Você está na página 1de 32
REVISTA N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€ NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA
REVISTA N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€ NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA
REVISTA N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€ NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA
REVISTA N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€ NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA
REVISTA N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€ NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA
REVISTA N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€ NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA
REVISTA
REVISTA
REVISTA N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€ NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA PODE
REVISTA N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€ NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA PODE

N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€

REVISTA N.39 | novembro-dezembro de 2016 | 0.50€ NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA PODE
NÃO DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA PODE LER HOJE
NÃO DEIXE
PARA AMANHÃ
O QUE AINDA PODE
LER HOJE

CHOCOLATE

DEIXE PARA AMANHÃ O QUE AINDA PODE LER HOJE CHOCOLATE PEDAÇOS DE BOM CAMINHO PARA O

PEDAÇOS DE BOM

CAMINHO PARA

O NATAL

LER HOJE CHOCOLATE PEDAÇOS DE BOM CAMINHO PARA O NATAL 27 RÁPIDO NO GATILHO 20 SERRA
LER HOJE CHOCOLATE PEDAÇOS DE BOM CAMINHO PARA O NATAL 27 RÁPIDO NO GATILHO 20 SERRA
LER HOJE CHOCOLATE PEDAÇOS DE BOM CAMINHO PARA O NATAL 27 RÁPIDO NO GATILHO 20 SERRA
LER HOJE CHOCOLATE PEDAÇOS DE BOM CAMINHO PARA O NATAL 27 RÁPIDO NO GATILHO 20 SERRA
27 RÁPIDO NO GATILHO

27 RÁPIDO

NO GATILHO

20 SERRA DA ESTRELA

20 SERRA

DA ESTRELA

David Fonseca

Descubra o lado quente das férias na neve

‘manda postais’

de Natal

David Fonseca Descubra o lado quente das férias na neve ‘manda postais’ de Natal www.amanhecer.pt

www.amanhecer.pt

David Fonseca Descubra o lado quente das férias na neve ‘manda postais’ de Natal www.amanhecer.pt
David Fonseca Descubra o lado quente das férias na neve ‘manda postais’ de Natal www.amanhecer.pt
David Fonseca Descubra o lado quente das férias na neve ‘manda postais’ de Natal www.amanhecer.pt
David Fonseca Descubra o lado quente das férias na neve ‘manda postais’ de Natal www.amanhecer.pt
David Fonseca Descubra o lado quente das férias na neve ‘manda postais’ de Natal www.amanhecer.pt
David Fonseca Descubra o lado quente das férias na neve ‘manda postais’ de Natal www.amanhecer.pt
David Fonseca Descubra o lado quente das férias na neve ‘manda postais’ de Natal www.amanhecer.pt
SORTIDO DE BISCOITOS AMANHECER UMA PRENDA PARA TODOS OS GOSTOS E FEITIOS.

SORTIDO DE BISCOITOS AMANHECER

UMA PRENDA PARA TODOS OS GOSTOS E FEITIOS.

SORTIDO DE BISCOITOS AMANHECER UMA PRENDA PARA TODOS OS GOSTOS E FEITIOS.
SORTIDO DE BISCOITOS AMANHECER UMA PRENDA PARA TODOS OS GOSTOS E FEITIOS.
Um doce de Natal Podemos dizer, sem grande exagero, que o Natal não passa sem

Um doce de Natal

Podemos dizer, sem grande exagero, que

Podemos dizer, sem grande exagero, que

o

Natal não passa sem ele, seja como

decoração da árvore, como presente ou simplesmente para partilhar entre aqueles que nos são mais queridos. Falamos do tão saboroso chocolate, que quase sempre desaparece num piscar de olhos. Já para trabalhá-lo, até se tornar nos bombons e

tabletes com que celebramos as festas, não

é

assim tão rápido. Que o diga a Chefe de

pastelaria e mestre chocolateira Céu Carvalho, que nos mostrou um dos lados mais doces da sua vida e alguns segredos da deliciosa tarefa que tem entre mãos desde há 10 anos. E porque o Natal já foi tempo de encurtar distâncias e saudades

com a troca de postais e cartas, convidamo- -lo a conhecer o Projecto Cartas Cruzadas de Mariana Neves, que lhe deixa igualmen-

te

a si, leitor, algumas palavras especiais.

Como especiais são também as ofertas que

o

aguardam nesta edição, em passatempos

que percorrem todo o país, para toda a família. Certo de que o próximo ano trará muitas e novas histórias para partilhar

consigo, despeço-me até 2017, desejando, em nome de toda a equipa Amanhecer, um feliz Natal e um ótimo Ano Novo.

2017, desejando, em nome de toda a equipa Amanhecer, um feliz Natal e um ótimo Ano

Rui Rebeca

Diretor de Marketing

nesta edição

08

Rui Rebeca Diretor de Marketing nesta edição 08 O pecadO mOra aqui É Natal, mas não

O pecadO mOra aqui

É Natal, mas não há que resistir à tentação. Para abrir o apetite, conheça a história de Céu Carvalho, para quem o chocolate também foi uma perdição.

Carvalho, para quem o chocolate também foi uma perdição. Quem sabe, sabe P. 19 | Nutrição
Carvalho, para quem o chocolate também foi uma perdição. Quem sabe, sabe P. 19 | Nutrição
Quem sabe, sabe P. 19 | Nutrição
Quem sabe, sabe
P. 19 | Nutrição

Há muito para explorar nos germinados e fermentados. Que o diga Magda Roma, que

escreveu um livro sobre receitas vegan, com estes

e outros ingredientes. Saiba mais nesta revista.

, com estes e outros ingredientes. Saiba mais nesta revista. PoNha-se Na rua P. 24 |

PoNha-se Na rua, com estes e outros ingredientes. Saiba mais nesta revista. P. 24 | Cartas Cruzadas Para

P. 24 | Cartas Cruzadas

Para Mariana Neves, é sempre dia de Natal. Que

é como quem diz, de partilhar a felicidade através das suas cartas. Conheça o projeto, nas palavras da própria.

suas cartas. Conheça o projeto, nas palavras da própria. mãos à obra P. 30 | a
suas cartas. Conheça o projeto, nas palavras da própria. mãos à obra P. 30 | a

mãos à obra

P. 30 | a aurora eNsiNa-te

O Natal está aí e a Aurora ensina a fazer pequenos ajudantes do Pai Natal para decorar a casa. E, em

época de prendas, quantos mais gnomos melhor!

a casa. E, em época de prendas, quantos mais gnomos melhor! Faça-se ao Prémio 33 P.

Faça-se ao Prémio

33
33
prendas, quantos mais gnomos melhor! Faça-se ao Prémio 33 P. 31 | PassatemPo Nesta edição, a
prendas, quantos mais gnomos melhor! Faça-se ao Prémio 33 P. 31 | PassatemPo Nesta edição, a

P. 31 | PassatemPo

Nesta edição, a aventura passa passa

pela descoberta dos veículos e do corpo

humano. Participe já

e ganhe um exemplar

da coleção Pequenos Exploradores, da

Edicare.

© AAJBA

agenda

MACEDO DE CAVALEIROS

© AAJBA agenda MACEDO DE CAVALEIROS ECOPARK AZIBO Localizado num espaço de excelência natural e com

ECOPARK AZIBO

Localizado num espaço de excelência natural e com uma vasta biodiversidade, o Azibo foi aclamado como umas das 7 Maravilhas – Praias de Portugal. No Ecopark Azibo, terá à sua espera muita aventura, lugares lindos para visitar e diversas atividades que vão deixar toda a família e amigos rendidos. Aventure-se!

Todo o ano | www.ecoparkazibo.com

*Desconto de 30% nos packs EcoAventura, Escapadas de Natureza e Alojamento em Casa de Montanha para estadias superiores a 2 noites, válido de janeiro a junho de 2017. Só tem de enviar um e-mail para geral@ecoparkazibo.com, com a indicação de que tem a edição n.º 39 da Amanhecer. Não acumulável com outras ofertas em vigor e sujeito à disponibilidade de alojamento.

GANHE 30 % * DESCONTO
GANHE
30
%
*
DESCONTO
à disponibilidade de alojamento. GANHE 30 % * DESCONTO GANHE 20 % * DESCONTO LISBOA/SINTRA ESPETÁCULOS
à disponibilidade de alojamento. GANHE 30 % * DESCONTO GANHE 20 % * DESCONTO LISBOA/SINTRA ESPETÁCULOS
GANHE 20 % * DESCONTO LISBOA/SINTRA ESPETÁCULOS DE TEATRO © Byfurcação
GANHE
20
%
*
DESCONTO
LISBOA/SINTRA
ESPETÁCULOS DE TEATRO
© Byfurcação

Cheios de cor e magia, para toda a família: assim serão os espetáculos Conto de Natal, no Museu Nacional de História Natural e da Ciência, O Regresso do Capuchinho Encarnado – Nem Todos os Lobos São Maus, no Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, e ainda Viagem ao Centro da Terra, no Museu de História Natural de Sintra.

