Você está na página 1de 63

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

Como se preparar para o mercado de trabalho

“Todos os homens têm, naturalmente, o desejo de aprender.

Aristóteles, Metafísica.

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

caro(a) trabalhador(a),

Bem‑vindo(a) a mais uma etapa do caminho de sua qualificação profissional. Para muitos, a estrada em busca de um lugar no mercado de trabalho tem sido cheia de bu‑ racos, sem sombra para relaxar, não é mesmo? Aí, dá vontade de encontrar um atalho com uma sombra fresquinha e, mais adiante, um riacho de água limpa para matar a sede e uma árvore com manga madura ao alcance das mãos!

Neste módulo, você vai perceber, com a ajuda do professor, dos colegas e dos amigos, que é possível achar esse atalho, que tornará sua caminhada mais fácil.

RePRodução
RePRodução

Paul Gauguin, Primavera sagrada: doces sonhos, 1894. Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia.

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

Unidade 1 Nossos saberes

A partir de agora, vamos relembrar as experiências e as aprendizagens que você vivenciou até hoje. Pense em seus saberes, independentemente do trabalho que esteja procurando.

atividade 1 – Quem sou eu?

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais Unidade 1 Nossos saberes A

exercício 1

1
1

Para começar, relaxe e concentre‑se. Depois, pense nas seguintes questões:

Quem sou eu?

Como me vejo?

Qual é minha principal qualidade?

Quais são os meus saberes?

Quais são as qualidades que os outros dizem que eu tenho?

O que preciso melhorar?

 

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

 

O que eu gostaria que fosse diferente em mim? Quais as experiências mais marcantes de minha vida?

Como eu reagi diante delas?

  • Depois dessa reflexão, registre suas conclusões:

  • Em grupo de três ou quatro pessoas, fale sobre você: conte o que sabe fazer, o que gosta de fazer, o que os outros acham que você faz bem e o que gostaria de aprender. O importante é lembrar que, ao falarmos sobre nós mesmos, ganhamos mais se‑ gurança e confiança para expor nossas ideias. Ouvir a respeito dos outros também ajuda a nos conhecermos melhor. Todos passam por problemas e dificuldades e cada um tem formas próprias de lidar com eles. Muitas vezes, as soluções que uns encontram podem ser úteis para os demais. Esses momentos de discussão contribuem para nossa aprendizagem, não acha?

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

4
4

Leia agora um trecho de um texto de Guimarães Rosa, um dos maiores escritores brasileiros:

Procurava, procurava, nas distâncias, nos escuros da cabeça, ia se lembrando, ia achando.

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais 4 Leia agora um trecho

Para saber mais…

João Guimarães Rosa

nasceu em 1908, em

 

Cordisburgo, Minas Gerais, e morreu em

1967, no Rio de Janeiro.

 

Foi funcionário público e tornou‑se um dos

escritores mais

admirados no Brasil e

no mundo. Seus livros

contam histórias da

gente simples e sábia

 

com quem ele conviveu no sertão de seu estado

natal. Os mais

conhecidos são

Sagarana, publicado em 1946, e Grande sertão:

veredas, em 1956.

João MARTinS/o cRuzeiRo/eM/d.A.PReSS
João MARTinS/o cRuzeiRo/eM/d.A.PReSS

João Guimarães Rosa.

Que tal procurar, “nos escuros da cabeça”, as lembranças

dos acontecimentos mais marcantes de sua vida? Em ou‑

tras palavras, a proposta é que você comece sua autobio‑

grafia. Peça ajuda ao professor, se precisar.

a) Liste os fatos importantes que for lembrando,

mesmo que fora da ordem em que ocorreram: a

entrada na escola, o início de um curso, a saída do

emprego, o casamento, o nascimento de um filho

etc. Esses são apenas exemplos; você não precisa se‑

gui‑los nem se limitar a eles. Faça uma “tempestade

de ideias”, ou um “toró de parpites”, como diria

um dos personagens de Guimarães Rosa. Preencha

o quadro da página ao lado seguindo o exemplo:

c o m o s e p r e p a r a r p a
c o m o
s e
p r e p a r a r
p a r a
o
m e r c a d o
d e
t r a b a l h o
Fatos importantes em minha vida
nome:
Ano
Fatos importantes
1987
Comecei a estudar na 1 a série da E.E.P.M. Mariazinha Rocha.

Adaptado de: Como desenvolver seu portfólio – Guia de orientação. São Paulo, SERT, 2001.

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais E sabe o que também

E sabe o que também é importante recordar? As experiências de vida.

b) Preencha outro quadro, desta vez listando suas experiências (veja o modelo a seguir); por exemplo: trabalho voluntário, jogar em um time de futebol ou praticar outro esporte, serviço militar, outros cursos, tarefas domésticas, passa‑ tempos. Se quiser, você também pode descrever um ou mais fatos importantes registrados no quadro anterior.

Minhas experiências de vida

experiências

o que

o que foi

o que foi

de vida

precisei fazer?

mais fácil?

mais difícil?

Fui centroavante do Recanto Futebol Clube.

Jogar muito e mostrar como sei fazer gols.

Meu pai conhecia o técnico do Recanto, que morava no meu bairro, e me apresentou a ele.

Provar, no primeiro jogo, que eu era bom de bola e merecia ficar no time.

Trabalhei como

Procurar a

Lidar com

Abrir mão do

voluntária na

responsável pela

os bebezinhos

meu tempo livre

creche do bairro.

creche e oferecer ajuda.

mais novos.

no sábado.

c o m o s e p r e p a r a r p a
c o m o
s e
p r e p a r a r
p a r a
o
m e r c a d o
d e
t r a b a l h o
experiências
o que
de vida
precisei fazer?
o que foi
mais fácil?
o que foi
mais difícil?

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

c) Agora, procure lembrar os esforços que você precisou fazer ou os saberes que teve de usar para realizar uma das experiências mais significativas que você ano‑ tou no quadro. Digamos que você colocou na lista: “Em 1987, consegui meu primeiro emprego”. Para que isso ocorresse, você teve de:

pesquisar em jornais as vagas de trabalho?

selecionar a que pareceu mais fácil de conquistar?

planejar seus passos: verificar o endereço da empresa, descobrir como chegar lá etc.?

O que mais você teve de fazer? Essas etapas são necessárias na busca de um trabalho. Que tal saber um pouco mais sobre isso?

exercício 2

1
1

Leia com atenção as duas frases abaixo. Pense nelas por alguns instantes e escreva se concorda, não concorda ou concorda em parte com o que elas dizem.

Um bom profissional não precisa ter algum tipo de formação ou experiência anterior. Necessário, mesmo, é combinar os pontos fortes (os saberes) que as pessoas desenvolvem e as exigências do trabalho.

Alguns saberes podem ser desenvolvidos ou melhorados na vida de cada um.

Em seguida, com base no que você concluiu, responda às questões abaixo.

Qual é a pessoa que você mais admira?

O que essa pessoa faz e por que você a admira?

 

O que você mais admira em si mesmo, ou seja, quais são seus pontos fortes?

luiz novAeS/AGênciA FolHA

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

Em que atividade(s) você se considera muito bom?

2
2

Reúna‑se em grupo com alguns colegas. Vocês vão trocar os exercícios uns com os outros. Escolham o que mais chamou a atenção de todos e contem para a classe. No final, cada um dirá como se sente ao partilhar sua história pessoal.

A poetisa cora coralina (nome artístico de Ana lins dos Guimarães Peixoto Bretas) nasceu em Goiás, em 20 de agosto de 1889. Aos 14 anos publicou o primeiro conto, Tragédia na roça, mas só retomou a carreira literária depois dos 50 anos. Além de sua produção literária, ela também ga‑ nhou fama por ser uma grande doceira. Por mais de 20 anos, cozinhou doces maravilhosos.

Por conta de seu talento como escritora, recebeu a condecoração de doutora honoris causa pela universidade Federal de Goiás, doutora certifi‑ cada pela vida, pois sua educação formal resu‑ miu‑se a poucos anos de escola primária. cora fazia seus poemas com grande sensibilidade. leia, abaixo, uma das criações da autora.

cora coralina.

Das pedras

Ajuntei todas as pedras que vieram sobre mim. Levantei uma escada muito alta e no alto subi. Teci um tapete floreado e no sonho me perdi. Uma estrada, um leito, uma casa, um companheiro.

Tudo de pedra. Entre pedras cresceu a minha poesia. Minha vida… Quebrando pedras e plantando flores. Entre pedras que me esmagavam Levantei a pedra rude dos meus versos.

