Você está na página 1de 2

20/03/2015 ConJurDemandaporconciliadoresemediadoresvaiaumentarcomnovoCPC

NOVO CPC

Advogada aponta para aumento da demanda


por conciliadores e mediadores
23 de janeiro de 2015, 20h13

PorJuliana Borba

A ateno que o novo Cdigo de Processo Civil d mediao e conciliao vai


aumentar a demanda por profissionais dessas reas. Para a advogada
Fernanda Tartuce, a mudana uma oportunidade para quem pretende
trabalhar com essas reas se preparar.

No curso de Direito, no Brasil, ns praticamente no estudamos mediao.


Mas ela pode ter um papel muito importante e positivo, como vemos em outros
pases como os Estados Unidos e o Canad, afirmou Fernanda durante a
palestra Mediao no Novo CPC, promovida pela Damsio Educacional
eThomson Reuters. Ela apontou ainda os princpios que devem nortear o
trabalho desses profissionais:independncia, imparcialidade, autonomia da
vontade e confidencialidade

De acordo com a advogada, a fora que


essas prticas ganharam deve ser
considerada um progresso para o
Judicirio brasileiro.A orientao do
cdigo tambm ser eficientista. Ou
seja, a ideia no usar a mediao
apenas para se livrar do volume de
casos, que a gente sabe que alto. A
ideia ter um resultado positivo para
as partes, observou Fernanda Tartuce
(foto).

A professora explicou que o que determina a escolha da mediao ou da


conciliao a relao entre as partes.O artigo 166 do novo CPC prev que o
concilidor atue preferencialmente nos casos em que no houver vnculo
anterior; j a mediao indicada para quando as partes j se conhecerem.

http://www.conjur.com.br/2015jan23/demandaconciliadoresmediadoresaumentarcpc?imprimir=1 1/2
20/03/2015 ConJurDemandaporconciliadoresemediadoresvaiaumentarcomnovoCPC

A conciliao costuma ser mais pontual, enquanto a mediao normalmente


tem mais sesses. Na mediao, as partes do processo so as autoras da
proposta a ser acordada. Portanto, a ideia que o mediador no interfira tanto
e apenas promulgue a sugesto dada pelas partes ou seja, nesse caso,
pressupe-se o vnculo anterior dos envolvidos, afirmou.

A advogada aponta que o ndice de cumprimento de acordo na conciliao gira


em torno de 40% a 50% a mediao tem uma taxa mais alta. "Isso acontece
porque a autoria da proposta , muitas vezes, de um terceiro. A diferena na
autoria muito forte quando o prprio indivduo que a prope. Quando
somente aceita uma sugesto, muitas vezes ela no acatada, disse.

Juliana Borba reprter da revista Consultor Jurdico.

Revista Consultor Jurdico, 23 de janeiro de 2015, 20h13

http://www.conjur.com.br/2015jan23/demandaconciliadoresmediadoresaumentarcpc?imprimir=1 2/2

Você também pode gostar