Você está na página 1de 74
meets (Bie MAGICA QUE ee NRE AQ TIMAO zt ] PUM EM PRELECAQ, eM Sc ee STN ACONTECEU fer) WELT. [esas 0 “DESERTOR” DA SELECAO QUEBRA 0 SILENCIO lel aley ay “QUERO SER O TECNICO DA Erato rein ite) EW AUN QS BASTIDORES DYNA Ur) TUN) roy ath:ie)m CURTIR O RIO Lely Nn) ADOIDADO E SEGUIR JOGANDO MUITO. SIM, PARA E POSSIVEL oro hace ||[PRELEGAO . Serer or obra Ct naib aR Ca Prat, ‘hang Seat Corts ere) Me, ib Colds Barbs, Gana Cia, i Mf La Jot Rodis Gu, Ve Ca Preset cv ai: Mende La nerd Amara Feed Cot ‘Saterba aod Lames ne anaes cre: Sh fn Cano il) "cn ae Tha Chee Ste 4 {SERGIO XAVIER FILHO / OIRETOR DE REDACAO rr de ae au: oan Gal Compe : ator Sager edo Oa ‘nr Sapna Cid Gabe Os fujées ci um festao, A entrega da Bola de Prata = Gazal Sore ee ae eee teve lugar no Museu do Futebol, com trans- er-bsitinaier misséo ao vivo pela ESPN Brasil. Estavam Sitios dati tentecenoar soon todos 16. Craques do nape de um Conca, de fats arson mere fe aaa um Oscar, de um Wladimir, de um Luizdo en- Si Stn. us toe sec tregando prémios, Estrelas como Neymar, Ronaldinho Gau- Say ouriielatinas isso acct cho e Dedé recebendo. Alto 1a! Eu escrevi que estavam to- dos 1a? Corrigindo, quase todos... Faltaram dois premiados: Fred e Mario Fernandes. Dois excelentes jogadores, figuras varas que estampam as duas capas da PLACAR de £ Ei ap 4 ‘i H ar i Ff F ' ! janeiro, Na hora do “cano", dé uma certa raiva dos fujées. Minutos de- pois, a gente da risada. Eles sao “dois figuras" e ponto final Dois personagens que merece rem um tremendo esforgo de repor- tagem. Desde setembro, estamos cercando Mario Fernandes, o lateral gremista que ja tinha desdenhado da selegdo. 0 que ocorre com ele? 0 que se passa em cua cabega? Nao sel se alguém tem a resposta com clareza, nds ao menos tentamos respondé-la, Mario ndo | (EUMEEs Dt BOR ABR Koss Me escapou da gente, pegamos o syjeitona curva, Falamos fay Set TSasSOGLi ie Ball também com seus familiares (a reportagem os encon- ef unt a rs trou em Sao Caetano do Sul). Na pégine 26, voce apren- fantom im Pm ims hrs eta de um pouco mais sobre esse Chuck Norris da bola. ‘acento Mo a, O outro fujéo ¢ Fred. Re semelhancas entre oartihel- maga rut 6s tg on mens RE xo do Flu e Mario Fernandes param por ano jeito meio frwusaenmemr= apes ct nin ‘Tim Maia de ser e faltar a compromissos. S40 seres hu- ee ee manos diferentes. Mario ¢ introvertido, enigmético. Fred ‘Squchanareseneeuee a no, 6 traneparente, facil de compreender. Um jogador omic tease espetacular que adora uma festanca. Simples assim, sommsneul tact Fam sume Nesbancas vost Nao esconde que gosta de jogar bola e aproveltar as wz | clep | Ga StadaraiGigio boas ofertas da vida, Suas histérlas voc® conhece des- dos Campetes. || do a pagina 36, Tudo certo, PLACAR continua gastando SE at StGcndeSra de voces, Mas aparagam na préxima festa, por favor. egmiaticnre eee, 4/ PLACAR / JANEIRO 2012 | FOTO RENATO PEZZUTTO ‘nemo cmb Car in JANEIRO 2012 Pisueeeas) Bola de Prata Uma selecao respeitével, com Neymar e Ronaldinho Gaticha, salu das natas de PLACAR para receber o mais cobigado prémio do futebol brasileiro. Sim para o Sul Mario Fernandes disse nao para a selecéo de Mano e, melo sem querer, re eet eerie 11 momentos de Tite Principal respansével pelo pente, 0 técnico corintiano conta os bastidores 4a vitoriosa trajetéria no Brasileira. Fred, o boa vida Quem disse que nao dé pra curtir 2 vida adaidada sem deixar de jogar emalto nivel? O atacante prova que sim. € PLACAR conta como. O novo futebol Grane, craques, novas erenas Olimpiade: @ revolugao que estera 0 futebol no Brasil em 2012. 2011 foi assim Teve drama, mas também pastelao. Craques e, claro, muitos hagres. Contrastes nao faltaram no ano que passou ~ parao bem e para mal. SEMPRE NA PLACAR (Gi voz pa catera (Gi treaterma [Ey] Piscan na rene [Ej maces [Ey aquecrmenro [Al meu rime nos sownos [El muon neves (DD panera soa ([) eaTe-so1A: JonsinHo [E) monros-vivos: é710 [||| WoZDAGALERA META 0 PAU, ELOGIE, FAGA 0 QUE QUISER. MAS ESCREVA PARA placarabrilgatieitor.combr pr ad une Cus Pai Santana Gostaria de parabenizé-los pela edi- a0 de dezembro. Como vascaino, achei muito boa a parte dos Mortos- Vivos com o Pai Santana. Uma figura ilustre, com multas historias. Cada vez melhor a edi¢&o de PLACAR. ataet Lourie Fo de Janeiro (2) Cruzeiro x Atlético Durante 0 Brasileiréo, preparei vé- rlos textos sobre o Atlético e acabel no envianda @ PLACAR. Falava so- bre a ascensio da Galo e sobre a decadéncia cruzeirense que nao era captada pela imprensa. E uma das historias mais divertidas que um atleticano pode contar, Francisco Gabriel, ‘ranfecanaanhotmallcom Nao é preciso dizer que esse e-mail chegou na nossa redagao antes da Ultima rodada do Brasiteirdo. Poderia destacar varios pontos da revista de dezembro. Mas a foto do presidente santista com cara de Fidel Castro é impagavel Fabricio Castro, Sao Vicente (SP) Oranking Esta se aproximando a énoca da PLACAR publicar seu ranking, Acho que @ preciso corrigir alguns equivo- cos. Nao tem sentido uma competicao nacional, como a série C do Campeonato Brasileiro, disputada por clubes de todo nals, valer anengs 1 ponta, Menos que competigées regionais, como os campeonatos catarinence, cearense @ goiano. Outra aberragao é 0 Cam- peonato Paraense, cujos principals clubes, Paysandu @ Remo, estao nas séries C e 0, valer 2 pontos, mais que 0 Campeonato Potiguar, cujas principais clubes, ABC e América, estéo na série B. Ricardo Couta © Siva, Nita! (RN) Fica frio, Ricardao, pior do que @ ranking da CBF nem fazendo forga a gente consegue fazer. Maldadezinha Dizer que o Lincoln foi uma das me~ Ihores contrategbes do Brasileirao ¢ brincadeira, hein? Esqueceram que o Avai fol rebaixado? ‘Alessandro Lefevre, S00 Paulo (SP) Alessandro, Montilla quase fol rebai- xado @ mesmo assim levol a Bola de Prata, Camentar futebol pelo resulta- do é mole. Quando falamas de Lincoln @ Montilo, nos referimos ao desem- penho individual, néo aos times. Olha o Twitter @m_aatheus Gplacar de dezembro: eu achel a melhor edigao do ano! @Boy_Dixon meu fim de semana vai ser sagrado lendo a @placar TODA! @butioGuidi Congratulations my friend L.A.O.R. lendo a materia aqui da @placar entendo pq 0 Neymar ficou no Santos FC! Baita visdo. @lgorFernandez_ Vou ficar lendo 1 Placar, s6 pq tem uma reportagem comparando Neymar com o Messi... @caivazeredo_ Matéria da Placar: Destruindo o Barcelona em 5 passos. @HudsonAlien Qplacar deste mes £4 muito boa, sé acho que faltou uma reportagem sobre o Corinthians :0 @Falcaol2oficiat caminho de Maringd, tendo minha @placar. @Sergiobuchmann Parabéns ESPN @ revista Placar pela entrega da Bola de Pratal Muito bem-humorada @ festival Jé a CBF, um funeral: ‘entra mudo, recebe calado. @Hualacye Sempre gostel mais da premiagéo feita pela revista Placar, @ Bola de Prata, muito mais respeita. @fospaz Oficial: renavei com a revista @placar até 20131 rs REESE Ne TET Na internet wor.placar.com.br Atendimento ao leltor / Por carta: Avenida tas Nagbes Unies, 7221, 7° andar, CEP 05425802, Sao Paulo (SP) Por e-mail: placerabriigatlaitaccom@r / Por fax: (1) 3037-5587 As cartas pader ser ecitadas por razdes de espace ou clareza. NBO publicamos cartas, axes ou emails enviados sem Identificagao da leltar (nome completo, endereco ou telefone pera contata). Nbo atendemoe f pedides de envio de pesqulgas particulares sobre historia do futebol, de camisas de clubes ou outros brindes, Nao fornecemas telefones fem enceregos pessoais de jagadores. Nao publicamas fotos enviades por Isitaras. EdigOes anteriores: Venda exclusive am bancas o prego de ultima scigae em banca acrascido das daspesae de remesse. Salicite aa seu jornalaro. Licenciamento de conteddo: Para adquirir be direitos de reprodugio de textos e imagens dae publicagdes de revista PLAGAR em livros, jornai, revistas e sites, acesse wow.conteudc- ‘expreese.com.r ou ligue para (11) 8069-8053, Trabalhe canosea: wiwv-abriLcom.br/trabalheconosco 8 / PLAGAR / JANEIRO 2012 TEIMA PLACAR RESPONDE AS DUVIDAS MAIS CABELUDAS ENVIADAS PARA plocarabril@atleitarcombr Tconcareceues My 2010. compet Neymar foi Bola de Ouro PLACAR 2011, e o Santos nao foi campedo. Quantas vezes a eleito foi também campedo brasileiro? ‘lcarda Gras, ongr@balz2m.br icardo, PLACAR distribuiu 40 Bolas de Ouro desde 1978, quando o jogador com melhor média do Brasileiro come- gou a ser premiado ~ naquele ano, Cejas, do Santos, e Ancheta, do Gré- mio, receberam uma Bola cada um. Como Neymar neste ano, mais da metade delas foram para jogadores que nao foram campeses brasilei- ros, Apenas 19 conseguiram a Bola de Ouro e o Brasileiréo no mesmo ano - o ltimo foi Conca, com o Flu- minence de 2010. 