Você está na página 1de 15

ROBERT MORRIS

Entre 1967 e 1996, Robert Morris realizou um grande

número de trabalhos em que recorreu ao feltro industrial como material escultórico. Nestas esculturas, Morris submete grossas e pesadas folhas de feltro industrial de

diferentes cores a uma série de cortes, antes de as

pendurar ou amontoar em diferentes situações .

Nesta peça, algumas faixas e quadrados de tamanhos irregulares de feltro cinzento escuro estão pendurados verticalmente na parede. Embora a montagem das várias partes seja rigorosamente planificada, é o peso do feltro que define o modo como caem e se amontoam no chão. Nas suas “Peças de feltro”, Morris centra- se nas propriedades físicas do material: como responde à gravidade e ao acaso. Por outro lado, o artista associa o feltro a determinados traços anatómicos, por exemplo, a pele, o que estabelece uma relação com o corpo, transversal na maior parte da sua obra

.

O trabalho inicial de Robert Morris dos anos 1960 ficou associado à escultura minimalista e pós - minimalista, e a artistas como Donald Judd e Sol LeWitt . Mas Morris também colaborou com outros artistas e coreógrafos, como Yvonne Rainer e Simone Forti , desenvolvendo um

permanente interesse na perceção do espectador e na

experiência do corpo no espaço. Para além disso, Robert Morris teve um papel fundamental na definição teórica e prática dos principais movimentos artísticos dos anos 1960 e 70.

Interesses relacionados