Você está na página 1de 178

~ 1 ~

O primeiro amor juvenil foi desviado pelos sonhos que os levaram em duas viagens diferentes, mas um vínculo desconhecido coloca-os juntos novamente. Devi Porter, uma esperançosa tatuadora de Dallas, está tentando viver sua vida da melhor forma possível, mas nunca foi capaz de esquecer o amor que teve com Seth. Seth, o baixista da popular banda My Misery Muse, vem lutando com seus companheiros de banda pelo estilo de vida que eles vivem agora.

A banda decide ir para casa em Dallas para trabalhar em seu álbum mais recente, bem como para resolver os seus problemas longe do olhar da mídia. Seth e Devi se encontram novamente e ambos percebem que têm muita coisa a trabalharem juntos. À medida que se reencontram, a vida e obstáculos são jogados para eles a todo o momento. Eles serão capazes de superá-los para se tornarem a família que eles nunca tiveram?

~ 2 ~

Capítulo Um

Deus, eu odeio as mulheres naquela escola Bufei enquanto caminhava para a minha estação jogando minhas chaves e minha bolsa antes de me virar para o meu melhor amigo e patrão Crispin.

Se você odeia tanto, então por que o colocou lá? Crispin não se

incomodou em tirar os olhos do esboço em que estava trabalhando, esta era uma

conversa frequente.

Você sabe por que Eu disse. É a melhor creche na área que eu

posso pagar. E não são das professoras que eu não gosto, são apenas as outras

mães que olham para mim como se eu fosse uma barata. Crispin olhou por cima de seu esboço, então eu soube imediatamente pelo seu olhar o que ele ia dizer.

Ninguém pode fazer você se sentir inferior sem o seu consentimento 1

Disse ele ao mesmo tempo que eu, ele olhou para mim e sorriu. Em seguida, disse: Se é realmente tão ruim Dev, por que não coloca Jaks para fora dessa escola, ele pode ficar aqui na loja enquanto você trabalha até que possa encontrar uma nova creche?

Cris, eu agradeço a oferta, mas você e eu sabemos que não podemos

ter uma criança de dois anos correndo ao redor de um estúdio de tatuagem. Eu vou lidar com as mulheres como sempre, ignorá-las e murmurar maldições que fariam suas mamas de plástico fugir correndo. Terminado meu minidiscurso do período da manhã, comecei o trabalho

do meu primeiro compromisso do dia na minha estação. Ainda era cedo quando

1 Frase de Eleanor Roosevelt

~ 3 ~

terminei, então decidi ir a loja ao lado para pegar uma xícara de café para mim e para Cris. Eu amava trabalhar no turno do dia da loja mais do que esperava. Até que descobri que estava grávida, sempre insisti em trabalhar a noite, que era quando a maior parte da ação acontecia, e quando era mais movimentado. Eu descobri, no entanto, que trabalhando durante o dia teria mais tempo para trabalhar em meus desenhos. E que também teria mais um monte desse tipo de serviço. Fazer o mesmo flash 2 uma e outra vez ficava um pouco entediante depois de um tempo. Eu sempre tentava mudar os flashs, tornando-os de alguma forma exclusivos para cada cliente, mas ainda é mais significativo ter alguém confiando em mim o suficiente para fazer uma tatuagem com a minha própria arte em seu corpo.

Entrei na cafeteria ao lado e fui instantaneamente saudada pelo cheiro de café fresco, inspirei profundamente e fechei brevemente os olhos, nada era melhor do que o café do Joe’s Café. Subi e encomendei para Cris e para mim nossos cafés de sempre, um latte mocha para ele e um café com latte e mel para mim. Enquanto espero por nossas bebidas olho ao redor do café, reconheço algumas das pessoas da região, outros são jovens universitários que passeiam por ali curtindo o verão. Eu pago e pego nossas bebidas quando olho para o canto e quase derrubo o café. Sentado no canto está a última pessoa que eu esperava ver de novo, Seth. Porra, ele parece tão lindo como sempre. Eu sabia que em pé, ele media 1,88 metros. Ele tem ombros largos que se afunilavam para baixo estreitando-se nos quadris, os músculos bem definidos e fortes como os de um nadador. Seu cabelo escuro estava desgrenhado e despenteado como sempre e aqueles olhos, os olhos que me perseguiram por mais de dois anos eram da cor da grama em uma primavera depois da chuva. Ele tinha os lábios que eram feitos para o pecado, cheios, exuberantes e eu ainda me lembrava de mordê-los e ao piercing em seu lábio com o qual eu gostava de brincar. Seu nariz tinha a curva no meio de quando meu irmão o tinha quebrado anos atrás, e as maçãs do seu rosto que a maioria das mulheres mataria para ter, estava coberta com uma barba de um ou dois dias. Eu ainda podia imaginar como seus olhos escureciam quando ele está com raiva ou excitado. Ainda me lembrava de seu

2 Um flash de tatuagem é um modelo de tatuagem impressa ou desenhada, que pode ser considerada como uma espécie de designer industrial. Normalmente exibido na parede dos estúdios de tatuagem.

