companhia no exercício. suas operações de compra e venda de açúcar. A Companhia adquire os
disponíveis em aplicações financeiras e no aumento significativo do montante
investimentos no exterior são reconhecidos diretamente no demonstrativo de 14. FINANCIAMENTOS E EMPRÉSTIMOS produtos em sua maioria da empresa ligada COPERSUCAR - Cooperativa,
disponível em bancos conta movimento.
resultado. As  demonstrações financeiras da controlada indireta no exterior Circulante
2010 _______
_______ 2009 normalmente por meio de contratos de compra a termo, quando então, dentro
5. CONTAS A RECEBER DE CLIENTES
Copersucar Trading A.V.V. foram ajustadas às práticas contábeis do Brasil 2010 _______
_______ 2009 Moeda estrangeira: de suas características de Trading, comercializa esses produtos e como
e, posteriormente, convertidas para a moeda funcional local pela taxa de Clientes no país 142.282 40.721 Capital de giro com juros médios de gestão da sua política de proteção contrata operações nos mercados futuros
câmbio da data do fechamento. Clientes no exterior
183.809 _______
_______ 120.312 1,93% a. a. e 4,91% a.a. em 2010 297.237 356.388 e de opções para proteção das oscilações no valor justo das operações de
Os principais grupos de contas de ativos, passivos e de resultado da
326.091 _______
161.033 Os financiamentos de capital de giro são garantidos por notas promissórias vendas de açúcar.
_______
_______ _______ Para se proteger dos riscos existentes até o momento do recebimento do
controlada indireta Copersucar Trading A.V.V., do exercício findo em 31 de avalizadas por empresas ligadas, COPERSUCAR - Cooperativa e Arrepar
março de 2010, estão apresentados a seguir: 6. PARTES RELACIONADAS Participações S.A., e tem seus vencimentos entre abril e dezembro de 2010. produto ou sua entrega, a Companhia opera na ICE-NY - Intercontinental
Balanço Patrimonial
2010 _________
_________ 2009 Os principais saldos de ativos e passivos em 31 de março de 2010 e 2009, 15. PROVISÃO PARA CONTINGÊNCIAS Exchange Inc - New York com contratos futuros e opções de commodities,
Ativo circulante 441.567 413.844 bem como as transações que influenciaram as sobras e perdas do exercício, A Companhia está pleiteando em juízo a exclusão do ICMS da base de utilizados para proteção da exposição ao risco de oscilação dos preços de
Permanente 401 _________
588 relativas a operações com partes relacionadas, decorrem de transações com cálculo do PIS e da COFINS, por entender que tal valor (ICMS) não constitui mercado das compras a termo de açúcar.
_________ a Companhia e suas controladas e ligadas, as quais foram realizadas em
Total do ativo 441.968 _________
414.432 receita ou faturamento e sim imposto estadual e a Companhia é um mero Adicionalmente a Companhia adquire também produtos oriundos de Usinas

_________
_________ _________ condições usuais de mercado para os respectivos tipos de operações: não associadas, através de contratos de fornecimento por período específico,
agente arrecadador. Por decorrência da medida judicial, está recolhendo PIS
Passivo circulante 481.178 413.918 a. Saldos normalmente de médio prazo - de 1 a 3 anos, cuja regra de precificação prevê
2010 ________
________ 2009 e COFINS com exclusão do ICMS da base de cálculo e depositando em
(Passivo a descoberto) Patrimônio líquido
(39.210) _________
_________ 514 juízo o diferencial. a modalidade SEO’s (Seller Execution Orders), por intermédio de fixação
Total do passivo e patrimônio líquido 441.968 414.432 Ativo circulante de preços na ICE-NY, eliminando a possibilidade de risco de mercado para