5 de novembro de 2016 a 29 de fevereiro de 2017 www.byfurcacao.pt

*Apresente esta revista na bilheteira de cada espetáculo e tenha 20% de desconto no valor do bilhete. Oferta válida para os três espectáculos referi- dos, não acumulável com outras ofertas e promoções em vigor.

GANHE 10 % * DESCONTO
GANHE
10
%
*
DESCONTO
LISBOA
LISBOA

CURSOS DE CHÁS E INFUSÕES E DE ARTE FLORAL

Em pleno Jardim Botânico, acontecerão dois

cursos ideais para esta época de frio e de festa, realizados pela Associação dos Amigos do Jardim Botânico da Ajuda. Aprenda a fazer uma arranjo de Natal para alegrar a sua casa e, como o frio puxa sempre por um chá quente, conheça as diferenças entre chás e infusões, técnicas para secar as plantas aromáticas e métodos para preparar infusões. Ao mesmo tempo, estará também a contribuir para a conservação e restauro do jardim.

10 e 17 de dezembro | www.aajba.com

*Ao fazer a reserva em qualquer um destes cursos, refira que tem esta revista e leve-a consigo no dia do workshop. Desconto aplicado no valor de

cada curso e válido para os dias 10 e 17 de dezembro de 2016.

no dia do workshop . Desconto aplicado no valor de cada curso e válido para os

© Carlos Sá Nature Events

© Petit Chef

© Dora Barradas

© Perlim

PARQUE NACIONAL DA PENEDA-GERÊS

GERÊS EXTREME MARATHON

OFERTA 3 * INSCRIÇÕES
OFERTA
3
*
INSCRIÇÕES

Já diz o ditado que “Quem corre por gosto, não cansa!” e o mesmo se aplica a esta corrida. Aliados à dureza e à dificuldade da maratona, terá os cenários arrebatadores do Parque Nacional da Peneda-Gerês como pano de fundo, onde as cores do fim do outono se misturam. Pronto para correr?

4 de dezembro | www.carlossanatureevents.com

*Seja um dos primeiros três leitores a enviar um e-mail para revistaama- nhecer@iarb.com.pt, com a indicação de que tem esta revista, e ganhe uma inscrição válida para qualquer uma das três provas desta maratona.

SANTA MARIA DA FEIRA PERLIM Há novidades no maior parque temático de Natal do país.
SANTA MARIA DA FEIRA
PERLIM
Há novidades no maior parque temático de
Natal do país. Um novo habitante – o feiticeiro
Merlim Ferlim Querlim – traz um pincel gigante
e promete hilariantes aventuras. Áreas temáticas,
teatros musicais, cenários interativos, espetáculos
piromusicais e animação circulante – tudo isto
e muito mais, à tua espera!
1 a 30 de dezembro | www.perlim.pt
*Apresente esta revista na bilheteira do evento e receba gratuita-
mente um bilhete de criança, na compra de 2 bilhetes de adulto.
Oferta válida para todos os dias da Perlim, não acumulável com
outras ofertas e promoções em vigor.
GANHE
BILHETES
PARA AS
CRIANÇAS*
OEIRAS
OEIRAS

WORKSHOP PETIT CHEF

agenda

Este Natal, vai ter uma receita nova e deliciosa preparada pelos seus filhos na mesa da consoada. Não acredita? Inscreva-os no workshop da Petit Chef que, a partir das 10h, vai ensinar a preparar uma Rosca de Natal. Será certamente uma manhã divertida, cheia de sabores e cheiros natalícios. Serão todos bem-vindos!

17 de dezembro | www.petitchef.pt

*Envie um e-mail para joanabyscaia@petitchef.pt, com a indicação de que tem esta revista e usufrua de -10% no valor de uma inscrição ou -20% no valor de duas inscrições. Oferta limitada ao número de vagas existentes. Válido para crianças dos 6 aos 16 anos, o workshop realiza-se mediante a

existência de 6 inscrições, no mínimo.

GANHE 20 % * DESCONTO
GANHE
20
%
*
DESCONTO
OFERTA 3 * INSCRIÇÕES
OFERTA
3
*
INSCRIÇÕES
LOULÉ
LOULÉ

WORKSHOPS DE BOMBONS, BOLOS E BOLACHAS

Este Natal, ofereça um presente original e doce. No

Loulé Coreto Hostel, terá três workshops à sua escolha, para aprender a fazer bombons natalícios, bolo do reino dos Algarves ou bolachas de Natal. Surpreenda os seus familiares e amigos, com uma prenda bem doce, feita

pelas melhores mãos

3, 10 e 11 de dezembro | www.loulecoretohostel.com

*Seja um dos primeiros três leitores a enviar um e-mail para revistaama- nhecer@iarb.com.pt, com a indicação de que tem esta revista, e ganhe uma inscrição.Temos três inscrições para oferecer, uma por workshop.

as suas!

de que tem esta revista, e ganhe uma inscrição.Temos três inscrições para oferecer, uma por workshop
de que tem esta revista, e ganhe uma inscrição.Temos três inscrições para oferecer, uma por workshop

5

6 6 O SABER NÃO OCUPA LUGAR 6 coM óleo de coco 01 Móveis brilhantes

66

O SABER NÃO OCUPA LUGAR

6
6
6 6 O SABER NÃO OCUPA LUGAR 6 coM óleo de coco 01 Móveis brilhantes Uma

coM óleo de coco

01
01

Móveis brilhantes

Uma colher de chá deste óleo mis- turada com igual quantidade de sumo de limão dá brilho aos móveis e ajuda a disfarçar as manchas da madeira. Usado em potes de cerâmica, realça também as suas cores naturais.

05
05

cabelo Macio

Ideal para tratar as pontas secas. Antes de dormir, humedeça- -as, coloque uma colher de chá de óleo morno nas mãos e massageie o cabelo. Durma com uma touca e lave-o de manhã.

02
02

antirrugas natural

Além de ser um bom hidratante para a pele do corpo e do rosto, esti- mula a produção de colagénio e atua como um antirrugas natural.

03
03

Poderes

anti-inflaMatórios

Aplicado sobre picadas de insetos, reduz a comichão, a irritação

e o inchaço, graças às suas propriedades anti- -inflamatórias. Também favorece a cicatrização

e evita manchas na pele.

04
04

Portas que não chiaM

É um ótimo recurso para

olear as dobradiças das portas ‘perras’, com a vantagem de não deixar manchas na madeira clara.

06
06

receitas Mais saudáveis

Experimente substituir o óleo de cozinha por este. Como as suas gorduras são de fácil absorção, não se acumulam no corpo, já que o organismo as utiliza para produzir energia.

suas gorduras são de fácil absorção, não se acumulam no corpo, já que o organismo as
suas gorduras são de fácil absorção, não se acumulam no corpo, já que o organismo as
NATÁLIA ANTUNES PSICÓLOGA CLÍNICA DA OFICINA DE PSICOLOGIA contacto@oficinadepsicologia.com É Natal! Vamos
NATÁLIA ANTUNES PSICÓLOGA CLÍNICA DA OFICINA DE PSICOLOGIA contacto@oficinadepsicologia.com É Natal! Vamos

NATÁLIA ANTUNES PSICÓLOGA CLÍNICA DA OFICINA DE PSICOLOGIA contacto@oficinadepsicologia.com

DA OFICINA DE PSICOLOGIA contacto@oficinadepsicologia.com É Natal! Vamos descobrir-nos? O Natal é, por tradição,

É Natal! Vamos descobrir-nos?

É Natal! Vamos descobrir-nos? O Natal é, por tradição, época de festa, reencontro e

O Natal é, por tradição, época de festa,

reencontro e comunhão. Mas há pessoas para quem é sinónimo da vivência de emoções como a tristeza e a angústia.

A boa notícia é que é possível viver

a quadra da melhor maneira.

• Faça férias! Há países que não celebram o Natal e que podem garantir momentos de descoberta e relaxamento.

• Gosta de se sentir útil? Inicie o projeto de voluntariado em que pensa há anos. O Natal vai ser uma melhor experiência!

