Você está na página 1de 89

Projecto

ESCRITA
CRIATIVA
Inspirado em

O Rapaz de Bronze
de Sophia de Mello Breyner
Andresen
…pela pena dos alunos
do 5 e 6º ano.
Sophia de Mello Breyner Andresen

Sophia de Mello Breyner Andresen, nasceu


no Porto, em 1919 no dia 6 de Novembro e
faleceu no dia 2 de Junho de 2004 com 84
anos.
Viveu parte da sua vida em Lisboa e frequentou o
curso de Filologia Clássica na Faculdade de
Letras da Universidade de Lisboa.

Casou-se em 1946 com o advogado, jornalista e político


Francisco Sousa Tavares e foi mãe de cinco filhos. Os filhos
motivaram-na a escrever contos infantis.
Sophia de Mello Breyner Andresen é considerada uma das
poetisas e escritoras de livros para crianças mais importantes
da Literatura Portuguesa.
Possui uma obra vastíssima, que inclui, contos e obras
poéticas. Os seus livros relatam as vivências da autora durante
a infância. Por exemplo, para escrever A Floresta a autora
inspirou-se na quinta da avó onde costumava passar férias
enquanto criança.
Trabalho realizado por:

Professora Manuela Matos

Turmas: 6º A e 6º B
Porque há um país que é a
noite e um país que é o dia.
Porque há um país diferente e
todas a s coisas estão vivas e
tudo é possível.
O vento da noite traz o brilho
da lua e canta o silêncio.
Todas as fantasias se unem
numa só palavra: noite.
A natureza canta e dança.
A noite…
A noite é fantástica e diferente!

A noite é fantástica e diferente…os seus mistérios….

À noite, eu sinto os perfumes na alma. No parque, à

noite, eu falo com as flores e é com elas que eu

partilho o amor pelo luar…

A noite, o luar, as estrelas, o vento, eu sinto o

vento…

Cátia,
6º B
A noite

A noite e o seu luar ninguém o pode apagar de tão


belo que é!
A gritar, a falar, a sonhar lá está ele, o luar!
As árvores, as flores cantam… Paulo
Costa, 6º B
De noite, às vezes, sinto a brisa com os seus
perfumes.
Vejo as estrelas a cintilar no céu à beira da lua.
Parece que ouço os murmúrios das flores a
contarem segredos misteriosos…
Sinto o ar puro, vejo as folhas a rodarem enquanto
caem, ouço as borboletas a rir de felicidade como se
fossem o vento leve…
Ouço as fadas e as coisas maravilhosas da noite…
A noite
A noite tem os seus perfumes e os seus encantos.
A noite é mágica e diferente.
Inspiro-me e saboreio o perfume da noite. Sinto o
perfume das rosas, da flor de muguet.
As folhas da minha oliveira balançam e falam umas
com as outras.
À noite, oiço os grilos , os sapos e as cigarras que
fazem uma grande orquestra.
A noite, sim, é perfumada e diferente. É mágica e
maravilhosa.
Flávia Pinto, 6º
B
História da noite
Estava lua cheia e vi um jardim. As flores saíram e
começaram a dançar…
Uma estátua libertou-se e começou a dançar. Fizeram
uma festa maravilhosa.
As estrelas gostaram e também começaram a dançar.
Senti o vento levar-me…
Luciana
Teixeira, 6º B
A noite bonita
Era noite de lua cheia. As estrelas falavam
umas com as outras e ouvia-se o canto dos
galos.
Lá estava eu a olhar pela janela, vendo a lua
brilhar…
Olhei para as árvores. Parecia estarem a
Paulo Rosa, 6º B
endireitar-se umas para as outras.
A noite
A noite, a noite é o dia das coisas.
À noite, da minha janela, vejo as estrelas a brilhar como se me
acenassem.
À noite, paira no meu jardim o perfume das mais cheirosas flores,
o perfume que embala a minha fantasia com a sua magia.
Sonho com as flores que se agitam e espalham a sua beleza.
Deixo-me levar ao sabor do vento que sopra na minha mente.
À noite, ouço o rouxinol que canta lindamente na minha janela.
Guardo no coração cada noite. Todas são mágicas, mas cada uma
diferente.
Olho as árvores altíssimas que me acenam.
As flores bailam e baloiçam ao sabor do vento tão graciosas e
brilhantes.
Andreia
De noite, é a minha realidade que é mágica e baloiço S., 6ºdaB
ao sabor
A noite
De noite, é fantástica a lua, as flores, os pirilampos e
os grilos que cantam.
A noite é diferente com o seu luar e o brilho das
estrelas.
Miguel
Carneiro., 6º B
A noite é fantástica e diferente com os seus
mistérios…
À noite, eu sinto os perfumes na alma… No
parque, à noite, falo com as flores e é com ela que
eu partilho o meu amor pelo luar…