~ 4 ~

cheiro, que era completamente Seth, picante e completamente masculino. Ele estava vestido como ele sempre se vestia, uma camisa de rock vintage que se agarrava a seu peito, jeans desgastados que moldavam perfeitamente sua bunda e coxas, botas pretas, seu piercing labial estava a mostra e suas tatuagens espreitavam para fora das mangas de sua camisa. Aquele homem poderia fazer coisas comigo, tanto que meu corpo se iluminava como fogos de artifício, mas isso não significava que eu queria vê-lo novamente. Não tenho certeza se ele me viu ou não e não tenho nenhuma intenção de descobrir, então corri para a porta aberta e quase caí para trás de volta à loja de tatuagem batendo a porta quando passei. Corri para dentro e joguei o latte de Cris para ele e fui rapidamente para parte de trás da loja, no quarto onde guardamos todos os nossos equipamentos e fechei a porta. Tive que me sentar e colocar a cabeça entre minhas pernas, tentando me impedir de desmaiar. Ouvi a porta se abrir e olhei para cima para ver Cris ali com um olhar preocupado em seu rosto. Dev, qual é o problema? Parece que você viu um fantasma Disse

Cris.

Com isso, eu começo a rir porque era melhor do que chorar.

***

Eu a vi caminhando para a cafeteria e não tinha certeza do que fazer. Deus, ela estava linda, mas, novamente, ela sempre foi. Ela mudou seu cabelo de novo, desta vez ela usava um corte curto e espetado, tingido de preto com mechas roxas. Parecia também que ela tinha tanto feito novas tatuagens quanto colocado novos piercings desde a última vez em que a vi, mas eu poderia reconhecê-la em qualquer lugar. Ela ainda tinha um corpo que com apenas um olhar me deixava duro. Ela tinha talvez uns 1,65 metros, seus pequenos seios eram lindos com um rosado colorindo seus mamilos, quadris levemente inchados para fora de sua cintura e pernas que sempre pareciam incríveis em suas meias arrastão favoritas. Seu rosto me fez parar como de costume, ela parecia uma fada, suas pequenas feições suaves, o lábio inferior exuberante que ela mordia quando estava nervosa, seus lindos olhos azuis celestes eram grandes, estilo anime. Ela parecia suave e vulnerável, mas eu a conhecia bem,

~ 5 ~

ela foi forte e autossuficiente durante o tempo que eu a conheci. Ela tinha que ser assim, não era como se ela fosse sempre boa o suficiente para seus pais e eles a lembravam disso diariamente. Ela estava como de costume, vestida com roupas completamente originais para Devi, um top branco apertado contornando suas curvas que terminavam logo acima do umbigo, um piercing sexy em seu umbigo que brilhava com a luz. Calças pretas apertadas de cintura baixa que moldavam sua bunda e apertava, mostrando uma quantidade de pele tentadora e sua marca, as engraxadas botas de combate. Deus, eu sentia falta dela, e era uma piada cruel do destino ela entrar nessa cafeteria no primeiro dia em que eu

voltei para casa? Quando se virou e me viu, ficou ainda mais pálida que sua pele normal de porcelana, e eu fiquei preocupado que ela pudesse desmaiar, mas não, não minha Devi, ela nunca mostraria uma fraqueza. Eu estava prestes a me levantar e dizer oi quando ela correu da cafeteria como se os cães do inferno estivessem atrás dela, e pelo que sei, eles estavam. Levantei-me e caminhei até a barista e perguntei: Ei, a mulher que estava aqui, ela vem sempre aqui? A barista olhou para mim com cautela.

Você quer dizer Dev, sim ela vem aqui todas as manhãs, por quê?

Você sabe onde posso encontrá-la? Perguntei.

Sim, com certeza, ela trabalha ao lado no Pin’s Ink, tenho alguns cartões de visita deles, se você quiser um. Estão em cima do balcão Com isso, ela se virou e foi atender o próximo cliente. Peguei um cartão e olhei para baixo, Devlin Porter - Artista. Huh, então ela finalmente conseguiu. Eu sorri com a lembrança de nós dois em nosso apartamento de merda, Devi com seu bloco de desenho trabalhando em algo como de costume, e eu atrás dela beijando seu pescoço e tentando quebrar sua concentração. Nunca funcionou, ela apenas se encolhia e voltava para seu desenho. Na época, ela ia para a escola de arte, e trabalhava em uma loja obscura como estagiária fazendo flash genéricos que ela tentava apimentar sem Trix, seu mentor, descobrir. Ele sempre soube, embora nunca dissesse nada a ela sobre isso.

