Você está na página 1de 14

http://www.supermemoria.com.br

1

1 – Terapia e Mudança

2

Indução de Elman

2

Trabalho de mudança versus Terapia

5

Transição do aprofundamento para as sugestões

5

Dessensibilização Sistemática

5

Hierarquia dos estímulos aversivos

5

Hipnose e Esportes

6

Regressão de idade

6

Estabelecimento do lugar seguro

6

Estabelecimento de sinais ideomotores

6

As 7 psicodinâmicas de um sintoma

7

Terapia de vidas passadas

7

Anamnese sobre as vidas passadas

8

Conceitos básicos

8

Vidas passadas e problemas presentes

9

Comportamentos destrutivos e RVP

9

Preparação para a RVP

10

Níveis de RVP

11

A posição de observador

11

Técnicas de regressão

12

Explorando as vidas passadas

13

http://www.supermemoria.com.br

2

1 – Terapia e Mudança

Indução de Elman

A indução de Elman, apesar de ser relativamente lenta (pode levar em torno de dois minutos para acontecer), é extremamente poderosa. Essa rotina induz o sujeito ao transe várias vezes seguidas, o que torna o transe bem mais profundo. A maior parte dos sujeitos entra no estado de transe sonambúlico ao final dessa indução (motivo pelo qual ela é considerada uma indução rápida)

ROTEIRO

[Essa rotina deve ser realizada com o sujeito assentado]

Por favor, assente-se nessa cadeira.

[Após ele assentar-se]

Muito bem. Agora, descanse seus braços e suas mãos sobre suas coxas.

[Oriente o sujeito para ficar na posição indicada na foto abaixo. Essa rotina envolverá alguns toques no pulso, ombro e testa do sujeito. Lembre-se de alertá-lo quanto a isso, utilizando-se das técnicas descritas na página Error! Bookmark not defined.]

descritas na página Error! Bookmark not defined. ] Inspire profundamente e segure o ar [aguarde cerca

Inspire profundamente e segure o ar

[aguarde cerca de dois segundos]

Enquanto solta o ar, feche os olhos e relaxe. Eu quero que você relaxe todos os pequenos músculos e nervos e em torno de seus olhos. Eu quero que você relaxe-os a ponto de que, enquanto o relaxamento continuar, eles

Quando achar que seu relaxamento já chegou a esse ponto, faça um

simplesmente mantenham-se

pequeno teste e verifique que seus olhos realmente não abrem devido a todo esse

[Aguarde a testagem. Se o sujeito abrir os olhos, não se preocupe. Basta que você reaja normalmente e diga]

Muito bem. Você se lembra quando eu disse que hipnose é um processo inteiramente consciente? Você quis abrir seus olhos e eles se abriram. Agora, quero que você faça um teste diferente. No primeiro teste, você os testou para ver se eles abririam. Agora, quero que você realize um segundo teste, um teste de que eles não vão funcionar. E no momento em que você tiver certeza que eles não abrirão, prove para si mesmo que você é capaz de tentar e não abri-los. Tente mais uma vez e prove para si mesmo que eles não abrirão.

[Alguns sujeitos abrirão os olhos ainda mais uma vez. Nesse caso, você pode simplesmente encaixar outra rotina de indução completamente diferente. Após verificar uma tentativa frustrada de abrir os olhos (geralmente ela é caracterizada pelo levantar das sobrancelhas ou vibração das pálpebras), faça uma pausa de cerca de dois segundos e continue]

http://www.supermemoria.com.br

3

Muito bom. Não precisa mais

e relaxe-os

E permita que todo o relaxamento que seus olhos

estão sentindo vá em direção a pontas dos seus

Como uma onda bem quente de

Muito

Em instantes, vou pedir para você abrir seus

e fechá-los

Quando fechá-los

novamente, você entrará em um relaxamento dez vezes maior do que o que você está sentindo

[Antes de dar o comando para o sujeito abrir os olhos, coloque sua mão com a palma aberta e os dedos cerrados, tapando o olhar do sujeito. Ao tapar o olhar do sujeito, você dificulta o sujeito a ajustar o foco do olhar, favorecendo o relaxamento. Além disso, você evita que o sujeito se distraia com algo da sala. Enquanto o sujeito mantiver os olhos abertos, continue tapando sua visão com a palma da sua mão. Veja na figura abaixo]

sua visão com a palma da sua mão. Veja na figura abaixo] Abra os olhos. .

Abra os olhos.

.

.

.

[Aguarde dois segundos]

Feche os olhos

. e dez vezes mais

Bom.

.

.

.

Em instantes, vou pedir para você abrir seus olhos mais uma

 

e fechá-los

 

Quando fechá-los

novamente, você entrará em um relaxamento duas vezes maior do que o que você está sentindo

[Antes de dar o comando para o sujeito abrir os olhos tape novamente o olhar do sujeito.] Abra os

 

[Aguarde dois segundos]

Feche os olhos

e duas vezes mais

Bom.

.

.

.