Cátia Santos.,
6º B
A noite

Certa noite, fui ao jardim e senti os seus perfumes:


as rosas, as plantas, todas se mexiam. Lindas!
Parecia que falavam.
Era uma noite de lua cheia, calma.
O perfume da flor de muguet andava no ar. Nessa
noite, tudo mudou e eu ouvi o Nardo, a Rosa, o
Gladíolo, a Begónia…
Andreia Filipa.,
6º B
A noite é o dia das coisas. De noite, tudo é
mágico!
De noite, as coisas falam umas com as
outras: as flores, as folhas, as árvores,
as plantas, as estátuas. Tudo parece
ganhar vida.
A noite é o dia das coisas. De noite, tudo é
mágico!
Às vezes, parece que oiço murmúrios
das flores a contarem segredos
misteriosos…
Sinto o ar puro das árvores. Vejo as folhas a rodarem
enquanto caem.
Ouço as borboletas a rir de felicidade, a
voarem como se fossem o vento leve.

Ouço as fadas e todas as coisas


maravilhosas da noite… César,
As flores
Gladíolo
De noite, é
tudo
diferente. As
flores
movem-se e
o vento
empurra as
folhas que
voam para Juliana Reis

muito longe
Gladíolos, Vincent Van
Paulo Filipe
Gogh 6ºB
Glicínia
Na minha casa eu
quero ter,
uma mulher, um
filho e um cão,
e, porque sem ela
não posso viver,
uma glicínia em
flor,
a subir pelo
corrimão.
Jorge Sousa Braga
in: Herbário
Orquídea

A orquídea
parece um
manequim.
Só veste peças
únicas,
feitas por
medida,
de seda ou de
Jorge Sousa Braga
cetim. in: Herbário
Rosa
A noite tem os
seus segredos, a
sua magia, o seu
encanto.
Cada flor tem a
sua vida, a sua
forma de viver!
O perfume da
noite é
maravilhoso…
Ana
6ºA
Tulipa

Ela usa um
turbante,
amarelo como
a lua.
Por baixo do
turbante,
a tulipa anda
nua!
Jorge Sousa Braga
in: Herbário
A noite é fantástica
e mágica. As Begónia
estrelas no céu
brilham com tanta
intensidade! Parece
que não têm fim e
perdemo-nos nelas.
A noite tem os seus
mistérios e segredos
que ninguém
chegará a
desvendar.
Ai, os seus perfumes
são encantadores!
A lua faz parte da
Sónia Ricardo
noite. Sem a lua, a 6ºA
À noite, as flores
Cravo dançam no ar e
espalham os
seus perfumes .
As estrelas e a
lua iluminam a
escuridão que
esconde os
segredos das
árvores e dos
animais.
As folhas das
árvores dançam
Sílvia Peixoto
6ºA
na noite e
Buxos
O céu estava
estrelado e
muito bonito:
azul-escuro com
estrelas lindas e
amarelas.
Foi uma linda
noite!

João Pedro
6ºA
Flor de
Muguet Fiquei a ver as
estrelas e a lua.
Era noite de lua
cheia e estavam
os grilos com o
seu gri…gri…gri…
E, então, comecei
a cheirar as rosas,
os cravos e as
tulipas… Pedro Ribeiro
6ºA
A noite
envolve-nos no Nardo
seu luar. Tem
perfumes
fantásticos e
cada estrela Cátia Teixeira
6ºA