0 Flamengo tem mals dobradinhas: quatro. FIGUEROA aucho Pavia ts1p0R0. ico caReca eWaTO GadeHO sinzoR ‘CESAR SAMPAIO omuno0 itson MaRceLHO omAnto ‘nx manerO ited osrwo Tevez nocéaro cent snzana ONER INTERNATIONAL INTERNACIONAL str AMEND sic Paulo Fawenen awe PALMETPAS seo coRUNTHEANS coRINTHOANS vwisea sanericopr #sT0S ‘oRINTANS sto PAN Fuaenso Fusmiense Se considerarmos apenas as partidas oficiais, quem marcou mais gols, Pelé ou Romario? Acho que todo f desses dois atletas deve ter essa divida. Marcos Storm, Cute PR disputa € séria, Marcos. Dois dos maiores craques da historia do Brasil chega~ ram a mimeros parecidos de gols marcados em jogos oficiais. Mas ali deranga ¢ do Baixinho. Até 2007, quando encerrou a carreira, Romario marcou 735 gols, contando apenas jogos em competigGes reconhecidas pel Fife. 0 nimero é do historiador Severino Filho. Ja Pelé marcou 720 gols em 20 anos de gramado, No cri- tério gols por temporada, Pelé ga- nha: tem 36 gole por ano, e Romario, 33.4 gols a cada 12 meses. CT nwvato 795 @ 98.40 mut 700 20 38 Romario: mais gals da que Pelé JANEIRO 2012 / PLACAR /7 PLACARNAREDE OVERDOSE DE FUTEBOL EM WWW.PLACAR.COM.BR ENQUETE DO MES Qual o melhor time brasileiro de 2011? Deu Ne er ihc Eoin Coc Goat Corerc ry Portuguese canquistou série 8 de forme Ronaldo pendurou a selecdo de 0 Tupi levou a basquete masculing ‘Seria 0, Os detalhas seclaseiicou voce confere em pera a Olimplada hetp:sbriobeu a ‘coisa em 2011 que nia eabe em um Sinica texto, Entdo, so uma Praparamos uma Imagem vale mals ‘colegéo de fotos {que mil palav Com as equipes preparamos u teampeas em galeria de fotos 201, 230 cloar Gom oe pincipais POOR m ocniereco acantecimentos. Va ate https. altbeo. 8 / PLACAR / JANEIRO 2012 ov wormgho evant sopoct a are A.uanone BATESUOLE The Ventura IMAGENS The Ventura a aes Fix ron “Al 7 ny } , 4 aE ay Ds lt wi fig The Ventura [IMAGENS The Ventura NEYMAR SR AQU oper Crea ECINENTO ED:CA0 FELIPE ZYLBERSZTAJN / DESIGN ROGERIO ANORADE Xavi, a arte do futebol ELE RESISTIU A DESCONFIANGA E AS SUAS CARACTERISTICAS FISICAS PARA BUSCAR A PERFEIGAO NO TIME DA SUA REGIAO - 0 BARCELONA POR MARCOS LOPEZ, DO EL PERTODICO uando ergueu sua perna direita em Yokoha- ma, o tempo parou. 0 mundo congelouno ins- tante em que Xavi dominou a bola desgover- nada no ar do Japao e a desceu com tanta do- cura que o Brasil todo ficou encantado. 0 Santos também. Sem tempo para processar essa maravilha, aperna direita, jé repousando sobre o gramado, conectou um delicado passe para Messi ~ pura arte no preludio do 1x 0. Em milésimos de segundo, o futebol havia sido processado no computador de Xavi, Um cara que nao tem corpo de jogador. Nun- ca teve. Nem foi um atleta. Nem se- quer @ rapido quando corre. Tam- pouco tem um fisico resistente. Nao importa, Xavi 6 0 futebol, Simples assim, S¢ Ihe falta ter forma redon- da, como uma hola, para que esse jogo inventado pelos ingleses, su- blimado pelos brasileiros © trans- formado em arte contemporénea pelos jovens de La Masia [divisao de base do Barcel, se resumisse em ‘seu corpo diminuto, Havi € o futebol porque o proces sa antes de qualquer um. Nao 50 imagina as jogadas a velocidade da luz, como as projeta sobre o terreno de jogo antes que isso ocorra a qual- quer um de seus rivais. Assim foi Ws / PLAGAR / JANEIRO 2012 quando serviu, como mordomo, @ bo laa Messino gol que silenciou 0 Bra sil, Assim fol depois, quando ele apa receu, tal um centroavante das anti- gas, no caragto da rea do Santos para marcar o segundo gol do Barca. Assim foi quando passou a bola pa~ 1a Iniesta de maneira tao simples, que qualquer mortal se acharia ca paz de fazer o mesmo. Nem se olha- ram, nem se falaram. Nao precisam. Falam 0 mesmo idioma. 0 idioma unt- versal da bola. Jogam como se esti- vessem em Terrassa [cidade da Ca talunha] quando a mae de Xavi o mandava comprer pao na praga do Progresso e ele sempre chegava tar~ de, ou come quando Infesta, ou ou- tro, ficava na modesta quadra po- liesportiva do colégio Fuentealbilla, passando a tarde com amigos. “Poi fantastico", comentou Kavi. “Aproveitei muito.” Légico. Passou mais de uma década no topo, mas nunca foi tao reconhecido. J4 ¢ um dos maiores do futebol espanhol. Nao sé por ter alcangado 105 parti- das internacionais. Nem sequer por- que havia ganhado uma Eurocape, a de 2008, quando foi eleito o melhor do tomeio, nem por ter chegado ao topo ao ser campedo do mundo na Africa do Sul ha quase um ano e mejo. A grandeza de Xavi, um cara olhado com desconfianga por algum tempo em sua casa, o Camp Nou, se mede porque resistiu as piores tor- mentas. Poderia ter ido para o Mi- lan, mas ficou em Terrassa. “Voce sempre quer ganhar a vida com o fu- tebol, mas ganhar tantas coisas, por tantos anos e partidas, desfrutar desse esporte que amo tanto... Sin- tome privilegiado ao méximo, estou curtindo como uma crianga* Faz mais de dez anos que Xavi fez sua estreia na selecéo espanhola, abrindo o caminho que mudau a his- torla, Faz, porém, mais tempo [es- treou no Barca em 1988) que Van Gaal lhe abriu as portas do Camp ‘Nou pera herdar a esséncia de Guar- diola, agora seu treinador, antes seu compenheiro e amigo, nessa busca utépica pela perfelcao. Talvez a te- nha encontrado, ainda que nem ele mesmo salba. Mas Xavi @ a coisa mais préxima que existe do futebol. Lembrem-se do momento em que ele matou a bola no ar do Japao eo mundo parou. AQUECIMENTO Fique de olho nestes caras ELES SAO CANDIDATOS A DESTAQUE NA COPA SAQ PAULO DE JUNIORES. NAO SE SURPREENDA SE ALGUM DELES VIRAR A SOLUCAG PARA SEU TIME POR LINCOLN CHAVES virou tradigao. Todo janel- ro € época de “cacar” pro- messas de craques nos jo- gos da Copinha. Para ajudar vocé com a tarefa, selecionamos cinco meninos que devem mostrar futebol de gente grande em janeiro. Tem filho de craque, e os “novos" Neymar e Hernanes... Gaste alguns minutos ob- servando 08 jogos destes garotos. Vocé pode se surpreender. so auLT 28 0s (71/1990 sankcanre chute, ne cabeceio na movimentagee, Folo artheira do ‘atime Paul ‘sub-I7 e eau entre 68 principals gol {dares do Muncial ‘sub-i7 de 201 neta sco sinmas Fuenso IT ANOS (15771980) 17 anos (91/9/1804) @ 8 Avosis0/ste8s) 17 anos (/7A894) vouete ea satacanTE wwe. Sel bem para ojogo Canhata hebilidoso, tem como prince ‘Tratado come “nove Neymar misturs pal atributo 6 ‘marearao,sendo —staque. Regular apontado coma fa aolecio sub7 Sucessor de Fernan- {asteve ne Mundial sem ter completedo do, hoje titular do eno Sul‘Americano 5 / Yanos, mass teenico que valo- Grémic,Fezparte do a eategor'al, tom dono da muta riza a toque de time cub-20 que fo! bla pereda como que chegaa incr bola ejoga se 0s Jogos Pen-Ame- uma de auae Vals 125 mithoes ——aproximenda da eanes. ‘especialidads, Se reais, linha de ataque. ene POR MILTON TRAJANO loess | [Poi pn aaa igubcneat eacans || Sa eee Fumzare aah nat ASE Ort ca Ne, it 16 / PLACAR / JaNErRO 2012 Majestoso paradoxo EM 2011, ANDRES SANCHEZ E JUVENAL JUVENCTO, PRESIDENTES DE CORINTHIANS E SAO PAULO, LEVARAM A RIVALIDADE DO CLASSICO PARA OS: BASTIDORES. 