Você está na página 1de 112
~ Cara de Sousa “A MINHA COZINHA A Minha Coxints Copyright © Clara de Sousa e PublieseSes Dom Quixote, 2071 Revieso Eas Lyra Fotografias Design e Paginacio Livros Hoje Publicacées D. Quixote Uma eaitora do Grupo Leva Rua Cidatle de Cérdova, n* 2 2610-038 Aitragide ~ Portugal wewwlvrosdhole-pt ‘wowlayacom (eran te, de cj maser fla. ot me nll, eters eee Sim, masa ‘ajornalista fica porta.“ Aqui esté a mulher ea mie que, como tantas outras, ene ‘ges a fazer, tem familia e amigos para receber e tem, sobretudo, uma grande paixio pela cozinha. Aqui estéa filha de uma cozinheira profissional, que desde mui- to cedo lhe deu responsabilidades na preparagao das refeicdes da familia e que tantas vezes the provou que a culinéria, os seus chei- ros e sabores so uma bela forma de gerar felicidade e bem-estar. Surpreendem-nos como um ramo de rosas, encantam-nos como um sorriso preenchem-nosa alma como uma bela canglo. Tudo partithado, tudo com uma pitada de amor. ee ee gee eee eaeeter oe ceitas, Nao estou a poetizar, acreditem; é a mais pura das verda- des, De todas as vezes que cozinhei contrariada, sem entregar um pouco de mim, sem amor, tudo ficava sofrivel. Nem as receitas de sempre, feitas vezes sem conta, saiam bem. A pitada de amor fundamental. ‘Hi muito que alimentava o desejo de publicar este livro. A ideia estava a marinar, 4 espera do momento certo, a espera daquele clique que nos faz. avangar para novas aventuras. Hoje, este livroé uma realidade por causa de uma sobremesa que {fizeste ano no programa Boa Tarde com a Conceigao Lino. Um doce pido, super simples, de textura suave e saborosissimo que levoua ‘uma corrida As limas nos supermercados de todo o pats. ‘A Mousse de Lima mostrou-me que tinha chegado a hora! Os comentérios dos meus colegas sobre o que diziam os seus amigos e familiares; os comentérios no Facebook; os e-mails! ‘A Mousse de Lima era a rainha da festa. Muitos me pediam para partilhar mais receitas... simples, saborosas e bonitas. Mas parti- Thar como? ‘Da tinica maneira possivel: publicando este livro. EA Minha Cozinha, E mesmo. Tudo foi feito na minha casa, na minha cozinha, com as minhas frigideiras velhas, as minhas co- Theres de pau jé gastas, omeu robé que jé me conhece tanto quanto evo conheco ale, o meu forno e 0 meu fogso que dao o calor certo As receitas domeu lar, S6é assim fazia sentido. S6 assim poderia sair bem. Durante oito dias, de tergaa terga, nomésde Agosto, fiz todasas receitas deste livro com um enorme entusiasmo, testemunha- do e partilhado pelo fotdgrafo Steve Stoer e pela produtora Susana Ferreira. Elescaptaram muito bem o que aqui queria ver retratado. ‘Sem preocupagées de maquilhagem ou de cabelos; quis mostrar- -me tal como estou, quando estou em casa, ou quando recebo os amigos. Quis mostrar-vos como ¢ divertido ir ao mereado de Cas- cais, na minha Vespa tio ficil deestacionar, eentrar naquele espaco de miltiplos aromas, para escolher as flores, a fruta, os legumes, 0 peixe de mar sempre to fresco, da banca da Carla, que até mo traz casa quando convido amigos para um jantar de sushi. Quis usar ‘os meus aveniais, sempre curtos, como pano pendurado no atilho, sempre a mio, ‘Tudo isso eu quis. Tudo isso esta aqui. ‘S6nio quis uma coisa, que aconteceu logo no primeiro dia: uma ‘queimadura de 3.° grau na mio direita que me dificultou o traba- Thointenso dessa semana e que foi provocada por uma distracgaoao abrir uma cataplana, Nao estranhem se em algumas fotografias me virem com uma dedeira ou com uma luva. Foi assim que aconteceu. assim que aqui est. Como diria a minha mae: «ossos do oficio». ‘Também ela usou dedeiras, tantas tantas vezes, para proteger feridas que o trabalho intenso de cozinha nfo deixava sarar, Lembro-me das suas mas... Eram miios de trabalho, Estavam marcadas pelo calor dos for- nos de lenha onde assava os perus e cabritos que Ihe pediam para © Natal e Pascoa. Pelos salpicos de dleo fervente de tanto fritar croquetes, riss6is,filhés, sonhos e o mais que Ihe encomendas- sem. Pelas ldminas das facas que as vezes saiam do percurso a que estavam cestinadas. Eram marcas que aceitava naturalmente, porque amava a sua profissdo. Ossos do oficio. Lembro-me dea vera trabalhar, despachada. Eeu, mitida,ainda- gar como é que ela consegui Lembro-me dea querer surpreender e de ter pasado uma tar- de inteira a fazer Pastéis de