Você está na página 1de 20

Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Palestras

Debate é uma discussão amigável entre duas ou mais pessoas que queiram

apenas colocar suas ideias em questão ou discordar das demais, sempre

tentando prevalecer a sua própria opinião ou sendo convencido pelas

opiniões opostas.

Geralmente debates são longos, e raramente se chega a alguma conclusão,

porém, é uma prática considerada saudável onde uma pessoa pode ver

vários lados de uma mesma questão.

Debates ou discussões amigáveis podem ser a respeito de temas diversos,

como futebol, política, etc. Eles não devem ser confundidos por discussões.

Geralmente debatentes são concisos e tem em mente a troca de ideias sem

que haja ofensas para ambos os lados.

Composto por:

Moderador - Quem dita as regras, ou seja, apresenta o tema a ser

discutido, escolhe os debatedores, estipula o tempo de cada um,

interrompe-os quando necessário, fica responsável pelo sucesso do debate,

visto que, quando um debatedor está com dificuldades argumentativas

cabe ao mesmo passar a vez para outro debatedor com melhores

argumentos, escolhe o tema, avalia os argumentos, inicia e encerra a

discussão.

Debatedores

Comentadores

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Debate

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Jogos e Simulações

Simulação pode ser explicada como uma "imitação da dinâmica

interpessoal ou outra, muitas vezes usando materiais e funções, para

ajudar os participantes a se sentir bem como compreender a

dinâmica de uma situação complexa". (Knox 1987, 89)

Título da actividade: Jogos

Descrição da Actividade:

Utilização de uma série de jogos informáticos educativos de última

geração, usufruindo da interactividade e da virtualidade.

Metas e Objectivos:

Os componentes principais do jogo educativo devem reflectir os

seguintes objectivos: aprender de uma forma divertida, utilizar jogos

que permitam experimentar, que levem à descoberta, que

possibilitem o intercâmbio social através da escolha de sistemas de

multi-jogadores,e que permitam abordar temas essenciais de

aprendizagem.

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Título da actividade: Actividades de Simulação

Descrição da Actividade:

Os alunos são convidados a participar numa actividade de simulação

online. A actividade a simular pode estar relacionada com diversos

temas de estudo.

Após a actividade, os alunos farão uma avaliação, de modo, a

verificar a aprendizagem do aluno.

Metas e Objectivos:

O principal objectivo de um exercício de simulação, é permitir aos

alunos viver situações reais e aperceber-se das realidades desses

papéis. Na sequência desta experiência, deve desenvolver um trabalho

que demonstre o que ele vivenciaram ao simular.

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Role-play - Dramatizações

O Role Playing é um modelo de ensino que pertence à família das Interacções

Sociais. Este ajuda os alunos a compreender o comportamento social, o seu papel

nas interacções sociais e as formas de resolver problemas de uma forma mais

eficaz. Ajuda também os alunos a organizarem e sistematizarem a informação no

que respeita, a assuntos do foro social, a desenvolver relações com os outros e a

aperfeiçoar as suas próprias capacidades sócias.

Este modelo, requer que os estudantes experienciem os conflitos, aprendam a

desempenhar os papeis dos outros e observem os diferentes comportamentos

sociais. Com adaptações, o Role Playing pode ser usado por estudantes de todas as

idades e é um excelente processo de desenfatizar o papel tradicional do professor.

Existem várias versões deste modelo, mas é comum um desenvolvimento nas

seguintes fases:

Quebra-gelo da turma;

Selecção dos participantes;

Preparação da representação;

Preparação da observação;

Representação;

Discussão e avaliação;

Generalização.

A partir deste modelo de ensino extrapolou-se para um modelo recreativo,

denominado Role Playing Game onde todos os jogadores interagem em geral como

um grupo, regido por mestre.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Role_playing

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Estudo de Caso

O estudo de caso trata-se de uma abordagem metodológica de investigação especialmente

adequada quando procuramos compreender, explorar ou descrever acontecimentos e

contextos complexos, nos quais estão simultaneamente envolvidos diversos factores. Yin

(1994) afirma que esta abordagem se adapta à investigação em educação, quando o

investigador é confrontado com situações complexas, de tal forma que dificulta a

identificação das variáveis consideradas importantes, quando o investigador procura

respostas para o “como?” e o “porquê?”, quando o investigador procura encontrar

interacções entre factores relevantes próprios dessa entidade, quando o objectivo é

descrever ou analisar o fenómeno, a que se acede directamente, de uma forma profunda e

global, e quando o investigador pretende apreender a dinâmica do fenómeno, do programa

ou do processo.

