Você está na página 1de 44

2. Transmissão Digital

SDH: Mapeamento de tributários

2. Transmissão Digital SDH: Mapeamento de tributários Secção de Redes de Comunicações de Dados
2. Transmissão Digital SDH: Mapeamento de tributários Secção de Redes de Comunicações de Dados
2. Transmissão Digital SDH: Mapeamento de tributários Secção de Redes de Comunicações de Dados

Secção de Redes de Comunicações de Dados

Transporte de sinais PDH e ATM pelo SDH

Transporte de sinais PDH e ATM pelo SDH • O processo de associação dos sinais à

• O processo de associação dos sinais à rede é designado por mapeamento.

• O contentor é a unidade de embalagem básica para canais tributários. Um contentor especial (C-n) é fornecido para cada sinal tributário PDH.

• Os contentores são muitas vezes muito maiores do que a

carga a transportar. A capacidade restante é utilizada parcialmente para justificação ( stuffing ) de forma a eliminar

as anomalias temporais dos sinais PDH.

(

)

Transporte de sinais PDH e ATM pelo SDH

Transporte de sinais PDH e ATM pelo SDH • Quando são mapeados sinais tributários síncronos são

• Quando são mapeados sinais tributários síncronos são inseridos bytes de enchimento fixos em vez de bytes de justificação.

• Um contentor virtual (VC-n) é construído a partir dum contentor associado a um path overhead (POH). Este é transmitido sem modificações pelo caminho ( path ) através da rede.

• O passo seguinte para a formação de um sinal STM-N completo é a adição de um apontador para indicar o inicio do POH.

Inserção dum sinal tributário de 140Mbps no STM-1

Inserção dum sinal tributário de 140Mbps no STM-1 Path overhead Pointer Section overhead P D H

Path

overhead

Pointer

Section

overhead

PDH

Container Virtual Container Administrative Unit Synchronous Transport Module
Container
Virtual Container
Administrative Unit
Synchronous Transport Module

140 Mbit/s

C4

VC4

AU-4 = AUG

STM-1

Transporte de sinais PDH e ATM pelo SDH

Transporte de sinais PDH e ATM pelo SDH • A unidade formada pelo apontador e pelo

• A unidade formada pelo apontador e pelo contentor virtual é designada por unidade administrativa (AU-n) ou unidade tributária (TU-n).

• Vários TUs juntos formam uma unidade de grupo tributária (TUG-n); estes por seu turno juntos formam um VC.

• Um ou mais AUs formam uma unidade de grupo administrativo (AUG). Por fim o AUG mais a section overhead (SOH) formam o STM-N.

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH x1 STM-256 AUG-256 AU-4-256c VC-4-256c C-4-256c x4 x1 STM-64
x1 STM-256 AUG-256 AU-4-256c VC-4-256c C-4-256c x4 x1 STM-64 AUG-64 AU-4-64c VC-4-64c C-4-64c x4 x1
x1
STM-256
AUG-256
AU-4-256c
VC-4-256c
C-4-256c
x4
x1
STM-64
AUG-64
AU-4-64c
VC-4-64c
C-4-64c
x4
x1
STM-16
AUG-16
AU-4-16c
VC-4-16c
C-4-16c
x4
x1
STM-4
AUG-4
AU-4-4c
VC-4-4c
C-4-4c
x4
x1
STM-1
AUG-1
AU-4
VC-4
C-4
139.264 Mbps
x3
x1
x3
TUG-3
TU-3
VC-3
STM-0
AU-3
VC-3
C-3
34.368/44.736 Mbps
x7
x7
x1
TUG-2
TU-2
VC-2
C-2
Processamento de
6.312
Mbps
x3
apontadores
TU-12
VC-12
C-12
Mapeamento
Multiplexagem
2.048
Mbps
x4
Alinhamento
TU-11
VC-11
C-11
1.544 Mbps
x1 STM-256 AUG-256 AU-4-256c VC-4-256c C-4-256c x4 x1 STM-64 AUG-64 AU-4-64c VC-4-64c C-4-64c x4 x1
x1
STM-256
AUG-256
AU-4-256c
VC-4-256c
C-4-256c
x4
x1
STM-64
AUG-64
AU-4-64c
VC-4-64c
C-4-64c
x4
x1
STM-16
AUG-16
AU-4-16c
VC-4-16c
C-4-16c
x4
x1
STM-4
AUG-4
AU-4-4c
VC-4-4c
C-4-4c
x4
x1
STM-1
AUG-1
AU-4
VC-4
C-4
139.264 Mbps
x3
x1
x3
TUG-3
TU-3
VC-3
STM-0
AU-3
VC-3
C-3
34.368/44.736 Mbps
x7
x7
x1
TUG-2
TU-2
VC-2
C-2
Processamento de
6.312
Mbps
x3
apontadores
TU-12
VC-12
C-12
Mapeamento
Multiplexagem
2.048
Mbps
x4
Alinhamento
11/11/2005
Redes Comunicações 3
TU-11
VC-11
7
C-11