Em instantes, vou pedir para você abrir seus olhos mais uma

e fechá-los

 

Quando fechá-los

novamente, você entrará em um relaxamento ainda mais profundo do que o que você está sentindo

[Antes de dar o comando para o sujeito abrir os olhos tape novamente o olhar do sujeito.] Abra os

 

[Aguarde dois segundos]

Feche os olhos

ainda mais profundo, ainda mais

Isso.

.

.

.

Escute apenas o som da minha

E o som da minha voz permite que você aprofunde ainda

Ainda mais

profundo e mais

Talvez, você esteja escutando algum outro som, pessoas conversando, carros passando

ou até mesmo uma sirene de polícia ou

ou

. Cada vez mais profundo, cada vez mais pulso.

Não

Nenhum desses barulhos vai lhe incomodar

Daqui a pouco, pegarei esse braço pelo

Na verdade, qualquer outro barulho que você ouvir vai apenas lhe auxiliar a relaxar ainda

Muito

[toque levemente o pulso do sujeito enquanto avisa sobre o toque]

Se você tiver seguido corretamente todas as instruções, esse braço vai estar muito mole e

braço pelo pulso e o levantarei alguns centímetros e o relaxamento dez vezes ainda maior do que esse.

Pegarei esse

e quando eu fizer isso, você entrará em um estado de

http://www.supermemoria.com.br

4

[Sempre avise ao sujeito quando você estiver prestes a tocá-lo. Além de elevar a expectativa gerada, você evita que o sujeito se assuste e perca o foco na indução. Levante o pulso do sujeito, conforme a figura abaixo]

Levante o pulso do sujeito, conforme a figura abaixo] [Pegue o pulso do sujeito. Após pegar

[Pegue o pulso do sujeito. Após pegar o pulso do sujeito, balance-o levemente, de forma avaliar o relaxamento do pulso. Alguns sujeitos não relaxam o braço, deixando-o muito rígido. Suponha que o braço do sujeito esteja tenso. Nesse caso, balance-o levemente e dê o comando]

Mais

Ainda mais

Ainda

[quando estiver relaxado suficientemente, diga]

Isso.

[Após verificar que o pulso está realmente mole, aguarde cerca de dois segundos e solte-o. É importante que você tenha controle sobre o local onde a mão cairá. O ideal é que a mão do sujeito caia sobre o braço da poltrona ou sobre suas coxas. O impacto da queda é um importante recurso fisiológico dessa rotina. Logo após o impacto da mão sobre o braço da poltrona ou sua coxa, diga]

Agora que seu corpo já está

completamente relaxado, é hora de relaxarmos sua mente também. Em instantes, lhe pedirei para realizar, em voz alta,

Dez vezes mais

Muito

Você está indo muito

uma contagem de 100 até 1, de trás para

relaxamento

simplesmente desapareçam da sua

Permita que à cada número dito, você aprofunde ainda mais no seu

Quando eu disser o número “98”, ou até mesmo antes, permita que esses números

e você conseguirá fazer

Comece a imaginar como isso

Agora, comece a contagem de trás para frente, bem lentamente, iniciando pelo número 100.

[Aguarde que o sujeito diga o número 100 em voz alta. Após ouvir o número 100, diga]

Muito

Dobre esse relaxamento

[Aguarde que o sujeito diga o número 99]

Dobre seu relaxamento. Prepare-se para que os números

[Aguarde que o sujeito diga o número 98]

Permita que os números simplesmente sumam da sua

Eles já sumiram completamente?

Muito

[Aguarde a confirmação do sujeito. Caso ele responda negativamente, simplesmente retome o processo de relaxamento e os comandos para o desaparecimento dos números. Após o sujeito confirmar que os números desapareceram (geralmente, apenas consentem com a cabeça mas também podem responder verbalmente, com tom de voz mais baixo)]

Muito bem.

.

. Como você seguiu corretamente todas as instruções, elas estão entrando diretamente em seu

inconsciente.

[faça o aprofundamento, se necessário. Nos tempos de Elman, essa rotina era muito utilizada para induzir anestesias, já que os sujeitos entravam em transe muito profundamente].

http://www.supermemoria.com.br

5

Trabalho de mudança versus Terapia

Existe uma discussão muito grande extensa acerca da regulamentação da profissão de terapeuta, já que o

atendimento psicoterápico não é uma atribuição exclusiva dos psicólogos. Nesta introdução vou apresentar as principais diferenças entre “terapia” e “trabalho de mudança”, de acordo com um grande hipnoterapeuta chamado Jeffrey Stephens. Segundo Jeffrey, o termo "terapia" implicaria em tratamento e isso seria competência exclusiva de

profissionais da saúde (e.g. psicólogos, médicos, fisioterapeutas

as pessoas atingirem seus objetivos elas não precisariam necessariamente de um tratamento: bastaria que fosse feito um

trabalho de mudança ou change work (em inglês). Aliás, em seu curso “Hypnotherapy Heresy”, James Tripp afirma algo semelhante: “se você não é um profissional da saúde, evite sujeitos que possuem questões psicológicas sérias como transtorno de pânico ou depressão. Ajude pessoas que tem a mente saudável, mas que precisam de ajuda para atingirem seus objetivos”. Para facilitar a mudança, a hipnose é uma ferramenta extremamente poderosa. Jefrrey tinha a convicção de que a maioria das doenças psicossomáticas, vícios, maus hábitos eram resultado de uma incongruência entre a mente consciente (MC) e a mente subconsciente (MS). Seu trabalho como hipnotista seria o de trazer essas duas para denominador comum, de modo que a mente subconsciente, que controla quase tudo o que acontece no corpo, concorde em produzir os resultado almejados pela mente consciente (CM).