Assim, Yin (1994:13) define “estudo de caso” com base nas características do fenómeno

em estudo e com base num conjunto de características associadas ao processo de recolha de

dados e às estratégias de análise dos mesmos.

Por outro lado, Bell (1989) define o estudo de caso como um termo guarda-chuva para

uma família de métodos de pesquisa cuja principal preocupação é a interacção entre

factores e eventos. Fidel (1992) refere que o método de estudo de caso é um método

específico de pesquisa de campo. Estudos de campo são investigações de fenómenos à

medida que ocorrem, sem qualquer interferência significativa do investigador.

Coutinho (2003), refere que quase tudo pode ser um “caso”: um indivíduo, um

personagem, um pequeno grupo, uma organização, uma comunidade ou mesmo uma nação.

Da mesma forma, Ponte (2006) considera que:

“É uma investigação que se assume como particularística, isto é, que se debruça

deliberadamente sobre uma situação específica que se supõe ser única ou especial, pelo

menos em certos aspectos, procurando descobrir a que há nela de mais essencial e

característico e, desse modo, contribuir para a compreensão global de um certo fenómeno

de interesse.” (Ponte, 2006:2)

Fonte: http://grupo4te.com.sapo.pt/mie2.html. Acedido a 30/06/2010

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Título da actividade: Estudo de caso ou de aprendizagem baseada em casos

Descrição da Actividade:

Um caso é apresentado aos estudantes, podendo ser mesmos os alunos a

seleccionar o caso a estudar. O estudo do caso terá que levar os alunos a um

patamar que os faça compreender o assunto tratado, como definir uma solução

para este.

A actividade também servirá para compreender as possíveis consequências das

decisões escolhidas. O caso em si pode ser estruturado ou não. No ensino baseado

em casos, os alunos podem utilizar a gravação áudio e de modo a sintetizar as

informações.

Metas e Objectivos:

Permitir a aplicação de conceitos teóricos. Desenvolver o trabalho em grupo e

resolução de problemas. Recolha e análise de informação. A administração do

tempo. Técnicas de apresentação. Desenvolver capacidades para a aplicação futura

em ambiente reais

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Grupos de discussão

Designação da Actividade: FÓRUM DE DISCUSSÃO

Descrição de Actividade:

São colocadas perguntas aos estudantes para serem discutidas com a

turma. As respostas às perguntas apresentadas servirão como

organizadores de conhecimento ligados sempre a conceitos que os

alunos já conhecem. Um debate assíncrono permite que os

participantes tenham a oportunidade de examinar as questões com

mais profundidade.

Metas e Objectivos:

Os objectivos desta técnica varia de acordo com os objectivos a

atingir. As perguntas efectuadas mostrarão o objectivo a alcançar.

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Transcript Based Assignments

Davie (1987: 14) afirma que "uma das principais vantagens de uma conferência
por computador é que a ferramenta utilizada permite uma transcrição completa
de todas as participações".
Partindo desta observação, Davie e Wells (1991, 21) sugeriram os seguintes três
tipos de atribuições de transcrição, com vista a promover a reflexão do aluno:

Primeiro, os alunos podem recuperar todos os comentários que os participantes


disseram durante o curso através dos meios informáticos. A tarefa pode passar
por solicitar aos aos alunos que reflictam sobre as contribuições e criar um
relatório de aprendizagem sobre os temas apresentados.

Uma segunda possibilidade é pedir aos alunos para reunir todos os comentários
relacionados a um determinado tópico e escrever um texto com comentários que
concordam e discordam com o tópico, justificando porquê.