Cora Coralina, Meu livro de cordel, São Paulo, Global Editora, 1998.

luiz novAeS/AGênciA FolHA c o m o s e p r e p a r a

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

Como vimos na história de vida de Cora Coralina, aprendemos muitas coisas e todas elas têm seu mérito: fazer doces e escrever poesias, por exemplo. A trajetória da es ‑ critora também incluiu os papéis de esposa, mãe e avó. Certamente você tem muitos saberes que foi adquirindo durante a vida, por meio de suas experiências, pelas muitas aprendizagens obtidas na escola ou fora dela. Todos esses saberes, juntos, favorecerão sua carreira profissional.

exercício 3

Agora, pensando na profissão que você pretende seguir, preencha o quadro abaixo reconhecendo seus saberes.

Saberes que domino bem Saberes que domino razoavelmente Saberes que ainda não domino
Saberes que domino bem
Saberes que domino razoavelmente
Saberes que ainda não domino

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

atividade 2 – Reconhecendo saberes

A historinha a seguir foi contada pelo educador Paulo Freire. Leia‑a com atenção.

Em um largo rio, de difícil travessia, havia um barqueiro que atravessava as pessoas de um lado para o outro. Em uma das viagens iam um advogado e uma professora. Como quem gosta de falar muito, o advogado pergunta ao barqueiro:

– Companheiro, você entende de leis? – Não – responde o barqueiro. E o advogado, compadecido:

– É pena. Você perdeu metade da vida! A professora, muito social, entra na conversa:

– Seu Barqueiro, o senhor sabe ler e escrever? – Também não – responde o remador. – Que pena! – diz a mestra. – Você perdeu metade da vida! Nisso chega uma onda bastante forte e vira o barco. O canoeiro, preocupado, pergunta:

–Vocês sabem nadar? – Não! – respondem eles rapidamente. – Então é uma pena – conclui o barqueiro. – Vocês perderam toda a vida!

AGk‑iMAGeS/lATinSTock
AGk‑iMAGeS/lATinSTock

claude Monet, impressão: nascer do sol, 1874. Museu Marmottan, Paris, França.

AdRiAnA eliAS/FolHA iMAGeM
AdRiAnA eliAS/FolHA iMAGeM
c o m o s e p r e p a r a r p a

Para saber mais…

Paulo Freire nasceu em 19 de setembro de 1921, no Recife, Pernambuco. Como educador,

acreditava que os adultos aprenderiam mais facilmente a ler e

a escrever se o tema da

aula tivesse uma relação com suas vidas e com

seu dia a dia. Essa

ideia foi muito utilizada

no Brasil em campanhas de alfabetização de adultos. Mas Paulo

Freire foi acusado,

durante o governo militar, de contrariar as

“regras do jogo”. Por

isso foi preso. É autor de muitas obras, entre elas:

Educação como prática da liberdade (1965), Pedagogia do oprimido

(1968) e Pedagogia da esperança (1992). Faleceu no dia 2 de maio

de 1997, em São Paulo. Descubra mais coisas

interessantes sobre esse educador. Com certeza,

você vai gostar!

51

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

Não há saberes mais ou menos valiosos. Há saberes diferentes.

Entendendo a linguagem do mercado.

Em cursos de qualificação ou reportagens sobre o trabalho nos dias atuais, muitos falam das habilidades e competências que os profissionais devem ter. Essas expressões – habilidades e competências – também são usadas nas empresas para indicar o que elas precisam que seus funcionários saibam fazer ou saibam ser para o exercício de algumas atividades.

E, para os trabalhadores, fica a pergunta: será que tenho as habilidades e competências necessárias para conseguir um trabalho? Como elas podem ser desenvolvidas?

Vamos pensar juntos sobre o assunto?

Quando alguém decide tirar a carteira de motorista, deve primeiro aprender/decorar o significado das placas de sinalização e das leis do Código de Trânsito. Assim que estiver preparado e depois de frequentar o curso de formação de condutores, fará a prova escrita. Sendo aprovado, passará às aulas práticas. Elas têm esse nome porque a prática é um saber que aprendemos com a ajuda de quem sabe.

Depois de aulas práticas, o candidato fará a prova final e, se for aprovado, receberá sua carteira de habilitação. Esse documento afirma que ele adquiriu a habilidade de dirigir.

Mas será que todas as pessoas que têm carteira de habilitação estão prontas para en‑ frentar o trânsito no comando de um automóvel?

Imagine que, apesar da comprovação legal dessa habilidade, uma pessoa não consiga enfrentar o trânsito nas ruas e avenidas: ela se atrapalha, fica insegura e os receios a impedem de dirigir. Nesse caso, podemos dizer que a pessoa, apesar de sua habilidade certificada, ainda não desenvolveu a competência para dirigir um carro. Isso porque a competência exigida dos motoristas não está relacionada somente à habilidade de conduzir um veículo. Ela também envolve outros saberes.

Adianta termos habilidades e competências para dirigir se paramos na faixa de pedes‑ tres? Se apostamos corrida colocando em risco a vida dos outros? Se nos agredimos no trânsito? O respeito às leis de trânsito e aos demais formam saberes de um bom motorista. Ou seja, a ideia de saberes é maior que as habilidades e competências que cada um possui.

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

1
1

Faça uma autoavaliação, assinalando com um X conforme se considere bom, regu‑ lar ou ruim em cada saber indicado. Ao final, tire as próprias conclusões sobre seu potencial e sobre o que deve fazer para melhorar. Vamos lá!

Quadro de saberes

  • 1. Nos saberes de comunicação:

Bom

Regular

Ruim

Organizo minhas ideias para escrever e falar com clareza.

     

Defendo meus pontos de vista.

     

Preencho fichas.

     

Leio e entendo textos.

     

Ouço e sigo instruções.

     

Ouço as pessoas com atenção e entendo o que ouvi.

     
  • 2. Nos saberes numéricos:

Bom

Regular

Ruim

Calculo meu salário e meus gastos.

     

Calculo porcentagens.

     

Leio e interpreto gráficos e tabelas em jornais, revistas etc.

     

Leio as horas no relógio analógico (com ponteiros).

     
  • 3. Nos saberes de planejamento e organização:

Bom

Regular

Ruim

Planejo um trabalho.

     

Estabeleço objetivos.

     

Organizo meu tempo.

     

Cumpro as tarefas em um tempo determinado.

     
  • 4. Nos saberes manuais:

Bom

Regular

Ruim

Uso diferentes tipos de ferramenta.

     

Costuro.

     

Faço tricô ou crochê.

     

Opero máquinas e equipamentos.

     

Lido com terra e planto.

     

Instalo aparelhos eletrônicos para uso adequado.

     

Cozinho.

     

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

  • 5. Nos saberes artísticos:

Bom

Regular

Ruim

Toco um instrumento musical.

     

Desenho e pinto.

     

Represento.

     

Canto.

     

Danço.

     

Faço artesanato.

     
  • 6. Nos saberes esportivos:

Bom

Regular

Ruim

Pratico esportes individuais ou coletivos.

     

Compreendo a necessidade de regras em jogos.

     

Respeito regras em jogos.

     

Pratico regularmente atividades que ajudam a me concentrar, me conhecer e ter mais controle sobre meu corpo.

     
  • 7. Nos saberes de relacionamento:

Bom

Regular

Ruim

Respeito as opiniões das pessoas.

     

Não interrompo a fala dos outros.

     

Troco ideias a fim de encontrar soluções.

     

Respeito os sentimentos, credos e ideias das pessoas.

     

Encorajo e estimulo os outros para que melhorem.

     

Pergunto a opinião dos demais quando estou num grupo.

     

Adaptado de: Como desenvolver seu portfólio – Guia de orientação. São Paulo, SERT, 2001.

Agora, analise o resultado: você colocou mais X em uma ou outra coluna de cada ta‑ bela? Isso quer dizer que você tem mais facilidade de lidar com certos saberes do que com outros.

Que tal, então, se empenhar em melhorar nos saberes cujo resultado não foi muito satisfatório?

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

2
2

Elabore uma lista de saberes que você precisa melhorar e das medidas que poderá tomar para alcançar esse objetivo. Troque ideias com o colega ao lado. Faça seu planejamento com base no exemplo a seguir.

Plano para melhorar meus saberes

Saberes de

ler e

Vou voltar a estudar. Conheço uma escola que

comunicação

entender

tem curso supletivo, ou Educação de Jovens e

textos.

Adultos (EJA). Vou pedir que um amigo me empreste um livro e comece a ler junto comigo. Depois que eu pegar gosto, posso continuar sozinho. Vou ler revistas em quadrinhos. Vou perguntar se uma colega, que é professora, pode me dar algumas aulas. Eu pago com bolo de chocolate, que sei fazer bem.

Saberes

cantar,

Vou participar do coro da comunidade.

artísticos

desenhar e

Assim, posso exercitar minha voz e adquirir

pintar.

mais confiança para falar em público. Se eu for desafinado, vou treinando até melhorar. O importante é não desistir. Vou fazer aula de pintura e visitar museus. Com isso, aprenderei a apreciar outras artes.

