Você está na página 1de 19
Esta é uma exposição bio-bibliográfica, cuja ideia inicial resultou de uma parceria entre a Sociedade
Esta é uma exposição bio-bibliográfica, cuja ideia inicial resultou de uma parceria entre a Sociedade
Esta é uma exposição bio-bibliográfica, cuja ideia inicial resultou de uma parceria entre a Sociedade
Esta é uma exposição bio-bibliográfica, cuja ideia inicial resultou de uma parceria entre a Sociedade

Esta é uma exposição bio-bibliográfica, cuja ideia inicial resultou de uma parceria entre a Sociedade Bíblica e a Câmara Municipal de Mangualde. Tem por objectivo a divulgação da vida

e obra da figura ímpar para a cultura e literatura portuguesas que foi João Ferreira de Almeida. Esta iniciativa surge no âmbito das celebrações do 325.º Aniversário da editio princeps do primeiro Novo Testamento em língua portuguesa. Nestes 325 anos a “Bíblia de Almeida” teve já cerca de 1500 edições e mais de 150 milhões de Bíblias e Novos Testamentos impressos, juntamente com incontáveis milhares de milhões de pequenos opúsculos e folhetos. Este é, em resumo, o impacto quantificável de uma vida. O sonho do humilde tradutor português, emigrante na Ásia, começou a cumprir-se: tornar a Bíblia conhecida de todos aqueles que falam português. A tradução da Sagrada Escritura conhecida pelo seu nome é, incomparavelmente, a obra mais publicada e divulgada da língua portuguesa, constituindo-se como um dos principais instrumentos de expansão da língua portuguesa no mundo.

instrumentos de expansão da língua portuguesa no mundo. Para todos em geral João Ferreira de Almeida

Para todos em geral

João Ferreira de Almeida é, e assim deverá ser considerado, um património da língua, da

cultura e da história de Portugal, além de ser igualmente relevante para os países onde se fala

o português. Por essa razão esta exposição é, em primeiro lugar, para todos os portugueses.

Tudo deverá ser feito para que a informação sobre a sua realização (local, horário, etc.) chegue

ao maior número possível de pessoas e que estas se sintam confortáveis e livres na sua visita.

Para os jovens e crianças em particular

E para que a injustiça de que é alvo João Ferreira de Almeida, ainda desconhecido séculos depois de ter deixado uma marca tão profunda na nossa cultura e espiritualidade, não se prolongue, esta exposição deveria, dentro do possível, ser especialmente dedicada aos jovens e crianças das escolas públicas e privadas.

aos jovens e crianças das escolas públicas e privadas. A figura de João Ferreira de Almeida,

A figura de João Ferreira de Almeida, o objecto quase único da obra da sua vida a Sagrada Es-

critura, e os objectivos que nos levam a organizar esta exposição e iniciativas complementares

implicam o envolvimento, sempre que possível, de:

Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia

Bibliotecas públicas

Escolas (disciplinas de Educação Moral e Religiosa, Português, História, etc.)

Associações ligadas à cultura e língua portuguesa (lusofonia)

Associações ligadas à emigração (Almeida foi um ilustre emigrante)

Igrejas locais e organizações cristãs

Livrarias e outras empresas com espírito de mecenato

Órgãos de comunicação social locais e regionais

 Livrarias e outras empresas com espírito de mecenato  Órgãos de comunicação social locais e
Nasceu na povoação de Torre de Tavares da freguesia de Várzea de Tavares, concelho de
Nasceu na povoação de Torre de Tavares da freguesia de Várzea de Tavares, concelho de
Nasceu na povoação de Torre de Tavares da freguesia de Várzea de Tavares, concelho de
Nasceu na povoação de Torre de Tavares da freguesia de Várzea de Tavares, concelho de

Nasceu na povoação de Torre de Tavares da freguesia de Várzea de Tavares, concelho de Mangualde, em dia incerto de 1628. De seu nome completo João Ferreira Annes D'Almeida, continua sem se saber até à presente data quem foram os seus progenitores ou mesmo outros membros da família de parentesco mais próximo.

