Você está na página 1de 71

Margaret Mee

1oo Anos de Vida e Obra

/

(

Margaret Mee

100 Anos de Vida e Obra

·~

- /

~

.

·'"''"J'~

-

Margaret Mee

100 Anos de Vida e Obra

Margarcl Mt'C cm

" Em

busca e.las Flores e.la Florc~ta Amazônica"

A11a1 1 ilbanas

Hio Negro, J\m;1zonas.

1988

Aquarl'Ll t.' grnfiLL' sobre p~1pcl, 6ú:-.; 1Hcm Coll'cao p;1rtit"ular, Hio de .Janl'iro

 

1<Ji3ras íl 92

i

 
 

o

Carnstrum ex1guum Pereira e Leme

HOMEN AG EM A MA RGARET MEE

lCErasi/92

iil

o

©r$70QOO ~

1'

.>' '

-

~

\

<ar$ 7oaoo !

N1dulan um ru bens Mez

GEM A MARGARE T MEE

/itJtlttna;tlfl g M!Jrp!Jn1 Mtt.

Sirit Pt<rlTm(iiJ tia MtJ/a Atlinlka.

Olfl/tlintill ihs NIJ(ót5 Unidas

wbt<MtioAll1ÍliftttetDMnri!>i111tH/o.

1~ dla de circulaçao Empresa BrasJlelra Correios e Tetégrafos

Série Pre se r vação da Mata At l antica - Hom e n

age in

a

Margar e t Mee - Co nf erê n c ia da s Nações Unid as sob r e

o Meio Ambiente e Desenvolvimento.

Lançament o em 5/ 6 / 1992

No âmbito das comemorações do centenário de nascimento da renomada artista e ilustradora botânica Margaret Mee (1909-1988), o Centro Cultural Correios apresenta a exposição Margaret Mee - 100 Anos de Vida e Obra. De origem inglesa, Margaret Mee se instalou no Brasil em 1952, após se encantar com a natureza exuberante do País, tendo realizado um extenso trabalho de pesquisa e

documentação das espécies botânicas brasileiras. A exposição, apresentada na Pinacoteca do Estado de São Paulo e no Centro Cultural Correios, no Rio de Janeiro, em

  • 2009 ,

no Palácio das Artes / Fundação Clovis Salgado, em

Belo Horizonte, em 2010, e no Museu Nacional do Conjunto Cultural da República, em Brasilia, em 2011, chega ao Recife com cerca de 90 obras originais, pertencentes a diversos acervos particulares, empresariais e institucionais, além de um amplo panorama da vida e da obra dessa pioneira da preservação ambiental , constituído de documentação de época, objetos pessoais, ampliações fotográficas, textos analíticos, cronologia e uma entrevista gravada em vídeo. Ao patrocinar esta exposição, os Correios homenageiam uma das mais importantes mulheres do século XX,

notabilizada por sua arte e pela defesa da biodiversidade da flora brasileira, bem como conclamam o público a refletir sobre a importância da conservação dos ecossistemas como garantia do futuro da vida em nosso planeta.

