Você está na página 1de 6
MÓDULOS PRÁTICOS ISTRAM - ISPOL Modelação de superfícies 3D Gerar terraplenagens Medição volumétrica por prismas Medição
MÓDULOS PRÁTICOS
ISTRAM - ISPOL
Modelação de superfícies 3D
Gerar terraplenagens
Medição volumétrica por prismas
Medição volumétrica por perfis
© Doureta Engenharia, Lda.
Todos os direitos reservados – All rights reserved

Objectivo deste módulo prático

Objectivo deste módulo prático

O objectivo deste módulo é calcular o volume de um sólido tridimensional (característico de uma superfície) recorrendo ao método de prismas.

Utilizar-se-á

como

modelo

sólido

Gerar_terraplenagem.

a terraplenagem efectuada no módulo prático MOS1

Ficheiros fornecidos

Objectivo deste módulo prático O objectivo deste módulo é calcular o volume de um sólido tridimensional

Vol_prisma.edm

Cartografia base na qual se efectuam as medições

Objectivo deste módulo prático O objectivo deste módulo é calcular o volume de um sólido tridimensional

Atenção: Deve criar um novo projecto (p.ex. “C:\PROJECTOS\módulo_prático_x” ) e guardar no mesmo os ficheiros que acompanham cada explicação.

Objectivo deste módulo prático O objectivo deste módulo é calcular o volume de um sólido tridimensional
Objectivo deste módulo prático O objectivo deste módulo é calcular o volume de um sólido tridimensional
Objectivo deste módulo prático O objectivo deste módulo é calcular o volume de um sólido tridimensional

A informação contida neste documento é propriedade exclusiva de Doureta Engenharia,Lda. e encontra-se protegida pelas leis nacionais e internacionais de propriedade intelectual.

É expressamente proibida a reprodução e alteração de qualquer texto ou imagem. É permitida exclusivamente a impressão para uso pessoal ou corporativo, ficando proibida a sua duplicação para actividades formativas que não sejam autorizadas por escrito.

Este material de formação pode ser alterado sem aviso prévio.

Apesar da documentação ser revista continuamente, não se garante que no momento da utilização do programa exista uma correspondência exacta entre os quadros de entrada de dados, formatos de ficheiros e outras especificações que se visualizem no ecrã, como as que aparecem reproduzidas neste documento.

É responsabilidade do utilizador qualquer consequência que derive da utilização deste manual, e por conseguinte, dos programas associados.

Módulos Práticos ISTRAM ISPOL

Medição volumétrica por prismas

1 | Aceder à opção

A partir do menu Ficheiro - Abrir cartografia …,seleccionamos o ficheiro no qual se pretende realizar as medições (vol_prisma.edm).

Módulos Práticos ISTRAM ISPOL Medição volumétrica por prismas 1 | Aceder à opção A partir do

De seguida acedemos ao módulo de Modelação de superfícies

Módulos Práticos ISTRAM ISPOL Medição volumétrica por prismas 1 | Aceder à opção A partir do

Neste módulo (ISMOS) selecciona-se a opção ÚTEIS ISMOS Volume por prismas:

Módulos Práticos ISTRAM ISPOL Medição volumétrica por prismas 1 | Aceder à opção A partir do
Módulos Práticos ISTRAM ISPOL Medição volumétrica por prismas 1 | Aceder à opção A partir do

Medição volumétrica por prismas

Módulos Práticos ISTRAM ISPOL

2 | Definir as superfícies de cálculo

Um conjunto de linhas de um ou vários tipos formam no ISTRAM ® ISPOL ® uma superfície. Antes de efectuar qualquer operação com superfícies, devem definir-se os tipos de linhas que as compõe. Acede-

se ao menu [Controlo de Superfícies] a partir do menu pendente [Controlo].

Medição volumétrica por prismas Módulos Práticos ISTRAM ISPOL 2 | Definir as superfícies de cálculo Um

No quadro de SUPERFÍCIES recorrendo à opção [Adicionar linha], seleccionam-se com o cursor do rato os diferentes tipos de linha que formam as superfícies. Deste modo obtêm-se assim as superfícies do terreno (1) e da terraplenagem (2).

Medição volumétrica por prismas Módulos Práticos ISTRAM ISPOL 2 | Definir as superfícies de cálculo Um

Após definição das superfícies encerra-se o quadro e retorna-se de imediato ao menu ÚTEIS ISMOS.

Módulos Práticos ISTRAM ISPOL

Medição volumétrica por prismas

3 | Medição de volumes

Ao seleccionar a opção [Volume por prismas], do menu ÚTEIS ISMOS, edita-se um quadro que solicita a seguinte informação:

Superfície original Define-se o número da superfície (do menu de SUPERFÍCIES) que define o terreno.

Superfície final Define-se o número da superfície (do menu de SUPERFÍCIES) que define a terraplenagem.

Contorno - Selecciona-se a linha que define o contorno final da superfície da terraplenagem.

Resolução Dimensão da quadrícula da grelha (em metros) com a qual se discretiza o sólido em vários prismas regulares. No presente caso 1 metro.

Módulos Práticos ISTRAM ISPOL Medição volumétrica por prismas 3 | Medição de volumes Ao seleccionar a
Módulos Práticos ISTRAM ISPOL Medição volumétrica por prismas 3 | Medição de volumes Ao seleccionar a

Independentemente do tipo de linha utilizado para o contorno, e da sua cota, é imprescindível que essa linha seja uma linha fechada.

Ao Gerar medição diferenciam-se graficamente as zonas referentes a medições de escavação (cor azul) e de aterro (cor vermelha).

Módulos Práticos ISTRAM ISPOL Medição volumétrica por prismas 3 | Medição de volumes Ao seleccionar a

Medição volumétrica por prismas

Módulos Práticos ISTRAM ISPOL

4 | Obtenção de resultados

O resultado da medição visualiza-se imediatamente numa listagem que se edita, tal como a que se representa de seguida. Esta opção para a medição de volumes é bastante eficaz pela sua rapidez e precisão na execução do cálculo.

Medição volumétrica por prismas Módulos Práticos ISTRAM ISPOL 4 | Obtenção de resultados O resultado da
Medição volumétrica por prismas Módulos Práticos ISTRAM ISPOL 4 | Obtenção de resultados O resultado da

O QUE SE APRENDEU?

A efectuar a medição de volumes entre duas superfícies, de uma forma simples e rápida, recorrendo ao método de discretização de elementos por prismas.