Você está na página 1de 276

0DQXDO0DQXDO0DQXDO0DQXDO####GHGHGHGH####5HIHUrQFLD5HIHUrQFLD5HIHUrQFLD5HIHUrQFLD

&RQWUROH&RQWUROH&RQWUROH&RQWUROH####GHGHGHGH####(VWRTXH(VWRTXH(VWRTXH(VWRTXH

)HYHUHLUR 25333

1mR# KRPRORJDGR

#### GHGHGHGH #### (VWRTXH(VWRTXH(VWRTXH(VWRTXH )HYHUHLUR 25333 1mR # KRPRORJDGR

Copyright © 1998, 1999 DATASUL S.A. Todos os direitos reservados.

Nenhuma parte deste documento pode ser copiada, reproduzida, traduzida ou transmitida por qualquer meio eletrônico ou mecânico, na sua totalidade ou em parte, sem a prévia autorização escrita da DATASUL S.A., que reserva-se o direito de efetuar alterações sem aviso prévio. A DATASUL S.A não assume nenhuma responsabilidade pelas conseqüências de quaisquer erros ou inexatidões que possam aparecer neste documento.

DATASUL S.A. Av. Santos Dumont, 831, Joinville, SC, CEP 89.222-900

i

Índice

Prefácio

v

CAPÍTULO 1 Introdução

1

Integração com Outros Módulos

3

CAPÍTULO 2 Processo Preparação das Informações

7

Função Cadastros Gerais

7

Função Manutenção Localizações Estoque Função Manutenção Famílias 9

8

Função

Manutenção Itens para Estoque

24

Função Manutenção Contas Contabilização

33

Função Manutenção Parâmetros do Estoque 35

Função

Família/Itens Estabelecimento

48

Função

Modifica Controle do Item 48

CAPÍTULO 3 Processo Implantação dos Saldos Iniciais

Função Cadastramento Saldos Estoque

CAPÍTULO 4 Processo Movimentação de Materiais

53

53

57

Função Requisição de Materiais 59 Função Devolução de Materiais 60 Função Transações Diversas 61

63

67

68

69

70

Função Requisição de Materiais

Função Transferência Depósitos

CAPÍTULO 5 Processo Requisição Eletrônica de Materiais

CAPÍTULO 6 Processo Geração Ordens de Compra

Função Geração Automática Ordem Compra

ii

CAPÍTULO 7 Processo Formas de Custeio para Valorização dos Estoques

75

Função

Preço Médio Batch

75

Função

Preço Médio On-line

77

Função

Custo Padrão

77

Função

GGF- Gastos Gerais de Fabricação

79

Função MOD-Mão de Obra Direta

80

Função

Características e Diferenças entre os Tipos de Custo

80

Função Fórmulas dos Tipos de Custo

81

Função Transações do Estoque que Influenciam no Custo do Item

82

CAPÍTULO 8 Processo Cálculo do Preço Médio Batch

85

Função

Verificação das Informações Antes do Cálculo

85

Função

Cálculo do Preço Médio Batch

88

Função Valorização dos Itens no Cálculo do Preço Médio Batch

89

Função Valorização de Transferências entre Estabelecimentos no Cálculo

Batch

93

Função

Listagem Horas Apropriadas por Centro de Custo

100

Função

Transações de Acerto do Preço Médio

105

Função

Manutenção Acerto do Preço Médio

109

Função Variação do Preço Médio

111

CAPÍTULO 9 Processo Valorização de Ordens de Produção

113

Função Valorização de Ordens de Produção- Reporte por Ordem

116

Função Valorização de Ordens de Produção- Reporte por Operação

134

Função

Valorização de Sobra e Co-Produto

142

CAPÍTULO 10

Processo Fechamento Mensal do Estoque

145

Função

Sumário Contábil

152

Função Listagem Razão do Estoque

155

Função Listagem Movimento e Aplicação do Estoque

158

Função

Listagem Diário Auxiliar

161

Função

Listagem Valorização Estoque

162

Função

Listagem Atualização Consumo

165

Função

Listagem Contabilização Mensal

166

Função

Listagem Fechamento do Período

172

Função

Reabertura de Períodos

173

Função

Desatualização do Preço Médio

173

CAPÍTULO 11

Processo Geração Arquivos Fiscais

Função Geração Arquivos Fiscais(Normativa 68)

175

175

Índice

iii

CAPÍTULO 12

Processo Inventário

181

Função Geração da Ficha de Contagem

182

Função Emissão Fichas de Contagem

185

Função

Digitação e Consistência

186

Função

Relatório de Contagens

188

Função

Atualização do Inventário

192

Função Variação do Inventário

196

Função

Eliminação de Registros de Inventário

200

Função

Desatualização Inventário

201

Função

Posição do Inventário Cíclico

203

CAPÍTULO 13

Processo Estatísticas

205

Função Curva ABC Consumo

205

Função Curva ABC por Saldo

208

Função

Consumos Previsto

211

Função

Consumo Item

211

Função

Consumo Conta Contábil

213

Função Estatísticas do Estoque 213

Função Estatísticas Famílias Moeda

218

Função

Demonstrativo Consumo Conta

219

Função Demonstrativo Consumo Item 219

Função

Manutenção Consumos

219

Função Consulta Comparativo Período

220

CAPÍTULO 14

Processo Consultas e Relatórios

221

Função Consulta Requisições 221 Função Consulta Requisições- Data Entrega 223 Função Consulta Requisição Centro Custo 225

Função

Consulta Requisição Requisitante

226

Função Consulta Devolução Requisição

228

Função Consulta Saldos Estabelecimento

229

Função Consulta Saldos Depósito 230

Função

Consulta Saldos Item

231

Função

Consulta Saldos Localizações

232

Função

Consulta Movimento Estoque

232

Função Consulta Consumo Item 236

Função Consulta Consumo Conta

Função Consulta Movimento Estabelecimento 241 Função Consulta Movimentos Depósitos 242

238

Função Consulta Preço Médio Estabelecimento

243

Função Consulta Itens

244

Função Consulta Demonstrativo Consumo Conta 245 Função Consulta Fornecedores Grupo 245

iv

Função

Relatório Situação dos Estoques

246

Função Relatório Parâmetros do Estoque

252

Função

Relatório Famílias Material

252

Função

Relatório Catálogo Estoques

252

Função Relatório Classificação Fiscal

253

Função Relatório Item Classificação Fiscal

253

Função Relatório Naturezas de Despesa

254

Função

Relatório Requisitante Centro de Custo

254

Função Relatório Requisições

254

Função

Relatório Devolução Requisição

255

Função

Relatório Movimentos Requisição

257

Função

Relatório Saldo Físico dos Itens

258

CAPÍTULO 15

Dúvidas Mais Freqüentes

259

Quando são geradas as fichas de Inventário? O que é levado em consideração?

259

Como definir Data de Corte e Data de Atualização?

259

Qual a Definição de Inventário Cíclico Rotativo?

261

Quais as situações previstas para a Ficha de Inventário: como ocorre a alteração de situação?

262

Quais as formas de consistência do Inventário?

262

Como são calculadas as informações do Relatório de Variação de Inventário?

265

Por que é solicitado o valor na digitação da contagem? O valor informado

corresponde ao valor unitário ou total? Onde é usado este valor?

266

Durante o processo de inventário, pode-se efetuar movimentação do estoque normalmente?

266

Caso não se efetue a digitação da ficha, esta é considerada na atualização

do inventário?

Por que os valores apresentados no relatório “Diário Auxiliar do Estoque” não pode ser comparado com os valores do relatório de “Comparativo de

266

Material e Mão de Obra?

266

Como é calculado o lote econômico?

267

Como efetuar a troca de grupo de estoque do item?

267

Qual o melhor procedimento para efetuar a troca do tipo de controle de estoque? Em relação à Aprovação Eletrônica, quando houver um aprovador de um requisitante e este aprovador não estiver disponível para atender no momento a requisição pendente, quem poderá atender a requisição? Qual a seqüência lógica de execução de programas para efetuar o fechamento do estoque? Como efetuar as reaberturas de períodos? Por que o item fica com quantidade negativa mesmo parametrizado para

267

267

268

268

v

Prefácio

Os produtos DATASUL são conjuntos de aplicações relacionadas que permitem interligar toda uma empresa, resultando em um sistema integrado de gestão empresarial.

Cada produto é estruturado em aplicativos, sistemas, módulos e funções. Entre os aplicativos estão: Controladoria e Finanças, Manufatura, Manutenção, Materiais, Distribuição, Recursos Humanos. O aplicativo de Controladoria e Finanças, por exemplo, é dividido em dois sistemas: o sistema de Controladoria e o de Finanças. Cada sistema é por sua vez subdividido em um conjunto de módulos que implementam uma série de funções.

O Manual de Referência de Módulo visa abranger toda a informação necessária para compreender os módulos que compõem os produtos DATASUL, bem como solucionar dúvidas relativas ao seu funcionamento. É uma obra “de referência” já que seu principal Definição é a consulta para obtenção de informações, ao contrário de um livro ou outro tipo de manual que é lido do início ao fim.

Para cada módulo são definidas suas principais áreas funcionais. Uma área funcional é um conjunto identificado de comportamentos relacionados. Neste manual, cada área funcional dentro de um módulo é chamada de processo e cada comportamento que compõem esta área funcional é chamado de função.

Importante

As características do módulo apresentado neste manual são suas características básicas. Tomando-as como base, o módulo pode ser configurado para qualquer tipo de empresa.

Todos os dados utilizados nos relatórios e telas do DATASUL EMS apresentados neste manual são fictícios.

1

CAPÍTULO 1

Introdução

Objetivo

O módulo Estoque tem por Definição efetuar o controle físico, contábil e financeiro, em todos os níveis de materiais movimentados, desde a matéria- prima, materiais auxiliares, semi-acabados, subconjuntos, conjuntos, até o produto acabado. Controla, também, materiais de uso próprio, como ferramentas e peças de reposição.

O módulo Estoque faz parte do sistema Controle de Materiais do aplicativo Materiais do DATASUL EMS Framework.

