Você está na página 1de 19

09 – 32

CIRCUITOS

PROPORCIONAIS DA SOCADEIRA

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadeira

Amplificadores Operacionais

O Amplificador Operacional é um circuito integrado importante que é usado extensivamente para controlar sistemas e instrumentação. Um exemplo é mostrado na figura 14.5 abaixo que mostra um pacote com 8 pinos em linha dupla. Os pinos são numerados olhando para o topo do amplificador, que tem ou um encaixe ou um circulo no topo do amplificador.

O símbolo do circuito para o amplificador de operação é um triângulo e suas conexões são mostradas na figura 14.5. O amplificador tem duas entradas nas quais estão os pinos 2 e 3, uma saída no pino 6 e duas conexões de fontes de energia nos pinos 4 e 7.

09 -32 Circuitos Proporcionais da Socadeira Amplificadores Operacionais O Amplificador Operacional é um circuito integrado importante

A fonte de energia pode ser variada, entretanto, nas máquinas da Plasser, elas são +15 e -15 volts. A saída é medida entre o pino 6 e fio terra ou 0 volts. O motivo pelo qual o amplificador Operacional tenha duas saídas é que ele amplifica as diferenças entre eles. Ex.:

Vout = A( V1-V2) = A x Vin V1-V2 é a voltagem Vin da entrada e iAi é conhecio como o aumento de voltagem do amp op. A maioria dos Amps op tem aumentos de voltagem em excesso de 100.00

O amp. Op é esquecido para os valores reais das voltagens nas suas duas saídas, ele somente vê a diferença entre eles.

Pode ser facilmente visto que com tais altos ganhos, que algum controle tem sido feito se o amplificador é para ser de qualquer valor para os circuitos de controle. As duas saídas são chamadas saídas inversoras e não inversoras onde o pino 2 é a saída inversora e o pino 3 é a saída não inversora. Estes são denotados nas gavetas como - para inversora e + para não inversora. O aumento do amplificador é controlado pelo parecer negativo. Neste caso, a

saída é alimentada de volta para o terminal inversor e dependendo das reações contrárias negativas, a saída é mantida estável no valor pré-estabelecido.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

Um parecer positivo, onde a saída é alimentada para um terminal não inversor é usado somente em casos especiais onde o comparador é usado. A saída do comparador pode ter somente 2 valores, Hi (+15 volts) e LO (-15volts). Os comparadores são usados nos circuitos Plasser com muita frequência para movimentar um LED ou energizar um relé.

Exemplos de comparadores e outros modos de configurar os amplificadores operacionais são mostrados na próxima página e nos circuitos das socaderas e satélites na máquina de socadera 09.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

Configuração do Amplificador Operacional

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

SISTEMA PROPORCIONAL DE SOCARIA (EL-09-1.611-0)

QUADROS DE CIRCUITO IMPRESSO.

10u5

Quadro da fonte de energia

EK 813 SV 002

10U6

Controle Proporcional l.h.s

EK 33 V-00 (02)

10u7

Controle Proporcional r.h.s

EK-33V-00 (02)

TRANSDUTORES

1f14

Transdutor de profundidade 1.h.s

}Acima do ponto } zero, a saída é } negativa - } Abaixo do ponto

1f15

Transdutor de profundidade r.h.s

} zero, a saída é } positiva +

DISJUNTORES

1x10

1x11

Pedal de diminuição da socadeira Pedal da unidade de trabalho

2x19

Sistema da socadeira ligado

2x1A

Auxílio de penetração desigado

2x27

Ciclo Auto posição 1x

2x28

Ciclo Auto posição 2x

2b43

Elevação manual de ambas unid de socadera

51x1D

Somente unidade de socadera da esquerda

51x1E

Somente unidade de socadera da direita

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

VÁLVULAS PROPORCIONAIS

Existem duas válvulas proporcionais de socadera equipadas para controlar a operação das unidades da socadera; cada uma tendo dois solenoides. O solenoide de diminuição da unidade da socadera da esquerda é 1s17 e o solenoide levante é 1s19. Para a unidade de socadera da direita os solenoides são 1s18 e 1s20 respectivamente.

O fluxo de óleo através da válvula proporcional é dependente do fluxo atual no solenoide da válvula. O fluxo completo ocorre em 750Ma’s e existe uma zona morta onde a válvula estará completamente fechada abaixo de aproximadamente 220Ma’s. O menor ponto de corte é portanto escolhido acima deste valor, que é 250mA’s e é estabelecido eletronicamente.

SUPRIMENTO DE ENERGIA (VEJA O DESENHO EL-09-1.611-0)

Com o disjuntor de 24 volts 2b66 ligado, haverá um fornecimento de 24 volts no cabo 2. O fornecimento passa através do circuito infrator 18e3 para o terminal P2 e então para o quadro de fornecimento de energia 10u5 o terminal

4db.

Existem quatro saídas do quadro de fornecimento de energia 10u5 que são:

+ 15 volts no terminal 2d que está conectado ao terminal P50 - 15 volts no terminal 2z que está conectado ao terminal 51. + 10 volts no terminal 8db que está conectado ao terminal P52 - 10 volts no terminal 20db que está conectado ao terminal P53

Todas as voltagens são medidas em relação ao terra (w.r.t) e pode ser checado no multichecking usando o disjuntor de giratório 18b4 e a bitola 18g4.

O fornecimento do sinal +15 volts conecta ao quadro de controle proporcional 10u6 e 10u7 nos terminais 14b e 2d. O fornecimento -15volts conecta aos terminais 2z de P51. Este fornecimento de + e-15 volts também conecta ao seletor de profundidade teórica 2f13 juntamente com um fornecimento de -10 volts do terminal P52 para o terminal

N.