Saberes

Fazer

Vou aprender crochê. Isso me dará mais

manuais

crochê.

destreza e poder de concentração, além de permitir que eu relaxe.

 

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais 3 Depois de completar o
3
3

Depois de completar o quadro, volte ao exercício 1 e reveja o que você regis ‑ trou. Pense bem: gostaria de mudar alguma resposta ou fazer outro registro agora que chegou até aqui? Se sim, reescreva no caderno. Voltaremos a esse assunto mais tarde.

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

Unidade 2 continua a caminhada em busca de trabalho

Até aqui, você redescobriu e avaliou seus saberes, identificando aqueles aos quais precisa se dedicar mais a fim de aumentar suas chances de conseguir um trabalho.

• Como posso me organizar para demonstrar o que já sei

e o que aprendi?

• Onde e como procurar emprego?

• E meu currículo? Como divulgar o que sei (meus saberes) de modo prático e inteligente?

Nesta unidade, você vai construir seu portfólio e verificar alguns meios para conseguir um trabalho, de

acordo com aquilo que sabe fazer ou que está

começando a aprender.

atividade 1 – A montagem de um portfólio

exercício 1

1
1

Forme um grupo com três ou quatro colegas. Vocês vão escolher um representante para fazer anotações e relatar à classe as conclusões do grupo. Cada membro da equipe deve responder às perguntas a seguir, com o representante anotando tudo o que disserem. Vale qualquer resposta.

a) Você sabe o que é portfólio? Se não sabe, o que imagina quando ouve essa palavra?

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

  • b) Para que serve um portfólio?

  • c) Quem usa portfólio?

  • Com base nas respostas individuais, vocês vão elaborar as conclusões do grupo.

  • Agora, o representante do grupo relata o resultado para os demais. Lembrem‑se de tomar nota das respostas das outras equipes.

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

4
4

Ainda em grupo, você e seus colegas devem ler com atenção o texto a seguir. Depois, confiram as respostas. Durante a leitura, se for preciso, consultem o dicio‑ nário ou peçam ajuda ao professor.

o que quer dizer portfólio? Adaptada do inglês portfolio, essa palavra é usada principalmente por publicitários, modelos de moda, empre‑ sas de marketing (outro termo que veio do inglês), bancos etc. embora a maioria dos dicionários registre a forma porta‑fólio, que, convenhamos, é bem esquisita, a ex pres são portfólio tornou‑se tão comum que consta até do vocabulário ortográfico da língua portu‑ guesa, obra da Academia Brasileira de letras que apresenta a grafia correta das pa lavras em português (mas não seu significado). Mas o que é e para que serve um portfólio? Há várias explicações, dependendo da área em que o portfólio é utilizado. Por exemplo, para os bancos, significa o conjunto de contas existentes em uma agência. Já no mercado publicitário, quer dizer a relação de clientes, fornecedores e funcionários de determinada empresa. os designers (artistas que criam móveis, objetos etc.) e modelos fazem um portfólio para apresentar os trabalhos mais importantes realizados até certo momento, com o objetivo de conquistar novos clientes. nesse caso, o portfólio é construído com fo‑ tografias, recortes de jornais ou outros regis‑ tros que demonstrem a trajetória profissio ‑ nal da pessoa. Podemos concluir, portanto, que portfólio é uma lista de trabalhos de um indivíduo ou de uma empresa.

c o m o s e p r e p a r a r p a

Para saber mais…

Fundada em 1897, na cidade do Rio de

Janeiro, a Academia

Brasileira de Letras é

uma instituição composta por 40 escritores com o

objetivo de estudar e divulgar a língua portuguesa e a literatura nacional. Conheça um pouco mais sobre ela no site: www.academia.org.br. Nele, você também pode consultar o Vocabulário

ortográfico da língua portuguesa.

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

Portfólio: a importância do registro

“Escrevo porque acho que é o compromisso mais avançado que tenho com a vida, (…) alguém precisa contar a história do homem, para que esse homem, tão ocupado em viver essa história, se dê conta da realidade em que ele tem vivido e que não havia percebido.”

Nélida Piñon, citada por Giovanni Ricciardi, Autos‑retratos, São Paulo, Martins Fontes, 1991.

Você deve estar se perguntando: por que fizemos esse exercício? Qual a finalidade de conhecermos esse assunto? Portfólio para quê?

Não podemos confiar em nossa memória para registrar as experiências e os saberes que construímos ao longo da vida. Por isso, a criação de um portfólio nos ajuda, em primeiro lugar, a organizar nossas ideias sobre o que já fizemos, além de permitir o registro dessas experiências por escrito. Em segundo lugar, ele serve para registrar o resultado de nosso trabalho. Profissionais de qualquer ramo de atuação podem orga‑ nizar um portfólio, pois ele ajuda a:

registrar os saberes adquiridos na vida e que, com o passar do tempo, as pessoas

costumam esquecer; e apresentar de forma organizada o produto final do trabalho de cada um.

exercício 2

1
1

Reveja os exercícios, as listas dos fatos importantes de sua vida, de suas experiências e de seus saberes. Responda: como você poderia comprovar todas as experiências e saberes que possui? Veja alguns exemplos: fotos de trabalhos que você já realizou, cartas de recomendação, folhetos de eventos que você preparou ou ajudou a pre‑ parar, diplomas e certificados etc.

É o caso de um serralheiro que fotografa os portões e grades que já fez e inclui as fotos desses trabalhos em seu portfólio: além de mostrar os vários tipos de tarefas realizadas, comprova o resultado delas.

60

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais Portfólio: a importância do registro

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

Outros bons exemplos são de uma costureira que fotografa os vestidos que fez sob medida, e de um cabeleireiro que tira fotos de suas clientes – o antes e o depois de um penteado ou um corte de cabelo.

c o m o s e p r e p a r a r p a

Um pedreiro também pode registrar, por meio de fotografias, o antes e o depois das reformas que fez em uma casa. Essas imagens ajudam a comprovar a qualidade e o capricho de seu trabalho e, assim, os clientes sentem‑se mais seguros ao contratá‑lo.

2
2

Agora, troque informações sobre o tema com o colega ao lado. Com certeza, vocês se lembrarão de outras coisas. Anotem tudo.

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

Você começará a fazer seu portfólio em casa. O primeiro passo para isso é adquirir uma pasta bem resistente, porque você a usará bastante e por muito tempo. Vá colocando na pasta tudo o que conseguir reunir, ou faça um lembrete para si mes‑ mo anotando o nome de quem você deve procurar a fim de conseguir o máximo de registros e formas de comprovar suas experiências e seus saberes. Por exemplo, uma pessoa para quem você fez algum trabalho pode lhe fornecer uma carta, uma declaração especificando o que você fez, onde e quando. Para facilitar, veja os itens relacionados a seguir.

Como organizar a pasta

Separe cópias dos documentos pessoais (carteira de identidade, CPF etc.).

Faça uma lista de todos os trabalhos voluntários e de outras atividades que você rea‑ lizou, mas que não podem ser comprovados por um certificado.

Relacione saberes que usou para desempenhar essas funções.

Destaque as atividades em que você apresentou bom desempenho.

Liste seus passatempos e suas atividades de lazer.

Junte todos os certificados, diplomas, históricos escolares, documentos de escola e todas as declarações que possuir.

Procure outras formas de comprovar suas experiências (cartas de recomendação, fotos, fichas técnicas de eventos, desenhos etc.).

Vá colocando tudo na pasta, para que possa complementar e atualizar o material a cada novo trabalho ou curso que fizer.

Adaptado de: Como desenvolver seu portfólio – Guia de orientação. São Paulo, SERT, 2001.

l embre‑se: não deixe nada de lado, nem faça julgamentos. Por exemplo: é importante para uma pessoa que foi técnico de futebol do time do bairro colocar essa informação em seu portfólio?

Sim! v ocê talvez pense que isso não é trabalho e que pode ter sido um passatempo. n o entanto, mesmo para treinar um time do bairro, a pessoa precisa ter conhecimentos que são úteis em muitas outras atividades: ela deve saber conversar com o time, orientar o passo a passo de uma boa jogada, reconhecer quem joga melhor e em qual posição… São aprendizados que ela pode utilizar em várias situa ‑ ções de trabalho.

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

atividade 2 – A imagem profissional

Viu como você já fez muita coisa e não havia percebido? Agora que já sabe montar seu portfólio, que tal aproveitar o que foi recuperado em sua trajetória pessoal e tentar lembrar ‑se das pessoas que podem ajudá‑lo na busca de um emprego?

Mas, antes, faça o exercício a seguir sobre sua imagem profissional.

c o m o s e p r e p a r a r p a

Dica

Você sabia que a indicação de conhecidos é a forma mais utilizada para conse‑ guir um trabalho?

exercício 3

Forme um grupo com três ou quatro colegas para criar um personagem em busca de emprego. Para facilitar, sigam os passos listados abaixo.