Características

As principais características do módulo são:

Possibilita trabalhar com vários períodos em aberto

Os períodos do estoque obedecem o cadastro dos períodos contábeis informados na rotina de Manutenção de Ano Fiscais;

Possui recursos gráficos para interpretação e demonstração de dados estatísticos

Possibilita geração automática de ordens de compra para itens de demanda independente, com base em históricos de consumo

Possui rotinas para realização de inventários, seja de caráter cíclico ou pelo total

Calcula preço médio batch diário ou mensal, médio on-line e médio global

Possibilita o gerenciamento de até três tipos de custos(médio batch, médio on-line e custo padrão) e somente um tipo de custo com efeito contábil

Permite trabalhar de forma independente com até três moedas

Calcula giro, lote econômico e consumo previsto

2

Possui estatísticas por item, grupo de estoque e família de materiais

Emite curvas ABC por consumo e saldo

Controla saldo a nível de estabelecimento, depósito, localização física, lote e referência.

Integração com custos para a valorização das ordens de produção e manutenção

Controle de requisição de material do estoque, com cadastramento de requisitantes, com limites de requisição e aprovação eletrônica das requisições.

Na geração de um movimento, a contra-partida a ser contabiliza (conta de saldo) é armazenada automaticamente com base no Cadastro de Contas para Contabilização (CE0110).

A sumarização do período parte diretamente da movimentações, não precisando mais gravar os saldos na contabilização, evitando possível diferenças entre o saldo no estoque e o saldo contábil (CE0997).

Possibilita sumarizar movimentações diariamente.

Possibilita efetuar a contabilização diária.

Rotina de atualização das Estatísticas Independente.

CAPÍTULO 1

Introdução

3

Integração com Outros Módulos

Gera Movimento

Entrada Estoque Recebimento Tot. Horas Custos por Centro de Gera Mov. custo Bloqueio Estoque Controle
Entrada Estoque
Recebimento
Tot. Horas
Custos por
Centro de
Gera
Mov.
custo
Bloqueio
Estoque
Controle de
Custos
Qualidade
Preço Item
Planejamento
Acessa Saldo
Ordem
Automática
Gera
Movimento
Consumo Diário
Saída Estoque
Estoque
Faturamento
Compras
Verifica Saldo
Movimento
Pedidos
Contabilizaçã
Contabilidad
Mov. Reporte
e
Mov.
Produção
Parâmetro
R
i
i
Item
Configurador
Saldo/Consum
MPS
o
Mov.Reporte Ordem MI
Requisição de Material
Manut. Ind
Integração entre
Estabelecimentos
Multiplanta
Integração entre
Cleintes
EDI

4

Módulo

Informação

Recebimento

Gera Movimento

Entrada Estoque

Controle de

Gera Movimento

Qualidade

Bloqueio Estoque

Planejamento

Acessa saldo Item

Faturamento

Gera Movimento Saída Estoque

Pedidos

Verifica Saldos Valor total horas custos por centro de custo Preço Item

Custos

Contabilidade

Produção

Movimento contabilização Movimentos de Reporte e Requisição

MPS

Acessa Saldo

Verifica Consumo

Compras

Ordem Automática Consumo Diário Ponto de Encomenda

Engenharia

Estrutura do Produto Operações/Processos

Integração

O Módulo de Estoque atualiza saldo com

base nas entradas efetuadas no Recebimento e gera movimentação em Estoque. Bloqueia o saldo em estoque do material que está em controle, e efetua a liberação de saldos com base nas inspeções, e gera movimentação em estoque.

O Módulo de Planejamento verifica no estoque o saldo dos itens.

O Módulo de Faturamento baixa saldos dos

produtos vendidos e gera movimentação no Estoque. Verifica o saldo em estoque. Estoque calcula o total de horas apropriadas por centro de custo e atualiza Custos. Custos obtém o valor total dos centros de custos e envia para Estoque para valorização das ordens de produção. Além disto custo informa os preços unitários dos itens: base, reposição, última entrada e padrão. Recebe os movimentos para contabilização.

O Módulo de Produção acessa saldos do

Módulo de Estoque gerando movimentação através do reporte da produção ou

requisição de material. Aloca saldo em estoque.

O Módulo de Plano Mestre de Produção

acessa o saldo de itens e o consumo existente no estoque. Estoque efetua a geração de ordens de compra automática com base no consumo histórico e ponto de encomenda/pedido. Compras acessa o estoque para verificar os saldos dos itens para efetuar os pedidos. Estoque recebe informações da estrutura de material, bem como as informações do processo de fabricação (hora homem, hora máquina).

CAPÍTULO 1

Introdução

5

Módulo

Manutenção

Industrial

Multiplanta

Informação

Movimento de Reporte e Requisição de Ordens de Manutenção Industrial Saldo e Contabilização

Integração

Manutenção Industrial, baixa saldo em estoque e gera movimentação através de requisição de material de estoque e reporte da ordem de manutenção. Disponibiliza saldo dos itens para várias plantas. Envio de contabilização do Estoque para Contabilidade.

7

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

Objetivo

Este capítulo relaciona e descreve as informações que devem ser implementadas para o perfeito funcionamento do módulo.

Descrição

As informações contidas neste capítulo são apresentadas na forma de cadastros gerais e de cadastros do módulo.

Os cadastros gerais são aquelas funções que implementam informações utilizadas por mais de um módulo. Estas funções são descritas de forma detalhada no Manual de Referência dos Cadastros Gerais. Este capítulo apenas faz referência a estas funções. Ao clicar sobre a referência pode-se ir para o local no Manual de Referência dos Cadastros Gerais onde aparece a descrição detalhada da função.

Os cadastros específicos do módulo são aquelas funções que implementam informações que dizem respeito somente ao módulo em questão. São funções do tipo manutenção e na sua descrição são apresentadas suas principais características e funcionalidades.

Função

Cadastros Gerais

Descrição

O tratamento de cadastros gerais é descrito no Manual de Referência dos Cadastros Gerais. São eles:

Contas

Contas Contábeis

Conta Sistema

Cotações de Moedas

Depósitos

8

Função

Empresa

Estabelecimento

Família de Materiais

Grupos de Estoque

Item

Natureza Despesa

Parâmetros Globais

Subcontas

Manutenção Localizações Estoque

Objetivo

Esta função tem como Definição implantar a localização do material no estoque.

Tipo

Manutenção

Programas

CE0105

Descrição

Localização pode ser uma prateleira, uma gaveta etc., onde o Item é armazenado como padrão.

A localização do item no estoque da empresa deverá estar devidamente cadastrada no sistema seguindo o relacionamento Estabelecimento/Depósito/Localização.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

9

O controle de saldos por item é efetuado de acordo com a seguinte hierarquia:

Função

Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa

Empresa

Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Estabelecimento 1
Estabelecimento 1
Depósito Depósito Depósito 1 2 n Localização 1 Localização 2 Localização 3
Depósito
Depósito
Depósito
1
2
n
Localização 1
Localização 2
Localização 3
Estabelecimento 1
Estabelecimento 1
Depósito 1
Depósito
1
Depósito 1
Depósito
1
Depósito 1
Depósito
1

Manutenção Famílias

Objetivo

Conjunto de itens do estoque agrupados segundo critérios técnicos de afinidade de materiais como natureza, composição e aplicação.

Tipo

Manutenção

Programas

CE0102

Descrição

O

estoque atualiza as informações das famílias de materiais previamente

cadastradas nos módulos de Engenharia ou Compras. Estas informações definidas para a família de materiais para estoque visam agilizar a manutenção dos itens para estoque pois podem ser exportadas ou não para os itens da família para estoque.

10

Opções

Pasta Gerais

10 Opç ões Pasta Gerais Campo Emissão Curva ABC C o n t r o l

Campo

Emissão Curva

ABC

Controle Qualidade

Descrição

Quando assinalado, são emitidos relatórios de Curva ABC para todos os itens pertencentes a família cadastrada.

Nota

A Curva ABC é emitida somente para itens comprados; as famílias de itens acabados e semi-acabados são ignoradas.

Quando assinalado, os itens da família são submetidos ao controle da qualidade ou não.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

11

Campo

Descrição

Tipo Controle

Informar o tipo de controle contábil da família , que será assumido para o item. Tipo de controle:

Físico - o item terá somente controle físico no estoque. Deste modo não são efetuados os cálculos para a determinação do preço médio(custo médio dos produtos), e não são gerados dados para a contabilização das movimentações do item no estoque, exceto na entrada de notas fiscais(aquisição do item).

Observação

Nas entradas de estoque via recebimento(ver detalhes Manual de Referência do Recebimento – Processo Manutenção de Documentos – Função Manutenção de Notas Fiscais) ou via transações diversas(ver detalhes Processo Movimentação de Materiais – Função Transações Diversas) são registradas as quantidades e valores, porém é efetuada a contrapartida para a conta de aplicação. Nas requisições de materiais estes itens não são valorizados, somente é envolvida a quantidade requisitada.

Total – o item terá controle físico, contábil e financeiro.

Consignado - o item pertence à terceiros e está em poder da empresa. O item consignado possui controle de saldo por quantidade e valor na conta de aplicação até que seja efetuada a saída da mercadoria por meio de nota fiscal de saída. Observação: Não tem custo médio.

Débito-Direto - tipo de controle atribuído a todo e qualquer material comprado que não possui controle contábil de estoques. A entrada deste material gera lançamentos contábeis registrando a entrada no estoque e gera lançamento de débito direto na conta de aplicação.

12

Campo

Descrição

Tipo Demanda

Informar o tipo de demanda da família de itens cadastrada. Estoque de Demanda Dependente: consiste em itens de matérias- primas, componentes e sub-montagens que são usadas na produção de itens finais. É em grande parte dependente e previsível. As necessidades de todos os componentes em face de outros componentes são fixadas com base em estruturas de itens e as quantidades de produção são calculadas pelo Planejamento(MRP). Estoque de Demanda Independente: consiste nos produtos acabados/comprados, peças de serviços e outros itens cuja demanda independe de outros componentes. Suas principais características são:

- não entram diretamente na composição do produto;

- seu ressuprimento ocorre no ponto de encomenda em função do consumo histórico;

Emissão Ordens

para os itens de demanda independente podem ser geradas ordens de compra por intermédio do programa Geração Automática de Ordens de Compra com base em parâmetros de estoque para cada item(ver detalhes Processo Geração Automática de Ordens de Compra). Informar se a ordem de compra tem emissão automática, ou manual.