LEVANTAMENTO DE SOCADEIRA PARA O BLOQUEIO

Motor funcionando e todos os serviços disponíveis. Como explicado anteriormente, com o disjuntor de 24 volts 2b66 ligado, há um fornecimento de 24 volt no terminal P2 que conecta com o terminal 4db no 10u6 e 10u7. Desde que o Fusível Sil amp 4 no 20u1 é continuo, haverá um fornecimento no terminal PR que conecta ao terminal 18b no 10u6 e 10u7.

Há um disjuntor de três posições providenciado para controlar o sistema Socadera: na posição esquerda o interruptor se torna 2b43 para a elevação manual das unidades da socadera, na posição central os circuitos são desligados e na posição da esquerda, o disjuntor trona-se 2x19, ligando o sistema da socadera.

Por isso com o disjuntor virado para a esquerda, 2b43 completa um caminho terra para 1s19 e 1s20 via OD-7R2 – 2B43 – P11. Com o fornecimento positivo conectado ao terminal 4db de 10u6 e 10u7, o fornecimento passa para a

via solenoide válvula proporcional um fusível Sil 2 amp –D18 – terminal 30z e 7x3 para o solenoide 1h.s 1s17 e 7r4 para o solenoide r.h.s 1s19. Ambos os solenoides energizam.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

Como os solenoides são energizados, as válvulas proporcionais permitem ao óleo passar para ambas unidades de

socadera que estão agora levantadas 19b25 para a posição 1.

..

O dispositivo de bloqueio pode ser agora destrancado ligando o disjuntor

Com o seletor de profundidade teórica 2f13 estabeleça para 375(para concreto), um sinal -25Mv/mm é alimentado para o terminal 6b de 10u6 e 10u7 que pode ser checado no multicheck F13 (-9.375 volts). Este sinal passa para um amplificador inversor OP2B ( veja EK-33V-02); a saída em + 9.375 volts conectada ao contato aberto de Re5 e para OP5A via resistência R14.

Como as bancas estão completamente cheias, os transdutores de profundidade 1f14 e 1f15 alimentam um sinal para o terminal 6d do 10u6 e 10u7 respectivamente. O sinal em 18.4 mV/mm é –ve acima do ponto zero e pode ser checado no multicheck F14 e F15 ( aproximadamente -6 volts na posição bloqueado).

O sinal é amortecido pelo OP1A e passa para OP1B(7) onde é invertido e amplificado para 20V/mm onde ele passa para 5 outras partes do circuito do pino 10:-

OP1B (10) para o terminal 6z que conecta ao terminal C no P.C.B 19u1 (EL-T 5024.00 (02)a) onde o sinal é

atenuado para 5 m V/mm . Ligando o disjuntor b1 no 19u1 para a posição, passa o sinal 5m V/mm para o display 19g6, onde ele mostra a posição da esquerda da socaria ( posição 4 mostra o r.h.s). OP1B (10) para OP10(3), como esta voltagem é maior do que a no pino 2 como estabelecido pelo recipiente

P4, a saída do comparador OP10(16) SERÁ ALTO (+15 VOLTS) prevenindo o relé Re3 de energizar e o L.E.D amarelo de iluminação. OP1B (10) para OP5A onde ele junta um sinal do transdutor de profundidade via OP2B como previamente

descrito. O sinal no pino 1 é mais positivo do que no pino2 e por isso a saída do comparador OP5A é baixa (-15 volts) mantendo o relé Re4 no estado desenergizado e o L.E.D vermelho permanece desligado. OP1B (10) para OP5B onde ele junta um sinal do OP3A que inverteu e atenuou um fornecimento se +15 volt para -4/-5 volts. Este sinal no pino 7 é mais positivo do que o pino6 devido a o sinal +6volts do OP1B(10) e e por isso a saída do comparador OP5B é baixa (-15 volts). Como há um fornecimento de +15 volts no terminal 14b para a bobina do reléRe6, um recipiente corrente pode agora fluir através da bobina do relé para o terminal 10d que liga ao terminal 26b através do L.E.D verde para a saída OP5B (-15 volts) via R25 e D5. O relé Re6 energiza invertendo seus contatos, completando um caminho terra do OD – 14D – Re

6/2 – 18d para o P

L.C

na entrada x3 que diz ao processador que a banca esquerda está na posição superior

( x14 para o r

h.s).

O L.E.D verde ilumina sobre 10u6 e 10u7.

estar em nível mais alto do que a saída do OP3A.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

A saída do OP3B(10) passa para os amplificadores OP4B, mas somente OP4A está no circuito devido a posição do contato Re1/1. Amplificadores OP4A é um amplificador invertido com um ganho de 3.3:1 e por isso o sinal positivo é invertido para o negativo e amplificado. A saída do OP4A(12) é alimentado para OP6A(2) que é o comparador. Como o sinal é mais positivo do que o pino 1, a saída do computador é alta (+15 volts) que passa para OP7A(1) via R47 e P3 e OP6B.

O amplificador OP7A é um inversor com um aperto de nível de 10.6 volts, por isso coma entrada +15 volts, a saída será – 10.6 volts.

O sinal – 190.6 volt junta-se com o sinal de P5 e R52, e é amplificado e invertido para +12.2 volts pelo OP7B. Este é um circuito de alimentação que permite uma corrente proporcional para inclinar para permitir uma partida suave da socadeira.

A saída OP7B junta-se com a saída do OP6A (+13 volts) e a saída do OP4A na entrada do OP6B(7) que é um inversor e a saída OP6B em -13 volts é invertido novamente para +13 volts pelo OP8A.

A saída do OP8A(12) passa Para a linha de soma do OP8B via R63 e P12 e junte com o sinal –ve via R72, R78 e P8. A entrada para OP8B é positiva e por isso a saída é negativa, prevenindo o transistor de ligar.

ABAIXANDO AS UNIDADES DA SOCADEIRA

Para abaixar as unidades de socadera, precisa haver uma saída do P.C.L Q10 para o l.h.s e Q11 para r.h.s. O disjuntor 2b43 precisa ser virado para a posição central (OFF-DESLIGADO) e então mova para a direita que então se torna 2x19, sistema de socaria ligado.