_________ _________
_________ _________ COPERSUCAR - Cooperativa A Companhia tem provisionado até este exercício o valor de R$  4.804
(R$ 609 em 2009), deste total está depositado R$ 4.105 (R$ 326 em 2009). esses contingentes. Essa modalidade de compras denominada originação,
Receita líquida de vendas 3.103.822 1.934.237 Contas a receber - repasse de despesas tem participação crescente no portfólio da Companhia.
Custo dos produtos vendidos (3.035.064) (1.837.480) corporativas - 15.921 16. IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL
A conciliação da despesa calculada pela aplicação das alíquotas fiscais Os contratos de futuros e opções são operados na ICE-NY. Os contratos a
Lucro bruto 68.758 96.757 Adiantamento de recursos - 43.103 Termo de Moeda são negociados somente com bancos de primeira linha,
Despesas operacionais líquidas
(100.505) _________
_________ (68.842) Cia. Auxiliar de Armazéns Gerais combinadas e da despesa de imposto de renda e contribuição social debitada
em resultado é demonstrada como segue: cujos instrumentos são devidamente registrados na CETIP.
Prejuízo do exercício
(31.747) _________
_________ 27.915 Dividendos 3.119 - 2010 _______ 2009 A Companhia busca atingir destinos finais no mercado global, com o objetivo
_________ _________ _______
Copersucar Europe B.V. de fortalecer relacionamentos, fidelizar clientes e agregar valor a seus
Ativos circulantes e não circulantes Lucro contábil antes do imposto de renda
Outras contas a receber
135 ________-
________ produtos e serviços, razão pela qual seleciona clientes que possuem bom
Contas a receber de clientes e da contribuição social 15.173 35.525
As contas a receber de clientes são registradas pelo valor faturado, ajustado
3.254 ________
________ 59.024
________ Alíquota fiscal combinada 34% _______ 34% prestígio, robusto histórico de performance de pagamentos e satisfatória
________ _______
ao valor presente quando aplicável, incluindo os respectivos impostos diretos Ativo não circulante Imposto de renda e contribuição social: classificação nas melhores agências de rating, tanto no mercado interno
de responsabilidade tributária da Companhia, menos os impostos retidos na Copersucar International N.V. quanto no mercado internacional.
Pela alíquota fiscal combinada (5.159) (12.079)
fonte, os quais são considerados créditos tributários. - Mútuo - 2 A administração desses instrumentos financeiros é efetuada por meio de
Adições permanentes:
Estoques Produpar Participações S.A. estratégias operacionais e controles internos visando assegurar liquidez,
Equivalência patrimonial - (740)
Os estoques são avaliados com base no custo histórico de aquisição, - Mútuo
171 ________-
________ rentabilidade e segurança. A contratação de instrumentos financeiros com o
Equivalência patrimonial em empresa sediada
acrescido de gastos relativos a transportes, armazenagem e impostos 171 ________
________ ________2 no exterior (10.794) - objetivo de proteção é feita por meio de uma análise periódica da exposição
________
não recuperáveis. Os valores de estoques contabilizados não excedem os Passivo circulante Ajuste do preço de transferência (991) - ao risco que a Administração pretende cobrir (preços de commodities).
valores de mercado. Arrepar Participações S.A. Outras (1.451) - A  política de controle consiste em acompanhamento permanente das
Investimentos - Aquisição de produtos para revenda 15.753 35.811 Exclusões permanentes: condições contratadas versus as condições vigentes no mercado.
Os investimentos em controladas e em coligadas com participação no capital Produpar Participações S.A. Equivalência patrimonial 4.541 - A Companhia não efetua aplicações de caráter especulativo, em derivativos
votante superior a 20% ou com influência significativa são avaliadas por - Dividendos 313 - Equivalência patrimonial em empresa ou quaisquer outros ativos de risco, bem como também não realiza operações
equivalência patrimonial. COPERSUCAR - Cooperativa sediada no exterior - 9.491 envolvendo os chamados “derivativos exóticos”. Os resultados obtidos com
Outros investimentos que não se enquadrem na categoria acima são - Aquisição de produtos para revenda
262.237 ________-
________ Outras - _______
1.598 estas operações estão condizentes com as políticas e estratégias definidas
_______
avaliados pelo custo de aquisição, deduzido de provisão para desvalorização,

278.303 ________
________ 35.811 pela Administração da Companhia.
________ ________ Imposto de renda e contribuição social no resultado _______
(13.854) _______(1.729)
enquanto aplicável. _______ _______ Todas as operações que envolvem instrumentos financeiros, incluindo