-

Nota

O módulo de Estoque gera ordens automáticas de

compras, relativas a Itens de demanda independente, quando estes atingem o "ponto de encomenda"; caso não devam ser geradas ordens automáticas para determinadas Famílias de demanda independente, este campo deve ser preenchido negativamente; neste caso, a administração de Estoques e de Compras fica a cargo do Usuário.

Saldo Neg

Informar se os itens da família podem ter movimentações no estoque que impliquem em saldo negativo. Esta informação é repassada para os itens da família, porém deve ser observado que o sistema sempre assume o que ficou definido para o item(ver detalhes no Processo Preparação das Informações – Função Itens para Estoque: campo Saldo Neg).

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

13

Campo

Descrição

Criticidade

É uma classificação atribuída ao item quanto ao comprometimento que este gera no processo de fabricação quando os itens sofrem controle de qualidade. Os tipos de criticidade são:

X – representa uma "parada" na produção; o Item não pode ser

retrabalhado, o que implica em qualidade assegurada;

Y – representa uma "queda" na produção; o Item pode ser

retrabalhado;

Z - não compromete a produção; o Item pode ser retrabalhado.

Opções

Pasta Param

o Item pode ser retrabalhado; Z - não compromete a produção; o Item pode ser retrabalhado.

14

Campo

Tempo Segur

Índice

Consumo

Previsto

Qtde Segur

Lote Múltiplo

Descrição

Informar o tempo de segurança, em número de dias, necessário ao ressuprimento de itens da família cadastrada. Esse tempo tem por finalidade absorver variações na demanda ou no prazo de ressuprimento, e deve ser considerado ao ser gerada uma Ordem, seja de forma automática ou manual.

Nota

Para itens fabricados, a informação é expressa em "dias úteis"; para itens comprados, em "dias corridos"

O tempo de segurança deve ser tomado como base para o estoque

de segurança.

Informar o Índice de Consumo previsto de Itens da Família cadastrada.

O consumo histórico é multiplicado, mês a mês, pelo fator de

ponderação e o resultado é dividido pela soma dos pesos consumidos; conhecida a média ponderada, esse resultado é multiplicado pelo índice de consumo previsto. No caso de um índice de consumo ascendente, o valor do Campo deve ser maior que "1"; para um consumo decrescente, deve ser indicado um valor igual ou menor que "1". Informar a quantidade de segurança necessária para absorver flutuações de demanda ou de atrasos na entrega pelo Fornecedor, relativamente a Família de itens cadastrada. Informar o parâmetro que identifica uma quantidade de Itens, a partir da qual o programa calcula uma ordem múltipla, de compra ou de produção. Nos casos em que materiais comprados são fornecidos somente em quantidades preestabelecidas pelo fornecedor, é aplicado o conceito de lote múltiplo.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

15

Campo

Descrição

Política

Informar o critério a ser adotado na geração de ordens de compra ou de produção, referente à família. Os tipos de política disponíveis são:

Período Fixo: toda a quantidade necessária em um determinado período é produzida ou comprada de uma só vez.

Exemplo

necessidade de 1000 peças por semana, o sistema gera uma ordem de 4000 peças. Esta opção é utilizada para produtos fabricados.

Se o período fixo de um item for 30 dias e existindo a

Lote Econômico: As necessidades de compra ou produção são geradas em quantidades correspondentes à um lote econômico definido em função do consumo ou do preço do item.

Exemplo

função da quantidade ideal de produção em função do tempo de preparação e da capacidade das máquinas utilizadas.

Para os itens fabricados o lote econômico é definido em

Ordem: Para cada pedido de cliente ou para cada reserva é gerada uma Ordem. Este conceito é utilizado por empresas cuja produção é por encomenda, havendo a necessidade de acompanhar a produção por intermédio do pedido de venda. Nível Superior: para item que possuem este tipo de política o sistema gera uma Ordem de produção para cada pedido de cliente, porém observando o saldo disponível de itens. Se houver saldo suficiente, os pedidos são atendidos até zerar o saldo disponível no estoque. Quando não houver saldo suficiente são geradas Ordens de Compra para ressuprimento. Configurado: O item de um produto configurado é gerado à partir de uma estrutura de modelos definida no módulo Configurador de Produtos(ver detalhes no Manual de Referência Configurador de Produtos – Processo Estrutura de Modelos- Função Montagem das Estruturas). Sua utilização é mais característica para empresas que produzem sob encomenda, ou fabricação de produtos com grande variedade de opções. Composto: semelhante ao produto configurado, utilizado para a formação de Kits.

16

Campo

Tipo Lote

Econômico

Descrição

Informar o tipo de cálculo de Lote Econômico, relativamente a Itens da Família cadastrada. Os parâmetros disponíveis são:

- Automático (comprados); ou

- Manual (fabricados).

O programa não calcula lotes econômicos para itens

produzidos. Este campo deve sempre ser atualizado manualmente pelo usuário, porque existem variáveis não conhecidas pelo programa, as quais interferem no lote econômico de produção, inviabilizando o cálculo automático.

Nota

Opções

Pasta Ressup

as quais interferem no lote econômico de produção, inviabilizando o cálculo automático. Nota Opç ões Pasta

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

17

Campo

Ressupr Compras

Ressupr Fornec

Ressupr CQ

Compra

Ressupr Fabrica

Ressupr CQ Fabrica

Descrição

Informar o prazo, em dias corridos, necessário a que o Departamento de Compras efetive o ressuprimento de Itens da Família cadastrada.

O tempo necessário é contado a partir da data que ocasionou o

ressuprimento, até a liberação do pedido para o Fornecedor.

Informar o prazo médio, em dias corridos, necessário para que

o Fornecedor efetue a entrega dos materiais programados, a

contar da data do pedido, até a data do efetivo recebimento na Empresa. Informar o prazo, em dias corridos, necessário para que o setor de CQ libere os materiais para o Estoque, a contar da data do recebimento para fins de inspeção

Informar o prazo, em dias úteis, do Ressuprimento de fabricação.

Por prazo de ressuprimento deve ser entendido o tempo decorrido desde a data de emissão da Ordem de Produção até

o termino da mesma.

Informar o tempo, em dias úteis, decorrido entre a data de termino da Ordem de Produção e a de aprovação pelo setor de Controle de Qualidade, relativamente a Itens da Família cadastrada.

18

Opções

Pasta Estoque

18 Opç ões Pasta Estoque Campo Descrição D e p ó s i t o P

Campo

Descrição

Depósito Padrão

Informar o depósito padrão para os itens da família. No cadastro de itens para estoque este depósito pode ser alterado, caso necessário Informar o código ou a sigla que identifique o local físico no estoque, em que estão armazenados os itens da Família implementada.

Localização

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

19

Campo

Período Fixo

Origem

Localização Única

Quantidade Fracionada Tipo Controle Estq

Descrição

Informar a quantidade de períodos de planejamento, correspondente a um período fixo padrão.

O programa determina quantos períodos de planejamento

representam um período fixo, além de gerar ordens na quantidade suficiente para suprir a necessidade do número informado de períodos.

Exemplo

tamanho do período = 5 dias;

período fixo = 12 dias;

nr. de períodos a serem supridos = 12 # 5 = 2,4

(arredondado para 3).

As Ordens a serem geradas devem atender a necessidade dos três períodos.

Informar a origem do Item de acordo com o seguinte critério:

- Nacional.

- Estrangeira Importação.

- Estrangeira Mercado Interno

Se assinalado, determina se os itens da família possuem localização única no estoque. Se assinalado, determina se os itens da família possuem quantidade fracionada. Se assinalado, determina o tipo de controle físico dos itens da família no estoque. Os tipos de controle são:

Serial: são itens controlados por quantidade dentro de cada localização física, depósito e estabelecimento. Número de Série: são itens controlados de maneira unitária pelo seu número de série dentro de cada localização, depósito e estabelecimento.

Lote: são itens controlados por lote dentro de cada

localização física, depósito e estabelecimento. A quantidade

é controlada pela data de validade do lote, possibilitando a rastreabilidade do item. Referência: são itens controlados pelo lote e código de referência do item, previamente cadastrado. O código da referência é informado nas movimentações de entrada do material no estoque por intermédio do reporte da produção, entrada via nota fiscal, implantação de saldos.

A referência é uma qualidade/classificação do lote.

20

Campo

Descrição

Tipo Requisição

Informar o tipo de requisição utilizada para a família de itens cadastrada. Os parâmetros disponíveis são:

Normal: (são geradas reservas e requisições) - durante o cadastramento de Ordens de Produção, são geradas as reservas que fazem parte da requisição, seja do tipo normal ou resumido; Transferência: (são geradas reservas independentemente de requisições) - as reservas são geradas, porém o Item não faz parte das requisições, devendo ser transferido para o depósito da fábrica; durante o reporte de produção, o Item é retirado do Estoque e apropriado a uma Ordem de Produção; Débito GGF: (não são geradas reservas, nem requisições) - mesmo fazendo parte da estrutura do produto, o item é apenas documentacional; não são geradas reservas nem requisições, por isto o Item deve ser requisitado diretamente para o débito do Centro de Custos em que vai ser utilizado. Na apropriação, deve ser incluído o valor da mão-de-obra.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

21

Opções

Pasta Fator

Preparação das Informações 21 Op ç ões Pasta Fator Campo Descrição F a t o r

Campo

Descrição

Fator Refugo

Informar o percentual de refugo padrão observado, relativamente a Família de Itens cadastrada. Este campo é utilizado na geração de Ordens de compra, pelo Estoque e pelo Planejamento, para Definição de quantidades a serem compradas ou produzidas. O programa calcula uma quantidade maior, de maneira que, após aplicar o fator de refugo, possa ser obtida a efetiva quantidade desejada.

Fórmula

Quantidade necessária Quantidade Programada = ------------------------ 1 - (Fator Refugo / 100)

22

Campo

Fator

Ponderação

Descrição

Informar o fator de ponderação utilizado para calcular o consumo previsto de Itens da Família cadastrada.

