Você está na página 1de 1

Argumentos a favor e contra a governao das 6 provncias por parte da

RENAMO

Argumento a Favor: H muito tempo v-se em Moambique que o governo monopartidrio, o


que significa que a direco central das polticas publicas advm da ideologia de um grupo identificado
porquanto Moambique um mosaico cultural, significando que existem vrias formas de pensar e
saber que luz do dia, no tem vez por causa da linha de orientao poltica vigente.
Alem disso, por vrios anos j se noticiaram incidentes eleitorais relativos a fraude eleitoral em que
sempre a FRELIMO saiu em vantagem, contradizendo assim o voto expresso e o resultado. Portanto,
isso se arrasta por mais de 20 anos, altura que se introduziram alteraes no regime poltico
moambicano: o multipartidarismo que na prtica nunca chegou a se materializar com a governao de
nico partido que h 40 est no poder sem alterar muito menos aceitar formar um governo de coliso
ou de unidade nacional. O facto mais gritante foi do ano de 2014 com a volta aos pleitos eleitorais de
Afonso Dhlakama em que a sua vitoria era inevitvel, porm o resultado nas urnas foi diferente, para
alm do facto de vrios camies contendo boletins de voto terem desaparecidos.
O actual conflito poltico-militar estagnou a vida de moambicanos em quase todos os sentidos:
econmico, social, poltico. A nica reivindicao: governao das 6 provncias que a RENAMO clama
ter ganho. Ento, se o governo da Republica de Moambique prima pelo interesse pblico, nada obsta
que nomeie os governadores e administradores filiados ao partido RENAMO.

Argumento contra: Aceitar as exigncias da RENAMO seria discriminar outros pensamentos


polticos que participaram do pleito eleitoral que no conseguiram maioria expressa para o Presidente
da Republica e assentos na Assembleia da Republica. Portanto, se a RENAMO quer governar as
provncias que clama, que siga a via eleitoral e no a partilha inconstitucional de poder porque nos
termos da lei, o poder poltico tomado com base na eleio, seja directa ou indirecta, pelo que aceitar
uma reivindicao dessas seria alterar a ordem jurdica constitucional e o desrespeito pelas instituies
democrticas, principalmente o desejo de mais de 50% dos eleitores de 2014.
Reformar a ordem constitucional para acomodar as exigncias de um grupo de pessoas seria muito
oneroso, alem de inconstitucional, enquanto o pais passa por uma situao severa que, em grande
medida, foi provocada pela prpria RENAMO que condicionou o trfego pelo pais, destruindo infra-
estruturas publicas, bens, matando civis e forcas publicas.
Pelo que, no h nenhum motivo aparente muito menos lgico para que a RENAMO exija e o governo
ceda tais pretenses inconstitucionais.

Você também pode gostar