Atem um
noite é fantástica
significado…
e diferente. As
estrelas do céu
brilham na noite
cheia de mistérios.
Cada dia tem um
Vanessa Cerqueira
mistério. Gostava 6ºA
À noite, todo o planeta se transforma!
A noite traz consigo os seus perfumes encantados
que se unem num só, mágico, silencioso e
fantástico que dança, que se mexe, que rasteja
entre casas e bosques sob a lua e as estrelas,
mares e oceanos, selvas e savanas.
Os animais misteriosos saem das suas tocas. Os
grilos fazem “gri!”gri!”. Fazem com que a noite se
torne mais bonita. As corujas com a sua voz fazem
com que a noite se ilumine e se encha de tesouros
com sustos, aventuras e contos de fadas.
Os sons da natureza da noite ouvem-se lá ao fundo
no horizonte, para lá dos desertos e dos aléns, dos
séculos passados com homens da idade da pedra
e dos dinossauros.
Por entre plantas e jardins, brotam os novos frutos
Inês Alves
e sementes, pétalas e rebentos verdes e cristalinos 6º A
como a água que baloiça sobre o vento e luar
Estava tudo escuro
nessa noite e
estavam milhares de
estrelas no céu. A
noite estava muito
perfumada. As flores
passeavam no
jardim, muito
alegres. Os
pirilampos
iluminavam aSandra
noite e
Sousa
6ºA
as rosas
A noite é mágica…
As estrelas, a lua, os planetas, os
cometas, os segredos….
Os mistérios da noite!
As estrelas falam com a lua, os planetas
com os cometas e vivem momentos de
mistério.
O perfume das flores mistura-se com o
vento e espalha-se pelo jardim.
As flores ficam maravilhadas com a
magia das estrelas no seu percurso
Ana
imaginário e fantástico. Beatriz
 6º A
Rouxinol
Trabalho realizado por:

Professora Graça Mendes

Turma do 5º B
As flores
Quando uma flor abre suas
pétalas,
é um momento mágico,
verdadeira  festa da natureza.
VERTICILOS FLORAIS
Clique para e
ditar os estilo
Segundo níve s
l

Terceiro níve EXTERNO
l

Quarto nível
(PROTECTORES)

Quinto nível
CÁLICE COROLA

INTERNOS
(REPRODUTORES)
ANDROCEU
GINECEU
Órgãos da flor
Estigma

Estilete Antera

Ovário Filete

Pétala

Receptácul Sépala
o

Pedúncul
o
o r e s
As fl à
o v i d a
d ã .
t u r e z a
N a
Androceu

Na antera do estame produz-


se, os grãos de pólen que dão
origem às células reprodutoras
masculinas.

Gineceu

No ovário do carpelo
encontram-se os óvulos, onde
se formam as células
reprodutoras femininas
Onde houver tristeza, que eu
leve alegria.
Polinização

Clique para editar os estilos


Segundo nível
● Terceiro nível

● Quarto nível

● Quinto nível

o n t e ce
ç ã o a c
o lin iz a s d e
A p s g r ã o a
d o o t ig m
quan aem no es e
ó l e n c r ou d
p m a f lo a
m e s e s m
da l o r d a m
t r a f
ou e .
é c i
esp
O pólen é transportado de flor em
flor, através do:

to ;
Ven ctos; es;
s e a v
In m a s
u
Alg nos
q u e s .
Pe f er o
a m í
m
O vento
Por mais que não consegue
tente, o vento adormecer

se não tiver
nada para ler.

Seja uma folha


de tília, de bambu ou
buganvília.
O vento, Jorge Sousa Braga
in: Herbário
Polinização através das aves, dos
mamíferos e dos insectos.

e s t i l os
a e d itar os
u r
e pa el
Cl i q
d o ní v
Segu ceiro nível
n
● Ter í v e l
a rt o n
● Qu í v el
i nt o n
● Qu
Onde houver ofensa,
que eu leve o perdão.
Fecundação
di t a r o s e st i l o s Os grãos de
Clique para e
Segundo nível l pólen
● Terceiro níve
Quarto nível

● Quinto níve
l juntam-se aos
óvulos
dando origem ao
ovo
ou zigoto, que se
transformam em
sementes.
Onde houver desespero, que .
eu leve a esperança.
Onde houver dúvidas,
que eu leve a certeza.
Ciclo vegetativo
Onde houver erros,
que eu leve a verdade.
É dando que recebemos.
Que bom é amar a Natureza.
A natureza enriquece as
nossas vidas.