Nota

a período, e o resultado é dividido pela soma dos pesos consumidos: assim, é apurada a média ponderada de consumo dos últimos meses.

O consumo histórico é multiplicado por esse fator, período

Opções

Pasta Custos

multiplicado por esse fator, período Opç ões Pasta Custos Campo Descrição M o e d a

Campo

Descrição

Moeda Padrão Variação

Informar o código que identifica a moeda padrão de variação, válida para os itens da família cadastrada Identifica o tipo de natureza do item. Informar o código da Natureza Despesa do item.

Tipo Despesa

Natureza Despesa

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

23

Opções

Pasta Inventário

das Informações 23 Opç ões Pasta Inventário Campo Descrição C i c l o C o

Campo

Descrição

Ciclo Contagem

Informar o período adotado de contagem cíclica, em número de dias da família de itens cadastrada.

Nota

da família e podem ser alterados. No caso de ser realizado apenas um inventario por ano, este campo fica sem finalidade por ser utilizado somente em contagens com períodos fixos (30 dias, por exemplo), normalmente conhecidas por inventario cíclico.

Os dados deste campo são repassados para os itens

Valor Min à Inventariar

Informar a quantidade mínima do saldo de estoque a inventariar relativo aos itens da família cadastrada.

Observação

para itens cujo saldo tenha nível superior ao limite estipulado neste campo.

São emitidas fichas de contagem somente

24

Função

Campo

Valor Max a Inventariar

Inventariar Classe

Descrição

Informar a quantidade máxima do saldo de estoque a inventariar relativo aos itens da família cadastrada. São emitidas fichas de contagem somente para Itens cujo saldo tenha nível inferior ao limite estipulado neste campo. Selecionar o parâmetro que identifica se é efetuado inventario dos itens da classe "A", "B" e "C", pertencentes a família cadastrada, ou não. No caso de informação afirmativa, o programa emite automaticamente as Fichas de Contagem para esses Itens

Manutenção Itens para Estoque

Objetivo

Este programa permite a manutenção das informações referentes aos itens cadastrados no que se refere ao módulo de Estoque, e esses campos são assumidos da família, porém, existem casos em que os valores do item são diferentes do padrão da família e devem ser alterados.

Tipo

Manutenção

Programas

CE0106

Descrição

Deve ser levado em conta que os valores válidos para o sistema são os definidos para os Itens; os valores de Famílias somente são utilizados como padrão para o cadastramento de novos itens.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

25

Opções

Pasta Estoque 1/2

das Informações 25 Opç ões Pasta Estoque 1/2 Campo Descrição N a t u r e

Campo

Descrição

Natureza Despesa

Informar o código correspondente a natureza de despesa do item cadastrado. Ver detalhes referente a natureza de despesa no Manual de Referência de Cadastros Gerais – Função Natureza de Despesa) Informar o grupo de estoque do item. Informar o depósito padrão do item. Informar a família de materiais do item. Veja descrição do campo no cadastro Manutenção Famílias(ver detalhes Processo Preparação das Informações – Função Manutenção Famílias: campo Tipo Controle). Informar a localização física padrão do item no estoque. É definida no cadastro da família para estoque e pode ser alterada para o item do estoque. Informar se o item possui localização única no estoque, sendo assim todas as entradas, saídas e saldos deste item passam a ser efetuados na localização física padrão

Grupo Estoque Depósito Padrão Família Tipo Controle Estoq

Localização

Localização Única

26

Campo

Quantidade Fracionada Alterar Referência Ordem

Descrição

indicada. Informar se o item possuem quantidade fracionada. Se assinalado, informa para o módulo de produção que ocorreram alterações na ordem de produção.

Nota

Este campo esta habilitado somente quando o tipo

 

de controle de estoque do item for Referência.

Tipo Estq Segur

Selecionar o parâmetro que identifica o Tipo de cálculo utilizado para o controle do Estoque de segurança. O parâmetro informado neste campo, quantidade ou tempo, é utilizado para absorver flutuações na demanda do Item ou de atraso na entrega por parte do fornecedor. Informar a data da última entrada no Estoque, por compra, do Item cadastrado. Informar a data da última saída do Estoque, por consumo, do Item cadastrado.

Data Ultima Entrada

Data Ultima Saída

Opções

Pasta Estoque 2/2

U l t i m a E n t r a d a D a t

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

27

Campo

Consumo Previsto

Consumo até a Data

Moeda Padrão

Variação

Data Base

Período Fixo

FT Conv Família Ind

Decimais

Tipo Despesa

Descrição

É automaticamente calculado pelo sistema ou pode ser informado manualmente pelo Usuário. Representa a quantidade necessária do item para suprir as necessidades do período.

Fórmulas

(CM-12 * FP-12 + CM-11 * FP-11 +

/ (FP-12 + FP-11 +

+ FP-1)

+ CM-1 * FP-1) * ICP))

Representa o consumo que o item teve até a presente data, considerando todas as movimentações do mesmo para as contas de consumo, ordens de serviço ou vendas desde o primeiro dia do período em aberto. Quando o período é fechado no estoque, este valor é automaticamente recalculado. Assume a moeda padrão para variação informada na família para estoque. Ver descrição campo Moeda Variação do programa Manutenção Famílias.

Informar a data base atualizada para efeito de cálculo do preço médio, relativo a um Item cadastrado. O programa somente pede o preenchimento deste campo, se

o valor do Preço Base for maior que zero.

Ver descrição no campo Período Fixo do programa Manutenção Famílias. Informar o fator de conversão de Unidades de medida, na relação Item x Família, utilizado pelo modulo de Faturamento. Este recurso possibilita consultas e a obtenção de relatórios, por intermédio de Faturamento, em que são totalizadas as quantidades de Itens pertencentes a mesma Família.

Isso é de grande valia para empresas que vendem seus produtos em unidades (Peça, Caixa, Tubo, Galão etc.) e que necessitam de estatísticas em outra unidade de medida, tais como: quilograma, metro, litro etc. Informar o número de casas decimais do fator de conversão de quantidades, na relação Item x Família. Se o fator for, por exemplo, 10 e se forem duas as casas decimais informadas, o programa efetua a conversão utilizando o resultado 0,10. Informar o código da despesa ou receita, utilizado para o item na implantação das ordens de compra. Quando não for de interesse a separação dos tipos de despesa e receita, pode ser informado o código “zero”.

28

Campo

Descrição

Controle Qualidade

Se assinalado o item cadastrado é submetido a controle da qualidade, ou não. Informar o grau de obsolescência do item. Informar o Preço Base do Item cadastrado, como referência do preço de compra, do preço padrão ou do custo de fabricação de um determinado Item. (ver detalhes Processo Preparação das Informações – Função Famílias para estoque.

Situação

Preço Base

Criticidade

Preço Fiscal

Informar o Preço Fiscal do Item cadastrado. Esta informação

é

utilizada no cálculo do preço médio, para a valorização da

Tipo Controle

sobra e co-produto. Indica o tipo de controle contábil do item.(ver detalhes Função Manutenção Famílias: campo Tipo Controle). Informar o código da conta de aplicação padrão, referente ao Item cadastrado.

Conta Aplicação

Nota

Esta conta é padrão quando na implantação de uma ordem de compra.

Quando o tipo de controle de item for físico, na entrada pelo recebimento (RE1001) ou via transações diversas (CE0220), entra Quantidade e valor, e já é efetuada a saída de valor para a conta de aplicação.

A diferença para o item de débito direto é que na saída para

a conta de aplicação é efetuada quantidade e valor.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

29

Campo

Descrição

Saldo Neg

Informar se os itens podem ter movimentações no estoque que impliquem em saldo negativo. Os parâmetros disponíveis são:

Sim - Este parâmetro permite que o módulo de Estoque e o de Produção emitam requisições, e faturamento atualize notas fiscais ainda que não haja saldo suficiente;

Não - Este parâmetro não permite lançamentos;

Sim Confirmação - Parâmetro alternativo, que indica:

"Com Confirmação".

Dicas

Caso sejam feitos lançamentos com data retroativa, sendo final do período pode ficar negativo.

Sempre é considerado o saldo atual verificado no momento da atualização do estoque, e não o saldo na data do movimento.

Data Preço Fiscal

Informar a data de referência do Preço Fiscal do item.

30

Opções

Pasta Geração OC

30 Opç ões Pasta Geração OC Campo Emissão Curva ABC C l a s s i

Campo

Emissão Curva

ABC

Classificação ABC

Emissão Ordens

Descrição

Informar o parâmetro que identifica se são emitidos relatórios de Curva ABC para o Item cadastrado, ou não. A Curva ABC é emitida somente para Itens comprados; os Itens acabados e semi-acabados são ignorados Selecionar a classificação ABC referente ao item cadastrado. Na classificação ABC, o sistema somente calcula o consumo de Itens comprados; esse critério de classificação corresponde aos seguintes níveis de consumo:

Itens de classe "A" (abrangem até 70% do consumo);

Itens de classe "B" (compreendem de 70% a 90% do consumo);

Itens de classe "C" (correspondem de 90% a 100% do consumo). Pode ser utilizado o Campo de Classificação ABC de produtos acabados e de semi-acabados, para cálculo de níveis específicos de consumo. Informar se a ordem de compra tem emissão automática ou

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

31

Campo

Descrição

Tipo Lote

manual. Selecionar o parâmetro que identifica o tipo de cálculo de Lote Econômico, relativamente ao Item. Os parâmetros disponíveis são:

- Automático (comprados); ou

- Manual (fabricados).

Política

Informar a política do item.(ver detalhes Processo Preparação das Informações- Função Manutenção Famílias: campo Política).

Tipo Demanda

Informar o tipo de demanda do item(ver detalhes Processo Preparação das Informações – Função Manutenção Famílias:

Lote Mínimo

campo Tipo Demanda) Informar o número representativo de uma quantidade correspondente ao Lote Mínimo, como padrão de compra, válido para o Item cadastrado. Informar a quantidade de segurança necessária para absorver flutuações de demanda ou de atrasos na entrega pelo Fornecedor, relativamente a Família de itens cadastrada. Informar a quantidade de perda do item cadastrado, por ordem de compra emitida, para utilização em testes de controle da qualidade. Essa Quantidade deve ser acrescida nas necessidades de compra e/ou de produção, quando da geração automática de novas ordens. Informar o tempo de ressuprimento de compras. do item, em dias corridos. Informar o tempo de ressuprimento do fornecedor do item, em dias corridos. Informar o tempo de ressuprimento do controle de qualidade do item, em dias corridos. Informar o tempo de ressuprimento de fabricação do item, em dias corridos. Informar o tempo, em dias úteis, decorrido entre a data de termino da Ordem de Produção e a de aprovação pelo setor de Controle de Qualidade, relativamente ao Item. Informar o tempo de segurança, em número de dias corridos.