0 CORINTIANO RIU POR ULTIMO POR BREILLER PIRES each) tener 1s otha na Tacs das Bolinhos, culpou A ra Telvelra pelo imbrogiio entre smengo e Sport sobre o Brasileiro de IGE e o anfrentou nas discuss0es sobre 08 alrettos ce transmissao da TV. Tve Apolou Fébo Koff na elelgso do Clube dos IW etentou salvar a entidade no periode, {de barganha polo nove contrato de direitos {80 1V, Mine fol abrigade a Intagrar @ grupo ‘ue negostou separadamante com a Gioho ‘pes 0 Clube dos 13 ru. Aproveitou 2011 pare eatreltar lacos com Rlearda Telaelre. Tornau-ss fel asc bestidares por fi afl doe clubes ® oatelisou a implosae da entidade. GOPA‘Go MUNDO iu o estédia de Morumbi dda Copa @ alegou persea Drganizador Locale da Gt eriticas faté moame de al investide alto na tentative de emplacar 1 Morumb em 2014, ‘utubra) = jacom 2 CBF ‘desbancou a rval. A rmar ‘decisiva. Andrés ustificou 0 apoio 3 Vou ganhar um estéci, pal, dito aoe integrantes do C18 INTERNAS ‘ho ancalxar a canselh rolrono Clube dos 13, inabilfou o unico home consenouel & sucaesse de praciden la no Sto Paulo. A oposi¢ao levou o pleito 8 Justica tents forcar a deposi¢go co mandataria trioolar 2 Ataide Gil Guer- | Visto como o presidente que enfim tou 0 stadia do Corinthians do pope, dobxou o para ser dirator do sea CBF. Respaldade por Lula e Ronaldo, pratica- mente garantlu a eleieaa do seu sucessor, DB ex-vice de futebol Mario GoDbL RESULTADOS Ccontrarianda a flosofia de dar tempo aos ‘tBenicos para trabalhar, demitiu Carpeaiani ‘ Adligon Batista em 2011. Com sao, 8 time segulu anatica, terminou o tercelro [ano segulde oem title e ficars mais ume ‘temporada fora da Libertadores. ‘Apeser da vexatériaeliminacao na préibertadores para o Tolima e da Incanstanela da equipe ne meta do ano, Segurou Tits no camanda o encerra ‘ua geatdo com o pontacompacnate brasileira no balsa. =A Tronic apresenta = uma nouidade que vat— pegar no seu pe. — langamento linha BARCELONA MODELOS DISPONIVEIS EM VARIAS CORES NAS VERSOES CAMPO, SOCIETY E INDOOR i Oe) | | | 049 3361.0582 CVOTVOTVOR Cael TRea anh AQUECIMENTO Um estadio para chamar de seu ARQUIBALDOS E GERALDINOS JA PODEM FREQUENTAR SUAS ARENAS PREDILETAS SEM SAIR DE CASA POR BRUNO FORMIGA stédios normalmente demo- 3p) tam trés anos para serem MP construitios. No interior do Rio Grande do Sul, no entanto, o pra- zo nao passa de quatro meses. A di- ferenca 6 0 tamanho da obra, 700 ve- zes menor que o habitual. Da fabrica Réplicas Real, em Trés Coroas, seem miniaturas figis dos grandes palcos do futebol brasileiro. As verses re- EE Bons de nome F.C. Falhear Edicao dos CampeGes da PLACAR & sempre uma divers&o, Nos posteres dos campedes estaduais ha de tudo: criancas espremides, papegaios de pirate ejogado- tee conaagrados ~ pele menos no nome Imaginamoe como seria montar uma selego com eases “creques” espalhe- dos pelo Brasil. 06 uma olhada, ¢ um time de respeito. Oberdan [Trem-AP); Cafu (Cene-MS], Ronaldao (Trem-AP),, Amaral (Culabé-MT) e Junior (Espig&o-RO); Rincén (Sao Ma- teus-ES], Neto [Independente-PA) e Kaké (ASA-AL); Bebeto (Brasiliense-DF), Leivinha (Gurupi-T0) e Eusébio (Cearé-CE). 48 / PLAGAR / JANEIRO 2012 duzidas do Morumb! (a mais vendi- dal, do Olimpico e do Mineiro tém di- relto a refletores acesos, fosso @ até cabines de radio, 0 Mineiréo vem com adesivos para personalizagao (Cruzeiro ou Galo). As reprodugées se baseiam nas plantas originais dos estddios para que nenhum detalhe escape nas miniatures, ‘Tanta fidelidade custa caro. “Exi- {Ediggo dos Campedes, com 31 posteres, vem ancertada na revista {da Bola de Prata 20D a nas bancas. 4a lado, Kaka (alto) e Neto generico. ge une 400 000 reais de investimen- to cade’, explica Sérgio Melo, funda- dor da empresa. Cada miniatura cus ta entre 150 e 180 reais pelo site ‘wwwiojauniversal.net, Aempresa vende, em média, 1700 pecas por més. Para 2012, a meta é chegar a 3500, “Tem fendticos que chegam a comprar até quatro pegas", conta Melo. Para ele, os miniestédios (de 43 cm x 34 cm) tém enorme po- tenvial e diz que outros clubes jé se interessaram em licenciar suas are~ nas, Inter, Corinthians, Santos e Pal- meiras devem ser as proximos da lis ta, O acordo com os clubes passa por Iberaco do uso de imagem, que cus- ta 50000 e msis 10% das vendas. “Ate um grupo espanhol jé entrou em contato pare fazer Barga e Real” Ao gue parece, a pequena idela foi uma sacada do temanho do Maracana... Classico redentor NA TERCEIRONA GAUCHA, CLUBES DE BAGE CRIAM TORNEIO PARALELO PARA MANTER A RIVALIDADE POR MAURICIO BRUM cidade de Bagé se orgulha de ter 0 cléssico com mais tagas do interior do Rio Grande do Sul ~ trés estaduais. Mas tem sido cada vez mais complicado manter @ mistica. 0 ultimo Ba-Gua (Gramio Bagé x Guarany) na primeira Givisdo gaticha acorreu nos anos 80. Para piorar, as duas equipes cafram para a terceirona estadual de 2012, A solugdo encontrada para reverter o cenario? Um tornefo para acirrar a rivalidade e, de quebra, comemorar os 200 anos da cidade, Sao quatro classicos: dois foram disputados em dezembra e os ou- tras serao em julho, antes do proxi- mo aniversario de Bagé. Com as qua tro partidas, cada clube deve ganhar cerca de 100 000 reais. E mais que o triplo do que receberam como verba de patrocinio da Federagao Gaticha. “Em dezembro, n6s transformamos um periodo morto para 0 futebol em uma época em que a cidade sé falou do Ba-Gua, como ha tempos nao se via’, comemora Pedro Martins, pre- sidente do Guarany. ‘equipes nao iraestadual desde o fim {dos anos 80, quando o Brasil fol rebalxado. UBE-UBE Uberaba x Uberianaia™ MG Nos altimas 28 anos, os rivals 66 se tencontrarem na elite duas vezes. Hoje, 0 Uberaba esta sozinha na primeira divisdo. GOYTA-CANO Goytacaz x Americano - Ri CO principal classice do Interior do Rio d Jensira néo acorre na ellte do Campeonato Ceriaea ha 19 anos. a / Dacossesemiennent Quer fazer uma viagem, ~ mas ndo sabe d por onde comecar? / viajeaqui Se inspirar, [planejar e compariilhar Nosso destino é « sua viagem 08 11 MELHORES DE TODOS OS TEMPOS PARA... Ete TAFFAREL “Pegou tudo na Copa de 94 @ foi um das protagonistas do tetra, conquistado nas pénaltis.” S or at oO : LEANDRO “Entra na minha selecao, ‘agesar de ser flamenguista. Era complicada demais passar por ele.” AUTOR DO GOL DO BICAMPEONATO BRASILEIRO VASCAINO, 0 EX-CENTROAVANTE REMONTA AGS BONS ROBERTO CARLOS "Um lateral que consegue chegar entre os TEMPOS CRUZMALTINOS NO ATAQUE DE SUA SELEGAO _ trés melhores jogadores da mundo 6 digno de aplausos.” aaa OSCAR "Marcador firme e implacdvel, tomava conta da zaga.” RICARDO GOMES “Impunha sua lideranga no grupo. Nao virou timo técnico por acaso.” Era De rots TONINHO CEREZO “Jogamos juntos no Cruzeiro em 94, Ele fazia a bola andar facil na meio-campo." Cd aaa) re) FALCAD "Comandava o jogo naquela selocdo fantastica de 82. Genial.” ZICO “Um craque, fantastico, ‘muita acima da média. Impossivel nao lembré-lo em qualquer lista.” PELE “Sei como é dificil para um atacante fazer 1000 gols na carreira, Ele conseguiu e ainda superau essa marca.” rae Cd oars ROMARTIO “Muito inteligente, ‘superdotado, meu parceira de ataque na época de Vasco.” ROBERTO DINAMITE "Eu o observava bastante no meu inicio em Sao Janudria. Era minha referéncia.” 0 Vasco nao ganhava um Brasileiro havia 15 anos. Por isso, os torcedores até hoje se lembram do meu gol em 89. ZAGALLO "Um dos maiores conhecedores de futebol no mundo. ‘Sua histéria de titulos, coma técnica e Jogadar, ndo pode ser esquecida.” 20 / PLACAR / JANEIRO 2012 The Ventura 4e @) @)) LG LIBERO INVERTER V. MUITO MAIS SILENCIOSO. E AINDA FILTRA O AR. OLG Libero Inverter V 6 ultrassilencioso”, reduz em até 66% 0 consumo de energia, 4 ecologicamente correto, possul ar quente e frio € 0 melhor sistema do filtragem para deixar seu ambiente com menos impurezas. ‘Smart é ter conforto e satide no mesmo lugar. Conhega também nossos outros modelos. www.ige.com.br/simulador wwwblogige.com.br @LG Life's Good ‘ MILTONNEVES |||| Eles nos deixaram UMA DAS MINHAS GRANDES PAIXOES SAO OS EX- JOGADORES E PERSONALIDADES DO FUTEBOL. COMO A GRATIDAQ E A MAIOR VIRTUDE 00 HOMEM, QUERO HOMENAGEAR AQUI QUEM NOS DEIXOU EM 2011 ézz0 PAISANTANA BALMAR PINTO Sasisnass ec) * shznaa * 18aneso Fanyeon Fineon, Fenoveou esreou. JOSE CARLOS DA ADAOZINHO GILVAFESCINA © 17hongsL Sueness . © aunensaa = sinus Faeyereon Feneon isreon 4 ee/e/eo1. a he a a4 WADIH HELU CARLOS CESAR © CHINESINHO RAUL MARCEL WILLIAM sig ens oie tees ‘tHeeou ‘tesaeon t16/4/e0n. ‘30/3/2011 z Rane 22 / PLACAR / JANEIRO 2012 ae ZTE OS CAMPEOES ESTAO EM CAMPO! Chegou o Celular dos Campeées, o celular do seu time do coragao. PARA SABER ONDE COMPRAR ACESSE: Manne tek olcht ets (— LbespeciaLisTas DOUTOR CRAQUES DO BRASILEIRAO RECEBEM A BOLA DE PRATA E PRESTAM REVERENCIA AO ETERNO SOCRATES mdia antes da cerimo- nia de entrega da Bola de Prata 2011, 0 pals se despediu de um dos seus maiores defenso- res, um craque cerebral dentro e fo- ra das quatro linhas, Socrates