Você está na página 1de 28

:: Uma Radiografia Setorial

1º Panorama Nacional dos Planos de


Previdência Associativa no Brasil

Eder C. da Costa e Silva


Julho de 2010

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 1
Conteúdo

 Introdução
 Seção I - Características dos Instituidores
 Seção II - Dados gerais dos planos pesquisados
 Seção III - Benefícios oferecidos pelo plano
 Seção IV - Aposentadoria e portabilidade
 Seção V - Relacionamento com participantes
 Seção VI - Investimentos do plano
 Seção VII - Taxas de carregamento e gestão
 Seção VIII - Taxa de corretagem
 Seção IX - Contribuições ao plano
 Seção X - Governança do plano
 Seção XI - Participantes da pesquisa
Anexo – Sobre a NKL2
Centro de Treinamento e espelho d’água da sede da Natura, em área de 750.000 metros quadrados (Foto: Lucia Loeb)

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 2
Introdução

 A reforma da legislação brasileira de previdência privada, feita


através da Lei Complementar nº 109 de 31/05/2001, criou uma
nova modalidade de planos de aposentadoria
 A partir de então, as entidades fechadas de previdência
complementar, comumente chamadas de fundos de pensão,
passaram a contar com planos implantados por associações,
cooperativas e entidades de classe
 Nesses planos, o vínculo entre o participante e a organização que
o institui é de ordem associativa, diferentemente dos planos
implantados por patrocinadoras onde se exige o vínculo
empregatício como condição para participação
 A NKL2 tomou a iniciativa pioneira de elaborar o primeiro estudo
dos planos de previdência associativa no Brasil

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 3
Introdução (cont.)

 De forma a manter a confidencialidade e independência, a NKL2


contratou a empresa de desenvolvimento e aplicação de pesquisas
online (através da web), a
 Os planos convidados a participar da pesquisa, todos contatados por
telefone, estão listados na Seção XI dessa apresentação, onde
também estão descritos os instituidores dos planos respondentes
 Um email com o um link para o questionário foi encaminhado no dia
17/maio de maio e este ficou disponível para preenchimento até o dia
14/junho. Alertas de prazo foram enviados nos dias 31/maio e 10/junho
 Os principais resultados do 1º Panorama dos Planos de Previdência
Associativa no Brasil encontram-se descritos a seguir. No anexo
pode ser encontrada uma breve descrição da NKL2

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 4
Seção I - Características dos Instituidores
Ramo de Atividade

89% 40% 40%

11% 20%
0%

Mais de 50.000
Localização
Tempo atividade

10.000 a 49.999 40%


56% + 20 anos

0% 1.000 a 4.999 30%


0% 33% 10 a 20 anos
30% Menos de 1.000 20%
40%
11% Até 10 anos
10%
30%
Quantidade de Associados
6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 5
Seção I - Características dos instituidores (cont.)

 Tipo de Instituidor  Quantidade de associados


O novo modelo de previdência Comprovando a necessidade de escala
complementar, que requer o vínculo para viabilizar o novo modelo de
associativo como condição para um previdência, os instituidores que
participante poder aderir ao plano de implantaram planos associativos possuem
benefícios, vem sendo adotado em maior em sua maioria, dezenas de milhares de
escala por associações e órgãos de classe – potenciais participantes em seus quadros.
setoriais ou profissionais – representando Incríveis 40% dos respondentes contam
80% das organizações que responderam à com mais de 50 mil associados, 30%
pesquisa. As cooperativas também possuem entre 10 mil e 50 mil associados,
abraçaram o novo modelo e representam 20% tem entre mil e cinco mil associados
20% dos respondentes. Os sindicatos estão e somente 10% dos respondentes conta
praticamente ausentes com menos de mil associados
 Ramo de atividade  Localização geográfica
A esmagadora maioria dos instituidores é Os estados do Norte e Nordeste não
oriunda do setor de serviços, com 89% dos possuem representantes dentre os
respondentes, comparados a apenas 11% respondentes. As demais regiões estão
do setor do comércio. Nenhum respondente presentes de forma equilibrada, com 40%
atua no setor industrial do Sudeste, 30% do Sul e 30% do Centro-
Oeste
6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 6
Seção II - Dados gerais dos planos pesquisados