Qtde. Segur

Qtde. Perda

Ressupr Compras

Ressupr Fornec

Ressupr CQ

Ressup Fabric

Ressupr CQ Fabr

Tempo Segur

32

Campo

Descrição

Fator Refugo

Informar o percentual de refugo padrão. Esta informação é utilizada na geração de Ordens de compra, pelo Estoque e pelo Planejamento, para Definição de quantidades a serem compradas ou produzidas. O programa calcula uma quantidade maior, de maneira que, após aplicar o fator de refugo, possa ser obtida a efetiva quantidade desejada.

Fórmula

Quantidade necessária Quantidade Programada = ------------------------ 1 - (Fator Refugo / 100)

Lote Econômico

Informar o lote econômico do item. Informar o lote múltiplo do item.

Lote Múltiplo

Opções

Pasta Inventário

t e M ú l t i p l o Opç ões Pasta Inventário Campo Descrição

Campo

Descrição

Ciclo Contagem

Informar o período adotado de contagem cíclica, em número

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

33

Campo

Data Última

Contagem

Variac Acumul

Descrição

de dias, da família de itens cadastrada. Informar a data da última contagem de saldos do Item cadastrado.

Nota

programa (Rotina de Inventários), ou pode ser alterado manualmente pelo usuário. Este campo é muito importante nos processos de inventário cíclico.

Este campo é atualizado automaticamente pelo

Informar o percentual correspondente a variação acumulada, referente a divergências ocorridas no Inventario de Itens.

Nota

programa acumula uma variação positiva e efetua uma transação de Entrada, que corresponde ao acumulado; quando a quantidade real é menor que a contábil, o programa acumula uma variação negativa e efetua uma transação de Saída, por quantidade equivalente ao acumulado.

Quando a quantidade real é maior que a contábil, o

Função

Manutenção Contas Contabilização

Objetivo

Neste programa são definidas as contas contábeis que representam os saldos dos estoques relativos a cada Grupo de Estoque, Estabelecimento e Depósito.

Tipo

Manutenção

Programas

CE0110

Descrição

Todos os grupos de estoque existentes em sua empresa, devem tem um relacionamento contábil, inclusive os grupos de estoques para itens débito direto.

34

34 Nota físico, geram uma entrada e uma saída de valor na conta de saldo do

Nota

físico, geram uma entrada e uma saída de valor na conta de saldo do grupo

de estoque, deixando a mesma sem saldo.

Vale ressaltar, que toda movimentação com itens de débito direto e

Todas as contas de saldo devem ser contas de sistema(ver detalhes Manual Referência de Cadastros Gerais – Processo Preparação das Informações – Função Manutenção Contas Sistema), e permitindo uso dessa conta apenas ao módulo de Estoque, caso contrário nunca baterá o saldo do razão do estoque com saldo contábil.

As contas de variação serão utilizadas nos estabelecimentos que possuam o tipo de custo Padrão, como controle contábil ou gerencial. Estas contas devem ser do tipo Ativo ou Despesa, a situação deve ser Sistema e o estoque será Consumo ou Não Consumo.

A conta de variação de saldo é debitada ou creditada quando o custo padrão unitário do item é alterado. E a conta de variação de movimento é debitada ou creditada quando o item é movimentado e tem o valor informado diferente do custo padrão do item.

Veja Também

Processo Fechamento Mensal do Estoque -Função Listagem Contabilização Mensal.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

35

Função

Manutenção Parâmetros do Estoque

Objetivo

A

parametrização do módulo é de suma importância, informa ao módulo as

principais informações utilizadas pelo sistema, para o seu bom funcionamento

e

relacionamento

Tipo

Manutenção

Programas

CE0101

Descrição

Recomenda-se a máxima atenção ao informar esses parâmetros, em razão de que muitos deles não podem mais ser alterados no futuro. Isso se reporta principalmente a tipos de moedas: o sistema armazena os dados históricos referentes a valores de Estoque nas moedas informadas, sendo impossível converte-los, no futuro, para outras moedas.

Opções

Pasta Geral

nas moedas informadas, sendo impossível converte-los, no futuro, para outras moedas. Opç ões Pasta Geral

36

Campo

Estabelecimento

padrão

Depósito Padrão Num Pag Diario

Ult Pagina Diário

Estabel Único

Saldo Neg

Descrição

Informar o Estabelecimento mais utilizado pelo Estoque ou o Estabelecimento padrão. O parâmetro informado é assumido automaticamente pelo sistema, na digitação, no caso da Empresa possuir apenas um Estabelecimento, ou é mostrado no vídeo, como padrão, para ser confirmado ou alterado. Informar o depósito padrão do estoque. Informar o número de páginas que o Livro Diário do Estoque pode conter. Quando o Diário atingir esse número parametrizado, automaticamente reinicia numerando a partir da página 01. Informar o número da última página do diário. Deve ser informado apenas no início da implantação, caso deseje dar continuidade a algum livro já existente.

Nota

sistema.

Este campo é atualizado automaticamente pelo

Informar o parâmetro que identifica se o módulo trabalha com um estabelecimento Único, ou não. Caso seja confirmado, o sistema não solicita um código de Estabelecimento, assumindo o valor indicado no campo Estabelecimento padrão. Esta informação tem a finalidade de permitir requisições de estoque mesmo quando não houver saldo suficiente para o item no estoque. Se for informado SIM ou SIM com Confirmação, então os módulos de Controle de Estoque e Produção podem efetuar requisições que deixem o saldo negativo no estoque. Se informado Com Confirmação, o sistema apresenta uma mensagem alertando que a movimentação/requisição deixará o estoque negativo e solicita confirmação.

Nota

parâmetro no item para estoque(ver detalhes Processo Preparação das Informações – Função Itens para Estoque:

campo Saldo Neg)

O sistema considera o que ficou definido para este

Informa Centro Custo Requisição

Geração Dados

Contabilização

Quando assinalado, permite que o usuário informe o centro de custo no programa Solicitação/Requisição de Compras(ver detalhes Processo Requisição Eletrônica de Materiais – Função Solicitação/Requisição de Compras). Identifica se os movimentos contábeis do estoque são integrados na contabilidade DATASUL-EMS ou exportados para um arquivo que pode ser importado em outro sistema.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

37

Campo

Valida Centro Custo Requisitante

Considera Inventário

Descrição

Quando assinalado habilita a validação do centro de custo do requisitante no momento da implantação da requisição de materiais por meio do programa Solicitação/Requisição de Compras(ver detalhes Processo Requisição Eletrônica de Materiais – Função Solicitação/Requisição de Compras). Na atualização do Inventário considera:

Saldo: compara contagem com saldo do sistema.

Contagem: a comparação é feita entre as contagens.

Nota

Veja também descrição do Processo Inventário

Opções

Aprovação Eletrônica

Pasta Períodos

Quando assinalado, orienta o sistema a controlar as requisições de estoque eletronicamente.

a controlar as requisições de estoque eletronicamente. Campo Descrição U l t i m o D

Campo

Descrição

Ultimo Dia Fechado

Identifica o último dia do período mensal fechado.

Nota

sempre apresenta o último dia do mês fechado. Se for

Trabalhando com fechamento mensal do período,

38

Campo

Último Período

Fechado

Data Médio Mensal

Sumariado Até

Contabilizado Até

Início Período Fim Período Ordens no Período

Descrição

período diário, então apresenta o último dia fechado.

Identifica o último período fechado. Na implantação do módulo deve ser informado o último período fechado e o sistema atualiza mensalmente à cada fechamento no módulo de estoque. Identifica a data até a qual o preço médio foi calculado. Na implantação do módulo, caso a empresa optar por trabalhar com o preço médio mensal, deve ser informada a data final de mês correspondente ao calculado; tratando-se de preço médio diário, deve ser indicada a data do dia do cálculo. É apresentada a data até a qual foram sumariados os movimentos do estoque por meio do programa Sumário Contábil(ver detalhes Processo Fechamento Mensal do Estoque – Função Sumário Contábil). Identifica a data até a qual o último Sumário Contábil(CE0407) do sistema foi calculado. Identifica o inicio do período em aberto. Identifica o fim do período em aberto. Informar o número representativo da quantidade real de Ordens de Compras que o Departamento tem capacidade de emitir e de gerenciar por mês. Essa informação é muito importante para dimensionar a quantidade de lotes econômicos de Itens a serem comprados no período: no caso de a quantidade de Ordens ser muito elevada, o número de Lotes deve ser reduzido; se a quantidade de Ordens for pequena, o número de Lotes deve ser aumentado.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

39

Opções

Pasta Moedas

Nesta pasta deve ser definido se o módulo de Controle de Estoque utilizará as moedas Alternativas 1 e 2. Assim os saldos em estoque e a movimentações dos itens podem ser controlados além da moeda padrão, por mais duas moedas. Podem ser emitidos relatórios e efetuar consultas nas três moedas.

emitidos relatórios e efetuar consultas nas três moedas. Campo T e m M o e d

Campo

Tem Moeda Alternativa 1 Moeda Alternativa 1

Tipo Cotação Moeda 1

Tem Moeda Alternativa 2 Moeda Alternativa 2

Descrição

Identifica se é utilizada a moeda alternativa 1. Identifica a moeda alternativa 1 para o estoque, devidamente cadastrada no programa Cotação de Moedas (ver detalhes Manual de Referência de Cadastros Gerais – Função Cotação de Moedas). Identifica o tipo de cotação da moeda alternativa 1:

Diária

Mensal

Média.