).

Ou seja, ele não tratava ninguém. No entanto, para

Transição do aprofundamento para as sugestões

Jeffrey Stephens costuma contextualizar as sugestões terapêuticas por meio de uma preparação da mente consciente e subconsciente. Depois de ter feito um algum tipo de aprofundamento, Stephens inicia o que ele chamava de “transição do cliente para o trabalho de mudança”. É um processo simples e que certamente poderá potencializar suas sugestões terapêuticas.

ROTEIRO

Muito bom

e aprecie essa experiência incrível

esse estado profundo de hipnose

transe

isso aí

vá lá agora

desfrute de um profundo estado de "

e aprecie conforme esse estado limpa completamente sua mente e seu corpo

[Depois de perceber que o sujeito está "tendo uma experiência ', diga o seguinte

]

"E agora a mente consciente pode desfrutar desta experiência em todos os sentidos e não tem necessidade de prestar

qualquer atenção a qualquer outra coisa que estou falando subconsciente ”

Porque agora eu estou falando para a mente

[Esta linha transita do consciente para o subconsciente. Em seguida, a próxima linha começa a interação direta com a mente subconsciente do sujeito.]

"Eu estou falando com você

a mente subconsciente

"

Após esse comando, a mente subconsciente estaria mais apta a aceitar as sugestões. Segundo Jeffrey, a sugestão de “a mente consciente não tem necessidade de prestar qualquer atenção” diminuiria a resistência do sujeito. Em seguida, você pode inserir as metáforas ou visualizações adequadas ao sujeito e aos seus objetivos.

Dessensibilização Sistemática

Na psicologia, a dessensibilização é definida como a diminuição de uma resposta aversiva decorrente de uma exposição repetida ao estímulo causador dessa resposta. A dessensibilização sistemática (por vezes chamada terapia de exposição gradual) é um tipo de terapia comportamental utilizada para ajudar a superar com eficácia as fobias e outros transtornos de ansiedade. Criada pelo psiquiatra Joseph Wolpe, ela se baseia na identificação de uma lista hierárquica dos níveis de ansiedade decorrentes das aproximações sucessivas do sujeito em relação ao estímulo aversivo. Em seguida, identifica-se o nível hierárquico mais baixo de ansiedade e cria-se um novo condicionamento, agradável, do sujeito em relação a esse estímulo aversivo.

Hierarquia dos estímulos aversivos

http://www.supermemoria.com.br

6

http://www.supermemoria.com.br 6 Hipnose e Esportes A hipnose para aprimoramento esportivo se baseia principalmente na

Hipnose e Esportes

A hipnose para aprimoramento esportivo se baseia principalmente na criação da seguintes âncoras:

Criação de mindset adequado

Visualização da execução perfeita

Ponte ao futuro

Regressão de idade

Terapia de regressão é ideal para clientes que têm um problema que tem uma causa principal que foi originada no passado do cliente (geralmente na infância, mas nem sempre). Isso é óbvio para alguns problemas, tais como o medo de voar (ou outros medos e ansiedades). Com outros problemas, devemos ser bons ouvintes para determinar se essa ferramenta é a mais adequada. Em caso de dúvidas, o ideal é utilizar da resposta ideomotora para identificar as origens psicodinâmicas do sintoma. Antes de realizarmos uma regressão é preciso estabelecer alguns pré-requisitos.

Estabelecimento do lugar seguro

Embora seja admissível a pedir ao cliente para descrever conscientemente o seu local ideal de segurança, de vez em quando o cliente escolhe um lugar diferente durante a hipnose. Aqui está um exemplo de script que permite ao cliente escolher um lugar seguro durante a hipnose.

ROTEIRO

Agora, imagine um lugar ideal, pacífico. Um lugar que é idealmente pacífico para você. Dentro da sua mente, você pode tudo o que desejar. Então, basta escolher um lugar seguro e pacífico, e imagine que você está lá no seu lugar tranquilo agora

Imagine imagens, sons e sentimentos que são tão tranquilos, tão serenos e tão relaxantes

estivesse se tornando uma parte da tranquilidade que você imagina. Que há uma paz interior apenas fluindo através de

cada parte do seu ser

que é como se você

fisicamente, mentalmente, espiritualmente e emocionalmente.

Agora, enquanto você imagina o local ideal de paz, um lugar que é ideal para você, toque o seu polegar de uma forma

única, que você tenha escolhido agora

isso

[aguarde o cliente tocar o polegar]

Isso

Inspire profundamente e relaxe

Toda vez que você tocar o seu polegar dessa maneira e você respirar profundamente, você se conectará imediatamente com esse lugar seguro. E qualquer vez que eu pedir-lhe para ir para o seu lugar calmo, você realizará esse movimento com o polegar, respirará profundamente e chegará a esse lugar imediatamente.