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH Container-1 FIGURA 6-2/G.707 – UIT-T Metodo de Multiplexagem directa

Container-1Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH FIGURA 6-2/G.707 – UIT-T Metodo de Multiplexagem directa do

FIGURA 6-2/G.707 – UIT-T Metodo de Multiplexagem directa do Container-1 usando AU-4

VC-1 POH Container-1 TU-1 PTR VC-1 TU-1 PTR TU-1 PTR VC-1 VC-1 TUG-2 TUG-2 VC-4
VC-1 POH
Container-1
TU-1 PTR
VC-1
TU-1 PTR
TU-1 PTR
VC-1
VC-1
TUG-2
TUG-2
VC-4 POH
TUG-3
TUG-3
AU-4 PTR
VC-4
AU-4 PTR
VC-4
AUG
AUG
SOH
SOH

VC-1

TU-1

TUG-2

TUG-3

VC-4

AU-4

AUG

STM-N

Logical associationVC-4 AUG AUG SOH VC-1 TU-1 TUG-2 TUG-3 VC-4 AU-4 AUG STM-N Physical association T1517960-95 NOTE

Physical association

T1517960-95

NOTE – Unshaded areas are phase aligned. Phase alignment between the unshaded and shaded areas is defined by the pointer (PTR) and is indicated by the arrow.

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH Container-1 VC-1 POH Container-1 TU-1 PTR VC-1 TU-1 PTR
Container-1 VC-1 POH Container-1 TU-1 PTR VC-1 TU-1 PTR TU-1 PTR VC-1 VC-1 VC-3 POH
Container-1
VC-1 POH
Container-1
TU-1 PTR
VC-1
TU-1 PTR
TU-1 PTR
VC-1
VC-1
VC-3 POH
TUG-2
TUG-2
AU-3 PTR
VC-3
AU-3 PTR
AU-3 PTR
VC-3
VC-3
AUG

FIGURA 6-3/G.707 - UIT-T Metodo de Multiplexagem directa do Container-1 usando AU-3

SOH AUG
SOH
AUG

VC-1

TU-1

TUG-2

VC-3

AU-3

AUG

STM-N

usando AU-3 SOH AUG VC-1 TU-1 TUG-2 VC-3 AU-3 AUG STM-N Logical association Physical association T1517970-95

Logical association

Physical association

T1517970-95

NOTE – Unshaded areas are phase aligned. Phase alignment between the unshaded and shaded areas is defined by the pointer (PTR) and is indicated by the arrow.