Identifica se é utilizada a moeda alternativa 2. Identifica a moeda alternativa 2 para o estoque, devidamente cadastrada no programa Cotação de Moedas. (ver detalhes Manual de Referência de Cadastros

40

Opções

Veja Também

Campo

Tipo Cotação Moeda 2

Descrição

Gerais – Função Cotação de Moedas). Identifica o tipo de cotação da moeda alternativa 2:

Diária

Mensal

Média.

Pasta Médio

Nesta pasta são definidos os parâmetros para o cálculo do preço médio dos itens do estoque.

Processo Formas de Custeio para Valorização dos Estoques- Função Preço Médio Batch.

Processo Cálculo do Preço Médio Bacth

de Custeio para Valorização dos Estoques- Função Preço Médio Batch . Processo Cálculo do Preço Médio

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

41

Campo

Usa Cálculo Preço Médio Batch

Tipo Preço Médio

Descrição

Determina se a empresa utiliza a forma de cálculo batch para Custo Médio, este podendo ser Diário ou Mensal. Este tipo de custeio corresponde a média ponderada calculada por intermédio de processamento batch, entre faixa de datas, e só pode ser calculado após todas as movimentações do estoque estarem completas. A forma de cálculo Batch do Custo Médio divide-se em:

Diário: obtém um custo médio para cada dia da faixa de datas informadas, utiliza valores previstos para GGF porém informados no campo Total Centro Custo do programa Custos Horários por Centro Custo(ver detalhes Manual Referência Custos – Processo Preparação das Informações – Função Custos Horários por Centro de Custo), permite reprocessamento e contabilização diária. Este tipo de PreçoMédio não pode ser em fases .

Mensal: obtém um só custo médio para o mês, pode utilizar valores reais de GGF´s informados no campo Total Centro Custo do programa Custos Horários por Centro de Custo(ver detalhes Manual de Referência de Custos – Processo Preparação das Informações – Função Custos Horários por Centro de Custo), pois este somente pode ser processado após todas as movimentações de estoque e produção estarem completas. Pode ser reprocessado e sua contabilização pode ser diária ou mensal. O Preço Médio em Fases é aplicado somente para este tipo de Preço Médio. Veja também: Capítulo Processo Cálculo Preço Médio Batch – Função Listagem de Horas Apropriadas por Centro de Custo) e Capítulo Processo Fechamento do Estoque.

42

Campo

Descrição

Fase Cálculo Médio

Neste campo é apresentada até que fase o Preço Médio foi calculado, é atualizado automaticamente pelo programa do Cálculo do Preço Médio se optado pelo cálculo do médio em fases. O cálculo do preço médio é efetuado com intervalos, sendo cada fase executada seqüencialmente. O cálculo procederá da seguinte forma:

Não calculado: Não foi executada nenhuma fase do cálculo médio.

Itens Comprados: Na primeira fase é calculado o preço médio de todos os itens que não possuírem ordens de produção e ordens de manutenção no mês, onde são valorizadas todas as transações de materiais que estão apropriadas nas ordens de serviço/produção.

Após a obtenção dos custos dos itens calculados

na 1 a Fase, deve ser apurado o valor dos GGF´s, estes por sua vez são absorvidos no custeio das ordens de produção na 4 a Fase do cálculo.

Importante

Ord Manutenção: Na segunda fase são custeadas as ordens de manutenção industrial.

Ord Invest: Na terceira fase são valorizadas as ordens de Investimentos.

Ordens de Produção: Na quarta fase é calculado o preço médio dos produtos intermediários e acabados. Antes de determinar o preço médio, o programa calcula o custo de fabricação de cada transação de reporte em função da ordem de serviço/produção relacionada. Este custo compreende o valor das matérias-primas, o valor da mão- de-obra direta e GGF´s (horas x custo horário do centro de custos), cujos valores foram apurados na primeira fase do cálculo do preço médio.

Após efetuado o cálculo do preço médio do item, todas

as transações sem valor são valorizadas ao preço médio calculado, inclusive as transações que foram apropriadas nas ordens de serviço/produção de outros produtos acabados.

Nota

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

43

Campo

Gera Acertos Cálculo Médio

Descrição

Se este parâmetro for assinalado o cálculo do médio é efetivado independente dos acertos gerados no cálculo do preço médio, caso contrário, o calculo é efetuado até o fim, porém forem gerados acertos o médio é descalculado automaticamente.

Nota

CE0401 - Calculo de Preço Médio(ver detalhes Processo Cálculo do Preço Médio – Função Transações de Acerto do Preço Médio).

As transações de acerto são geradas pelo programa

Preço Médio Iniciado

Tipo Cálculo Médio

Indica ao sistema que o cálculo do preço médio foi iniciado, não permitindo qualquer movimentação com data igual ou inferior ao período que está sendo calculado. Determinar o tipo de Cálculo do Médio:

Estab: é calculado o preço médio para cada estabelecimento da empresa. Uma vantagem em calcular o preço médio para cada estabelecimento é a facilidade em se medir a eficiência do estabelecimento. Exemplo Estab. SP- item xx – preço médio R$ 1,50 Estab. PE- item xx - preço médio R$ 1,00 (devido à incentivo fiscal, mão-de-obra mais barata).

Global: é gerado um único preço médio para todos os estabelecimentos da empresa.

Nota

global para médio por estabelecimento, o período deve estar fechado.

Caso seja necessário alterar o tipo de cálculo de médio

Cálculo

Determinantes

Quando assinalado, indica que as notas fiscais de entradas por transferências entre estabelecimento são valorizadas ao preço médio determinado pelo método de cálculo por determinantes(ver detalhes, Processo Cálculo Preço Médio – Função Valorização Transferências entre Estabelecimentos no Cálculo Batch)

44

Valoriza

Decimais para

Transferência

Conhecido

Campo

Último Médio

Cálculo

Descrição

Quando assinalado, indica que as notas fiscais de entradas por transferências entre estabelecimentos são valorizadas ao último preço médio conhecido.

O sistema deve estar parametrizado da seguinte forma para

que as transferências sejam valorizadas ao último médio

conhecido:

Notas de transferências valorizadas ao médio(ver detalhes campo Valoriza Transferência)

O cálculo do preço médio deve ser Global(ver detalhes, campo Tipo Cálculo Médio)

O médio deve ser calculado mensalmente(ver detalhes, campo Tipo Preço Médio)

Determina se as saídas e entradas de materiais por transferência entre estabelecimentos são valorizadas ao preço médio ou ao valor informado na nota fiscal de transferência. Se optado por valorizar as transferências pelo médio, será utilizado o método de cálculo por determinantes para a valorização das transferências(ver detalhes Processo Valorização dos Estoques – Função Valorização das Transferências entre Estabelecimentos). Informar o número de casas decimais para o preço médio interno durante o cálculo.

O número de casas decimais para o calculo do médio somente

é utilizado nos cálculos internos do programa, visando atingir uma acuracidade maior nos preços dos itens, principalmente em se tratando de itens de valor unitário reduzido.

O número mínimo de casas decimais utilizado é

Nota

quatros; sendo este número utilizado para a gravação final do preço médio do item.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

45

Opções

Pasta Curva ABC

Nesta pasta são definidos parâmetros para os cálculos da Curva ABC, que podem ser consultados por meio de relatórios.

ABC, que podem ser consultados por meio de relatórios. Campo Dias Mínimo Classe A Dias Mínimo

Campo

Dias Mínimo Classe A Dias Mínimo Classe B Dias Mínimo Classe C

Descrição

Informar o prazo mínimo, em dias corridos, necessário para

a compra de um Lote Econômico de Itens classe "A", "B" e

"C"

Nota

Ao considerar o prazo para a compra de um Lote

Econômico, o sistema assume o parâmetro informado, como limite, no caso de o cálculo resultar em número de dias inferior ao valor indicado.

Dias Máximo Classe A Dias Máximo Classe B Dias Máximo Classe C

Informar o prazo máximo, em dias corridos, necessário para

a compra de um Lote Econômico de Itens classe "A", "B" e "C".

Nota

Econômico, o sistema assume o parâmetro informado, como limite, no caso de o cálculo resultar em número de dias superior ao valor indicado.

Ao considerar o prazo para a compra de um Lote

46

Opções

Campo

% Máx Classe A

% Máx Classe B

% Máx Classe C

Pasta Contas

Descrição

Informar o percentual de consumo de Itens pertencentes a

classe "A", "B" e "C".

Sendo considerado 70% a 90% como nível máximo, pertencentes a classe "B" e 90% a 100% como nível máximo, pertencentes a classe "C"

como nível máximo, pertencentes a classe "B" e 90% a 100% como nível máximo, pertencentes a

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

47

Campo

Cta

Transferência

Cta Acerto

Cta Inv Entrada

Cta Inv Saída

Descrição

Informar o código da conta transitória de transferencia de Itens, entre Estabelecimentos e/ou Depósitos cadastrados. Veja também:

Processo Movimentação de Materiais - Função Transferências entre Depósitos.

Observação

O saldo final das Contas Transitórias de Transferência, no mês,

devem ser zero, ou seja, sem qualquer diferença entre os débitos

e créditos lançados.

Informar o código da conta a ser utilizada para lançamentos de transações de acerto de saldos do Item, no final de cada mês.

Veja também:

Processo Cálculo Preço Médio –Função Transações de Acerto do Preço Médio

Informar o código da conta de acerto do saldo físico, a ser utilizada para debito por Entradas no Estoque.

A conta de Estoque deve ser do Tipo (Não Consumo). Trata-se da

necessidade de corrigir o inventário e de conciliar a situação

contábil com o saldo físico do Estoque; pelas transações de Entrada, e debitada a Conta de Saldo em Estoque e creditada a Conta de Variação de Inventário. Veja também:

Processo Inventário do Estoque-Função Variação do Inventário.

Nota

Pode ser informada a mesma Conta para Entradas e Saídas, nas transações de Variação de Inventário, no caso de interesse pela variação total.

Informar o código da Conta de acerto do saldo físico, a ser utilizada para crédito por Saídas do Estoque.