Uma terceira possibilidade diz respeito à melhoria das competências de análise e


escrita do aluno. Demasiadas vezes, os alunos escrevem para agradar o professor.
Em vez disso, os alunos podem realizar um trabalho para recuperar uma nota ou
completar e melhorar o seu trabalho, ou ainda para reflectir o estado actual da
aprendizagem. Este tipo de aprendizagem recursiva pode ajudar o aluno a
desenvolver habilidades de uma forma que simplesmente não é viável em sala de
aula presencial. (Davie e Wells 1991, 21)

A técnica de aquário foi explicada desta forma por Seaman e Fellenz (1989,
130):

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Título da Actividade: Gravações de áudio

Descrição da actividade: Os alunos devem gravar algumas amostras de áudio, que

podem ser um discurso ou uma apresentação musical. Em alternativa, o aluno

poderá analisar uma gravação de áudio apresentada pelos professores e

desenvolver um relatório.

Metas e Objectivos:

O objectivo desta actividade poderá variar consoante o campo de estudo a que se

determina. Se for um projecto de música, pode ter como objectivo o

desenvolvimento de um conjunto de habilidades musicais específicas.

Para o desenvolvimento da capacidade de oralizar e discursar, os objectivos podem

incidir sobre questões gramaticais, inflexão de voz, a qualidade global da voz,

poder de persuasão, etc. Na educação, a gravação de áudio pode ser utilizada

para vários fins. Nas ciências políticas ou em direito, o objectivo pode ser

aumentar a capacidade argumentativa ou de articulação.

Pré-requisitos:

O estudante terá que possuir as capacidades básicas e naturais necessárias(voz)

para preparar as actividades propostas.

Materiais e Recursos:

A metodologia de trabalho e apresentação dos trabalhos a realizar tem que ser

preparada antecipadamente pelo professor. As possibilidades de apresentação

podem incluir recursos de podcasting, arquivos em banco de submissão on-line ou

um endereço físico para o qual as gravações serão enviadas.

Os alunos terão de adquirir algum equipamento de gravação de áudio e possuir

alguma técnica para realizar no seu computador tarefas de podcasting.

Linha do tempo:

Quanto tempo um estudante típico online requerem para completar essa lição?

Assumindo que não haverá vários dias de preparação, pelo menos, um instrutor

on-line também deve conceder tempo para a elaboração das actividades.

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Brainstorming

O método brainstorming

De autoria de Alex Osborn, foi, e é, por este e por seus seguidores, muito utilizada

nos Estados Unidos da América, principalmente em áreas de relações humanas,

publicidade e propaganda.Dentre diversos outros métodos, a técnica de

brainstorming propõe que um grupo de pessoas - de duas até dez pessoas - se

reunam e se utilizem das diferenças em seus pensamentos e ideias para que

possam chegar a um denominador comum eficaz e com qualidade, gerando assim

ideias inovadoras que levem o projecto adiante.É preferível que as pessoas que se

envolvam nesse método sejam de sectores e competências diferentes, pois suas

experiências diversas podem colaborar com a "tempestade de ideias" que se forma

ao longo do processo de sugestões e discussões. Nenhuma idéia é descartada ou

julgada como errada ou absurda. Todas as ideias são ouvidas e trazidas até o

processo de brainwrite, que constitui-se na compilação ou anotação de todas as

ideias ocorridas no processo de brainstorming, em uma reunião com alguns

participantes da sessão de brainstorming, e assim evoluindo as ideias até a

chegada da solução efectiva.Quando se necessita de respostas rápidas a questões

relativamente simples, o brainstorming é uma das técnicas mais populares e

eficazes. Esta técnica vem sendo difundida e inserida ainda em diversas outras

áreas, tais como educação, negócios, informática, Internet e outras situações mais

técnicas.

Brainstorming na educação

A técnica de brainstorming não é uma actividade exclusiva de um ambiente

empresarial: pelo contrário, na escola pode ser uma técnica muito importante na

educação dos estudantes. Este grande ou pequeno grupo de actividade encoraja as

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

crianças a manterem-se focados num tópico e contribuir para uma fluidez de

ideias em liberdade.

O professor pode começar por propôr uma questão ou problema, ou introduzindo

um tópico. Os estudantes, depois expressam e divulgam as possíveis respostas e

soluções, palavras, expressões ou ideias relevantes.

A contribuição é aceita sem críticas ou julgamento. Inicialmente, alguns estudantes

podem mostrar-se relutantes em falar e revelar as suas ideias no grupo formado,

mas o brainstorming é uma actividade de partilha que encoraja os alunos a

participar.

