Você está na página 1de 12
edição 57 2° Semestre 2014
edição
57
2° Semestre
2014

uma publicação

Rua Arquimedes de Oliveira, n°187, Santo Amaro, Recife/PE CEP: 50050-510 Fone/Fax: (81) 3424-4523
Rua Arquimedes de Oliveira, n°187,
Santo Amaro, Recife/PE
CEP: 50050-510
Fone/Fax: (81) 3424-4523

BIO

notícias

ANO 33
ANO 33

www.crbio5.gov.br

(81) 3424-4523 BIO notícias ANO 33 www.crbio5.gov.br pRojetos e desafios nas áReas de atuação do Biólogo
(81) 3424-4523 BIO notícias ANO 33 www.crbio5.gov.br pRojetos e desafios nas áReas de atuação do Biólogo

pRojetos e desafios nas áReas de atuação do

pRojetos e desafios nas áReas de atuação do Biólogo aRtigo: as CiênCias natuRais no BRasil -
Biólogo
Biólogo
pRojetos e desafios nas áReas de atuação do Biólogo aRtigo: as CiênCias natuRais no BRasil -
aRtigo: as CiênCias natuRais no BRasil - oRigens Página 8
aRtigo:
as CiênCias natuRais
no BRasil - oRigens
Página 8
CRBio-05 paRtiCipa CiClo de palestRas em ComemoRação à data Página 9
CRBio-05 paRtiCipa
CiClo de palestRas em
ComemoRação à data
Página 9

EDITORIAL

dia do Biólogo: poR uma valoRização Contínua da pRofissão Em 2014, comemoramos 35 anos de
dia do Biólogo: poR uma
valoRização Contínua
da pRofissão
Em 2014, comemoramos 35 anos de regulamentação da Profissão do Biólogo
no Brasil! Nesta edição do Bionotícias, mostraremos entrevistas com Biólogos
atuantes nas áreas de Biotecnologia e Produção; Meio Ambiente e Biodiversidade;
Saúde e Ensino, onde cada profissional relata um pouco das conquistas e desafios
da profissão.
Em outra matéria, vamos partilhar as atividades e comemorações referentes
ao dia do Biólogo em setembro deste ano. Sabemos que ainda temos muito por
fazer, mas não podemos esquecer dos grandes avanços e conquistas que tivemos.
O CRBio-05 vem procurando a cada ano, estar mais perto dos profissionais,
dos estudantes, das Instituições de Ensino e mercado de trabalho, como forma
de valorizar e fiscalizar a atuação profissional, nas três grandes áreas de
Biotecnologia e Produção; Meio Ambiente e Biodiversidade e Saúde. Por isso
comemorar é preciso!
A Comissão de Divulgação e Informação (CDI) sempre espera contar com sua
colaboração na divulgação da essência da profissão do Biólogo. Devemos
defender e respeitar a Profissão, mostrando a importância e o valor das Ciências
Biológicas com nosso trabalho pautado nas palavras que todos nós proferimos no
ato do juramento em ato solene da Colação de Grau. Vamos fazer uma profissão
cada vez mais forte, unida e valorizada!
Bruno Severo Gomes
CRBio 36.378/05D
Coordenação da Comissão de
Divulgação e Informação (CRBio-05)
Os interessados em contribuir com o jornal podem enviar suas sugestões para o e-mail: bionoticias@crbio5.gov.br.
Os interessados em contribuir com o
jornal podem enviar suas sugestões para
o e-mail: bionoticias@crbio5.gov.br.
O Bionotícias conta com uma sessão de opnião para publicação
de artigos. Você também pode enviar uma sugestão de tema
que ache interessante ser abordado no nosso periódico.
Curta nossa siga-nos no página do faCeBook twitteR facebook.com/crbio05 twitter.com/CRBio05 Para saber mais
Curta nossa
siga-nos no
página do faCeBook
twitteR
facebook.com/crbio05
twitter.com/CRBio05
Para saber mais notícias do CRBio-05 acesse: www.crbio5.gov.br

ATENDIMENTO

Conselheiros efetivos

Maria Eduarda de Larrazábal Presidente César Carqueija Vice-presidente Mário Luiz Farias Cavalcanti Tesoureiro João Luiz Xavier do Nascimento Secretário

Ana Tereza Lyra Lopes Bhaskara Canan Clênio Bezerra de Melo Gardene Maria de Sousa Jane Lyra da Fonseca e Silva José Roberto Feitosa Silva

Suplentes

Bruno Severo Gomes Geraldo Jorge Barbosa de Moura Gilson Correia de Carvalho Helder Farias Pereira de Araujo Janete Diane Nogueira Paranhos Klevisson Ranniere Meira de Araújo Leonardo Bruto Luciano Pamplona de G. Cavalcanti Valdeni Soares de Oliveira Koblitz

Sede

Pernambuco

Rua Arquimedes de Oliveira, n° 187, Santo Amaro, Recife/PE. CEP: 50050-510. Fone/fax: (81) 3424-4523 Horário de atendimento: 12h às 18h E-mail: crbio5@crbio5.gov.br