48

Campo

Descrição

Conta MOB

Informar o código da conta transitória de mão-de-obra a ser utilizada, para lançamentos de valores apurados de Ordens de Serviço e de Produção, em andamento. Na apuração de valores de mão-de-obra alocada a cada Ordem de Produção e de Serviço, existe a necessidade de serem debitadas as Contas de Ordens em andamento e de serem creditadas as várias Contas de mão-de-obra dos Centros de Custos. Como existem vários débitos de um lado e vários créditos de outro, dificultando a relação entre esses lançamentos, optou-se pela solução de uma Conta Transitória. Assim, haverá vários débitos nas Contas de Ordens de Serviço em andamento e apenas um credito na Conta Transitória de mão-de-obra; por outro lado, haverá vários créditos nas Contas de mão-de-obra dos Centros de Custos e somente um débito na Conta Transitória de mão-de-obra.

Função

Família/Itens Estabelecimento

Objetivo

Possuem a função de separar as naturezas de despesas por item/família/estabelecimento e consequentemente definir contas diferentes para ambos.

Tipo

Tarefa

Programas

CD0250/CD0251

Descrição

Também possuem o atributo “classificação contábil” que determina quais itens no estabelecimento serão requisitados (ou solicitados) sem a necessidade de informar a conta contábil no documento para serem posteriormente redirecionados através da Função Manutenção Classificação Contábil –

CD1411.

Nota Ver detalhes no Manual de Referência de Cadastros Gerais – Função Família Estabelecimento e Função Itens Estabelecimento.

Função

Modifica Controle do Item

Objetivo

Permite a troca do tipo controle de estoque do item.

Tipo

Manutenção

Programa

CE0108

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

49

Descrição

São verificados os movimentos do Estoque, que tenham valores e sejam posteriores ao último período fechado, juntamente com os saldos iniciais dos Itens, e então é gerado um lançamento de acerto, que” zera” esses valores; assim, os Itens passam a ter seu tipo de controle alterado conforme parametrizado.

Procedimento

O programa primeiro verifica se o item selecionado possui tipo de controle conforme informado, e somente depois é feita a verificação das notas não confirmadas no faturamento.

Para efetuar esse lançamento, o programa solicita que seja informada uma Conta de Aplicação.

Observação.: A cada nova conversão o programa solicita outro código de item, mas não limpa o conteúdo que foi digitado, para facilitar a digitação do próximo item.

Nota.: É gerada transação "DIV" - Diversas.

CR - Conta Saldo do Item (conta de saldo do estoque)

DB - Conta Informada (Conta informada no ato da digitação)

As possibilidades de trocas serão:

Total para físico:

- Serão valorizadas ao preço informado, as notas fiscais de

beneficiamento

que seriam valorizadas ao médio.

- Os saldos em valor das movimentações serão estornados para o último

dia

dos períodos em aberto no qual o item possuir saldo.

- Saldo inicial em valor do período será estornado no primeiro dia do primeiro período em aberto no estoque.

- Preço médio do item será zerado.

Físico para total:

- As movimentações de requisição de valor para conta de aplicação

(espécie

"RFS") serão eliminadas para o período em aberto.

- O preço médio informado será assumido como o último preço médio do item, sendo que, se o item possuir saldo em quantidade no período, será gerada uma movimentação apenas de valor para forçar o preço médio ao valor informado.

50

Total para débito direto:

- Serão valorizadas ao preço informado, as notas fiscais de

beneficiamento

que seriam valorizadas ao médio.

- Os saldos em valor das movimentações serão estornados para o último

dia dos períodos em aberto no qual o item possuir saldo, o que também

ocorrerá

para o saldo em quantidade do item.

- O saldo inicial em valor e em quantidade do período será estornado no primeiro dia do primeiro período em aberto no estoque.

- Preço médio do item será zerado.

Débito direto para total:

- As movimentações de requisição de valor para conta de aplicação

(espécie

"RDD") serão eliminadas para o período em aberto.

- O preço médio informado será assumido como o último preço médio do item.

Total para consignado:

- Serão valorizadas ao preço informado, as notas fiscais de

beneficiamento

que seriam valorizadas ao médio.

- Os saldos iniciais em valor e as movimentações do período em aberto que não sejam provenientes de movimentação com terceiros serão estornados.

- O preço médio do item será zerado.

Consignado para total:

- As movimentações de requisição de valor para conta de aplicação

(espécie

"RCS") serão eliminadas no período em aberto.

- Caso exista saldo inicial em valor para o item e saldo atual em quantidade, o preço médio assumido será o saldo inicial / quantidade atual, caso contrário será assumido o preço médio informado.

- Se o item possuir saldo em quantidade no período, será gerada uma movimentação apenas de valor para forçar o preço médio ao valor informado.

CAPÍTULO 2

Processo Preparação das Informações

51

Débito direto para físico:

- Somente será alterado o tipo de controle do item, pois não existirão valores a serem contabilizados.

para físico: - Somente será alterado o tipo de controle do item, pois não existirão valores

53

CAPÍTULO 3

Processo Implantação dos Saldos Iniciais

Objetivo

Função

Na implantação do módulo de Controle de Estoques devem ser implantados manualmente os saldos iniciais dos itens no estoque por intermédio do programa Cadastramento Saldos Estoque.

Cadastramento Saldos Estoque

Objetivo

Por intermédio deste programa podem ser implantados manualmente ou importados os saldos iniciais dos itens do estoque em moeda corrente e moedas alternativas do Estoque.

Tipo

Tarefa

Programas

CE0000

Descrição

Este programa não pode ser utilizado para implantar saldos de itens que já tenham movimentação no estoque, estabelecimento, depósito, localização e lote, devendo ser efetuada uma Transação Diversa do estoque(ver detalhes Processo Movimentação de Materiais – Função Transações Diversas).

54

Importação de Saldos do Item

Valores em

moeda forte

54 Importação de Saldos do Item Valores em moeda forte Campo Descrição D e p ó

Campo

Descrição

Depósito

Informar o código que identifica o Depósito de origem, a que se refere o movimento do Estoque. Informar a conta contábil a ser utilizada para lançamentos de contrapartida de saldos em Estoque. Deve ser uma conta de sistema que permita lançamentos no módulo de estoque com parâmetro “Não Consumo”(ver detalhes Manual de Referência de Cadastros Gerais- Função Manutenção Contas de Sistema). É possível também informar a conta de saldo em estoque do item. Informar a data da transação, a ser considerada no movimento efetuado no Estoque.

Conta Contábil

Data Transação

Nota

saldos seja sempre do mês anterior ao que se deseja movimentar, assim os saldos iniciais ficam isolados das movimentações, facilitando a conferência no fechamento do estoque.

Recomendamos que a data de transação da implantação dos

CAPÍTULO 3

Processo Implantação dos Saldos Iniciais

55

Campo

Descrição

Valor Material

Informar o valor total do saldo do item, ou seja o valor contábil conhecido.

Nota

Os valores dos saldos de implantação devem ser levantados pela contabilidade.

Caso o saldo já esteja na contabilidade do DATASUL-EMS, não pode haver contabilização no mês da implantação, então sugerimos um dos seguintes procedimentos:

Efetuar a contabilização dos movimentos de implantação e posteriormente cancelar a referência gerada no módulo de Contabilidade.

Ou, utilizar como conta informada a própria conta de saldo do item, gerando portanto uma contabilização nula, ou seja, débito e crédito para a mesma conta.

57

CAPÍTULO 4

Processo Movimentação de Materiais

Objetivo

Todas as movimentações ocorridas com os materiais no estoque são utilizadas como informação de entrada ou saída para o sistema a fim de atualizar a posição do estoque.

Descrição

Neste processo estão descritas funções do módulo de Controle de Estoque que efetuam movimentações no estoque. Porém o módulo de estoque é integrado com outros módulos do DATASUL-EMS e estes módulos também tem funções que refletem diretamente na posição do estoque e preço médio dos itens do estoque.

Espécies de Documentos do Estoque

O sistema trabalha com siglas padronizadas que identificam os vários tipos de transações que ocorrem no estoque; as quais passam a ser espécies de documentos do estoque. É bom lembrar que estas sempre são definidas pelo sistema, o usuário não as informa; as espécies de transação são criadas pêlos módulos onde são geradas movimentações de estoque, ou seja, Estoque, Recebimento, Produção, Faturamento e Custos.

Código

Sigla

Descrição

1

ACA

Reporte de Acabado

2

ACT

Acerto do preço médio.

4

DD

Debito Direto

5

DEV

Devolução de Material pelo Estoque.

6

DIV

Transação Diversa

7

DRM

Devolução de Requisição de Material

8

EAC

Estorno de Acabado

14

ICM

ICMS Complementar

15

INV

Acerto do Inventario

58

Código

Sigla

Descrição

16

IPL

Implantação de Saldo

17

MOB

Apropriação de Mão-de-Obra

18

NC

Nota Complementar (Conhecimento de Frete)

20

NFD

Nota Fiscal de Devolução

21

NFE

Nota Fiscal de Entrada(Recebimento)

22

NFS

Nota Fiscal de Saída(Faturamento)

23

NFT

Nota Fiscal de Transferencia

25

REF

Refugo

26

RCS

Saída de Acabado do Tipo de Controle Consignado

27

RDD

Saída de Acabado do Item Débito Direto

28

REQ

Requisição de Material

29

RFS

Saída de Acabado do Tipo de Controle Físico

30

RM

Requisição de Material

31

RRQ

Devolução de Material pela Produção.

32

STR

Substituição Tributária

33

TRA

Transferencia

35

SOB

Sobra e Co-produto

37

VAR

Variação do Custo Padrão

Veja Também

No Manual de Referência da Produção - Processo Reporte da Produção.

No Manual de Referência do Recebimento – Processo Movimentação Material Terceiros.

Processo Fechamento Mensal do Estoque

CAPÍTULO 4

Processo Movimentação de Materiais

59

Função

Requisição de Materiais

Objetivo

Efetuar baixas no Estoque, por intermédio de Requisições de Materiais.

Tipo

Tarefa

Programas

CE0205

Descrição

Toda necessidade de material é encaminhada pelo usuário por intermédio de uma requisição de material. Por meio deste programa, podem ser requisitados materiais diretamente a uma Ordem de Produção ou a um centro de custos.

a uma Ordem de Produção ou a um centro de custos. Quando as mercadorias são requisitadas

Quando as mercadorias são requisitadas para um centro de custos, ocorre a baixa do Item no Estoque e a saída é efetuada contra uma conta informada.

