Você está na página 1de 2

13/04/2017

IRPJ­VENDAALONGOPRAZODEBENSDOATIVONÃOCIRCULANTE­DIFERIMENTO

IRPJ­VENDAALONGOPRAZODEBENSDOATIVONÃOCIRCULANTE­DIFERIMENTO

DATRIBUTAÇÃO

Nasvendasdebensdogrupoanteriormentedenominado“AtivoPermanente”,pararecebimentodopreço,no

todoouemparte,apósotérminodoano­calendárioseguinteaodacontratação,ocontribuintepoderá,para

efeitodedeterminarolucroreal,reconhecerolucronaproporçãodaparceladopreçorecebidaemcada

períododeapuração.

RECONHECIMENTOCONTÁBILDOLUCRO

Casoocontribuintetenhareconhecidoolucronaescrituraçãocomercialnoperíododeapuraçãoemque

ocorreuavenda,osajusteseocontroledecorrentesdolucrodiferidoserãoefetuadosnoLivrodeApuraçãodo

LucroReal–LALUR.

ALCANCE

Éimportanteressaltarqueasvendasalongoprazodevemterasdatasderecebimentopactuadasemcontrato,

nãosebeneficiandododiferimentodatributaçãoaquelavendacujorecebimentoseverificaapósotérminodo

ano­calendárioseguinteaodacontrataçãoemvirtudedeatrasonopagamentodotodooudasprestações.

Outropontoquedeveserdestacadoéarestriçãoqueoitemimpõelimitandoobenefícioàvendadebensdo

grupoanteriormentedenominado“AtivoPermanente”,nãoseaplicandoàvendadeativosintangíveis(quenão

têmexistênciafísica),comomarcasepatentes,porexemplo.

Baselegal:Decreto­Lei1.598/77,art.31,§2°.

ATIVONÃOCIRCULANTExPERMANENTE

Oartigo37daLei11.941/2009alterouodispostonoart.178,§1º,daLei6.404/1976,suprimindoogrupo

“AtivoPermanente”,contudomantendoossubgruposInvestimentoseImobilizadoeadicionandoosubgrupo

Intangível,doravanteinseridosnogrupodenominadoAtivoNão­Circulante.

Oentendimentoéqueo§2°,artigo31,do Decreto­Lei1.598/77,aplique­seaosbensclassificadosnos subgrupos de Investimentos e Imobilizado, pois integravam o antigo grupo “Ativo Permanente”. A possibilidadedediferimentoérestritaabensexistentesnestesdoissubgrupos,poisnoatualAtivoIntangível nãoháaclassificaçãodebens.

No subgrupo de Investimentos podemos encontrar a classificação de bens diversos, não relacionados a atividadeoperacionaldaempresa,taiscomo:imóveisparainvestimentoeobrasdearte.

Exemplo:

Uma empresa tributada pelo lucro real alienou um terreno em 29.11.20x0, pelo valor de R$ 200.000,00,

constantedeseuativoimobilizado,registradonacontabilidadeporR$110.000,00.

Ascondiçõesdepagamentocontratadasforam:noatodavendaovalordeR$50.000,00;em29.11.20x1,R$

50.000,00;em29.11.20x2,R$100.000,00.

Acontabilização,pelavenda,será:

D–Caixa

R$ 50.000,00

D–ContasaReceber

R$150.000,00

C–VendadeImobilizado

R$200.000,00

Acontabilizaçãodabaixaserá:

13/04/2017

IRPJ­VENDAALONGOPRAZODEBENSDOATIVONÃOCIRCULANTE­DIFERIMENTO

D–BaixadoImobilizado

C–Terrenos

R$110.000,00

Olucrocontábil,decorrentedavendadoterrenoédeR$90.000,00(200.000,00–110.000,00).

Porém,emvistaapossibilidadedodiferimentodolucroconcedidapelalegislação,econsiderandoquenoano

basede20x0foirecebidoovalorequivalentea25%dopreçodevenda,parafinsfiscaisépossívelexcluir75%

dolucrodaoperação,ouseja,R$90.000,00x75%=R$67.500,00.

Portanto,excluir­se­ádolucrolíquidoovalordeR$67.500,00parafinsdedeterminaçãodolucroreal,noano

de20x0.TalvalorserácontroladonaparteBdoLALUR.

Noperíodo­basequeabrangeomêsdenovembro/20x1,emvistadorecebimentodemais25%dopreçode

venda,seráadicionadoaolucrolíquidoparafinsdeapuraçãodabasedecálculodoimpostoderendaovalorde

R$22.500,00,correspondentea25%dolucrodaoperação.EstevalorserábaixadonaParteBdoLALUR,

restandoaíumsaldoatributardeR$45.000,00.

Noanode20x2,quandoaempresareceberosrestantesR$100.000,00,ofereceráàtributaçãoosaldodolucro

diferido(R$45.000,00),registradonaParteBdoLALUR,baixandoomesmovalordaParteBdoreferido

livro.

VendasdeAtivoNãoCirculanteaPartirde2015

PorforçadaLei12.974/2014,quealterouoartigo31eparágrafosdoDecretoLei1.598/1977–comvigênciaa

partir de 01.01.2015, nas vendas de bens do ativo não circulante classificados como investimentos, imobilizadoouintangível,pararecebimentodopreço,notodoouemparte,apósotérminodoexercíciosocial seguinteaodacontratação,ocontribuintepoderá,paraefeitodedeterminarolucroreal,reconhecerolucrona proporçãodaparceladopreçorecebidaemcadaperíododeapuração.

Entretanto,seapessoajurídicaoptarporanteciparaaplicaçãodosefeitosdasnovasregrascontábeisefiscais

para2014(conformeprevistono§1doartigo119daLei12.974/2014,odiferimentodestatributaçãopoderá

ocorrerapartirdasvendasrealizadasde01.01.2014emdiante.

Cliqueaquisedesejarimprimirestematerial.

Cliqueaquipararetornar.

Nãoautorizamosreproduções(totalouparcial),revendaouqualqueroutraformadedistribuição(gratuitaoupaga)do conteúdodesteGuiaTributário.

Todasnossaspublicaçõestêmdireitosautoraisregistrados,conformeLeinº9.610/98.

Copyright©2002­2017PortalTributárioEditora­TodososDireitosReservados.