Estabelecimento de sinais ideomotores

Com o objetivo de comunicar-se diretamente ao inconsciente, é importante estabelecer respostas ideomotoras

http://www.supermemoria.com.br

7

para as respostas: “sim”, “não” e “não sei”.

As 7 psicodinâmicas de um sintoma

Eu vou perguntar para o seu subconsciente uma série de questões relacionadas com a causa do seu problema pode responder com SIM ou NÃO ou NÃO SEI.

e você

1. Essa causa está relacionada com uma impressão de uma figura de autoridade do passado ou presente?

( ) Sim ( ) Não ( ) Não sei, ou não quer falar

2. É a causa relacionada a uma questão não resolvida atual?

( ) Sim ( ) Não ( ) Não sei, ou não quer falar

3. Essa causa está relacionada a algum ganho secundário?

( ) Sim ( ) Não ( ) Não sei, ou não quer falar

4. Você está identificando-se com outra pessoa?

( ) Sim ( ) Não ( ) Não sei, ou não quer falar

5. Você está se sentindo um conflito interno, ou dois desejos conflitantes?

( ) Sim ( ) Não ( ) Não sei, ou não quer falar

6. Isso foi problema causado por um evento passado?

( ) Sim ( ) Não ( ) Não sei, ou não quer falar

7. Você está se punindo por algo ou alguém?

( ) Sim ( ) Não ( ) Não sei, ou não quer falar

Terapia de vidas passadas

Certamente, a discussão acerca de vidas passadas não é científica. No entanto, o motivo para mencionar essas técnicas é que, independentemente das crenças do terapeuta, uma percentagem muito significativa da população do mundo aceita o conceito de se viver mais de uma vez. Isso faz com que esse tema se torne muito relevante para hipnoterapeutas em todo o mundo, mesmo muitos deles não acredite nessas outras existências.

http://www.supermemoria.com.br

8

O objetivo dessa seção não é provar nem refutar a existência das vidas passadas e sim ensinar como utilizar

dessas experiências terapeuticamente.

Anamnese sobre as vidas passadas

É importante que o sujeito tenha convicção de que as respostas que ele tanto procura estejam realmente em

uma suposta vida passada. Para facilitar essa identificação, utilize as perguntas abaixo após a anamnese.

1) Você tem uma curiosidade em explorar as suas vidas passadas que é muito mais do que mera curiosidade?

2) Por toda sua vida, você tem fascínio por um período particular da história?

3) Você se sente atraído para um local específico em que você não tem nenhuma conexão consciente?

4) Alguma vez você já sentiu que o seu "lar" está em outro lugar?

5) Alguma vez você já sentiu que estava vivendo na época errada e que você não pertence ao presente?

6) Você já teve sonhos localizados no passado distante que parecem muito reais para serem meros sonhos?

7) Você tem um amor por antiguidades e edifícios históricos?

8) Será que os seus hobbies e interesses refletem um interesse no passado que é incomum para a sua idade?

9) Existe alguma música que mexe com suas emoções criando um desejo por outro lugar ou era?

10) Você tem um interesse incomumente forte em outra cultura?

11) Você tem um vínculo emocional forte e incomum com um amigo, familiar ou conhecido que não pode ser explicado por seu relacionamento atual?

12) Você sente a negatividade em relação a alguém sem entender por que você não gosta dele?

13) Você está desconfiado de certas pessoas e temeroso de sua segurança, embora não haja nenhuma razão lógica para a sua ansiedade?

14) Existem quaisquer problemas físicos persistentes ou problemas de saúde que você ou o seu médico são incapazes de encontrar uma causa física?

15) Você sofre de uma fobia ou medo irracional no qual você não encontra nenhuma causa óbvia?

16) Às vezes você tem acesso a conhecimentos que você não poderia ter adquirido em sua vida presente?

17) Você é “sábio além de seus anos” ou já foi chamado de “alma velha?”

18) Você suspeita que merece mais do que você tem ou que suas circunstâncias atuais foram determinadas por algo além de sua influência?

19) Quando você era uma criança, você demonstrou habilidades, compreensão e conhecimento que eram incomuns para a sua idade?

20) Como uma criança, você já se referiu a uma outra casa ou família?

Conceitos básicos

O que é a Regressão de Vidas Passadas? É a crença de que a alma sobrevive à morte para renascer em um novo corpo com oportunidade renovada de aprender as lições da vida. Você pode voltar como um homem ou uma mulher, camponês, rei ou talvez até mesmo alguém bem conhecido, embora a regressão como uma pessoa famosa é rara. Esse tipo de experiência frequentemente vai estar associado a alguns outros conceitos, a saber:

"Transmigração" - a crença de que a alma pode decidir voltar em planta, animal ou forma mineral.

http://www.supermemoria.com.br

9

“Carma” - um termo usado frequentemente no trabalho de RVP que descreve a Lei de Causa e Efeito. O objetivo do carma não é um sistema de punição, mas sim uma oportunidade de aprendizagem para ganhar sabedoria de leis universais. Para cada ação, há uma reação e vice-versa. É a sua atitude que determina a influência positiva e negativa que o carma tem em sua vida.

