Você está na página 1de 10

Movimento dos olhos

A neurociência descobriu que estamos sempre movimentando os olhos para compor em nosso cérebro a imagens que vemos. Além disso segundo o especialista Giovanni Mileo, diversos estudos neurolinguíticos comprovam que ao movimentar os olhos, ativamos regiões cerebrais específicas.

•

Movimento dos Olhos

Principais movimentos oculares

Para cima à direita – Toda vez que uma pessoa olha nessa direção está ativando o cérebro a criar imagens.

Para cima à esquerda – Esse movimento dos olhos faz o cérebro resgatar arquivos visuais na memória.

Ao fazer uma abstração o ser humano, invariavelmente, olha para cima. Experimente fazer uma conta matemática mentalmente e perceba como seus olhos movimentam-se para cima.

Para o lado esquerdo – Este movimento, como se olhássemos para na direção do ouvido, ativa os arquivos de memória ligados à audição. Utilizamos este movimento dos olhos para lembrar de músicas ou sons que ouvimos no passado.

Para o lado direito – Olhando nessa direção, estimulamos nosso cérebro a criar novos sons. Os músicos utilizam com frequência este movimento ao comporem novas músicas e ao prepararem novos arranjos musicais.

Para baixo à direta – Com este movimento estimulamos uma conversa mental com nós mesmos.

Para baixo à esquerda – Ao olhar nessa direção remoemos sentimentos. Lembramos de coisas que nos fazem sofrer e enquanto continuamos olhando nesta direção estamos alimentando a melancolia. Mudando o movimento dos olhos para cima, interrompemos este processo.

Para baixo – O movimento dos olhos como se olhássemos para a ponta do nariz ativa os nossos sentidos olfativos. Por isso enólogos ao degustarem vinhos olham para a ponta do nariz.

Os autores Allan e Bárbara Pease fazem uma observação sobre os canhotos. 10% das crianças que nascem em todo o mundo são canhotas. Destas, 6% desenvolvem movimentos ambidestros, ou seja, utilizam as duas mãos com a mesma habilidade. Os outros 4% restantes mantêm-se totalmente canhotos e neles o movimento dos olhos funciona de maneira invertida.

Comportamentos e interpretações

Comportamentos e interpretações

Sorrisos

Sorrisos A: Sorriso sem sinceridade formado apenas pela contração do músculo zigomático maior; B: Sorriso espontâneo

A: Sorriso sem sinceridade formado apenas pela contração do músculo zigomático

maior;

B: Sorriso espontâneo

formado pela contração do zigomático maior, por outros

músculos levantadores do lábio superior e pelo orbicular do olho.

Mitos da linguagem corporal

1º mito: A linguagem corporal corresponde a 93% da comunicação.

Dois estudos realizados pelo Dr. Albert Mehabrian tiveram suas conclusões mal interpretadas e indevidamente generalizadas como se “o impacto total do significado de uma mensagem se baseasse em: 7% palavras usadas; tom 38% de voz, volume, velocidade da fala, tom de voz, 55% expressões faciais, gestos , posturas e outras formas de linguagem corporal. “

Entretanto, Mehabrian nunca alegou que você poderia ver um filme em língua estrangeira e que entenderia 93 por cento do conteúdo apenas observando as expressões faciais ou a linguagem corporal. As pesquisas foram focadas na comunicação de emoções – especificamente, gostar ou não gostar.

A partir daí, fica claro que a comunicação não verbal não é responsável por tamanha parte

do processo comunicativo. Aliás, basta bom senso para perceber a estupidez dessa afirmação. Nunca consegui entender como as pessoas engoliam isso…

2º mito: Mentirosos não fazem contato visual.

isso… 2º mito: Mentirosos não fazem contato visual. O mito mais conhecido sobre linguagem corporal e

O mito mais conhecido sobre linguagem corporal e

a mentira é que não fazemos contato visual quando mentimos. Enquanto alguns mentirosos

(especialmente crianças) têm dificuldade em mentir olhando nos seus olhos, a maioria dos mentirosos, especialmente os mais descarados, irão encará-lo com toda ternura e despejar inúmeras mentiras com a maior sinceridade!

É por esse e outros motivos que foi cunhada a expressão “cara de pau”. Alguém que mente

descaradamente, sem medo de ser feliz. Lembre-se que os mentirosos mais eficientes simulam muito bem com o objetivo de “provar” que eles não estão mentindo, fazendo contato

com os olhos e simulando outros indicadores de confiança. Não caia no canto da sereia. Mentirosos, sim, olham em seus olhos enquanto mentem.

3º mito: Braços cruzados sempre significam resistência.