Eu saí para o sol tirando os meus óculos do bolso e colocando-os em seguida, caminhei pela loja, mas não consegui ver Devi dentro. Oh, bem,

~ 6 ~

pensei, iria encontrá-la em breve e nisso eu estava malditamente determinado. Fui até o meu Chevelle 6772 SS Coupe e entrei assim que o meu celular tocou. Rapidamente puxei-o para fora do meu bolso, olhando para baixo, suspirei e respondi. Estou indo agora Rosnei e desliguei, olhando mais uma vez para a sala onde Devi trabalhava, e saí.

~ 7 ~

Capítulo Dois

Crispin ainda estava me observando depois dos meus risos histéricos e eu sabia que não me safaria sem dizer a ele o que estava errado. A preocupação estava estampada em seu rosto. Ele me conhecia muito bem para saber que algo estava errado, e eu podia muito bem acabar com isso. Olhei-o nos olhos e disse: Seth voltou. Isso foi tudo que precisou para Crispin estar ao meu lado em um segundo. Voltou. O que você quer dizer com voltou, e, como você sabe? Perguntou.

Eu o vi ao lado, no Joe.

Oh maldito Foi tudo o que conseguiu dizer e resumia tudo para mim

também. Levantei e olhei para o meu amigo de novo.

Eu preciso ir em frente, tenho um compromisso em poucos minutos e

quero checar minha estação. Afastei-me e saí, na esperança de que se mergulhasse no meu trabalho não teria que pensar sobre Seth e o que seu retorno significava, e o pior de tudo, como ainda com apenas um olhar ele poderia me afetar como ninguém mais podia. Andei até o estéreo em meu caminho para a minha estação, e coloquei Sevendust 3 em volume alto. Olhei para o relógio e dei uma dupla checada, como eram 05:00 horas? Estava quase terminando a obra em que estava trabalhando, mas sabia que

3 Sevendust é uma banda de metal alternativo criada em Atlanta, Georgia.

~ 8 ~

tinha outro compromisso depois deste, e nunca sairia a tempo de pegar Jaks.

Olhei e vi Cris terminar de tatuar seu cliente e discutir cuidados posteriores.

Ei Cris, quanto tempo até o seu próximo compromisso?

Ele olhou para o relógio.

Cerca de uma hora, por que, precisa de mim para buscar Jaks?

Se você não se importa, eu estou quase acabando aqui. Então tenho

mais um que deve chegar a qualquer momento e tudo está preparado para ele.

Não deve demorar mais de uma hora ou algo assim Olhei para Jules, nosso técnico da loja. Hey Jules, você se importa de ficar de babá um pouco, a próxima rodada é por minha conta na noite das margaritas? Jules olhou e riu.

Dev, você não tem que me subornar para tomar conta desse anjinho,

mas eu ainda vou aceitar a noite das margaritas. Com Jaks sendo cuidado, voltei para a faixa tribal do braço que estava trabalhando e terminei de colorir tudo com a tinta preta indiana. Cris terminou com seu cliente, me deu um aceno e saiu para pegar Jaks. Assim que meu cliente estava saindo pela porta, Cris entrou carregando

Jaks. Ele me viu e começou a gritar e se mexer para Cris soltá-lo. Cris colocou-

o para baixo e seus pés mal tocaram o chão quando Jaks veio para mim. Agarrei-

o e beijei-o. Ele olhou para mim e me deu seu sorriso torto, e me lembrei de quando vi Seth na cafeteria esta manhã. Olhar para Jaks era como olhar para uma cópia de Seth. O cabelo preto e olhos verdes, covinha na bochecha esquerda

e o sorriso torto que ganhava o coração das mulheres em todos os lugares. A

única parte de mim que eu via em meu filho era os vincos que se formavam entre as sobrancelhas quando ele estava chateado.

Hey baby, como foi a escola? Perguntei a Jaks.

Boa, Moli me beijou de novo Respondeu Jaks.

Eu ri, meu filho era um mulherengo assim como o pai.

Ok baby, a mamãe está quase pronta, por que não vai brincar com

Jules, enquanto eu termino? Ok, mamãe Respondeu ele e coloquei-o no chão e observei-o escapar.

~ 9 ~

Olhei para Cris e peguei-o disfarçando uma risada por Jaks ter sido beijado novamente na escola. Ele olhou para cima e piscou para mim, em seguida caminhou até sua estação e começou a se preparar para o seu próximo cliente. Eu dei mais um beijo em Jaks e fui fazer o mesmo enquanto Jules levava Jaks ao escritório para brincar enquanto eu terminava com o meu trabalho.

