Você está na página 1de 2

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL

BELLA RESIDENCIAL

De um lado, denominado LOCADOR, GILENO EDU LAMEIRA DE MELO, brasileiro, solteiro, inscrito no CPF/MF
427.240.402-44, RG 2645054 residente e domiciliado à Rua Dois, 3915 – Jardim Independente II, na cidade de
Altamira-Pará LOCATÁRIO(A),VITOR HUGO PEDROSA BAIA, brasileiro, portador da Carteira de Identidade n°
7244855 SSP/PA, inscrito no CPF/MF 035.636.012-16, tem entre si, de maneira justa e acordada, o presente
INSTRUMENTO PARTICULAR DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL PARA FINS RESIDENCIAIS, ficando desde já aceito, pelas
cláusulas abaixo descritas.

CLÁUSULA PRIMEIRA – O presente tem como OBJETO o imóvel situado à Travessa 02, N. 3023 – Bella
Residencial – casa n. 02, BAIRRO Mutirão, NESTA CIDADE DE ALTAMIRA, ESTADO DO PARÁ, de
propriedade do LOCADOR, o qual afirma estar livre de quaisquer ônus ou dívidas.

CLÁUSULA SEGUNDA – O LOCATÁRIO utilizará o imóvel exclusivamente para fim RESIDÊNCIAL, destino que
não poderá ser alterado sem o prévio consentimento expresso do PROPRIETÁRIO, sendo vedada qualquer
cessão, transferência ou sublocação, ainda quando parcial ou temporária, gratuita ou onerosa.

CLÁUSULA TERCEIRA – A presente locação terá o lapso de 06 (SEIS) MESES, O referido contrato passará a ter
início em 17 de fevereiro de 2017 e termino em 17 de fevereiro de 2018. Podendo ser prorrogado por tempo
indeterminado, com a permissão do LOCADOR para tanto o locatário deve estar em dia com suas obrigações de
aluguel e outros encargos que por ventura venham surgir, bem como deve ser demonstrado interesse da
Locadora. Caso contrário, findo o prazo de locação estipulado o imóvel deverá ser devolvido nas mesmas
condições a qual foi alugado, efetivando-se com a entrega das chaves, independentemente de aviso ou qualquer
outra medida judicial ou extrajudicial, devendo estar completamente desocupado em conformidade com a LEI N°
12.112/09 (LEI DO INQUILINATO).

PARÁGRAFO PRIMEIRO – Caso o LOCATÁRIO queira rescindir o contrato antes de transcorrido o prazo de 06
(SEIS) MESES, ou a rescisão ocorrer por inadimplemento de obrigação aqui ajustada, pagará uma multa
contratual correspondente a 01 (um) mês de aluguel, sem prejuízo do integral cumprimento das demais sanções
legais e contratuais (Art. 571 do CÓDIGO CIVIL).

CLÁUSULA QUARTA – O aluguel mensal é de R$ 350,00 (TREZENTOS E CINQUENTA REAIS) e na hipótese de
prorrogação do prazo descrito na CLÁUSULA TERCEIRA, o aluguel será REAJUSTADO PELO IGPM, ou na falta
desse, por outro índice oficial determinado pelo Governo Federal que venha a substituí-lo.

CLÁUSULA QUINTA – O aluguel será pago, independente de cobrança, até o 5º dia útil de cada mês, mediante
recibo datado e assinado pelo PROPRIETÁRIO.

CLÁUSULA SEXTA – Durante a vigência deste contrato fica expressamente proibida utilização de aparelhos
eletrônicos em volume alto que venha perturbar os demais vizinhos, bem como, a promoção de festas no interior
das dependências, se assim fizer, o contrato será imediatamente rescindido.

CLÁUSULA SÉTIMA - O aluguel será pago inteiramente líquido AO PROPRIETÁRIO, respeitada a legislação
sobre a renda, ocorrendo por conta exclusiva do LOCATÁRIO:

a Despesas de energia elétrica. Os comprovantes dos pagamentos deverão ser entregues AO PROPRIETÁRIO
junto com o pagamento do aluguel vencido, no prazo da locação estipulado neste instrumento ou provável
prorrogação;
b Efetuar a imediata transferência da Unidade Consumidora de energia elétrica para o seu nome, junto à Rede
CELPA.