sem- pre foi um personagem de destaque nas paginas de PLACAR, com seu jei- to peculiar de encarar o futebol, o Brasil e a vida. Nada mais apropria~ do que dedicar a festa da Bola de Prata, com seus 42 anos de tradicao, ‘a memoria do Doutor. Afinal, um dos ideals do prémio, realizado no Mu- sou do Futebol, no Pacaembu, em Sao Paulo, ¢ aproximar jovens jouer 24 / PLAGAR / JANEIRO 2012 Gores ¢ idolos do passado para pre- servar a historia do futebol. Neymar e Pepe dividiram o palco. Duas geragbes de goleadores © ca- misas 11 do Sahntos ~ ao mesmo tem po tao proximas e téo distantes. Wladimir premiou 0 volante Pauli- nho e aproveitou para homenagear seu companheiro de Democracia Co- rintiana: “O Magréo [Sdorates) tinha conscléncia de seu papel como atle- tae como cidadao”. Antes de subir ao paleo, Wladimir recebeu um celu- lar da mae do zagueiro Paulo André. Do outra lado da linha, Katia Bagna~ relli, esposa de Socrates, desahafe- va. 0 exlateral corintiano escutou por cerca de 2 minutos e encerrou a ligagdo com um afago: “Pode contar comigo para o que precisar. Quando a gente precisou do Magrao, ele sempre estendeu a mao” Todos os premiados sentaram-se na mesma fileira enquanto espera- vam que seus nomes fossem anun- clados. Aproveitavam para boter o papo em dia e tirar onda uns com os outros, 0 zagueira Dedé foi chamado para receber sua Bola, levantou-se orgulhoso. Tropagou ao dar o primei- ro passo, Era Neymar, sentado na ca: deira ao lado, que o segurava pela pera, Antes da festa, os dois ja har viam topado no hall dos convidados. The Ventura BOLEIROS COM A BOLA TODA SELECAO PLACAR E FORMADA POR UM ARGENTINO, DOIS CORINTIANOS E O INTRUSO BORGES COMO ARTILHEIRO NEYMAR Santos Rtacante Zaguelro Media: 8.43 / 30, “ PAULINHO M.ASSUNGAG Corinthians Palmelras Volante. Volante Media 624/35) Media: 812/343 , Ti\ F.PRASS. Vasco Solaire Media: 614/383 Neymar correu em direcao ao beque e deu dois tabefes no seu rosto: "Fa~ Ia af, molecao!” Dedé devolveu a gen- tileza: "Esse aqui é o feral’, disse pa- ra quam estava presente, Pelo quinto ano consecutiva, a cerimOnia contou com a parceria da ESPN Brasil - fol apresentada por Jodo Palomino, E a selecao da Bola de Prata 2011 envergou uma escala~ 0 de responsa: Fernando Prass; Mario Fernandes, Dedé, Paulo André e Juninho; Marcos Assungéo, Pauli- nho, Ronaldinho Gaticho e Montillo; Fred e Neymar. 0 craque do Santos tambem faturou Bola Chuteira de Ouro, além de aplaudir 0 companhel- PAULO ANDRE © JUNINHO Figuetrenss Lateral-esquerdo Media: 8.76/35. ‘MoNTILLO RONALDINHO: Cruzeiro Flamengo Mek Meia Media: 824/34) Média: 629/313 FRED M, FERNANDES: Fluminense Gremio Atacante Leteratcireita Médiar698/25) Medie:8,00/334 10 Borges, ganhador do prémio pela artilharia do Brasileirao. Apesar da viegem no mesmo dia para o Mun- dial de Clubes no Japéo, a dupla san- tista fez questéo de marcar presen- ana fosta. Fred e Mario Fernandes ~ sempre ele ~ nao apareceram. Mas a festa, que ainda homena~ geou o perseverante técnico vascai- no, Ricardo Gomes, s6 ficaria com- pleta com a presenca de Sécrates, que tentava liberagao médica para entregar uma das Bolas dias antes de sua morte. 0 Doutor foi lembrado e aplaudido por uma plateia emocio- nada, tal qual em suas exibigdes de gala pelos gramados da vida, eee) estes) ALQUIMISTA NAV AGE eel seg INA Wlebe cata Utell Penerne a eeeony pe a ae Pee et cy Pee eae eee ea Pere ee ce Peers tern eee eee Petes tant! Se ea ajudam o Santos a bancar seu ec ent) Pe Cee ag Pec ees Cee ey Pere eed eee is See eee eect eee gols. Também anotou 11 vezes peed eee PLACAR: Bolas de Ouro e Prata Bere ee oo Popes ® REVOLUCAO FARROUPILHA O MELHOR LATERAL-DIREITO DO BRASIL QUER SER ZAGUEIRO E NAO SE IMPORTA COM A SELECAO. ENTENDA MARIO FERNANDES - E COMO ELE VIROU MARTIR DO GREMIO E DO ORGULHO GAUCHO - POR BREILLER PIRES € FREDERICO LANGELOH DESIGN CACAU LAMOUNIER FOTO EDISON VARA ram 2 da madrugada de segunde-felra, 26 de se- tembro de 2011, quando Mario Fernandes chegou a0 Be Happy, uma badala~ da casa de musica sertaneja na Cida- de Baixa, bairro boémio de Porto Ale- gre, Ele havia vaado de Florianépolis para a capital gaicha. No domingo @ tarde, marcara um Delo golna vitorle do Grémio sobre o Avai por 2x1. Jé na entrada da boate, cumprimentou ‘amigos com um ar enigmético: “Ama: nha voces va ouvir falar de mim.,”" 0 lateral-direito gremista tinha razao, Horas depois, ele ganhou as capas dos jornais por nao ter se apresenta- do @ selegao brasileira, que jogaria a partida de volta do Superclassico contra a Argentina, em Belém. Mario é assim: faz 0 que pense, ainda que o que pense possa parecer absurdo para aqueles que no s4o “Mario Femandes". Ele dispensou a selegao, sem peso na consoiéncia. “Fol escolha minha ndo me apresen- tar e nao me arrepends. Vou arcar com as consequéncias. Sei que um dia voltarei & selegao", afirma, con- victo. A vide do lateral mudou desde o ultimo 26 de setembro, Mario ca~ louse, a pedido do Grémio, que des- tacou um seguranga para escolté-lo na entrada e safda de campo, impe- dindo a aproximagao de repérteres. O jogador também foi vetado das co- letivas de imprensa, "Nunca gostei de dar entrevista, Mas jamais me neguel a falar. Fol uma deciséo da di- retoria para me preservar", conta. Aentrevista A PLACAR, a primel- ra de Mario Femandes apés a rentn- cia & selegao, se desenrola por bre- ves 7 minutos. Duas quest6es ob- vias ~ por que néo se apresentou a ‘Mano Menezes e o que ocorreu na- quela madrugada para que tomasse tal decisdo-,recebem amesmares- MARIO FERNANDES posta: “Essas perguntas esto pro bidas pela diregao. Nao poderiam ser feitas, e eu nao passo respondé-las", retruca o lateral como quem debo- cha sem maldade, as gargalhadas. No entanto, Marlo Persio Fernan- des, 0 Bagué, professor de futsal em Sao Caetano do Sul e pai do lateral, diz acreditar que o ambiente da sele- 40, onde ¢ questo técnica néo se~ ria o principal critério, nfo agradou ao filho. “0 Mério seguiu os princi- plos dele, nao vendeu a elma para jo- gar pelo Brasil. 0 motivo da auséncia na eolegao nao era a balada, Ele nio foi a um puteiro na noite anterior, apenas saiui com a namorada para se divertir. Sua decisao ja estava toma- da’, diz Bagué. Familiares de Mario Fernandes também afirmam que ele teria se revoltado com a reserva apés treiner como titular na véspera do primeira jogo contra a Argentina. O lateral perdeu a vaga para Danilo, deslocado do meio-campo formada por Ralf e Paulinho ~ ex-comandados de Mano Menezes no Corinthians. Apesar de neger incémodo por nao ter sido utilizado em sua primei- ra convocagao, Mario sabe que sera dificil reconquistar Mano. "Nao 6 ver- dade que nao gostei da selegao. Foi legal estar 1a, conhecer jogadores que eu sé assistia pela TV. Nao sei se me queimei com a CBF, mas vou ter de dar a volta por cima mais uma vez", afirma olateral-direito, que cos- Foi escolha minha nao me apresentar endo me arrependo. Vou dar a volta por cima. Sei que um dia voltarei 4 selegdo ‘Mério Fernandes, sem arrependimentos ‘tuma impressionar quando se sente desafiado a provar sua capacidade. ‘Bagué lembra o episodio em que o fi- Iho, ent&o com 16 anos e pivo no fut- sal, foi dispensado da Portuguesa. Convidado para jogar no Aguias, clu- be modesto de Sao Caetano, ele se vingaria da ex-equipe semanas de- pois. Marcou os cito gals do time no empate em 8 x 8 com a Portuguesa. E foi reincorporado pela Lusa. KA ZAGA E MINHA CAUSA Teel elel ele SEA: eels: re) i eee ree! ey 0e)= Pear errr Se TAT lt Mario tinha fama de craque do futsal em S4o Caetano. Comagou a treinar aos 7 anos com 0 pai, que da- va aulas em uma escola publica da cidade, Acompanhado do irmao J6 — que hoje ¢ atacante da base do Co- rinthians ele Ja, contrariado, trei- nar fundamentos com bolinhas de tenis em uma quadra proxima de ca~ sa, Segundo Bagué, és treinos apri- moraram sua habilidade, rara para um defensor. Embora o destaque nas quadres indicasse o curso natural e promissor para os gramados, Mario nunca quis ser jogador de futebol. Recusou-se a fazer teste no campo. Nao teve jeito quando Nairo Ferrei- ra de Souza, presidente do Sao Caeta- no, ofereceuclhe um contrato. Sem se~ ber em que posigéo atuar no campo, ‘Mério foi transformado em zagueiro do time de juniores, Logo em sta pri- meira Copa Sao Paulo, em 2009, ele encantou emprasérios ao arrancer da defesa, driblar todo o time do Prima- vera de Indaiatuba, inclusive o golei- xo, mas ver aquele que serla 0 golaco do ano ser impedido por um carrinho adversario embalxo das traves. Valo- tizado, foi parar no Olimpico, compra- do por 1 milhéo de reais pelo empre- ‘srio Jorge Machado, que hoje divide o8 direitos do atleta com o Gremio, O primeiro ato notavel de Mario ocorreu logo em margoquase uma semana apés ingressar nas catego tas de base do tricolor gaticho. 