Expressando ideias e ouvindo o que é dito pelos outros, os estudantes podem

ajustar o seu conhecimento e compreensão anterior, acomodando a nova

informação aumentando os seus níveis de atenção.

Os professores ou educadores devem enfatizar a importância de ouvir activamente

os outros participantes durante esta sessão. Os estudantes devem ser encorajados

a ouvir com atenção, e educadamente a contribuição dos seus colegas de classe,

dizendo aos professores que não o conseguem ouvir perfeitamente e pensando em

diferentes sugestões e respostas a compartilhar.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Brainstorming.

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Técnicas Delphi

É uma técnica não interactiva, em que o grupo não se reúne, que funciona da

seguinte forma:

1.º - São enviados questionários a cada especialista escolhido, normalmente sobre

um cenário (por exemplo, a previsão das tendências de evolução de uma

indústria).

2.º - Depois de respondidos os questionários são analisados e são resumidas as

principais conclusões por parte da equipa que lidera a técnica.

3.º - Os questionários voltam aos especialistas, que têm oportunidade de rever as

respostas e alterá-las, se for necessário. Se uma resposta varia muito em relação

às do resto do grupo, o seu autor terá que justificar a sua diferença de opinião.

4.º - O processo de resumo e revisão repete-se até se atingir o consenso entre

todos os especialistas.

Fonte: http://www.portalcmc.com.br/tecria_12.htm. Acedido a 30/06/2010

Ou ainda

Esta técnica é definida como um método para estruturar o processo de

comunicação em grupo de forma a que esse processo seja efectivo permitindo a

um grupo de pessoas, como um todo, lidar com um problema complexo.

Delphi é uma das poucas metodologias científicas que permite analisar dados

qualitativos. Trata-se de um método que permite descobrir as opiniões de

especialistas – denominado de painel delphi - através da realização de uma série

de questionários. São apresentadas uma série de proposições específicas aos

participantes para que, cada um individualmente, as ordenem mediante um dado

critério estabelecido. Os resultados depois agregados são entregues aos especialistas,

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

para que possam reformular as proposições apresentadas. O número de rondas

laboradas varia de acordo com o grau de consenso atingido pelos especialistas,

sendo esse consenso entendido a nível individual. Ou seja, se houver uma

discrepância muito elevada na opinião de um dado especialista nas várias rondas,

não se poderá chegar a um consenso. As opiniões podem no entanto variar de

ronda para ronda, uma vez que como são introduzidas novas questões em cada

questionário, o especialista pode mudar de opinião em relação às questões que

considera mais relevantes.

Este método distingue-se essencialmente por três características básicas, o

anonimato, a interacção com "feedback" controlado e as respostas estatísticas do

grupo. As principais características do método Delphi consistem então, na

utilização de um painel de peritos para obter conhecimento, o facto de os

participantes não terem confrontação frente a frente, a garantia de anonimato

das respostas dadas pelos participantes e o uso de ferramentas estatísticas simples

para identificar padrões de acordo. Com efeito, uma das grandes vantagens deste

método é permitir que pessoas que não se conhecem, desenvolvam um projecto

comum, e sem ter que revelar as suas opiniões uns aos outros, cheguem a um

acordo geral sobre uma dada área de interesse.

A nível prático, um estudo delphi consiste na realização de uma série de

questionários, correspondendo cada questionário a uma ronda. O especialista tem

em cada ronda que responder a um inquérito, definindo os vários itens

apresentados por ordem de importância. Após este primeiro passo, o especialista

poderá, além de ordenar as proposições apresentadas, acrescentar novas

proposições, proposições essas que irão fazer parte da seguinte ronda. Após a

realização desta primeira ronda, os especialistas terão acesso aos resultados.

Passa-se de seguida a uma segunda ronda de questões, onde são acrescentadas as

novas questões/proposições que os diversos inquiridos foram introduzindo na

primeira ronda e juntamente com as primeiras questões apresentadas (sendo

retiradas apenas as que se considerou terem uma importância completamente

irrisória), os especialistas ordenarão de novo as questões. Serão realizadas tantas

rondas de questionários, quantas as necessárias para se atingir um grau de

consenso razoável.