Pressionando para baixo o pedal de pé 1x10 complete uma entrada para o P.L.C que produz uma saída subrotina QOB (19^10^28^04^3E^27) . Desde que o subrotina de parada não seja feita, Q60 (98 v 99), haverá uma saída Q6F. Contanto que os pinos de tranca da socadera estejam fora e que ambos as bancas sejam selecionados para serem abaixados, haverá uma saída Q10 e Q11.

As saídas Q10 e Q11 completam um caminho terra para o terminal 12d no 10u6 e 10u7 respectivamente. Com um fornecimento positivo no terminal 18b, os relés Re1, Re2 e Re5 energizam-se, revertendo os seus contatos. Pela posição de troca de contato Re5/1, a saída do OP3A é removida da entrada do OP3B. No OP3B(7) o sinal do OP2B(10) e OP1B(10) se juntam via R34 e R32; como ambos sinais são positivos, eles são acrescentados juntos pelo o adicionador invertido, que satura dando uma saída de -15 volts. Este é alimentado para os amplificadores OP4A e OP4B.

Como o contato Re1/1 foi mudado, a saída do OP4B (10) está no circuito, que conecta ao OP6A e OP6B. Como o pino 1 do computador está agora mais positivo do que o pino 2, a saída é reduzida (-14 volts) que é invertida pelo OP7A. Antes de energizar Re1, a saída do OP7A era de -10 volts, mas agora muda para +10 volts quando o capacitor K18 estiver completamente carreado ( 0-400m segundos).

Estas mudanças na saída para OP7B (7) que resulta na mudança da saída de +12.2 volts para zero no tempo de atraso da carga do carregamento do capacitor.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

Saída do OP7A=

-10.6 volts

 

V 1

Saída do OP7B =

R1 +

 

10.6 v

24.3 K

Saída do OP7A=

 
 

V 1

V 2

 

=

R1 +

R2

0 volts

V 2

R2

x –Rf

15v

34 K

+

+10.6 volts, saída de OP7B

x –Rf =

onde

V1 = saída do OP7A

V2= - 15V Rf= feedback da resistência = 14 K

- 1400 = 12.2822 volts

10.6 v

24.3 K

+

15v

34 K

= - 0.06 volts - que é aprox ..

Se a saída do comparador OP6A estiver baixa, não mais afetará a entrada do OP6B devido ao diodo D7. Que deixa o sinal de -14 volts do OP4A e a saída do OP7B. Quando OP7B (10) está em + 12.2, na linha de soma está uma rede negativa de voltagem de aproximadamente 2 volts. Este é invertido por OP8A e passado para o segundo contato do Re1. Como o relé Re1energisou-se, o sinal + 2 volts passa pelo R62, R64 (se o interruptor de aumento 2b42 estiver desligado) e P7 para o pino 7 do OP8B onde ele se junta ao sinal do – 15 volts, passando pelo R 72 devido ao contato R2/1, R78 e P8. Este sinal negativo é invertido pelo OP8B para um sinal positivo que é suficiente para ligar o transistor T1. O transistor T1 conecta-se ao terminal 28d como o contato Re2/2 converteu-se que conecta-se com o solenoide( 1s18 para o R.H.S) da banca de socadera inferior. O atual fluxo através do coletor passa através do solenoide da válvula proporcional que é suficiente para mover a válvula para fora da zona morta que é: acima da inclinação 250mA da corrente.

Este resultado em um fluxo de óleo para o cilindro da banca de socadera que diminui suavemente.

Como a saída de OP7B move-se em direção a 0 volts, a influência da entrada -14 volts para OP4A torna-se mais forte, o que resulta na voltagem na base do aumento do transistor. Por isso, a corrente coletora aumenta, que passa através do solenoide válvula proporcional, permitindo mais óleo aos cilindros da banca de socadera, até todo o sinal -14 volts esteja conectado ao OP6B. Por isso, existe um fluxo completo através dos solenoides, aproximadamente 600mAs (80% de max) permitindo um fluxo completo de óleo para os cilindros da socadera.

Como as bancas abaixam, a entrada do 1f14 e 1f15 se tornam menos negativa, e a saída do OP1B se torna menos positiva. Quando a saída torna-se menor em magnitude do que a saída de OP3A, o comparador OP5B muda para uma saída alta (+15 volts) devido ao pino 6 ser mais positivo do que o pino 7. Com uma saída de +15 volts do OP5B o L.E.D. verde desliga e o relé Re6 desenergiza. Isto remove o terra do terminal 18d (reverso Re6/2), perdendo a entrada x13(x14 para r.h.s.) que informa ao processador que as bancas não estão mais na posição superior.

Quando as bancas de socadera alcançam o ponto zero ( topo da ferramentas 15mm abaixo da cabeça do carril), a entrada dos transdutores 1f14 e 1f15 será de 0 volts. As bancas continuam a descer, a entrada dos transdutores tornam-se positivas e por isso a saída do OP1B muda para negativo. Este resultado no pino 3 do comparador OP10 sendo menos positivo do que o pino 2; a saída do OP10 está agora baixa ( -15 volts). O relé Re3 agora tendo fornecimento, energiza, fechando o contato Re3/1 que conectam o terra com o terminal 24d para o terminal 22b. Isto conecta ao P.L.C na entrada x15(x16 para r.h.s), dizendo ao processador que as bancas estão na posição do meio.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

Com a saída de OP1B(10) estando agora negativa, a influência do sinal de OP2B(10) é reduzida no pino 7 de OP3B. Quando a saída de OP3B reduzir para abaixo de -4.5 volts, o OP4B sai da saturação (devido ao aumento de 3.3:1). Isto resulta em uma voltagem reduzida na base do transistor T1, reduzindo a corrente através de 1s17 e 1s18, causando as válvulas proporcionais a diminuição lentamente da quantidade de óleo nas bancas de socadera.