CENTRO

CULTURAL

CORREIOS

S obrevivendo a uma Europa convulsionada por duas grandes guerras, a inglesa Margaret Mee (Buckinghamshire, 1909/ 1988) chega ao Brasil em 195 2 , na cidade de São Paulo. A mudança de continentes é o marco divisório de sua vida. Confrontada por uma natureza exuberante e exótica para os padrões europeus, logo passa da observação encantada para uma minuciosa representação da flora local através da técnica da Ilustração Botânica. Dotada de uma enorme curiosidade e espírito desbravador, não tardou a se aventurar, primeiramente pela Mata Atlântica no entorno da cidade, e logo depois, atraída pelo fascínio da floresta, à Amazônia, região onde realizou 1 5 viagens nas mais diversas condições. Com uma aparência frágil, porém de personalidade tenaz e obstinada, enfrentou doenças, falta de alimentos, abandono numa aldeia indígena e ainda ataques vorazes elos insetos ela floresta. Em contrapartida, encontrou e pesquisou num dos mais belos e variados ecossistemas elo Planeta uma riqueza inigualável: a flora brasileira. Artista reconhecida pelo apuro e delicadeza de sua pincelada, reproduziu com precisão em lápis e aquarela sobre papel as espécies estudadas e anotadas em seus cadernos ele viagem. Suas ilustrações são material precioso para a ciência botânica, sendo equiparada aos grandes ilustradores europeus de todos os tempos. Sua fama e reconhecimento são a nível internacional, com obras de sua autoria presentes em importantes coleções nos Estados Unidos, Inglaterra, França e Brasil. A quinta apresentação desta exposição marca o retorno de Margaret Mee a Pernambuco. Convidada em 19 7 6 pelo Professor Dardano de Andrade Lima, profundo conhecedor da vegetação e da flora do Nordeste, para ilustrar sua pesquisa sobre a flora das Caatingas, Margaret Mee viaja para Pernambuco e toma contato com mais este exemplar de nossa biodiversidade. Das oito pranchas que ilustram o livro "Plantas elas Caatingas" podemos admirar aqui cinco delas que atestam não só o encantamento na descoberta desta nova região como o rigor ela técnica e conhecimento científico em sua reprodução.

SYLVIA

DE

BoTTON

BRAUTIGAM

Curadora

A publicação do livro "Plantas das Caatingas'', de autoria do eminente botânico Professor Dardano de Andrade Lima, é o resultado de seu trabalho de pesquisa sobre a vegetação e a flora do Nordeste. Nele também admiramos as pranchas co lorid as que reproduzem pinturas de plantas vivas feitas por Margaret Mee, especialmente convidada a vir conhecer e ilustrar o sertão pernambucano. É com grande prazer que a Academia Brasi lei ra de Ciências, que abriga esta bela coleção em sua sede no Rio de Janeiro, compartilha com o grande público este important e acervo onde a competência da observação científica se alia ao esmero da sensibilidade artistica de Margaret Mee."

PROFESSOR ]ACOB

PALIS

Presidente da Academia Brasi l e ir a ele Ciências

]atropha heterophylla Steud.

Aquare l a e grafite sob r e

papel, 66 x 48cm

Co leção Academia Brasi l e ir a de Ciências, Rio de Janeiro/ RJ

V I 1 ,: I ({. ! !t ~ ~ I /,. iJ.a- I / 1

V

  • I 1

,: I

({.

!

!t ~~

I

/,.

iJ.a-

I

/1~ ?·c/ thlff(a

l

Allamanda blanchettt A. DC.

Aquare l a e

grafite sobre

p a p e l , 66

x

48cm

Coleç ão Academia llrasileira de Ci ências, Rio

de Janeiro / RJ

Dioclea grandiflora Mart.

Aquarela e g rafite sobre papel, 66 x 4 8 cm

Coleção Academia Brasileira de Ciências, Rio de Janeiro/ RJ

e

Bromei'ia lacini

oleção Acad

Aquarel . a
Aquarel
. a

emia Brasileira dere .~apel, 66 x 48cm

.

e grafite sob

osa Mart

. ex. Schult.

C1enc1as, Rio de Janeiro/

RJ

Arrojadoa rhodantha (ljünke) Br . et Rose

Aquarela

e grafite sobr e pap e l,

6 6

x 48 cm

Coleção Academia Brasilei r a d e C iên c i as, Rio de Janeiro / RJ

18

Uro spatha Sagittifolia

Jardim Botâ nico, Ri o de Janeir o, 1957

Aquarela

e gra fite

sobre

pa pel , 60

x

Co leçã o Brad esco de Arte B r as ileira , São

40c m

Paulo /

SP

Helfconia cbartacea

Aquarela e grafite sobre papel, 56 x 4ücm

Coleção Bradesco de Arte Brasileira, São Paulo / SP

'

'

.