• Não crie expectativas. Defina o que é

importante para si nesta época, mesmo quando tem de seguir a tradição. Adora cozinhar e não consegue escapar ao almoço de família? Faça experiências gastronómicas ‘não natalícias’.

• Aceite as suas emoções. Se para si o Natal não tem (ou deixou de ter) o significado que os outros lhe atribuem, não lute contra isso.

• Cuide de si: mantenha as rotinas, faça relaxamento ou meditação, esteja com os amigos de longa data: promova o seu bem-estar!

Todos somos seres sociais com necessidade de uma rede de suporte que garanta com- panhia, apoio emocional, ajuda material ou instrumental e que nos sirva de guia cognitivo e dê conselhos. Quanto mais próxima e significativa, mais essa rede nos dará a sensação de bem-estar, permitin- do-nos sobreviver a momentos penosos… Aproveite o Natal para estabelecer pontes e restaurar pilares – encontre-se com o outro, sobretudo dentro de si.

Aceite os desafios e redescubra-se:

www.wymbe.com I inbraincompany.com/course/activacao-de-recursos-pessoais

chocolate
chocolate

Um Natal

mais doce

Se os presentes fazem as delícias dos pequenos, o chocolate não tem idade e torna a época ainda mais deliciosa. Que o diga Céu Carvalho, que partilha connosco a alegria que é trabalhar um produto nascido das favas do cacau. Com tantos bombons e tabletes por onde pecar, livrai-nos de um Natal sem chocolate!

Com tantos bombons e tabletes por onde pecar, livrai-nos de um Natal sem chocolate! LiLiana figueira

LiLiana figueira

Com tantos bombons e tabletes por onde pecar, livrai-nos de um Natal sem chocolate! LiLiana figueira

José Pedro reboca

Temos a passaTempo sabor chocolaTe com 5. pág. Na perca! Não são favas contadas 9

Temos

a passaTempo

sabor

chocolaTe

com

5.

pág.

Na

perca!

Não

são favas

contadas

chocolate
chocolate
chocolate Para Céu, o Natal sempre teve que ver com chocolate, por causa do ambiente, do

Para Céu, o Natal sempre teve que ver com chocolate, por causa do ambiente, do calor e da harmonia que este proporciona.

do ambiente, do calor e da harmonia que este proporciona. É com um enorme sorriso que
do ambiente, do calor e da harmonia que este proporciona. É com um enorme sorriso que
do ambiente, do calor e da harmonia que este proporciona. É com um enorme sorriso que
do ambiente, do calor e da harmonia que este proporciona. É com um enorme sorriso que

É com um enorme sorriso que Céu Carvalho mexe – e remexe – o chocolate na taça. Chefe pasteleira de formação, esta

com um enorme sorriso que Céu Carvalho mexe – e remexe – o chocolate na taça.

paixão pelo chocolate não deu logo em casamento, mas a verdade é que nunca mais se largaram. “Sou muito feliz e apaixonada pela minha arte”, confessa Céu, na pastelaria há 21 anos e mestre chocolateira desde que a experiência e a formação assim lhe permitem o estatuto. E porque esta é também uma história de amor pecaminosa – ou não estivéssemos nós a falar de chocolate –, as confissões de Céu continuam: “Na infância, quando se fazia a árvore de Natal, eu sorrateiramente tirava as pratinhas que envolviam as bolas e os pais Natais de chocolate e depois dava-lhes novamente forma, como se o chocolate ainda lá estivesse… Só que ele já tinha desaparecido!”

Não há amor como o seguNdo

Em boa verdade, Céu Carvalho era para ter estudado Psicologia. Mas, para ganhar

Em boa verdade, Céu Carvalho era para ter estudado Psicologia. Mas, para ganhar

uns trocos, passou as férias na pastelaria de uns amigos dos pais. “Foi amor à primeira vista, mas não foi fácil: há 21 anos, as mulheres não eram muito bem vistas nesta área”, recorda Céu, que acabou por não seguir o ensino superior. Andou um ano a raspar tabuleiros de pastéis de nata, seguiu-se a formação na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, várias experiências profissionais e, há 10 anos,

Estoril, várias experiências profissionais e, há 10 anos, O chocolate é produzido a partir das favas

O chocolate é produzido a partir das

favas do cacau, que chegam a Portugal

já transformadas.

“Às vezes, podemos levar um mês a criar a receita de um bombom, pois até
“Às vezes, podemos levar um mês a criar a receita de um bombom, pois até
“Às vezes, podemos levar um mês a criar a receita de um bombom, pois até
“Às vezes, podemos levar um mês a criar a receita de um bombom, pois até
“Às vezes, podemos levar um mês a criar a receita de um bombom, pois até

“Às vezes, podemos levar um mês a criar a receita de um bombom, pois até ficar equilibrada, temos que trabalhar com várias referências e percentagens de cacau.”

Céu Carvalho

referências e percentagens de cacau.” Céu Carvalho o primeiro desafio mais sério com o chocolate. “Quando

o primeiro desafio mais sério com o chocolate.

“Quando eu digo que fazer coisas em pastelaria

é fantástico, o chocolate ainda nos permite ir

mais além”, continua a Chefe, que, por essa altura, decidiu criar a sua própria marca. E assim nasceu o projeto Céu Chocolatier, com sede

em Sintra, mas ateliê em Alenquer. E se num

primeiro momento, este esteve mais voltado para

a confeitaria, com o passar do tempo as bancadas

começaram a encher-se de peças de chocolate. Hoje, em Alenquer, prossegue a pastelaria, mas é na Amadora, junto às Portas de Benfica, que o chocolate é rei e senhor, no recentemente inaugurado ateliê de Céu Chocolatier.

o importaNte É haver cacau

Ele há barras de chocolate, bombons com sabor a urtigas, recheio de morango e vinagre balsâmico, ovos-moles, queijo da Serra da Estrela, chili ou polpa de romã. Mas também trufas, árvores de Natal, chupa-chupas e até infusões de chá com pepitas de chocolate. A inspiração para criar, conta Céu, vem das

viagens e das experiências com os amigos – “ou até desta conversa”, acrescenta. E quanto

à técnica? “Identifico-me muito com os belgas, pois respeitam os critérios do chocolate, só

o segredo está no alfa & beta

já está de sal e pimenta

Se

na mão, pode arrumá-los.

O processo de ‘temperagem’

quando estamos a derreter

o chocolate, separamos

essas partículas. Quando

do chocolate consiste sim

“A manteiga de cacau

o

arrefecemos, voltamos a

em arrefecê-lo, conforme explica Céu Carvalho:

tem cristais alfa e beta e

uni-las. É esse vértice que nos vai dar um chocolate excelente, mais crocante, duro ou brilhante.”

chocolate
chocolate
chocolate trabalham com cacau”, diz a Chefe, que também usa apenas cacau, essencialmente de São Tomé

trabalham com cacau”, diz a Chefe, que também usa apenas cacau, essencialmente de São Tomé

e Príncipe. Mas desengane-se quem pensa que

trabalhar o chocolate é fácil: conforme explica Céu, cujo método de produção é todo manual,

a fase de ‘temperagem’ é a mais importante,

mas também a mais difícil, pelo controlo de temperatura que é necessário haver. Por isso, com o auxílio de um termómetro, derrete-se o chocolate, que depois é arrefecido manualmente numa bancada de mármore ou granito. O processo de colocação no molde tem de ser rápido, mas a solidificação pode demorar até cinco horas, sendo feita à temperatura ambiente numa sala climatizada. E quando falamos especificamente de bombons, podemos falar até de dias: feita a ‘capa’, prepara-se o recheio que, só depois de estabilizado, permite que o bombom seja selado.

depois de estabilizado, permite que o bombom seja selado. a deusa da amadora Convidada a integrar

a deusa

da amadora

Convidada a integrar a Confraria Gastronómica da Amadora e

a criar um bombom alusivo ao município, Céu pôs mãos ao

chocolate. E tendo esta zona sido muito rica em romãzeiras – como prova aliás o brasão da Amadora

–, nada como juntar chocolate

negro com 70% de cacau e polpa de romã e dar-lhe um nome divino, digno de adoração gustativa: Deusa Ruma.

um nome divino, digno de adoração gustativa: Deusa Ruma. Pirites do Amor, Diabinhos, Pérolas da Sorte
um nome divino, digno de adoração gustativa: Deusa Ruma. Pirites do Amor, Diabinhos, Pérolas da Sorte
um nome divino, digno de adoração gustativa: Deusa Ruma. Pirites do Amor, Diabinhos, Pérolas da Sorte

Pirites do Amor, Diabinhos, Pérolas da Sorte e Seixos da Porcalhota são alguns dos bombons criados no ateliê de Céu Chocolatier.

alguns dos bombons criados no ateliê de Céu Chocolatier. comer, ler e conhecer Livro Um Ano
alguns dos bombons criados no ateliê de Céu Chocolatier. comer, ler e conhecer Livro Um Ano

comer, ler e conhecer

no ateliê de Céu Chocolatier. comer, ler e conhecer Livro Um Ano de Chocolate – Da

Livro Um Ano de Chocolate – Da autoria da também mestre chocolateira Odete Estêvão, este livro tem 12 capítulos correspondentes aos meses do ano, cada um dedicado a uma fruta e com a receita de um Chefe.