Continua
Continuação
os derivativos e aqueles com características de derivativos, estão integralmente reconhecidas na contabilidade e referem-se aos instrumentos a seguir financiamento desses ajustes a custos de mercado para garantia de plena Em 31 de março de 2010 a Companhia possuía 1.930.441 toneladas de
demonstrados: liquidez, bem como a simulação de cenários de estresse para identificar açúcar em contratos futuros fixados, com proteção de preços, cujo valor justo
Classificação de instrumentos financeiros com a máxima antecedência possível, situações que exijam intervenção está avaliado positivamente em R$ 459.749. O valor justo foi obtido conforme
__________________________________________________________ 2010 _____________
2009 para gerenciamento de eventuais crises sistêmicas. métodos e premissas adotados para determinação do valor justo.
Ativos Disponíveis Empréstimos Ativos a valor justo Saldo contábil/ Saldo contábil/
Nota ___________
______ para venda ____________
e recebíveis _________________
pelo resultado _____________
valor justo _____________
valor justo 2010 _______________________________
2009
______________________________________________________________
Disponibilidades 4 125.078 - - 125.078 96.288
Contas a receber de clientes 5 - 326.091 - 326.091 161.033 Contrato
a Termo Valor Justo
________________________________________
Partes relacionadas 6 - 3.425 - 3.425 59.026 Açúcar Volume _________
_________ Notional ___________
Até 6 meses _________________
Superior a 6 meses ________
Total _________
Volume _________
Notional __________
Valor Justo
Adiantamento a fornecedor 9 - 10.143 - 10.143 39.122 Contrato a Termo - Commodities (2.408.528) (1.462.775) (547.510) - (547.510) - - -
Operações com corretoras de valores 10 - - - - 30.400 Futuros - Commodities
Ganhos não realizados com derivativos 20 - - 597.354 597.354 25.297 Açúcar
Outros
créditos ___________ - ____________
1.159 _________________ - _____________
1.159 _____________664 Futuros - Commodities 1.930.441 1.714.494 460.910 (1.161) 459.749 1.421.880 433.609 25.451


___________
125.078 ____________
___________ 340.818 _________________
____________ 597.354 _____________
_________________ 1.063.250 _____________
_____________ 411.830
_____________ NDF - (Non Deliverable Fowards)
Futuros - “NDF” 386.098 389.090 137.605 - 137.605 - - -
____________________________________________________ 2010 2009
_____________ Os derivativos acima demonstrados não excedem o prazo de 12 meses.
Passivos Passivo a valor justo Outros passivos Saldo contábil/ Saldo contábil/
pelo resultado _________________
___________________ financeiros _____________
valor justo valor justo
_____________ A Companhia auferiu ganhos e perdas com instrumentos financeiros efetiva de linhas de créditos, com ou sem lastro em recebíveis de exportação,
Fornecedores - 10.059 10.059 22.300 derivativos no período de 2010 e 2009 conforme quadro abaixo: para gerenciar níveis adequados de liquidez de curto, médio e longo prazo,
Financiamentos e empréstimos 14 - 297.237 297.237 356.388 exclusivamente para se eliminar qualquer possibilidade de não cumprimento
Operações com corretoras de valores 10 28.911 - 28.911 -
2010 2009
_________ _________ de suas obrigações.
Perdas não realizadas com derivativos 20 547.510 - 547.510 35.811 Commodities - valor justo 49.827 25.451 • Margens de Garantia
Partes relacionadas
6 ___________________ - _________________
289.238 _____________
289.238 47.697
_____________ Para as operações com derivativos de açúcar faz-se necessário o depósito
Commodities - operações de bolsa (345.083) 124.972

576.421 _________________
___________________ 596.534 _____________
1.172.955 462.196
_____________ de margens iniciais exigidas pelas bolsas de mercadorias (ICE/NY).
___________________ _________________ _____________ _____________ Riscos cambiais - “NDF” 9.350 -
As corretoras com as quais a Companhia opera oferecem limites de crédito
Instrumentos financeiros não derivativos
(48.087) _________-
_________ para essa finalidade, sendo que em 31 de março de 2010 o valor depositado
Os seguintes métodos e premissas foram adotados na determinação do Conselho de Administração, que consiste na medição dessas exposições e (333.993) 150.423 a esse título era de R$ 171.433 dos quais R$ 115.765 se referem aos limites
valor justo: seu enquadramento dentro dos limites aprovados, com reporte sistemático ao Receita de venda de açúcar 3.412.662 1.234.127 disponibilizados pelas Corretoras e os R$ 55.637 restantes de aporte de
A estimativa do valor de mercado dos instrumentos financeiros foi elaborada Comitê de Auditoria e Gestão de Riscos, Comitê de Governança Corporativa Receita de venda de álcool 693.366 _________
702.657 capital próprio.
através de modelo de precificação, aplicadas individualmente para cada e ao próprio Conselho de Administração, estabelecendo assim um sistema _________