***

Olhei pela janela da loja e vi o seu trabalho, e caramba, ela era incrível. Eu ainda não podia acreditar que se passaram quase três anos desde que eu a vi pela última vez. Ela tinha 19 anos então, e eu tinha 21, ambos, garotos estúpidos apaixonados. Ela nunca vacilou em seus planos ou na sua visão para sua vida, enquanto eu mergulhava na minha música com os rapazes e ficava a toa, sem levar realmente nada a sério até que fiz 20 anos. A grande razão pela qual eu levei algo a sério foi por causa dela, ela tinha tudo planejado com 16 anos de idade, entrar na escola de arte, passar as noites como aprendiz de tatuadora e iniciar sua carreira com 20 anos. Ela até se esforçou para se formar um ano mais cedo no colégio, para que pudesse tornar seu sonho realidade. Tudo o que eu estava fazendo era brincar com meu baixo e beber com os caras, e decidir que se ela podia ir atrás de seus sonhos, então eu também poderia Eu lhe devia muito. Olhei para ela novamente e a vi sorrindo e rindo de algo que seu cliente disse. Dei outra rápida olhada ao redor da loja e vi Cris sentado em frente a ela com seu próprio cliente rindo, hmm então ela está trabalhando com Cris agora, eu não esperava isso. Abri a porta e entrei, nenhum deles olhou para cima imediatamente, seu cliente estava perguntando a ela sobre suas tatuagens e, em seguida, chamou sua atenção para uma em particular que estava em seu antebraço. Eu não pude deixar de rir, lembrando a história sobre a Pin-up dos anos 50 sentada em uma pose provocante segurando uma arma tatuada em seu antebraço. Ela parou o que estava fazendo quando me ouviu rir e olhou para mim. Quando olhei em seus olhos, pela primeira vez não tive certeza do que vi neles, parecia pânico, mas eu afastei isso. Ela conseguiu essa tatuagem especifica em Los Angeles, cinco anos atrás Eu disse. Ela sempre foi fã de garotas pin-up e armas em tatuagens

~ 10 ~

Olhei para cima e nossos olhos se encontraram. Seu cliente olhou de mim para ela e decidiu não comentar nada. Nós apenas olhamos um para o outro e a tensão estava se construindo

entre nós, como sempre acontecia ela lambeu o lábio inferior e não pude deixar de notar a agitação em minhas calças. Então, ela olhou para o seu trabalho e não olhou novamente para cima. Nesse ponto, Cris terminou com seu trabalho, se levantou e andou até mim.

Ei Seth quanto tempo, como você está? Perguntou.

Lancei um olhar para trás, para Devi respondendo: Oh, você sabe,

turnês, trabalhando no estúdio.

Ele sorriu. Parece divertido, então está só você na cidade ou estão todos os meninos de volta?

Estamos todos de volta por um tempo. Xavier montou um estúdio em

sua casa e decidimos trabalhar neste álbum em casa. Notei Cris atirar um olhar em direção a Devi e não pude deixar de olhar para cima; ela ainda estava me ignorando cuidadosamente.

Bem, eu terminei pela noite Seth, quer sair e tomar uma cerveja ou duas, conversar e tudo isso? Só então um cara veio de algum lugar na parte de trás, ele parecia vagamente familiar, mas eu não consegui me lembrar.

Dev, seu monstro estava usando meus lápis novamente. Eu tive que

apontá-los de novo, essa é a terceira vez nesta semana Ele disse.

Ela olhou para cima e sorriu para ele.

Sim, bem, se você colocasse sua merda no alto, ele não conseguiria alcançá-los, não é? Ele olhou para Cris.

Você não vai dizer nada, não é? Perguntou ele.

Cris olhou para ele.

Não, porque eu tive que pegá-los do chão de novo, então os deixei em

cima da mesa para ele colorir com eles, então comece a colocar suas coisas no

alto Cris balançou a cabeça e olhou para mim novamente. Então, o que você diz sobre as cervejas?

~ 11 ~

O cara pisou fora resmungando baixinho. Olhei para Devi e vi que ela estava terminando com seu cliente. Em seguida, uma porta se abriu e com um guincho, um garotinho correu para fora da sala rindo e uma menina correndo atrás dele. Cris virou e o menino saltou nele rindo o tempo todo, enquanto a garota estava murmurando baixinho. Cris olhou para mim e depois para Devi, que tinha parado o que estava fazendo para olhar para a criança. Eu dei a minha primeira boa olhada nele e senti como se um soco tivesse tirado todo o ar do meu corpo enquanto olhava para o meu rosto nesse pequeno garoto.

