Agrupamento de Escolas de Santa Maria da Feira

Ano Letivo de 2016-2017 Geografia C 12ºano
Texto de apoio nº1
A ordem mundial

Uma ordem mundial refere-se às hierarquias nas relações de poder entre os países do mundo.

Uma ordem mundial diz respeito às configurações gerais das hierarquias de poder existentes
entre os países do mundo. Dessa forma, as ordens mundiais modificam-se a cada oscilação
do contexto histórico. Portanto, ao falar de uma nova ordem mundial, estamos a referir-nos
ao atual contexto das relações políticas e económicas internacionais de poder.
Durante a Guerra Fria, existiam duas nações principais que dominavam e polarizavam as
relações de poder no globo: Estados Unidos e União Soviética. Essa ordem mundial era
notadamente marcada pelas corridas armamentista e espacial e pelas disputas geopolíticas no
que se refere ao grau de influência de cada uma no plano internacional. Este era o mundo
bipolar.
A partir do final da década de 1980 e início dos anos 1990, mais especificamente após a
queda do Muro de Berlim e do desmembramento da União Soviética, o mundo passou a
conhecer apenas uma grande potência económica e, principalmente, militar: os EUA.
Analistas e cientistas políticos passaram a nomear a então ordem mundial vigente como
unipolar.
Entretanto, tal designação não era consensual. Alguns analistas defendiam que tal soberania
pudesse não ser tão notável assim, até porque a ordem mundial deixava de ser medida pelo
poderio bélico e espacial de uma nação e passava a ser medida pelo poderio político e
económico.
Nesse contexto, nos últimos anos, o mundo assistiu às sucessivas situações económicas da
União Europeia e do Japão, apesar das crises que estas frentes de poder sofreram no final dos
anos 2000. De outro lado, também vêm sendo notáveis os índices de crescimento económico
que colocaram a China como a segunda maior nação do mundo em valor do PIB (Produto
Interno Bruto). Por esse motivo, muitos cientistas políticos passaram a denominar a Nova
Ordem Mundial como mundo multipolar.
Mas é preciso lembrar que não há no mundo nenhuma nação que possua o poderio bélico e
nuclear dos EUA. Esse país possui bombas e ogivas nucleares que, juntas, seriam capazes de
destruir todo o planeta várias vezes. A Rússia, grande herdeira do império soviético, mesmo
possuindo tecnologia nuclear e um elevado número de armamentos, vem perdendo espaço no
campo bélico em virtude da falta de investimentos na manutenção de seu arsenal, como
consequência das dificuldades económicas enfrentadas pelo país após a Guerra Fria.
É por esse motivo que a maior parte dos especialistas em Geopolítica e Relações
Internacionais, atualmente, nomeia a Nova Ordem Mundial como mundo unimultipolar.
“Uni” no sentido militar, pois os Estados Unidos são líder incontestável. “Multi” porque das
diversa evolução económica de novos polos de poder, sobretudo a União Europeia, o Japão
e a China.
Durante a ordem geopolítica bipolar, o mundo era rotineiramente dividido entre leste e oeste.
O Oeste era a representação do Capitalismo liderado pelos EUA, enquanto o Leste abrangia
1

o mundo é dividido entre Norte e Sul. A vermelho. os países do norte desenvolvido. (Rodolfo F. os países do sul “subdesenvolvido” e. Adaptado) 2 . Geopolítica. de modo que no Norte se encontram as nações desenvolvidas e. em considerar preferencialmente os critérios económicos em detrimento do poderio bélico. Contudo.o mundo Socialista liderado pela URSS. ao sul. Observa-se que também nessa nova divisão do mundo não há uma total fidelidade aos critérios cartográficos. as nações em desenvolvimento ou emergentes. Tal divisão também segue os ditames da Nova Ordem Mundial. uma vez que alguns poucos países localizados ao sul pertencem ao “Norte” (como a Austrália) e alguns países do norte pertencem ao “Sul” (como a China). esse modelo ruiu. a azul. Essa divisão não era necessariamente fiel aos critérios cartográficos. Atualmente. Alves Pena . pois no Oeste havia nações socialistas (a exemplo de Cuba) e no leste havia nações capitalistas.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful

Master Your Semester with Scribd & The New York Times

Special offer for students: Only $4.99/month.

Master Your Semester with a Special Offer from Scribd & The New York Times

Cancel anytime.