“Livre-Escolha” - a habilidade para escolher o seu próprio caminho de existência.

“De-ja Vu” - o sentimento que você teve uma experiência ou visitou um lugar antes.

Quem está habilitado a fazer uma RVP? Qualquer Hipnoterapeuta competente. Você deve ter dominado o básico de indução hipnótica e ter uma mente aberta para ajudar um cliente com sucesso através da experiência. Se você planeja usar RVP em sua prática de terapia, você deve primeiro dar uma boa olhada em suas próprias crenças na reencarnação. Ainda que você não acredite, se você puder permanecer não-crítico, seus clientes irão receber o maior benefício. Lembre-se: se o seu cliente pensa que isso irá ajudá-lo com os problemas, então isso vai ajudá-lo – mesmo que você não acredite. No entanto, é importante ressaltar que a crença do próprio terapeuta no processo certamente vai torna-lo ainda mais poderoso.

Quando você explora uma RVP em terapia? Somente se o cliente pede a você primeiro! Devido a equívocos às várias crenças e descrenças religiosas, o trabalho de RVP pode ser um assunto delicado. Se você propor em primeiro lugar, há uma possibilidade de que você possa perder o seu cliente. NUNCA faça uma RVP em um cliente sem pedir permissão antes. É preferível trabalhar com um cliente que você já tenha hipnotizado com sucesso em uma sessão anterior. Isso permitirá a você obter maior profundidade em um período mais curto. Isso também lhe dará tempo para criar empatia, confiança e eliminar quaisquer receios que seu cliente possa ter da hipnose ou trabalho de regressão.

Onde nós fazemos uma RVP? Em uma sala bastante quieta ou escritório. É importante "dar o tom" para a sessão através de um espaço silencioso para que o cliente não seja perturbado. A maioria dos clientes prefere as luzes apagadas ou o uso de velas. A música não é apropriada durante a regressão, já que ela pode ser associada com as memórias na vida presente. Com a autorização do cliente, é ideal gravar o áudio da sessão para referência futura. Outros itens, como um cobertor, copo de água e uma cadeira confortável serão úteis. A manutenção de registros é valiosa para você e seu cliente para organizar melhor aquilo que for sendo descoberto.

Por que isso funciona? Nossas crenças estão muito associadas à nossa identidade. Dessa maneira, o uso de uma ferramenta que utiliza das crenças do sujeito de alguma forma (como a crença em vidas passadas) torna-se extremamente poderosa. Às vezes, basta identificar a suposta origem do problema em uma vida passada para que tudo se resolva. Nessas ocasiões, quando a questão central é revelada e resolvida, os sintomas desaparecem.

As 4 leis cármicas

1) Lei das Consequências – As condições financeiras, pessoais e profissionais na vida de uma

pessoa pode

ser revertida em outro tempo de vida. 2) Lei da Causa & Efeito – Nós tornamos seres humanos melhores como um resultado valioso

de lições e

experiências que aprendemos com cada vida. 3) Lei da Graça ou Regra de Ouro – Faça aos outros o que você gostaria que eles fizessem a 4) Lei de Compensação – Cada um colhe o que planta.

você.

A hipótese da memória celular

Segundo essa teoria, a memória celular é todo o conhecimento e memória de nossas bilhões de células. Elas conteriam a nossa experiência de alma neste tempo de vida e de todas as outros vidas que já vivemos desde a nossa criação. Ao acessar memórias celulares, podemos nos livrar de problemas de trauma, fobias, dores e questões de relacionamentos.

Vidas passadas e problemas presentes

Se o cliente tem convicção de que não existem razões fisiológicas ou psicológicas para o problema, então a exploração de vidas passadas seria uma maneira maravilhosa para descobrir a memória celular de um trauma passado. Muitas vezes uma RVP pode revelar a "causa raiz" de um sintoma presente, lesão ou doença crônica. Um medo de água poderia estar relacionado a um afogamento em uma vida passada. Marcas de nascença e deformidades poderiam ser o ponto físico de entrada do corpo no momento morte, como um esfaqueamento ou ferimento por tiro.

Comportamentos destrutivos e RVP

http://www.supermemoria.com.br

10

À seguir, temos alguns distúrbios e a maneira como eles se materializam nas lembranças das vidas passadas.

Distúrbios alimentares

Anorexia e bulimia poderiam ser sintomas de problemas emocionais atuais, como a falta de auto-estima. Originação de vidas passadas poderia vir da rejeição de um pai, parceiro ou amante. O impacto emocional do abandono pode manifestar um desejo de "definhar", de modo que você não seja um fardo para ninguém.

A obesidade pode ser proveniente de uma experiência traumática de desnutrição ou fome na vida anterior. Um

cliente será obsessivo com alimentos de modo que eles nunca sintam a dor da fome ou morra de fome novamente.