Cacau Clube de Portugal – Criado em 2005, tem como missão dar a conhecer o mundo do cacau e do chocolate, através de workshops, palestras, provas, jantares e sessões culturais. www. cacauclubeportugal.com

Ateliê Céu Chocolatier

Mercados, feiras e

O

novo espaço de produção

festivais – Festival do Chocolate e Vinho do Porto em Lamego, 7 a 11

do projeto de Céu Carvalho acaba de abrir na Amadora

e,

além das tertúlias, pode

de dezembro; Mercado do Chocolate by Natalis em Lisboa, 7 a 11 de dezembro; O Chocolate em Lisboa, 9 a 12 de fevereiro de 2017.

ser visitado e ‘palco’ de provas. www.facebook.com/ ceuchocolatier

“Em vez das imagens sombrias dos prédios já envelhecidos, a Amadora, amadora mais doce Depois
“Em vez das imagens sombrias dos prédios já envelhecidos, a Amadora, amadora mais doce Depois
“Em vez das imagens sombrias dos prédios já envelhecidos, a Amadora, amadora mais doce Depois
“Em vez das imagens sombrias dos prédios já envelhecidos, a Amadora, amadora mais doce Depois
“Em vez das imagens sombrias dos prédios já envelhecidos, a Amadora, amadora mais doce Depois
“Em vez das imagens sombrias dos prédios já envelhecidos, a Amadora, amadora mais doce Depois

“Em vez das imagens sombrias dos prédios já envelhecidos, a Amadora,

“Em vez das imagens sombrias dos prédios já envelhecidos, a Amadora,

amadora mais doce

Depois do primeiro espaço em Alenquer, voltar ao município que a viu nascer, para inaugurar um ateliê de chocolate, foi para Céu um regresso à casa-mãe. Por outro lado, explica, abrir um espaço dedicado ao cacau na Amadora faz todo o sentido, dada a diversidade cultural e partilha de origens entre alguns dos seus habitantes ‒ oriundos, por exemplo, de São Tomé e Príncipe, Brasil, Venezuela ‒ e o próprio cacau. “Às vezes criam-se estigmas, mas a Amadora está em expansão e em desenvolvimento”, defende Céu, que destaca a beleza da Casa Roque Gameiro, a Biblioteca Municipal Fernando Piteira Santos, a envolvência do Jardim Delfim Guimarães e do Parque Aventura, só para referir alguns dos cantos

conhecida também pela banda desenhada, está a ser requalificada com imagens apelativas.”

Céu Carvalho

recantos que enumera. Por isso, este Natal promete ser ainda mais doce para os lados da Amadora e, claro, na própria casa de Céu onde, como boa mestre chocolateira que é, não tem como se livrar dos pecados dos deuses. “No Natal, a família e os amigos oferecem-me caixas de bombons

e

é, não tem como se livrar dos pecados dos deuses. “No Natal, a família e os

e

desafiam o meu palato”, conta. Afinal,

se na sua opinião um mestre chocolateiro

é

aquele que proporciona momentos doces

e

felizes, também ele merece que lhe calhe

sempre a melhor fava

de cacau.

 

JÁ ANTES

DE

O O SER,

ERA

Se

promover,

divulgar

e

fazer

pensar

são

hoje

fim

deste

o figuras nascido objetivo

festival

1989,

da em inicial com Amadora as da

o

era

homenagear

ilustres

NA SE AMADORA, COM

ESTÁ

relacionadas

tema,

o

numa

iniciativa

conhecida

ESTÁ

A BD

como

Salão

Banda

Mas

Desenhada.

porquê

as aqui? Mosquito

Para

quem

não

sabe,

nesta

da zona as

e situavam-se (autores,

importantes

agentes

BD

por

exemplo),

instalações

da

Bertrand

editoras

e

das

revistas

Tintin.

A PASSO,

E GALOPE

Morris,

porque

Luke,

Lucky

do que

Portugal

o

e

último

este

a festival decidido O

conhecido

tornou

internacionalmente.

que

tal,

foi

zum-zum

terá

Municipal

transformá-lo

Câmara

festival

num

anual.

PELAS

RUAS…

DA

AMADORA

O

Quim e Manecas,

o Super-homem,

a Mónica ou o Astérix.

São muitas

as

personagens que já passaram pelo

festival e

que ainda hoje andam pela

Amadora.

O resultado são paredes

e muros

com banda

desenhada

e um parque

infantil dedicado

à Turma da Mónica.

à roda da

BANDA

DESENHADA

Colocou a Amadora na rota europeia da 9.ª arte e, se as suas edições se traduzissem em quadradinhos, este ano haveria um 27.º a acrescentar mais um ponto ao conto. A história do Amadora BD – Festival Internacional de Banda Desenhada está longe de estar finalizada, mas já merece ser lida.

TROTE sido autor visitou
TROTE
sido
autor
visitou
mas já merece ser lida. TROTE sido autor visitou Terá s e O PRÉMIO DE MELHOR

Terá

se

O PRÉMIO DE MELHOR FESTIVAL VAI PARA… o Amadora BD, pela … importância que lhe
O PRÉMIO
DE
MELHOR
FESTIVAL
VAI PARA…
o Amadora
BD, pela
importância
que lhe
é reconhecida dentro e fora
Neste momento, é
do país.
também
são entregues
aqui que
alguns
dos
mais
importantes
prémios
nacionais
da área.
ZOMBIE, DE MARCO MENDES

141414

épocas festivas AS MINHAS RECEITAS     Chefe Esteves Creme de galinha   com açafrão

épocas festivas

AS MINHAS RECEITAS

épocas festivas AS MINHAS RECEITAS     Chefe Esteves Creme de galinha   com açafrão e
   

Chefe Esteves

Creme de galinha

 

com açafrão e

cogumelos selvagens

Ingredientes para 4 pesssoas

400 g de galinha

400

g de galinha

1 c. sopa de sal grosso

1

c. sopa de sal grosso

1 cebola (100 g)

1

cebola (100 g)

3 dentes de alho

3

dentes de alho

80 g de arroz carolino

80 g de arroz carolino

hortelã fresca q.b.

hortelã fresca q.b.

açafrão q.b.

açafrão q.b.

1 cenoura pequena (75 g)

1

cenoura pequena (75

g)

meia curgete (75 g)

meia curgete (75 g)

125 g de mistura de cogumelos

125

g de mistura de cogumelos

selvagens

Confeção

Comece por lavar e limpar a galinha, colocando-a depois em água fria, ao

 

chinês e adicione a cenoura e a curgete cortadas em cubos muito pequenos.

lume. Junte metade do sal, a cebola

e o alho. Quando a galinha estiver

cozida, retire-lhe as peles e os ossos

e desfie-a. Na água da cozedura,

junte o arroz e deixe cozinhar (se

necessário, junte mais água). Quando

o arroz estiver cozido, junte a hortelã

e o açafrão, passando com a varinha mágica, por forma a obter um creme leve e homogéneo. Passe o creme pelo

Junte a galinha desfiada e os

cogumelos. Deixe cozinhar e retifique os temperos, usando o restante sal,

se necessário. Emprate, enformando uma parte da galinha e dos legumes no centro do prato, colocando depois

o caldo.

e dos legumes no centro do prato, colocando depois o caldo. 60 min. custo médio Dificuldade:

60 min.

custo médio Dificuldade: fácil
custo médio
Dificuldade: fácil
depois o caldo. 60 min. custo médio Dificuldade: fácil INFORMAçãO NUTRICIONAL Uma porção (180 g) contém
INFORMAçãO NUTRICIONAL Uma porção (180 g) contém Calorias Gordura Saturada Sal 168 1,9 g 0,5
INFORMAçãO NUTRICIONAL
Uma porção (180
g) contém
Calorias
Gordura
Saturada
Sal
168
1,9 g
0,5 g
2,1 g
8%
3%
3%
35%
do Valor Diário de Referência para um adulto que
tem por base uma dieta de 2000
kcal.
épocas festivas AS MINHAS RECEITAS AS MINHAS RECEITAS Chefe Esteves Chefe Esteves Arroz de línguas

épocas festivas

AS MINHAS RECEITAS

AS MINHAS RECEITAS

Chefe Esteves

Chefe Esteves

RECEITAS AS MINHAS RECEITAS Chefe Esteves Chefe Esteves Arroz de línguas e caras de bacalhau com

Arroz de línguas e caras de bacalhau

com lingueirão

Ingredientes para 4 PESSOAS

400 g de línguas de bacalhau

400

g de línguas de bacalhau

1 kg de caras de bacalhau

1

kg de caras de bacalhau

4 dentes de alho

4

dentes de alho

2 folhas de louro

2

folhas de louro

500 g de lingueirão

500

g de lingueirão

3 c. sopa de azeite

3 c. sopa de azeite

1 cebola (120 g)

1 cebola (120 g)

100 ml de vinho branco

100

ml de vinho branco

400 g de arroz carolino

400

g de arroz carolino

kg de grelos de nabo frescos 1

kg de grelos de nabo frescos

1

2 tomates em rama

2

tomates em rama

maduros (150 g)

hortelã q.b.

hortelã q.b.