Como as entradas no pino 7 de OP3B começam a anular uma a outra, o coletor de corrente reduz a 250 mAs desacelerando as bancas levemente até que as bancas alcancem uma posição mais baixa. Quando as duas saídas para o pino 7 de OP3B estiverem igual ou de polaridade oposta uma anula a outra, resultando no pino 1 do comparador OP6A ser menos positivo que o pino2. Por isso o interruptor do comparador alto (+14volts) passa através do diodo D7 e R58 para o pino 7 de OP6B, a saída da qual é -14 volts. Este é invertido para 14 volts pelo OP8A, e é invertido pelo8, a saída para um valor negativo, desligando o transitor, causando uma corrente de válvula proporcional a colapso para zero que é a válvula completamente fechada, retendo o óleo no cilindro da banca de socadera.

Com o comparador OP6A produzindo uma saída alta, O amplificador OP7A produz uma saída de -10.6 volts depois de alimentar o capacitor K18 com a polaridade oposta. Isto prepara o tempo de atraso do circuito para o novo ciclo do circuito da socadeira, para inclinar na corrente. Ramp???

Como as saídas de OP1B e OP2B se anulam, o sinal no pino 2 do comparador OP5A é mais positivo do que o pino 1. Por isso o comparador liga rápido (+15 volts) iluminando o L.E.D vermelho e energizando o relé Re4. O contato Re4/2 se converte, conectando um terra do terminal 2b para o terminal 26d, que conecta-se ao P.L.C na entrada x17 (x18 para r.h.s), informando ao processador que as bancas estão numa posição menor.

O RETORNO DAS BANCAS DE SOCADEIRA PARA A POSIÇÃO DE TRABALHO MAIS ELEVADA

Soltando o pedal 1x10,rompa o programa de QOB, que por sua vez rompe a saída de Q6F. Coma perda de Q6F resulta na perda de Q10 e Q11, desenergize os relés Re1 e Re5 em 10u6 e 10u7.

Com o contato Re5 retorne a posição de desenergização, o sinal negativo de OP1B(10) é unido pelo sinal -3 volts de OP3A no pino 7de OP3B. A saída de OP3B é positiva e passa para os amplificadores OP4A e OP4B, mas devido ao contato Re1 retornar a posição de desenergização, somente o amplificador OP4A está no circuito. O amplificador OP2A é saturado e por isso produz uma saída de -14 volts, resultando na saída do comparador mudando de aolto para baixo (-14 volts), que passa para OP7A. A saída de OP7A novamente muda de -10.6 para + 10.6 volts durante o tempo que o capacitor K18 carrega; a saída do OP7B muda de + 12.2 volts para 0 durante esse tempo.

Como anteriormente, com a saída OP7B reduzindo, a entrada de OP6B de OP4A em -14 volts é permitida para aumentar o resultado na corrente do transistor inclinando de 250 mAs (33% do máximo de 750 mAs) para o máximo de aproximação 550mAs (70 a 80% de 750 mAs).

Quando a banca sobe, a entrada positiva dos transdutores 1f14 e 1f15 reduz, o que causa a saída de OP1B(10) para reduzir a negatividade que provoca o comparador OP5A a mudar para uma saída baixa desenergizando o relé Re4 e o L.E.D vermelho apaga. Como o contato Re4/2 rompe-se, ele quebra o terra de 2b para 26d, removendo a entrada para o P.L.Ç no x17 (x18 no r.h.s) informando ao processador que as bancas deixo a posição inferior.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

Com a redução da saída de OP1B(10) devido a redução da entrada do transdutor, a saída de OP4A sai da saturação e reduz a voltagem base de T1 e desse modo a corrente do coletor. A velocidade de suspensão das bancas de socaderas reduz devido a redução da corrente através dos solenoides, que reduzem o fluxo de óleo para os cilindros da socaderas.

Como as bancas de socaderas estão acima da posição zero, os transistores de profundidade 1f14 e 1f15 alimentam um sinal negativo que é invertido para um positivo pelo OP1B(10) que reduz o sinal negativo do OP3A no pino 7 do OP3B. Isto resulta numa redução mais distante da voltagem base do transistor T1, diminuindo a corrente através dos solenoides de elevação1s19 e 1s20, e o fluxo de óleo reduzindo para os cilindros das bancas de socadera.

Quando as bancas se aproximam da posição de trabalho mais alta, a saída do OP1B(10) mas a entrada de + 15 volts do fornecimento, R24 e P11, superam a entrada do OP3A no pino 7 de OP5B que resulta no pino 7 ser mais positivo do que o pino 6. O comparador OP5B muda a saída de +15 volts para -15volts, que ilumina o L.E.D verde e energiza o Re6. A posição de contato Re6/2 conecta-se um terra do terminal 14d para 18d, fornecendo uma entrada para o P.L.C no x13( x14 para o r.h.s), informando ao processador que as bancas estão aproximando da posição mais alta.

A voltagem na base do transistor T1 reduziu para a soleira/limiar, por isso a corrente através dos solenoides foi levemente reduzida a 250mAs (3% do max) até a entrada do pino 7 do equilíbrio OP3B. A sápida do OP3B está agora em zero da mesma forma que está a saída de OP4A que motiva o comparador OP6A a trocar novamente para alto (+14 volts) resultando numa saída negativa para a base do transistor T1 que desliga, por isso a corrente nos solenoides colapsam para zero, que representa que as bancas estão numa posição mais alta.

AUTO CICLO NA POSIÇÃO 1x

Desde que o interruptor de auto posição 2x36 esteja desligado, e o pedal da banca de socadeira não esteja pressionado(x10) haverá uma saída QOC(36^10) que é sustentada por um programa de sustentação 01v(28^00). Com as bancas na posição de funcionamento mais altas há uma saída x13 para 1 h.s. e x14 para r.h.s que com QOC completam o programa para a tranca auto ciclo QOE (13^14^OC).