Ainda em tenra idade, provavelmente depois de ter ficado órfão de pai e mãe, terá sido levado para Lisboa onde foi entregue a um tio que exercia o seu múnus espiritual como sacerdote católico romano. Com o seu tio a educação do jovem Almeida deverá ter passado por várias disciplinas do saber, entre as quais certamente o Latim que lhe teria sido muito útil na principal obra da sua vida: a tradução da Bíblia para português. João Ferreira de Almeida viveu em Lisboa até 1640 ou 1641 e, sem se saber as verdadeiras razões e se foi por vontade dele ou de terceiros, acaba por abandonar a capital do Reino cuja independência tinha sido recentemente restaurada. Assim, encontramos o adolescente Almeida, com apenas 13 anos de idade na cidade de Amesterdão, na Holanda, de onde parte, passado pouco tempo, para o Extremo Oriente.

Em 1642, João Ferreira de Almeida está já em Malaca, depois de passar algum tempo em Batávia, actual cidade de Jacarta, na Indonésia. Quando Almeida viajava de Batávia para Malaca alguém lhe ofereceu um pequeno livrete, escrito originalmente em castelhano, e que ele próprio viria a traduzir para português, anos mais tarde, sob o título Differença da Christandade. No final da leitura deste texto, João Ferreira de Almeida acabaria por abraçar a Fé Reformada (Protestante) vindo-se a tornar um membro da Igreja Reformada Holandesa, de língua portuguesa, a qual existia na região desde 1633 e que só viria a ser extinta em 1808.

Ferreira de Almeida viveu em Malaca entre 1642 e 1651, colaborando com a comunidade protestante local através de visitas a doentes, apoio a marinheiros e viajantes que ali aportavam, ensinando as crianças a ler e a escrever, ao mesmo tempo que iniciava a primeira tradução da Bíblia Sagrada para a língua portuguesa. Este notável feito aconteceu quando Almeida tinha apenas 16 anos de idade.

Abandonando Malaca em 1651, Almeida dirige-se novamente para Batávia. Foi-lhe, então, sugerido que adquirisse preparação teológica, razão pela qual Almeida passa a frequentar o Seminário da Igreja Reformada Holandesa naquela cidade. Termina os seus estudos em 1654, mas antes de ser enviado como missionário passa por um estágio de 2 anos, ainda em Batávia. Desta forma, João Ferreira de Almeida tornava-se o primeiro Pastor protestante português, mais de 100 anos depois da Reforma iniciada na Alemanha por Martinho Lutero, em 1517. Em Outubro de 1656, Ferreira de Almeida, a sua esposa, Lucrécia Valcoa de Lemos e o seu colega Baldaeus partem para o sul da Índia e Ceilão, onde missionam durante vários anos em diversas localidades da região.

Em Maio de 1663, Almeida regressa a Batávia de onde não mais sairia. Algum tempo depois do seu regresso do sul da Índia, assume a responsabilidade da Igreja Reformada de Batávia, de língua portuguesa, onde se iria manter como Pastor quase até ao seu falecimento provavelmente em Agosto de 1691. Foi durante este último período em Batávia que Ferreira de Almeida viria a assistir com muita alegria à primeira edição do Novo Testamento por si traduzido para português. Esta obra foi impressa na Holanda, em Amesterdão, mas o destino final dos exemplares produzidos era fundamentalmente o Extremo Oriente, onde as diversas comunidades de língua portuguesa já deveriam conhecer a obra de Almeida, pelo menos desde

Oriente, onde as diversas comunidades de língua portuguesa já deveriam conhecer a obra de Almeida, pelo
1654. Não foi isenta de peripécias esta primeira edição do Novo Testamento datada de 1681,
1654. Não foi isenta de peripécias esta primeira edição do Novo Testamento datada de 1681,
1654. Não foi isenta de peripécias esta primeira edição do Novo Testamento datada de 1681,

1654. Não foi isenta de peripécias esta primeira edição do Novo Testamento datada de 1681, mas a verdade é que a partir daqui a língua portuguesa passaria a ter a sua primeira tradução bíblica. Almeida traduziu ainda a maior parte do Antigo Testamento, já que o seu falecimento o

impediu de traduzir o final do livro de Ezequiel, o livro de Daniel e os Profetas Menores. Este trabalho viria a ser completado por um Pastor holandês, Jacobus op den Akker, que havia colaborado estreitamente com Almeida. Com a edição do Antigo Testamento (Tomo I em 1748

e Tomo II em 1753) completar-se-ia a edição da “Bíblia de Almeida”que se tornou na obra

literária em língua portuguesa mais divulgada de sempre, um autêntico monumento da cultura

e da espiritualidade, tantas vezes ignorado pelos próprios portugueses e por muitos dos 200 milhões de pessoas que falam português pelo mundo.