0 jo- Hefei Wea SSC eee! pert reer Pree Te Poets Seen gador desapareceu, @ 0 caso foi dado coma sequestro ate ele ressurgir fa- minto @ maltrapilho cinco dias de- pois em Jundial, interior de S40 Pau- Io, na casa de um tio. "Ele néo queria mais saber de futebol, estava depri- mido, diz o pai ao relembrar 0 sumi- co. Bagué revela a conversa que teve com Mario quando percebeu que ele nao iria mesmo retomnar a Porto Ale gre, "Sabe por que vocé néo vai vol- tar? Porque vocé é um amarelao, co- varde’, disse ao filho na époce. ‘Apos dura discusso, Bagué doi- xou 0 quarto de Mério Fernandes chorando, Os dois ficaram sem se fa- lar por varias semanas. Passados dois meses da fuga, porém, 0 zaguei- ro decidiu voltar para o Gremio. Es- treouno profissional em junho e, em seguida, brilharia como lateral-direi- ‘to no classico do centenario contra 0 Internacional. “Craques sao meio dis- persivos. Para 0 Mario, jogar uma pe- Tada ou uma partida de Copa do Mun- do @amesma coisa’, afirma Dino Ca ‘margo, um dos primetros técnicos de Mario Fernandes no Sao Caetano. Dino recorda que o jogador tam- hém teve problemas no time paulis- ta. Foi afastado pela diretoria por ter faltado a um treinamento. Depois de uma semana fazendo apenas traba~ Ihas fisicos, ele chutou 0 balde e dis~ se que abandonaria 0 clube. Conven- cido pot Dino, Mario voltou atras ¢ foi relacionado para o jogo contra o San- tos pelo Estadual sub-20. No banca de reservas, ele pediu para entrar na partida ao ver André (hoje atacante do Atletico-MG) levar vantagem so- bre os zagueiros do Azulao: "Me co- loca ai que eu vou acabar com esse cara!", implorava, Quando foi a cam- po, no intervalo, anulou André e salu como o melhor jogador da partida. No time principal do Grémio, Ma- rio Fernandes sempre reivindicou o retorno zaga. Porém, tanto Silas ~ que afirmou que ele nao poderia ser zaguoiro por “nao tomar café da ma- nha eficar fraco para treinar"~ quan- to Renato Gaticha e Celso Roth nega- ramhe uma chance na defesa. Para Bagué, a ideia fixa de cer zagueiro é “coisa de empresarios, para facilitar uma negociagaa ao exterior’. O pai confessa que gostaria de vé-lo jo- gando do meio pgra a frente. “Com sua habilidade, ele se encaixaria co- ‘mo timo meia-atacante no Gremio.” Quem convive com o jogador as~ segura que ele @ daqueles seres ino- centes, que faz suas trapalhadas por timidez. Bipolar, ao mesmo tempo que se mosirava fechado ao dilogo com os pais, que s8o separados, Ma- rio era considerado dependente para tarefas simples e extremamente apegado ao lar ~ motivo sustentado pela familia para sua fuga em 2009, “0 Mario é um rapaz introvertido, ca~ J mArro FERNANDES ‘Maria fol aposta do (Gremio na batatha, contra a Inter (foto ‘maiar). No Oimpico, virou bandeira 20.06 rebelar perante 0 cchamada da selaczo JANEIRO 2012 / PLACAR / 28 [MARIO FERNANDES ! © lado, fechado em seu mundo, mas tem uma personalidad impar. Quan- do ele pde uma coisa na cabega, é di- ficil irr. Ele precisa ser tratado com carinho’,afirma Dino Camargo, Aausencia de Mario Femandes na premiagao da Bola de Prata da PLA- CAR, conquistada como melhor late rebdireito do Bresileiéo, ¢ outra amostza de seu comportamento alio- nado, “Sablamos que ele nao iria a Sao Paulo para a feota de entrege. £ uum cara timido, melo caipirto ate, nao gosta de formalidades", diz um funcionério do Gremio, O lateral, en- tretanto, descarta fugit de nove do clube, apesar de ter virado chacota novamente na capital gaticha, "As brincadeires voltaram. Nao russ, 02 pessoas me reconhecem e dizem: ‘Fala, Doril (do slogan de antitérmico ‘tomou Doril, a dor sumiu'); fala, fujao, voce vai sumir de novo? Mas isso fol logo depois que néo me apresentei a selecao, Agora cansaram, me larga- ram de mAo’, conte, descontraido, No Rio Grande do Sul, o fato de ter rejeitado a selecdo nado transformou Mario Fernandes em desertor, mas sim em herdi dos gremistas. Gaticho prefere seu time & selecao brasileira Fol isso que ocorreu quando Mario The Ventura Cee 2 Fenkre coro re esnobou @ convocagéo e permane~ ceu em Porto Alegre. 0 lateral ge~ nhou da torcida tricolor uma enorme felxa com sua efigie 2 os dizeres: jou do Gremio”, Adaptado ao Sul do pais e até com sotaque, Mario vai fin- cando sua bandeira entre os idolos do clube. “Ele @ polaco, brancéo, al- to... Até irrita quando vem falando aqueles ‘si, si, tché’. Ja parece um gaticho mesmo”, brinca 0 pai. Mario néo faz 0 tipo boleirao clés- sico. Eo contrario, em tudo. Nao que- ria ser jagador, e a selecéo nao 6 ob- sessdo de carreire. No momento, ele 986 pensa no tricolor gaucho. "Nao sou um cara do contra. Apenas tenho minhas opinides. Aprendi a gostar do Grémio e da tprcida, nfo me vejo fo- ra daqui’, diz. No novo mundo de Mé- rio Fernandes ndo hé espaco para re~ troceder. 0 garoto que prescindia do status glamorasa do futebol tornou- se famoso. Mesmo que por vezes no pareca feliz com o reconheci- mento e 0 dinheiro, “Estou feliz, sim, juro. Nao tem mais como-trocar, vol- tar a caminhar na rua sem ser reco- nhecido. Tenho que viver com isso”, iz Mario, esse lateral com pinta de revolucionério, intrincado, que prefe~ iu 0 Grémio a servir & patria, a3 (e SUES AR (0) APOS 0 “NAO EC ar Cee ene ear) Reus nee en oe Weyer ieee ct: See teeters Pere reenter pee cae aed Cee eae uiec eens eee eed Cee een eee es gam que 0 jogadior se desvalori- ert ee eae tery Peer tet Pea AS area etter Ta Cree erent nd Seay Er ecto eee eee iene ates Sr eee ete DOR eeeu eee valiosos do Brasil. "O Mario tem 21 anos, Ainda vai evalu Sect con! eee eee ee eee enue eth rs 0 BRASILEIRAO SEGUNDO O TECNICO CAMPEAO BRASILEIRO CONTA A PLACAR 11 PASSAGENS MARCANTES NA CAMPANHA DO CORINTHIANS EM 2011 FELIPE ZYLBERSZTAJN Le. RATTO Qvite exprreal ite gosta de dizer que a caracteristica que mais marcou o Corinthians em 2011 foi o fato de os jogadores terem botado o objetiva do grupo acima das metas individuais. E, se nos quatro titulos brasileiros anteriores, sempre houve um “jogador heréi", essa figura nao oxistiu no ano passado. Por outro la do, boa parte da torcida nao se furta, ‘em apontar 0 técnico como principal artifice da campanha vitoriosa, Faz sentido. Tite montou o time mais re- guler do Brasileiro, nao teve medo de harrar estrelas quando foi preci- soe acertou em boa parte de suas mexidas taticas. "Ao lado do Ricardo Gomes, fui o tecnico que fez o ma- Ihor trabalho no campeonato’, ele afirma, satisfeito, O gaucho considera que montou a base do time campeao durante o Campeonato Paulista. As estrelas da época de Mano Menezes (Ronaldo, Roberto Carlos, Jucilel, Elias) haviam deixado 0 time, que teve de ser rees- truturado apés a eliminacao na pré- Libertadores. Ainda assim, o Corin- thians chegou as finais do estadual, Depois sairam Dentinho e Bruno Cé- sar. “Reestruturamos novamente! Mas, desea vez, tinhamos uma base mais sélida. Por isso, fizemos um inf- cio de campeonato muito bom. A vin- da do Liedson deu um acréscimo im- portante, assim como as chegadas de Blex e Emerson.” PLACAR conversou com o técnica ha samana seguinte ao titulo. A peti- do da reportagem, Tite contou algu- ‘mas passagens que considera mar- cantes, "Essa campanha consolida uma idela de futebol coletivo. A forga de conjunto foi uma marca do Corin- thians. De vez em quando ainda apa- recia 0 Julio César como destaque, Ramirez para decidir, o Jorge ~ coma no ultimo jogo.” Ele ainda celebra ou- tro fator explorado nas palestras com os jogadores. “Tesdo pela conquistal Multa gente, como o Liedson, ainda nao tinha a titulo brasileira” Tite tam- hémnao, Agora tem. Nas proximas pa~ ginas, ele explica como e o porque. Peele rls) g Set ete coerce at rte