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH FIGURA 6-4/G.707 - UIT-T Metodo de Multiplexagem directa do

FIGURA 6-4/G.707 - UIT-T Metodo de Multiplexagem directa do Container-3 usando AU-3

Container-3
Container-3
VC-3 POH Container-3 AU-3 PTR VC-3 AU-3 PTR AU-3 PTR VC-3 VC-3 SOH AUG AUG
VC-3 POH
Container-3
AU-3 PTR
VC-3
AU-3 PTR
AU-3 PTR
VC-3
VC-3
SOH
AUG
AUG

VC-3

AU-3

AUG

STM-N

Logical associationPTR AU-3 PTR VC-3 VC-3 SOH AUG AUG VC-3 AU-3 AUG STM-N Physical association T1517980-95 NOTE

Physical association

T1517980-95

NOTE – Unshaded areas are phase aligned. Phase alignment between the unshaded and shaded areas is defined by the pointer (PTR) and is indicated by the arrow.

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH FIGURA 6-5/G.707 – UIT-T Metodo de Multiplexagem directa do

FIGURA 6-5/G.707 – UIT-T Metodo de Multiplexagem directa do Container-4 usando AU-4

Container-4
Container-4
VC-4 POH Container-4 AU-4 PTR VC-4 AU-4 PTR VC-4 SOH AUG AUG
VC-4 POH
Container-4
AU-4 PTR
VC-4
AU-4 PTR
VC-4
SOH
AUG
AUG

VC-4

AU-4

AUG

STM-N

Logical associationPTR VC-4 AU-4 PTR VC-4 SOH AUG AUG VC-4 AU-4 AUG STM-N Physical association T1517990-95 NOTE

Physical association

T1517990-95

NOTE – Unshaded areas are phase aligned. Phase alignment between the unshaded and shaded areas is defined by the pointer (PTR) and is indicated by the arrow.

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH X VC-4 a) STM-1 com um AU-4 X AU-
X VC-4
X
VC-4

a) STM-1 com um AU-4

X

AU-n pointer

AU-n

AU-n pointer + VC-n (ver clausula 8)

X X X VC-3
X X X
VC-3

T1518010-95

b) STM-1 com três AU-3s

FIGURA 6-7/G.707 – UIT-T Administrative Units (AUs) em trama STM-1

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH . . X . . . . VC-4 VC-n

.

.

X
X

.

.

.

.

VC-4
VC-4
VC-n n = 1, 2, 3
VC-n
n = 1, 2, 3
. . . . . . X X X . . . . . .
.
.
.
.
.
.
X X X
.
.
.
.
.
.
.
.
VC-n
VC-3
n = 1, 2
T1518020-95

a) STM-1 com um AU-4 contendo TUs

X

AU-n pointer

o

TU-n pointer

AU-n

AU-n pointer + VC-n (ver clausula 8)

TU-n

TU-n pointer + VC-n (ver clausula 8)

b) STM-1 com three AU-3s contendo TUs

FIGURE 6-8/G.707 – UIT-T Multiplexagem em dois estagios

Transporte de sinais PDH e ATM pelo SDH

Transporte de sinais PDH e ATM pelo SDH • Os sinais ATM podem ser transportados pelo

• Os sinais ATM podem ser transportados pelo SDH em contentores C11, C12, C3 e C4.

• Dado que a capacidade de transporte dos contentores não consegue acompanhar o aumento das necessidades em largura de banda do ATM, foram desenvolvidos métodos para transmitir a carga ATM em múltiplos (n) C-4 (concatenação virtual ou continua). Por exemplo um C-4 quadruplo pode ser transmitido em STM-4.

Mapeamento de tributários

Mapeamento de tributários • Mapeamento do sinal tributário PDH de 140 Mbit/s • Mapeamento do sinal

• Mapeamento do sinal tributário PDH de 140 Mbit/s

• Mapeamento do sinal tributário PDH de 34 Mbit/s

• Mapeamento do sinal tributário PDH de 2 Mbit/s

• Mapeamento de sinais ATM

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH

Mapeamento de tributários PDH em tramas SDH • O STM-0 é utilizado em ligações SDH/SONET, rádio

• O STM-0 é utilizado em ligações SDH/SONET, rádio e satélite.

• O débito do STM-0 é de 51,84 Mbps.

Path OverHead (POH)

Path OverHead (POH) • O path overhead (POH) mais um Contentor formam um Contentor Virtual .