Nata. Na altura nfo havia massa fo- Ihada ja preparada. Foi dificil, mas fi-lo com toda a dedicagao e la, quando chegou a casa, cansada depois de um diade trabalho, adorou! Lembro-me de, durante anos, Ihe ter pedido o segredo para 0 seu Bacalhau com Natas, que tinha um sabor tinico. Acabou por revelar-mo pouco tempo antes de «partir», como se fosse 0 seu principal tesouro culindrio. Esse continua, por isso, hermetica- mente guardado. ‘Muitas outras receitas da minha mie esto nas piginas deste livro, as que tanto sucesso faziam nos muitos casamentos e bapti- zados que a deixavam trés dias longe de casa. So algumas das ‘suas «armas secretas» que nunca desiludiam ninguém. ‘Também aqui estio receitas que me foram dadas por amigos outras que fui aprendendo, recolhendo e testando ao longo dos anos. HA opgGes simples para fazer em casa, em vez de gastar mais comprando feito, como € 0 caso dos patés de figado ou do salmaio curado (semelhante ao fumado), que pode fazer em quantidade em dias de festa, Nao me esqueci das receitas que desenvolvem a natural curiosi- dade das criangas pela cozinha, e que nés, enquanto maes, devemos incentivar. A cozinha é um espaco de organizagio ¢ criatividade, 6ptimo para o desenvolvimento dos mais pequenos. Vai também encontrar solugées para dias especiais, que cau- sam um impacto muito positivo, mas que afinal nem do assim tanto trabalho. Este livro est4 recheado de coisas boas. Muito boas. Fico feliz por, finalmente, as poder partilhar... consigo. Clara de Sousa nem carne, nem pet aporda de tomate com oves. 108 batatas assadas com tomiino 108 ‘hatatas gratinadas 10 ‘cobola caramellzada 12 hambargueres de gro de bico 14 pizza caselra com mozarella 116 udm de legumes: 18 rolo de massa fresca oto 9 espinatres salada de espinafres e copumelos a2 ‘bolo de mitho tapas de crocante de sésamo 162 ‘gelado de morange 163 mousse de leite condensado: ‘ria ou suflé de Forno 164 mousse de lima 166 ‘mousse cle manga 168 170 pho dels ve 174 pudim flan easolre: 76 ‘Pudim de lotto condonsado We ‘Pudi de timo, 700 suspiros de cora¢io mole 182 tarte de coco tarte de coco e lelte condensado 204 ‘buttormii cascire ‘coatho de leite 208 eréme fraiche caseiro 208, 209) mothe de alo 209 molho de ondro. 210 motho de frutos silvestres 210 mothe de logurte grag: 2 moiho de peras 2 molho taré doce 212 ‘molho tataki deido 215 metho de tomate caseiro 214 25 Pesto & genovesa 29 Corte o ananas em pedacos rectangu- Tres da largura do bacon (ow um pouco Corte as fatias de bacon a0 mei Enrole cada pedago de anand no bacos, prenda com um palito e leve a forno bastante forte, sobre um tapete de sill- P cone (ou em papel vegetal untado) alé - © bacon dourar. Sirva morno. Te eure ae eR eee eu ee eee Pere Meee ren eee oOo 2 pedaros de stam fresco com ‘2/5 em do ature 2eotheres de sopa de azette Sale pimenta preta gi. Semertan de ssenme Corte eada pedago de atum a0 meio, no sentido do comprimento, de forma a ficar com 4 paralelepipedos. Tempere ‘com sal e pimenta de todos os lados. Passe todosos lados, menos os topos, por sementes de sésamo, como se fosse para panar, Aqueca oazeite na frigideiraecoloque ta tirne de atum. Deixefritar enda lado durante cerea de 30 seygundlos e v4 vi rando de maneira a fritar 0s 4 lados. Retire edeixe arrefecer. Corte em fatias nfo muito finas. Disponha num prato € regue com o molho tataki (écido) ~ ou molho taré (@oce). Ver ambos na pag, 2122 214. Maionese de wasabi é opcional. Faz-se misturando p6 ou pasta de wasabi e maionese, Cora 08 ovos. Deixe-os arrefecer em fuga fria e deseasque-os com cuidado, Corte-o8 20 meio no sentido do com- primento e retire-Thes as gemas. Num prato, com um garfo, esmague muito bem'o atum e as gemas. Mis- ture a cebola © salen ¢ tempere com sal e pimenta. Envolva bem até ficar fem pasta, Se ficar um junte-the um pouco de az Com a§ mios, fuga 12 bolinhas e colo- ‘que-as nas cavidades dos ovos. Coloque os barquinhos num_prato (pode fazer uma cama de legumes verdes para se segurarem melhor) e decore com tomates-cereja,tiras de ppinento, azeitonas, ou.a seu gosto. Esta é mais uma daquelas entradas que desaparece num pice e que é apreciada por adultos e criancas. : re ax RAK] Uma entrada para dias especiais, com amigos especials. camarao no abacate Deixe descongelar o miolo de camaro e salteie-o numa frigideira, com um pouco de azcite, até corinhar ~ niode- ‘masiado para no secar. ‘Abra os abacates rodanido as metades, fem senticios diferentes. Retire a polpa com cuidado para nie ferir a casea. ‘Numa taga esmague apolpa eenvolva, © ovo picado, a maionese, © sumo de limo (gosta), um pouco de sal, es, camarées (reserve alguns para a deco ragdo). Rechcie os abacates e decore com ca marfo e salsa, Leve ao frigorifico e sirva fresco. ‘a0 camartio e aos abacates, Com vara de arames, bata a polpa dos abacates com as natas até ficar uma pasta homogénea. Misture a mostar- da, 0 whisky, 0 sal e a pimenta. Junte os camarées, reservando alguns para adecoragio. Recheie os abacates, decore com cama: ro e salsa, Leve ao frigorifico e sirva fresco. Pré-aquega ofornea 200°C. Pincele com manteiga derretida 4 ta cinhas de rao forno. Pinceleuma placa de massa comman- {eign liquid, sobreponhaoutra, pince- Tando cada uma até ter 4 pincelando auiltima também. Com um cortador de pizza corte em 4 partes iguaiseforre as 4 tagas. Sobre cada uma coloque uma ‘aca mais pequena, que encaix,eleve a0 forno durante 10 minatos. Retire do forno. Retire as formas pe- quenas. tibia 0 queijoralado pela 4 tagas «, sobre oqueijo os espargos cortados fem peaueris pedagos. "Numa taga 8 parte, bata os ovos como para omeleta, junte as nata, 0 sal, a ppimentaemisture. Verta pelas4tagas. Salpique com cebo novamente a0 foro cerea de i tos. Aten¢io para nfo deixar a massa de filo fear muito queimadal Sirva ccm salada roxa, tiras de pio torrado e metades de tomate-cereja, temperados com molho vinagreta ver pag. 215) crocante de espargos com queijo Comi esta entrada em casa de uns amigos, onde fez um enorme sucesso. E facil, saborosa e com uma apresentacao impecdvel. Sema f folhadinhos meena |, de chevre Unte um tabuleiro de ir ao forno (ou as os s ceca ae \ queye de cabra Se nun al wi ‘uma superficie enfarinhada. Com um —— ‘cortador de massa redondo de 7 em de diémetro, corte o mesmo ntimero de efrculas que as rodelas ce queijo. » = Coloqueoscirculos no tabuleiroecom uum cortador de massa mais pequeno, de § em, centre nos efrculos e calque ‘com cuidado sem cortar a massa, s6 ‘para a marcar. incele 08 efculos com ovo batido € pique-os com um garfo. Deite em cada eirculo um pouco de cebola caramelizada e sobre ela a ro- dela de queij. Salpique o quetjo com azeite ¢ pimenta moida na hora ¢ leve a0 forno durante 810 minatos ou até © queijo fervithar e a massa erescer © ficar douradinha. Sirva quente. nota [As bases redondas de massa folhado @ vendo ‘no sorvern para esta recoita porque $60 demasiado finas. Comore as placas quadradas ‘ou rectangulares, mals grossas, que esto ‘na zone dos religerados. . : Esta entrada to simples val encantar = os seus convidados. 2g de mexiInio Te axette ‘Teobota pleada ‘Edortes do atho pleados 2a vinho branes ‘mde (sume eraspa) ‘eal de came 2eohieres de sobremesa. ‘demostarda com gro ‘Seoheres de sobremesa, ‘demostarda Don 2alde nats ‘Leolher do sopa bem chela de farinha Sstopimenta ab. ‘Cocntros pleados: Limpeascascasdomexilhio,retire The asbarbase ponha-o em égua fria eum pouco de sal durante 23 horas para Jargarimpurezas. Nam tacho largo, faga um refogado com azeite, cebola e alho até querer alourar. Junte-The o vinho, o sumo ea ‘raspa do limao, o ealdo de carne, sal pimenta, e deixe ferver tapado, em ume brando, durante § minutos. Juntos mexilhdes, tape otacho,2deixe ‘cozinhar por mais §minutos,sacudin- do ce vez.em quando até os mexilhes abrizem. Rete o tacho do lame, deine arrefe- cer um pouco ¢, com a ajuda de urna escumadeira, retire os mexilhées para luma travessa. Separe as cascas, dei- xando apenas a que tem o mexilhfo. ‘Numa tacinha, desfaga a farinka com tum poueo do caldo da cozedura, me xendo bem para nfo fazer grumos. Junte esta mistura ao ealdo onde co- zewo mexilho eleve de novo ao lume, mexendo até o molho engrossar um ppouro. No final trture com a varinha migica Retire do lume. Junte as natas € as duas mostardas. Enea a base de um tabuleiro de ir ‘mesa com mexilhdes eom 0 molusco vvirado para cima. Regue com omolho ce salpique com coentros, Faca assim, camada a camada, até termina. ovos cocotie Coloque um tabuleiro com Agua no forno ¢ ligue-o para os 220° C. Escolha o ingrediente principal. (Para este livro optei por cogumelosinteiros ecortei-os em cubinhos,) Leve-o ao lume numa frigideira com azeite para frtar um pouco, Junte de- pois um pouco