ere ee tinea tris Se eee eer soe Soo eee cree eee fries Pan ee War e recurs nays Pree Mave gene Tee Teac enact Begone eee eat & 5 x O para embalar Ha stn vitoriova, uma partida tave importancia fundamental, xogus- do Tite: a5 x0 no jogo contra o Sao Paulo, pela quinta rodade, Liedson mar- cou tres vezes, eo classico embalou o Corinthians pera cinco viterias na se- «Tuéncie, “Foi mina primeira contribuigdo tatica importante. Consegui me xer na estruturagdo do time sem precisar mexer em nomes", conta a teen co. “Fomos para 0 intervalo com O x 0 um jogador a mais. Adiantel o Pau- linha pata jogar ac lado do Danilo, eo sistema saiu do 4-2-8 para 0 41-411 Botei os dois homens abertos pelos lados [Willian e Jorge Henrique], fizemos marcagao alta, e 0 SAo Paulo nao conseguiu sair jogando. A gente tinha onsciéncia de que tinha a vantagem de ter um jogadar a mal, porém mul- tas vezes voce tem essa vantagem e néo consegue se impor” Drama e entrega 0 jogo contra o Botafogo em Sao Ja- nuério fol um exemplo do espirito coletivo que Tite afirma ter pautado ‘a campanha do titulo. Liedson era duvida, com dores no joelho, Preci ava operar. “Antes da partida, con- versei com ele na minha sala: ‘Tu es. ‘ta num grande momento. Se néo for prejudicar a tua carreira, é impor- tante que dé sequencia a isso’. Ele segurou a operacdo, foi parao jogo e foi decisive” 0 atacante abriu o pla-~ car na vitéria por @ x O. Dois dias de- pois, fez uma artroscopia no joelho esquerdo, Mas a coisa nfo parou por ai, Num lance corriqueiro, depois de ter feito as trés alteragdes, Tite viu seu goleiro se contorcendo de dor no gramado. “Vi o Jilio César com 0 dedo pro lado. P... que o pari! [risos} Perguntei quem J tinha jogado no gol, 0 Castén se candidatou, mas eu no poderia botar um zagueiro! Ima- gine nas bolas altas.” Nesse meio tempo, Julio César pediu para conti- nuar, "Aqui ¢ Corinthians", disse 0 goleiro ao fim do jogo. Julie G2ear "Aqui e Gorinthiansl® O ferrolho de Joel: novas alternativas A primeira derrota velo contra o Cru- zelro, com um gol “espitita’ de Wally- son no Pacaembu. A verdade é que 0 time de Joel Santana armou-se num ferrolho defensivo, @ surpreendeu 0 sistema do Timao. “A partir daquela partida, eu tinha de criar alternati- vas, A gente atuava com dois jogado- rae de velocidade pelos lados. Uma opgao era jogar com dois de armagao para ter mais posse de bola e melho- rar a crlagao. A vinda do Alex, para campor com 0 Danilo, foi importante. Confesso que minha condic4o prefe- rencial era ter esses dois ‘construto- res, como gosto de chamé-los. Mas pensava: po, o time esta com menos posse de bola, mas sendo contun- dente e fazendo gol? Deixa assim! Nao vou alterar por vaidade. Outro ajuste: quando néo podfamos contar com oLiedson, o Corinthiang fez uma série de jogos sem centroavante, co- mo no 2x 2 com o Vasco." Contra os cariacas, 0 time teve Danilo © Alex, Jorge Henrique e Willian. 5 A mao de Tite Cn et ae eee een a r c Pema) eee ee CRS ein} a inic! ree een eee eel aa Caen oat Peet ue Ree cea em campe. "Trouxe o Welder pra lateral direita e o Jorge Henrique para te ey uulinho e Ralf ficarem mais pre ea Pee ee eet ee rch aur ees ere ac eee eR Ree Dene or lantes [Ralf e Paulinho]. Um 4-4-2, com d Pence reese ates See ma eae ee ac Sorters merece nr Pee rey eer See See ere ek eae nee JANEIRO 2012 / PLACAR / 33 nd Caminhao corintiano eer ht eer OTD Rue Re Mauss gc mere Bs AT Dee a EC Me Ce murs ceee Peet neice ee Seren en tat aes due atropelou, fol essa contra o Flamengo. Talvez o resultado mais ent ene re ences iret Terre) FEL itt. mas nao ca Ee Oo Meee ce Coe ac Ceese ren Rene Cuore ar) Cee oni eg eee ae ue ine te 3x1no Pacaembu lotado Bur ie Nic is eee eee cee Peete eee or Pee eee ec? Peete iat eee roe cc accny ieee ue ne egy rey eee eet) em Mn este eee eee hata ea eee eee Ce eer Ric? Cee ecu s Deane Um passo para tras, dois para frente Fabio gente per poderfamos nos dis- minutos, 0 iar do blaca n ma bio entrou e jogou muito, cara, No pri- meiro tempo, o time foi bastante cor amos di jador. No segundo, se soltou e te- depois darm: Jas em que poderia ter ver momento 0 cido 0 jogo” 0 empate em 0 x 0 man- mais." Mas a instru o Tima dro Castan. Eu disse: quadro 9), Tit commu pegas de 19] departs mento meédico, vendo a dificulded eu me encontrava, li Chicao fora O afastamento do capitao Chi- cao apés a derrota contra o Santos pegou muita gente de surpresa, Tite minimize, ‘Deu-se muita énfase a uma substituigéo que foi técnica, como aconteceu com o Jorge Henrique, De- nilo, Alex, Emerson, Willian, Alessen- dro..” 0 zagueiro, porém, se recusou a ficar no banco. “Ele errou—deveria ter permanecido na concentragéo. Mas ‘tevea sinceridade de falar: Professor, eu respeito sua opinio, mas ndo vou conseguir ajudar se tiver de entrar. Estou abalado’. Entao eu disse para ele dar sequéncia co treinamento © ‘trouxe o Fabio Santos para a concen- tragio” Ralf chegou a declarar que a atitude de Chiodo ra desrespeitosa com 0 grupo, mas Tite poe panos quentes. “Em um ano e trés meses, nao posse citar um segundo erro do Chiogo. Nao ficou no banco numa sé rie de jogos nem por isso deixou de trahalhar ou de se empenhar” 10 Meu pe esquerdo Ca eT eet ct eens Bree e ee ue Nee each ee ae eee a eres ert ae ee So Aequipe se estruturau com Preset ee cece eaten re ier Cae ca eee ‘ante que o Alex trouxe a equ: Pownce) Pectin Bee et ees pee eri Poe) etc Reta final ps o empate suado contra. Inter, o Corinthians teria tama série considerada maic facil que a dos concorrentes diretos pelo titulo, E, se o Corinthians nfo foi brilhante, fez sua ligaa de case, Perdeu para o rebaixado América MG, que ja havie tirado ponto da outros grendes, mas wenceu AVat, Atlstico-PR, Ceara, ilético-MG e Figueirense, antes do classico com 0 Palmeiras na tltima rodada. Contra o Galo, a estrela de Adriano brilhou. Visi elmente fora de forme, 0 impa- radar desempatou a partida aos 43 do segundo tempo, no Pa- cembu. ‘Sabia que ele tinha uma limitagdo fisica, mas também boa vontade, o que é louvavel num atleta de alto nivel, Fosse outro jogador, com vaidade meler, Gira assim; “Vou espetar me con- Pacaembu em fost: TROIS SAREE rnacionallem "case" TITE EXPLICA dicionar.” Apés o jogo contra 0 Figueirense, 0 Timo chegou a estar alguns minutos na cond go de campedo antecipado, mas, foi para a rodada final, contra 0 Palmeiras, com o Vasco em seu encalco, Dentre as nove possibi- lidades de resultados, oita favo- reciam os paulistas nos jogos fi- nais, 0 resultado sem gols devo primeira titulo nacional ao Timao no Paraembu. Na entrevista co- letiva no estadio, o camped Tite nao escondia a satisfacao."A campanha do Corinthians fot in questiondvel’, declarau aos jor~ nalistas antes de levar um banho de cerveja e espumante dos jo- gadores, agradecidos. 0 presi- dente Andrés Sanchez invediu a sala, sublu no palanque, deu um abrago no técnico e disse para quem guisesse ouvir: “Ele € JANEIRO 2022 / PLACAR / 35 ee Yay NOLO ANE AOS 28 ANOS, FRED VIVE 0 MELHOR MOMENTO DA CARREIRA. UM CENTROAVANTE QUE PARECE QUE NASCEU PARA JOGAR NO FLUMINENSE. E UM MINEIRO. QUE PARECE QUE NASCEU PARA VIVER NO RIO ee ra) eee Lee ec ae conceito de tempo é rela- eee Me becca Cannes pee eee De Eee eaten een arse ecm historia do futebol. Foi a duracéo eer e oct tc en tent Pe case eer eee Coney toon ire rc mee Perera te Ewen Eee cet rent) pee cree eo ee Cee On mcm cnc pears eer eee acy pee eee eo Reece CG ice Sena rear gee a me) Benet Cee ernst ee Perec cca? anos. E, sa hoje o torcedor tricolor vai ao estadio cantar, com sangue pee eee totic ects ct Pct ne eee uo) Praecereus Peer trent Pelee ene es emacs Beret eee eer or rae Cott rene R ens! na Libertadores, a vice-artilharia, 0 eee eee coacc Seon ae CO) Seneca a tet es peerectet chor) Coens Pte reen ne Eee Ec oacics Sores en eee SRE teeters een ne ee React} eee cccn a SO cg Pe eee reece) Sea eee eo) Pee Brneol convive com ele diz néo passar de arroubos da uventude de um sujet. Freq inde motecao _s boa-pinta, “boleirao", resolvido fi- no Américe-MG; 7 nancelramente e, pra quem entonde _“##0!8,na Cnzeyo sat do riscado, um centroavante da me- resis DNA puro Ihor estirpe. “Sou um cara simples, ee de origem humilde, que néo precisa muito