Tipo de Entidade Nível de adesão ao plano


(% de planos)
2/3 dos fundos de pensão que
administram os planos 10%
pesquisados, trabalham
exclusivamente com planos
associativos enquanto 1/3
desses fundos de pensão 90%
também administram planos
de patrocinadoras
Quantidade de associados
que aderiram ao plano
Instituidores / Entidades Nível de Adesão
O número prevalente de Os planos são recentes, por isso o
instituidores por entidade nível de adesão ainda é baixo. Por
fechada de previdência outro lado, a baixa adesão também
complementar (EFPC) é de 2 a pode denotar a dificuldade que
5, sendo que uma das EFPC representa a “venda” do plano
respondentes conta sozinha associativo aos potenciais
com 194 insituidores participantes. A divulgação de
planos de previdência complementar
exige apoio especializado

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 7
Seção II - Dados gerais dos planos ... (cont.)

Evolução dos Planos Associativos Patrimônio dos Planos


(Ano de implantação) (Em 31/12/2009)
56%

40%
33% 60%

11%

0%
Inferior a R$ 3 milhões
R$ 10 milhões a R$ 50 milhões
 Os planos associativos foram
 A previdência complementar requer
viabilizados pela Lei no 109 de
tempo para o seu desenvolvimento e
29/05/2001. Por ser uma modalidade
maturação. O patrimônio desses novos
recente de previdência complementar,
planos, a maioria criada há menos de
demanda fomento do governo para seu
quatro anos, ainda é pequeno. O
desenvolvimento. O gráfico acima
potencial de crescimento e acumulação
reflete as inciativas nesse sentido
de recursos, porém, é enorme

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 8
Seção III - Benefícios oferecidos pelo plano

Opções de renda mensal Tipos de benefício


(Respostas múltiplas) (Respostas múltiplas)

100%
(*)

40% (*)

(*)
40%

20%
(*) Não necessariamente atuarial

Renda Vitalícia
20%
80% dos planos não oferece a opção
de pagamento do benefício na forma
de renda vitalícia e os 20% que o
10% fazem, terceirizam o risco da renda
vitalícia através de um contrato de
seguro com a Mongeral-Aegon
6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 9
Seção III - Benefícios oferecidos pelo plano (cont.)

 A restrição legal para oferecimento de


Índice de reajuste dos benefícios
benefícios de risco diretamente pelos 40% dos planos 60% dos planos
planos associativos, abre espaço para reajustam a renda reajustam a
mensal com base renda mensal
conjugação da previdência aberta com
na variação da cota com base na
a previdência fechada e para atrelar ao inflação ou no
plano os seguros por morte e invalidez recálculo do
benefício

Escolhas pelo participante


Renda por Renda em % Benefícios de
prazo do saldo pagamento 56% dos planos
determinado acumulado único
(Respostas múltiplas)
ainda não paga
renda mensal
Mín. 05 anos Mín. 1% Pecúlio por

Quantidade de rendas mensais


Máx. 20 anos Máx. 2% aposentadoria
11% 25% 13%

13 x 56%
Pecúlio por
Mín. 10 anos
Sem Máx.
Sem Mín.
Máx. 3% invalidez e por ano  O reajuste com base no
morte
78% 25% 13% retorno dos investimentos ou
na expectativa de vida torna
Sem Mín. Mín. e Máx. % do saldo na
nem Máx. não informado aposentadoria 12 x 44% o benefício volátil em épocas
11% 50% 13% Por ano de crise econômica como a
enfrentada em 2009
6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 10
Seção III - Benefícios oferecidos pelo plano (cont.)