  • a) Escolham as características pessoais e profissionais, pensando nos exercícios que vocês já realizaram.

  • b) Façam uma lista dos saberes que esse personagem precisa ter.

  • c) Deem um nome a ele.

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

d)

Pensem no tipo de trabalho que ele pode procurar com esses saberes. Como vocês acham que essa “pessoa” pode apresentar seus saberes a um empregador?

 
 
 
 

e)

Escolham uma forma criativa de apresentar o resultado à classe. Pode ser uma das seguintes:

peça de teatro;

cartaz ou folheto de propaganda;

anúncio de jornal;

propaganda de rádio ou de televisão;

música;

ou outra que quiserem inventar.

Vocês terão 20 minutos para preparar sua apresentação.

f)

Depois das apresentações, discutam com todos os colegas da classe: que saberes foram mais valorizados? O que deveria ter sido valorizado e não foi?

Percebeu que você acabou de exercitar saberes artísticos, de comunicação, de pla‑ nejamento e organização, de liderança e de relacionamento, além de estimular sua criatividade?

64

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

Agora é a vez de aprender algo sobre sua imagem.

Muitas vezes, as pessoas não conseguem o que querem por motivos como timidez. Não sabem a forma certa de se comunicar ou não percebem as oportunidades que surgem. Saber comunicar‑se ajuda muito. E o que mais conta na hora de procurar um emprego?

Vamos, em primeiro lugar, pensar nas oportunidades. As dicas a seguir podem aju‑ dá‑lo a criar as oportunidades a fim de encontrar trabalho.

Dicas

organizar uma “rede de contatos”, uma lista de amigos, conheci‑ dos, ex‑chefes ou patrões.

Aprender a solicitar um trabalho e contar com aliados. oferecer seus serviços aos empregadores. Manter a agenda de telefones e endereços sempre atualizada.

Além disso: não se isole. É importante manter uma vida social: passeie, visite amigos e parentes, participe das atividades e festas em sua co‑ munidade… isso vai ajudá‑lo a manter a cabeça erguida e trará novas oportunidades para você.

e lembre‑se: estar desempregado não é motivo de vergonha! É uma situação pela qual todo mundo pode passar.

exercício 4

Vamos ver como planejar sua rede de contatos. Siga o modelo abaixo ao preencher o quadro e organize‑se usando suas próprias palavras, acrescentando quantos itens quiser. Se precisar, consulte um colega ou peça auxílio ao professor.

Planejando minha rede de contatos

o que

Quando?

como?

Quem?

Por quê?

fazer?

Fazer

Dentro de

Recuperando meus

Amigos,

Eles me valorizam

uma lista

dois dias.

saberes e minhas

conhecidos e

e temos um bom

de nomes.

relacionamento.

Começar

Semana

experiências. Procurando mais

ex‑patrões. O dr. Sérgio.

Ele me disse

meus

que vem.

perto de casa.

para procurá‑lo

contatos

se precisasse de

pelos mais

ajuda.

próximos.

65

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

o que Quando? como? Quem? Por quê? fazer?
o que
Quando?
como?
Quem?
Por quê?
fazer?

Mantenha este quadro sempre por perto e atualizado. Realize esse planejamento quando chegar a hora de sair à procura de emprego.

66

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

atividade 3 – Como fazer um currículo

Agora que você exercitou bastante, vamos tratar de seu currículo.

exercício 5

1
1

Vamos fazer um “aquecimento”. Elabore um currícu ‑ lo com suas informações buscando na memória algum modelo que você já tenha visto ou utilizado. Coloque suas ideias de forma livre, sem se preocupar em acertar, pois é só uma preparação.

c o m o s e p r e p a r a r p a

Você sabia?

A palavra currículo vem do latim, língua que deu origem ao português e a outros idiomas, como o espanhol, o francês e o ita liano. A expressão cur‑ riculum vitae , traduzida do latim, quer dizer car‑ reira de vida.

Em português, o certo é usar o termo currículo, em vez de curriculum ou curriculum vitae.

c o m o s e p r e p a r a r p a

67

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

2
2

Troque seu exercício com o de um colega e compare os resultados. Verifique se você mudaria ou acrescentaria algum dado, alguma informação.

Agora, observe os dados que devem constar de um currículo a fim de tornar sua apresentação mais adequada.

  • a) Nome.

  • b) Dados pessoais.

  • c) Objetivo, ou seja, a vaga que você pretende ocupar.

  • d) Seus saberes mais adequados ao trabalho pretendido.

  • e) Histórico profissional, isto é, os trabalhos que já teve. Se você não teve emprego formal, escreva: “Principais experiências”. Comece pelo mais atual e siga em ordem até o mais antigo, quer dizer, em ordem cronológica inversa.

  • f) Escolaridade e cursos. Vale qualquer curso que você tenha frequentado – de idiomas, computação e oficinas de qualificação profissional relacionadas às suas áreas de interesse.

  • g) Trabalhos voluntários, passatempos e áreas de interesse.

  • h) Data (o dia da elaboração do currículo).

Você deve estar se perguntando: por que incluir um item com trabalhos voluntários, passatempos e áreas de interesse? Saiba que informações sobre seu perfil pessoal po‑ dem fazer a diferença quando o empregador for escolher o melhor candidato.

68

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

3
3

Agora, volte aos exercícios da Unidade 1 e refaça a lista de seus saberes, destacando os mais adequados para a vaga que pretende ocupar.

Para facilitar, veja um exemplo e algumas recomendações.

Vamos imaginar que Rosemeire, uma colega do curso, não completou o ensino mé‑ dio, o antigo colegial, mas frequentou um curso de corte e costura. Além disso, não teve a carteira assinada, e agora procura um trabalho que a registre para ter direito a 13 o salário, férias etc. Ou seja, ela pretende conseguir uma vaga no mercado formal.

Para fazer o exercício, Rosemeire voltou à Unidade 1 e reviu a relação das experiências e o quadro de saberes. Verificou que assinalou “Bom” em vários locais, entre eles:

Nos saberes de comunicação:

Bom

Preencho fichas.

X

Leio e entendo textos.

X

Ouço e sigo instruções.

X

 

Nos saberes de planejamento e organização:

Bom

Planejo um trabalho.

X

Organizo meu tempo.

X

69

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

Nos saberes manuais:

Bom

Uso diferentes tipos de ferramenta.

X

Costuro.

X

Opero máquinas e equipamentos.

X

 

Nos saberes artísticos:

Bom

Desenho e pinto.

X

Faço artesanato.

X

Agora, observe como ela poderá elaborar seu currículo:

  • a) Nome: Rosemeire Santos Silva

  • b) Endereço: Avenida Estrela Dalva, 27, Vila Esperança, São Paulo – SP CEP: 01415‑167 – Fones: (11) 8732‑4988 e (11) 6761‑1234 (recados) e‑mail: rose@blablabla.com.br

  • c) Escolaridade

2 o ano do ensino médio, 1992 – Escola Estadual Prof a Marilde da Fonseca.

  • d) Objetivo: costureira ou auxiliar de costura.

  • e) Principais conhecimentos Boa comunicação e relacionamento interpessoal. Facilidade para executar tarefas manuais e artesanato. Capacidade de planejamento e organização. • •

Facilidade para operar máquinas e equipamentos, cálculos e medidas. Prática em costurar com bom acabamento e limpeza.

  • f) Principais experiências

Coordeno atualmente o grupo de costura da escola de samba do bairro, onde comecei como auxiliar em 2004.

Trabalho como autônoma desde 1998.

Aprendi e pratico corte e costura desde 1994.

  • g) Outros cursos Curso de auxiliar de costura – Organização Social Ribeirense, 2004. Curso de pintura em tecidos – Associação de Vila Esperança, 2006.

São Paulo, 15 de março de 2010

70

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

exercício 6

1
1

Vamos ao seu currículo. Que tal digitá‑lo no computador? Se quiser, faça antes um rascunho à mão. Troque ideias com os colegas ou com o professor se precisar de ajuda. No Caderno 3, no módulo ABC da informática, você terá explicações sobre o uso do computador para fazer seu currículo.

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

2
2

Veja a seguir algumas dicas para construir um currículo. Elas foram publicadas no caderno de empregos de um jornal de grande circulação.

12. Idiomas: mencione o nível de conhecimento. 13. É preferível não mencionar pretensão salarial. 14. Escreva a data de elaboração do currículo.

10. No campo Experiência profissional , inicie pelo último emprego com as datas de início e de saída, descrevendo as atividades e os resultados que alcançou.

  • 9. No campo Resumo das qualificações, escreva um texto de duas ou três li‑ nhas descrevendo as experiências que se relacionam com o cargo pretendido.

  • 4. Para o nome, use fontes como Verdana e Arial, tamanho 12. Para os dados pessoais, tamanho 10.

  • 5. Coloque idade apenas se for importante para o cargo pretendido; se não, não a mencione.