~ 12 ~

Capítulo Três

Tudo o que eu podia fazer era olhar enquanto Jaks corria para fora do escritório com Jules perseguindo-o. Eu sabia que em algum momento Seth descobriria sobre Jaks, eu nunca soube o que ou como lhe diria. Depois que ele saiu para LA e para seu contrato com a gravadora, eu descobri que estava grávida. Tentei entrar em contato com ele, mas estava sempre no estúdio, ou tinha um show. Finalmente tentei de novo, e uma mulher me respondeu dizendo que Seth não estava mais disponível, e que eu podia parar de ligar para o seu noivo, que ambos pensavam que eu era patética por ainda insistir em falar com ele. Depois eu parei, coloquei a minha vida de volta nos trilhos e comecei a

trabalhar para Crispin quando ele abriu a loja, e fiz uma família para mim e para o meu filho com sua ajuda. Eu sabia que Cris queria mais, e ele também entendia que eu não poderia dar isso. Primeiro, eu tinha que superar Seth, e eu tinha Jaks para cuidar, e ele estava ao meu lado me ajudando de qualquer maneira que podia e por isso seria eternamente grata a ele. Olhei para Seth e ele apenas ficou lá olhando para Jaks. Sem saber o que devia fazer, fiquei de pé e caminhei até Cris segurando as minhas mãos abertas para Jaks e ele veio como uma bobina das mãos de Cris para mim. Olhei para Cris e numa conversa silenciosa ele foi até o meu cliente para falar sobre instruções de cuidados posteriores, enquanto eu lidava com Seth.

Oquerido, o que você fez? Perguntei a Jaks.

Mamãe, eu colori com Ju Ele disse.

Eu ouvi sobre isso, você pode ir pegar seus desenhos e trazê-los aqui

para que eu possa vê-los, querido? Perguntei. Ele acenou com a cabeça

~ 13 ~

balançando para se libertar, coloquei-o para baixo e ele saiu para pegar o seu trabalho de arte com Jules correndo atrás dele. Olhei para Seth e ele estava observando Jaks quando ele saiu correndo da sala. Então se virou para mim e seus olhos verde grama lindos estavam difíceis. Deus, ele estava lindo com o cabelo todo bagunçado como se tivesse saído da cama, usando uma camisa de rock vintage colada e jeans desbotados e gastos que se encaixavam sobre suas coxas como uma segunda pele. Mas o olhar em seu rosto mostrava que ele estava chateado.

Quantos anos ele tem? Merda, eu nem sei o nome do meu próprio filho,

porra. Como você pode esconder isso de mim, Devi? Seth quase gritou.

Não aqui eu disse olhando ao redor da loja, em seguida, comecei a

ir para trás, onde poderíamos ter mais privacidade. Sentado em uma das mesas

de luz estavam dois dos outros artistas que trabalhavam na loja, Vic e Max

observando o que ele estava fazendo, eles olharam para cima quando ouviram a porta abrir. Max sorriu quando viu Seth andar atrás de mim.

Seth, o que está fazendo na cidade, meu irmão não disse nada sobre vocês voltarem perguntou Max.

Acabamos de voltar hoje, foi um impulso, coisa de momento disse

Seth.

Max deu uma boa olhada em Seth naquele momento, então olhou para

mim. Vi em seu rosto que ele sabia exatamente o que estava acontecendo.

Ei, Vic vamos , nós dois temos trabalho a fazer, bom te ver Seth.

Max disse e então tirou um Vic reclamando para fora da cadeira e empurrou-o

para fora da porta. Quando a porta se fechou, eu finalmente arrisquei outro olhar para Seth, ele ficou lá com o queixo tenso e as duas mãos em punhos apertados.

Eu não posso acreditar que você esconderia algo assim de mim Devi Disse ele.

Eu tentei contar a você

Tentei dizer, mas ele me cortou.

Tentou, você tentou, não é tão difícil, você poderia ter me ligado. Inferno, você poderia ter mandado alguém dizer a um dos caras que você precisava falar comigo Ele gritou. Eu tinha o direito de saber. Esperei até saber que ele terminou antes de dizer: Eu te liguei, e alguém sempre respondia dizendo que você estava ocupado. Pedi a Max para

~ 14 ~

dizer a Sam para você me ligar, Max disse que não conseguia falar com Sam

também. Após 6 meses, eu finalmente fui atendida por uma garota chamada Chloe. Ela me disse que era sua noiva e que eu precisava parar de ligar, então parei de ligar, e voltei para a minha vida. Ele olhou para mim e, em seguida, começou a murmurar maldições sob sua respiração. Eu observei, à espera de seu discurso ter acabado. Ele sempre foi assim, não que eu pudesse culpá-lo, deve ser um choque muito grande descobrir que você tem um filho que não sabia.

Eu não sei por onde começar aqui Dev. Estou que bravo com você, que

quero estrangulá-la. Quero encontrar Chloe e acabar com ela Disse ele.

O nome dele é Jackson Seth Porter, mas todos nós o chamamos de

Jaks para abreviar, ele tem dois anos de idade Falei para responder às suas

perguntas anteriores.

***

Eu ainda não podia acreditar que tinha um filho, um filho de 2 anos.

Olhei para Devi e podia ver a verdade em seus olhos, assim como o protecionismo quando ela falou de Jaks.