Aristolochia Gigantea

São Paulo, 1956 Aquarela e grafite sobre papel, 58 x 41,5cm Coleção Bradesco de Arte Brasileira, São Paulo / SP

Mucuna urens

São Paulo, 1958

Aquarela e grafite sobre papel, 64,5 x 45,Scm

Nematanthus fritschii hoehne

ltanhaém, São Paulo, 1956 Aquarela e grafite sobre papel, 46 x 32cm

Bombax spruceanum

Jardim Botânico, Rio de Janeiro, 1957

Aquarela e grafite sobre papel, 64 x 45,5cm

Heliconia glauca

Rio Gurupi, Pará, 1956 Aq uarela e graf ite sobr e papel, 64 x 45,5c m

;,;,

/-_

.

-

,I{

[

I

Zingiberaceae costus

Aguarela e grafite sobre papel, 53 x 3 7 ,Scm Coleção Bradesco de Arte Brasileira, São Paulo / SP

-

'

1

~

1

.

...:

,_

28

 

/

/

I•

(

,,

;1

,.

.

, , ..

(

._'

(

1,,,.t.

(t (,, /(9

~{, /)u(~

Tibouchtna sp

Camp os d o Jordão, São

Paulo, 1 963

6 6

Aquarela e g r a fite sobr e p a pel,

Co le ção Pa rti c ular , Ri o

x 48c m

d e J a nei ro /

RJ

<(

-

Sobralia

Aquarela

e

oleção e p

1988 grafite s b articular, . o Rio d
1988
grafite s
b
articular, . o Rio d

re papel

e J anerro

;

'

66 .

x 48cm

RJ

29

/

\ ' / t / t/f 1 ) , li t, \ . \ ) 11
\
'
/
t
/
t/f
1
)
,
li
t, \
.
\
)
11
(
1
)
I
1 I\1 ')
Y-//)
~
~
~
1
,,,
\
\
~
( ( 11 ;] )
1
V
)
Ir /
tfo
,
....
.
1

,_,;[~ /_

,.

(

/

1

·/

'

Folhas de cadernos de desenho que acompanhavam Margaret Mee em suas viagens. Pelas suas anotações i n loco, das formas e cores, a artista reproduzia, em seu atelier, as espécies observadas na floresta. Aqui temos os sketchs que precederam a obra Bomhax aqui reproduzida.

Bombax munguba

jardim Botânico, Rio de janeiro, 1957 Aqua re la e grafite sobre pape l , 66 x 48cm Coleção Particula r, Rio de janeiro! RJ

3 4

'\

l

Nidularium rubens

Pa ra n a ci

aca b a,

Sã o P a ul o

A guarel a

e

g r a fit

e so bre

p a p e l , 66

x

48c m

Co le ç ão

In s titu to

d e

Botâni ca , São P a ul o

I

SP

Neoregelia c o ncentrica

Serra d os Orgãos, R i o d e Janei ro,

19 62

 

Aquar e l a e g rafite sobre

p apel , 66

x

48 cm

Co le ção In s tituto de

Botâ ni c a , São

Pau l o

/

SP

35

Hohenbergia ridleyi Baker Mez

I ga rassu , Ca mpina dos Março~ , Pernambu co

Aq uarela

e g rafit e

so bre

pap e l,

66 x

48c m

Portea leptantba

Hus s i n ha , Pernambuco

Aquar e l a e

grafi te sob r e

p ape l , 66

x 48cm

/

I

I

\

l

I

\

I

J

\

 

/

r

/

 

'

 

.

'

,

1

/

Vrtesea jorigheii

Campos

do Jord ão, São Paul o, 1961

Aquar ela e grafite sobre papel, 66 x 48 cm

Coleção Instituto de Botânica, São Paulo/ SP

Ericholirium spectabile Mart.

Serra do Vent o, Pernambuco

Aquarel a e grafite sobre papel, 66 x 48cm

40

Bíllbergia amoena (Lodd.) Lindl.