pra ser feliz. Se tiver a familia, os amigos e alguém pra ajudar, es- toureslizado’, firma. vaidaco Fred, “Estopa’ para os companheiros por conta do cabelinho estiloso. F verdade que, para onde foi, Fred sempre teve a familia ¢ os amigos consigo, nem que fosse em pensa- mento. Quando trocou o América-MG pelo Cruzeiro, levou para Belo Hori- zonte 0 pat Juarez, oirmao e empre- séria Rotrigo, e a meio-irmé-meio- mae Karina, que ajudou a criélo quando, ainda garoto, a mae morreu de cancer. Também vivem na capital mineira as duas irmés mais novas, Maria Edvarda, filha do pal com a atual companheira, Soraia, e a filha desta, Maria Julia. Fs Fceerer inane Sa mentos, incluindo Lyon e Rio de Ja- aaa neiro, é privilégio de uma espécie de ‘ anjo da guarda que dirige, cozinhe, ¢ sparring no videogame, ataca de personal stylist e, se for 0 caso, lava @ passa: 6 0 conterraneo "Barriga", homénimo do irmaa Redrigo, amigo de todas as horas. "0 pessoal hrinca e diz qu ele ¢ minha ‘mule’, porque agente 36 anda junto. E amiga de fancia, mora comigo’, diverte-se o atacante, “To com ele desde sempre, Quando ele acarda, o pao ja aota na mesa’, gabarse Barriga. Com ele e 0 primo Jefferson, aux liar de preparacao fisica nas Lar Jeiras, Fred mora num confortavel apartamento de trés quartos proxi- moao Arpoador. 9 pérdosolmais fa- IW CIUM stu weeetcab meet toy ab (s Ca) toMe-CetlpbesrtemrtesT! moso do Rio de Janeiro, numa aveni- a Cems § responsabilidade muito grande depois que 6 vizinho de Caetano Veloso, de fren- ie ee ree §minha mde morreu. Eu era pequeno e foi pres ea are eae ele quem me incentivou a ser jogador. passou 8 apreciar assim que a conta PEersonecss lambem foi meu primeiro treinador na Franca, em 2005. No bain, ele frequenta a melhor churrasceria, restaurantes japoneses e italianos, cinemas, teatr e toma o chopinho ‘Ali 6 hom demais. ‘Tudo pertinho. Bota um honé e vou", dolicia-se Fred. E bom que se di com as amigas: desde que aportou no Fluminense, roo de 2009, sempre foi endentemente da monta~ nha-ussa de emocdes que foi aque- le ano cardiaco de quase rebai que pariu 0 “time de guerre campeonato da Sul- , com direita a .gundo jogo da final, no gador santo nfo ¢ pa pra igreja. Também nao pode ser bandido. Ele nunca faltou, nunca arrumou atestado medico nem sequer chegou de éculos escu- Tenho certeza de que tudo o que o Fred fazia, continua fazendo nessa f cl tricolor da marat afirma Al- fo Flumin om Romério, outro astro do ct = um periodo tiu muito em pouco em estrutura, que foi a ds alegada por Muricy Ramalho para pedir as contas no inicio de 2011. Se nao voltou a disputar uma final de Libertada be, sob a batuta do al ficou-se duas vezes consecutiv para o tomelo, fato inédite na hist AS ESTATISTICAS DO CRAQUE COM A CAMISA ste aMe LVN oS Pes Ce eee PT Prec Cet ears corn FC a a Penn s) 6 ay Ir a Fee ee roy Cee ee ee roe 108 74 0,68 cee Erreo ll ria, foi a uma final de Copa Sul-Ame- ricana e ganhou um Campeonato Brasileiro, Contribuiram de maneira relevante os 74 gols em 108 jogos feitos pelo camisa 8, numero que ainda nao the garante um luger na lista dos dez malores artilheiros que passaram pela Rua Alvaro Chaves ~ ‘Magno Alves é o décimo, com 111 -, mas que, em média, nessa mesma lista, 96 0 deixa atrés de lendas co- mo Waldo, Hercules, Welfara e Pre guinho. "Hoje, eu o vejo mais madu- ro. Ele respeita o espace de todo mundo, mas exerce uma lideranga nata. £ 0 nosso jogador de selegao”, afirma o vice de futebol Sandro Li- ma, o "Sandrdo”. Se nesse casamento houve um obs- taculo dificil de driblar, foram as le~ sdes. Ao todo, nove. A da coxa, em 2008, o deixou 19 jogos consecuti- vos afastado, e outra na batata da perna 0 tirou de 16 partidas no ano seguinte, Para quem olhava de lon- ge, das arquibancadas, Fred se ma~ chucava demais porque abusava da farra. Teve torcedor que chegou até @ persegurlo na saida de um bar, num tremendo quiprocé que virou caso de policia e 0 levou a questio- nar sua permanéncla no Fluminen- se. Certa vez, ele mesmo chegou @ admitir que, assim que chegou ao Rio, deu uma deslumbrade, mas na- da a ver com os pedidos de socorro da musoulatura, que, de tantas ve- zes que soaram, fizeram-no sofrer: “Teve momento de chorar, pois ele queria voltar @ néo conseguia’, afir- ma o preparador fisico Ronaldo Tor- res que no tempo em que trabalhou com Fred viu o jagador chamar ares ponsabilidade nos bons e maus mo- mentos: “Quando empatamos com 0 Golds, na campanha contra o rebai- xamento, alguns quase chegaram as vias de fata no vestiario do Serra Dourada. Ele contornou. Para o jogo seguinte, o Cuca afastou sete joga~ dores (Fernando Henrique, Ronl, Luiz Alberto, Fabinho, Wellington Montelra © Ruy]. Ai o Fred abragou a garotada, Desde que mudei para o Rio, fiz nov: amizades, novas pessoas aparecer minha vida. Mas a base continua a n familia e amigos. E no Fluminense me tratam com um carinho enorme que eram Maicon, Alan, Mariano e Dalton. £ um cara inteligent Do ano passado, apesar de nao ter conguistado titulos, Fred nao tom do que reclamar. “Acho que to- das as dificuldades fizeram parte da minha readaptagao. Joguei tr@s anos na Europa e a diferenga @ absurda. Quando tive as lesdes mais sérias, temi pela minha carreira, mas nem eunem ninguém ao meu lado deixou a peteca cain", lembra, citando a fi- Iha Geovanna, de 5 anos, que mora em Belo Horizonte, mas Visita sem- pre no Rio, “Ela ¢ meu porto-segura, ‘Mesmo de longe, procuro ser um pai participative, a menininhe ¢ muito exigente. Levo até para dormir na concentragao, senda da briga” Com contrato até 30 de abril de 2015, chances nao faltarao para Fred entrar na lista de artilheiras do Fiu em que ainda no esta, erguer as ta~ cas que néo levantou e, quem sabe, aprender a surfar, ja que as pran- chas que comprou para ele e para Barriga estéo temporariamente apo- sentadas, assim como as hicicletas elétricas com que deram, no maxi mo, duas voltas na ciclovia a beira’ mar, Prestes a comecar a corrida pe- lo titulo da Libertadores, Fred esta se sentindo tao dona do pedago que, tempo, para ele, mais do que nunca 6 relativo, “Os momentos bons eupe- ram de longe os ruins”, diz. FRED E OS CHEFOES O QUE ELE DIZ SOBRE ALGUNS TECNICOS COM QUEM TRABALHOU cUucA sa relacdo extrapolou eo lado profissional. € um cara parceiro d Jogadores. Quando m mos dele, estava Ié para fechar 0 grupo e conseguimos aquela arra cada sensacional em 2008. Foi o ‘eve ao mau lado no mo: dificil que passei no nae. E também com quem cara que e* mento mai Flumini i meu primeira grande momenta lube, escapando do rebaixamen- toe chegando a final da suFAmericana” MURICY "Ele merece tude que falam del até pou compromissado m um espirita vencedor raro de ver no futebol. Foi fundamental no titulo de 2010. Um cara pela qual torgo muit: ue a reciproca 6 verdadeira. ENDERSON MOREIRA "Pode anotar esse nome, tem tudo para sar um dos melhor zafra do futebol brasilei- 1 0 pulso firme quando urniu o Fluminense num cado e conseguiu por 22. E autro pelo qu ABEL BRAGA sempre de bem com 08 jogadoi abilidade, pc nquilidade e conflang: eflatidas dentro de campo: PTI} anar Fels elo ea er aa Moa Cre eg Preece ts Cee eu Pe eee ts Cee re eens ey Be en Heptacampedo francés pelo ee eet ed Re Cees Pre ee ace) pee ee eee Eee ass eee ey Prone te ouch ici eee? Pe ele tinha dificuldade em enten- eee ne gosta de ser tratada coma jo- Perc ac PS ect) Renate eee) Pec a ey Bec ee ned ee ce ecg Pete st) Pe eee kc iN eh eon aU ele UMA COTSA NORMAL eee eR es Pec et eee ere etry ladas do futebol, nao se incomoda eee er acc tanto ¢ natural qué seja cabrado” eeu a ek e tunidade de conviver de perto Peek ur eicraics Peer eee eee Poe rue CeCe cu nce ee ee Oe one a Perec eke nts eee ere Cas PO emer rc Pee ee ee Cee Cease Preece ay Sree ee ancy Pee eee ey Cee ec ey ecru Cee eee Gee ee ad Cece ee Perr ane Creo crn \ BRASILEIRO! : fore) ie Wear NN, U8) RV NCW a|\Y \>B eee] \ E A ECONOMIA AQUECIDA VAO MUDAR NGC Ea) oa 18) 0 ]0)=8 18/68 [ey o-0 i) l lo NOVO FUTEBOL BRASILEIRO Comer ne) emo eres Sonho dourado PLACAR ESCOLHE OS 11 MENINOS QUE VAO TENTAR, EM LONDRES, UM FEITO INEDITO PARA O FUTEBOL, BRASILEIRO: A MEDALHA DE OURO OLiMPICA Por Luts cuRRO Copa de 2014 ¢ a meta prin- cipal. Antes, porém, o