  • 6. Coloque foto apenas se pretender vaga de modelo ou se a vaga solicitar.

  • 8. Se buscar vagas de cargos diferentes, faça um currículo para cada cargo.

  • 1. Seja claro e objetivo, seu currículo será o chamariz para a entrevista.

  • 3. Não coloque o título Currículo . Inicie direto com seu nome.

  • 2. Use papel A4 e preencha no máximo 2 folhas.

Dicas para realçar seu currículo

Folha de S.Paulo, caderno Empregos, 28 de outubro de 2007.

11. No campo Formação , coloque primeiro a última e mais importante, com datas de início e término. Inclua conhecimentos de informática mencionan ‑ do softwares como Word e outros específicos da área de atuação.

  • 7. Coloque o Objetivo profissional e escreva com fonte 14 em negrito. Defina sua área de interesse e dirija seu currículo para essa área. Não coloque obje‑ tivos diferentes no mesmo currículo.

72

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

Unidade 3 Uma visão do mundo do trabalho

Nesta unidade, vamos ter uma visão do mundo do

trabalho, comparando as diferentes características

das empresas com seu perfil profissional e definindo alguns rumos para facilitar a procura daquela vaga que atenda da melhor forma às suas expectativas.

Nesta etapa deste módulo, em que você já está de posse de um portfólio e de um currículo atualizados,

vamos buscar esclarecer outras dúvidas, aprendendo sempre mais.

atividade 1 – Próximos passos em busca do emprego

Por onde começar a procura de emprego?

Quais são minhas melhores chances de encontrar colocação?

Quem pode me ajudar?

Quais são os próximos passos que devo seguir?

Vamos fazer um “aquecimento” para introduzir esses assuntos. Leia o texto a seguir:

João Carlos e Leila são casados há cinco anos e têm um casal de gêmeos. Casaram‑se muito jovens, ambos ainda estudavam no ensino médio, estavam muito apaixonados e, sem que esperassem, Leila engravidou, apesar de usarem preservativo. João batalhou muito e conseguiu uma vaga de auxiliar de escritório na empresa do tio, passando a estudar à noite. Leila teve de abandonar os estudos porque era gravidez de risco; foi obrigada a fazer repouso.

c o m o s e p r e p a r a r p a

Após o nascimento dos filhos, Leila tentou voltar a trabalhar, mas sem sucesso. João Carlos, a duras penas, continuou trabalhando e concluiu o ensino médio, porém com o que ganhava não deu para fazer faculdade.

73

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais O casal participa ativamente de

O casal participa ativamente de grupos de discussão aos domingos em sua comunidade: faz leitura de textos e assiste a filmes com temas atuais. Portanto, João Carlos e Leila estão bem informados. Eles também seguem alguns princípios e lemas, como não fumar. Ambos concordam que o fumo faz mal à saúde, tanto do fumante ativo como do passivo.

Há um ano João Carlos perdeu o emprego, por causa da falência da empresa de seu tio, e ainda não conseguiu outro trabalho. Por isso, faz alguns bicos. A situação está ficando cada vez pior, pois Leila também encontra dificuldade em arrumar emprego. João já gastou muita sola de sapato, enviou mais de cem currículos, procurou vaga em jornais e na internet, contatou amigos… mas, até agora, nada.

Na semana passada, um vizinho informou que na fábrica de cigarros de um bairro próximo há vagas para candidatos com a qualificação de João. E o salário é bem razoável.

João Carlos tem dúvida se deve candidatar‑se à vaga.

Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais O casal participa ativamente de

exercício 1

1
1

Reflita sobre a seguinte questão:

João Carlos deve candidatar‑se à vaga na fábrica de cigarros? Justifique sua resposta.

c o m o

s e

p r e p a r a r

p a r a

o

m e r c a d o

d e

t r a b a l h o

  • Agora, reúna‑se com três ou quatro colegas. Sigam os passos descritos abaixo.

    • a) Escolham o coordenador do grupo. É ele quem vai controlar o tempo e organi‑ zar a discussão. Vocês têm 15 minutos para debater.

    • b) Tentem chegar a um acordo, a um consenso sobre a questão do item 1. Se não conseguirem que todos da equipe tenham a mesma opinião, respeitem as ideias uns dos outros. O importante é cada um colocar‑se no lugar de João Carlos e defender bem seus pontos de vista.

    • c) Depois de 15 minutos, encerrem a discussão no ponto em que pararam; não precisam, necessariamente, chegar a alguma conclusão.

    • d) Relatem o resultado para a classe. Lembrem‑se de que será difícil todos chega ‑ rem à mesma opinião, ou seja, não é necessário haver consenso. Tenham em mente que esse é apenas um modo de introduzir um dos temas relacionados ao mundo do trabalho e revelar a opinião de cada um, que deve ser respeitada por todos.

  • Que tal agora relacionar os saberes que vocês desenvolveram neste exercício? Re‑ lembrem o quadro de saberes da Unidade 1.

  • Concentração, comunicação oral, leitura e interpretação, análise, relaciona‑ mento interpessoal, respeito às diferenças, participação.

    Vocês podem acrescentar outros conhecimentos. Vamos, agora, abordar mais um assunto: o emprego que você quer encontrar.

    75

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    exercício 2

    • Individualmente, com base no texto e nas respostas que você e a classe deram à pergunta do exercício 1, responda à questão a seguir. Pode escrever um pequeno texto, fazer uma quadrinha de poesia, desenhar etc. Em sua opinião, qual é o emprego mais adequado para você?

    • Quando terminar, comente o resultado com os colegas. Em seguida, você vai fazer um teste.

    • Em sua opinião, qual é a alternativa correta para a questão abaixo?

    Com base no texto, se você fosse João Carlos e aceitasse trabalhar na fábrica de cigarros, isso seria para você…

    • a) …um emprego ideal.

    • b) …um emprego real.

    • c) …um emprego de sobrevivência.

    76

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    Justifique sua resposta.

    • Troque novamente sua resposta com a de um colega. Confira os resultados. Você com certeza já percebeu que o emprego ideal é muitas vezes difícil de conse‑ guir e que poucos têm a chance de obtê‑lo. O emprego real é o que soma suas expec‑ tativas com as chances que o mercado de trabalho está oferecendo na ocasião de sua procura. Já o emprego de sobrevivência geralmente é uma solução de emergência, como os “bicos”, que trazem algum dinheiro, mas não estabilidade e segurança. Mas por que discutir isso? Para que você possa ter uma visão clara ao estabelecer seu objetivo e comparar com o que é exigido do empregado pela empresa quando surgir uma possibilidade de colocação. Vamos em frente com o assunto. Afinal, temos de definir os próximos passos para atingir seus objetivos. exercício 3

    • Com base em seu currículo e em seu portfólio, complete:

      • a) Pense em três tipos de trabalho que você gostaria de obter:

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    b) Relacione os saberes necessários para cada um desses trabalhos e compare com os saberes que você possui.

    Saberes necessários Meus saberes Trabalho 1 Trabalho 2 Trabalho 3
    Saberes necessários
    Meus saberes
    Trabalho 1
    Trabalho 2
    Trabalho 3

    78

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    • c) Agora, reflita e escreva: para cada um dos trabalhos indicados na atividade an‑ terior, quais saberes você precisa desenvolver?

    • Converse com um ou dois colegas sobre esse exercício. Troquem ideias e encon‑ trem algumas pistas que possam facilitar o planejamento dos próximos passos para atingir seus objetivos.

    atividade 2 – É hora do planejamento

    A partir de agora, você verificará quais os objetivos que quer atingir. Então, fará um planejamento com base em suas possibilidades.

    exercício 4

    • Responda ao questionário a seguir, lembrando‑se de experiências próprias:

      • a) Como você procura emprego? Que meios utiliza para isso?

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    • b) Como você conseguiu seu último emprego? Qual foi o meio que você usou para encontrá‑lo?

    • c) Que meio de busca de emprego você considera mais eficiente, mas ainda não utilizou? Por quê?

    2
    2

    Quando terminar, que tal ouvir a opinião dos colegas sobre o meio que consideram mais eficiente para a busca de emprego? Tome nota das opiniões de todos e, em seguida, calcule com eles a porcentagem das respostas para essa pesquisa, a fim de verificar o resultado final. No Caderno 3, no módulo Fazendo contas, você encon‑ trará orientações sobre como fazer esse cálculo.

    você e seus colegas devem ter aprendido durante o curso como calcular porcentagem e demonstrar o resultado em gráfico. Aprenda a usar o programa excell a fim de calcular porcentagens e construir gráficos.

    80

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    Com o resultado da pesquisa e os exercícios anteriores desta unidade, você terá uma ideia mais clara sobre qual emprego escolher e a forma, ou meio, mais eficiente para começar a busca de trabalho.