CLÁUSULA OITAVA – O imóvel objeto deste contrato será entregue com instalações elétricas e hidráulicas em
perfeito funcionamento, com todos os cômodos e paredes pintados, sendo que portas, portões e acessórios se
encontram também em funcionamento correto, devendo o LOCATÁRIO mantê-lo desta forma. Fica também
acordado, além de, no ato da entrega das chaves, com todos os tributos e despesas pagas, caso contrário, ficará
facultado ao LOCADOR recebê-lo ou não. Caso o LOCADOR não o receba, ficará o LOCATÁRIO COMPELIDO a
pagar os aluguéis que forem vencendo.

CLÁUSULA NONA – O LOCATÁRIO satisfará a própria custa, com solidez e perfeição, todos os reparos e
consertos de que necessite ou venha necessitar o imóvel locado.

CLÁUSULA DÉCIMA– O PROPRIETÁRIO poderá inspecionar o imóvel pessoalmente, sendo tal vistoria
imprescindível antes da restituição do imóvel, a fim de verificar a fiel observância das obrigações assumidas pelo
LOCATÁRIO neste CONTRATO, a qual não poderá, sob pretexto algum, fazer oposição a esse direito.

estarão autorizados a representar o LOCATÁRIO junto à Rede Celpa. CLÁUSULA DECIMA SETIMA – É obrigação do LOCATÁRIO. a juízo do PROPRIETÁRIO. sendo imprescindível o seu consentimento expresso. caso a mesma se repita ou se prolongue com exigência das obrigações financeiras totais previstas neste CONTRATO. irrevogavelmente. que O PROPRIETÁRIO. em se tratando da não conservação do imóvel e suas benfeitorias. e que prescindam de mutilar o imóvel. que elegem o foro da comarca de Altamira no Estado do Pará. 17 de FEVEREIRO de 2017. compensação ou retenção. para efetuar a transferência. somente após aprovação por escrito a mudança poderá ser executada. para dirimir quaisquer dúvidas ou demandas decorrentes deste CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL PARA FIM RESIDENCIAL. junto à Rede Celpa. aderirão automaticamente ao imóvel locado. E. CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA – As partes convencionam. se for o caso da Unidade Consumidora nº 106226482. relativos aos valores despendidos. independentemente de interpelação judicial ou extrajudicial. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA – As benfeitorias ou acessões que vierem a ser introduzidas. CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA – As adaptações que se fizerem necessárias à instalação de eletro-eletrônicos. serão aplicadas cumulativamente ou alternativamente. de qualquer natureza. deverão ser encaminhados de forma expressa para AO PROPRIETÁRIO. integrando a plena propriedade do LOCADOR. juntamente com 02 (duas) testemunhas. CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA – Ao inadimplemento total ou parcial de qualquer das obrigações deste CONTRATO. inclusive aparelhos de ar condicionado ou outros equipamentos. as seguintes SANÇÕES: a Rescisão contratual automática. com as características da mudança pretendida e do material a ser utilizado. c Perdas e danos que se apurarem. CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA – O presente contrato passará a vigorar a partir da assinatura pelas partes contratantes. por estarem justas e convencionadas. a todo direito de indenização. não significando a tolerância de qualquer infração como renuncia deste direito. o pedido de ligação ou o desligamento. CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA – O LOCATÁRIO renuncia desde logo. quando da desocupação do imóvel. neste ato. pedir o desligamento ou a transferência de titularidade da UC 106226482. incluindo custas processuais. e. VITOR HUGO PEDROSA BAIA GILENO EDU LAMEIRA DE MELO LOCATÁRIO LOCADOR TESTEMUNHA TESTEMUNHA NOME: NOME: CPF: CPF: ASSINATURA: ASSINATURA: . as partes assinam o presente CONTRATO em duas vias. Altamira-Pará. b Multa penal igual ao valor do dano. por antecipação.