 Participantes ativos
40% O nível de adesão aos planos
10%
30%
associativos ainda é baixo. Em
10% 40% dos respondentes há menos
10%
de 500 participantes ativos.
• Zero 80% Considerando que 40% dos
• 1 a 10 10% instituidores contam com mais de
• 10 a 50 10% 50.000 associados, o potencial de
expansão é enorme

60%
40%  Participantes assistidos
0% Por serem planos extremamente
jovens, ainda é pequena a
50% quantidade de assistidos. A
40% esmagadora maioria dos planos,
10% 90% ou mais, paga menos de 10
benefícios mensais qualquer que
seja o tipo de renda considerada
(aposentadoria, invalidez ou morte)

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 11
Seção IV - Aposentadoria e portabilidade

Elegibilidade para aposentadoria Portabilidade

30% Tempo de plano


(1)
40%
10% 2 anos 3 anos
10%
10% 90%
20%
10% % do saldo a portar
60% 100% 100%
10%
 A esmagadora maioria dos
(2) 0% planos, 90% deles, segue o
100%
prazo legal máximo de 3
(1) 55 anos para mulheres anos para permitir a
(2) Para todos os benefícios do plano portabilidade, tornando os
planos associativos menos
 As condições de elegibilidade prevalentes para competitivos quando
concessão do benefício de aposentadoria são comparados aos PGBL e
idade de 55 anos e 5 anos de participação no VGBL das entidades abertas
plano, sem necessidade do participante ser nos quais esse prazo
elegível a um benefício similar pelo INSS máximo é de 60 dias
6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 12
Seção V - Relacionamento com participantes

Ferramentas de comunicação
Divulgação do plano (Resposats múltiplas)

75%
25%

 O uso de corretores para


divulgação do plano aos
potenciais interessados
foi uma forma criativa
encontrada por 25% dos
respondentes, para
contornar as dificuldades
de venda do plano

 A tecnologia, representada pela Envio de extratos


Internet, está presente em 100%
das estratégias de comunicação Mensal Trimestral Anual Internet
25% 12% 38% 25%

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 13
Seção V - Relacionamento com participantes (cont.)

Programa de Educação Financeira Incriveis 100% dos planos respondentes


não oferece ao participante a
possibilidade de escolher sobre seus
investimentos, afetando sua
competitividade em relação aos PGBL e
VGBL das entidades abertas. O
programa de Educação Financeira que
½ dos respondentes indicou possuir,
pressume-se ser voltado para
conscientização previdenciária

Participante escolhe os investimentos?

Respostas múltiplas

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 14
Seção VI - Investimentos do plano
Taxa de gestão financeira
Quantidade de gestores externos Reduções
Deduzida dos Performance
automáticas?
12%
investimentos? fee?

25% 70% 83%

88%
75% 30% 17%

Rentabilidade Jan. a Dez. / 2009 37%

12%
25%

50%

38%

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 15
Seção VII - Taxas de carregamento e de gestão

33% 50% 50%


Prevalente
0% 25% 25%
33% 25% 0%
34% 0% 25%
0% 0% 0%
0% 0% 0%
0% 0% 0%

0%
12%
100% dos planos cobra a taxa de
Prevalente 12%
12% carregamento administrativo como
38% um percentual das contribuições.
0%
Nenhum dos planos cobra essa
26%
taxa como um valor fixo em reais

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 16
Seção VII - Taxas de carregamento e gestão (cont.)

 Taxa de Carregamento Administrativo  Taxa de Gestão Financeira


A taxa prevalente, cobrada por 38% dos A prática de mercado, 38% dentre os
respondentes, encontra-se na faixa de 2,1% a planos respondentes, é cobrar uma taxa
3,0% das contribuições. Não obstante, pouco de gestão financeira média, a mais
mais de ¼, precisamente 26% dos planos, comum variando entre 1,1% e 2,0% do
pratica taxas superiores a 4,1% das patrimônio. Outros 37% dos planos
contribuições. Nenhum dos respondentes cobram taxas específicas para renda
deixa de cobrar a taxa de carregamento (taxa fixa e renda variável. As taxas de renda
0,0%), indicando sua importância para o fixa mais usuais, verificadas em 50%
custeio das despesas em planos jovens. desses planos, encontram-se no
Finalmente, 12% dos respondentes cobra intervalo de 0,0% a 1,0% enquanto as
taxas na faixa de 0,0% a 0,5% das taxas de renda variável variam entre
contribuições, nível só encontrado em planos 0,0% e 0,5% em 25% dos planos, ou
corporativos quando se trata de entidades entre 1,1% e 2,0% em outros 25% dos
abertas respondentes.

