Você está na página 1de 2

Grupo I

L o seguinte excerto da Farsa de Ins Pereira.


Ins Pereira Marido aquele ermito Ins Si.
112 a aqui e outra aqui.
um anjinho de Deos. 0 Oh como folgo com elas!
Pero Correg vs esse vus
e ponde-vos em feio1. Cantemos marido quereis?.
Pero Eu nam saberei entoar.
110 Ins Sabeis vs o que eu queria? Ins Pois eu hei s de cantar
0 Pero Que quereis minha molher? e vs me respondereis
Ins Que vs houvsseis por prazer cada vez que eu acabar:
de irmos l em romaria. 112 pois assi se fazem as cousas
5 Canta Ins: Marido cuco me levades
Pero Seja logo, sem deter. e mais duas lousas.
Ins Este caminho comprido Pero Pois assi se fazem as cousas.
110 contai a estria marido.
5 Pero Bof que me apraz molher 113 Ins Bem sabedes vs marido
Ins Passemos primeiro o rio. 0 quanto vos amo
Descalai-vos. sempre fostes percebido
Pero E pois como? pera gamo.
E levar-me-eis ao ombro2 Carregado ides nossamo
no me corte a madre o frio com duas lousas.
111 Pero Pois assi se fazem as cousas
0 Pe-se Ins Pereira s costas do marido e diz: 113
5 Ins Bem sabedes vs marido
Marido assi me levade. quanto vos quero
Pero Ides vossa vontade? sempre foste percebido3
Ins Como estar no paraso para cervo.
Pero Muito folgo eu com isso Agora vos tomou o demo
Ins Esperade ora esperade Com duas lousas.
olhai que lousas aquelas 114 Pero Pois assi se fazem as cousas.
111 pera poer as talhas nelas 0
5 Pero Quereis que as leve? E assi se vo, e se acaba o dito auto.

Gil Vicente, As obras de Gil Vicente, vol. II, direo cientfica de Jos Cames,
Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2001, pp. 593-594

1
vv. 1098-1099: componde esses vus, ponde-vos bonita. 2 v. 1110: levar-me-eis s costas. 3 v. 1140: destinado.

Apresenta, de forma clara e bem estruturada, as tuas respostas aos itens que se
seguem.

1. Insere o excerto na estrutura interna da obra.


2. Pero Marques cede perante todos os caprichos da esposa. Transcreve dois
versos que o comprovem.

4. Relaciona o meio como Ins transportada com o mote que deu origem
farsa.