2 tomates em rama maduros (150 g) hortelã q.b. 60 min. custo médio Dificuldade: média Confeção

60 min.

custo médio Dificuldade: média
custo médio
Dificuldade: média

Confeção

Demolhe as línguas e as caras de bacalhau em água corrente, cozendo depois as caras com um dente de alho e as folhas de louro. Escolha o bacalhau

e volte a colocar as peles e as espinhas na água,

reservando este caldo. Abra depois o lingueirão

e coza-o, deixando ferver lentamente durante 10

a 15 minutos (coe e reserve o caldo). Num tacho, coloque o azeite e deixe aquecer, adicionando

a cebola e o restante alho picados e deixando

refogar. Refresque com vinho branco e junte o arroz. Adicione um pouco do caldo de bacalhau (coado) e do caldo de lingueirão e envolva. Junte os grelos e o tomate aos cubos. Adicione mais caldo e o bacalhau escolhido. Junte as línguas de bacalhau e o lingueirão, e acrescente mais caldo. Retifique os temperos e adicione a hortelã. Sirva o arroz com o caldo. Atenção: as línguas não devem ficar demasiado cozidas.

Atenção: as línguas não devem ficar demasiado cozidas. INFORMAçãO NUTRICIONAL INFORMAçãO NUTRICIONAL Uma
INFORMAçãO NUTRICIONAL INFORMAçãO NUTRICIONAL Uma porção (620 g) contém Calorias Gordura Saturada Sal 615
INFORMAçãO NUTRICIONAL
INFORMAçãO NUTRICIONAL
Uma porção (620 g)
contém
Calorias
Gordura
Saturada
Sal
615
10,6 g
1,9 g
0,3 g
31%
15%
10%
5%
do Valor Diário
de Referência para um adulto
que
tem por base uma dieta de 2000 kcal.

épocas festivas

AS MINHAS RECEITASépocas festivas Chefe Esteves Chanfana de cachaço de vaca Confeção Corte a carne em peças uniformes.

Chefe Esteves

épocas festivas AS MINHAS RECEITAS Chefe Esteves Chanfana de cachaço de vaca Confeção Corte a carne

Chanfana

de cachaço de vaca

Confeção

Corte a carne em peças uniformes. Leve-a a marinar com o vinho tinto, o sal, a salsa, a cebola em rodelas, os alhos esmagados, as folhas de louro,

o pimentão doce, os cravinhos e o azeite durante

24 horas. Coloque a carne com a marinada em lume brando a cozer lentamente. Para o puré, descasque as batatas e corte-as em quatro. Coza em água temperada com o sal e o tomilho. Escorra a água

e reduza a puré. Coloque a manteiga num tacho

e salteie os cogumelos. Junte as batatas trituradas

e envolva. Tempere com sal e pimenta e envolva energicamente. Sirva a carne com o puré à parte.

e envolva energicamente. Sirva a carne com o puré à parte. 80 min. custo médio Dificuldade:

80 min.

custo médio Dificuldade: média
custo médio
Dificuldade: média

Ingredientes para 4 pessoas

Chanfana

800 g de cachaço de vaca

800 g de cachaço de vaca

1 l de vinho tinto

1

l de vinho tinto

c. sopa de sal grosso 1

c. sopa de sal grosso

1

salsa q.b.

salsa q.b.

2 cebolas (200 g)

2

cebolas (200 g)

3 a 4 dentes de alho

3

a 4 dentes de alho

2 folhas de louro

2

folhas de louro

pimentão doce q.b.

pimentão doce q.b.

2 cravinhos

2

cravinhos

4 c. sopa de azeite

4

c. sopa de azeite

Puré

kg de batata para puré 1

kg de batata para puré

1

1 c. sopa de sal

1

c. sopa de sal

tomilho q.b.

tomilho q.b.

50 g de manteiga

50 g de manteiga

250 g de cogumelos

250 g de cogumelos

pimenta q.b.

pimenta q.b.

INFORMAçãO NUTRICIONAL Uma porção (680 g) contém Calorias Gordura Saturada Sal 733 41,5 g 179
INFORMAçãO NUTRICIONAL
Uma porção (680
g) contém
Calorias
Gordura
Saturada
Sal
733
41,5 g
179 g
4,5 g
37%
59%
85%
75%
do Valor Diário de Referência para um adulto que
tem por base uma dieta de 2000
kcal.
épocas festivas AS MINHAS RECEITAS Chefe Esteves Folhado de queijo de ovelha com compota de

épocas festivas

AS MINHAS RECEITAS

Chefe Esteves

épocas festivas AS MINHAS RECEITAS Chefe Esteves Folhado de queijo de ovelha com compota de abóbora

Folhado de queijo de ovelha

com compota de abóbora

18

Confeção

Comece por preparar a compota, descascando a abóbora e cortando em cubos de 50x50 mm. Leve um tacho ao lume com a abóbora, o

açúcar, o pau de canela e a casca

e sumo da laranja, deixando

cozinhar lentamente. Mexa frequentemente para que a abóbora fique em fios. Quando

atingir a textura desejada, retire

o pau de canela e deixe arrefecer.

Para fazer os folhados, corte as folhas da massa filo em dois e ponha uma metade numa base de ir ao forno. Pincele com azeite, coloque a outra metade e pincele novamente com azeite. Barre

com queijo e miolo de nozes, previamente partidos, e leve os folhados ao forno a 180ºC, até ficarem dourados e crocantes. Sirva sobre a compota de abóbora.

Ingredientes para 4 pessoas

Folhado

Compota

6 folhas de massa filo g de abóbora menina 400 azeite q.b. g de açúcar
6 folhas de massa filo
g de abóbora menina
400
azeite q.b.
g de açúcar
100
200 g de queijo de ovelha
amanteigado
pau de canela
1
laranja pequena
1
30 min.
custo médio
Dificuldade: média
80 g de miolo de nozes
INFORMAçãO NUTRICIONAL
Uma porção (190 g)
contém
Calorias
Gordura
Açúcar
Fibra
503
29,7 g
29 g
1,8 g
25%
42%
32%
7%
do Valor Diário
de Referência para um adulto
que tem por base uma dieta de 2000 kcal.

© Teresa Aires I Esfera dos Livros

© Teresa Aires I Esfera dos Livros MAgDA ROMA NutRiciONiStA E NutRicOAch www.magdaroma.com geral@magdaroma.com © Magia

MAgDA ROMA NutRiciONiStA E NutRicOAch www.magdaroma.com geral@magdaroma.com

© Magia da Luz
© Magia da Luz
www.magdaroma.com geral@magdaroma.com © Magia da Luz Nutrição e gastroNomia Num só Saiba mais sobre estes e

Nutrição e

gastroNomia

Num só

Saiba mais sobre estes e outros ingredientes n’ O Livro das Re- ceitas Vegan e aprenda pratos deliciosos isentos de ingre- dientes de origem animal, para toda a família. E para dar a este Natal novas receitas, espreite algumas das sobremesas, como o bolo de noz e chocolate.

algumas das sobremesas, como o bolo de noz e chocolate. GERMINADOS E FERMENTADOS: SABE DO QUE
algumas das sobremesas, como o bolo de noz e chocolate. GERMINADOS E FERMENTADOS: SABE DO QUE

GERMINADOS E FERMENTADOS:

SABE DO QUE FALAMOS?