Delegacias

Bahia

Rua Frederico de Castro Rabelo, n° 114, Ed. Carlos Kiappe, 6° Andar, salas 601 a 605, Comércio, Salvador/BA. CEP: 40015-000. Fone/fax: (71) 3264-9969 Horário de atendimento: 12h às 18h

crbio5ba@crbio5.gov.br

Ceará

Av. Barão de Studart, 2360, sala 804, Ed. Torre Quixadá Dionísio Torres, Fortaleza/CE. CEP: 60120-002. Fone/fax: (85) 3246-5872 Horário de atendimento: 12h às 18h

crbio5ce@crbio5.gov.br

Rio Grande do Norte

Av. Prudente de Morais, 507, Centro Empresarial Djalma Marinho Petrópolis, sala 705, Natal/RN. CEP: 59020-400. Fone/fax: (84) 3211-0060 Horário de atendimento: 12h às 18h

crbiorn@crbio5.gov.br AGENDA
crbiorn@crbio5.gov.br
AGENDA

fevereiro

XXI Encontro Brasileiro de Ictiologia

Período: 01 a 06/02/2015 Local: Centro de Convenções-PE|Recife (PE) Realização: Sociedade Brasileira de Ictiologia e Universidade Federal Rural de Pernambuco Informações:

www.ebi2015.com.br

BIOnotícias

EspEcial Dia Do Biologo Devido à data da regulamentação da profissão no Brasil, em 1979,
EspEcial Dia
Do Biologo
Devido à data da regulamentação da profissão no Brasil, em 1979, o dia 3 de setembro se tornou o símbolo da comemoração
do Dia do Biólogo no país. Esta edição do Bionotícias não poderia deixar de prestar uma homenagem aos profissionais que fazem
parte do Conselho Regional de Biologia - 5ª Região. Neste clima de celebração, esta edição do jornal conversou com Biólogos de
diferentes áreas de atuação em estados contemplados pelo CRBio-05, para apresentar os cenários atuais da profissão e comen-
tar sobre os desafios e as metas da profissão.
A primeira entrevistada é a Bióloga Lílian Montenegro, CRBio 27.235/05-D, representando a área de atuação Biotecnologia e
Produção. Em entrevista, ela comenta sobre a importância de investimentos públicos e privados ao desenvolvimento tecnológi-
co, para solucionar desafios da profissão. Representando a área de atuação Meio Ambiente e Biodiversidade está o Biólogo Mar-
cus Vinícius Gurgel, CRBio 19.953/05-D. Ele fala sobre a necessidade de registro profissional como obrigação para um exercício
legal e eficiente da profissão. Quem também faz parte deste especial é a Bióloga Cláudia Mendonça Bezerra, CRBio 36505/05-D.
A Bióloga representa a área de atuação Saúde e comenta sobre a necessidade de políticas públicas para incentivar uma cultura
de sustentabilidade.
3
www.crbio5.gov.br
sobre a necessidade de políticas públicas para incentivar uma cultura de sustentabilidade. 3 www.crbio5.gov.br

BIOnotícias BIOnotícias

BioTEcNologia E proDucao

BIO notícias BIO notícias BioTEcNologia E proDucao inCentivo ao desenvolvimento teCnológiCo: uma neCessidade A
BIO notícias BIO notícias BioTEcNologia E proDucao inCentivo ao desenvolvimento teCnológiCo: uma neCessidade A

inCentivo ao desenvolvimento teCnológiCo: uma neCessidade

A Bióloga Lílian Maria Lapa Montenegro, CRBio 27.235/05-D, trabalha com projetos de pesquisa científica nas
A Bióloga Lílian Maria Lapa Montenegro, CRBio
27.235/05-D, trabalha com projetos de pesquisa
científica nas áreas de métodos aplicados a
epidemiologia, diagnóstico, tratamento e
prevenção de micobacterioses na Fundação
Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Pernambuco. Ela
acredita que um dos maiores desafios para
os profissionais da área de Biotecnologia e
Produção está no incentivo ao desenvolvimento
tecnológico, tanto na produção científica das
universidades e dos centros de pesquisas quanto
nas instituições de ciência e tecnologia.
Na sua visão, quais são, atualmente, os maiores desafios para a área de Biotecnologia e
Produção?
A produção científica em universidades, centros de pesquisa e instituições de C&T é um dos pilares
da biotecnologia em qualquer parte do mundo. Portanto, necessitamos de políticas públicas voltadas
para o desenvolvimento tecnológico, o estabelecimento de parcerias de pesquisas acadêmicas com o
setor industrial público e privado, bem como a formação de recursos humanos bem capacitados para
a área de inovação, e, o mais importante, um forte investimento público e privado contínuo nesta área.
É necessário que haja um estímulo político e econômico, para que o meio se torne atrativo e conse-
quentemente produtivo, e assim sermos competitivos no cenário mundial. Temos grandes desafios a
serem enfrentados e superados.
Quais são os projetos de maior destaque nessa
área atualmente?
Acredito que os projetos relacionados à área de
Tecnologia da Informação (TI), e outros na agricultu-
ra alimentícia vem se desenvolvendo com destaque.
É importante ressaltar também os avanços nas áreas
de energia alternativa, eletrônica, telecomunicações e
meio ambiente, por exemplo.
O que você acredita que é preciso ser feito para
tornar a profissão do Biólogo ainda mais valo-
rizada?
E quais são as maiores necessidades de investimento
nessa área?
A área demanda mais projetos relacionados à inovação
em saúde humana, principalmente os que desenvolvem equi-
pamentos médico-hospitalares, produtos farmacêuticos, imu-
noderivados, soros e demais insumos e vacinas.
É preciso que o Biólogo possua mais caracterís-
ticas como teimosia, audácia, espírito crítico, per-
severança, paciência e rotina profissional. É preciso
“gostar de coisas vivas”. O profissional formado em
Ciências Biológicas ou Biologia possui uma ampla área
de atuação, pois seu campo de estudo é diversificado
e está em contínua transformação. O mercado de tra-
balho encontra-se aquecido, principalmente devido à
importância da preservação ambiental, das questões
relacionadas à sustentabilidade, como também de
desenvolvimento tecnológico.
4 4
www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br

BIOnotícias BIOnotícias

BIO notícias BIO notícias sauDE Quais são os maiores enfrentamentos da área de Saúde hoje, na
BIO notícias BIO notícias sauDE Quais são os maiores enfrentamentos da área de Saúde hoje, na

sauDE

Quais são os maiores enfrentamentos da área de Saúde hoje, na sua visão?