• O path overhead (POH) mais um Contentor formam um Contentor Virtual.

• O POH tem a missão de monitorar a qualidade e indicar o tipo de contentor.

• O formato e a dimensão do POH dependem do tipo de contentor. Existem dois tipos de POHs - VC-3/4 POH e VC- 11/12 POH.

Mapeamento do sinal PDH de 140Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 140Mbps • Este sinal é encapsulado num contentor C4 • O

• Este sinal é encapsulado num contentor C4

• O tamanho do C4 é 18720 bits (2340 bytes)

• O débito exacto de um sinal PDH de 140Mbps é de 139,264 Mbps, pelo que, em 125µs existem 139,264 Kbps / 8000 Hz = 17408 bits --> Excesso de capacidade

• O C4 contém justificação para alinhamento aproximado/preciso, e respectiva informação de controlo

Mapeamento do sinal PDH de 140Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 140Mbps Trama STM-1 contendo tributário de 140 Mbps: 3 1 5

Trama STM-1 contendo tributário de 140 Mbps:

3

1

5

9 261 AU-4 STM-1 SOH 1 13 J1 C 4 AU-4 PTR B3 C2 G1
9
261
AU-4
STM-1
SOH
1
13
J1
C
4
AU-4 PTR
B3
C2
G1
SOH
F2
H4
F3
K3
N1
VC-4 POH

VC-4

Mapeamento do sinal PDH de 140Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 140Mbps 1 byte 12 bytes POH W I X I Y
1 byte 12 bytes POH W I X I Y I Y I Y I
1 byte
12 bytes
POH
W
I
X
I
Y
I
Y
I
Y
I
X Y
I
I Y
I Y
I
X I
Y Y
I
I Y
I X
I
Y I
Y
I
Y
I
X
I
Y
I
Z
I

=IIIIIIIIX I Y Y I I Y I X I Y I Y I Y I

=CRRRRRO I I Y I X I Y I Y I Y I X I Y I

O

=RRRRRRRRX I Y I Y I Y I X I Y I Z I =IIIIIIII =CRRRRRO

I - bits de informação

 

R

- bits fixos

=IIIIIISRO - bits de overhead (sem função)

O

- bits de overhead (sem função)

S

- opportunity bit (justificação positiva)

C

- bits de justificação de controlo

1 linha de um C4 tem 2088 bits e este tributário requer uma capacidade de 17408/9=1934.2222 bits.

• Bits de informação de uma linha do C4 = (12bytes×20×8) dos campos I + 1byte×8 do campo W + 6 bits do campo Z o que dá um total de 1934 bits de informação.

• Existe 1 bit de justificação por cada linha.

Uma linha de um C4

Mapeamento do sinal PDH de 140Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 140Mbps 9 261 Construção da trama STM-1: 3 SOH 1 AU-4
9 261 Construção da trama STM-1: 3 SOH 1 AU-4 PTR Payload 5 SOH P
9
261
Construção da trama STM-1:
3
SOH
1
AU-4 PTR
Payload
5
SOH
P
O
H
SOH
VC4
AU-4 PTR
SOH
• Adição do POH

• Adição do AU4-PTR (indica o inicio do VC dentro da trama STM-1)

• Adição do SOH

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps • O tributário PDH de 34Mbps é encapsulado num contentor

• O tributário PDH de 34Mbps é encapsulado num contentor C3.

• Tamanho C3 = 9 linhas x 84 colunas = 756 byte = 756×8=6048 bits.

• Tributário de 34,368 Mbps 34,368 Mbps×125µs=4296 bits.