João Ferreira de Almeida contraiu casamento com a já mencionada D. Lucrécia, de quem teve dois descendentes. Nasceu primeiro uma filha e, já depois do seu regresso do sul da Índia, um filho a quem foi dado o nome de Mateus.

Para além da magistral obra de tradução da Bíblia para português, a maior parte dos escritos de João Ferreira de Almeida são pequenas obras, na maior parte dos casos de natureza polémica, tendo em conta a crispação religiosa da época. Foram produzidos nos diversos locais por onde Almeida foi passando, mas impressos apenas quando a pequena tipografia foi montada em Batávia. Entre estas obras incluem-se A Diferença da Cristandade (impressa em 1668), Duas Epistolas e Vinte Propostas… (publicadas em 1672), Epístola ou Carta… aos Padres e Religiosos Agostinhos de Bengala, Relação Epistolar ou Carta … ao Senhor João Correia de Mesquita … em Bengala, Poema Ovium, Seis Propostas enviadas aos eclesiásticos de Goa, a que Almeida acrescentou mais Doze epístolas já que não recebeu qualquer resposta às iniciais, Esopete Redi Vivo que contém a introdução e a revisão, em português, das Fábulas de Esopo Frígio, Catecismo de Heidelberg e Liturgia.

João Ferreira de Almeida foi homenageado por um grupo de cidadãos de Torre de Tavares em 1981 por ocasião do 300.º Aniversário da publicação da primeira edição da sua tradução do Novo Testamento. Em Maio de 2006 a Câmara Municipal de Mangualde homenageou a personalidade e a obra de João Ferreira de Almeida, atribuindo o seu nome a uma rua da cidade.

de Mangualde homenageou a personalidade e a obra de João Ferreira de Almeida, atribuindo o seu
 Painel de Apresentação (85 x 200 cm) contendo informação técnica sobre a exposição (preparação
 Painel de Apresentação (85 x 200 cm) contendo informação técnica sobre a exposição (preparação
 Painel de Apresentação (85 x 200 cm) contendo informação técnica sobre a exposição (preparação
 Painel de Apresentação (85 x 200 cm) contendo informação técnica sobre a exposição (preparação

Painel de Apresentação (85 x 200 cm) contendo informação técnica sobre a exposição (preparação de conteúdos, supervisão científica, design e tratamento gráfico, etc.); neste Painel serão igualmente fornecidas informações úteis relativas à exibição da Exposição.

Painéis Roll-Up impressos em lona (85 x 200 cm), num total de 9 unidades, contendo um vasto conjunto de informações e ricamente ilustrados. Tratam de temas diversos como a infância, crescimento e trabalho missionário desenvolvido por João Ferreira de Almeida, par- ticularmente em torno da Obra da sua vida: a tradução da Bíblia pa- ra a língua portuguesa. Almeida foi também um incansável viajante no seu esforço de transmitir a mensagem das Escrituras a todos aqueles que falavam português. Da pequena aldeia de Torre de Ta- vares, às metrópoles asiáticas de Malaca e Batávia, Almeida não de- sistiu do seu objectivo: proclamar a Bíblia “… o maior dom, o tesouro mais precioso”.

O transporte destes painéis faz-se em bolsa apropriada com

as seguintes dimensões e peso:

4 Kg / 90 x 10 x 10 cm

Apresentação Multimédia (PowerPoint) acerca do contexto histórico, político e militar de Portugal e sua influência ultramarina dos séculos XVI a XVIII, tendo em conta a época em que João Ferreira de Almeida viveu.