de cerveja para ferver t6ficar macio. Tempere com uma pi- tada de sal. Pincele 4 tacinhas de ir a0 forno com ‘margarina derretida, Coloque primeiro 0 tomate. Tempere com um pouco de sal, pimenta e alho picado, Coloque a seguir o ingrediente que le- vou frigideira Abraumovoporeadataga(coloque-os com euidado para nao se desmancha- rem) Sobre cada ovo deite uma colher de sopa de natas, Salpique com ceboli nko picado. Cologue as tagas no tabuleiro com gua quente no forno e deixe cozer em bbanho-maria atéa clara ficar branca, Sirva com palitos de pio torrado (orre-os durante o tempo de cozedu- rados Cocotte). pate de figado Ligue forno a 180° C com um ta- buleiro com gua (onde o pat inkar em banho maria). loque todos os ingredientes num copo triturador etriture tudo mui Rectifique os temperos, a gosto. nte bem a forma (de metal ou de nuga)e enfarinhe. ria pasta na forma eleve a0 for- ore a Agua quente, ‘Ao fim de 25 minute palito para verificar deve estar pronto. Se nfo, pode dei- xar mais um pouco, mas é funda- ‘mental que ndo deixe sear paté, al & que fique ligeiramente ro- 1250 9 de figado de aves 2 eolnores de sopa de cobola ralada ‘Lcother de sopa de azeite 10s figados sob gua cor- rente, Limpe-of de todas as nervu- ras. ‘Tempere com o ramo de tomilho, 0 conhaque, 03 cravos (de preferén: cia jd grosseiramente esmagados), o sal ea pimenta mofda na hora ¢ misturebem. rdeira com azeite refo gue a cebola até ficar transparente Acrescente o figado com 0s tempe- 108 ¢ refogue por mais § minutos (6 que a carne fique cozinhada ‘mas rosada ~ nflo cozinhe demas. Retire oramo de tomilho. Coloque © preparado num copo ‘riturador. Junte o sumo de limo e a manteiga e trture até obter uma sa. Rectifique os tem- ‘peros a seu gosto. Joque a pasta num recipiente com tampa hermética e leve ao fri gorifico até o paté ficar consistente. Coloque o queijo num prato que possa ir 20 forno e leve-o a 180° C, durante cerca de 30 minutos, para que 0 ca- lor chegue a0 seu interior e comece a abrir por cima. ‘Sem desligar 0 forno, retire o queijo, regue-o com o mel, salpique-o com ‘as nozes e leve de novo ao forno por mais §-10 minutos deixando © mel borbulhar. Enirctanto, prepare uma cama de ré- ceula no pratodeservir. Comaajudade uma espétula ou escumadeira retire ‘o quefjo do prato de forno e coloque-o sobre a riicula. Sirva com tostas ou crackers. ‘Numa taga, desfaga o queijo grossei- amente com as mos. Tempere com sal, pimenta e sumo de limo. Verta-o tum passador ¢ leve-o assim a0 frigorfico sobre uma taca para onde o liquido possa escorrer. Perto da horade servi, lave os agrides, sseque-o8 num pano ¢ pique-os gros: seiramente. Envalva os agries equ Verifique 08 temperos. Espalhe por cima as nozes em pedacos esirva, Ce ERR Re Te ee Eee eek are es Poured ee) como acompanhamento do prato principal. rel Ke NUL ‘se quiser fazer 0 moiho) Limpe muito bem o salmio de esp: thas e gorcuras. Lave-o sb fgua cor- rente,seque-o com papel absorvente ¢ eoloque-o com a pele virada para boaixo sobreuma flha de peliculaade- rente. Numa taga, misture o sal, agticar € pimenta e deite esta mistura sobre 0 Salmo deforma acobris todo o peixe. Espalhe por cima os ramos inteiros de Endro, Dé viriaa voltae com pe- licula aderente para ficar muito bem fechado. Coloque o embrulho num recipien- te de base dirctae leve a0 frgoriico durante pelo menos 3 dias (é quando fica no ponto). Escorra todos os dias, o liquide que fea no recpiente. salmao curado Retire toda a pelicula e 0 endro e lave bem o salmfio sob Agua corren- te, esfregando para retirar todo 0 sal pimenta, Lave mesmo muito bem! Seque-o com papel absorvente. Esta pronto a cortar com uma faca bem afiada. Sirva simples, ou sobre tostas ou cra- ckers, com motho de Endro (ver pig. 210) ¢ gomos de limo. dica ‘fazer rosas de salmo [Bo ha nada mals simples: Corte 5 fatas do Graviox.Disponha em fils, dda exquerda para a delta, de maneira 2 que cada tra cubra metade da anterior. Enrole da esquerda para a direita e com os dedos eabra as pétalasn, Ea Teorey et aa [aa @ Abra a meloa ao meio, Retire-The as sementes. Com uma colher de gelado, retire a polpa com cuidado, evitandoas partes duras que protegem a casca. ‘Triturea polpa como iogurte, a horte leg cubos degelo. Arranje duas tagas onde encaixem ‘as metades da meloa. Encha as tagas até meio com gelo triturado. Acame a meloa no gelo de maneira a