    Vamos, então, ao próximo exercício: começar a construção de seu roteiro para ob ‑ tenção de emprego, ou seja, para encontrar um lugar no mercado de trabalho. É bom lembrar que você já realizou um exercício semelhante quando preencheu o quadro Plano para melhorar meus saberes na Unidade 1.

    exercício 5

    Veja como Rosemeire Santos Silva, aquela costureira citada na atividade de cons‑ trução de currículo, iniciaria este exercício.

    Roteiro para obtenção de emprego de Rosemeire

    o que fazer?

    Quando?

    como?

    Por quê?

    • 1. Pesquisar “boca

    Agora.

    Perguntar a

    Podem ter indicação

    a boca”, acionar minha rede de contatos.

    conhecidos.

    de vagas.

    • 2. Iniciar a pesquisa em jornais.

    Amanhã.

    Procurar no caderno de classificados de emprego dos jornais do bairro.

    Verifiquei meu perfil, meus saberes e é o meio mais simples para começar.

    • 3. Selecionar as vagas que me interessam.

    Amanhã.

    Começar pelas empresas mais próximas de casa.

    Trabalhar perto de casa é o ideal.

    • 4. Pesquisar na

    Semana

    Procurar nos sites

    A internet tem muitas

    internet.

    que vem.

    de busca.

    informações.

    • 5. Ouvir a rádio local.

    Todo dia.

    Sintonizar no programa de rádio que fala sobre oportunidades de trabalho.

    Consigo juntar o útil ao agradável: me informar e ouvir música.

    Agora, construa seu roteiro para obtenção de emprego, seguindo o modelo acima. In‑ clua quantas ações quiser. Comece pelas mais simples e econômicas. Lembre‑se: com pequenos passos, a caminhada torna‑se mais fácil e a chance de desanimar é menor. Rever seus saberes e portfólio também pode ajudar.

    81

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    Meu roteiro para obtenção de emprego

    o que fazer? Quando? como? Por quê? 1. 2. 3. 4.
    o que fazer?
    Quando?
    como?
    Por quê?
    1.
    2.
    3.
    4.

    82

    c o m o s e p r e p a r a r p a
    c o m o
    s e
    p r e p a r a r
    p a r a
    o
    m e r c a d o
    d e
    t r a b a l h o
    o que fazer?
    Quando?
    como?
    Por quê?
    5.
    6.

    Para entender o mercado de trabalho

    Você já deve ter ouvido dizer que existem um mercado de trabalho formal e outro informal. Relembrando: emprego formal é aquele com carteira assinada, com direito a férias, 13 o sa‑ lário, Fundo de Garantia do Tempo de Servi‑ ço (FGTS) etc.; emprego informal é o “bico” que fazemos de vez em quando, ou aquele em que o empregador não nos registra porque diz que fica caro.

    RÉGiS FilHo
    RÉGiS FilHo

    Há também os que trabalham como autônomos. Um marceneiro, por exemplo, pode pagar INSS e ter sua aposentadoria. Ele não conta com registro em carteira, mas tem direito a aposentadoria e auxílio‑doença.

    Lembre‑se: o foco deste curso é ajudá‑lo a encontrar uma colocação no mercado de trabalho formal. Mas você pode pensar também na possibilidade de atuar como au‑ tônomo, ou mesmo arrumar “um bico se a coisa apertar”; basta encarar essa atividade como uma situação passageira.

    83

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    exercício 6

    • Vimos anteriormente alguns meios de pesquisa de vagas de emprego. Que tal agora montar na classe um jornal mural com anúncios?

    Jornal mural

    Para a elaboração do jornal mural, você e seus colegas podem seguir os procedimentos listados abaixo.

    • 1. definir o local em que o jornal será afixado, levando em conta a iluminação adequada.

    • 2. verificar as dimensões que deverá ter.

    • 3. escolher todos os materiais a serem utilizados como suporte (por exemplo: cartolina ou papel‑cartão) e como fixador (fita adesiva, tachinhas etc.).

    • 4. determinar a altura em que será colocado, de preferência no nível dos olhos a fim de facilitar a leitura.

    • 5. escolher o tamanho das letras dos textos, que devem ser grandes e de fácil leitura.

    • 6. definir a distribuição dos anúncios no local.

    • a) Organizem‑se em quatro grupos.

    • b) Cada grupo ficará responsável por buscar anúncios de vagas de trabalho nos meios citados abaixo:

    internet;

    jornais;

    agências de emprego; e

    levantamento na comunidade: entre amigos, vizinhos, associações de bairro, comércio local etc.

    2
    2

    Para organizar o mural, observe algumas das abreviações geralmente encontradas em anúncios e classificados de emprego. O que elas querem dizer?

    Assistente de vendas

    A partir de 17 anos p/ atuar c/ vendas internas. Z.N. Oferecemos ótima remuneração. Enviar CV p/ seleção

    o3rh@igmail.com

    84

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    Exp. mín. 2 anos Aux. Adm., emp., trab., desemp. td. rotina necess.

    • Com base nesses exemplos, você e seus colegas vão refazer os anúncios de vagas que encontrarem. Antes de colocá‑los no jornal mural da turma, reescrevam por exten‑ so as palavras abreviadas. Vocês também podem atualizar o jornal com anúncios ou notícias sobre empregos durante todo o curso.

    É bom lembrar que a seção de classificados dos jornais e sua rede de contatos não são as únicas fontes de pesquisa de emprego. veja, abai‑ xo, outras formas de procurar vagas e oferecer serviços.

    • Associação comercial do bairro ou da cidade: peça informações do endereço à telefonista ou acesse o site.

    • Comissão municipal de emprego: procure a prefeitura da cidade

    ou as subprefeituras da capital.

    • Associações de bairro, associações de moradores e sindicatos.

    • Clubes de serviço: Rotary Club, Lyons Club e outras organizações

    sociais.

    • Construtoras ou obras em construção.

    • Converse com os colegas da classe e anote outras fontes que vocês conhecem. Quando terminar, volte ao quadro Meu roteiro para obtenção de emprego e verifique se gostaria de modificar ou acrescentar algo.

    Avançamos mais um ponto na caminhada para a construção de seu futuro profis ‑ sional. Agora, faça uma pausa. Reveja o que aprendeu e os saberes que colocou em prática. Confira também, no quadro de saberes, aqueles em que você melhorou a fim de acrescentá‑los ao currículo.

    85

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    Unidade 4 a entrevista de seleção

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais Unidade 4 a entrevista de

    No caminho percorrido até aqui, você redescobriu seus saberes e encontrou algumas soluções para

    prosseguir a jornada em busca de um lugar no mercado de trabalho. Também descobriu como construir seu

    portfólio, ao qual está acrescentando novas formas de demonstrar o que já sabe para enriquecer seu currículo. Verificou, ainda, quanto é importante

    investir em sua formação, na rede de contatos, na procura de uma oportunidade.

    Esta unidade trata de outro assunto que pode fazer toda a diferença: a entrevista de seleção. Você vai

    encontrar algumas dicas sobre como se preparar de maneira adequada para uma entrevista e saber qual o comportamento, as atitudes e a forma de comunicação corretos diante do entrevistador.

    86

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    atividade 1 – Preparando‑se para a entrevista

    O que fazer quando me chamarem para uma entrevista?

    Como me situar e responder de maneira adequada às perguntas do

    entrevistador? Como me comportar?

    Nas empresas, o processo de seleção de candidatos a emprego apresenta várias etapas. Geralmente, a entrevista é apenas uma delas, realizada por um profissional do depar‑ tamento de recursos humanos, o RH. Vamos fazer um “aquecimento” e verificar seu conhecimento sobre o assunto.

    exercício 1

    • Relacione as duas colunas abaixo de acordo com as etapas de um processo seletivo (de escolha de candidatos). Comece observando os itens à esquerda. Qual deles é, em sua opinião, o passo inicial desse processo? Faça um traço ligando‑o à expressão 1 a etapa, na coluna à direita. Depois use o mesmo raciocínio para as outras etapas até que haja seis traços ligando as duas colunas.

    Anúncios de vaga em jornais, rádios, internet etc.

    3 a etapa

    Entrevista

    5 a etapa

    Seleção de currículos

    1 a etapa

    Chamada dos candidatos

    2 a etapa

    Dinâmica de grupo

    4 a etapa

    Entrevista final

    6 a etapa

    • Quando terminar, compare seus resultados com os de seus colegas. O importante neste exercício é perceber que nem sempre as empresas seguem todas as etapas na mesma ordem. Se houver alguém na turma que já passou por entrevistas e tem experiência no assunto, poderá contribuir para a discussão.

    Como já sabemos que os empregadores nem sempre seguem o mesmo processo sele‑ tivo, vamos verificar quais os diferentes tipos de empresas. Leia o texto informativo a seguir e depois o comente com os colegas, aproveitando para tirar dúvidas.