Se o módulo de Estoque estiver integrado com o de Produção e for informado o número de uma ordem, é baixada a respectiva reserva, gerada a saída do item no estoque e efetuada a entrada na Ordem de Serviço.

Nota

É gerada uma transação com espécie de documento “REQ”.

60

Função

Devolução de Materiais

Objetivo

Efetuar as devoluções no Estoque, por intermédio de Requisições de Materiais.

Tipo

Tarefa

Programas

CE0205

Descrição

A devolução do material pode ser efetuada diretamente para uma Ordem ou para um Centro de custos.

Nota

É gerada uma transação com espécie de documento “RRQ”.

para uma Ordem ou para um Centro de custos. Nota É gerada uma transação com espécie

CAPÍTULO 4

Processo Movimentação de Materiais

61

Função

Transações Diversas

Objetivo

Efetuar a geração de movimentos de Estoques, em quantidade e/ou em valor, a fim de executar transações de Entradas e de Saídas, valorizadas ou não, para acerto de Saldos.

Tipo

Tarefa

Programas

CE0220

Descrição

Os acertos referentes ao preço médio dos itens podem ser efetuados por intermédio de transações diversas.

Veja Também

Processo Cálculo do Preço Médio Batch – Função Acertos Cálculo do Preço Médio.

Nota

Qualidade o programa não gera Roteiro de Inspeção.

Quando o material é enviado para um depósito de Controle de

Nota

Gera uma transação com espécie de documento “DIV”.

62

Opções

Pasta Movimento

62 Opç ões Pasta Movimento Campo Descrição C o n t a A p l i

Campo

Descrição

Conta Aplicação

Identifica a conta contábil para lançamento dos movimentos de itens de débito direto, ou seja, contas de despesas com materiais. Identifica a conta contábil de lançamentos de contrapartida das contas de saldo dos itens.

Conta Contábil

CAPÍTULO 4

Processo Movimentação de Materiais

63

Opções

Pasta Valores

Movimentação de Materiais 63 Opç ões Pasta Valores Campo Descrição D a t a T r

Campo

Descrição

Data Transação

Data a ser considerada no movimento efetuado no estoque. Deve ser sempre superior a data do último cálculo do preço médio. Quantidade do item a ser movimentada no estoque. Identificar se a transação é de Entrada ou de Saída no estoque. Informar o valor do material, mão-de-obra e gastos gerais do item a ser movimentado. Se o estoque utiliza 3 moedas, estes valores são convertido para a moeda alternativa 1 e moeda alternativa 2.

Qtde

Tipo Transação

Material

Função

Transferência Depósitos

Objetivo

Efetuar transferencias de materiais entre Depósitos de um mesmo estabelecimento.

Tipo

Tarefa

64

Programas

CE0206

Descrição

Este programa é utilizado por empresas que possuem o controle de seu estoque por depósitos.

que possuem o controle de seu estoque por depósitos. Observação As transferencias que também envolvam

Observação

As transferencias que também envolvam Estabelecimentos só são possíveis se os itens tiverem o Tipo de Controle de Estoque igual a Físico, visto que para materiais com tipo de controle total deve ser emitida uma nota fiscal de transferencia.

Quando se tratar de transferencia para o Depósito de Controle de Qualidade, o programa gera automaticamente a Ficha de Inspeção; o processo inverso, porém, não é possível por este meio: as Saídas deste Depósito são feitas somente por intermédio do programa de Retorno de CQ(ver detalhes no Manual de Referência do Controle da Qualidade – Processo Digitação dos Resultados dos Exames – Função Retorno Exames).

Campo

Descrição

Data Transação

Data a ser considerada no movimento efetuado no estoque. Deve

CAPÍTULO 4

Processo Movimentação de Materiais

65

Campo

Descrição

Conta

ser sempre superior a data do último cálculo do preço médio. Informar o Código da Conta a ser utilizada para lançamentos de contrapartida de saldos em Estoque. Deve ser uma Conta Transitória: em caso de Entradas, os lançamentos são efetuados a crédito; nas Saídas, são feitos a débito. Identifica o Depósito de origem, a que se refere o movimento do Estoque. Identifica o Depósito destino, a que se refere o movimento do Estoque.

Depósito Saída

Depósito Entrada

67

CAPÍTULO 5

Processo Requisição Eletrônica de Materiais

Objetivo

Permite estabelecer o controle de aprovação eletrônica das requisições de materiais para os itens de estoque que não pertençam a ordem de produção.

Descrição

Ver detalhes conceituais e definições do processo, no Manual de Referência de Compras – Processo de Aprovação Eletrônica.

Procedimento

Parâmetros do Estoque: Em especial daremos atenção à pasta GERAL ao campo APROVAÇÃO ELETRÔNICA, que quando habilitado vai gerar pendências de aprovação e permitir que aprovadores as aprovem.

Definir os usuários de materiais que serão responsáveis por compra e requisição de materiais e os aprovadores dos documentos. (ver detalhes Manual de Referência Cadastros Gerais EMS 2.0 – Processo Aprovação Eletrônica – Função Usuários de Materiais).

Após implementadas as principais informações, o sistema, esta pronto para a utilização do Processo de Aprovação Eletrônica.

Serão geradas pendências de aprovação a cada digitação de um novo documento. Porém a aprovação somente será feita, por intermédio da Função Aprovação de Documentos Pendentes(CD1720).

Veja Também

Consulta de Aprovadores

Consulta Hierarquia x Alternativos

Consulta Situação Documentos

Relatório Documentos Pendentes por Aprovador

Relatório Documentos Pendentes por Tipo Documento

Relatório Usuário de Materiais

Relatório de Aprovadores

68

Relatório Códigos de Rejeição

Relatório Tipos de Aprovação

Relatório Requisitantes por Centro de Custo

Função

Requisição de Materiais

Objetivo

Ver detalhes manual de Referência de Cadastros Gerais – Função Requisição de Materiais.

69

CAPÍTULO 6

Processo Geração Ordens de Compra

Objetivo

O Definição deste processo é gerar as ordens de compra automaticamente, a

partir do saldo em estoque, ordens de compra em andamento e do ponto de encomenda do item.

São levados em consideração somente os itens comprados de demanda independente que não são obsoletos e que possuam a opção de geração de ordens de compra de maneira automática.

Para que seja gerada uma ordem de compra o item deve estar com o saldo em estoque, mais as ordens de compra em andamento com o valor em estoque inferior ao ponto de encomenda.

Sendo assim, para os itens que estiverem nesta situação o sistema ira gerar uma ordem de compra, ou mais, no caso de você trabalhar com percentuais fixos de compra por fornecedor.

A data de entrega será a data atual acrescida do tempo de ressuprimento

interno mais o tempo de ressuprimento do fornecedor. A quantidade a ser comprada é igual ao número de lotes econômicos de compras necessário para atingir o ponto de encomenda. Nesta quantidade será acrescida o percentual de refugo mais a quantidade de perda. Caso esta quantidade seja

inferior ao lote mínimo de compra será assumido o lote mínimo de compra. Por fim esta quantidade é arredondada em função do lote múltiplo de compra do item.

Após a geração das ordens de compra automáticas o módulo de Compras fará o controle das mesmas, no sentido de realizar as cotações e emitir o pedido de compras.

70

Nota

Na adoção deste tipo de controle, não é levado em consideração o consumo futuro em função da sua produção planejada. Somente são levados em consideração dados passados. Para utilizar a produção futura existe a necessidade de utilizar o módulo de Planejamento, Produção e Compras.

Função

Geração Automática Ordem Compra

Objetivo

Possibilita a geração de ordens de compra automaticamente a partir de saldos em estoque, de ordens em andamento e do ponto de encomenda dos itens.

Tipo

Tarefa

Programas

CE0601

Descrição

Para a geração de ordens de compra são considerados somente os itens comprados de demanda independente, quando não são obsoletos e que possuem a opção de geração automática de ordens de compra.

Para que seja gerada automaticamente uma Ordem de compra, o Item deve ser do tipo Comprado, deve ter demanda independente, a situação do mesmo deve ser Ativo, o consumo previsto deve ser maior que 0 (zero) e o parâmetro de geração de ordem de compra deve estar informado como Automático.".

CAPÍTULO 6

Processo Geração Ordens de Compra

71

Opções

Pasta Parâmetros

Geração Ordens de Compra 71 Opç ões Pasta Parâmetros Campo G e r a r o

Campo

Gerar ordens múltiplas

Fazer divisão das ordens

Imprimir a narrativa

Informa os depósitos

Estabelecimento de Entrega

Descrição

Quando assinalado são geradas ordens múltiplas de compra. Quando assinalado é efetuado o “split” de ordens de compra. Quando assinalado é impressa a narrativa do item na ordem de compra. Quando assinalado define que os depósitos devem ser digitados por intermédio da “Pasta Digitação”. Define se deve ser considerado o endereço de entrega padrão ou o endereço de entrega do item.

72

Exemplo

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
DATASUL S.A. - MKT
Geração automática das ordens de compra
Folha: 1
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 20/10/1998 - 17:34:24
Item
Descrição
Un
Ordem
Parc Quantidade
Data Emissão
Data Entrega
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
0.30.811 Cad Jr SD101M
Pc 201320.01
1
1.170,0000
20/10/1998
24/10/1998
----------------------------------------------------------------------------------------DATASUL - ESTOQUE - CE0601RP - V:2.00.00.011

Regra de Negócio

Geração da Ordem de Compra:

A geração da ordem de compra para o item ocorre se o saldo em estoque for

igual ou menor ao “Ponto de Encomenda”.

A data de entrega é a data atual acrescida do tempo de ressuprimento

interno, mais o tempo de ressuprimento do fornecedor.

A quantidade a ser comprada é igual ao total sugerido pelos lotes econômicos

necessários para atingir o ponto de encomenda, acrescidos do percentual de refugo e da quantidade de perda.

Quantidade da Ordem

Quantidadeagerar = PontodeEncomnda SaldoEstoque + Percentual Re fugo + QuantidadePerda

Arredondamento da quantidade a gerar pelo Lote Econômico do Item

QuantidadeLotes = QuantidadeaGerar