3.772.035
_________ 2.087.207 Para contratos a Termo realizados em balcão junto a instituições bancárias
transação, levando em consideração os fluxos futuros de pagamento, contínuo de supervisão e monitoramento dos limites estabelecidos. _________ _________
_________ não é necessário depósito de margem inicial, tampouco o envio de ajustes
com base nas condições contratuais, descontados a valor presente por O gerenciamento de riscos é de responsabilidade do financeiro, que se utiliza • Risco de taxa de juros diários, fez que esses contratos preveem apenas a sua liquidação financeira
taxas obtidas através das curvas de juros de mercado, tendo como base de instrumentos de controle através de sistemas adequados e profissionais A Companhia monitora a volatilidade das taxas de juros, podendo realizar na data de sua expiração. Eventuais ajustes parciais são cobertos por limites
informações obtidas pelo site da BM&F, Bovespa, Andima, Bloomberg e capacitados na mensuração, análise e gestão desses riscos. Essa política contratos de Swap negociados em balcão, com o objetivo de minimizar de crédito concedidos até o vencimento dos papéis.
Broadcast. Desta forma, o valor de mercado de um título corresponde ao seu é monitorada permanentemente pelo Comitê de Risco e por executivos esses riscos. Apesar de ser uma prática corrente, comparativamente ao risco 21. COBERTURA DE SEGUROS
valor de vencimento (valor de resgate) trazido a valor presente pelo fator de financeiros da Companhia, que têm sob sua responsabilidade a definição da de preços e risco de taxas cambiais, a volatilidade de taxas de juros são A Companhia adota a política de contratar cobertura de seguros para os
desconto (referente à data de vencimento do título) obtido da curva de juros estratégia da Administração na gestão desses riscos, determinando os limites significativamente menores. bens sujeitos a riscos por montantes considerados suficiente para cobrir
de mercado em reais. de posição e exposição. Adicionalmente, não são permitidas operações com • Risco de crédito eventuais sinistros, considerando a natureza de sua atividade. As premissas
Os principais instrumentos financeiros não derivativos detidos pela instrumentos financeiros de caráter especulativo. A Companhia adota rígidos métodos de concessão de crédito e atribuição de riscos adotadas, dada a sua natureza, não fazem parte do escopo de
Companhia e as respectivas notas explicativas onde foram tratadas estão A Política de Gestão de Riscos estabelece os instrumentos financeiros de limites, apoiada por norma interna e rígida análise econômico-financeira. uma auditoria de demonstrações financeiras, consequentemente não foram
demonstradas abaixo: elegíveis para a mitigação dos riscos, limites máximos de exposição e Contando com contrapartes altamente selecionadas, tais como corretoras, examinadas pelos nossos auditores independentes.
• Disponibilidades - Vide nota explicativa nº 4; critérios de correção para cada situação limite. Os procedimentos e tomadas bancos, distribuidoras de combustíveis, empresas de alimentos e refinarias, 22. EVENTOS SUBSEQUENTES
a Companhia possui um risco de inadimplência extremamente baixo e adota Dentro do processo de convergência das práticas contábeis adotadas no
• Contas a receber de clientes - Vide nota explicativa nº 5; de decisão estão suportados pela construção de cenários estratégicos
a política para provisão de devedores duvidosos. Em sendo necessário, Brasil para as normas internacionais de relatórios financeiros (IFRS) diversos
• Partes relacionadas (ativo) - Vide nota explicativa nº 6; setoriais e de mercado, utilizados para nortear a construção das posições de
garantias reais são exigidas tais como cartas de crédito bancárias e outras pronunciamentos, interpretações e orientações foram emitidos durante o
• Fornecedores; hedge tanto em câmbio quanto em futuros de açúcar. fianças. Os prazos de concessão para pagamento e as modalidades de ano de 2009 com aplicação mandatória para os exercícios encerrados a
• Empréstimos e financiamentos - Vide nota explicativa nº 14; As operações da Companhia estão sujeitas aos fatores de riscos abaixo crédito estão alinhados com a classificação de risco de cada contraparte, partir de março de 2011 e para as demonstrações financeiras de 2010 a
• Partes relacionadas (passivo) - Vide nota explicativa nº 6; descritos: não tendo sido registradas perdas significativas a título de inadimplência, serem divulgadas em conjunto com as demonstrações de 2011 para fins
• Operações com corretoras de valores. • Risco de preços de commodities mesmo se considerarmos um longo período de avaliação. de comparação.
Gerenciamento de riscos Sendo a Companhia uma Trading Company, os derivativos são utilizados • Risco de liquidez A Companhia está em processo de avaliação dos potenciais efeitos relativos
Para o efetivo controle dos riscos de mercado, principalmente com relação às para reduzir as incertezas e mitigar as exposições à volatilidade de preços Decorre do risco de não se poder vender um ativo ou fechar uma posição no a esses pronunciamentos, interpretações e orientações, os quais poderão
variações de taxas de câmbio, riscos de créditos, taxas de juros e preços na de mercado, de forma a garantir o bom desempenho operacional. Para momento desejado sem incorrer em custos significativos. Visando a mitigação ter impacto relevante nas demonstrações financeiras relativas ao exercício
compra e venda de açúcar, a Companhia utiliza de instrumentos financeiros tanto, toda carteira de derivativos é sistematicamente acompanhada, deste tipo de risco, a política de gestão de endividamento e recursos de findo em 31 de março de 2010 a serem apresentadas comparativamente às
derivativos para minimizar sua exposição a esses riscos. A Companhia, através de sua marcação a mercado e controle do fluxo de remessa de caixa da Companhia, em função dos trabalhos de gestão de fluxo de caixa e demonstrações financeiras relativas ao exercício a findar-se em 31 de março
ainda, dispõe de políticas e procedimentos de gestão de riscos aprovada pelo ajustes exigidos pelas Bolsas, estabelecimento de fontes seguras de orçamento, prevê a utilização de linhas compromissadas e de disponibilidade de 2011, bem como sobre os próximos exercícios.

