Você está na página 1de 4
UNIVERSIDADE ANHANGUERA UNIDERP CURSO DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA ANATOMIA GERAL Profa. Ma. Priscila Rezende Aula Teórica

UNIVERSIDADE ANHANGUERA UNIDERP CURSO DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA ANATOMIA GERAL Profa. Ma. Priscila Rezende

Aula Teórica Sistema Nervoso PLT 614 Capítulo 11, 12 e 13

Sistema Nervoso

Responsável pela interação entre o organismo e o meio ambiente

Coordenação e controle das atividades do corpo

Assimilação de experiências necessárias para memória, aprendizado e inteligência

Programação do comportamento instintivo

Divisão

Sistema nervoso central

Sistema nervoso periférico

Sistema nervoso autônomo

Unidade funcional NEURÔNIO

conduzem os estímulos sob a forma de impulso nervosos, pelas cadeias neuronais

Sentido da propagação: Dendritos corpo celularaxônio

Por meio de mediadores físico-químicos

neurotransmissores

NEURÔNIOS

Classificação quanto a sua função

Direção dos impulsos nervosos

Neurônios sensitivos ou aferentes

Receptores sensitivos SNC

Neurônios motores ou eferentes

SNC músculo ou glândula

Interneurônios ou neurônios de associação

Sensitivos e motores

Classificação quanto a estrutura

Número de prolongamentos corpo celular

Neurônio pseudo-unipolar

CÉLULAS DA GLIA

Neurônios sensitivos

gânglios sensitivos

Neurônio bipolar

Retina do olho

Neurônio multipolar

Mais comuns

neurônios motores

Funções

Sustentação

Revestimento

Nutrição

Tipos

SNC: astrócitos, oligodentrócitos, micróglia e células ependimária

SNP: célula de Schwann e célula satélite

NERVO

Fibras nervosas (axônio) FORA do sistema nervoso central

Tecido conjuntivo frouxo

Endoneuro

Fibra nervosa

Perimísio

Fascículo

Epineuro

Nervo

Nervos cranianos

Nervos sensoriais

Órgãos dos sentidos

Nervos motores

Músculos ou glândulas

NC XI

Nervos espinais

Forames intervertebrais

T4

SISTEMA NERVOSO CENTRAL

Encéfalo

Localizado na caixa craniana

Protegido

Crânio

Meninges

Liquido cerebrospinal

Medula espinal

Localizada na coluna vertebral

Canal verteral

Protegida

Ossos da coluna

Meninges

Líquido cefalorraquidiano

Ligamentos vertebrais

ENCÈFALO

Encéfalo
Encéfalo
• Ligamentos vertebrais ENCÈFALO Encéfalo Telencéfalo Diencéfalo Mesencéfalo Metencéfalo
• Ligamentos vertebrais ENCÈFALO Encéfalo Telencéfalo Diencéfalo Mesencéfalo Metencéfalo
• Ligamentos vertebrais ENCÈFALO Encéfalo Telencéfalo Diencéfalo Mesencéfalo Metencéfalo
• Ligamentos vertebrais ENCÈFALO Encéfalo Telencéfalo Diencéfalo Mesencéfalo Metencéfalo
Telencéfalo Diencéfalo Mesencéfalo Metencéfalo Mielencéfalo Colículo Cérebro Tálamo Cerebelo Bulbo
Telencéfalo
Diencéfalo
Mesencéfalo
Metencéfalo
Mielencéfalo
Colículo
Cérebro
Tálamo
Cerebelo
Bulbo
superior
Colículo
Hipotálamo
Ponte
inferior
Pedúnculos
Hipófise
cerebrais
Tálamo Cerebelo Bulbo superior Colículo Hipotálamo Ponte inferior Pedúnculos Hipófise cerebrais

CÉREBRO

Substancia cinzenta

Córtex cerebral, corpos celulares

Substancia branca

axônios e dendritos

VENTRÍCULOS CEREBRAIS

líquor ou líquido céfalo-raquidiano (LCR)

o cérebro, o tronco cerebral, o cerebelo e a medula espinhal

Hidrocefalia

A incapacidade de absorver este líquido produzido, ou ao bloqueio de seu fluxo, ou ainda ao excesso de produção deste líquido, levando ao aumento dos ventrículos e deformação do cérebro ao redor.