Painéis impressos em lona com ilhós (96 x 186 cm), num to- tal de 3 unidades, contendo reproduções dos frontispícios e bre- ve descrição das principais edições da “Bíblia de Almeida” du- rante os séculos XVII e XVIII, as quais foram impressas princi- palmente em duas cidades do Extremo Oriente (Batávia actual Indonésia e Trangambar sul da Índia)

impressas princi- palmente em duas cidades do Extremo Oriente (Batávia actual Indonésia e Trangambar sul da
impressas princi- palmente em duas cidades do Extremo Oriente (Batávia actual Indonésia e Trangambar sul da
impressas princi- palmente em duas cidades do Extremo Oriente (Batávia actual Indonésia e Trangambar sul da
impressas princi- palmente em duas cidades do Extremo Oriente (Batávia actual Indonésia e Trangambar sul da
 Secção Bíbliográfica dedicada à obra fundamental de João Ferreira de Almeida con- tendo exemplares
 Secção Bíbliográfica dedicada à obra fundamental de João Ferreira de Almeida con- tendo exemplares
 Secção Bíbliográfica dedicada à obra fundamental de João Ferreira de Almeida con- tendo exemplares

Secção Bíbliográfica dedicada à obra fundamental de João Ferreira de Almeida con- tendo exemplares de edições bíblicas em diversos suportes, formatos e encadernações:

João Ferreira de Almeida con- tendo exemplares de edições bíblicas em diversos suportes, formatos e encadernações:
 A Exposição foi preparada com grande cuidado e profissionalismo. No entanto, por si só
 A Exposição foi preparada com grande cuidado e profissionalismo. No entanto, por si só
 A Exposição foi preparada com grande cuidado e profissionalismo. No entanto, por si só
 A Exposição foi preparada com grande cuidado e profissionalismo. No entanto, por si só



A Exposição foi preparada com grande cuidado e profissionalismo. No entanto, por si só o seu impacto poderá ser relativamente discreto. A fim de mobilizar um maior número de visitantes sugerimos que no decorrer da Exposição possam ser dinamizadas actividades complementares.

Exemplos de iniciativas ligadas à temática e objectivos desta exposição:



Com a presença de convidados especiais locais (entidades ligadas à vida política, social e cultural da cidade), de representantes das comunidades religiosas e de órgãos de comunicação social locais e regionais. Pode incluir uma alocução ou um painel de intervenientes que abordarão temáticas como: de João Ferreira de Almeida, Sagrada Escritura na história, língua e cultura de Portugal. Arte ou quaisquer outras questões da actualidade poderão ser tambem objecto de reflexão e análise tendo em vista a sua relação com os textos bíblicos.



Destinado a públicos de estudos e interesses diversos, por exemplo:

1. História da Bíblia

2. A Bíblia em Portugal: de D. Dinis aos nossos dias

3. João Ferreira de Almeida: jovem, português, aventureiro

4. Almeida Comparada (com outras traduções da Bíblia para o português)

5. A Presença da Bíblia na cultura portuguesa

6. A Bíblia na literatura nacional

7. A Biblia e os Direitos Humanos

8. A Bíblia e a Educação Ambiental

9. A Bíblia, Cidadania e os Direitos do Estrangeiro

10. Etc.


8. A Bíblia e a Educação Ambiental 9. A Bíblia, Cidadania e os Direitos do Estrangeiro
LOGÍSTICA E DIVULGAÇÃO Aos organizadores locais da Exposição pede-se, em primeiro lugar, que respeitem o
LOGÍSTICA E DIVULGAÇÃO Aos organizadores locais da Exposição pede-se, em primeiro lugar, que respeitem o
LOGÍSTICA E DIVULGAÇÃO Aos organizadores locais da Exposição pede-se, em primeiro lugar, que respeitem o
LOGÍSTICA E DIVULGAÇÃO Aos organizadores locais da Exposição pede-se, em primeiro lugar, que respeitem o

LOGÍSTICA E DIVULGAÇÃO Aos organizadores locais da Exposição pede-se, em primeiro lugar, que respeitem o espírito com que a mesma foi criada e é disponibilizada. Isso implica, entre outras coisas, que lhe sejam proporcionadas as melhores condições de dignidade e visibilidade, facilitando o acesso a todas as pessoas interessadas, independentemente da sua idade, nível de instrução, condição social, ou convicções religiosas. João Ferreira de Almeida deve ser visto, cada vez mais, como património comum de todos os portugueses e de todos os falantes da língua portuguesa. Aos que partilham com ele a sua grande paixão pala Palavra de Deus cabe-lhes fazerem todos os esforços ao seu alcance para que o seu nome e obra sejam conhecidos, respeitados e valorizados.