3º mito: Braços cruzados sempre significam resistência. Naturalmente, os braços cruzados podem indicar

Naturalmente, os braços cruzados podem indicar resistência, especialmente se a pessoa adotar esse gesto em um contexto de estresse. Mas também pode significar muitas outras coisas – ou nada – dependendo da situação. Em palestras, eu espero que as pessoas estejam um pouco fechadas ao início, motivo pelo qual me esforço por prover a informação mais precisa possível e tratar as pessoas com amabilidade e paciência.

Outro cenário muito comum para cruzar os braços é sentar-se em uma cadeira sem braços. A falta de apoios aumenta a probabilidade de que a pessoa cruze os braços – como seria também esperado diante de uma queda na temperatura ambiente.

Além disso, observa-se que a concentração para resolver um problema pode fazer uma pessoa cruzar seus braços e até mesmo caminhar de um lado para o outro nessa posição.

Você acha mesmo que a mulher na foto ao lado está fechada?

Então, cuidado, viu quantas hipóteses para alguém estar de braços cruzados e falando com você?

5 Dicas de Linguagem Corporal

1. Quando a pessoa mente seus gestos mudam: aumentam as piscadas, a mão tende a tocar o rosto (boca, nariz, orelha, olhos, cabelos), a voz simula uma tosse e fica embargada.

2. Quando existe interesse da mulher pelo homem ela libera a orelha (deixa visível), principalmente as mulheres com cabelos longos, na direção do pretendente.

3. Gestos sedutores produzidos pelas mulheres: rodear a borda da taça de vinho, quebra de pulso segurando cigarro (estou disponível), tocar-se de uma maneira geral (como quem quer dizer: "preciso de carinho").

4. Em pé procure comunicar-se a 45º, evite ficar totalmente de frente com a outra pessoa. Em entrevista ou vendas, evite sentar-se de frente com a pessoa, procure também ficar de canto a 90º.

5. Em um casal andando na rua de mãos dadas, quem estiver com a palma da mão para trás é o dominante da relação. ( Essa e a mais interesante )

Zona íntima

O território de cada pessoa varia de acordo com personalidade e cultura, mas geralmente se divide em :

1. Zona íntima: 14cm a 46cm do corpo (só para namorados, pets e família);

2. Zona pessoal: 46cm a 1m20 do corpo (amigos chegados);

3. Zona social: 1,20 a 3,60 do corpo (para não conhecidos em geral);

4. Zona pública: a partir de 3m60 (parques, praias, ônibus

)

Saiba o que o tamanho dos dedos diz sobre um homem

Indivíduos com dedos anelares mais longos preferem filmes de ação, hip-hop, imagens eróticas e jogos violentos. Um novo estudo feito por pesquisadores coreanos descobriu que o comprimento dos dedos dos homens indica além do tamanho do pênis, outras informações sobre a personalidade. As informações são da Ask Men

A pesquisa concluiu que quanto mais comprido o dedo anelar da mão direita é do que o dedo indicador, quanto maior é o seu pênis. A diferença de comprimento dos dois dedos é estudada pois está relacionada diretamente com muitos aspectos físicos, comportamentais, psicológicos e sexuais da vida humana; veja a seguir.

Preferências de entretenimento

Indivíduos com dedos anelares bem mais longos preferem filmes de ação, hip- hop, imagens eróticas e jogos violentos. O grupo também não gosta de filmes de romance. Os homens com indicadores mais compridos preferem esportes em vez de outros entretenimento.

Orientação sexual

Homens com indicador muito menor do que o anelar têm uma maior probabilidade de serem homossexuais, de acordo com um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Liverpool.

Habilidades esportivas

Pessoas com dedos anelares mais longos são boas em esportes. Um estudo que incidiu sobre o comprimento dos dedos de esquiadores descobriu que quando maior a diferença entre o anelar e o indicador, mais rápido é o esquiador.

Habilidades de matemática

Pessoas com pequena diferença entre os tamanhos dos dedos indicadores e anelares são melhores em matemática do que as pessoas com grande diferença, de acordo com o Journal of Psychology . Homens em que o anelar é muito maior do que o indicador, no entanto, têm facilidade na alfabetização.

Personalidade

Pessoas com dedos anelares mais longos são mais propensas ao cooperativismo. A descoberta surpreendeu os pesquisadores já que os dedos indicadores muito pequenos indicam personalidade agressiva e competitiva.

Depressão

Homens com o dedo indicador no mesmo comprimento que o anelar são mais propensos à depressão. O estudo da Universidade de Alberta encontrou altas taxas de depressão clínica neste perfil.