Alguns dos maiores desafios são os controles de doenças transmissíveis por vetores e a continuidade das ações de vigilância – ações básicas, que muitas ve- zes são prejudicadas por inúmeras razões, relaciona- das a condições de trabalho ou falta de conhecimento técnico, por exemplo. Temos uma grande responsabi- lidade nesse sentido.

Temos uma grande responsabi - lidade nesse sentido. valoRização ao Biólogo pela visiBilidade da pRofissão

valoRização ao Biólogo pela visiBilidade da pRofissão

valoRização ao Biólogo pela visiBilidade da pRofissão BacharelemCiênciasBiológicaspela Universidade Estadual do
valoRização ao Biólogo pela visiBilidade da pRofissão BacharelemCiênciasBiológicaspela Universidade Estadual do

BacharelemCiênciasBiológicaspela Universidade Estadual do Ceará, a Bióloga Cláudia Mendonça, CRBio 36505/05-D, é especialista em

epidemiologia e vigilância à saúde. É também Mestre em saúde pública

e doutoranda em saúde coletiva.

Cláudia atua em áreas como o controle da doença de chagas e de vetores da Secretaria de Saúde do

estado do Ceará. Ela aponta que a visibilidade contínua da profissão

é fundamental para valorizar o

profissional Biólogo a cada dia.

para valorizar o profissional Biólogo a cada dia. Qual seria o papel do Biólogo nesse cenário

Qual seria o papel do Biólogo nesse cenário de desafios?

Temos um papel fundamental na conscientização

ambiental, no manejo integrado, no uso racional dos

recursos naturais, educação voltada para a saúde

tamos alinhados também com políticas públicas que promovam a sustentabilidade.

Es-

públicas que promovam a sustentabilidade. Es - O que você acredita que é preciso ser feito
O que você acredita que é preciso ser feito para tornar a profissão do Biólogo
O que você acredita que é preciso ser feito
para tornar a profissão do Biólogo ainda
mais valorizada?
Para dar mais visibilidade à nossa profissão,
acredito que temos que aproveitar todas as
oportunidades para falar dela e, principalmente,
criar tais oportunidades em nosso convívio. O
público precisa reconhecer o desenvolvimento
do universo da nossa profissão – daí a
importância de divulgar, incentivar e unir os
Biólogos.
O que você poderia destacar entre os
recentes projetos nessa área?
Respondo esse questionamento não
pensando em projetos, mas sim em inicia-
tivas. Hoje, por exemplo, nos chama gran-
de atenção a busca por conter a epidemia
de Ebola e o trabalho com a epidemiologia.
Acredito que seja de fundamental impor-
tância a união de esforços e conhecimentos
diversos, incluindo diferentes nacionalida-
des em prol de uma solução comum.
5 5
www.crbio5.gov.br
www.crbio5.gov.br

BIOnotícias BIOnotícias

MEio-aMBiENTE E BioDiVErsiDaDE

BIO notícias BIO notícias MEio-aMBiENTE E BioDiVErsiDaDE RegistRo pRofissional: o ReConheCimento do Biólogo Que
RegistRo pRofissional: o ReConheCimento do Biólogo Que projetos na área de Meio Ambiente e Biodiversidade
RegistRo pRofissional: o
ReConheCimento do Biólogo
Que projetos na área de Meio Ambiente e Biodiversidade
vêm se destacando no cenário atual?
A produção de Energia Eólica no Nordeste, principalmente no
Rio Grande do Norte, vem colocando o Brasil em evidência – o
país atualmente tem um dos potenciais mais competitivos do
mundo nessa área. O RN é o estado com o maior número de
parques eólicos inscritos nos Leilões de Reserva e A3, apresen-
tado em julho de 2013 no Brasil. Isso representa também uma
mudança econômica forte, que antes era voltada mais para a car-
cinicultura na região.
Qual seria o papel do Biólogo nessa atividade?
Esta é uma área de atuação onde o Biólogo se faz
presente, desde início de um projeto (com o estudo
ambiental), licenciamento e na sua fase final (produ-
ção de energia) como gestor ambiental da empresa
responsável. Atualmente vários Biólogos estão atuan-
do neste novo nicho de mercado concorrendo e em
conjunto com várias outras categorias profissionais.
Para você, quais são as principais dificuldades enfrentadas
pelos Biólogos da sua área atualmente?
enfrentadas pelos Biólogos da sua área atualmente? Olhando por uma perspectiva de mercado, acredito que esta

Olhando por uma perspectiva de mercado, acredito que esta- mos enfrentando um período de muita competitividade. Apesar de o mercado ser muito diversificado, muitas vezes esbarramos na “cultura do menor preço”, por exemplo, dentro dos serviços que prestamos. É uma dificuldade, pois precisamos nos fortalecer ainda mais como classe para superar desafios como esse.

ainda mais como classe para superar desafios como esse. Integrante da área de Meio- Ambiente e

Integrante da área de Meio- Ambiente e Biodiversidade, o Biólogo Marcus Vinícius Gurgel, CRBio 19.953/05-D, trabalha com consultoria e análise de projetos ambientais, paisagismo

e regularização ambiental de empresas no Rio Grande do Norte. Ele atua com construtoras, redes de hotelaria, órgãos governamentais

e outros tipos de empresas na

produção de estudos ambientais

e relatórios necessários para a

viabilização de empreendimentos.

Para ele, o registro profissional dos Biólogos nos Conselhos de Biologia

é essencial para que a profissão

seja exercida com segurança e de forma correta.

profissão seja exercida com segurança e de forma correta. O que você acredita ser essencial para
profissão seja exercida com segurança e de forma correta. O que você acredita ser essencial para

O que você acredita ser essencial para a valorização da profissão?