    87

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    Quanto ao mercado de trabalho, há no Brasil empresas públicas e pri‑ vadas, organizações da sociedade civil e outras semelhantes.

    empresas públicas são aquelas ligadas aos governos federal, estadual e municipal, cujas vagas são preenchidas por concursos ou por quem ocupa os chamados cargos de confiança.

    As empresas privadas estão agrupadas em três áreas: indústria, co ‑ mércio e prestação de serviços. nesta última encontram‑se os traba‑ lhadores autônomos.

    entre as organizações da sociedade civil existem as associações de

    classe – os sindicatos, por exemplo –, as associações de bairro e as or‑ ganizações não governamentais (onGs). Tanto as empresas públicas quanto as privadas contam com estagiários e aprendizes, que recebem salários enquanto aprendem a profissão.

    Há leis que regulamentam o trabalho dos estagiários e aprendizes. Se você é um jovem estudante e estiver interessado nesse campo de tra‑ balho, é muito importante procurar conhecê‑las.

    informe‑se a respeito pela internet no endereço:

    www.emprego.sp.gov.br

    3
    3

    Vamos, agora, verificar seus conhecimentos sobre o tema. Com base no texto acima, responda:

    • a) O que quer dizer a sigla ONG?

    • b) Dê três exemplos de empresas públicas.

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    • c) Dê três exemplos de organizações da sociedade civil.

    • d) Dê dois exemplos de empresas comerciais e dois de empresas industriais.

    • Compare suas respostas com as de seus colegas, acrescentando outros exemplos a seu exercício.

    Vamos ver agora qual a relação entre o que o texto informa e a preparação para a entrevista.

    Suponhamos que João Carlos, o personagem do texto sobre os tipos de emprego que vimos anteriormente, teve seu currículo selecionado e foi chamado para uma entrevis‑ ta na Indústria de Papéis e Embalagens Jacutinga. Ele está muito ansioso e preocupa‑ do, com medo de falhar, porque isso já aconteceu. Toda vez que tem uma entrevista, sente a mesma coisa que sentia na escola em dia de prova. Afinal, não deixa de ser um teste. João sabe que estar bem preparado é fundamental para que sua avaliação seja boa. Mas ele está confuso e não sabe por onde começar a se preparar.

    exercício 2

    • Reúna‑se com alguns colegas. Colocando‑se no lugar de João Carlos, tentem en‑ contrar soluções. Façam um planejamento dos próximos passos, imaginando que a entrevista será daqui a uma semana.

    • Para orientar o planejamento, comecem respondendo às perguntas que João fez a si mesmo.

      • a) O que faz, o que produz a empresa que tem essa vaga?

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    • b) É uma empresa pública ou privada?

    • c) É uma empresa de grande, médio ou pequeno porte (tamanho)?

    • d) Conheço alguém que trabalha nela para pedir informações?

    • e) Será que, na internet, encontro o endereço da empresa e outras informações sobre ela?

    • f) Será que posso pedir informações a algum funcionário no final do expediente sobre o ambiente de trabalho, se é tranquilo ou muito exigente e agitado?

    • g) Será que posso perguntar à secretária sobre como é o chefe do departamento no qual há vaga de emprego?

    3
    3

    Após discutirem, troquem informações com o restante da classe. Vejam, a se‑ guir, algumas dicas de especialistas e comparem com o resultado do exercício. Essas dicas são importantes para que vocês se sintam mais confiantes.

    90

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    Preparando-se para a entrevista

    Faça

    não faça

    • 1. Informar‑se sobre a empresa.

    • 1. Ignorar as características da

    • 2. Orientar‑se com amigos/pessoas

    empresa.

    que conhecem a empresa.

    • 2. Desconhecer o endereço.

    • 3. Localizar o endereço – e a melhor

    • 3. Sair de casa atrasado.

    forma de chegar lá – antes do dia da entrevista.

    • 4. Chegar muito antes ao local da entrevista.

    • 4. Dirigir‑se ao endereço e calcular o tempo de deslocamento antes do

    • 5. Chegar muito cedo à sala de espera e bater papo com a secretária.

    dia da entrevista.

    • 6. Esquecer‑se de providenciar o

    • 5. Sair de casa com antecedência no dia da entrevista.

    portfólio para demonstrar seus saberes.

    • 6. Chegar cinco minutos antes à sala

    • 7. Mostrar‑se agitado e nervoso.

    de espera.

    • 8. Fumar.

    • 7. Não esquecer o portfólio. Levá‑lo bem apresentável e carregá‑lo discretamente.

    • 9. Ficar jogando games no celular.

    • 8. Manter a calma. Ler ou folhear uma revista enquanto aguarda.

    • 9. Desligar o celular.

    • 10. Vestir‑se adequadamente.

    • 11. Manter atitude educada e reservada.

    4
    4

    É possível ampliar a discussão e exercitar outra situação. Por exemplo, imaginem que João Carlos tenha sido chamado para uma entrevista de estágio ou em uma or‑ ganização da sociedade civil. As orientações seriam as mesmas ou vocês mudariam alguma coisa? Se precisarem, peçam ajuda ao professor.

    atividade 2 – A comunicação na entrevista

    Vamos agora tratar da comunicação como um dos fatores determinantes na hora da entrevista ou em outras etapas do processo seletivo.

    91

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    A comunicação adequada, não só nas entrevistas de emprego, mas em qualquer situa‑ ção pessoal e profissional, é um dos elementos mais importantes e decisivos para o sucesso de qualquer empreitada.

    Certamente você já sabe – pelos encontros anteriores – que o ato de comunicar envolve muitas linguagens, entre elas a linguagem falada, a escrita, a dos gestos etc.

    Durante a comunicação, tem de haver entendimento entre as partes.

    Os gestos, o olhar, a posição das mãos, a expressão do rosto e do corpo, ou seja, as atitudes também são formas de comunicação.

    Que tal fazer um treino para uma entrevista de emprego?

    exercício 3

    1
    1

    Você e seus colegas de classe vão fazer a dramatização de duas entrevistas, confor‑ me as orientações a seguir. Se necessário, solicitem a ajuda do professor.

    Orientações para a dramatização

    • 1. Formem dois grupos de voluntários, cada um deles com dois atores principais: candidato e entrevistador. Podem colocar outros atores secundários.

    • 2. cada grupo vai interpretar, encenar uma situação diferente: uma delas, como não deve ser a entrevista; a outra, como seria a en- trevista adequada.

    • 3. escolham o cenário.

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais A comunicação adequada, não só

    92

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    • 4. verifiquem quais de vocês querem ser os assistentes de cenário ou os apoiadores (assistentes dos atores).

    • 5. os demais participantes serão os observadores da plateia.

    • 6. os atores terão 15 minutos para preparar‑se, criando e ensaiando os diálogos.

    • 7. enquanto os atores ensaiam e os assistentes organizam o cenário, os espectadores da plateia preparam um roteiro de observação, que eles preencherão depois de cada apresentação, registrando: quais foram os principais argumentos? Quais as atitudes mais adequadas? o que não se deve fazer durante uma entrevista?

    • 8. cada apresentação deve durar, no máximo, 15 minutos.

    2
    2

    Depois das apresentações, ouçam as opiniões dos colegas observadores e tirem suas conclusões sobre o que é certo e o que é errado fazer durante uma entrevista de emprego.

    c o m o s e p r e p a r a r p a

    93

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    Algumas dicas importantes

    • Use traje adequado à situação, afinal, você não vai à igreja ou à

    escola com roupas de praia.

    • Mantenha uma postura atenta, olhando de frente para o entre‑ vistador; descruze os braços.

    • Higiene é importante em qualquer situação: não se esqueça do

    desodorante nem de manter as unhas limpas e cortadas etc.

    • Responda com honestidade; havendo oportunidade, demonstre

    seus saberes e suas experiências usando o portfólio.

    • Se o entrevistador perguntar sobre sua família, não é preciso

    contar que a tia cotinha fraturou o fêmur ou que o tio zé arruma

    encrenca no bar da esquina! ele quer avaliar seus valores e suas relações interpessoais, ou seja, diga se tem filhos, se eles vão à escola, se mora com sua família etc.

    • Evite falar muito e responder além do que foi perguntado. • Gírias são proibidas: esqueça os “né?”, “cara”, “meu”, “gente

    boa”, “e aí, beleza?”, “ô meu”, “e aí, mano”, entre outras. entre‑

    vista é ocasião formal, e não um “lero” com sua turma.

    • Seja honesto e não dê informações falsas. O entrevistador vai,

    depois, checar esses dados com as fontes de referência que você forneceu.

    • Agradeça e despeça‑se educadamente. Espere que o entrevista‑ dor estenda a mão. Se ele não o fizer, não estenda a sua.

    Se preferir, você pode acrescentar mais dicas a essa lista, pois a intenção aqui é ajudar, e não inibir você. Se estiver bem preparado, a entrevista deixa de ser o “bicho‑papão” para tornar‑se mais uma oportunidade de você demonstrar seus saberes.