Vícios

A gratificação pelo uso de drogas, álcool, sexo, consumo, dinheiro, comida, jogos, carros e pessoas

rapidamente pode vir de uma privação ou medo de perda em uma vida anterior. Um cliente pode ter um desejo consumista para se certificar de que "tem o suficiente" desta vez. Vícios também podem decorrer de uma necessidade de fugir da realidade nesta vida porque em "tempos passados" o sofrimento era mais do que eles podiam suportar.

Depressão

Algumas pessoas se sentem "chateadas" sem nenhuma causa identificável para essa condição. Se em uma vida passada você sofreu uma perda traumática ou uma experiência extremamente desagradável, você deve ter uma sensação de impotência e desânimo agora.

Insegurança / ansiedade

A insegurança tem muitas formas, mas a mais comum é o "medo do compromisso". Se em uma vida passada

você foi abandonado, você pode agora precisar de muito afeto. Isso frequentemente leva você a uma série de relacionamentos de curto prazo ou ficar com parceiros violentos de modo que você nunca tenha que ficar sozinho novamente. A ansiedade é muitas vezes uma crença profundamente arraigada de que nunca haverá comida suficiente, água, abrigo, ar ou medicamentos.

Medos / Fobias

Os medos são uma "resposta lógica" ao perigo e um instinto natural de sobrevivência. A fobia envolve um "medo irracional" de algo que não represente um risco imediato ou lógico. Geralmente, quando identificada em uma RVP, a fobia está diretamente associada à maneira como o sujeito morreu: afogamento, queimadura, sufocamento, queda ou tortura.

Preparação para a RVP

Antes de realizar uma RVP, o ideal é que você já tenha realizado o Protocolo Sem Falhas e identificado a melhor maneira para o cliente entrar em transe.

Não há maneira certa ou errada de experimentar uma RVP. Muitas pessoas podem visualizar em detalhes os eventos que estão ocorrendo, enquanto outros podem ter apenas um vislumbre de imagens passando pelas suas mentes. Não é necessário realmente "ver" qualquer coisa. Um cliente pode ter apenas um "sentimento, pensamento, som ou sensação" que desencadeie uma importante associação ou memória.

Nunca tente forçar um cliente a lembrar de uma vida passada se eles estão desenhando em branco. Eles podem ter medo da experiência ou não estarem profundamente hipnotizados. Permitir que o processo aconteça por si só vai permitir que você (o terapeuta) guie o cliente para o que você quer que eles vejam.

Duração

Regressões em média podem durar de 1 a 2 horas, dependendo do número de vidas que um cliente irá regredir. Esteja atento às reações emocionais e físicas do cliente durante a terapia e faça o julgamento apropriado do tempo. Não vá tão longe até fadigar o cliente apenas para obter mais informações! Você sempre pode definir um outro compromisso para continuar de onde parou na regressão e mergulhar mais profundo ainda. Durante a RVP é comum os sujeitos sentirem frio. Por isso, é recomendado o uso de algum cobertor.

http://www.supermemoria.com.br

11

Ab-reações em RVP

Uma ab-reação é a liberação espontânea de uma profunda experiência emocional durante uma RVP. Não é necessariamente nociva para o cliente e a informação obtida pode proporcionar um material importante para a terapia. O hipnoterapeuta pode apoiar o cliente conforme eles experimentam uma ab-reação ou permitir que o cliente volte ao estado atual, se for muito difícil de lidar. Após a liberação, utilize-se da ancoragem do lugar seguro.

Âncoras

O estabelecimento de âncoras tipo uma palavra ou toque manterá o cliente relaxado. Isso lembra a eles que não podem ficar presos na hipnose ou em uma vida anterior. O medo da perda de controle e a possibilidade de que eles vão entrar em uma cena de morte traumática é um fator chave para abordar antes do início de uma sessão. Você ou seu cliente pode encerrar a regressão imediatamente usando as âncoras criadas ou apenas ao cliente abrir os olhos.

Um exemplo seria dizer para o seu cliente:

"Toda vez em que eu tocar o seu ombro e dizer seu nome em voz alta, você vai imediatamente voltar para a sala se sentindo seguro e protegido."

"Você só vai trazer de volta memórias da vida passada que são benéficas para você atualmente. Todas as negativas serão deixadas para trás. Você será capaz de se lembrar de pessoas, lugares e eventos importantes em detalhes vívidos."

Níveis de RVP

NÍVEL 1:

Há muito poucas (se houver) imagens vivas. As imagens são fora de foco e o cliente não está

certo do que

sente ou do que ele está vendo. Às vezes, eles têm dificuldade em auto-identificação.

uma vida passada para outra pode ocorrer. Os clientes podem começar nervosos ou dizem a você que não está funcionando.

A alternância inesperada de

a fazer perguntas porque eles estão

NÍVEL 2:

Há detalhes visuais mais específicos. O cliente é mais confortável sendo um "observador". Se há muitas pessoas na cena, não há dificuldade em determinar quem o cliente realmente é.