Excelentes em saladas, snacks e acompanhamentos, os ali- mentos germinados e fermentados têm funções diferentes, mas usos idênticos e vantagens claras. Se não sabe o que são, este Natal ofereça a si mesmo novas descobertas.

que são, este Natal ofereça a si mesmo novas descobertas. Possuidores de alto valor vitamínico, os
que são, este Natal ofereça a si mesmo novas descobertas. Possuidores de alto valor vitamínico, os

Possuidores de alto valor vitamínico, os germina- dos (haste inicial após a germinação da semente) e os brotos (caule e folhas) permitem a ingestão de leguminosas e cereais sem que lhes seja aplicada temperatura. E são ali- mentos muito ricos, como comprovam, por exemplo,

E são ali- mentos muito ricos, como comprovam, por exemplo, QuaisQuer um destes três – germiNados,

QuaisQuer um destes três – germiNados, brotos e fermeNtados – são iNgredieNtes importaNtes Numa dieta vegetariaNa, graças aos NutrieNtes Que possuem.

os rebentos de ervilha, que têm quatro vezes mais vitamina C do que uma laranja. Já os fermentados resultam de uma forma de conservação de legumes in- titulada fermentação e são

O Livro das Receitas Vegan Da autoria de Magda Roma com Mónica Venda A Esfera dos Livros

ricos em probióticos. São exemplo destes ingredien- tes os pickles , o chucrute (couve branca fermentada) e o kimshi (condimento típico da Coreia, à base de acelga).

tes os pickles , o chucrute (couve branca fermentada) e o kimshi (condimento típico da Coreia,

© Helena Correia, 2015 I Museu de Lanifícios

© Helena Correia, 2015 I Museu de Lanifícios ENTRE A LÃ E A NEVE, ESTE NATAL

ENTRE A LÃ E A NEVE, ESTE NATAL VAI AQUECER

de Lanifícios ENTRE A LÃ E A NEVE, ESTE NATAL VAI AQUECER No século XIX, mais
de Lanifícios ENTRE A LÃ E A NEVE, ESTE NATAL VAI AQUECER No século XIX, mais

No século XIX, mais de metade dos habitantes da Covilhã trabalhava nos lanifícios. Já Gouveia era dos maiores centros urbanos de faturação industrial, enquanto Manteigas continua a marcar pontos na produção de lanifícios. Este Natal descubra o lado mais quente do maciço central português.

descubra o lado mais quente do maciço central português. SuSana Torrão A região da serra da

SuSana Torrão

A região da serra da Estrela é o principal núcleo de produção de

lanifícios de Portugal desde o século XIV. os rebanhos sempre povoaram as encostas serranas

e a transumância é ali uma

tradição secular. Hoje, a indústria têxtil modernizou-se, mas há ainda quem produza burel e lã de forma tradicional. Partir em direção à serra, ficar a conhecer os segredos do burel e da lã, ao

mesmo tempo que se aconchega

o estômago com a gastronomia

serrana, é a sugestão que lhe deixamos para este natal. Que será bem mais quente com uma mantinha de lã por perto!

Que será bem mais quente com uma mantinha de lã por perto! Covilhã o elevado número

Covilhã

o elevado número

de fábricas na cidade fez com que a Covilhã fosse conhecida como a

Manchester portuguesa. Hoje, é nas instalações

da universidade da Beira Interior (uBI) que fica

o Museu de Lanifícios.

a Real Fábrica de

Panos, as Râmolas de Sol – estendedouro de lãs ao ar livre – e a Real Fábrica Veiga são os três

núcleos do museu que acompanham a história da lã na região. Lembre-se que o museu encerra nos dias de natal e ano novo.

© Danilo Pavone, 2005 I Museu de Lanifícios
© Danilo Pavone, 2005 I Museu de Lanifícios

Adoce a boca com os bolos típicos talassas e carolos.

natal e ano novo. © Danilo Pavone, 2005 I Museu de Lanifícios Adoce a boca com

© Carlos Vieira atelier

© CM Gouveia

© rupert/Burel Mountain originals
© rupert/Burel Mountain originals

MAnteigAs

Vindo da Covilhã, suba

a serra até às Penhas

da Saúde e desça até

Manteigas, ladeando

o principal vale glaciar português. na vila,

operam unidades de produção artesanal de lanifícios abertas ao

público durante a semana. Caso da Ecolã, fundada em 1925, e da Burel Factory, onde a tradição

é palavra-chave.

e da Burel Factory , onde a tradição é palavra-chave. Faça uma pausa no Covão d’Ametade,

Faça uma pausa no Covão d’Ametade, junto à nascente do rio Zêzere.

no Covão d’Ametade, junto à nascente do rio Zêzere. gouveiA numa região marcada desde sempre pelo

gouveiA

numa região marcada desde sempre pelo pastoreio e pela transumância, vá até à aldeia de Folgosinho e faça o percurso pedestre Rota dos Galhardos, com partida e chegada nesta

localidade. o percurso acompanha o traçado de duas calçadas romanas e dá a conhecer a paisagem desta região que ganhou atenção mediática com a rodagem do documentário Ainda Há Pastores.

A não perder Dá Cá uMA feijoCA Prove a feijoca serrana – espécie de feijão
A não perder
Dá Cá uMA feijoCA
Prove a feijoca serrana –
espécie de feijão produzido
na região com carne de
porco e enchidos e acom-
panhado com arroz de
carqueja – e saboreie o
autêntico Queijo da Serra.
Ar puro nunCA
é DeMAis
a 1500 m de altitude, o
Parque natural da Serra
da Estrela foi eleito no
século XIX, pelo médico
Sousa Martins, como o local
mais saudável do país, pela
pureza dos seus ares. Visita
‘de rotina’ é obrigatória!
o que esConDeM
As peDrAs?
na serra, o granito foi to-
mando formas particulares
ao longo das eras e alguns
penedos ganharam estatuto
de atração turística.
Caso da Pedra do urso,
da Cabeça do Velho
ou a Cabeça do Faraó.

-10%

© Casa com História

PARA

LEITORES

AMANHECER*

Ganhe uma estadia e conheça a história desta casa

PASSATEMPO

Construído no início do século XX, o edifício atualmente conhecido como Casa com História foi residência de uma personalidade multifacetada e é, hoje, uma unidade de alojamento única no coração da Covilhã. Situada na encosta da serra da Estrela, esta é a casa ideal para quem gosta de natureza e desportos radicais, mas não prescinde do conforto do lar. Aliás, a ver pelas imagens, vai sentir-se como se estivesse na sua própria casa. Visite o site www.casacomhistoria.pt e veja as atividades e os serviços de que poderá usufruir. Concorra já e faça parte da história deste espaço.

COMO PARTICIPAR?

Envie-nos uma frase que contenha as palavras 'Amanhecer', ‘Covilhã’ e ‘história’ para revista@amanhecer.pt até 31 de dezembro de 2016, colocando no assunto 'Passatempo Casa com História’.

O autor da frase mais original ganha este prémio.

O autor da frase mais original ganha este prémio. Oferta válida para uma estadia de uma
O autor da frase mais original ganha este prémio. Oferta válida para uma estadia de uma
O autor da frase mais original ganha este prémio. Oferta válida para uma estadia de uma

Oferta válida para uma estadia de uma noite para duas pessoas, com pequeno-almoço. A estadia deverá ser usufruída até 1 de abril de 2017, à exceção do período entre os dias 25 de fevereiro e 4 de março. Sujeito a reserva prévia e disponibilidade da casa. O vencedor será contactado diretamente pela Amanhecer.

*Apresente esta revista na Casa com História e tenha um desconto de 10%, válido até 1 de abril de 2017. Desconto sujeito a reserva prévia e disponibilidade do espaço. Só tem de referir, no momento da reserva, que possui a revista e levá-la quando fizer o check-in.