    E se por acaso não for selecionado após uma entrevista, não desanime. Lembre‑se de que haverá uma próxima vez, basta não desistir.

    94

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    As “pedrinhas” no caminho do emprego

    c o m o s e p r e p a r a r p a

    Não podemos ignorar que existe preconceito na sociedade brasileira, apesar de todas as penalidades previstas em leis de proteção às minorias, que tratam de preconceitos de gênero, de raça, contra idosos, contra pessoas com deficiência. Muitas empresas deixam de contratar gente talentosa – com vários saberes – porque os proprietários possuem valores ultrapassados e não aceitam a diferença.

    Durante o curso de qualificação profissional de mecânica automotiva realizado no Centro Público de Formação Profissional de Tupã, em 2006, ao ser entrevistado pela classe, na qual havia quatro mulheres, um empresário do setor perguntou por que elas estavam fazendo aquele tipo de curso. A resposta delas foi que sempre se interessa ‑ ram por automóveis e até trocavam pneus do veículo do marido, colocavam água no radiador etc. Além do mais, estavam cansadas de ser donas de casa e procuravam um emprego com carteira assinada.

    Depois de serem observadas pelo empresário nas aulas práticas, três delas foram con‑ tratadas no final do curso. Ao ser questionado sobre ter contratado mulheres e não homens, o empresário respondeu que pôde perceber que elas desempenhavam bem essa atividade profissional.

    Que tal discutirmos um pouco a questão do preconceito quando se trata do processo seletivo ou da entrevista?

    95

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    exercício 4

    Reúna‑se em grupo. Você e seus colegas devem refletir por alguns momentos a fim de responder à questão abaixo.

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais exercício 4 Reúna‑se em grupo.

    Para saber mais…

    Existem grupos organizados para discutir e combater o

    racismo e a opressão de gênero. Conheça alguns:

    Conselho de

    Participação e Desenvolvimento da

    Comunidade Negra de São Paulo – CPDN

    site: http://www. comunidadenegra. sp.gov.br Conselho da Condição Feminina – CEFC

    site: http://www. condicaofeminina.

    sp.gov.br/ Também há ONGs

    que lidam com essas questões. Você pode pesquisar sobre elas na internet.

    Alguma vez, durante uma entrevista, você sentiu que

    estava sendo tratado com preconceito pelo entrevista‑

    dor? Qual foi sua reação?

    • a) Façam uma rodada e escutem todos os colegas do grupo que tiverem uma experiência desse tipo para contar.

    • b) Procurem destacar se alguém tomou alguma inicia‑ tiva para resolver a questão.

    • c) Depois de algum tempo, troquem de lugar com os colegas de outros grupos e ouçam o que eles têm a dizer.

    • d) Façam quatro rodadas trocando de lugar.

    • e) Escolham dois colegas para contar à classe suas experiências.

    No Caderno 2 , no módulo Cidadania, igualdade e in‑

    clusão , esse tema é tratado com mais profundidade. O

    objetivo do exercício que você acabou de fazer foi cha ‑

    mar sua atenção sobre o preconceito e a discriminação.

    Lembre‑se de que se, durante uma entrevista, você de‑

    parar com preconceito de qualquer natureza por parte do entrevistador, certamente essa empresa não lhe serve, mesmo que seja seu emprego de sobrevivência. O preju‑ ízo será da empresa, porque, com atitudes preconceitu‑ osas, deixará de aproveitar muita gente talentosa.

    Você pode informar‑se sobre seus direitos nas delega ‑ cias especializadas, estudando na internet ou orien ‑ tando‑se nas organizações sociais ligadas à defesa dos direitos humanos.

    96

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    atividade 3 – Autoavaliação do aprendizado

    Estamos no final do módulo Como se preparar para o mercado de trabalho.

    Chegou a hora de você se autoavaliar e

    verificar se durante esta parte do curso você conseguiu aprimorar seus saberes manuais, artísticos, de comunicação, de planejamento e organização, de li ‑ derança e de relacionamento.

    Ao longo das aulas, você foi solicitado e estimulado a comparar, classificar, lis‑ tar, construir novos modelos, criar, falar bastante, exercitar e vivenciar situações relacionadas a trabalho e emprego. E você teve oportunidade de redescobrir saberes que estavam adormecidos.

    Agora, volte ao texto que escreveu sobre si mesmo na unidade 1 e a seu quadro de saberes. Confira se eles precisam de atua‑ lizações. Veja também se pode acrescen‑ tar novas experiências a seu portfólio.

    THe ART ARcHive/AFP
    THe ART ARcHive/AFP

    Jean‑Baptiste corot, Autorretrato com paleta, 1834, Galleria degli uffizi, Florença, itália.

    Como último exercício, você vai reconstruir seu roteiro para obtenção de emprego para os próximos meses.

    exercício 5

    Reveja suas prioridades e os objetivos que quer alcançar nos próximos seis meses e elabore um plano para esse período.

    Estabeleça objetivos de curto prazo (que podem ser alcançados em pouco tem‑

    po) e que sejam realizáveis, senão você desanimará. Use o exemplo da página seguinte e complete o quadro com suas próprias ações.

    Se precisar, peça ajuda ao professor. Verifique a possibilidade de trocar experiências com colegas. Assim vocês vão se comunicando e se apoiando.

    97

    Programa de Qualificação Profissional • Via Rápida Emprego • Conteúdos Gerais

    Meu roteiro para obtenção de emprego para os próximos seis meses

     

    etapas

    objetivo

    Resultados

    duração

    esperados

    estimada

    • 1. Levantamento

    Levantar as

    Construção de

    • 3 a 5 dias

     

    dos dados/

    oportunidades/ofertas

    uma lista de locais e

    pesquisa

    de vagas.

    endereços para enviar ou entregar currículo.

     

    Levantar ou recuperar contatos com pessoas conhecidas que podem me recomendar ou apresentar a uma empresa.

    Listagem com nomes, endereços e telefones dessas pessoas.

    • 1 dia

    • 2. Seleção dos passos a tomar

    Identificar as ações ou as despesas, partindo das mais fáceis para as mais complicadas.

    Listagem das ações.

    • 1 dia

    • 3. Planejamento

    Separar dinheiro para

    Verificar e atualizar

    Ter a quantia de

    Portfólio e currículo

    • 3 dias

    condução e outras despesas.

    dinheiro.

    • 3 dias

    portfólio e currículo.

    atualizados.

           
         
         
         
         
         
         
         
         
         
         

    98

    c o m o

    s e

    p r e p a r a r

    p a r a

    o

    m e r c a d o

    d e

    t r a b a l h o

    Recomendações adicionais

    Caso haja oportunidade, você pode assistir a filmes relacionados com o que estuda‑ mos neste módulo. Todos os títulos indicados abaixo estão disponíveis em locadoras.

    Encontrando Forrester (direção de Gus Van Sant, Estados Unidos, 2000) – A história retrata um jogador de basquete chamado Jamal, de 16 anos, cuja paixão secreta é escrever. Forrester é um romancista, vencedor de um prêmio impor‑ tante, que depois de um encontro casual torna‑se o guia de Jamal. A vida dos dois começa a mudar quando iniciam uma troca de experiências sobre a vida e a importância da amizade.

    Gênio indomável (direção de Gus Van Sant, Estados Unidos, 1997) – Will Hun‑ ting é um jovem que nunca fez faculdade e vive de pequenos trabalhos. Mesmo assim, é capaz de citar fatos históricos e resolver complicadas equações matemá‑ ticas. Ele tem a chance de entrar na universidade quando um professor descobre seu conhecimento. Antes, porém, Will tem de se livrar de uma ordem de prisão. Sua única esperança é o professor, que o admira e compreende o que é lutar por seu espaço na vida.

    Ou tudo ou nada (direção de Peter Cattaneo, Estados Unidos, 1997) – Nessa co‑ média, seis desempregados, inspirados por um show de striptease, decidem que podem ganhar dinheiro montando seu próprio show, mas com uma pequena diferença: pretendem fazer um “tudo ou nada” e ficar completamente nus. Com isso, os seis amigos descobrem a força interior para enfrentar qualquer coisa.

    E, para finalizar, segue abaixo um trecho da canção Tocando em frente, de Renato Teixeira e Almir Sater:

    Ando devagar porque já tive pressa E levo esse sorriso porque já chorei demais Hoje me sinto mais forte, mais feliz, quem sabe Eu só levo a certeza de que muito pouco eu sei Nada sei… Cada um de nós compõe a sua própria história E cada ser em si carrega o dom de ser feliz

    Renato Teixeira e Almir Sater, Renato Teixeira no Auditório Ibirapuera, Som Livre, 2007.

    99

    via rápida emprego

    • História do trabalho

    • Como se preparar para o mercado de trabalho

    via rápida emprego História do trabalho Como se preparar para o mercado de trabalho