NÍVEL 3:

parece saber

quem ele é e os cinco sentidos (visão, olfato, audição, paladar, tato) agora estão ativados. O cliente passa a maior parte do tempo comentando ou fazendo comentários sobre o que está sendo observado.

Neste nível, a experiência pode ser semelhante a assistir a um programa de TV. O cliente

NÍVEL 4:

O cliente está mais envolvido e tem pouca ou nenhuma análise do que está sendo

experimentado.

Todos os sentidos do cliente estão sendo usados e a maioria das perguntas feitas pelo hipnoterapeuta são respondidas sem hesitação, como a pessoa real ou como um observador.

NÍVEL 5:

Aqui o cliente assume completamente a identidade da vida passada. Às vezes, um cliente não se lembra de quando o material reprimido é liberado durante a sessão ou eles podem enfrentar distorção de tempo. Eles realmente sentem e experimentam todas as situações como realidade.

A posição de observador

A segurança e conforto do seu cliente é muito importante na terapia de regressão. Muitas vezes uma pessoa regredirá a um momento assustador ou doloroso no tempo, possivelmente a transição da morte. Explique para o cliente que ele está no controle de sua mente e corpo e pode escolher qual caminho que ele gostaria de participar na RVP. O seu cliente pode conferir com segurança as experiências de uma vida passada da "posição de observador".

Eles podem “reviver” o evento como se estivesse acontecendo.

Eles podem “ver” a vida passada em uma tela de cinema como um observador.

Eles podem "flutuar acima" ou ficar ao lado da pessoa na vida passada.

http://www.supermemoria.com.br

12

Antes da hipnose, configure uma sugestão que a qualquer momento em que o cliente se sentir desconfortável, ele pode se desligar da vida passada e caminhar para uma "posição de observação". O cliente informa a você se vai ao seu eu interior e descreve o que aconteceu com ele.

Liberação dos aspectos negativos Assim como ocorre em todas as formas de hipnoterapia, é importante que o cliente libere qualquer negatividade ou dor que eles experimentaram na vida passada e substitua com uma maior compreensão das lições aprendidas.

(Dê a sugestão)

"Permita que qualquer dor ou negatividade desta vida e vida anterior seja liberada de volta para a luz branca universal onde será tudo resolvido. Conforme você sai da hipnose, você vai trazer de volta apenas as lições positivas aprendidas, que serão valiosas para você nesta vida."

Técnicas de regressão

Existem vários tipos de jornadas de vida passada que você pode levar o seu cliente. É sábio discutir as opções antes de entrar em hipnose. Nem todas RVP são como um livro de histórias que começa a partir do início até o fim. Dê ao seu cliente uma opção de técnicas de RVP para evitar ab-reações ou medo desnecessários. Depois que seus clientes entraram num nível profundo de hipnose, você está pronto para começar a regressão de vidas passadas.

1) Uma técnica comum usada para estimular o sentido da recuperação da memória, especialmente para sujeitos que não têm feito um trabalho hipnótico antes é “Regressão de idade”. Dê ao cliente a sugestão de que sua idade vai regredindo, do presente até o útero. Para isso, comece trazendo à tona lembranças de acontecimentos positivos e felizes tais como a escola, feriados ou aniversários. Faça o cliente explicar o que está vendo e o deixe confortável sendo um observador ou revivendo essa idade atual. Verifique se o seu cliente verbaliza em voz alta o que está vendo e lembra em detalhes.

2) Para introduzir uma RVP você pode contar de 20 a 0 utilizando um "Percurso, Túnel, Corredor ou Escada" que leva a uma abertura no final. Muitos preferem uma janela, porta ou uma entrada segura. Você pode querer usar a "luz branca" universal que simboliza a proteção durante a RVP. Conforme eles entrem na abertura, eles vão à deriva pelo espaço e voltam para a terra entrando em uma experiência de vida passada. A primeira coisa que eles precisam ver serão seus PÉS.

Exemplos de experiências de vidas passadas para relembrar:

"Volte para um tempo de vida em que você possa ter vivido" ou "Um tempo em que você viveu previamente à sua vida presente." Tente usar a frase "podem ter vivido" ao invés de dizer uma "vida passada" de modo a não guiar o cliente ou afetar suas crenças.

"Volte para um tempo de vida anterior em que você possa ter vivido o que é mais significativo para você hoje." Esta frase permite que a mente escaneie o subconsciente para as memórias importantes dessa vida.

"Volte para o ponto no tempo onde o seu problema de

começou." (ou) "Vamos voltar

para a verdadeira origem, a causa raiz, do seu sintoma". Essas duas frases vão ajudar a mente subconsciente para ir diretamente para a causa do problema atual.

Uma vez em uma vida passada faça com que ele "Vá para o dia anterior, durante ou depois da transição da morte." Lembre que eles podem optar por ser um observador ao invés de reviver a experiência. Verifique se você tem permissão para entrar numa cena de morte para evitar quaisquer ab-reações bruscas! Morte em uma RVP pode ser uma ferramenta muito poderosa para desvendar medos, fobias, doenças e sintomas nessa vida.