Acredito que todo Biólogo precisa ser registrado em seu Conselho. Isso é importantíssimo, por- que os Biólogos precisam atuar dentro daquilo que foram formados para atuar. Precisamos forta- lecer e valorizar os Conselhos Regionais, para atrair mais e mais registros. É preciso que o Biólogo de bacharelado atue na área para qual foi preparado, assim como o Biólogo de licenciatura, por exemplo. É preciso valorizar a presença da nossa entidade máxima que é o Conselho, na defesa dos nossos interesses profissionais, como na fiscalização da atuação dos seus profissionais nas suas res- pectivas áreas de ação, com apoio dos sindicatos da categoria existentes em alguns estados do país.

6 6

com apoio dos sindicatos da categoria existentes em alguns estados do país. 6 6 www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br

www.crbio5.gov.br

www.crbio5.gov.br

BIOnotícias BIOnotícias

BIO notícias BIO notícias Biologo licENciaDo E o ENsiNo DE Biologia Na sua opinião, quais são
BIO notícias BIO notícias Biologo licENciaDo E o ENsiNo DE Biologia Na sua opinião, quais são
BIO notícias BIO notícias Biologo licENciaDo E o ENsiNo DE Biologia Na sua opinião, quais são
BIO notícias BIO notícias Biologo licENciaDo E o ENsiNo DE Biologia Na sua opinião, quais são

Biologo licENciaDo E o ENsiNo DE Biologia

Na sua opinião, quais são os maiores desafios enfrentados hoje por quem trabalha com ensino
Na sua opinião, quais são os maiores desafios enfrentados hoje
por quem trabalha com ensino em Biologia?
Acredito que um dos grandes desafios seja convencer os alunos so-
bre a importância de se aprender Biologia, não necessariamente porque é
uma matéria cobrada em vestibulares e ENEM, mas devido a sua essência
que traz informações pertinentes para a formação do ser, do cidadão.
O que pode ser feito para tornar a profissão ain-
da mais valorizada?
Primeiramente a autovalorização profissional com
Primeiramente a autovalorização profissional com Representando a área de ensino da Biologia, o professor
Primeiramente a autovalorização profissional com Representando a área de ensino da Biologia, o professor

Representando a área de ensino da Biologia, o professor José Alderi Oliveira, CRBio 36.763/05-D, é graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Ceará e ensina Biologia para estudantes do Ensino Médio em escolas estaduais – além de ser supervisor do PIBID da Universidade Federal do Ceará no curso Ciências Biológicas. Ele comenta sobre o papel do Biólogo em entender as necessidades dos alunos e promover o ensino da Biologia através das conexões com os valores ambientais, éticos e morais da sociedade.

melhores condições de trabalho, o devido respeito e reconhecimento dos professores diante da sociedade

e

dos órgãos públicos e privados, juntamente, com

o

apoio dos conselhos e sindicatos. Por último, não

necessariamente por caráter de prioridade, uma re- muneração condizente com a importância desse pro- fissional na formação e no desenvolvimento do ser.

pro- fissional na formação e no desenvolvimento do ser. Quais são os destaques na área de
pro- fissional na formação e no desenvolvimento do ser. Quais são os destaques na área de

Quais são os destaques na área de ensino de Bio- logia ultimamente?

O governo vem desenvolvendo programas como o PAIC (Programa Alfabetização na Idade Certa) que vem

conseguindo resultados satisfatórios na alfabetização de alunos da rede pública do ensino fundamental. O Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio

é outro programa que visa à formação continuada

de professores e coordenadores pedagógicos nas re- des estaduais de ensino. Acredito que programas na- cionais do Governo Federal estejam incentivando a formação de professores com o desenvolvimento de práticas docentes interdisciplinares através das experi- ências vivenciadas na escola.

através das experi - ências vivenciadas na escola. Qual é o papel do Biólogo nesse cenário
através das experi - ências vivenciadas na escola. Qual é o papel do Biólogo nesse cenário

Qual é o papel do Biólogo nesse cenário de ensino?

O Biólogo não tem, simplesmente, a função de

apenas repassar o conteúdo presente no currículo escolar, mas redirecionar este conteúdo a questões cotidianas que necessitam de ações cidadãs de va- lores educacionais, ambientais, éticos e morais.

www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br

de ações cidadãs de va - lores educacionais, ambientais, éticos e morais. www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br 7 7

7 7

8 8

8 8 BIO notícias OPINIÃO as CiênCias natuRais no BRasil – oRigens A descoberta do Brasil

BIOnotícias

OPINIÃO

as CiênCias natuRais no BRasil – oRigens

A descoberta do Brasil ocorreu com o inicio da Renascença. Tempo em que também ocorreram os progressos verificados na imprensa e a descoberta e exploração de novas terras com as viagens de Marco Pólo (1254-1323), Cristóvão Colombo (1446- 1506), Vasco da Gama (1469-1524) e Fernão de Magalhães (1480-1521), descrevendo a flora e a fauna até então desconhe- cidas da realidade europeia.

As origens da cultura brasileira nas ciências e, portanto na

História Natural (depois Biologia), se encontram no Renascimen-

to Italiano, transmitidas através de Portugal por ocasião do Ilumi-

nismo. Nesse sentido, a chegada de Domenico Agostino Vandelli

a Portugal em 1764, proveniente de Pádua, Itália, constitui-se

num marco decisivo. Especialmente contratado pelo Marquês de Pombal para participar da ampla reforma educacional que se seguiu a expulsão dos jesuítas, ele fez os estudos de história natural entrarem em evidência.

Com a abertura dos portos do Brasil, em 1808, foi facilitado o intercâmbio intelectual com outros países, bem como a vinda de numerosos naturalistas ao Brasil. Ocorrendo então a implan- tação das escolas de Medicina, Farmácia e Odontologia e Enge- nharia e levando os conteúdos de História Natural a fazer parte de seus currículos.

