Você está na página 1de 7

09 OUT 14

por Andrea

09 OUT 14 <a href=costura DICAS PARA COSTURAR MALHA por Andrea Sempre quis costurar minhas roupas em casa! Mas para isso necessariamente teria que aprender a costurar malhas afinal nem todas as roupas podem ser feitas em tecidos planos. E eu gosto muito de roupas confortáveis, sabe como é…. malha sempre! Decidi que já era hora de acabar com este bloqueio e me jogar de vez no mundo das costuras flexíveis. Mas antes de investir em uma máquina de overloque, queria aprender a costurar malhas minha máquina velha de guerra doméstica tradicional (no meu caso esta aí da foto). Ouvi falar que é possível e resolvi tentar! Chamei a a Marina, consultora da Singer, para passar uma tarde comigo desvendando a costura a malha e me dando dicas práticas. São estas que compartilho hoje aqui com vocês. " id="pdf-obj-0-10" src="pdf-obj-0-10.jpg">

Sempre quis costurar minhas roupas em casa! Mas para isso necessariamente teria que aprender a costurar malhas afinal nem todas as roupas podem ser feitas em tecidos planos. E eu gosto muito de roupas confortáveis, sabe como é…. malha sempre! Decidi que já era hora de acabar com este bloqueio e me jogar de vez no mundo das costuras flexíveis. Mas antes de investir em uma máquina de overloque, queria aprender a costurar malhas minha máquina velha de guerra doméstica tradicional (no meu caso esta aí da foto). Ouvi falar que é possível e resolvi tentar! Chamei a a Marina, consultora da Singer, para passar uma tarde comigo desvendando a costura a malha e me dando dicas práticas. São estas que compartilho hoje aqui com vocês.

1) Escolha a sua malha O que difere a malha do tecido plano é a elasticidade.

1) Escolha a sua malha

O que difere a malha do tecido plano é a elasticidade. Ela estica (pouco ou muito) se puxada para os lados enquanto que os tecidos planos não esticam nada. Se for o seu primeiro projeto, recomendo usar uma malha de espessura média – eu escolhi a Ponto Roma, a malha cinza da foto acima. Lembra aquelas malhas de calça de ginástica que usávamos na escola. Ela nem chega a enrolar nas bordas portanto fica boa sem acabamento. O ponto negativo dela é que é grossa para usar no nosso verão, sendo mais apropriada para peças de Outono Inverno.

Já a malha branca da foto é daquelas bem levinhas, espessura de camiseta. Devido a espessura, ela enrola na pontas e é mais difícil de ser trabalhada pelas novatas.

1) Escolha a sua malha O que difere a malha do tecido plano é a elasticidade.

2) Use uma agulha ponta bola

A agulha mais indicada para costurar malhas é a Ponta Bola ou 2045. Não dá para ver na foto pois é um detalhe minúsculo, mas a ponta desta agulha é diferente, mais arredondada. A ponta bola não corta a trama do tecido, apenas escorrega entre os fios da trama, que por ser elástica, logo fecha.

A numeração é universal, de 9 a 18 sendo:

9 e 11 : indicada para malhas finas

14: indicada para malhas médias

16 e 18: indicada para malhas grossas

As agulhas com ponta bola da Singer têm o cabo dourado. Já as agulhas de ponta universal são inteiramente prateadas e indicadas para tecidos planos, sem elasticidade.

14: indicada para malhas médias 16 e 18: indicada para malhas grossas As agulhas com ponta

3) Lembre­se dos pontos mais usados (em qualquer máquina)

Lembre­se que a roupa em malha ela irá esticar ao vestí­la por isso, a importância de usar pontos flexíveis na hora da costura!

Para malhas os pontos mais usados são a costura reta e o zigzag. Se sua máquina tem estes pontos então pode comemorar!

Escolha o zig­zag para unir partes da roupa que serão esticadas e requerem flexibilidade, geralmente para costuras na horizontal. Lembre sempre de testar a tensão e tamanho do ponto. O zig­zaz pode ser regulado em sua altura e largura na maioria das máquinas domésticas. Neste exemplo usei o zig­zag de 2.0 X 2.5.