Barra

da Tijuca, Rio d e Janeir o

Aqu ar ela e grafite sobre

pap e l , 66

x 48cm

Co leção

In s cit u to de

B otâ nic a, São

Pa ulo /

SP

\

\

Aecbmea fernan

Alto Rio Negro,

dae (E. Morr.) Baker

Gro sso

1 963

Mato

pel

'

66 x 48cm

Coleção Aquare Instituto la e. grafi~: s~~;âenfcªa, s:Í.o Paulo / SP

Neoregelia lactea H. Luth er & Leme (Neoregelia fosteriana L.B. Smith)

Serra das Agulhas Negras , Itatiaia, Rio de Janeiro, 1963

Aqu arela e grafit e sob re pap el,

66 x 48cm

Cole ção Instituto de Botânica, São Paulo / SP

52

Catasetum trulla vell. var. trilobatum

Morro de Jurea , S. Paulo , 1957 Aquarela e grafite sobre papel, 64, l x4 7, lcm Coleção Marta e Paulo Kuczynski

Maxillariq picta Hook / Epidend1 ·um fragrans Sw.

196 0 Aqu~rela e grafite sobre papel, 64x46,9cm Coleção Marta e Paul o Kuczynski

.).

.1~i~1~.1~'.

1(,:

1

I

~-L~ lU

r

..

..

J

...

,-

/

~ (.(.,....

Nidularium seidelii L.B. Smith Uhatuba, São Paulo

Aquarela e grafite sobre papel, 66 x 48cm

Aechmea castelnavii

Aquarela e grafite sobre papel, 66 x 48cm

Serra de Baturité, Ceará

Quesnelia lateralis

Serra dos Orgâos , Rio de Janeiro Aquarela e grafite sobre papel, 66 x 48cm Coleção Instituto de Botân ica, São Paulo / SP

43

Orthophytum lepr osum

Se rr a <lo Ven t o, Pernambu co, 1 96 1 Aquare la e grafite so bre pape l , 66 x 48cm Coleç ão Instituto de Botânica, São Paulo/ SP

Hohenbergia caatingae

B rejo <la Madre de Deus , Pernambu co

Aquare la e graf it e so b re pape l,

66

x 48c m

._:4

/ !
/
!

...

"L

_, ....-{.

i (

.,

,~ "'t

f,

I

 

.\

1 \

\

1

 

1

1•

,'

/'

'I

, \

,, \

!

(

1

I

)

(

lt.

'

.

I

)

/

(

Í

,r I

.!

r? .J

/

'

.

/

/

,

.

.

.{( 1 .J

,.t,.,,(.

._

..

/

!

'

t

, ...

/e.)

·

/,

-~L (/'-, ( / / /

e.

11 1

,,

,

,,'-1o)'é/i

Laelia crispa

1958

Aquarela e grafite sobre papel, 64,5x46,7cm

Coleção Marta e Paulo Kuczynski

Batemania pabstii Garay sp nov.

Rio Deméni, Rio Negro, Amazonas, 1971

Aquarela e grafite sobre papel, 65,9x48,lcm

Phragmapedilum sargentianum Rolfe 1971 Aquarela e grafite sobre papel, 65, 7 x4 7 ,lcm 56 Coleção
Phragmapedilum sargentianum Rolfe 1971 Aquarela e grafite sobre papel, 65, 7 x4 7 ,lcm 56 Coleção

Phragmapedilum sargentianum Rolfe

1971

Aquarela e grafite sobre papel, 65, 7 x4 7 ,lcm

' l, .'.~- I J ' ••·J·n
'
l,
.'.~- I J
'
••·J·n

Galeandra coxinnensis Hoehne

Represa Billings, São Paul o, 195 9

Aquarela e graf it e s obre papel , 64,5x46,6cm

Co le ção Marta e Paulo Ku c zynski

57

lonopsis utricularioides va r. zon a/is Sw. Lindl. Rio Urupadi, Amazonas, 1971 Aquarela e grafi te

lonopsis utricularioides va r. zon a/is Sw. Lindl.