técni- co Mano Menezes ter uma misséio extra: dar ao Brasil o tinica ti- tulo que o pais nda tem no futebol: ouro em uma Olimpiada. Em Londres, dagui a sete meses, Mano avisou qua escalaré uma equipe s6 com jogado- res até 29 anos, Neymar a frente, ape~ sar de oregulamento permitir a inclu- ‘so de trés atletas mais velhos. Foca- do na selegao principal, Mano pouco pode trabalhar até agora com a maio- ria das jovens pedras preciosas bra- siletras. Algumas delas esto bem la- pidadas, outras nem tanta Baseada nas recentes” convoca- (eos do treinador, PLACAR forma um time-base, com talento e potencial de sobra. Seré que se parece com 0 que ‘Mano imagina para quebrar esse in- comodo tabu? afl Cate arbors {ABE 21 (20/5/1990) ‘AURA: 1,88 eso: xe OR QUE ELE: Cools {o tomperamental ato Casta flv prime 3 se rn mat sont Bwralmante separ bom telacedo, doo de tinge fetaos, srsegua Uartadores Alen ee Dente Lie She TIME: Sets TOAGE: 20 5/7/1990) ‘ALTURA: 188° EBD 7 i POR QUE ELE: Tune pdr no eongustos fo SubAneranae 0 Mil eub20 fo un Santos a temporac Palnalent ets tonbem ‘om alate, contatao pelo Prt ie ae Bron Uv rola ‘TIME: So Puls. nAne: 20 (3/1881 ‘ATURAE 127 = 50:85 OR QUE ELE: foi play sao ab 20 no Surhmerana © fe Mani.esmo con tal cara, no cevou reste ano eso no Aime ular do Se Pal, true ten chance de ancegu em 2012. LusasR Mout 62 Sa ‘TIME: Sto Pro MUADE; 19 9/13e21 ‘ATURR: 1.72.0 est 70 io PUR QUE ELE: quem ii patecil tom por Se sroimar co nel 6 Nayar. Rapes Rail trios 9p Solin 020 lleriace ie otinespartaas com comrasesquecvels eo se dano dS. Sas TIME: rtrracional HOAE: 22 (22/7/1090) ‘TURK: 1,87 m ESO fg POR QUE ELE: Faz par ierecer fora 14 exe Balaton resi, ‘mesmo tena pro ‘arias yoru devo ‘tina esto. Homem fetes, ata, forts, Wesson Taliagbes ‘eum eabeceadr, £ Juan Euherme X, Jeu TIME; Itemacions. DARE: 20 1075/1892) ‘ATURR: 1,85 PESO: 83a 38 QUE ELE: Formou Supe com Bure Un ra ala sub20, nade boe-sen de psklanamonto,eteve tn re do dpa ttl Pode ser improv n lateral esquarda ume merger aya oS Sots. ‘ie Snes Mabe 13/982) irom 178 PORQUE LE: Yl, si, fps carnation, Eat rome fo ft teeta Eocata da, torr inate Fog fone ont fagines indore (esas POR QUE LE: ey Fea eu duo par, en 2012 oto Monza cbr oe Toutes Soo comende 2 Noy 0 rai obteve 1 vage para canpatcao Toni o carga be SuvAmaricena a2, fm evra, 2 ings faturau ot muni ‘a cotegaria, em agosto Nes er lao > ‘road ra Dlnpads, Fle al concen? > Fabia Priv a Site ‘TIME, Untes 6 nape. 2119771380) ‘ATURK 1.73 eso. ip POR QUE ELE: sta ead 2008 sob ula se aarti tanbem Fara ator iret Fosigd em ue, no me ce ng, sua Fae, eu tngo gomoo Sandro 86. Cardio TIME: Totentanis ADE: 22 (157871389) ‘ACTURAL 87 ESO: 75 POR QUE ELE: Csmpeso (a ibertaderes de 2010 coma nt, ‘5 vlentefiguoe na Prince ste de Mano Menezes. Fnlia cam Cera acacia de mia tistnca tam qualidade ena bon moreno. team sear. Emtoab Jini “TIME, inersacon ABE: 20 3/9031) ALTUBR 1,78 m EBD: 65 i POR QUE ELE: Fez ce co 592 sobre Portal ne fea Munda stb20, ue potende fa boa pari, RAFAEL emer ey Paulo Henrique Cd Lina TIME: Sintoe oAdE:22 (zh:07 368), [ACTURRS 1.82 n ena. 72g POR QUE ELE: Se 2 feleco precise do un Jogotar err rao fc pescnd dee ‘io englgou em 2011, persogo por less. Foran seisidase on Eampe sempre un lus JANEIRO 2012 / PLACAR / 45 1 lo NOVO FUTEBOL BRASILEIRO Teecrll Fonado iaugurou “0 ‘utebou baile Pais com futebol de primeiro mundo OS CLUBES BRASILEIROS SE ACOSTUMARAM A VENDER SEUS TALENTOS PARA FORA. DEPOIS DE DECADAS, ELES COMEGARAM A VOLTAR GRAGAS AO CENARIO ECONOMICO INTERNACIONAL E AS INVESTIDAS DE MARKETING DE GRANDES EMPRESAS POR PLINIO ROCHA futebol brasileiro mudou a partir de 30 de outubro de 2007. Quando a Fifa confir- mou que o pais eeria a sede da Copa de 2014, dirigentes esfregaram as méos, Aquela era uma oportunidade de oura, em via de méo dupla. Os chu- bes foram buscar alternativas para além da tradicional venda de jogado- es, € as empresas enxergaram uma oportunidade de usar o futebol como vitrine para atingir camadas da popu- lagao que chegavam @ sociedade de consume. Para completar, a valoriza- 40 do real e a instabilidade da econo- mia europeia deixavam tudo mais fa- 49 / PLACAR / JANEIRO 2012 cilpara os clubes brasileiros. Era o ca- nério ideal para 0 crescimento, 0 pais comegou a deixar de ser simples provedor de talentos para a Europa. 0 discurso dos atletas mu- dou. A frase “quero voltar para o Bra- sil a fim de brigar para jogar a Copa” passoua ser ouvida com frequéncia. Jogar no pafs, depois de décadas, voltoua ser interessante, Mas, claro, faltava repatriar os craques. Assim, 0s clubes foram atrés de novas for- mas de receita, Multa gente se sur preendeu quando o Corinthians, no fim de 2008, anunciou a contrata- 40 de um ja combalido Ronaldo. 0 presidente corintiano Andrés San- chez explicou: "Quando se contrata Ronaldo, néo se contrata um jogador de futebol, mas, sim, uma empresa’. Ele estava certo, Ronaldo foi o ponto de partida para a transformagio histérica do clube e do nove momento do futebol brasile- ro, 0 Corinthians viu explodir a corrida de empresas querendo associar sua marca a imagem do craque. Em 2011, bateu seu recorde de arecadagao com patrocinios (sobretudo com a grupo Hypermarcas), e colocou nos cofres 58 milhdes de reais, Clubes empresas assistiram a tudo fazendo A eS eS suas contas. Hoje, a maior parte das receltas com patrocinio dos clubes brasileiros vem de um banca: o BMG encerrou a ano apolando 27 agremia- bes das quatro divisdes do Brasil Real forte e contrato novo Areceita dos clubes foi incrementada com a renegociagao dos contratos de ‘tansmissao do Campeonato Brasilel- ro, Com a crise do Clube dos 13, em ‘marco, os clubes firmaram individual- mente os contratos para o triénio 2012-2015 coma TV Globo. Todos me- Ihoraram sua remuneragao. Os valo- res nao foram divulgados oficialmen- te, mas 0 Corinthians, que recebia cer~ ca de 40 milhoes de reais anuais, viu ‘o mimaro subir para mais de 100 mi Em bale na Milan, Ronaldinho fez ‘malas e valtou Ihoes, dependendo da venda de pay- per-view. No mesmo patamar esté 0 Flamengo. Eles sito seguidos por Pa meiras, Santos, S40 Paulo e Vasco, que assinaram por cerca de 75 milhoes, conseguiram dinheiro com marketing @ direitos de TV’, diz Frederico Pena, diretor da empresa de midia esportiva ‘Traffic. Assim, os clubes comecarama repatriar craques, Luis Fabiano voltou ‘para 0 S40 Paulo, Ronaldinho fechou estrelados que estavam nos mercados altematives, como Riissia e Oriente ‘Medio, também comegam a voltar “Pui vandido para o Spartak de Mascou por 5 milhdes de euros e vol- tei por 6 milhdes de euros. Pagar um “O mercado do futebol esta melhor que a economia do pais. Os clubes com o Flamengo, Adriano foi para o Co- rinthians. Alem deles, atletas menos valor to alto nao era habitual, mas os clubes daqui estao aprendendo a ga- nhar dinheiro. Esse tipo de transferén- cia vai se tornar cada vez mais co- mum", aposta o meia Alex, um dos destaques do Corinthians, campedo brasileiro. O maior exemplo desse mo- mento continua sendo Neymar, que negou propostas de Barcelona e Real Madrid. 0 Santos montou uma enge- nheria financeira para propercionar a0 garoto um padrao parecido ao que te- ria em um gigante europeu. “Tenho tu- do o que preciso no Santos", ele diz. “Os brasileiros perceberam que era importante explorar outras fontes de receita, como patrocinies, produtos li- cenciados e programas de s6cio-tor~ cedor”, analisa Amir Somoggi, diretor da RDO Brazil, especializada em con- sultoria e gestao esportiva. Assim, po- de soar exagerado quando Andrés Sanchez diz que, em pouco tampo, 0 Corinthians vai se transformar no clu- be mais poderoso do mundo. Mas, ao ‘mesmo tempo, soaigualmente exage- rado quando se diz que o abismo que separa alguns clubes europeus dos principais do Brasil ainda € colossal. Os numeros dos contratos de TV Entenda camo a nova acordo para a transmissao teve impacto direto nas receltas dos clubes e deve turbinar seu time nas proximas temporadas TE RLGREMERTAY oxo. arLeT Ne 84 75 ort 55 TER 2 auraras0 san america 7 coRITEA PORTUGUESA SPORT unRaa ats iron Laweneo ‘CORIATLINS ‘a Pua PALMEIRAS vwso0 Fluminense cAUZERD ‘yoo euuana capone 8 rove rovouura JANEIRO 2012 / PLACAR / 48