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Um estudo delphi pode ser elaborado de diversas formas. Na sua forma mais

clássica, são introduzidas as várias questões e define-se uma ordem entre elas. Já

na metodologia delphi com Q-sort, a técnica vária um pouco, apesar do objectivo

ser sempre ordenar as questões. Com o Q-sort, o especialista terá primeiro que

definir quais as questões que considera importantes, as que considera pouco

importantes e as que considera neutras. De seguida, e mediante a apresentação de

uma pirâmide, o inquirido terá que posicionar as três “pilhas” de questões, de

acordo com o grau de importância dado. Ou seja, não basta definir se são

importantes ou não, é preciso classificar todas as proposições por ordem de

importância, revelando a que é mais importante, a menos importante, e seguindo

estes passos, até chegar à questão que considera mais neutral.

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Fóruns

Um fórum pode ser explicado como uma técnica em que "os participantes

questionam e discutem a apresentação de um grupo." (Knox 1987, 88).

Alternativamente, um fórum pode ser definido como "uma discussão aberta

realizada por uma ou mais pessoas, ou um grupo inteiro. Ele é usado quando os

grandes grupos de 25 ou mais pessoas se encontram para efeitos de difusão de

conhecimentos, informações ou parecer. O fórum tende a ser semiformal na

natureza e é dirigido por um moderador. O moderador é responsável por orientar

a discussão durante o qual o público é incentivado a levantar e discutir questões,

fazer comentários, informações, oferta ou perguntas da pessoa de recursos ( s) e

uns aos outros. " (Sisco 1990, 285)

Título da Actividade: Blogging

Descrição da Actividade:

"Blogar" é essencialmente um monólogo de estudante apresentado em forma de

texto com possibilidade de ser comentado e discutido pelos seus pares. É

geralmente usado para comunicações de imprensa e para jornais pessoais.

Metas e Objectivos:

O objectivo desta actividade será parcialmente dependente do campo a ser

abordado. O objectivo comum é que os alunos reflictam e critiquem sobre questões

actuais na área a estudar. Por vezes, o blog é usado como um diário ou

instrumento de reflexão, onde o aluno reflecte sobre as aprendizagens e organiza

os seus pensamentos, a fim de reforçar a construção do conhecimento.

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Título da Actividade: Wikis

Descrição da Actividade:

Wikis tem sido um método de trabalho de criação colaborativa. Uma wiki é um

instrumento através do qual os usuários podem trabalhar em conjunto no mesmo

documento que está armazenado externamente num servidor wiki. Numa aula

administrada através de uma wiki, os estudantes trabalham para construir

colaborativamente um documento concebido para satisfazer algum objectivo

educacional.

Metas e Objectivos:

Geralmente, o objectivo da actividade wiki serve para permitir aos alunos

aprender e demonstrar a sua aprendizagem através da criação colaborativa de

algum documento.

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Técnicas de Ensino Online

Many-to-many

Projectos

Um projecto permite:

- desenvolver uma cultura de autonomia, pesquisa e reflexão nos alunos;


- desenvolver o seu papel de actor responsável e interveniente na comunidade;
- permitir o despertar de orientações vocacionais ou caminhos profissionais;
- fomentar a interdisciplinaridade, relacionando conhecimentos diversos;
- Desenvolver a capacidade de comunicar e exprimir as suas opiniões
publicamente;
- Produzir produtos úteis e necessários à comunidade;
- Desenvolver a capacidade de questionar e imaginar.

Origem e significado(s) de "projecto

"O termo "projecto" tem várias conotações e é usado em sentidos diferentes. Por
vezes, associamo-lo a um propósito, uma intenção ou mesmo um desígnio. Noutras
situações, conotamo-lo com um esquema, um plano ou um programa. Em geral,
os dois aspectos estão presentes, em maior ou menor grau e de modo mais ou
menos explícito, naquilo a que chamamos um projecto.

O projecto como conceito educativo

O conceito de projecto não é novo na literatura educacional. É geralmente aceite


que ele tem a sua origem no movimento de educação progressista do início do
século nos Estados Unidos da América (...) A escola deve representar vida presente
- tão real e vital para a criança como aquela que ela vive em casa, no bairro ou no
pátio" .O termo "projecto" surge como designação possível de um conceito que
procura unificar vários aspectos importantes do processo de aprendizagem: a
acção realizada com empenhamento pessoal; a intencionalidade dessa acção; e a
sua inserção num contexto social. Deste modo, Kilpatrick define projecto como
sendo "actividade intencional feita com todo o coração e desenvolvendo-se num
contexto social".