Virando o auto ciclo na posição 1x usando o interruptor 2x27, complete uma entrada x27; o pedal de diminuição 1x10 e o pedal acionador são pressionados para baixo juntos, certificando que o satélite esteja na posição para frente. A máquina dirige para frente (veja o módulo 2, seção de acionamento) e como 1x1o é feito, a entrada x10 completa o programa de sustentação de QOE(27v28)^(10v64)^OD^22.

A saída QOE completa o programa de QOB, OE^3E^19^[10V(64^72] que por sua vez completa o programa de Q6F(OB^60) que completa o programa para Q10 e Q11. Ambas as bancas descem (como descrito anteriormente) até que elas alcancem uma posição menor, produzindo saídas x17 e x18 que completam o programa para a saída QO1. A saída QO1 rompe o programa de sustentação para QOC.

PRESSÃO AUTOMÁTICA

Para o cronômetro de pressão 2G1/2 estabeleça para o numero 5, a saída QO1 completa o programa para Q69(27v28)^01 iniciar o cronômetro de pressão(1segundo). A saída QO1 também completa o programa para pressão, que é QL5C(01^OB^6E^[27v28]) que é pressionado pelas ferramentas exteriores do lado esquerdo, e QL5C(01^OB^6D^[27v28]) pressiona as ferramentas exteriores do lado direito. Haverá também saídas QL22 que está nas ferramentas interiores de pressão do lado esquerdo, E QL23 que está nas ferramentas interiores de pressão do lado esquerdo (a logica é a mesma para QL5C e QL5D). Os solenoides 1s5, 1s62 e 1s63 energizam-se devido as saídas positivas dos relés de carga.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

A pressão automática agora acontece por 1 segundo ( estabeleça em 2ZG ½), no final do segundo haverá uma saída Q69 que completa o programa para QOD ( 27v28)^01^69, que por sua vez rompe programa de suporte do QOE (27v28)^(10^64)^OD^22. Perdendo a saída QOE, o programa de QOB é rompido, OE^3E^19^(10v[64^72]), que rompe o programa do QL5C, QL5D,QL22 E QL23. Por isso a pressão automática cessa.

A perda da saída QOB interrompe a unidade de socadera de atrasar o programa Q6F, que por sua vez interrompe o programa do Q10 e Q11, perdendo o terra para o terminal 12d no 10u6 e 10u7, resultando na elevação de ambas as bancas. Por issox17 e x18 são removidos, perdendo a saída QO1 e rompendo o programa de QOD e Q69.

A perda da saída Q6F completa o programa do cronômetro Q80(38^6F^28) e depois de um atraso de tempo de aproximadamente 1 segundo para permitir as ferramentas da socaderas levantar seguras. Haverá uma saída 80’. Esta completa o programa do QOF que aciona o satélite para frente. ( Veja módulo 2, seção de acionamento).

Quando as ferramentas da socadera estiverem acabadas para os próximos dormentes serem socados, o pedal 1x10 é solto, completando o programa para a saída QOC. O pedal 1X10 é pressionado para baixo novamente e o ciclo se repete com antes. O sinal dianteiro do acionamento do satélite é perdido devido ao rompimento do 6F saída Q8 que por sua vez rompe as saídas Q80’ e QOF, por isso o satélite para na posição e um freio de 5 hastes aplica-se devido a saída QOB(OB^34) fazer o programa do QL24.

AUTO CICLO NA POSIÇÃO 2X

Troque para a posição 2x usando 2x28. Com o interruptor 2x36 desligado, haverá uma saída QOC(36^10) que é mantida ligada devido ao programa de sustentação estar completo( 01v[28^00]). Com as bancas na posição de trabalho mais altas, haverá entradas x13 e x14, e por isso a saída QOC completa o programa do QOE 13^14^OC.

Com o satélite na posição para frente e sobre um dormente, ambos os pedais 1x10 e 1x11 são pressionados para baixo. A máquina começa a mover. Com a entrada do 1x10, o programa de sustentação de QOE é completado (27v28)^(10^64)^OD^22 , que por sua vez completa o programa do QOB, (OE^3E^19^[10v{64^72}]).

A saída QOB completa o programa para QOO (28^OB) que atua com um relógio para um estalo para produzir a saída QOO. Como há uma saída QOB, haverá uma saída Q6F (OB^60) que completa o programa de Q10 e Q11 enviando ambos as bancas para baixo. Quando as bancas alcançam a posição mais baixa, haverá uma entrada x17 e x18 que produz uma saída QO1(17^18). Entretanto a diferença agora para a posição 1x que a saída QOC permanece devido a segunda parte do programa de sustentação.

A saída QO1 dá início ao cronômetro de pressão Q69 (27V28)^0, e completa os programas para QL5C, QL5D, QL22 E QL23. A saída positiva dos relés de carga, energiza os solenoides de pressão 1s5,1s7,1s62 e 1s63. A pressão automática acontece na duração que está estabelecida no cronômetro 2Z1/2. No final do tempo de atraso, haverá uma saída Q69 que completa o programa de QOD (27V28)^01^69, que rompe o programa de sustentação de QOE.

A perda da saída QOE, resulta na perda de QOB, que rompe os programas de QL5C,QL5D,QL22 e QL23 desenergizando 1s5,1s7,1s62 e 1s63; a pressão então agora acaba. A perda do QOB, resulta na perda de Q6F (OB^60), que pro sua vez perde as saídas Q10 e Q11. Ambas as bancas elevam-se, perdendo as entradas x17 e x18 resultando na perda da saída QO1, que rompe os programas de QOd e Q69. Quando as bancas alcançam uma posição de trabalho mais elevada, haverá duas entradas x13 e x14, que completa o programa de OOE devido a saída QOC ser retida devido a saída QOO. A saída QOE é sustentada devido ao programa de sustentação estar completo ([27x28]^[10v64]^OD^22), que completa o programa do QOB.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

Com a saída QOB, o programa é completado pela saída Q6F (OB^60), que completa os programas do Q10 e Q11 enviando as bancas para o segundo tempo. Devido a saída QOB, haverá um outro pulso de relógio para o estalo resultante na perda do QOO. A saída QOC é sustentada, até que as bancas alcancem a posição mais baixa; as entradas x17 e x18 completam o programa de QO1, que rompe o programa de sustentação de QOC.