que fi- que segura. Verta-lhe a sopa dentro e espete-The um palito com uma tira de ppresuntoeuma folha de horteld. Sirva imediatamente. Desfaga o miolo da broa. CCozinhe 0 bacalhau e desfaga-o em las- cas, retirando todasas peles eespinhas. iefogue a cebola com azeite até a amolecer (ndlo deve alourar), Rrite as batatas até as amolecer e retire do éleo antes de comegarem a alourar Numa assadeira de ir ao forno coloque por esta ordem: Iaseas de bacalhau, batatas, cebola refogada e a brow des feita. Aqueca azeite com um dente de alho esmagado com pele. Verta sobre toda abroa elevea forno pré-aquecido 180°C. Retire quando a broa estiver tostada. Acompanhe com espinafres ou couve portuguesa, salteados com allo. bacalhau com broa Este 6 0 bacalhau que faco no Jantar da Consoada, porque os meus filhos néo gostam da apresentacso tradicional do bacalhau em posta. Jé partilhei esta receita com muitos amigos, que o fazem no 86 no Natal como noutras ocasides. 0 camaro cu a gamba esto hoje a um prego mais acessivel. Ou seja, estes pratos jé no séo «pequenos Juxos» financeiros @ s30 sempre muito apreciados. Deite og camarses com sal ¢ retire-os para um dor de rede quando ficarem rosado ‘Mergulhe-os em ‘gua com gelo para arrefecerem rapidamente e deixe-os a Numa taca, misture as natas com a salsa picada, umas gotas de limo (mexer bem para no talhar), sal e pimenta. Misture os camarbes n preparado e coloque numa assadeira dein ao forno, Misture oazeite com a broa desfiada ¢ espalhe sobre os earnarses, Leve ao forno para tostar € decore com raminhos de salsa Em vez de atun, pode usar frango ou borrego cortados. ‘em pequenos pedaces sara cozinharem rapidemente, Noses ease doixe ertufar durante um pot caril de atu Dissolva o caril em vinagre de sidra até ficar uma pasta mole. Junte o gengibre, agatrao ¢ polpa de tomate. Refogue no éleo de palma a cebola cortada és rodelas finas, os alhos (sem pele, esmagados e cortados grosseira- snte) €0 pimento.em tiras. Quando a cebola estiver ligeiramente alourada, junte os paus de eanela, a flor de anis, a pasta de caril eo atum. (Cuidado para mio desfazer muito 0 tum!) ‘Deixe estufar um pouco em lume bran- do, junte o leite de coco, envolva com ccuidaclo e deixe apurar um minuto. Sirva com arroz basmati e pao Naan. NEMEC eee euke eee uae eed ll eae ere ence Eee dele alae ae are acl CoS eRe ge ele nee! eke aw lesa Marge Cees Mem lage tee iti Corte as tiras de choco em cubos. ‘Temrere com os dentes de alho es ‘magaddos, 0 vinho, o sumo de limdo e a pimenta (atengSo que as tiras sto ssalgadas ~ nfo junte sal). Corteascebolas em fata, Corte grosseiramente o tomate. Descasque as batatas e corte-2s em ccuibos e deite-thes umas (poucas) pe- das de sal gross No fundo da cataplana coloqus por ccamadias: metade da cebola, 0 toma- te, as tiras de choco com 0 tempero, as bacatas, 0 resto da eebola e afolha de louro. Regue com o azeite ea égua. Junteo atado de coentros. Fecheacataplanaedeixe corer emlume ‘brando durante 40 minutos ~ameiodo temps, vireacataplana. Use luvasaltas, neste procedimento para evitar poten- ciais queimaduras! Na hora de servir, decore com coen- chocos na cataplana Ly EC an aie ea eur ace ey ease eee ra re ee ee era ieee Pee ae eee Pe Ce ee er ete ee rcs haa ed ers Pata do lg Deixe descongelar 0 camaro e as de- Iieias do mar. (Pique ou triture gros- seiramente as delicias do mar quando estiverem descongeladas.) Coza o peixe em égua com sal (no deite fora agua da cozedura). Retire todas as peles e espinhas e desfaga-o em lascas. Na frigideira refogue o alho-francés em azeite, em ume médio. Quando ccomecar a ficar seco, junte um poueo docaldoem que cozev'o peixe. Quando estiver cozido,junte um caldo de carne ‘em pedacinhos. Faca um bechamel grosso com Jeite fe caldo de peixe. Retire-o do lume e tempere-o com umas gotas de sumo de limo, pimenta, noz-moscada esal. Se usar de compra, tempere-o tam- ‘bém, mas nfo junte sal. Unte uma assadeira de ir a0 forno coloque em camadas por esta orden: alho-franvés, peixe, camario, deliciss do mar emolho bechamel até cobrit. Abaneaassadeira para acamar. Cubra ‘com pao ralado ou broa desfetta e leve a0 forno 180° C até tostar um pouco. Pole acompanhar com arroz branco, soltinho eu servir mesmo assim. Esta receita foi-me passada pela minha sogra e avé dos meus filhos, que 0 faz sempre que hé um jantar volante em casa. do fiz varias