HISTÓRIAS DE AMANHECER Natal para ler e rimar Querido Pai Natal, O Natal no meu

HISTÓRIAS DE AMANHECER

Natal para ler e rimar Querido Pai Natal, O Natal no meu bairro Como deves
Natal para ler
e rimar
Querido Pai Natal,
O Natal no meu bairro
Como deves imaginar, este ano portei-me muito bem.
é muito especial
todos ficam mais alegres
Por isso, gostaria muito
é
uma época sem igual
As ruas estão coloridas
há luzinhas nas janelas
as
avós cozinham doces
e
as crianças aprendem com elas
Mas antes fazem as compras
na sua loja Amanhecer
tem lá tudo o que precisam
e
tudo é bom, podes crer!
O
que importa para a Sara
é
ter a família reunida
os avós vêm da terra
com os primos e a tia Guida
Já os manos Araújo
gostam muito de cantar
este ano estão no coro
deste bairro popular
Animação, com certeza,
não irá aqui faltar,
entre sonhos e cantorias
todos vamos festejar!
Feliz Natal!
ESCREVE AQUI A TUA
CARTA AO PAI NATAL
Este ano, que
presentes gostarias
de receber?
TIA MIDOCAS
Feliz Natal! ESCREVE AQUI A TUA CARTA AO PAI NATAL Este ano, que presentes gostarias de

2323

Projecto Cartas Cruzadas

Amizade na caixa do correio

Partilhar felicidade e fazer com que o outro se sinta bem. É este o objetivo do Projecto Cartas Cruzadas, criado por Mariana Neves em 2012 e desde então procurado por centenas de pessoas.

em 2012 e desde então procurado por centenas de pessoas. SUSANA TORRÃO A os 22 anos,

SUSANA TORRÃO

A os 22 anos, Mariana Neves escreveu

a mais de 200 pessoas nos últimos

quatro. E se é certo que no Natal

os pedidos não aumentam, por esta

altura todos se lembram da ‘Mariana das cartas’:

“Mesmo as pessoas que não me escrevem no

resto do ano, é certo que no Natal me enviam um postal”, afirma a jovem de Valongo.

O Projecto Cartas Cruzadas surgiu em 2012,

quando o pai lhe fez notar como ficava feliz ao

ir buscar correspondência à caixa do correio.

“Fiquei a pensar que há muitas pessoas que não conhecem a sensação de receber uma carta, não

têm esse contentamento. Decidi escrever cartas

de forma gratuita e lancei um tweet a anunciar

a ideia”, explica a também psicomotricista. Só o primeiro tweet deu origem a pedidos de várias pessoas que gostavam de receber uma carta. “Uma coisa puxou a outra e quando dei por mim estou há quatro anos nisto”, conta, bem-disposta.

EM LISTA DE ESPERA, MAS CARTA GARANTIDA!

Os pedidos de cartas são tantos que, atualmente, o tempo de espera ronda os três meses. Afinal, uma carta demora entre meia-hora a 45 minutos a ser redigida. “Quero que seja mesmo uma carta, não um lembrete”, diz Mariana, a quem às vezes doem as mãos de tanto escrever e que até aqui nunca enviou uma carta igual. A jovem nutre também especial carinho pelos pedidos que são feitos para terceiros. “A filosofia do projeto é passar a felicidade e fazer com que o outro se sinta bem. Quando são pessoas a pedir para outras, derreto-me completamente!”, diz. E quanto a respostas? A verdade é que são poucas as pessoas que respondem à jovem, mas aquelas que o fazem, explica Mariana, acabam por dar origem a “ligações fantásticas” e a algo maior ‒ grandes amizades.

“Ando desde 2012 a relembrar a quem quiser receber uma carta minha na caixa de correio, o quão bom é sentir que alguém nos escreve, nos mima e se dedica a nós. É com este sentimento que desejo a todos os leitores da Amanhecer um bom Natal com o desejo que um dia destes façam como eu e deixem a felicidade desta época carimbar-vos o resto da vida.”

Mariana Neves

SAIBA MAIS SOBRE ESTE PROJETO EM WWW.PCARTASCRUZADAS.BLOGSPOT.PT

@ Team Sutton Designs

@ Team Sutton Designs Esta ideia vai dar pano para mangas Nós nem somos pessoas de

Esta ideia vai dar pano para mangas

Nós nem somos pessoas de mexericos, mas aqui que nin- guém nos ‘ouve’, porque não aproveitar a mesa daquela velha máquina de costura Singer − ou outra! − para dar uma nova roupagem ao canto da sala mais despido? Basta retirar a máquina propriamen- te dita, limpar a estrutura de metal e retocar o brilho da madeira e terá uma mesinha de apoio ou simplesmente de decoração, bonita e elegante. E que vai, de certeza, fazer os seus amigos bisbilhotarem sobre a beleza desta ideia.

Saiba mais

Veja esta e outras ideias em www.teamsuttondesigns.com

mais Veja esta e outras ideias em www.teamsuttondesigns.com seja voluntário ACASO Quando os sonhos ganham asas

seja voluntário

outras ideias em www.teamsuttondesigns.com seja voluntário ACASO Quando os sonhos ganham asas A ACASO, uma das

ACASO

Quando os sonhos ganham asas

seja voluntário ACASO Quando os sonhos ganham asas A ACASO, uma das maiores IPSS do Algarve,

A ACASO, uma das

maiores IPSS do Algarve, desenvolve o seu

trabalho de apoio social desde 1932, através de uma rede de serviços

e infraestruturas que

inclui, entre outros, lares, residências, centros ocupacionais e a Unidade de Cuidados Continuados de Média Duração e Reabilitação de Olhão.

Com o programa

Sentir a Diferença,

a associação quer

sensibilizar a comunidade para a problemática da deficiência, com vista a garantir a plena integração destes cidadãos na sociedade.

Neste sentido, foi criado

o projeto Sonhos de

Algodão, com o intuito de concretizar um sonho partilhado por muitos dos utentes da associação:

andar de avião.

por muitos dos utentes da associação: andar de avião. “Quero agradecer a todas as pessoas que

“Quero agradecer a todas as

pessoas que me proporcionaram a viagem. Nunca pensei poder andar de avião! Gostei! Foi uma emoção muito grande e um dia bem passado, como nunca na vida. Porque

nós não somos autónomos, mas naquele momento somos pessoas como as outras.”

Hélio Rafael, 44 anos, residente num lar da ACASO

VoAr Alto em númeroS

Entre 21 de junho e 9 de agosto, este projeto realizou 71 viagens de avião entre Faro e Porto:

47 pessoas voaram até à Invicta, acompanhadas por 24 elementos da associação que os apoiaram durante a viagem.

INSCREVA-SE EM WWW.BOLSADOVOLUNTARIADO.PT

© David Fonseca
© David Fonseca

RÁPIDO nO gatIlhO

David Fonseca

natural de leiria, estudou cinema e iniciou-se como fotógrafo de moda antes do sucesso na música chegar, em 1998, com os Silence 4. Com uma carreira a solo desde 2003, prefere o natal ao ano novo e não será difícil ouvi-lo trautear Last Christmas, dos Wham!. O que nos canta David Fonseca nesta entrevista?

dos Wham!. O que nos canta David Fonseca nesta entrevista? raBaNadas ou BoLo-rei De preferência com

raBaNadas ou BoLo-rei

De preferência com brinde!

it’s a WoNderfuL Life, de fraNk CaPra.

O melhor filme de natal que já viu.

Brisas do Lis ou Pastéis de Nata

de natal que já viu. Brisas do Lis ou Pastéis de Nata longas ou curtas? LoNgas,

longas ou curtas?

LoNgas, o que é meLhor Leva o seu temPo.

ChoCoLate e geLados

Coisas que não podem faltar na lista do supermercado.

perguntas & respostas

no natal: postais, telefonemas ou sms?

"Postais… Por favor, tragam essa tradição de voLta!"

Em pequeno queria ser… Carteiro, pela ilusão de poder passar o dia inteiro a andar
Em pequeno queria ser…
Carteiro, pela ilusão de poder passar o dia
inteiro a andar de bicicleta.
Hoje, com qual se identifica mais:
música, cinema ou design?
Com cinema: será sempre um dos meus
portos seguros.
E qual foi a melhor prenda de Natal
que recebeu em criança?
Um computador ZX Spectrum 48K, talvez
a que me deixou mais feliz.
“Muda de vida” se….
“tu não vives satisfeito”. É a letra original
do Variações e ainda a que assenta melhor
na terminação dessa ideia.
Lembra-se do seu primeiro concerto?
Sim, foi um massacre de 2h30. tocámos as
canções todas que tínhamos em carteira.
O futuro é…
aquilo que eu quiser.

As NOssAs MERCEARIAs

Supermercado Rossio

As NOssAs MERCEARIAs Supermercado Rossio EM NOME DO NEGÓCIO DA FAMÍLIA Tudo começou com uma pequena
As NOssAs MERCEARIAs Supermercado Rossio EM NOME DO NEGÓCIO DA FAMÍLIA Tudo começou com uma pequena

EM NOME DO NEGÓCIO DA FAMÍLIA

Tudo começou com uma pequena mercearia criada pelo pai, há 41 anos, no Ramalhal. Com o negócio a crescer, Diogo Santos e o irmão tomaram o projeto em mãos e expandiram o espaço, convertendo-o no Supermercado Rossio, que, para satisfação dos clientes, faz também parte da família Amanhecer.