A máquina passa pelo ciclo de pressão pela segunda vez, e no final do tempo de pressão, a saída QOD rompe o programa QOE, que por sua vez rompe o programa QOB. A perda da saída QOB resulta na perda de Q6F e então Q10 e Q11. Ambas as bancas agora sobem, perdendo as entradas x17 e x18, perdendo a saída QO1, que rompe o programa do QOD e Q69.

Quando a saída Q6F é perdida, o segundo programa para o cronômetro Q80 está completo (38^6F^28^00) e depois do tempo de atraso de aproximadamente 1 segundo, haverá uma saída Q80’ que completa o programa de QOF (Q80’^11^3E). O satélite agora aciona para frente até que as ferramentas da socadera estejam sobre o próximo dormente para ser socado., onde o pedal 1x10 é lançado no qual completa-se o programa de QOC. Pressione para baixo o pedal 1x10 para dar início ao ciclo novamente.

SAIDAS DO CONTROLE

No PC.B. 10u6 e 10u7 existem três relés, Re6,Re3 e Re4 que são equivalentes as chaves limites nas máquinas anteriores.

1)

POSIÇÃO DE TRABALHO SUPERIOR

O ponto de rompimento mais elevado deve ser estabelecido em aproximadamente 40mm antes da posição de trabalho mais elevada (120mm acima do ponto zero), que pode ser ajustada pelo P11 se necessário. Neste ponto, o comparador OP5B muda de alto para baixo iluminando o L.E.D verde e energizando o relé Re6. O contato Re6/2 fecha-se, conectando um terra para a entrada x13 (x14 para o r.h.s) no qual pode ser usada para iniciar a elevação e o alinhamento.

2)

POSIÇÃO DO MEIO

Quando as bancas de socadera alcançar aproximadamente 100mm abaixo do ponto zero, o comparador OP 10 muda de alto para baixo, energizando o relé Re3 e iluminando o L.E.D amarelo. O contato Re3/2 fecha-se, conectando um terra na entrada x15 ( x16 para o r.h.s) que pode ser usado para inicializar a elevação e o alinhamento.

O ponto onde o Re3 energiza pode ser ajustado pelo P4, que permite ajuste de ±260mm sobre o ponto zero.

Quando as bancas de socadera alcançam aproximadamente 30 mm antes da posição mais baixa (topo das ferramentas de socaderas 15 mm abaixo dos dormentes), o comparador OP5A muda de baixo para alto iluminando do LE.D vermelho e energizando o relé Re4. Este ponto pode ser ajustado pelo P10. O contato Re4/2 fecha-se conectando um terra a entrada x17(x18 para o r.h.s). Esta entrada é usada para a pressão automática.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

PRESSÃO MANUAL

No descanso do braço do lado esquerdo, uma chave de operação da alavanca 51x26 é fornecida para controle da pressão manual. Desde que a máquina não esteja no ciclo auto (27^28), usando a chave, providencie uma entrada x26 que complete o programa do QL5C, 26^6E^(01 V [27^28]), 5L5D, QL22 e QL23. Devido a saída positiva dos relés barulhentos, solenoides 1s5,1s7, 1s62 e 1s63 energizam-se, todas as ferramentas pressionam. Quando o switch 51x26 é lançado, os relés da carga de-energizam e por isso os solenoides da pressão de-energizam, então a pressão para.

CIRCUITO DE PROTEÇÃO

No programa para a pressão manual ex.: QL5, a última parte é 01v(27^28), que significa que se na posição ciclo auto (27^28) mas acima da mais baixa posição que é 01, a pressão manual pode acontecer. Se as bancas estavam no curso ascendente no ciclo auto, e a pressão manual acontece, os dormentes seriam suspensos da reguladora. Por isso o programa de proteção está escrito dentro do EPROM para prevenir isto. Se a chave de pressão manual for operada abaixo da posição do meio, haverá uma saída Q6F, (26^(27v28)^(15v16)^60), que completa o programa do Q10 e Q11 enviando para baixo as bancas, para prevenir danos.

AUXILIO NA PENETRAÇÃO

Ligando o interruptor de auxilio na penetração (2x1A) , a máquina na posição 2x ou 1x, que é o ciclo auto.

Quando as bancas de socadera são diminuídas e elas alcançam a posição do meio (x15 e x16) haverá uma saída Q7D(15^16ÔB^01^7E^[27V28]^1A) , que completa o programa do QL5C(7D^6E),QL5D,QL22 e QL23. Devido a saída positiva dos relés de carga, os solenoides de pressão energizam e a pressão acontece.

Devido a saída de 7D, o programa para o cronômetro Q81 está completo que é estabelecido para ½ segundo, depois deste atraso há uma saída Q81 que completa o programa do Q7E 9em Q81’, que completa o programa do Q7E( em Q81’, segure Q82’). A saída 7E interrompe o programa de Q7D que rompe o programa de Q81 e QL5C,QL5D,QL22 e QL23. Por isso a pressão para depois de ½ segundo. Haverá uma saída Q82’ que rompe o programa de sustentação de Q7E e o auxiliar de penetração abre. Devido a perda da saída Q7E, o programa está completo para Q7D iniciar a pressão por ½ segundo que continua até que a banca alcance uma posição mais baixa, que produz uma saída QO1(17^18) que rompe o programa do Q7D e o auxiliar de penetração cessa.

MONITORAMENTO DA CORRENTE

Para monitorar a corrente tirada pelos solenoides da banca da socadera, existe uma bitola equipada com uma chave na caixa 18. Ligando a chave 18b3 para a posição 1, a corrente do solenoide da banca de socadera do lado esquerdo

está exibido na bitola 18g3. Ligando a chave na posição 2 para o lado direito em monitoramento, monitores da posição 3 a corrente proporcional do satélite.