TÁLAMO

Grande massa oval de substância cinzenta

Envia mensagens dos órgãos do sentido para o cérebro

HIPOTÁLAMO

Localizado sob o tálamo

Funções

Regulação cardiovascular

Regulação da temperatura corpórea

Regulação da água e do equilíbrio eletrolítico

Regulação da fome e controle da atividade gastrointestinal

Regulação do sono e da vigília

Resposta sexual

Interfere em algumas emoções (medo, raiva

Controle de funções endócrinas

)

HIPÓFISE

Arredondada

Fixa ao hipotálamo

Infundíbulo

Apoiada no esfenóide

Função

CORPOS QUADRIGÊMEOS

Colículos superiores

Reflexos visuais

Colículos inferiores

Reflexos auditivos

Pedúnculos cerebelares

Pedúnculos cerebelares superior, médio e inferior

Sustentam e conectam o cérebro com outras regiões do encéfalo

Núcleos

Núcleo rubro

Substância negra

PONTE

 

Funciona como uma estação transmitindo, do cérebro para o cerebelo, e do cérebro para o bulbo

Mastigação e sensibilidade da cabeça, Certos movimentos oculares, Expressão facial, Frequência e profundidade respiratórias

CEREBELO

 

Localização

 

Face inferior e posterior da cavidade craniana

 

Função

Coordenação das contrações dos músculos esqueléticos

 

Controlar a postura e o equilíbrio do corpo

 

» Recebe mensagem do cérebro fazendo pequenos ajustes para poder exercer sua função

» É um “piloto automático” movimentos automáticos

ajuda a caminhar por exemplo, ou seja, faz

BULBO

Localização

Estrutura mais inferior do tronco encefálico

Função

Atua na respiração, nas funções digestivas, na circulação (pressão do sangue), o reflexo, na tosse, no espirro, deglutição e vômito

MEDULA ESPINAL

Localização

No interior do canal vertebral

Estende-se da base do crânio até na segunda vértebra lombar

Dela irradiam-se 31 pares de nervos espinhais

Centro nervoso de atos involuntários

Veículo condutor de impulsos nervosos

SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO

Formado por nervos

Conjunto de feixes nervosos

Axônios ou dendritos

Cada axônio de um nervo transmite informações de modo independente dos outros

Nervos cranianos 12 pares

Nervos espinais 31 pares

Através das terminações nervosas, presentes em várias partes do corpo, o SNP conduz os impulsos nervosos ao SNC e deste para músculos e glândulas.

Os neurônios espalham-se por todo corpo nervos

Monte uma tabela com as seguintes informações a respeito dos XII pares de nervos cranianos

Passagem

através do

crânio

Fibra

Função

Par

Nervo

Origem

SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO

Involuntário

Parte do SN que controla as funções

Vegetativas

respiração, circulação, digestão, temperatura

Reações ao ambiente externo

Composto por duas porções distintas e que agem antagonicamente

Divisão simpática

Divisão parassimpática

Sistema nervoso autônomo simpático

Os impulsos são liberados sob condições de estresse físico ou psíquico situação de emergência

Batimentos cardíacos se aceleram, pressão arterial se eleva

Noradrenalina

Sistema nervoso autônomo parassimpático

Age sob condições de repouso, não estressantes

Controlador da maioria dos efeitos viscerais na maior parte do tempo

diminuição dos batimentos cardíacos, diminuição da pressão arterial

Acetilcolina

Cuidado com os amores passageiros, eles costumam deixar marcas dolorosas que não passam. Cuidado com os olhares de quem não sabe lhe amar, eles costumam lhe fazer esquecer que você vale à pena. Cuidado com as vozes que insistem em lhe recordar os seus defeitos, elas costumam prejudicar a sua visão sobre si mesmo. Não desanime de você,

ainda que a colheita de hoje não seja muito feliz

Fábio de Melo