Rio Urupadi, Amazonas, 1971 Aquarela e grafi te sobre pape l , 66,2x48,2cm

,, tl,"'1/,

< f

l<jti-J

1:

,,; · / i .tr.

Cattleya lodigesii LindL

1984

Aquarela e grafite sobre papel, 58,3x43cm

Coleção Marta e Paulo Kuczynski

59

(1tlJ'f'1.ff:Í/,

/~.tíhtt/l

•<" ""

,,

..

t;

a'

/u

t'/.1,•,r{

tlu.r

)-;./,.,'

A_1u

""J.<l>l

~I

ff)

Milton ia flavescens (Lindl.)

São Paulo, 1957

Aquarela e grafite sobre papel, 63,7x47,2cm

Coleção Marta e Paulo Kuczynski

Epidendron lati/abre Ldl. / Pleurothallis strupifolia Lld.

Visconde de Mauá, 1957 / Guarau, S. Paulo litoral, 1957

Aquarela e grafite sobre papel) 63i5x47,4cm

Baptistonia echina . ta / Gomesa crispa Klotsch 1960 Aq u a r e l a

Baptistonia echina.ta / Gomesa crispa Klotsch

1960

Aq u a r e l a e gra fit e s obre papel , 63,9x46,6c m Coleção Marta e Paul o Ku czy n s ki

Zygosepalum /abiosum (L.C. Rich Garay)

Pará, 1 981 Aquare l a e g r afite sobre papel , 66x48,5c m

Cronologia

 

1909-1933

M a r ga r e t

U r s ula

B r o wn

n asce u

e m

 

p e rt o

d e

Lon d r es.

pro g r ess i s ta s

d

e

t a l e nt

a

o se ri o

ti co

a rtí s o

se u

e

C ri a d a

s u a

a m o r

t a l e nt o

22

d e

s ob

m aio

d e

190 9

ci os

id

e m ea i s

d e m o ns

C h es h a m ,

lib e

tro u

a i s

r r a nde

e

muito

e ra

influ ê n c i a

l ogo

ce do

n a tur eza.

qu

e

qu

e ri a,

famíli a,

e

p e l a o

n

g ão l evava

t o do

j ove m ,

Por é m co mo

mud ar o

mun d o .

O

se u

e ntu s i as

m o

p e l a

vid a

e

por mudan ças

soc i e d a d e a d ep r essão

n a

e

b a t era m co l e tiv a

d e

qu e

fr e nt e

co m t o m a r a m

a

a p a ti a, Eur o pa

a

o a p ós

d ese mpr eg o

a Prim e ira

G u e rra

Mundi a l.

1 932

e

R e t o

rn a nd o

de

um a vi s it a a Al e m a nh a e m

n ga j o u -se,

co m

a

p a i xão

qu e

lh e

e

r a

ca r ac t e s ti ca,

n o

movim e nto s indi

ca l

e

e m

ca u sas f e mini s ta

s .

193 4-195 8

Dur a nt e

os

so mbrio s a n os

d a Seg und

a

Gu e rr a Mundial , s u a co ntribui çã o

se ri a,

ironi ca ment e,

a tr a v és

d e

s u a

art e : foi

d ese nhi

s t a

num a f á bri ca

m b o mb a rd e ir os

e

d

a t e

ri a l

b é li co .

era n a pi s t a v i z inh a à s ua

A

v id a

dur a:

o p e qu e n

r o

n co e r a uma t r ilha

d os

avi ões

a casa

 

so n o ra

a p a

v o r a nt e . Q u a nd o

os

al

eg r es hin os d e v it ó ri a t o m a r a m

o

O

se u

co nt a g u e rr a a rti

d o e s t a

p

aís,

M a r ga r e t

trat o u

m a tri c ulou -se n a

S t.

co m erc i a l

a rti

s o qu

t a

e

G r e vill e V i c t o r

lh e

pod e r oso tr a b a lh o,

d e

esq u ece r as

du ras r o tin as

d a

M a

rtin 's Art

Sc h oo l.