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Características do projecto

O conceito de projecto pode ser definido, e tem sido definido, de várias maneiras.
Porém, há um conjunto de características fundamentais que lhe estão quase
sempre associadas:

Um projecto é uma actividade intencional. A sua realização pressupõe um


objectivo, formulado pelos autores e executores do projecto ou apropriado por eles,
que dá unidade e sentido às várias actividades, e está associada a um produto final
que pode assumir formas muito variadas mas procura responder ao objectivo
inicial e reflecte o trabalho realizado.

Um projecto pressupõe uma margem considerável de iniciativa e de autonomia


daqueles que o realizam, os quais se tornam co-responsáveis pelo trabalho e pelas
escolhas ao longo das sucessivas fases do seu desenvolvimento.
Geralmente, há um grupo de pessoas envolvidas na realização do projecto, pelo
que a cooperação assume igualmente uma grande importância, ainda que haja
também projectos individuais.

A autenticidade é outra característica fundamental de um projecto. Aquilo que se


pretende fazer constitui um problema genuíno para quem o faz e envolve alguma
originalidade. Não chamamos projecto à mera reprodução de um trabalho já feito
por outros ou a um trabalho de natureza livresca.

Um projecto envolve complexidade e incerteza. São as tarefas complexas e


problemáticas que precisam de ser "projectadas".
O objectivo central do projecto constitui um problema ou torna-se uma fonte
geradora de problemas.

Um projecto tem um carácter prolongado e faseado. Pela sua própria natureza,


um projecto corresponde a um trabalho que se estende ao longo de um período de
tempo mais ou menos prolongado e percorre várias fases desde a formulação do
objectivo central até à apresentação dos resultados passando pelo planeamento e
execução.

Um projecto não é apenas uma intenção ou um objectivo mas também não se


pode reduzir a uma metodologia. Num projecto, estes dois aspectos surgem em
simultâneo e influenciam-se mutuamente. Talvez aquilo que mais fortemente
distingue o projecto de outras perspectivas de trabalho é a integração de

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

concepção e execução ou, por outras palavras, o facto de não haver separação
entre os que pensam e os que fazem.

Parâmetros que inerentes ao projecto:

- a "negociação", estimulando a motivação e a imaginação de todos os


interessados, permitindo-lhes apropriar-se da situação na qual são actores;

- os objectivos, formulados e negociados, devem ser realizáveis. Um projecto não é


a mera declaração de boas intenções, a sua função é concretizar e realizar as
intenções. Por esta razão, é imprescindível ter em conta o tempo, os meios
possíveis de concretização e os obstáculos a ultrapassar. Além disso, é importante
ainda pensar qual é o horizonte temporal do projecto adequado à situação.

Fases de um Projecto:

- diagnóstico da situação, uma negociação de objectivos e prioridades e uma


descrição de meios;
- planificação das actividades;
- realização propriamente dita do projecto;
- avaliação;
- divulgação dos seus resultados mais significativos. O esforço de divulgação é útil
não só para outras pessoas como para os próprios intervenientes no projecto,
ajudando-os a reflectir no trabalho que realizaram.

A concluir
Conceber e realizar um projecto não é certamente uma tarefa fácil, implicando
esforço e envolvimento pessoal, bem como ser capaz de gerir a complexidade das
situações que vão surgindo. O projecto está associado, como diz Boutinet, a uma
"pedagogia da incerteza". Mas, pelo seu enorme potencial, constitui um desafio que
pode ser muito estimulante para os professores que estão dispostos a assumir um
papel activo na resolução dos problemas novos que hoje enfrentamos nas nossas
escolas e simultaneamente no processo do seu próprio desenvolvimento como
profissionais.

in "projectos educativos Matemática Ensino Secundário", Ponte, João Pedro e


outros, DES, Lisboa, 1998, pp9-22. Livro completo aqui.(zip130Kb doc)

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/


Técnicas de Ensino Online Joaquim Pinto - Junho 2010 Mestrado em Pedagogia do E-learning - UA

Trabalho Baseado em: http://nettskolen.nki.no/forskning/19/cmcped.html e http://www.ion.uillinois.edu/resources/otai/