Você está na página 1de 2
0 27-28, \ OPONTOLOGIA O tratamento do abscesso dentirio II Jean Meuris, ‘© ntimero anterior da Revista foi estudado detalhadamente as indicagdes dos remé- dios no estado prodrémico: a monoartrite infecciosa ‘Agora sera abordado o momento onde aparecem as primeiras manifestacdes do acometimento celular. Estégio congestivo Dois remédios sao essenciais a este estagio, desig- nado classicamente como sendo o " primeiro da infla- macao” — Belladonna e Ferrum phosphoricum. Nos so colega Plagés, Presidente da "Société Toulousaine de la Société D Homeopathie odonto-stomatologique’ destaca na sua tese de doutorado que as vezes Apis rmelifica também é indicado. Portanto nés 0 incluire- mosao nosso estudo, como também outros poderiam ter sua indicagao, principalmente Aconitum, mas sao ‘menos habituais. Um homeopata experiente os reco- nhecerd e saberd prescrevé-los, enquanto que um ini- clante nao os perceberiam, Por isto nds insistimos prin- cipalmente sobre as indicag6es de Belladonna que co- brea imensa maioria dos casos, mas inicialmente da- remos algumas caracteristicas de Aconitum. Conforme a patogenesia de Aconitum, os sinaisda inflamacao se deservolvem em sujeitos sangtineos com boa satide e principalmente apos uma. exposigéo a0 frio seco, Portanto, é I6gico pensar num tal remé- dio quando um doente nos conta que suas dores co- megaram apés um incidente como este, e certamente alguns doentes esto no estado de Aconitum nas: ‘Pri- meiras horas do acometimento. Mas este estado pas- sa quase sempre desapercebido e rapidamente mu- ‘radusdo ~ Dr. Francisco José de Frets Revue Thimestrielle Internationale Dentaria~ Acta 1973 n> 3, Professor Auxlar de Terapéutica da Clinica Homeopstica da Universidade do Rio de lanero (UNFRIO}; Coordenador do Curso de Formacfo de Especialstas em Homeopatia do Insitute ‘iahnemannian do Bras (F, da para Belladonna, que 6a razao pela qual de quase no 0 observarmos no consultério. Mas € titil conhecé- Joe saber identificar os sinais. Inicialmente sobre o plano psiquico: — Aconitum: € agitado e ansioso — ansiedade que po- de chegar atéo pénico da morte. onde prediz ahora em que vai morrer. E l6gico que nés excepcional- mente encontraremos este quadro completo mas aagitagao com angiistia subjacente serdo Percep- tiveis; — Belladonna: & ao contrétio, bem mais flegmiético ‘mas com uma irritabilidade consideravel, que em casos extremos o leva a violencia e a briga, Pode-se observar estupor, principal mente nas criancas. eo rosto empalidece. Nesse caso havera temperature alta e uma participacao meningea & inflamacao. ~ Apis: é caracterizado principalmente pela tristeza emelancolia com extrema iritabilidade, eas vezes medo de morter. como Aconitum, mas sobre um fundo de tristeza, — Ferrum phosphoricum, finalmente que é um depri- ido, facilmente iritével que poderia se confundi om Apis, mas na realidade os outros sintomas os. diferenciam bem. Opulsode Aconitum é cheio duro, tenso e salta, as vezes intermitente. O pulso de Belladonna é duro, cheio e acelerado. Portanto, podemos confundir facilmente estes dois pul- sos Por outro lado, o pulso de Ferrum Phosphoricum é cheio mas mole, cedendo sob o dedo, ou pequeno e fraco, o que normalmente nos faz escolhé-lo. Com is- to, podemos ja concluir que na doenca desenvolvida pelo doente nao existe somente uma causa local, mas sim uma fraqueza de ordem geral que condicionaain- dicagao deste remédio, o que também vai influenciar na escolha da diluicdo. O pulso de Apis ndo apresenta nada de particular, exceto as numerosas palpitagdes que podem ocorrer Revise Baton de Horaopai cl. 2n 1182.0 27 Uma diferenga marcante entre Belladonna e Aconi- tum 6 que neste titimo a pele é seca, enquanto que em Belladonna existe a tendéncia aos suores tanto que quando o sujeito Aconitum comeca a transpirar. ele passa a ser Belladonna. ‘Asdoresde Ferrum phosphoricume Belladonna se assemelham bastante, onde a sua grande caracter ca éas dores pulsateis sincrOnicas aos batimentos ar- teriais. Encontramos, ao mesmo tempo, em Belladon- nna dores lancinantes mas de menor importancia. Fet~ rum phosphoricum possui somente dores pulsateis e se existir pontadas, estas so minimas e quase imper- ceptiveis. ‘Ador de Apis espeta, como a picada da abelha. O doente a sente como um espinho enfiado na came e, 0 mesmo tempo, com uma sensacao de queimagao ra regido tumefeita que & considerével e