vezes e é sempre um sucesso! Obrigada, dona Ana, por esta delicial empaddao de arroz ‘Cora o arroz em égua com sal. A parte, esmague o atum e os ovos ‘com um garfo. Junte a maionese e en- vvolva tudo muito bem, Unte com maionese uma assadeira de irao forno, Coloque metade do arroz ea Espalhe a mistura de atum, ovos ‘emaionese, Cubra como restante arroz.e alise. Com as costas de uma colher, espalhe ‘uma fina camada de maionese sobre conto, a camada superior de arroz. ear ee en ee Leve ao forno até alourar. eee ee Sirva bem quente com salada eazeito- Pea nas pretas. Fee ace ee eRe Ie, Re Tanto para rafalcSes volantes, como para refeleBas am familia, este empadio tem 0 travo de acidez do vinagre que é usado para temperar 0 peixe. Se gosta, experimenta! com grelos ‘1g eo batatas (ou puré congetacey Margarina, latte, sl, pment, inez-moscada a. 1500 9 de peixe rainho (pescala, maruca, cherne) 2,5 alde vinagre ‘Velde axatee ‘Salsa pleada ‘400 9 de grelos 2 dantes de alho pleados Tgema Coza as batatas sem pele, desfaga-as em puré, junte leite quente e a mar- garina até o puré ter uma boa consis- téncia e tempere-o com sal, pimenta e noz-moscada (no caso de puré conge lado sign as instrugdes da embalagern ‘eapure também com os temperos). Cozaopeixeem aguacom:al,retirethe fa pele e as espinhas e lasque-o para uma tigela. Sobre o peixe deite oazeite, ‘ovinagre, a salsa picada eum pouco de pimenta mofda. Envolva bem com cui- dado para nfioespapagar 0 peixe. Coza os grelos e salteie-2s com alho, numa frigideira, com um pouco de azeite, Numa assadeira de forno coloque metade do puré, fazendo uma cavida- de a todo © comprimente. Coloque af metade do peixe, sobre ele os grelos salteados, depois 0 restodo peixe efi nalmente cubra com o restante purée alise, Pincele com gema de ovo e leve a0 forno bem quente para alourat. nota descongelar. (Os camarées devem des- ccengelar mum passador de rede, para pperderem todo o liquido,) Pique finamente os dentes dealho. ‘Numa frigideira, leve o alho a refogar ‘em azeite. Quando comegar a querer alourar, junte 0 esparregado > dei xe apurar um pouco, mexendo com colher de pau. Jeate uma colher de farinha e mexa bem para evitar grumos. Deite en- sar um pouco. Tempere com sal, pimenta e sumo de limo. Retire do ume e junte os camarées bem escor~ ridos a0 preparado ainda quente. En- volva bem. ‘Verta este preparado numa assideira de forno. Cubra com as natas liqui das. Remate com quefjo ralado e leve 0 forno pré-aquecido a 180° C até 0 queijo derreter ealourar (cerca de tga 20 minutos). ‘Acompanhe com arroz branco solto, ‘ox simples, como entrada. esparregado de camarao ‘Numa festa de passagem de ano em minha casa, a minha amiga Lurdes, que trata do reu cabelo na SIC, troure esta delicia que desapereceu num Spice! Tinha-the sido dada por uma outra amiga, que provavelmente a recebeu de outra amiga. Obrigada, Lurdes, Por esie esparregado de comer e chorar per mets! Esta é uma invenco caseira destinada a «convencer» as criangas que ndo gostam de peixe, mas gostam de banana. E também uma pequena homenagem & Madeira e ao seu famoso espada-preto com banana, que adoro! Tempere os filetes com umas pedri- thas de sal ¢ 0 sumo de liméo. Enrole cada filete em 1/4 de banana ¢ prenda com um palito. Numa frigideira com um pouco de azeite, eve a cebola a refogar ligeira mente, Junte o vinho, a gua eo sumo de Kinzio do tempero. jando levantar fervura, mergulhe 0s rolos de peixe no caldo ¢ deixe co- zinhar alguns minutos até que o peixe ‘Bque macic Fetire o filetese mantenha-cs quentes. ‘Triture o caldo e prepare o molho: der- seta amanteiga ejuntea farinhae ocaril (como no bechamel). Sempremexendo, jjunteas natas eo caldoa pouso.epouco. ‘O molho deve icar cremoso. Rectifique ‘os temperos everta sobre os filetes. hambiicquerces de peixe? 