Conselho de Administração Diretoria


Luís Roberto Pogetti - Presidente Paulo Roberto de Souza - Diretor Presidente
Maurício de Mauro - Diretor de Logística
Conselheiros Soren Hoed Jensen - Diretor Comercial
Luis Felipe Schiriak - Diretor Administrativo Financeiro
Antonio José Zillo Leopoldo Titoto
Carlos Dinucci Norberto Bellodi Paulo Cesar de Almeida Cazeiro
Clésio Antonio Balbo Contador - CRC 1RJ035730/O-3SSP
Conselho Fiscal
Efetivos Suplentes
Edson Renato Fantacini Carlos Otto Laure Sandro Henrique Sarria Cabrera Paulo Roberto Nunes Attilio Balbo Netto
Parecer do Conselho Fiscal
O Conselho Fiscal no uso de suas atribuições legais, em reunião realizada nesta data, examinou as Demonstrações Financeiras, compreendendo: Balanço Patrimonial, Demonstração da Conta de Resultado, Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração do Fluxo de Caixa e Notas Explicativas,
relativos ao exercício encerrado em 31 de março de 2010. Com base nos exames efetuados, considerando ainda o Parecer dos Auditores da KPMG Auditores Independentes, de 15 de junho de 2010, os Senhores Conselheiros opinaram favoravelmente a respeito dos supracitados documentos, informando, ainda,
que os mesmos se encontram em condições de serem votados e aprovados pelos Srs. Acionistas na próxima Assembleia Geral Ordinária.
São Paulo, 15 de junho de 2010
Sandro Henrique Sarria Cabrera Carlos Otto Laure Edson Renato Fantacini

Parecer dos Auditores Independentes

Aos 8 meses findo em 31 de março de 2009 elaboradas sob a responsabilidade estimativas contábeis mais representativas adotadas pela Administração da e período de 8 meses findo em 31 de março de 2009, de acordo com as
Administradores e Conselheiros da de sua Administração. Nossa responsabilidade é a de expressar uma Companhia, bem como, da apresentação das demonstrações financeiras práticas contábeis adotadas no Brasil.
Copersucar S.A. opinião sobre essas demonstrações financeiras. tomadas em conjunto.
São Paulo - SP 2. Nossos exames foram conduzidos de acordo com as normas de auditoria São Carlos, 15 de junho de 2010
3. Em nossa opinião as demonstrações financeiras acima referidas
aplicáveis no Brasil e compreenderam: (a) o planejamento dos trabalhos,
1. Examinamos os balanços patrimoniais da Copersucar S.A., levantados considerando a relevância dos saldos, o volume de transações e os sistemas representam, adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição Auditores Independentes
em 31 de março de 2010 e 2009, e as respectivas demonstrações de contábeis e de controles internos da Companhia; (b) a constatação, com patrimonial e financeira da Copersucar S.A. em 31 de março de 2010 e 2009, CRC 2SP014428/O-6
resultados, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa, base em testes, das evidências e dos registros que suportam os valores e os resultados de suas operações, as mutações do seu patrimônio líquido e André Luiz Monaretti Alberto Bressan Filho
correspondentes ao exercício findo em 31 de março de 2010 e período de as informações contábeis divulgados; e (c) a avaliação das práticas e das os fluxos de caixa, referentes ao exercício findo em 31 de março de 2010 Contador CRC 1SP160909/O-3 Contador CRC 1SP144380/O-7