Competitividade das taxas


Pode-se dizer que as taxas cobradas pelos planos
associativos são competitivas quando comparadas
aos PGBL e VGBL das entidades abertas

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 17
Seção VIII - Taxa de corretagem

Relembrando
89% dos planos oferece
benefícios de invalidez
permanente e morte de
particiapnte ativo e 20%
oferece benefícios de renda
vitalícia. Os riscos atuariais
representados por esses
benefícios, por força de lei,
não podem ser assumidos
pelos próprios planos

 Corretagem x Gestão Financeira


Uma explicação possível para a taxa zero
verificada em 33% dos planos que cobram
taxa média e ½ dos que cobram taxas
Taxa superior a 4% das diferenciadas para renda fixa e renda variável,
contribuições para os pode ser a existência da taxa de corretagem,
benefícios de risco em cujo rebate pode ser direcionado ao
100% dos planos pagamento de despesas administrativas

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 18
Seção IX - Contribuições ao plano

Contribuições de participantes

(*)

(*) Ex.: Variando por idade

(*) Valor mínimo em R$

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 19
Seção X - Governança do plano

 Resolução de conflitos  Conselheiro Independente


As EFPC podem aderir Semelhante à figura existente nas
voluntariamente à Comissão de Sociedades Anônimas, é um
Mediação, Conciliação e Arbitragem conselheiro profissional, remunerado,
da PREVIC. Idealmente, regulado no contratado de comum acordo entre
estatuto do fundo de pensão participantes e instituidores do plano

Resolução de conflitos

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 20
Seção XI - Planos convidados a participar

Nome do Plano EFPC Nome do Plano EFPC

 Plano de Instituidor AGROS-CD-01 AGROS  Plano de Beneficios Previdenciarios do Advogado OABPREV-PR


 Plano de Beneficios Mutipatrocinado ANABBPREV  Plano RJPrev OABPREV-RJ
 Plano de Beneficios APCDPREV APCDPREV  Plano de Beneficios Previdenciarios do Advogado OABPREV-RS
 Plano Aracruz Familia ARUS  Plano de Beneficios Previdenciarios do Advogado OABPREV-SC
 Plano SEESP BBPREVIDÊNC IA  Plano PREVER OABPREV-SP
 Plano TECNOPREV BBPREVIDÊNC IA  Plano PRECAVER QUANTA
 Plano PREVINA CIASPREV  Plano SBOTPrev SBOTPREV
 Plano CNBPrev CNBPREV  Plano SICOOBPREV SICOOB PREVI
 Plano SENGE Previdencia ELETROCEEE  Plano PREVI-CERTO USAPREV
 Plano SINPRO/RS Previdencia ELETROCEEE  Plano IBAPREV PETROS
 Plano FECOMERCIO-Renda Complementar FECOMERCIO  Plano CULTURAPREV PETROS
 Plano FIPECQPREV FIPECQ  Plano SIMEPREV PETROS
 Plano ACPrev FUNDO PARANÁ  Plano CRA PREV PETROS
 Plano AASP Previdencia HSBC INSTITUIDOR  Plano ADUANAPREV PETROS
 Plano ASSORELPREV HSBC INSTITUIDOR  Plano ANAPARPREV PETROS
 Plano JURIS – PLANJUS JURISPREV  Plano PREVITTEL PETROS
 Plano de Beneficios Previdenciarios do Advogado OABPREV-GO  Plano UNIMED-BH PETROS
 Plano de Beneficios Previdenciarios do Advogado OABPREV-MG  Plano PREVICONTAS PETROS
 Plano NordestePrev OABPREV-NORDESTE  Plano FENAJPREV PETROS
 Plano PREV-ESTAT PETROS
Nota: Foram convidados todos os planos listados no website da PREVIC

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 21
Seção XI - Instituidores dos planos respondentes

 ASSOCIAÇÃO ALAGOANA DE MAGISTRADOS  ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO


 ASSOCIAÇÃO AMAZONENSE DO MINISTÉRIO PÚBLICO  ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS MINEIROS
 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS COOP. DE CRÉDITO DO JUDICIÁRIO, MINISTÉRIO  ASSOCIAÇÃO DOS PARTICIPANTES DO FUNDO PARANÁ ASFUNPAR
PÚBLICO E INSTITUIÇÕES JURÍDICAS  ASSOCIAÇÃO DOS PROCURADORES DO ESTADO DE SÃO PAULO
 ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DO MINISTÉRIO PÚBLICO  ASSOCIAÇÃO DOS PROCURADORES DO ESTADO DO PARANÁ
 ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO PARANÁ  ASSOCIAÇÃO ESPÍRITO-SANTENSE DO MINISTÉRIO PÚBLICO
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO  ASSOCIAÇÃO GOIANA DO MINISTÉRIO PÚBLICO
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE RONDÔNIA  ASSOCIAÇÃO MINEIRA DO MINISTÉRIO PÚBLICO
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE RORAIMA  ASSOCIAÇÃO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS  ASSOCIAÇÃO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO MILITAR
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA  ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO AMAPÁ  ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROCURADORES DA REPÚBLICA
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO MARANHÃO  ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROCURADORES DE ESTADO
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO  ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROCURADORES DO TRABALHO
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE  ASSOCIAÇÃO PARANAENSE DO MINISTÉRIO PÚBLICO
 ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL  ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE DEFENSORES PÚBLICOS
 ASSOCIAÇÃO DOS ADVOGADOS DO PODER EXECUTIVO DO ESTADO DO PARANÁ  ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MAGISTRADOS
 ASSOCIAÇÃO DOS DEFENSORES PÚBLICOS DE MINAS GERAIS  ASSOCIAÇÃO PAULISTA DO MINISTÉRIO PÚBLICO
 ASSOCIAÇÃO DOS DEFENSORES PÚBLICOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO  ASSOCIAÇÃO SERGIPANA DO MINISTÉRIO PÚBLICO
 ASSOCIAÇÃO DOS EMPREGADOS DA ITAIPU BINACIONAL ASSEMIB  ASSOCIAÇÃO SUL-MATO-GROSSENSE DO MINISTÉRIO PÚBLICO
 ASSOCIAÇÃO DOS EMPREGADOS DA PARANÁ PREVIDENCIA ASPREV  ASSOCIAÇÃO TOCANTINENSE DO MINISTÉRIO PÚBLICO
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS  ASSOCIAÇÃOPARANAENSE DO MINISTÉRIO PÚBLICO
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS CATARINENSES  CAIXA DE ASSISTENCIA DOS ADVOGADOS DE GOIÁS
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DA JUSTIÇA DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO  CAIXA DE ASSISTENCIA DOS ADVOGADOS DO PARANA
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DA JUSTIÇA DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO  CAIXA DE ASSISTENCIA DOS ADVOGADOS DO TOCANTINS
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DA JUSTIÇA DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO  COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS SERVIDORES DA
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DE MATO GROSSO DO SUL UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DE SERGIPE  FEDERAÇÃO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTES DO ESTADO DO PARANÁ
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS  FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO ESPÍRITO SANTO DE SÃO PAULO
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO ESTADO DE RONDÔNIA  ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SEÇÃO DO PARANÁ
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO ESTADO DE TOCANTINS  ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SEÇÃO DO TOCANTINS
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO ESTADO DO PARÁ  ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SEÇÃO GOIÁS
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO MARANHÃO  SINDICATO DOS ADMINISTRADORES DO ESTADO DO PARANÁ SINAEP
 ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO PARANÁ  UNIÃO DOS ADVOGADOS PÚBLICOS FEDERAIS DO BRASIL
 UNIODONTO CURITIBA

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 22
Anexo

Sede e fábrica da Natura com área construída de 74.600 metros quadrados (Foto: Roberto Loeb)

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 23
Sobre a NKL2

 Fundada em 2004
 Consultoria em benefícios e corretagem de seguros
 Vasta expertise em previdência complementar
 Entidades Fechadas
 Entidades Abertas
 RPPS de estados e municípios
 Estruturada com parceiros estratégicos reconhecidos
 Forte experiência internacional
 Atuação independente, flexível e ágil

Laboratório no 2º mezanino da Mahle Metal Leve. Construção situada em reserva florestal da Mata Atlântica (Foto: Nelson Kon)

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 24
Tipos de serviço prestados
Previdência
Privada Fechada
Programas de
Benefícios $
Objetivos:
Previdência
Privada Aberta