Pode-se dizer que a primeira iniciativa para o desenvolvimen-

to da atividade científica no Brasil foi a criação, por Dom João VI,

em 1808, do Horto Botânico Real (Jardim Botânico do Rio de Ja-

neiro), a primeira instituição para pesquisa de história natural no país. Muito embora, note-se, que durante o governo de Nassau

a cidade do Recife já havia sediando iniciativa semelhante.

Em 1817 chegaram ao Brasil, acompanhando a comitiva da futura Imperatriz Dona Leopoldina, o botânico Carl Friedrich Phillip Von Martius e o zoólogo Johan Baptiste Spix. A presença dos citados naturalistas em solo brasileiro resultou na publica- ção, no período compreendido entre 1840 e 1908, da obra de Von Martius, Flora Brasiliensis, em 40 volumes, catalogando mais de 20.000 espécies da nossa flora.

Em 1818 fundou-se, também no Rio de Janeiro, o Museu Imperial (Museu Nacional), que também passou a se constituir num espaço para o estudo da Historia Natural. A tradição do es- tudo das Ciências Naturais por brasileiros, iniciada por Alexan- dre Rodrigues Ferreira, Frei José Maria da Conceição Velloso e Manuel Arruda Câmara, foi continuada por Frei Leandro do Sa- cramento, que introduziu o estudo da Botânica ao Brasil e por muitos outros naturalistas que os sucederam, até os dias atuais.

As primeiras anotações sobre a flora e fauna brasileiras fo- ram feitas por Pero Vaz de Caminha em sua carta descritiva da nova terra e mais tarde pelas narrativas dos jesuítas Manoel da Nóbrega (1549) e José de Anchieta (1553). Por volta de 1700, ocorre intensa coleta de material biológico efetuada por explo- radores estrangeiros. Essa fase inicia-se com o holandês George Marcgraf (o pai da História Natural brasileira) e o alemão Willem Pies, que chegaram ao Nordeste do Brasil em 1637, sob o gover- no de Maurício de Nassau, em Pernambuco. Em 1648 George Margraf publicava a História Naturalis Brasiliae.

Em 1759, os Padres jesuítas foram expulsos do reino por- tuguês e as transformações, ditadas pelo Marquês de Pombal, determinaram mudanças políticas, econômicas e culturais em Portugal, que repercutiram no Brasil colônia. Em 1770, ocorre a reforma da Universidade de Coimbra. A faculdade de Matemá- tica e de Filosofia, juntaram-se às faculdades maiores de Teolo- gia, Cânones, Direito e Medicina, com o objetivo de desenvolver o ensino das Ciências Naturais. Com a Reforma a Faculdade de Filosofia passou a ter quatro anos letivos, sendo o 2º ano dedi- cado ao estudo da História Natural.

A Reforma Pombalina de Portugal produziu reflexos imedia- tos na Colônia, provocando o desmantelamento do aparelho de Educação montado pelos padres da Companhia de Jesus. O Marques de Pombal ordenou que se fechassem colégios, resi- dências, missões e seminários. Com o fechamento dos Colégios dos jesuítas, (Bahia, Recife, Olinda, Piratininga, Rio de Janeiro, São Luís, Belém e Mariana), correu a criação de cursos superio- res no Rio de Janeiro e em Olinda. No curso do Rio de Janeiro, a Filosofia aparecia com novos ideais e objetivos voltados para as Ciências Naturais.

No final do século XVIII se fizeram notar os primeiros esfor- ços de naturalistas brasileiros, como Frei José Maria da Concei- ção Velloso (reconhecido como o pai da Botânica brasileira) e Alexandre Rodrigues Ferreira, que conduziu um extenso levanta- mento da flora e da fauna na região amazônica.

Biólogo Bhaskara Canan

CRBio 02.662/05-D Conselheiro efetivo representante do Estado do RN.

Bhaskara Canan CRBio 02.662/05-D Conselheiro efetivo representante do Estado do RN. www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br

www.crbio5.gov.br

www.crbio5.gov.br

BIOnotícias BIOnotícias

BIO notícias BIO notícias CRBio-05 paRtiCipa de palestRas em ComemoRação ao dia do Biólogo
BIO notícias BIO notícias CRBio-05 paRtiCipa de palestRas em ComemoRação ao dia do Biólogo

CRBio-05

paRtiCipa de palestRas em ComemoRação ao dia do Biólogo

AdatamaisimportanteparaosBiólogosnãopoderia passar em branco no Conselho Regional de Biologia - 5ª Região. O CRBio-05 participou, durante a primeira semana de setembro, de uma série de atividades com membros do Conselho e outros registrados a respeito da importância da data. Os encontros serviram, entre outras coisas, para aproximar estudantes da área com os profissionais Biólogos e apresentar as perspectivas da área.

Biólogos e apresentar as perspectivas da área. Formação Profissional A Bióloga Conselheira Jane Lyra,

Formação Profissional

A Bióloga Conselheira Jane Lyra, CRBio 19.308/05- D, foi responsável por liderar a palestra intitulada “Formação profissional: um mundo de oportunidades” – realizada no Campus de Santana do Ipanema, na Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), no dia 2 de setembro. O encontro contou com uma participação expressiva do público de estudantes e docentes da universidade. Os alunos aproveitaram o espaço, ao final da fala da Conselheira, para abrir perguntas, que eram respondidas com respaldo da legislação. No dia seguinte, o Biólogo Conselheiro Roberto Feitosa, CRBio 04.995/05-D esteve na Universidade da

Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) para ministrar a palestra “Subsídios para adequação da formação do profissional Biólogo” para estudantes de licenciatura. Na ocasião, o Conselheiro se reuniu com o coordenador do curso e com professores, para reflexão sobre a reformulação de um curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Na semana seguinte, Roberto Feitosa também foi convidado a participar da reunião da regional Nordeste da Sociedade Brasileira de Ensino de Biologia. O encontro foi realizado durante o V Encontro Nacional de Ensino de Biologia (ENEBIO), na Universidade de São Paulo (USP).