400g debatatee rempere os! odes acogsem io ‘Tempers os flee comm pov desat ‘eoacenate Deseangue as bastas © coa-as em tow ‘gua com sal. Passe-as no passe-vite. Veolher de chs genetbretresco,raiade _Junte a manteiga, envolva ¢ deixe ar- ‘Sana plead a Copcionad ‘efecer. (Se usar puré congelado leve-o Ss’ 5 minutos ao micro-ondas sem adicio- ado ‘ar leite. Mexa. Leve mais 5 minutos. Retire, junte a manteiga, envolva bem ce deixe arrefecer. O puré tem de fcar ‘ilinho para se poder moldar) Enquanto o puré arrefece cazinhe os fi- Jetes no micro-ondas durante 3 ou 4mi- nota :nuutos com o liquido de tempero. Se for Eee ‘pou, junte um pouco de fgua. Se 08 Lrgdisei crossed cater filetes forem congelados cozinham na_ Bhipiineeeterem prépria 4gua da descongelasso. eee ‘Deite fora o liquido ¢ esmague os filetes eas eet com um garfo, Cn unte o peixe, o ovo levemente batido, a salsa picada e 0 gengibre ao puré. Seo preparado nio estiver suficiente- mente moldavel, junte-lhe um pouco de pio ralado, Reet Tem Retifigue os temperos: sal, pimenta ¢ eee S MEN n0z-moscada, COAT SEU CNEN Enfarinhe as mios. Faca bolas deste CTW eM Meiseay| preparado achate-as um pouco, molde Remi Merecteneteersns 0 mblingueres, passe-os muito bem Bee ESE] por plo ralado e aloure-os dos dois Ooo na Jados numa frigideira com margarina (olumenio deve estar muito forte para nifo queimar a margarina). Deixe espago na figideira para os po- der virar 4 vontade, evitando que se r ; ae desmanchem. Esta 6 uma receits ideal para uma refei¢So ligeira Sirva os hambGrgueres quentes co- e gue convence as criangas a comer peixe, bertos com molho de tomate caseiro (78 que tem formato de hamburguer. quente (pig. 214) ou motho de alho (Pig. 209), comona fotografia. nota ‘Como o presunto id tem sal, reduza ‘sal que uss no tempero do pete. peixe com presunto WM alel (ol atot—) ‘Tempere o peixe com sal, pimenta esumo de limio, com antecedéncia. ‘Numa frigideira com azeite refogue a ‘cebola ¢ 0 alho até alourarem ligeira ‘mente. Deite este refogado no fundo de uma assadeira de forno. ‘Abra 0s lombos ou tranches com uma _golpe transversal sem atravessar to- ‘almente, coloque o presunto, feche, como um livro. Em prinefpio nao ne- cessita de prender com palito. Se usar filetes, coloque o presunto, dobre ou enrole e prenda com um palito. Cologue © peixe sobre a cebolada. Em redor deite colheradas de puré de ba- tata eajeite com um garfo. Cubra 0 topo ¢ laterais do peixe com ‘uma maionese densa e espalhe bem. Leve a forno pré-aquecido 200° C du- ‘ante cerca de meia hora, dependendo da espessura dos filet Decore com tiras de pimento ¢ azei- tonas. ere peer ead a ae eae aa Pee tend eae tee ee ee pescada com broa ae Deixe os lomibos a descongelar nutn recipiente com leite. Depois de des- congelados tempere-os com o sumo € araspa de limo, sal, pimenta e 0 alho ricado. Quanto mais temponesta ma- rinada, melhor. Nama assadeira de forno, coloque no fando 0 bacon, 0 pimento ¢ a cebola, Jante o Kiquido da marinade. Esfarele o miolo da broa, junte-The orégios a gosto € passe muito bem «s pedacos de peixe por esta mistura, Calque bem para agarrarem 0 maxi mo de broa possivel. Coloque-os na assadeirn Yerta 0 azeite sobre o peixe ¢ leve a forno pré-aquecido a 180° C até estar cozinhado (30 a 40 minutos}. ‘Acompanhe com batatas dicbesse ou oisete. ee ee ee on ae Ye eae gee eI ee) ee Were eee Ipolve de1,522kg ‘Azeite 2 cobolas cortadas bs rodelaa ‘4 dontes de sino pleads 1 fetta de loure Sordes de plmenta ‘ie preferéneia da Jamaiea) 2 colores ce cxd de massa de plmento. 2 plipits Intel (som abe) saab. ‘cope de vinhotinte madre Touevinhe de cheirow ‘moranguelre) se consegul] Se fresco, impe muito bem o polvo e sove-o um pouco para fcar mais tenr esoltaraareia , Se congelado, eixe-o descongelar. Corte-o em pedagos médios (nfo se ‘esqueca de que o polvo cozinhado en- colhe). ‘Num tacho de barro, refogue ls mente cebolae o alho no azeite. Jur teo polvo,o loure,a pimenta em gro, ‘8 eravos inteiros, a massa de pimer: ‘tho € 0s piripiris. Mexa, tage 0 tacho e deixe 0 polvo ‘cozer no seu proprio suor em lume ‘miédiio-brando. Passados 30 minutos. aproximads mente verifique se o polvo esti cozido. Se sim, junte-The o vinho, veja se pre cisa de sale forte durante mais 5 minutos com 0 te~ cho destapado. Coza o polvo como indicado na pig. 224 ecorte-o.em pedacos médios. Lave muito bemas batatas,corte-as aomeio ecoza-2s com pele em Sigua com sal. No final retire-thes a pele. ‘Numa frigideira com oazeite levea refogar a cebola, 0 alho, chourigo, pimento e louro. Quando a cebola comegar a querer alourar, junte as ‘metades dos tomates-cereja ea ma- lagueta. Mexa e deixe refogar mais tum pouco. Verta o vinho ¢ a gua, tempere com uma pitada de sal ¢ deixe ferver, para apurar, em lume médio, durante 5 minutos. ‘Numa assadeira de forno coloque ‘no meio os pedagos de polvo e as batatas cozidas em redor. Espalhe por cima a cebolada e leve a forno pré-aquecido