Objetivos: Objetivos:
Entidades próprias, associativas ou Programas de benefícios tradicionais Contratos de PGBL, VGBL, FGB
multipatocinadas ou de benefícios flexíveis (planos tradicionais) e outros
Exemplo do que fazemos: Exemplo do que fazemos:
Exemplo do que fazemos:
• Análise estratégica do contrato • Sourcing estratégico do contrato
• Auditorias de benefícios
• Redesenho de plano p/ • Comparativo de rentabilidade
mitigação de riscos e controle de • Due diligence em fusões e
aquisições de empresas • Pesquisa Inteligência Competitiva
custos e benchmarking de best practices
• Seleção de prestador • Treinamentos-educação financeira
• Avaliação do atendimento aos
• Avaliações e auditorias atuariais • Implantação de programas em participantes do plano
para custeio ou contabilização start-up de multinacionais
• Avaliações e auditorias atuariais
• Pesquisa Inteligência Competitiva • Análise de competitividade de
mercado • Seleção de prestador
e benchmarking de best practices
Como fazemos: Como fazemos:
Como fazemos:
Análise da situação atual, Pesquisas de mercado, alinhamento Busca de economias para custear o
identificação de economias do programa com objetivos\políticas projeto. Formação de Coalizão de
potenciais, sourcing de prestadores da matriz, desenho de RFP. Empresas Patrocinadoras e compra
alavancada de riscos
Grande pátio de jabuticabeiras e ponte metálica de 40m de vão na fábrica da Natura (Foto: Gal Oppido)

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 25
Experiência profissional

 Entidades Abertas – Implantação de  Governança em previdência


PGBL e revisão de contrato complementar
✔ Borg Warner ✔ Texas Instruments ✔ Laboratório Pfizer
✔ Medtronic ✔ Duke Energy ✔ ABN-ANRO
✔ Fund. Kellogg ✔ IATA ✔ Akzo-Nobel ✔ Unifenas
 Entidades Fechadas – Implantação de  Benefícios – Estudos de flex,
plano, criação-incorporação entidade competitividade e start-up
✔ SITA ✔ Hewlett-Packard ✔ Tess ✔ ING-Barings
✔ ExGV ✔ Energias do Brasil ✔ Natura ✔ GTE-Internet
✔ Tractebel ✔ Rigesa (Westvaco) ✔ AT&T
 Due diligence (Privatizações e M&A)  Outros projetos
✔ CEEE ✔ Banespa ✔ SCA ✔ General Electric ✔ IFF
✔ CELG ✔ Marconi ✔ Caterpillar ✔ Ford
✔ CEMAR ✔ Commscope ✔ NovoNordisk

Vista superior sobre 1º Anel e espelho d’agua do Centro de Tecnologia e Pesquisa da MAHLE Metal Leve (Foto: Nelson Kon)

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 26
Clientes & Referências
 Laboratórios Pfizer  Itaú-Previtec
 Projeto: PGBL p/ cônjuge e dependentes  Projeto : Governança e Estratégia
 Contato : Susana Correira Schmieder  Contato : Fernando Campanário
Gerente Benefícios Presidente Conselho Administração
Fone : (11) 5185-3843 Fone : (21) 3389-2500
Email : susana.schmieder@pfizer.com fernando.campanário@previtec.com.br

 Energias do Brasil  Moet Hennëssy - Brasil


 Projetos : Adaptação à Res. CGPC nº 26;  Projeto : Revisão plano FGB
Transferência de Gestão Plano ENERGEST  Contato : Rosângela Cordeiro
 Contato : Elaine Ferreira
Gerente de Remuneração
Diretora Corporativa de RH
Fone : (11) 3062-8388
Fone : (11) 2185-5906
Email : elaine.ferreira@edpbr.com.br Email: rcordeiro@lvmh.com.br

Vista da fachada principal da Mahle Metal Leve/ Centro de Tecnologia e Pesquisa (Foto: Nelson Kon)

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 27
Contato

Eder C. Costa e Silva


diretor executivo

+55 11 6196-4883
+55 11 9624-0952
eder@nkl2.com.br
www.nkl2.blogspot.com.br

Vista do centro de treinamento e fábrica da Natura ao fundo. (Foto: Lucia Loeb)

6/30/2010
Copyright © NKL2 Soluções Ltda. Reprodução proibida 28

Você também pode gostar