www.crbio5.gov.br

www.crbio5.gov.br

www.crbio5.gov.br

de Biologia (ENEBIO), na Universidade de São Paulo (USP). www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br 9 9 9

9 9 9

BIOnotícias BIOnotícias

Encontro com estudantes

O coordenador da Comissão de Divulgação e

Imprensa (CDI), Bruno Severo, CRBio 36.378/05-D, foi o apresentador da palestra “Escolhi Biologia! E agora?”, voltada para uma turma de alunos e docentes da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). A palestra, ministrada na III Semana do Estudante de Biologia da UNICAP, foi dividida em três partes. Na primeira, foram trabalhados os aspectos relacionados

à história do Curso de Ciências Biológicas no Brasil, além das áreas de atuação na profissão de Biólogo, comentando sobre resoluções, avanços e desafios.

Na segunda parte, o Biólogo contou um pouco sobre

sua caminhada dentro da Biologia, compartilhando com os alunos sua formação, experiências, vitórias e dificuldades enfrentadas. Bruno trabalhou também com relatos sobre sua experiência em ensino, pesquisa, extensão e mercado de trabalho, procurando informar os alunos sobre os pontos mais pertinentes e tirando dúvidas importantes. Por fim, na terceira e última parte de “Escolhi Biologia! E agora?”, o palestrante usou uma maneira divertida e bem-humorada para construir uma apresentação motivacional para os alunos, abordando aspectos que devem fazer parte do cotidiano e da formação do futuro Biólogo.

10 10

Perspectivas da profissão

Outra apresentação, também realizada no dia 3, foi a da Conselheira Ana Tereza Lopes, CRBio 11.985/05- D. O encontro fez parte do II Simpósio de Biologia:

Biodiversidade, Ensino e Pesquisa na Região Tocantina, sediado na Universidade Estadual do Maranhão (Campus de Imperatriz). Além da palestra, Ana Tereza participou também da mesa redonda “Perspectivas na Profissão de Biólogo na Atualidade”. Para a Bióloga, a palestra correspondeu às expectativas dos alunos e professores do curso de Ciências Biológicas. “Foi bastante direta e esclarecedora”, comentou. O público foi receptivo e os profissionais queriam ter contato com o Conselho e obter informações a respeito da atuação profissional do Biólogo. Quem também aproveitou o tema das perspectivas da profissão para apresentar palestra foi a Conselheira Gardene Maria de Sousa, CRBio 11.746/05-D, que esteve na Universidade Estadual do Piauí no dia 10 de setembro, na abertura da XV Semana de Biologia da UESPI. O tema do encontro foram os 35 anos de regulamentação da profissão no país: “Avanços, perspectivas e desafios”. De acordo com a Conselheira, “Foi uma palestra com informações voltadas para os estudantes de Graduação de Ciências Biológicas, destacando as áreas de atuação do Biólogo, as diferenças entre as modalidades de Bacharelado e Licenciatura e enfocando locais de atuação dos nossos egressos no nosso estado”. Ela comentou também sobre a luta do Conselho pelo reconhecimento da profissão e citou como exemplo a mais recente Portaria do Ministério da Saúde que altera a Portaria nº 199/2014 do Biólogo como Responsável Técnico em Aconselhamento Genético.

nº 199/2014 do Biólogo como Responsável Técnico em Aconselhamento Genético. www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br

www.crbio5.gov.br

www.crbio5.gov.br

nº 199/2014 do Biólogo como Responsável Técnico em Aconselhamento Genético. www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br
nº 199/2014 do Biólogo como Responsável Técnico em Aconselhamento Genético. www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br
nº 199/2014 do Biólogo como Responsável Técnico em Aconselhamento Genético. www.crbio5.gov.br www.crbio5.gov.br

BIOnotícias

Balanço patRimonial Período: 01/01/2014 à 30/11/2014 AT ivo Ativo circulante Caixa e equivalentes de caixa
Balanço patRimonial
Período: 01/01/2014 à 30/11/2014
AT ivo
Ativo circulante
Caixa e equivalentes de caixa
Créditos a receber
Outros créditos e valores
de curto prazo a receber
Estoques
Ativo não-circulante
Imobilizado
R$ 2.464.237,75
R$ 1.897.856,67
R$ 1.419.493,59
R$ 68.361,10
R$ 988.707,82
R$ 62.471,10
R$ 363.610,10
R$ 5.890,00
R$ 1.829.495,57
R$ 66.600,67
Passivo e Patrimônio Líquido
Passivo circulante
Encargos sociais a pagar
Obrigações curto prazo
Patrimônio líquido
Variações do exercício
R$ 566.381,08
R$ 575,00
R$
1.044.744,16
R$ 1.044.744,16
O CRBio-05 vem desenvolvendo em conjunto com o CFBio os procedimentos contábeis conforme portarias conjuntas STN/SOF nº 02/2012
(orçamento público) e STN nº 437/2012 (procedimentos contábeis). Dentro do previsto para esse exercício o CRBio-05 atende os prazos de envio
e das prestações de contas trimestrais conforme resolução CFBio n° 303/2012 e trabalha na reavaliação, reconhecimento e ajustes no inventário
permanente, tudo para novas exigências contábeis governamentais. CRBio-05 trabalhando para a transparência social!
Ademir Alexandre de Vasconcelos
Assessor Contábil / Contador CRC n° PE - 013823
Conselho Regional de Biologia 5ª Região

NOVOS REGISTROS

ALAGoAS Alice Ramos Orsi Carolina Andrade Bezerra David Costa Lopes Israel Gomes de Amorim Santos Janaina Lopes Ferreira Manoela Karine de Araújo Bezerra Victor Rodrigues Câmara