Você o nomeou em homenagem a Jacksonville? Perguntei.

Devi assentiu. Jacksonville, Flórida tinha sido a casa de ótimas lembranças para nós dois. Um dos membros de sua família estava se casando por lá e eu fui com ela como seu par, apesar das queixas de seus pais. Devi, Mags, Drake e eu dirigimos para no meu Chevelle. Foi onde fizemos amor pela primeira vez. Ela completou 17 anos naquele dia, que foi o verdadeiro motivo de Mags e eu nos juntarmos a ela e Drake, para que pudéssemos comemorar seu aniversário. Seus pais ignoraram seu aniversário em sua maior parte, apenas dizendo que seu presente estava em Dallas, e depois passaram o resto do dia com vários membros da sua família. Nós a levamos para jantar fora, em seguida, testamos sua nova identidade falsa, que Mags tinha dado a ela por seu aniversário nesse ano. Mais tarde, quando voltamos para o hotel, Devi e eu, fomos para o seu quarto, onde ela me disse que estava pronta. Eu estava quase tão nervoso quanto ela, fizemos amor lentamente naquela noite e declaramos o nosso amor eterno e devoção um

~ 15 ~

pelo outro, e ela nomeou nosso filho em memória a isso. Empurrei de volta a memória precisando lidar com o que estava acontecendo agora.

Bem, eu posso vê-lo, Dev? Perguntei, sem realmente pensar em levar

um não como resposta. Eu também tinha a intenção de falar com Dev mais tarde sobre isso, mas eu queria conhecer mais do meu filho.

Sim, vamos Ela disse, abriu a porta e atravessou o corredor. Em

pé atrás de um cavalete montado em uma esquina estava meu filho, soava

estranho aquilo, meu filho. Ele olhou para cima e viu sua mãe ali de pé e sorriu.

Veja mamãe, como a sua Disse apontando para o braço. Foi quando

notei a caneta na mão e os trabalhos artísticos que fez em si mesmo cobrindo seus braços, e mordi de volta um sorriso com isso.

Uau amigo, é igual a minha. Eu quero que você conheça alguém, Jaks

Disse ela. Jaks, este é o seu pai, você pode dizer oi? Ele olhou para mim e então chegou mais perto de Dev, e senti como se meu coração se apertasse, ele não sabia quem eu era. Me ajoelhei, para que ficasse no nível dos olhos dele e disse: Oi Jaks, como você está? Eu não sabia o que dizer ou fazer. Estava completamente perdido olhando nesses olhos

que eram tão assustadoramente parecidos com os meus. Jaks deu um passo para longe de Dev e olhou para mim e me deu um sorriso tímido.

Oi Sussurrou.

Jaks e eu estamos prestes a sair daqui, você quer ir para a nossa casa jantar, Seth? Perguntou Devi.

Olhei para ela, e eu podia ver a sinceridade em seu olhar, juntamente com o medo. Me levantei e balancei a cabeça mais uma vez. Eu ainda não podia acreditar que aquilo estava acontecendo e ainda não sabia o que fazer ou pensar sobre isso tudo.

Sim, eu gostaria disso Respondi.

Observei enquanto Devi juntava todas as coisas de Jaks, então peguei as coisas dela para que ela pudesse pegar Jaks e a segui até o carro. Coloquei a bolsa no banco do passageiro, enquanto ela prendeu Jaks ao assento do carro. Quando fechei a porta, ela estava terminando e dei uma grande olhada nela, Deus, eu senti falta dela.

~ 16 ~

Uhm, meu carro está logo em frente, eu vou te seguir Falei.

Ok, você quer que eu te deixe em seu carro, ou te encontro na frente? Ela perguntou.

Eu vou andar até ; te vejo em alguns minutos Falei, depois saí.

Poucos minutos depois, eu estava em meu carro seguindo Devi, tentando descobrir o que aconteceu. Eu tinha mais perguntas do que respostas. Por que ela não continuou tentando me contar? Por que ninguém me contou? Como

Chloe pegou meu celular e por que ela mentiu para Devi? Bem ok, então eu sabia

a resposta para a última pergunta. Ela tinha estado delirante dizendo a todos

que quisessem ouvir que era minha noiva quando, na realidade, ela era a irmã do nosso ex-gerente da banda, e uma das maiores razões pelas quais ele era agora o nosso ex-gerente. Devi estacionou em sua garagem e eu estacionei em frente, na rua. Quando saí, dei a minha primeira boa olhada em uma pequena casa, com as janelas dianteiras pintadas em projetos ecléticos. A casa gritava Devi. Combinava com ela perfeitamente. Ela subiu os degraus até a pequena varanda