A li co nh

ece u

M ee,

se

u co mp t o m o

um a

a nh e ir o

co

u b o l sa

a nh ec im e nt o

d e

es tu dos

a t é

m o rt e .

d

e

n o

P as m o r e

ga r a ntiu

C

a mb e rwell

Sc h oo l

o f A rt.

 

O

p ós-g u e rr a

Gr ev ill

e

.

H av i a

t

londrin o a mb é m

o

fo i

p o u c o fa tor c lim a,

a nim a d o r

p a r a

o

p a r a qu a l

M a r ga r e t

e

não

h av i a

so lu ção. C h ega

ra

o

m o m e nt o

d e

mud a r os

co mp assos

d e

s u as

v

id as . R eso l vera m

v i a j a r

p

a r a

da

irm ã

d e

M a r ga r e t ,

São

P a ul o

t e nt a r

Ca th e rin e,

a

v ida ,

muit o

c uid

e d oe nt e.

a r

a m a d a 19 52,

Em

a o

d es embar ca r

re l ac i o

n n a m e

r eco m pe n sa dor

fi ca ri a

a t é

o

fim

d e

s u

a

v id

a.

se l vage n s Ri o G urupi.

d o

Br as il

e ,

e m

19

t e

e nt ão iní

v e

M a r ga r e t

muit o prim e i ra

o

nto

B ra s il , e ntr e

c

i o e v i s itar

um

o

lon go

e

p a í s

o nd e á r eas

D ese j av a

s u a

as ex p e di ção , ao

5 6 , f ez

1959-1983 De 1960 a 1965, Margaret trabalhou no Instituto de Botânica de São Pau l o, assimilando com rapidez e competência os aspectos científicos da ilustração botânica, sob a tutela do l ebre botânico

Lyman Smit h. Em 1964, apaixonou-se novamente, desta vez pelo Rio Negro e s u a rica flora; de lá, env i ava as plantas que co l etava a seu grande amigo Roberto Burle Marx, que as abrigava em seu jardim. Não obstante uma grave hepatite, compareceu em 1969 a prestigiosa Tryon Ga ll ery em Londres onde foi l ançado o seu

li vro F l owers

of the B ra zilian Forests, prefaciado por sua alteza

real, o duque de Edimburgo.

Já morando no Rio de J aneiro, Margaret continuo u pintando e planejando expedições. Em 1976, foi agraciada com o título ele M.B.E. (Membro elo Império Britânico) e em 1979 recebeu

a Ordem

elo Cruzeiro do Su l , a mais alta condecoração

brasileira at ribuíd a a estrangeiros. Esses louros confirmaram, se é que era preciso , sua posição ele destaque como renomada

ambientalista e artista.

1984-2009 Em 1984 , aos 75 anos de idade, Margaret foi obrigada a reconhecer que sua saúde, aparentemente ind estrutíve l , apresentava s in ais

de

cansaço. Mas enquanto convalesc i a de uma segunda cirurgia

no quadril, já planejava sua próxima expedição, a derradeira, a décima quinta. Em maio de 1988, comemorou seus 79 anos às margens do seu amado Rio Negro. Seu presente de aniversário

foi a

F l or ela Lua, que e l a procurava anos . Desenhou durante

toda a noite, cada magnífica flor mostrando sua face efêmera, para depois se fechar para sempre. Em novembro, foi à Londres por ocasião do lançamento dos seus diários ele viagem, editados por Tony Morrison, no Royal Botanic Gardens, Kew. Numa rápida viagem aos Estados Unidos, ainda conseguiu apresentar , para uma enorme platéia, uma palestra sobre a urgência ele se conservar a Floresta Amazônica. Foi então, sem aviso, que as forças que a haviam protegido em tantas situações difíceis a abandonaram: faleceu , em 30 ele novembro, num acidente de carro banal na Inglaterra. No Rio de Janeiro, foram muitas as homenagens à sua memória e ficou claro que havia um grande interesse em manter vivos seu nome e sua filosofia, o que justificava a formalização ele seu fã- clube. Este se tornaria a Fundação Botânica Margaret Mee, que por sua vez, se encarregar i a de multiplicar os talentos de s u a mentora, criando uma nova geração de ilustradores botânicos, conso lid ando seu importante l egado, ao se comemorar o centenário ele nascimento da grande Margaret Mee.