Tratando-se, simultaneamente, de uma oportunidade ímpar para dar a conhecer um conjunto de textos fundamentais da nossa identidade e memória comuns, maiores devem ser os cuida- dos ao evitar que na sua organização e processo de divulgação se introduzam quaisquer elementos que possam vir a marginalizar o apelo universal da sua mensagem central. A Exposição e iniciativas complementares devem ser apresentadas como um serviço público pro- posto a todos os cidadãos e instituições da cidade e, dessa forma, é aberta à cooperação com todos os agentes interessados.

é aberta à cooperação com todos os agentes interessados. O espaço em que a Exposição deverá
é aberta à cooperação com todos os agentes interessados. O espaço em que a Exposição deverá

O

espaço em que a Exposição deverá ser instalada deve corresponder, tanto quanto possível,

às

seguintes orientações:

Boa acessibilidade para quem se desloca em viatura própria ou transportes públicos, preferencialmente acessível a pessoas com limitações físicas

Deve ter pelo menos 125m2 e não mais de 250m2 (neste caso pode ser limitado por mobiliário, por exemplo)

Possibilidade de anunciar no exterior a existência da Exposição e restantes iniciativas

a existência da Exposição e restantes iniciativas Os organizadores locais assumem o compromisso de fazer tudo

Os organizadores locais assumem o compromisso de fazer tudo ao seu alcance para que a Exposição e restantes iniciativas sejam amplamente divulgadas:

1.

Entre seus membros e utentes

2.

Junto dos parceiros e instituições locais ligadas à educação, cultura e religião várias confissões.

3.

Nos locais públicos de divulgação (placards, montras, etc.). A Sociedade Bíblica poderá fornecer um ficheiro de imagem para impressão (um poster ou um pequeno folheto- convite)

4.

Nos órgãos de comunicação social local e regional (rádios, jornais, internet, etc.), através de comunicados preparados pela Sociedade Bíblica, entrevistas (presenciais ou pelo telefone), anúncios, etc.

através de comunicados preparados pela Sociedade Bíblica, entrevistas (presenciais ou pelo telefone), anúncios, etc.
É importante que o ambiente seja acolhedor e a composição cénica introduza algum elemento “dramático”.
É importante que o ambiente seja acolhedor e a composição cénica introduza algum elemento “dramático”.
É importante que o ambiente seja acolhedor e a composição cénica introduza algum elemento “dramático”.
É importante que o ambiente seja acolhedor e a composição cénica introduza algum elemento “dramático”.

É importante que o ambiente seja acolhedor e a composição cénica introduza algum elemento “dramático”. Sugestões:

A luminosidade deve ser assegurada por intermédio de luz natural ou boa iluminação

Os painéis e exposição de livros ficam muito beneficiados com focos de luz a eles dirigidos

A projecção da apresentação multimédia terá maior impacto se for feita numa superfície branca e relativamente grande

Música de fundo e plantas podem ajudar a humanizar o ambiente e a tornar o espaço mais agradável

a humanizar o ambiente e a tornar o espaço mais agradável Espera-se que os organizadores preparem

Espera-se que os organizadores preparem uma Sessão Solene de Abertura. A organização de mais uma ou duas iniciativas poderá contribuir para que mais pessoas a visitem e aumentar significativamente o impacto da mensagem da Exposição. A Sociedade Bíblica disponibiliza-se para participar na dinamização de parceiros locais que tenham especial interesse em promover iniciativas complementares à exposição.

em promover iniciativas complementares à exposição. Sempre que possível a Exposição deverá estar acompanhada