Ligando a chave 18b3 na posição 1 ou 2, conecte a bitola ao terminal 10b de 10ub ou 1077; o outro lado da bitola conecta ao terra. Isto coloca a bitola através de uma resistência 1 ohm (R76) que é medido pela bitola 18g3 que é um voltímetro. Por isso com 750mA fluindo através da resistência, haverá uma queda de voltagem de 750mV através dele que é exibido como uma porcentagem na bitola 18g3 que é 750mV=750mA = 100%.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

ACIONAMENTO DO SATÉLITE

O satélite é acionado por um motor hidráulico através de uma caixa de redução para seu eixo. O motor é fornecido a partir de óleo no sistema de pressão.

Enquanto a máquina está na unidade de trabalho, o satélite é controlado automaticamente, mas a chave manual é fornecida para acionar o satélite quando a máquina estiver parada.

Na direção para a frente a velocidade do satélite é controlada proporcionalmente sobre sua posição dentro da máquina e da velocidade da máquina. Em sentido inverso, a velocidade é fixada.

QUADRO DE CIRCUITO IMPRESSO

10u5

Quadro de fornecimento de força

EK-813 SV-002

10u8

Quadro proporcional controle de movimento

EK-27V-02a

POTENCIÔMETROS

1F1D

Transdutor de extensão

VALVÚLAS PROPORCIONAIS

5k ohms

1s388

Dianteiro

1s389

reverso

CHAVES

2x12

Satélite dianteiro

2x34

Satélite reverso

51x23

Inversão de marcha

FONTE DE ENERGIA

A energia para circuito proporcional 10u8 é fornecida pelo 10u5 (EK-813SV-002). Existe uma alimentação de 24 volts do cabo 2 para o terminal 4db de 10u5 via 18e3 e o terminal P2, as saídas são:

+15 volts no terminal 2d que conecta ao terminal P50

-15 volts no terminal 2z que conecta ao terminal P51

+10 volts no terminal 8db que conecta ao terminal P52

-10 volts no terminal 20db que conecta ao terminal P53

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadeira

DIREÇÃO DIANTEIRA

MANUALMENTE

A posição do satélite é medida pela extensão do transdutor 1flD que é fornecida com + e – 10 volts no P52 e P53 do quadro de fornecimento de energia.

O transdutor alimenta um sinal para dentro do controle de acionamento do satélite P.C.B. 10u5 no terminal 6d que é 23 V/mm. Quando o satélite está na sua posição traseira, a voltagem da entrada é -8 volts. O sinal é amplificado no P.C.B. 10u8 por OP1B de -23m V/mm para +23.5V/mm, que conecta ao terminal 6z que separa 2 caminhos.

  • 1. Para P.C.B. 10u1 compensar o alinhamento e os sistemas de nivelamento para a posição do satélite.

  • 2. Para o display 19g6 com a chave na posição 5 para indicar a posição do satélite.

Esta voltagem em 6z pode ser checada no multicheck F1D.

A saída do amplificador OP1B em +23mV e o +10v da saída do OP3A são acrescentados juntos pelo adicionador inversor OP3B. A saída de OP3B é aproximadamente -14 volts visto que o amplificador está saturado; a saída é alimentada para o amplificador OP4A e OP4B.

O amplificador OP4A inverte o sinal para +14 volts que é alimentado para o comparador OP6A, a saída na qual em +14 volts é passado para OP7A. OP7A é um amplificador inversor com uma braçadeira reconstruída ligada para fornecer grampos de nível a 10.6 volts. A saída carrega o capacitor K18 e é adicionado ao sinal negativo via potenciômetro P5, pelo o somador inversor OP7B.

O saída do amplificador OP7B em 12.2 volts, passa para a linha de soma do OP6B que inverte o sinal para -12.2 volts, que é invertido pelo OP8A e OP8B. A saída de OP8B num valor negativo previne o transistor T1 (npn) de ligar.

Para acionar o satélite para frente manualmente, a chave 2x12 é operada para cima. Contanto que o acionamento reverso não tenha sido selecionado manualmente (x34) ou a máquina não é invertida (Q09), as bancas de socadera estão na posição mais alta (6F) e a subrotina de parada do acionamento não é feita (60), haverá uma saída Q61. A saída Q61 completa o programa de Q41 (61^68) energizando o relé Re6 que rompe a ligação entre 16d e 16z em 10u8, certificando que o movimento está em configuração de baixa velocidade.

A saída Q61 compete no caminho terra para o terminal 12d no P.C.B 10u8 e como o terminal 18b está em 24 volts do terminal PR, os relés Re1 e Re2 energizam-se. A saída de OP3B em – 14 volts é agora alimentada para OP4B

(não invertida) via contato Re1 que passa o sinal de -14 volts para o comparador OP6A. A saída do comparador muda para -14 volts que é invertido por OP7A para + 10.6 volts. Esta saída, depois do atraso causado pela descarga e recarga do K18 é passada para OP7B onde é adicionada para o sinal negativo do fornecimento de -15 volt e P5. A saída de OP7B reduz a 0 volts de +12.2 volts.

Isto é feito para permitir a corrente de acionamento inclinar para mover o satélite suavemente para cima para encher a corrente. Por isso a saída de OP4B em -14 volts é conectada a entrada de OP6B onde é invertida a +14 volts e invertida novamente a -14 volts por OP8A. Como o Re1 está energizado, a saída passa através do contato Re 1/1 para OP8B via Re62, R64 e P7 onde ele junta o sinal -15 volts. Como o Re2 está também energizado , este sinal de -15 volts passar por R72 e por isso junta-se a linha de soma via R78 E p8. O sinal combinado é invertido por OP8B para uma saída positiva que liga no transistor T1.