BAHiA Adaianne Landulfo Teixeira Adriana da Silva Góis Adson Soares Barbosa Alan Daniel Cerqueira Moura Alana Rachel A. dos Santos Amilton Almeida dos Santos Ana Claudia O. dos Santos Ana Paula Dantas Messias de Matos Ana Paula Menezes Lopes Anderson Tiara Santos Moscoso de Oliveira André Felipe Bispo da Silva Andre Luis S. do Carmo Araken Cavalcante Neto Aurelino Silveira Leo Mascarenhas Filho Bruna Freitas Rodrigues Bruno Lima de Menezes Camila Zanella Carlos André E. Leitão Carlos Emanoel A. Calliga Carolina Azevedo Dias Cintia Ribeiro Barbosa Clarissa Cunha Santana Clarissa Xavier R. Valim Claudio Bruno A. C. de Queiroz Daniel Toffoli Ribeiro Darliane Barrozo de Freitas Diego Monteiro de Almeida Dinéia Pires Santos Dyana Carvalho de S. Santana Eliane Neves Fernandes Erivaldo de Oliveira Brito Flora de Lima Assis Francisco Silva de Souza Gabriela Ferraz Melo

Genilda Castro de O. Neta Haeliton Jesus Cerqueira Harionela Macedo Silva Heigon Henrique Queiroz Oliveira Helcio Urcino de Melo Neto Heleno Dias de Castro Igor Silva Andrade Ivana Hortelio Leao Espinheira Jamily Almeida de Jesus Jeferson Costa da Silva Jefferson Oliveira Lima Josiane Cristina Santos de Souza Joyce Avelino B. Santana Joyce Cerqueira Matos Juliana Franco de Melo Kelly Gisley de Carvalho Oliveira Lucas Pedreira de Carvalho Lúcia Evarista Lucimari da Cunha de Souza Marcel Carvalho de Jesus Márcio Neri Oliveira Marcos Vinicius Varjao Romao Maria Manuela da Silva Gomes Mayara Mangabeira Medeiros Chaves Nelyane da Silva dos Santos Nivia Souza Dias Osvaldimarcio Alves Souza Patricia Luz Ribeiro Paulo Augusto Almeida Santos Pedro Henrique Rodrigues Rita Ferreira Rocha Mendes Taiara Aguiar Caires Vanusia Leles Pereira Wilis Neiva Pires

CEARÁ Adaianne Landulfo Teixeira Adriana da Silva Góis Adson Soares Barbosa Alan Daniel Cerqueira Moura Alana Rachel A. dos Santos Amilton Almeida dos Santos Ana Carolina Oliveira de Meirelles Ana Claudia O. dos Santos

Ana Paula Dantas Messias de Matos Ana Paula Menezes Lopes Anderson Tiara Santos Moscoso de Oliveira André Felipe Bispo da Silva Andre Luis S. do Carmo Antonio Xavier de Oliveira Filho Araken Cavalcante Neto Aurelino Silveira Leo Mascarenhas Filho Bruna Freitas Rodrigues Bruno Lima de Menezes Camila Zanella Carlos André E. Leitão Carlos Emanoel A. Calliga Carolina Azevedo Dias Cintia Ribeiro Barbosa Clarissa Cunha Santana Clarissa Xavier R. Valim Claudio Bruno A. C. de Queiroz Daniel Toffoli Ribeiro Darliane Barrozo de Freitas Diego Monteiro de Almeida Dinéia Pires Santos Dyana Carvalho de S. Santana Edna Régia Sérvolo do Nascimento Eliane Neves Fernandes Erica Pacheco Caetano Erivaldo de Oliveira Brito Fernanda Regina Batista Pedreira Flora de Lima Assis Francisco Silva de Souza Gabriela Ferraz Melo Genilda Castro de O. Neta Haeliton Jesus Cerqueira Haline Alves Melo Harionela Macedo Silva Heigon Henrique Queiroz Oliveira Helcio Urcino de Melo Neto Heleno Dias de Castro Humberlânia de Sousa Duarte Igor Silva Andrade Italo Hipólito de Lima Barbosa Ivana Hortelio Leao Espinheira Jamily Almeida de Jesus Jeferson Costa da Silva

www.crbio5.gov.br

de Lima Barbosa Ivana Hortelio Leao Espinheira Jamily Almeida de Jesus Jeferson Costa da Silva www.crbio5.gov.br

11

BIOnotícias

Jefferson Oliveira Lima José Onofre Nascimento Monteiro Jose Ossian Almeida Souza Filho Josiane Cristina Santos de Souza Joyce Avelino B. Santana Joyce Cerqueira Matos Juliana Franco de Melo Kelly Gisley de Carvalho Oliveira Lucas Pedreira de Carvalho Lúcia Evarista Lucimari da Cunha de Souza Marcel Carvalho de Jesus Marcela Bernardes Portela Márcio Neri Oliveira Marcos Vinicius Varjao Romao Maria Gildene de Oliveira Aurelio Maria Manuela da Silva Gomes Mayara Mangabeira Medeiros Chaves Nelyane da Silva dos Santos Nivia Souza Dias Osvaldimarcio Alves Souza Patricia Luz Ribeiro Paulo Augusto Almeida Santos Pedro Henrique Rodrigues Rita Ferreira Rocha Mendes Roberta da Rocha Miranda Romana Aguiar Andrade Taiara Aguiar Caires Vanusia Leles Pereira Wilis Neiva Pires

MARANHÃO Allison Sandes Arcanjo dos Reis Andrearuth de Souza Lima Claudiana Araújo Silva Cleide Cardoso dos S. Almeida Elaynne de V. Bezerra Fábia Natiane G. da Silva Itaynara Lobato Dutra Itaynara Lobato Dutra Jakeline Priscila Lima da Silva Jakeline Priscila Lima da Silva Leana Alves Barbosa Luciana Patrícia L. Alves Pereira Myrcea Carole A. Muniz Rafael Freitas Meneses Taynara Braga Viana