Sempre que possível a Exposição deverá estar acompanhada de um ou mais voluntários, que farão a recepção dos visitantes e, se necessário, responderão a questões básicas que tenham. Pessoas aposentadas, desempregadas, ou mesmo gente ocupada com gosto pelo serviço e voluntariado poderão fazê-lo. Nas alturas em que é esperado maior número de visitantes (final do dia; final da semana) uma pessoa melhor preparada sobre os temas desta Exposição (João Ferreira de Almeida e a Sagrada Escritura) deveria estar disponível no espaço da Exposição. Espera-se dos organizadores locais que façam o recrutamento de voluntários junto dos parceiros com a devida antecedência e que elaborem escala e turnos. A Sociedade Bíblica providenciará a formação necessária aos voluntários em altura a combinar com o grupo de trabalho local.

em altura a combinar com o grupo de trabalho local. De forma a garantir um fluxo

De forma a garantir um fluxo contínuo ao longo da Exposição e evitar, ao mesmo tempo, enchentes em determinadas alturas, sugere-se que as visitas de grupos de escolas ou centros

de dia de idosos, etc. sejam agendados com antecedência. Sabendo da altura em quem esses grupos visitam, a organização local pode mesmo oferecer um guia mais preparado para mostrar

a Exposição e animar o grupo visitante com algumas propostas de reflexão.

oferecer um guia mais preparado para mostrar a Exposição e animar o grupo visitante com algumas
A Proposta INCLUI:  Utilização de 9 painéis amovíveis (com suporte)  Utilização de 3
A Proposta INCLUI:  Utilização de 9 painéis amovíveis (com suporte)  Utilização de 3
A Proposta INCLUI:  Utilização de 9 painéis amovíveis (com suporte)  Utilização de 3
A Proposta INCLUI:  Utilização de 9 painéis amovíveis (com suporte)  Utilização de 3

A Proposta INCLUI:

Utilização de 9 painéis amovíveis (com suporte)

Utilização de 3 painéis amovíveis (sem suporte, com ilhós)

Impressão e utilização de 1 painel amovível com apresentação personalizada (informação local)

Utilização de 1 apresentação multimédia (powerpoint)

Exposição de 20 edições bíblicas da tradução de Almeida (séculos XIX a XXI), com os respectivos seguros

Sessão de formação de voluntários para acompanhamento de visitantes

Minutas de cartas de contacto e textos para divulgação na comunicação social

Apoio à organização de sessões de animação bíblica que podem incluir painéis, debates, conferências, etc. (1-2 por semana de exposição)

Oferta de 500 folhetos explicativos para distribuição gratuita aos visitantes (folhetos adicionais: 15c/cada papel couché, 4 cores, com brilho e dobra)

Acompanhamento da Sociedade Bíblica através do Coordenador de Animação Bíblica e Cultural (Simão Silva)

Contactos exploratórios iniciais com entidades organizadoras para esclarecimento e preparação da Requisição da Exposição

Coordenação da montagem e desmontagem de todos os conteúdos da Exposição

A Proposta NÃO INCLUI:

Equipamento de imagem e som

Material ou equipamento para a composição do ambiente da exposição

Aluguer e/ou transporte de vitrinas

Angariação de voluntários para acompanhamento de visitantes

Angariação de voluntários para acompanhamento de visitantes  1 semana 1.250,00 €  2 semanas 2.000,00

1 semana 1.250,00

2 semanas 2.000,00

Angariação de voluntários para acompanhamento de visitantes  1 semana 1.250,00 €  2 semanas 2.000,00
Vimos por este meio solicitar a reserva imediata desta Exposição para a cidade de entre
Vimos por este meio solicitar a reserva imediata desta Exposição para a cidade de entre
Vimos por este meio solicitar a reserva imediata desta Exposição para a cidade de entre
Vimos por este meio solicitar a reserva imediata desta Exposição para a cidade de entre
Vimos por este meio solicitar a reserva imediata desta Exposição para a cidade de entre
Vimos por este meio solicitar a reserva imediata desta Exposição para a cidade de entre

Vimos por este meio solicitar a reserva imediata desta Exposição para a cidade de

entre os dias

e

de

de 200

.