........

1

\ .',,,.·" .... ., ,., . ~.:t

"··~ ··• •• , f ,

....

.

"·'"~··-~ . ~!:<.:::~·

. ......

....

.-.;

{" ·''

..

.

"~ /•.

...

,, ...·.,

o

.~

·

/

,.,.i ..f:-''

,, - - -- - ---- - ,;)!!~-"'"

-

___ ...

.,, ..

A

/ /

M

..

A

. ·, ,.• . '; .v' '.~ .., ~ 1 ,., ,., :., ... ~·· z
.
·,
,.•
.
';
.v' '.~ ..,
~
1
,., ,.,
:.,
...
~··
z

,.

1

o

N

e~

"'

.

,, ,.u ·

..

~

..... ..

. ·~li. : · . :!

-

.

Mapa co m

 

a n o t a

utili za d

M

o

 
 

ee

em div e r sa,

in

c l u s iv e

e

s

pi co

da

N

m _s ua

eb lin a,

\,

J

 

(

1.:

< ) ...

 
 

\

 

-

por M arga çoes r e t

.

v iagens,

ida ao

e m

1 967.

\1;

J

,

\

""'

') .

'3'~

-:}

f

.{')

<:.

l

~

·(

~

@

....

,~

·

.

411 1

l

.

J

Du as rarí ss ima s a qu a r e las

a dmir aç:ão da

fl o r esta

qu e

de Ma rg a r et Mee

a

r o d e ia.