geralmente bastante vermelha, as vezes, com muito edema ‘Asdores de Aconitum sao extremamente violentas, agudas, lancinantes ¢ intoleraveis, acompanhadas de formigamento como tivesse insetos passeando sobre apele Eaomesmo tempo surgem também dores pul- Sdteis. Mas 0 que € mais caracteristico, é a ansiedade que aparece no doente acompanhada de agitacao. ‘As indicacoes térmicas so preciosas, onde Bella- donna e Ferrum phosphoricum séo friorentos e temem ascorrentes de ar, preferindo permanecer num quar- toquente. Mas so liviadas localmente por aplicacGes frias, inclusive, em ambos a dor é melhorada por um gole de gua fria e banhando-a na regido afetada. Es- tealivio é total nos individuos Ferrum phosphoricum ¢ incompleto nos Belladonna, facilmente compreen- ‘vel pela congesto menos violenta de Ferrum phos- phoricum que possui um organismo enfraquecido com falta de forca. Com Ferrum phosphoricum. nds temios um doente que desde o estado congestivo demons trauma tendéncia a cronicidade, que sera total num re- ‘médio como Silicea onde a fase congestiva praticamen- te ndo existe, sem grandes dores mas sem tendéncia a supurar, e quando esta supuracdo aparece nao ten dea curar ‘Aconitum: ao contrario, melhora no ar livre e agra- va num quarto quente. Em Apis, esta agravacao pelo calor é extrema e in- suportével, multiplicando as aplicagdes frias tanto in- temas quanto externas, pois © aliviam. Enquanto que Belladonna e Aconitum tém sede fre- qiientemente por grandes quantidades de agua, mas 2s vezes em Belladonna por pequenas quantidades de ‘gua por vez, Ferrum phosphoricum nao hd nada de caracteristico, as vezes um pouco de secura na boca com uma sede um pouco além do normal. Apishd uma auséncia de sede anormal, e que quando a observa 2.0 Resta Bale de Homeopsti vl 2 11862 mos num abscesso dentério, devemos logo pensar nes- te remédio. A diluicio ‘Quanto mais sintomas caracteristicos maior a dilui- do, Portanto, nés nao devernos utilizar Ferrum Phos- phoricum abaixo de 7CH, pois o remédio s6 aparece quando os seussinais getais ochamam. E senéscons- tatamos a depressdo melancélica que ‘caracteriza o seu psiguismo, a I5CH sera a indicada. or outro lado, em Aconitum, Apis¢ Belladonna to- das as diluigdes so possiveis: sinais locais (4 € 5CH), sinais locais gerais (7CH); sinais locais, gerals e psi quicos (I5CH. 30CH) Para melhor exemplificarmos essas nocdes, pega remos umn doente Belladona que so 0s mais habituais: Ele apresenta uma tumefacao. olhando por cima do dente em causa. com a mucosa vermelha, queimante efreqiientemente também os tegumentos. A palpacao, nao encontramos colecao purulenta, ¢ o doente apre- senta dores lancinantes e, principalmente, uma dor puk satil violenta, que € avaliada banhando a regio com gua fria. Somente com estes sintomas corresponde anecessidade de uma 4CH, se estes sinais sio incom- pletos; e 5CH se os encontrames na totalidade Mas ele pode também temer 0 frio, nao localmen- te mas no organismo todo, desejando ficar no calor, num quarto fechado, o que jé é um sinal geral apare- cendoe marcando o acometimento geral do organis- mo, Na realidade é 0 estado de um doente subfebril que se arrepia a qualquer corrente de ar. Ele necessi- tade tanto repouso que o esforgo lhe esgota e aumenta oseumal. Surgeigualmente uma grande sede que mat- caa desidratacao de todo organismo, ligada 20 esta- do subjebril. Portanto, neste caso utilizamos a 7CH. Finalmente, as vezes, aparecera sinais psiquicos on- deo doente encontra-se totalmente incapaz de reali zar qualquer atividade.E treqiientemente a febre tor- na-se real. A partir deste momento nés utilizamos 4 15CH. Se esses sinais se acentuam e odoente fica irr tavel com tendéncia a violéncia (inicialmente verbale ‘em seguida material), deve-se mudar para 30CH, Set vyermos um caso onde observamos todo o quadro de Belladonna, como o delirio violento descrito nas patoge- nesias, estaria ento indicadas as diluigdes mais altas e uma 200CH, por exemplo,seria bem prescrita. Infe- lizmente a farmacopéia francesa ndo possa fornecé-la. ‘Agindo desta maneira estamos de acordo com 0 pa- régrafo 70 do Organon, artigo 5: "O método homeo- patico é aquele que calculando bem a dose, emprega contra a totalidade dos sintoras de uma doenca na- tural, um medicamento capaz de produzir no homem so sintomas tao semelhiantes como seja possivel aos que se observam no enfermo'..

Você também pode gostar