SuSana Torrão N Supermercado o Rossio, mesmo no Supermercado centro do Ramalhal, junto à igreja
SuSana Torrão
N Supermercado
o
Rossio, mesmo no
Supermercado
centro do Ramalhal,
junto à igreja
Rossio
Largo 1.º de
Maio, 8
e ao banco, é possível encontrar
2565-647 Ramalhal
toda a família
Santos.
Diogo, o
Tel.: 261
911
444
irmão
e o pai
vestem a camisola
diariamente
GPS: 39.191051,-9.178870
e, aos fins de semana ou nas férias, os filhos de
Diogo juntam-se à equipa para dar uma ajuda.
Com porta aberta há 41 anos, a família é bem

conhecida da população desta freguesia do concelho de Torres Vedras, que frequenta a loja há várias décadas. Foi o pai de Diogo que iniciou o negócio com uma pequena mercearia. Mas em pouco tempo, Diogo e o irmão juntaram-se-lhe e foram tomando as rédeas do negócio. “Comecei aos 16 anos e já cá estou há 31. Entretanto, o meu irmão saiu da escola e também ficou por aqui, e como a casa foi tendo cada vez mais movimento, resolvemos andar com isto para a frente”, conta Diogo. As obras realizadas há dez anos deram origem ao supermercado e, da velha mercearia, resta apenas a balança, guardada em casa pela família. Hoje, o Supermercado Rossio é a única mercearia na povoação e, além dos clientes do Ramalhal, atende ainda a população que vive

De 50 para 150 Foi há dez anos que o Supermercado rossio adqui- riu uma

De 50 para 150

Foi há dez anos que o Supermercado rossio adqui-

riu uma nova cara. até aí,

a funcionar como mercearia

num espaço de 50 m 2 , a loja

foi totalmente destruída

e remodelada para dar lugar

a um supermercado de

150 m 2 . a entrada para a

família amanhecer veio dar

o toque final ao espaço, com

um novo layout e vantagens logísticas que conquistaram

ainda mais clientes.

logísticas que conquistaram ainda mais clientes. “Os clientes dizem que temos melhores preços do que
logísticas que conquistaram ainda mais clientes. “Os clientes dizem que temos melhores preços do que

“Os clientes dizem que temos melhores preços do que algumas grandes superfícies. A dinâmica dos preços e a divulgação dos produtos em folheto têm captado bastante clientela.” Diogo Santos

num raio de cinco quilómetros, atraída pelos preços e pela diversidade de produtos. “Os nossos clientes já nos conhecem há muitos anos, gostaram da nova loja e têm aderido ao conceito. Depois, funciona o sistema de passa-palavra que ajuda a que clientes de localidades próximas também cá venham”, diz Diogo.

Natal mais Doce e recheaDo

A ligação ao Recheio começou ainda na época da mercearia e estreitou-se quando, há ano e meio, o espaço entrou para o universo

Amanhecer: uma decisão com claras vantagens logísticas. “Poupamos imenso tempo: em vez de passarmos um dia a fazer compras no Recheio, enviamos a encomenda e os produtos são-nos entregues aqui. Além disso, os preços também são uma vantagem”, diz Diogo. As entregas são feitas à segunda e terça-feira e, em épocas de mais movimento, como o verão ou o Natal, Diogo aumenta o stock de frutas e legumes. No início de dezembro, os produtos a reforçar são outros: chocolates, bombons e, claro, o sempre presente bacalhau.

> Saiba mais em www.facebook.com/supermercadorossio.amanhecer

© Lia Griffith

passatempos

Sudoku

© Lia Griffith passatempos Sudoku Kakuro Idêntico ao Sudoku, o objetivo deste jogo é preencher o

Kakuro

Idêntico ao Sudoku, o objetivo deste jogo é preencher o quadro com núme- ros de 1 a 9, tendo em atenção que:

> Em cada bloco de células vazias (em linha e em coluna) não podem haver números repetidos.

> A soma dos números de cada bloco

(em linha e em coluna) tem de ser igual ao valor referido nos quadrados pretos, no início desse mesmo bloco.

referido nos quadrados pretos, no início desse mesmo bloco. Soluçõe S 3030 aprende com a aurora

Soluçõe S

quadrados pretos, no início desse mesmo bloco. Soluçõe S 3030 aprende com a aurora Um Natal
quadrados pretos, no início desse mesmo bloco. Soluçõe S 3030 aprende com a aurora Um Natal

3030

pretos, no início desse mesmo bloco. Soluçõe S 3030 aprende com a aurora Um Natal bom

aprende com a aurora

Um Natal bom da pinha

Soluçõe S 3030 aprende com a aurora Um Natal bom da pinha Pinhas pequenas • Feltro
Soluçõe S 3030 aprende com a aurora Um Natal bom da pinha Pinhas pequenas • Feltro
Soluçõe S 3030 aprende com a aurora Um Natal bom da pinha Pinhas pequenas • Feltro

Pinhas pequenas Feltro de várias cores Tesoura Super cola Canetas Guizos Agulha e linha Bolas de madeira pequenas

Este Natal, contratámos três pequenos reforços ‘de peso’ para te ajudarem com a decoração da árvore. Mas pre- cisamos da tua habilidade para pô-los a saltar desta folha de papel para as tuas mãos. Começa por recortar o feltro para fazer os sapatos, as luvas, os cachecóis e os capuzes com os guizos. Em cada uma das bolas, desenha os olhos e a boca, e cola-as nas pinhas. Depois, só tens de vesti-los como mostra a imagem e estarão prontos para a festa.

Encontra Esta E outras idEias Em www.liagriffith.com

concurso

Gostarias de saber mais sobre ti e o que te rodeia?

Participa e Ganha já!

mais sobre ti e o que te rodeia? Participa e Ganha já! • Dezenas De abas

Dezenas De abas para levantar e saber mais.

textos DivertiDos

e

explicações acessíveis.

veículos que te levam a viajar por terra, no mar e no ar.

o

corpo humano à lupa:

cérebro, Digestão, sangue

e órgãos.

humano à lupa: cérebro, Digestão, sangue e órgãos. existem? Com estes dois livros da coleção Pequenos
humano à lupa: cérebro, Digestão, sangue e órgãos. existem? Com estes dois livros da coleção Pequenos
humano à lupa: cérebro, Digestão, sangue e órgãos. existem? Com estes dois livros da coleção Pequenos
humano à lupa: cérebro, Digestão, sangue e órgãos. existem? Com estes dois livros da coleção Pequenos

existem?

Com estes dois livros da coleção Pequenos Exploradores, vais poder observar bem de perto o corpo humano, mas

também viajar pelo mundo dos veículos. Para ganhares um deles, só tens de ser rápido e enviar um e-mail para revista@amanhecer.pt, até 31 de dezembro de 2016, indicando no assunto ‘Passatempo Edicare − Pequenos Exploradores’. Se o teu e-mail for um dos primeiros a chegar, receberás um dos cinco exemplares que temos para oferecer.

O que faz o nosso cérebro? Que tipo de barcos

oferecer. O que faz o nosso cérebro? Que tipo de barcos Só é válida uma participação

Só é válida uma participação por pessoa e deverá conter o nome, morada completa e contacto telefónico do partici- pante. Os vencedores serão contactados diretamente pela Amanhecer.

ficha técnica

Propriedade e edição: Recheio, Cash & Carry, S.A., Rua Actor António Silva n.º 7, 1649-033 Lisboa NIF: 500145415 Diretor: Rui Rebeca Diretora Adjunta: Ana Glória Redação e Direção Gráfica: IARB, Comunicação Impressão: Prodout – Gestão e Produção em Outsourcing, Lda. Publicação: Bimestral Tiragem: 40.000 exemplares Contactos: revista@amanhecer.pt | www.amanhecer.pt

Lda. Publicação: Bimestral Tiragem: 40.000 exemplares Contactos: revista@amanhecer.pt | www.amanhecer.pt 3131

3131

SACO AMANHECER O SACO AMIGO DO AMBIENTE IDEAL PARA LEVAR TODAS AS PRENDAS DESTE NATAL.

SACO AMANHECER

O SACO AMIGO DO AMBIENTE IDEAL PARA LEVAR TODAS AS PRENDAS DESTE NATAL.

SACO AMANHECER O SACO AMIGO DO AMBIENTE IDEAL PARA LEVAR TODAS AS PRENDAS DESTE NATAL.
SACO AMANHECER O SACO AMIGO DO AMBIENTE IDEAL PARA LEVAR TODAS AS PRENDAS DESTE NATAL.