• Tamanho STM-1 disponível

• = 9 linhas×260colunas×8=18792 bits 3 tributários de 34Mbps por trama (3×6048 bits = 18144). (Ao acrescentar 3x9 bytes de POH resultam 18360 bits)

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps • O C3 contém justificação para alinhamento aproximado/preciso, e respectiva

• O C3 contém justificação para alinhamento aproximado/preciso, e respectiva informação de controlo

– Estrutura do VC-3 contendo sinais PDH de 34,368 Mbps:

J1

 

B3

 

T1

C2

 

G1

 

F2

 

T1

H4

 

F3

 

K3

 

T1

N1

 
 
 
 

1

84

VC-3

POH

  K3   T1 N1     1 84 VC-3 POH 3 VC-3 3 3 11/11/2005

3

VC-3

3

3

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps Organização dos bits num VC-3 (conjunto de 3 linhas): Ti

Organização dos bits num VC-3 (conjunto de 3 linhas):

Ti

Organização dos bits num VC-3 (conjunto de 3 linhas): Ti 3x84 bytes 1 3 3x8 I

3x84 bytes

1 3 3x8 I 3x8 I 3x8 I 3x8 I 3x8 I 3x8 I 3x8
1
3
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
.)
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
3x8 I
A B
8 I

RRRRRRRRI 3x8 I 3x8 I 3x8 I 3x8 I 3x8 I 3x8 I 3x8 I A

=

RRRRRRC 1 C 2 1 C 2

=

A B
A B

= RRRRRRRS 1 S 2 IIIIIII

I - bits de informação R - bits fixos

O

- bits de overhead (sem função)

S

- oportunity bit ( justificação positiva)

C

- bits de controlo de justificação

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps • Por cada 3 linhas, o C-3=2016 bits 1431 bits

• Por cada 3 linhas, o C-3=2016 bits

1431 bits de informação (bits I) 2 bits de justificação (bits S1 e S2) 2×5 bits de controlo de justificação (bits C) 573 bits fixos de enchimento.

• Sinal PDH de 34Mbps tem 4296 bits por cada 125µs 4296/ 3 = 1432 bits, que devem ser transmitidos por cada 3 linhas de um VC-3.

Justificação:

Débito nominal bit S2 com informação + bit S1 sem informação Débito inferior 2 bits S de justificação sem informação (just. positiva) Débito superior 2 bits S usados como informação (justificação negativa)

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps • Intercalação de três C-3 num VC-4 • Adição do

• Intercalação de três C-3 num VC-4

• Adição do VC-3 POH a cada VC-3

• Adição do TU-3 Pointer

• Criação do TUG-3

do VC-3 POH a cada VC-3 • Adição do TU-3 Pointer • Criação do TUG-3 11/11/2005

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps • Intercalação do TUG-3 num VC-4: • Intercalação byte a

• Intercalação do TUG-3 num VC-4:

do sinal PDH de 34Mbps • Intercalação do TUG-3 num VC-4: • Intercalação byte a byte

• Intercalação byte a byte

• Ajuste do TUG-3 ao VC-4 através de justificação fixa

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 34Mbps • Intercalação do VC-4 num STM-1: • Adição do AU4

• Intercalação do VC-4 num STM-1:

do sinal PDH de 34Mbps • Intercalação do VC-4 num STM-1: • Adição do AU4 PTR

• Adição do AU4 PTR e do SOH

Diagrama esquemático do mapeamento C-3

Diagrama esquemático do mapeamento C-3 9 261 RSOH AU-4 PTR H1 H1 H1 H2 H2 H2
9 261
9
261
RSOH AU-4 PTR H1 H1 H1 H2 H2 H2 MSOH H3 H3 H3 C-3 34
RSOH
AU-4 PTR
H1
H1
H1
H2
H2
H2
MSOH
H3
H3
H3
C-3
34 Mbit/s
POH
POH
POH
POH
H1 H1 H1 H2 H2 H2 MSOH H3 H3 H3 C-3 34 Mbit/s POH POH POH

84

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps • O tributário PDH de 2Mbps é encapsulado num contentor

• O tributário PDH de 2Mbps é encapsulado num contentor

C-12.

• Tamanho C-12 = 34 bytes = 272 bits.

• Tributário de 2 Mbps 2048 Kbps×125µs=256 bits.