A Natureza enriquece a nossa


vida…
ESCOLA EB 2,3 DE VILA
CAIZ
6º ANO TURMA C

Rapaz de Bronze

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS -
2010
Professora: Ana Mofreita
Plátano

Folhas que se
desprendem
E se lançam com
coragem
Na aventura do espaço…
Tília – Folha e Flor

“Chá da vida”!
És sincera, sonho e
graça…
Bétula

Frondosa e bonita!
Oh! Noiva da floresta
Carvalho

Caule robusto,
Raízes profundas…
De aparência disforme
Magnólia

Cor da Natureza, são a tua nobreza!


O Jardim de Buxo

Sempre verde e tão


nobre,
Na arte da topiária …
Avenca

Toda a planta…
Mais frágil que
seja
Tem o seu valor
Orquídeas

Vistosa, elegante e
graciosa, Beleza e
requinte,
É o teu «glamour».
Begónias

Variadíssimas e enigmáticas.
Mimosa

Sol da Natureza
Que brilhas em mim…
Campo de Trigo e
Papoilas

Cheiro sensual
A trigo e papoilas
A gritar ao rubro
A importância das
coisas!
Tojo e Urze

Arbusto
audaz,
presenteias
jardins
selvagens,
Miudinha e
de aventuras.
tão humilde,
Encantas,
os montes de
emoções.
Fetos

Fetos completamente
erectos, ou
Tombam graciosamente de
vasos
Em maravilhosas grinaldas
Caramanchão
de Buganvília

Rasgam o sol
em flor
Roxas, lilases,
vermelhas
Num beijo
com…
Gladíolo

És mundano e
vaidoso mas com
carácter!
Sincero e também
verdadeiro.
Rosa

Especial inocente!
Tanta felicidade!
Com teu amor
ardente.
Cravo

Caprichoso,
Simbólico e
Fascinante.
Papoila

Grito de veludo,
Em jardim
De amor sem fim
Girassóis

Como brilham na luz da manhã!


Com as pétalas aspergidas,
Passam fulgurantes ao sol do meio-
dia!
Camélia

Podes não ter cheiro,


Mas és bela e
sedutora.
Tulipas

Exótica em cores
variadas.
Tu? Sempre
charmosa
Símbolo de amor
perfeito
Muguet

Lírio do vale branco


Perfume delicioso
Símbolo de
felicidade
Glicínia

É o lilás que
esvoaça
Juntando o
perfume à cor
Sempre que o
vento passa.
Gipsofila

Véu de noiva …
Charme e
elegância
Para qualquer
ambiente
Malmequeres

Malmequer diz-me a
verdade
E guarda-me o meu
segredo
Pelas tuas folhas brancas
Violetas

Violeta solitária
No canto do seu
jardim
Espera que um dia
Alguém goste de si
Nardo

Todos os poemas são


mortais
E o que fica talvez
Um perfume de nardo
E nada mais!
Trabalhos
dos alunos
TULIPA
Viagem comigo nas asas da poesia
Visitem o nosso espaço
O espaço do Rapaz de Bronze
Um jardim de flores…”

“Se, à lembrança de
flor
Se quiser
juntar a cor

Talvez se evoque a
tulipa
Que,
mesmo sendo
singela(…)”
Permanece assim tão
bela! Nuno Pinheiro 6ºA
É Belo o jardim do nº19
Rapaz de Bronze! Paulo Teixeira 6ºA
Flor de
Muguet

Flor de Muguet
Delicada flor
Lírio do vale branco
Com uma cor encantada.
Gladíolo
“Os gladíolos
são flores muito
mundanas.”
“Mas os gladíolos gostavam
muito de ser gladíolos e
achavam-se superiores a
quase todas as outras
“Os
flores.” gladíolos
admiravam
secretamente as
camélias mas não
tinham muita
consideração por elas:
“Por fim o Gladíolo
achavam quecansado de filosofias
elas eram
despediu-se.”
esquisitas e irritantes.”
“Foi andando pelos caminhos sob a luz Daniel Magalhães,
A Primavera
Vinte meninas, não
mais,
Eu via ali no beiral:
Tinham cabecinha
preta
E branquinho o
avental.

Vinte meninas, não


mais,
Eu via naquele muro:
Matilde Rosa Araújo, “Balada das Vinte e Uma

Tinham cabecinha
Meninas”
“As coisas extraordinárias e as coisas
fantásticas também são verdadeiras.”

In O Rapaz de Bronze, de Sophia de Mello


Breyner Andresen
As professoras:

Manuela Matos
Ana Mofreita
Graça Mendes
Susana de Jesus
Alexandra Pinheiro