09 -32

Circuitos Proporcionais da Socadera

Como o Relé Re2 energizou o transistor, a corrente do coletor é conectada ao terminal 28d, que conecta ao solenoide proporcional de ação dianteira Is388 e 7r5 9 (12 ohms). Esta corrente aumenta o máximo a medida que a saída da voltagem de OP7B muda de 12.2 para zero. A corrente pode ser vista na bitola proporcional 18b3 movendo a chave 18b3 para a posição 2 que mede a queda da voltagem através da resistência R76, a medida que ele é conectado através do terminal 10b e 30d.

NOTE: Esta bitola é um voltímetro, que tem divisão marcada com uma %.

Com a corrente passando através das bobinas de válvula proporcional Is388, a válvula proporcional (74) move para a posição de transporte diagonal. O óleo da linha de pressão do sistema é agora fornecido para o motor de tração bidirecional (77) com a linha de retorno conectada de volta ao tanque via válvula proporcional.

Há uma válvula de escape na linha de cruzamento equipada no bloco 76 através do motor de tração. Como o solenoide Is451 está desenergizado ( sem saída de QL25) o C.S.V está na posição de portão bloqueado, por isso a válvula de escape está na posição de equilíbrio. A válvula é estabelecida em 160 bar.

O satélite move via motor de tração (77); a velocidade proporcional para a corrente da válvula proporcional. Como o satélite move, o sinal do transdutor de extensão If1D reduz de -8 volts para zero volts e aumenta para +8 volts. Quando o sinal aproxima de +7.5 volts, a corrente para Is388 reduz desacelerando o satélite, até a 250mA , a corrente tem um colapso a zero.

AUTOMATICAMENTE

Quando a máquina está sendo dirigida para frente, o movimento para frente do satélite é controlado automaticamente.

Com as bancas de socaderas na posição mais elevada, que é depois do atraso (6F) a máquina é estabelecida para continuar (x38) e a máquina, e a máquina não estabelecida na posição 2x (28), haverá uma saída Q80 que começa com um tempo de atraso de aproximadamente 0.5 segundo. Depois que o atraso de tempo foi decorrido, haverá uma saída Q80’(38^6F^28). Com o pedal de acionamento desgastado(1x11) e a linha fornecida sem a socadera não tenha sido selecionada (3E) haverá uma saída Q0F(Q80’^11^3E).

A saída QOF completa o programa do Q61 ([12vOF]^34^6F^09^60), que conecta um terra para o terminal 12d no P.C.B 10u8 energizando os relés Re1 e Re2. Isto conecta o sinal de acionamento para o transistor T1 como descrito na operação manual.

Entretanto, como o satélite original está estabelecido na posição frontal (1C0), com o acionamento para continuo (38), quando o pedal de acionamento está desgastado(1x11) existe uma saída Q68 que está sustentada pelo 38^11. Por isso há uma saídaQ68 que é sustentada por 38^11. Por isso nesta vez não há uma saída Q41(61^68), que previna o relé Re6 de energizar, que mantém a ligação entre o terminal 16d ao terminal 16z no 10u8. O satélite se move para frente no modo rápido a medida que Re64 está em curto circuito.

Quando o satélite passa para a posição do meio, a entrada do transdutor de extensão para o comparador OP10 é menos do que a voltagem de referência. O comparador muda para -14 volts que energiza o relé Re3 revertendo seus dois contatos. O contato Re3/2 conecta no terra (OD) DO TERMINAL 24D PARA O TERMINAL 22b que aterra a entrada X1B. A entrada X1B completa o programa do QL24 que energiza o solenoide Is443 aplicando os freios em 5 bar.

O contato Re3/1 conecta o sinal de acionamento da máquina do 6u8 no terminal 22d, para somar o valor do invertido de OP3B. Este sinal (positivo) certificará que o movimento do satélite está emparelhado com a velocidade da máquina.

Sempre que há uma saída Q0F, se o satélite estiver atrás da posição do meio o comparador OP10 prevenirá o relé Re3 de energizar devido à saída alta. Por isso, não haverá uma entrada X1B que complete o programa do tempo de atraso Q85’ (OF^1B^34) por aproximadamente 0.5 de um segundo. Depois deste tempo de atraso haverá uma saída Q85’ que completa o programa de QL30.

A saída QL30 energiza o solenoide Is441 que move a válvula 78 para dentro da posição de transporte diagonal. Que passa o fornecimento do motor de tração do satélite (77) para um conjunto redutor em 40-60 bar. O óleo nessa pressão reduzida move o pistão do cilindro 82 que se estende para atingir o prato do amortecedor dianteiro do satélite fornecendo aceleração adicional para o satélite. Uma vez na posição do meio, a entrada Z1B será feita e o satélite irá novamente emparelhar a velocidade máxima.

REVERSO DO SATÉLITE

O satélite poderá ser acionado em reverso por dois métodos, manualmente ou automaticamente quando a máquina é dirigida em reverso.

MANUALMENTE

Para reverter o satélite manualmente, a chave 2x34 é operada para baixo, visto que a subrotina da socadera não é feita (60) haverá uma saída QL36

A saída QL36 conecta uma alimentação positiva de 24 volts para o resistor 7r1 e e sobre a bobina de válvula proporcional reversa Is389, por isso a velocidade é fixada.

Como Is389 tem um fornecimento, a válvula 74 move para a posição diagonal paralela que causa ao motor de acionamento virar para a direção reversa. Quando o satélite alcança a posição traseira, uma chave limite é fechada (1x22) que rompe o programa do QL36, removendo o fornecimento da bobina da válvula proporcional Is 389. A válvula proporcional 74 move-se para posição da porta bloqueada que é – a posição nula, parando o satélite.

AUTOMATICAMENTE

Se a ação contínua é selecionada com a chave 2x38, o solenoide Is389 não pode ser energizada. Ao mover a chave 51x23 para trás, asubrotina do acionamento do reverso da máquina Q09 é feito

([37^38}^11^23^13^14^Q83^36^60).

Isto completa o programa de QL25 que energiza o solenoide Is 451, movendo o C.V.S através da posição diagonal ou da porta. O satélite pode agora liberar a roda, mas isto só é recomendado para distâncias curtas.