• O C-12 contém bits de justificação para alinhamento aproximado/preciso, e respectiva informação de controlo

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps • Criação do VC-12 e da multitrama VC-12 – A

• Criação do VC-12 e da multitrama VC-12

– A cada C-12 é adicionado 1 POH de 1 byte

– Existem 4 POH que são atribuídos alternadamente

35
35
35
35
35
35

byte

byte

byte

que são atribuídos alternadamente 35 35 35 byte byte byte byte V5 C-12 J2 C-12 N2

byte

V5

C-12

J2

C-12

N2

C-12

K4

C-12

125us

125us

125us

125us

500us

Multitrama

VC-12

POH

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps • Criação do TU-12 – A criação do TU-12 é

• Criação do TU-12

– A criação do TU-12 é feita adicionando um apontador a cada VC-12.

São necessários 500µs (4 tramas) para transmitir um apontador completo

V1+V2+V3+V4

V1+V2 contêm o endereço

para transmitir um apontador completo V1+V2+V3+V4 V1+V2 contêm o endereço 11/11/2005 Redes Comunicações 3 32

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps • Criação de um TUG-2 – A criação de um

• Criação de um TUG-2

A criação de um TUG-2 é feita com

a multiplexagem byte a byte

de 3 TU-12

– A criação de um TUG-2 é feita com a multiplexagem byte a byte de 3

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps • Criação de um TUG-3 – A criação de um

• Criação de um TUG-3

– A criação de um TUG-3 é feita com a multiplexagem byte a byte de 7 TUG-2 (21 tributários de 2 Mbps)

é feita com a multiplexagem byte a byte de 7 TUG-2 (21 tributários de 2 Mbps)

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps • Intercalação do TUG-3 no VC-4 – A intercalação do

• Intercalação do TUG-3 no VC-4

– A intercalação do TUG-3 no VC-4 é feita com a multiplexagem byte a byte de 3

TUG-3

do TUG-3 no VC-4 é feita com a multiplexagem byte a byte de 3 TUG-3 11/11/2005

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps

Mapeamento do sinal PDH de 2Mbps • Intercalação do VC-4 num STM-1 – A intercalação do

• Intercalação do VC-4 num STM-1

– A intercalação do VC-4 na trama STM-1 é o passo final para a transmissão dos tributários de 2 Mbps. Assim, resta adicionar o AU-4PTR e o SOH.

9 261 3 SOH 1 AU-4 PTR Payload 5 SOH P O H SOH VC4
9
261
3
SOH
1
AU-4 PTR
Payload
5
SOH
P
O
H
SOH
VC4
AU-4 PTR
SOH

Mapeamento de células ATM

Mapeamento de células ATM • Estrutura das células ATM ATM Cell Transmission Direction 48 5 Payload
• Estrutura das células ATM ATM Cell Transmission Direction 48 5 Payload 48 Octets Cell
Estrutura das células ATM
ATM Cell
Transmission
Direction
48
5
Payload
48 Octets
Cell head
8
1
3
16
8
4
(5 octets)
HEC
CLP
PLT
VCI
VPI
GFC

CLP

Cell Loss Priority (1 bit)

PLT

Payload Type (3 bits)

GFC

Generic Flow Control (4 bits)

VCI

Virtual Channel Identifier (16 bits)

HEC

Header Error Control (8 bits)

VPI

Virtual Path Identifier (8 bits)

Mapeamento de células ATM

Mapeamento de células ATM • Transmissão de células ATM em SDH: – As células ATM são

Transmissão de células ATM em SDH:

– As células ATM são transportadas na rede SDH dentro de um contentor C-4, C-3 ou C-1.

– A dimensão do C-4 é de 2340 bytes e um contentor C-4 é gerado por cada 125µs.

– A dimensão do C-3 é de 756 bytes.

– O número de células ATM que podem ser transportadas num contentor C-4 é de 2340 : 53 = 44,15 células --> há 1 célula ATM a ser transmitida num 2º C-4.

– Podem ser transportadas num C-3 756 : 53 = 14,2 células.