Lemos e subscrevemos os Termos e Condições descritos nos documentos de apresentação da Exposição.

Solicitamos ainda à Sociedade Bíblica que acompanhe e apoie o processo de organização da Exposição nesta cidade, conforme a proposta apresentada na documentação da Exposição.

a proposta apresentada na documentação da Exposição. DESIGNAÇÃO: RESPONSÁVEL: ASSINATURA: DATA:

DESIGNAÇÃO:

RESPONSÁVEL:

ASSINATURA:

DATA:

/

/ 200

apresentada na documentação da Exposição. DESIGNAÇÃO: RESPONSÁVEL: ASSINATURA: DATA: / / 200
apresentada na documentação da Exposição. DESIGNAÇÃO: RESPONSÁVEL: ASSINATURA: DATA: / / 200

Estabelecida em Portugal desde 1835, a Sociedade Bíblica é uma organização cristã, inter- confessional, sem fins lucrativos, reconhecida pelo Governo como pessoa colectiva de utilidade pública. Tem por missão promover a maior e mais ampla distribuição da Bíblia em português ou em qualquer outra língua, e incentivar a interacção com as Sagradas Escrituras.

A Sociedade Bíblica de Portugal está integrada numa fraternidade mundial, as Sociedades Bíblicas Unidas, que actuam em mais de 200 países e territórios. O movimento das Sociedades Bíblicas teve o seu início em 1804, há mais de 200 anos.

Bíblicas teve o seu início em 1804, há mais de 200 anos. da Sociedade Bíblica A

da Sociedade Bíblica

A Dois RTP, Across the Bible, Aliança Evangélica Portuguesa, Ajuda Cristã à Juventude, Aliança Pró-Evangelização de Crianças de Portugal, Assírio & Alvim, Bible for the Nations, Biblioteca Municipal (várias), Biblioteca Nacional, Câmaras Municipais (mais de 50), Centro Baptista de Publicações, Centro Nacional de Cultura, Centro de Linguística da Universidade de Lisboa, Centro Professor Albuquerque e Castro Edições Braille, Cículo de Leitores, COMACEP, Conferência Episcopal Portuguesa, Conselho Português de Igrejas Cristãs, Convenção Baptista Portuguesa (Departamento da Juventude), Correio da Manhã, Desafio Jovem Macau, Difusora Bíblica, Escolas do Ensino Básico e Secundário (mais de 230), Escutar, Fundação Millennium BCP, Fundação Eugénio de Almeida (Évora), Grupo Bíblico Universitário, Grupo Fórum, Grupo Interconfessional Universitário do Porto, Hermeneutika, Igreja Baptista de Alcobaça, I IgrejaBaptista do Porto, International Bible Society, J.Freg. Castanheira do Ribatejo, J.Freg. Marvila, Liarte Editora de Livros, Liga do Testamento de Bolso, Lion Publishing, Livro de Vida, Lucerna, Luz da Vida, Mandala Produções, Manus Interpretis, Ministério da Cultura, Mocidade para Cristo, Movimento Desportivo Internacional, Movimento Estudantil e Profissional para Cristo, Núcleo Centro de Publicações Cristãs, Operação Mobilização, Palavra da Vida, Patriarcado de Lisboa, Principia Editores, Publicações Europa-América, Scripture Gift Mission / Lifewords, Sertec, Sic idea y creación editorial, Secretariado Nacional de Educação Cristã, Sociedade Nacional de Belas Artes, TBZ Licensing, Texto Editores, União Bíblica, United Bible Societies, Universidade Católica Portuguesa, Universidade de Lisboa, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Verbo Editores

Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Verbo Editores Sociedade Bíblica de Portugal Sector Animação Bíblica e

Sociedade Bíblica de Portugal Sector Animação Bíblica e Cultural (Dr. Simão Silva) Rua José Estêvão, 4-B 1150-202 Lisboa Tel. 213 545 534 Fax: 213 527 793 Email: s.silva@sociedade-biblica.pt www.sociedade-biblica.pt

4-B 1150-202 Lisboa Tel. 213 545 534 Fax: 213 527 793 Email: s.silva@sociedade-biblica.pt www.sociedade-biblica.pt