Você está na página 1de 1

1-

no era de todo uma cincia. Primeiro, disse ele, uma tolice estudar guarda-chuvas.
Este argumento mau, uma vez que a cincia se ocupa de todo e qualquer objeto, por
muito humilde e abjeto que seja, at mesmo da perna de trs de uma pulga. Sendo
assim, por que no guarda-chuvas? Depois, ele afirmou que a guardachuvalogia no
poderia ser reconhecida como uma cincia porque no trazia qualquer benefcio ou
utilidade para a sociedade. Mas no ser a verdade a coisa mais preciosa na vida.

Sou um cientista puro; no tenho motivos ulteriores. Daqui se segue que a verdade
seja suficiente para me sentir satisfeito. A seguir afirmou que as minhas verdades
estavam datadas e que qualquer uma das minhas descobertas poderia deixar de ser
verdadeira amanh. Mas isto, disse eu, no um argumento contra a
guardachuvalogia, sim um argumento para a manter atualizada, que precisamente
o que pretendo fazer. Faamos levantamentos mensais, semanais, ou mesmo dirios,
de modo a que o nosso conhecimento se mantenha atualizado.

3_ Sim. Com base nas buscas realizadas e utilizao dos produtos podemos sim
fazer um pesquisa e informar as caractersticas comprovando a real utilizao,
convices que vo alm da realidade tangvel podendo esse at mesmo ser, no
raramente ou obstante, um teisca ou religioso convicto

4- Com base nos estudos realizados A cincia o conhecimento ou um sistema de


conhecimentos que abarca verdades, as mais gerais e abrangentes possveis, bem como
a aplicao das leis cientificas; ambas especificamente obtidas e testadas atravs do
mtodo cientfico. Nestes termos cincia algo bem distinto de cientistas, podendo ser
definida como o conjunto que encerra em si o corpo sistematizado e cronologicamente
organizado de todas as teorias cientifica.

5-1) o nmero de pessoas existentes, 2) o seu tamanho, 3) o seu peso, 4) a sua cor.

Sim. Pelas varias caractersticas encontradas nos seres humanos com a fonte de
pesquisas existentes.