Mapeamento de células ATM

Mapeamento de células ATM • Transmissão de células ATM em SDH – As células ATM podem

Transmissão de células ATM em SDH

– As células ATM podem ser transportadas na rede SDH num contentor C-4.

9 9 261 261 3 3 SOH SOH 1 1 AU-4 PTR AU-4 PTR STM-1
9 9
261
261
3
3
SOH
SOH
1 1
AU-4 PTR
AU-4 PTR
STM-1
STM-1
5
5
SOH
SOH
3
3
SOH
SOH
VC-4
VC-4
AU-4 PTR
AU-4 PTR
1 1
5
5
SOH
SOH
ATM Cell ATM Cell VC-4 POH VC-4 POH
ATM Cell ATM Cell VC-4 POH VC-4 POH
ATM Cell ATM Cell VC-4 POH VC-4 POH
ATM Cell ATM Cell VC-4 POH VC-4 POH

ATM Cell

ATM Cell

ATM Cell ATM Cell VC-4 POH VC-4 POH

VC-4 POH

VC-4 POH

11/11/2005

53 53 Octets Octets
53 53
Octets
Octets

Redes Comunicações 3

39

Mapeamento de células ATM

Mapeamento de células ATM • Interleaving do C-4 na trama STM-1 • O C-4 recebe o

Interleaving do C-4 na trama STM-1

• O C-4 recebe o POH. O bloco resultante é chamado VC-4.

• Como existe uma flutuação do começo da informação quando o VC-4 é inserido na trama STM-1, acontece que parte do VC-4 é transmitida numa trama STM-1 e a outra parte na próxima trama.

• O apontador indica o principio dos VC's na payload.

na próxima trama. • O apontador indica o principio dos VC's na payload. 11/11/2005 Redes Comunicações

Hierarquias SONET e SDH

Hierarquias SONET e SDH Trama SONET Débito Binário Trama SDH STS-1 OC-1 51.84 Mbit/s STM-0 STS-3

Trama SONET

Débito Binário

Trama SDH

STS-1

OC-1

51.84 Mbit/s

STM-0

STS-3

OC -3

155.52

Mbit/s

STM-1

STS-9

OC -9

466.56

Mbit/s

 

STS-12

OC -12

622.08

Mbit/s

STM-4

STS-18

OC -18

933.12

Mbit/s

 

STS-36

OC -36

1.244.84

Mbit/s

 

STS-48

OC -48

2.488.84

Mbit/s

STM-16

STS-192

OC -192

9.953.84

Mbit/s

STM-64

   

39.813

Mbit/s

STM-256

Conversão entre SDH e SONET

Conversão entre SDH e SONET • Existem pontos onde a transição entre os dois sistemas (SDH

• Existem pontos onde a transição entre os dois sistemas (SDH e SONET) é possível.

• O problema foi tomado em consideração quando da especificação do SDH.

• Só é necessário ajustar determinados bytes do overhead.

Esquema de multiplexagem SONET

Esquema de multiplexagem SONET x1 STS-3 STS-N STS-3c SPE xN x1 STS-1 STS-1 SPE x7 x1
x1 STS-3 STS-N STS-3c SPE xN x1 STS-1 STS-1 SPE x7 x1 VT6 VT VT6
x1
STS-3
STS-N
STS-3c
SPE
xN
x1
STS-1
STS-1
SPE
x7
x1
VT6
VT
VT6
Group
SPE
x3
VT2
VT2
SPE
x4
VT1.5
VT1.5
SPE
Processamento de ponteiros

E4

DS3; E3; ATM

DS2; ATM

E1; ATM

DS1; ATM

Sumário e bibliografia

Sumário e bibliografia • Sumário: – Mapeamento de tributários: • PDH: E4, E3 e E1 •

• Sumário:

– Mapeamento de tributários:

• PDH: E4, E3 e E1

• Células ATM

• Bibliografia:

– “Transmission Networking: SONET and Synchronous Digital Hierarchy“, Mike Sexton and Andy Reid, Artech House.

– ITU-T G.707 “Network Node Interface for SDH”