Você está na página 1de 1

Em Crtica e mstica: poesia moderna e instantaneidade, Eduardo Guerreiro

B. Losso traz relevante discusso sobre a literatura de importantes tericos


que atribuem caractersticas negativas mstica, sem conhecer estudos e
aspectos importantes ligados ao fenmeno. Caminhos da Mstica, com
relevncia cientfica, provoca reflexes importantes s Ciencias da Religio e
contribui para um exerccio de olhar fenomenolgico da mstica, pois tal
experincia mostra-se em diversidade da unio com o mistrio, na
sublimidade e na inteligncia. A proposta cronolgica da obra permite uma
observao para o modo como esta experincia da presena divina foi
vivenciada ao longo da histria da humanidade e como elementos de cada
poca, de alguma forma, afetaram tal vivncia religiosa.

O livro Caminhos da Mstica divulga os trabalhos realizados no Seminrio de


mstica organizado por Faustino Teixeira, o esforo de Faustino e de todos os
envolvidos no Seminrio demonstra que a mstica no deve ser tratada nem
com o desprezo de quem no conhece sua profunda importncia para o
pensamento e cultura ocidental, bem como de todas as civilizaes, nem
relegada a um papel secundrio como fator de erudio distante de nossa
realidade atual. Nesse sentido, o livro definitivo para apresentar o vigor da
produo acadmica brasileira no tratamento desse assunto, bem como para
enfrentar o desafio de pensar a importncia das tradies msticas e a
atualidade de seu impulso transformador e de sua experincia, individual e
coletiva, na contemporaneidade, dentro de um debate internacional e
nacional.

O fio condutor do livro parece estar no s numa sequncia que respeita a


cronologia histrica de Plotino , mstica oriental, mstica medieval, at a
filosofia e poesia moderna, mas tambm na reincidncia de temas e questes
comuns: ligao entre vida contemplativa e ativa, experincia de iluminao,
etapas do caminho espiritual, riqueza simblica da potica mstica, estatuto
do conceito de mstica na discusso de uma modernidade e ps-modernidade
crtica metafsica.