Não

o nd

vemos á rvor es são

as

e

a

e m comp l e ta

objeto

de

sua ate n ção mas também os povos indí ge n as que sem pr e a aco lh e ram

em

s uas

a ld eias

e

a cond u z ir am

pelas mata s

 
Pa t ro cí nio CORREIOS Apoio CENTRO CULTURAL C O RR EIOS Proj eto LCR
Pa t ro cí nio
CORREIOS
Apoio
CENTRO
CULTURAL
C O RR EIOS
Proj eto
LCR
PRODUÇÕES
Curadoria
SYLVIA DE
COM I SSÃO
B O TT ON
BRAUTIGAM
/
CENTENÃRIO
MARGARET M EE
Pr o du ção Exec u t i va
ARTEPADILLA /
R OBER T O
P AD ILL A
Projeto Expog r áf i co
I vANEI
SILVA
In sta l ação, Ilumi nação e Montagem
LCR PR OD U ÇÕES /
L U I Z
CELSO
R AMOS
ARNALDO
MOREIRA
E
P EDRO
DU ARTE
GIL S ILV A E IERISON R OBERTO
ANDRE
BARRETO
FER RA Z
Pro gra ma ção V i sual
e
Pr
o j eto Gráf i co
PVDI D ESIGN
Im p r essão de peças
g ráfi cas
GRÃF I CA
SANTA MAR T A
P l otagens
PHOF!S!NA,L
rmpre ssão de T extos e Legendas
STUD I O
ALF A
Assistentes de Produção
A NTON I O R OBERTO
VIL E TE
ÜSCAR
DE
ÜLIVEIRA
MARIANA
CARDOSO
PATRI C K DE ÜLJVEIRA CO RR EA
Monitoria e Pr og r ama Edu ca ci vo
L
uc 1A
R oBER TA
BARB OSA
E
EQU IPE
Assesso ri a de l mprensa
MULTI COMUNICAÇÃO
Segu r o
PRO -AFF
INIT É /
ACE
SEGURADORA
Acornpanhamento Museológico
BER NA D ETE B.
F ERRE IR A
HELO I SA BI ANCA LA NA
I VANEI
SILVA
]
AND I RA
FLAESCI-IEN
Transpo r te
ATLANTIS A IIT
Foto da Artista
CLAUS ME YER / AGÊNCIA T YBA
Vídeo
Produ z ido por MILW AUKE E PUBLIC
M uSEUM
I Nc
Patro c íni o: MARGARET M EE AMAZON
TR US T
A g r adecimentos a
ROBERT M ACNE IL E MAcNE I L / LEI-IR ER PHODUCT ! ONS
T oNv MoRRJSON E NoNEsuc1-1 ExPEDITIONS LTD
Catá l ogo
Coo rd enação Edito ri a l SYt.VIA
DE
BOTTON
BRAUT t GAM
Projeto g r áf i co
e
Trat a m e nt o
de Imagens PVDI
D
ES I GN
Fotos
BRI AN
SEWELL,
JAIME
Ac 1o u
E
V r cENTE
DE
MELLO
Fotos
da
ex p os i ção
FABJO
RAFAEL
Agradecimentos
DR. J ACOB
PALI S,
DR.
L!NDOLPHO
CARVALHO
DIAS
LI G I A
MEL GES, ]
UAREZ
R u TH
G
.
T AVARES
BARRETO
F 2 ,
MONICA
MICHAEL
DALY ,
STIFF /
R OYAL
EQUIPES
DO
CoHRE J os
E
DO
CENTRO
BOTAN I C GARDENS,
CUL TUR A L CORREIOS
CARVAL H O
KEw
Agradec im entos Espec iai s
MRS.
EuSABET I-I
M
EE
e
Aos Co l ec i ona dor es cede nt es de obras:
ACADEMIA
BRASILE I RA
DE
CIÊNCIAS,
COLEÇÃO BRADESCO DE ARTE BRA S IL EtRA ,
I
NS TI TUTO
DE
B
OTÂN I CA
DE
SÃO
PA U L O,

MARTA E PA ULO KuczYNSKI, EuzA!lETH W YNN-]ONES, R OBERT BAHCLAY E SYLVIA DE B OTTON BRAUTIGAM

Margaret Mee

100 Anos de Vida e Obra

Pinacoteca do Estado de São Paulo São Paulo

25

d e

j a n e iro

a

15

de

mar ço

d e

2009

Centro Cultural Correios Rio de Janeiro 1 2 d e novembro a 2 0 de dezembro de 2009

Palácio das Artes - Fundação Clóvis Salgado Belo Horizonte

3

de

março

a

11

de

a bril

d e

2010

Muse u Nacional do Conjunto Brasília

Cultural da República

05

d e maio

a

05

d e

julh o

de

2011

Centro Cultural Correios Recife

11

d e d eze mbro

d e

2012

a

03

d e

fevereiro

d e

2013

Co l eção de vários objetos pertencentes a Margaret Mee

ofertados pelas tr ib os com as quais fez amizade

ao l ongo de suas 15 v ia gens ã Floresta Amazônica.

ô

"

u

u

::i

e:

u"

<(

o

<(

o

u

<(

:::::>

V1

<(

:r:

z

w

1-

z

<(

~

LEI DE

INCENllVO

A CULTURA

Produç;"i.o Apoio Projeto D fl!~arlrJ~~~:~~l CR art~ FSC CORREIO! www.fsc.org MISTO P;nroc1nio Real iza1,;ào Pape l
Produç;"i.o
Apoio
Projeto
D
fl!~arlrJ~~~:~~l
CR
art~
FSC
CORREIO!
www.fsc.org
MISTO
P;nroc1nio
Real iza1,;ào
Pape l prod uzido
a parti r de
fontes
res ponsáveis
GO
V
ERNO
FEDER
A
L
FS C' C005648
Ministério da
CORREIO(
~
..
-
L
Cultura
P.Al.a.JU
..
C
..O
E
....
e.Al.UEA.L_Q
._
u_E_