e abriu a porta, Jaks decolou para dentro e ela o seguiu deixando a porta aberta para mim. Entrei em uma sala de tamanho pequeno que não tinha espaço sobrando nas paredes, em todos os lugares havia uma peça de arte, um pôster ou fotografia. Um sofá assumia uma parede, ele parecia confortável e convidativo, também um par de poltronas estava situado ao redor do grande pufe no meio da sala de estar. No canto havia uma caixa cheia de brinquedos, quase

a ponto de derramar para fora. Comecei a olhar para as fotografias penduradas nas paredes, e encontrei uma de um menino vestido com um macacão dos Ramones e seu cabelo preto com gel nas pontas. As outras fotos ao redor eram todas de Jaks, algumas era

apenas ele, algumas ele e Devi, e outras de Jaks, Devi e pessoas aleatórias, em sua maioria Drake e Cris. Aquelas com Cris eram as mais difíceis de olhar. Qual era a história por trás de Devi e Cris, eles estavam juntos, ele entrou e preencheu

o lugar que eu deveria ocupar para o meu filho? Eu sabia que tinha que ter as

respostas. Também sabia que não iria para longe do meu filho ou de Devi nunca

mais, agora que eu sabia sobre ele.

~ 17 ~

Capítulo Quatro

Entrei na sala e encontrei Seth olhando as fotos de Jaks na parede. Eu não poderia evitar observá-lo, seus movimentos graciosos e quão bem ele preenchia um par de jeans. Deus, eu ainda amava esse homem. Estive apaixonada por ele por tanto tempo quanto pudesse me lembrar. Nós éramos jovens, bobos e nos envolvemos. Eu tinha 16 anos e pensava que sabia de tudo e ele tinha 19 anos e era um punk se metendo em encrencas com o meu irmão. Ainda me lembro da primeira vez em que eu o conheci. Ele tinha 15 anos e estava começando uma banda de garagem com o meu irmão Drake. Eu tinha uma queda por ele desde o início, e ele me tratava de forma diferente dos outros

amigos de Drake. Ele não me via como a irmãzinha irritante do amigo. Eu tinha 12 anos e ele me tratava como igual e ouvia o que eu dizia, o que foi uma primeira vez para mim. Ele foi a primeira pessoa que realmente incentivou meu amor pela arte. Passamos horas discutindo arte e música, enquanto o meu irmão e o resto de seus amigos se sentavam na frente da TV jogando videogame, e se drogando. Sacudi o meu passado e me concentrei no aqui e agora, e aqui e agora incluía um menino de 2 anos que era a minha vida. Eu precisava descobrir como lidar com o ressurgimento de Seth em nossa vida.

O jantar está pronto, Jaks está na mesa Falei. Ele olhou por cima

do ombro e me deu aquele sorriso torto e meu coração parou por um segundo. Limpei a garganta e disse: Vamos lá, por aqui Me virei para a minha pequena cozinha, onde Jaks estava sentado em seu assento brincando com a

comida.

Quando foi que você aprendeu a cozinhar? Ele perguntou, sentando em minha pequena mesa de cozinha cheia de marcas.

~ 18 ~

Eu não sei cozinhar muito, mas Jaks e eu temos que comer, então

estou aprendendo devagar Respondi, em seguida, fiz um prato para mim. A verdade é que eu só poderia fazer um punhado de receitas, mas o bife frito que eu fazia era um dos meus favoritos. Vi Seth aceitar sua comida com um entusiasmo que sempre teve para a vida, e isso sempre foi uma das minhas coisas favoritas sobre ele. Ele parecia saborear tudo que a vida tinha a oferecer como se fosse a última vez, mas depois do que eu soube sobre sua infância isso fez sentido. Ele sempre disse que a vida de todo mundo é difícil, não importa o seu passado, e se recusou a deixar afetá-lo.

Comemos em silêncio por um tempo, Jaks falando o suficiente por nós dois. Ele falou sobre a escola e sobre brincar com seus amigos, precisando de respostas mínimas e que nós mantivéssemos a história fluindo, e de vez em quando olhando para Seth com curiosidade. Quando o jantar acabou, fui trabalhar na nossa rotina normal à noite, dando banho em Jaks e colocando seus pijamas, tudo sobre o olhar atento de Seth. Eu conseguia dizer que ele tinha muito a dizer, mas parecia resignado a se segurar até que estivéssemos sozinhos. Depois que Jaks vestiu o pijama, ele se estatelou no chão com seus carros e me sentei ao seu lado para pegar o carro que me foi oferecido e nós começamos a batê-los um com o outro. Jaks olhou para Seth, que estava sentado a um metro de distância observando, com um olhar de desejo em seus olhos, Jaks pegou outro carro e estendeu-o para Seth e deu-lhe o seu próprio sorriso torto. Assim Seth se juntou a nós na brincadeira de destruir veículos e perguntando a Jaks sobre eles e sobre as outras coisas que ele gostava de fazer. Jaks, qual é o seu brinquedo favorito? Seth perguntou a ele. Jaks levantou-se e caminhou até sua caixa de brinquedos e tirou de uma guitarra Thomas de plástico, que fazia sons de trem ao serem apertados os botões e do qual ele gostava de brincar e fazer diferentes sons com ele. Seth olhou para mim, os olhos brilhando de prazer quando seu filho o puxou.