Para unir partes do tecido que não serão esticadas (ex: costuras verticais) e fazer pespontos, pode­ se usar a costura reta normal mas tome bastante cuidado com a tensão do ponto pois o mesmo poderá estourar ao ser esticado (ouch!).

4) Observe a tensão do ponto Costurar em malha, especialmente as mais finas, requer uma boa

4) Observe a tensão do ponto

Costurar em malha, especialmente as mais finas, requer uma boa regulagem do ponto antes ir para a costura da peça final. Pegue um retalho do mesmo tecido da peça final e teste o ponto, tanto seu tamanho quanto a tensão. Se o ponto estiver com pouca tensão ele ficará quase solto no verso do tecido. Com muita tesão o tecido ficará franzido. O ponto com tensão ideal não deforma o tecido, não pula pontos, tem aspecto regular tanto do lado direito como do avesso.

4) Observe a tensão do ponto Costurar em malha, especialmente as mais finas, requer uma boa

5) Tente a costura reta flexível (disponível em algumas máquinas)

Algumas máquinas mais avançadas possuem a opção de ponto reto flexível. Ele tem um aspecto de ponto reto continuo mas permite que o tecido estique sem estourar a linha. A agulha faz pequenos vai e véns para formar a costura, deixando a mesma com esta aspecto mais grosso que a costura reta normal. Um aspecto negativo deste ponto é que fica grosso por isso dá um certo trabalho para ser desmanchado.

6) Use o ponto de Acabamento (disponível em algumas máquinas) Algumas máquinas possuem este ponto de

6) Use o ponto de Acabamento (disponível em algumas máquinas)

Algumas máquinas possuem este ponto de acabamento que, ao meu ver, tem um efeito bem similar ao overloque! Perfeito para dar acabamento em peças de malha mais finas que costumam enrolar nas bordas.

6) Use o ponto de Acabamento (disponível em algumas máquinas) Algumas máquinas possuem este ponto de

Para facilitar o uso do ponto de acabamento existe esta sapatilha de acabamento que dá uma levíssima levantada nas bordas, facilitando na hora fazer o ponto. Dá também para usar a sapatilha de uso geral mas esta é uma facilitadora da vida que me foi apresentada pela Marina. Eu não conhecia e amei!

As malhas grossas como a Ponto Roma não precisam de acabamento nas bordas. Fica a dica para quem está começando.

7) Não repuxe a malha! Não faça isso, por mais tentador que seja. Trabalhe com a

7) Não repuxe a malha!

Não faça isso, por mais tentador que seja. Trabalhe com a malha esticada mas sem tensão, como se fosse um tecido plano. Ela tem que esticar no seu corpo e não durante a costura.

Na hora de unir as partes vale alfinetar para deixar tudo no lugar e as malhas não escorregrem na hora de trabalhá­las na máquina. Em áreas mais curvas, use mais alfinetes ou, se preferir, alinhave.

7) Não repuxe a malha! Não faça isso, por mais tentador que seja. Trabalhe com a

8) Estabilize a malha com entretela

Para usar pontos decorativos em malha temos um segredinho! Basta aplicar uma entretenha termocolante do lado avesso da malha. Corte a entretela no tamanho desejado e passe a ferro com o lado brilhante da entretela voltado para o verso do tecido de malha. Fica assim ó :

Isso criará uma textura mais estável e deixará pontos decorativos mais definidos. Também evitará que a

Isso criará uma textura mais estável e deixará pontos decorativos mais definidos. Também evitará que a malha fique espremida entre pontos – problema bem comum ao costurar em malhas finas. Já planejei em usar esta técnica para customizar peças de bebê com pespontos decorativos.

E você, já costurou malha na máquina tradicional? Como foi? Tem dicas bacanas para compartilhar?

O assunto costura em malha dá muito pano para manga então na semana que vem tem mais. Vamos falar sobre como escolher a malha certa para seus projetos e mostrar como usar a agulha de duas pontas, aquela agulha misteriosa! Até :).