PARAÍBA Brisa Lunar Patrício Tavares Cayo Lima G. da Silva Diego Dias da Silva Edjane dos S. Mangueira Fabiana Alessandra da Silva Leyton Felipe Araujo de Oliveira Frederico Lage Pinto Gabriela Guerra Araújo Abrantes de Figueiredo

Luis Henrique M. de Melo Nayla Fábia F. do Nascimento Paulo Roberto Rodrigues Alves Rafael Costa Silva Rebecca Ribeiro T. de Souza Thiago Brandão Cavalheiro

PERNAMBUCO Adriane Mendes V. Mota Aldilene Ferreira do Nascimento Alessandra A. Silva Ana Carina Cavalcanti de Freitas Ana Carla Nunes Brandão Ana Cláudia C. de Sá Campelo Ana Valeria Araujo Menezes Reis André Ribeiro de Arruda Angélica Cândida Ferreira Anna Claudia Aca Ferreira Anne Catharine Tavares de Azevedo Marinho Antonio P. das N. Neto Cassia Maria Rodrigues Cícera Rosane A. da Silva Daniel Paulo de Oliveira Daniele A. Vila Nova Daniella Marques Souza Danielle Lopes de Moura Eliane Coelho da Silva Elizabeth Amaral Pastich Gonçalves Emanoella Ramos Coelho Emanuelle G. Alexandre Ericka Martins de Farias Erika de Cássia Vieira da Costa Fabio Miguel da Silva Fernanda Leitão Vaz Gleyse Áudria de F. Nascimento Heber Santos da Cunha Igor Oliveira Braga de Morais Irlane Cristine de Souza Andrade Lira Jaqueline de A. Silva José Francisco A. do Carmo Jussara Adriana Novaes Souza Lays Katarina Lima Rocha Leidemere Nascimento da Silva Lidiane Lindinalva Barbosa Amorim Liliane Ferreira Lima Lucas Ramos Costa Lima Luciana Ribeiro Nascimento Lysandra Felizardo Pereira da Paz Márcio Aércio O. dos Santos Márcio Aércio Oliveira dos Santo Maria Clara A. S. do Prado Mercia Cristiane Brito dos Santos Paulla Passos Guedes Casal Rafael Pinheiro Rafaela Vieira Nunes Raiany de Castro Souza Roberto Dias Lins Neto Samara Kelly Mendonça de Oliveira

Suzana Paula da Silva França Tacilene Luzia da Silva Tamires Almeida da Silva Valdir de Queiroz Balbino Virginia da Silva Batista

PIAUÍ Ákila Martins do Lago Ana Luiza da Costa André Santos Landim Apollyanne de Fátima de S. Gomes Eliene Silva Pinheiro Girlene S. de Figueiredo Irlaine Rodrigues Vieira Ismenha F. G. F. Macêdo Jessica da Rocha de A. Bezerra Joilson Ramos de Jesus José Gilmar da Silva Lima Majanda P. de Castro Márcia Kleyciane de Araújo Costa Mery Sandra Santos Leal Roberto Silva do Nascimento Romex Chaves Bezerra Rosimeire Luiza do Nascimento Suzana Bittencourt Lopes Tarcila Moraes Carvalho Yara Francisca Valerio Santos

RIO GRANDE DO NORTE Bárbara Lorena Baracho Bruno Gazola de Faria Daniel Lira Silva da Costa Daniel Lira Silva da Costa Edivan Morais de S. Jr. Edson Soares da S. Jr. Felipe de Oliveira Torquato Fernanda Moniz Sodré Lopes Teixeira Gabriela Dantas Emiliano Gleice Kelly Alves de Morais Jéssica Luiza Cruz Miranda Larissa Isabelle F. B. Rocha Marcus Venicios da Silva Maria de Fátima Cartaxo de Lira Soares Marília Anielle da S. Fabrício Nathalia Maria Lemos da Silva Nathalia Maria Lemos da Silva Natinelle A. de Andrade Parizot de O. Magalhães Pedro Henrique Silveira de Medeiros Sara Lima Cordeiro Thays Ferreira R. Pessoa

SERGiPE

Daniela de V. Brito Itallo Romany N. Menezes Luiz Aquino Silva Santos Marcelo Oliva Santana Maria José B. Araújo Santos Talita G. de Araújo

EXPEDIENTE Bionotícias Diretoria Realização É uma publicação do Conselho Regional de Biologia da 5ª Região
EXPEDIENTE
Bionotícias
Diretoria
Realização
É uma publicação do Conselho
Regional de Biologia da 5ª Região
com distribuição para todo o
Nordeste.
Maria Eduarda de Larrazábal
Presidente
Multi Comunicação Corporativa
www.multicomunicacao.com
César Carqueija
Jornalista responsável
Vice-Presidente
Teresa Maciel - DRT 2766
BIO
Ano 33 | Nº 57| 2014
João Luiz Xavier do Nascimento
Secretário
Texto e Edição
notícias
Endereço
Débora Leão, Rebeca Montenegro
e Teresa Maciel
Rua Arquimedes de Oliveira, 187,
Santo Amaro
CEP: 50050-510
Fone/Fax: (81) 3424-4523
E-mail: crbio5@crbio5.gov.br
Mário Luiz Farias Cavalcanti
Tesoureiro
Diagramação e Arte Final
Manoela Duarte
Comissão Editorial
Imagens
Bruno Severo - coordenador
www.crbio5.gov.br
Arquivo CRBio-05
Jane Lyra
Projeto Gráfico
Bhaskara Canan
Horário de funcionamento
Mário Cavalcanti
Segunda a sexta - 12h às 18h
Signo Comunicação
João Paulo Angelim
12
www.crbio5.gov.br