Você pode também usar uma RVP para "identificar pessoas" que estão atualmente envolvidas para ver se tinham qualquer relação com eles em uma vida passada. "Volte para a época em que você conheceu

" "Qual foi o seu relacionamento com ele? Como você se sente sobre esta pessoa nessa vida?"

ESBOÇO DA SESSÃO DE R.V.P.

1) Use uma forte indução hipnótica, conte de 5 a 0 e faça algumas técnicas de aprofundamento.

2) Lembre-se de gravar a sessão para futura referência.

3) Realize uma indução e posterior aprofundamento.

http://www.supermemoria.com.br

13

4) Use uma das técnicas de regressão para entrar na primeira vida passada. Rodeie o cliente em "luz branca universal." Faça com que eles entrem em uma vida passada e olhem para os pés deles.

5) Faça o cliente descrever a cena em detalhes como um observador ou a pessoa na vida passada.

6) Faça apenas questões abertas - não dê declarações ou guie o cliente durante a observação.

* EXEMPLOS DE QUESTÕES:

"Olhe abaixo para seus pés. Qual é a primeira coisa que você vê?"

"Mentalmente escaneie seu corpo e descreva o que você está vestindo?"

"Você é homem ou mulher?"

"Quantos anos você tem neste momento?"

"Qual é o seu nome? Qual é a primeira coisa que vem à sua mente?"

"Olhe para o seu entorno - onde você está? Dentro? Lá fora?"

"Em que parte do mundo você está? Sabe o local?"

"Que dia, mês ou ano está? Você pode dar uma olhada ao redor para responder?"

"Quem mais está lá com você agora? Qual a ligação que eles têm com você?"

"Você tem uma família, amigos ou um parceiro?"

"Onde estão seus pais? Cônjuge? Crianças? Qual é a sua relação?"

"Explore o seu meio ambiente. Qual é o seu propósito nesta vida?"

"Vá para o momento-chave desta vida - um evento importante. O que você vê?"

7) Explore essa vida passada para recordar informações importantes referentes a questões atuais.

8) Faça o cliente mover para a frente ou para trás no tempo para cada vida.

9) Se achar apropriado, leve o cliente através da transição de morte para o fechamento para trazer de volta as lições aprendidas.

10) Lentamente traga o cliente fora da hipnose. Debata o que eles sentem, o que aprenderam a partir da regressão e como isso pode beneficiá-los em sua vida atualmente.

Explorando as vidas passadas

Após realizar a RVP, explore os detalhes dessa outra existência. Veja algumas ideias a serem exploradas:

“Você está dentro do corpo ou assistindo como um observador?”

“Olhe para seus pés, o que você está vestindo?”

“Você é homem ou mulher?” “Quantos anos você tem?” “Você tem um nome?” “Qual é?”

“Dê uma olhada no seu redor

o que você vê?”

“Onde você está” “É um lugar aberto ou fechado?”

“Em qual parte do mundo você está?” “Você conhece a locação?” “Descreva para mim.”

http://www.supermemoria.com.br

14

“Qual data é?” “Faça uma busca pelas redondezas para procurar uma pista.”

“Há alguém mais ali com você exatamente agora?” “Quem é?”

“Você tem uma família?” “Você é casado?” “Você tem crianças?” “Eles estão com você?”

“O que você faz da vida?” “Você gosta do seu trabalho?” “Por que você tem esse trabalho nessa vida?”

“Sinta-se livre para explorar o meio-ambiente.” “Qual é a sua proposta nessa vida?”

"Vá para um momento significativo que irá ajudá-lo a encontrar as respostas que você está procurando. Diga-me o

O que você vê - ouve – sente?"

que está acontecendo

Vá para a frente para um dia antes da transição da morte

“Conforme eu conto de 3 para 1, agora você vai avançar para a experiência da morte desta vida. Você pode ficar dentro do corpo ou você pode assistir com segurança de cima como um observador."

“Do que você morreu?” “Como você se sente?” “Você tinha negócios não terminados?”

"Agora é hora de sair da transição da morte e permitir que sua energia flutue de volta para a luz branca universal com segurança e calmamente. Você será capaz de levar todas as memórias importantes dessa vida com você. Libertando a "

si mesmo deste corpo e desta vida

você começa a sentir-se flutuando para cima agora

Uma vez que o cliente estiver de volta na LUZ-BRANCA, faça a ele essas questões:

Qual foi a mensagem mais significativa que você aprendeu da sua vida passada?

Como isso pode lhe ajudar nesta vida?

O que você precisa largar e prender na sua vida atual?

"Permita que qualquer dor ou negatividade de sua vida passada seja lançada de volta até a luz branca universal, onde será resolvida. Você vai trazer de volta apenas as lições positivas aprendidas. Você tem estado em uma viagem incrível através do tempo e merece saúde boa e felicidade. Saindo da hipnose agora, usando a contagem de 0 até 5. A cada "

contagem você vai se sentir mais consciente e mais alerta

Tire o cliente fora da hipnose. Conte de 0 até 5 e então conte de 1 até 5 algumas vezes.