a 200° C durante 10 15 minutos. ‘Antes de servi, polvilhe com salsa pieada. Pode decorar com pio frito ou tostado. polvo no forno @ Colorido e apetitoso... Este é daqueles pratos que deixa um cheirinho maravilhoso pela casa e que chama todos para a mesa. ‘Descongele os filetes¢pique-os em cru. Demolhe as carcagas num ponco de JeiteEsprema beme piquemuio bem (outziture). "Numa tigela deite o peixe,o plo, a far sha,asalsa eo ovobatida, Envoha bem ccomas mos etempere com sal, pimen- ‘a, noz-moscada eo sumo de limio, Core uma folha de aluminio de ta ‘manho suliciente para cobrir 0 rolo, com folga. Ute muito bem de margatina e pol: vilhe com farinha. Coloque no meio metade do preparado de peixe,cal- cando um pouco, e coloque af os dois ‘ovos cozidos. Cubra com 0 restante, éando-the forma de rolo. Em cima es- palhe pedacinhos de margarina Feche muito bem o papel de aluminio de maneira a que 0 papel nfo toque no rolo. Coloque num tabuleir> de ir 20 fornoeleve a forno pré-aquecido a 220°C durante 30a 40 minutos. [Na hora de servir regue-o com motho Ge tomate caseiro quente. _ nota Ayton eS rolo de peixe quente ou frio Uma solugSo econémica e de excelente apresentacdo para filetes congelados, Para este rolo eu prefiro usar ‘eixe mais macio como o peixe-gato. alcatra acoriana Pré-aquega 0 forno a 160° C. Corte a carne em pedagos pequenos fe tempere com sal. No recipiente de barro coloque por cesta ordem: earne, bacon, banka, ce- bola, alho, louro, pimenta em gro, ‘cravos-cabecinha e pau de canela. Regue como vinho até cobrir eleve 20 forno durante cerca de 2horas. Quan- doa carne ficar tostada é quando esté zo ponto. Leva-se & mesa bem quente ou, mes- ‘mo, ainda a ferver. Acompanhe com batata cozida, Nos Agores come-se apenas com 0 Pio de Massa Sovada, um plo doce tipo folar tipico das festas do Espirito Santo, Geka uN a lace eM oa Er lel ied en NY FT ey stg ea RO Pe Ne ae eee Cae oer! S00 ode ies ‘Coza as batatas com peleem aguacom each pore, ange ou par) Sel Deyois de osidas retire lhes @ scmenesope ao merpurea Toe oe nee ae 3 Seahersd fe crte-ase rodlas fas sete Corte os bifes em dots ou tr, fem- Timunge denescada ecortaom fates _pere com sal pimentaefriteos em 2 eben rdela irae Gas eotheres de mangarina st Rex- eoto rine Secret rem losis ~ nil debe queimar a othe detomate casero smargarina Retireos para um pratoejunte 2 dl Sn de agua gordura da fritura des bil dete ferver cerca de 2 minutos mexa Fagan detomatecaeire como indiado na pag 215 deste vr ‘Unte uma assadeira de forno e colo- gue por camatas alteradae.bata- ta/molio de. tomate/carne/cebo- Ta/manga/quefjo ralado ~repta até acabar. No inal regu com omotho da fetara ds bites. Tevea ornopré-aquecioa i8o°Caté Descobri esta receita por acaso,quando procurava novas receitas qusjoderreter ecomerar 3 test ‘para bifes, Teste! a versio original com mac, mas o meu filo sugerlu que, em vez de mag, colocasse manga e molho de tomate. Ficou um prato agridece muito mais seboroso! nota Set ere es ee er nes Num Jantar em casa de uma amiga, ela serviu uma deliciosa empada de caca. No perdi tempo para a fazer na verséo mais econémica. E 0 resultado... bem... a tarte desapareceu em menos de nada! OT Ma (Mee ‘2pernas intaras de frange (com coxa) 2eoxas de pato ‘Lathoiea de capa Moia ata de tomate aes pecaros ‘Teube de ealde galinha ‘Teabeta pleada 200 mi mothe becharmal 2 hases rodondas de massa fothada ‘1gema e uns plages “de ete para pincelar Coza muito bem as carnes em gua com sal até ficarem muito macias. Coxa A parte a alheira. Deixe arrefe- cer. Desfie as cares grosseiramente ¢ retire pele da alheira. Leve a cebola a refogar num pouco de azeite. Quando comegar a querer alou- za, junteofrango, 0 pato,otomatee o caldoe deixefervilhar um pouco. uate ‘a alheira de caga mal desfeita e 0 be- cchamel. Envolva bem e retire do lume. Retifiqueos temperos de sal epimerta. ‘Coloque uma base de massa folheda ‘no fundo da tarteira de fundo amovt vel, deixando as extremidades para fora. Pique o fundo com um garfo. Recheie e cubra com a outra base. ‘Aperte bem as exiremidades das ‘duas placas e corte a massa exceden- te. Aproveite esses pedacinhos de ‘massa para decorar. Pique ao de leve ‘topo da massa, pincele com a mistu- ra da gema edo leiteeleve ao forno a 200° C até ficar douradinha. Deixe-a arrefecer um pouco, antes de desenformar. ‘Acompanhe com uma boa salada!