Meu Choo Choo tar Respondeu Jaks e com isso ele tocou para nós,

o familiar tema de Thomas interrompido com diferentes apitos de trem e batidas intercaladas conforme Jaks batia em diferentes botões. Pouco tempo depois era a hora de Jaks ir para a cama, então o peguei e levei para o seu quarto, deitei-o em sua cama e me sentei ao lado dele. Peguei

~ 19 ~

seu livro favorito da estante ao lado da cama e olhei para cima e encontrei os

olhos de Seth treinados em mim. Eu li para Jaks Boa noite, Lua, beijei-o na testa e terminei cobrindo-o. No meu caminho para fora da sala liguei a pequena lâmpada sobre sua cômoda e depois apaguei a luz do teto.

Noite mamãe, noite papai Disse Jaks, então se virou e se aninhou

mais apertado em seu elefante de pelúcia favorito. Tive que piscar as lágrimas, ao olhar para a forma do meu filho enrolado em sua cama. Passei por Seth ao sair pela porta sem olhar para ele. Estava com

medo do que veria em sua expressão, incerta do que eu queria ver lá.

Voltei para a sala de estar. Alguns minutos mais tarde, Seth se juntou a mim, e me encontrou de costas olhando as fotos de Jaks.

Eu tenho um diário onde mantive tudo sobre ele, com muito mais fotos, se você estiver interessado em ver Falei. Ainda sem olhar para mim: Eu gostaria disso Foi tudo o que ele

disse.

Fiquei sentada no sofá olhando ao redor por não sei quanto tempo enquanto nenhum de nós falou, o único som na sala sendo nossa respiração. Depois de alguns minutos, Seth se virou e olhou para mim.

Eu deveria saber. Você deveria ter me contado Disse ele.

Eu sei Era tudo que eu poderia dizer. Se isso faz com que seja

mais fácil, falei sobre você para ele. Ele até tem uma foto sua em seu quarto. Sua mandíbula se apertou.

Não, não torna mais fácil você contar ao nosso filho sobre mim, mas nunca se preocupar em me deixar saber sobre o segredo.

Eu tentei

Comecei.

Você disse Devi, é apenas muito para digerir. Alguma vez me contaria? Meu Deus, como tem mantido isso escondido? Por que ninguém daqui me disse? Eu sabia por que ninguém contou a ele, e tenho certeza que ele também.

Drake estava com tanta raiva, tanta raiva dele que ninguém jamais pensou em lhe contar.

Eu ia contar, Seth. Tentei mais e mais nos últimos três anos. Em

primeiro lugar eu não conseguia falar com você, depois os jeitos que eu tinha

~ 20 ~

para chegar até você não funcionavam. Eu poderia ter pedido que alguém te

contasse, mas pensei que você merecia ouvir isso de mim. E porque ninguém te contou, você sabe a resposta para essa pergunta, assim como eu sei.

Eu sempre acheii que era estranho que Drake nunca ligou, não só para

mim, mas para nenhum dos caras, e quando tentávamos ligar para ele ninguém

respondia.

Drake estava com raiva, num primeiro momento ele ameaçou contar

ele mesmo se eu não o fizesse. Eu tentei várias vezes. Inferno, até ele tentou ligar para você me ligar para que eu pudesse contar, mas pela última vez que liguei,

quando ele descobriu o que a garota me disse, ele ficou louco Contei. Depois disso, ninguém se atreveria a te contar, todos estavam com medo do que Drake faria.

Eu não posso culpá-lo por estar chateado, inferno, eu teria ficado

muito puto também, mas aquela garota, Chloe Ele cuspiu o nome dela. Ela não era nada para mim, nunca foi, ela era irmã de Eric, nosso antigo gerente. Ela nos seguia de perto, de mim mais especificamente, e começou uma série de boatos sobre nós dois, mas eu juro que nunca aconteceu nada entre nós.

Acabamos deixando Eric ir, nós dissemos a ele para manter sua irmã longe de nós, mas ele não fez isso e uma noite entrei no meu apartamento e encontrei-a nua na minha cama, o que foi a gota d'água e no dia seguinte, nós a mandamos ir.

Dei de ombros, eu não poderia fazer mais nada com essa informação

agora.

Sinto muito que ela tornou sua vida difícil Eu disse, tentando

empurrar para baixo a onda de ciúme que sempre vinha quando o nome de Chloe

aparecia.

Seth olhou direto nos meus olhos e disse a única coisa que tanto quebrou meu coração, como acendeu uma chama de esperança que sempre lutei para manter apagada quando pensava sobre Seth descobrindo sobre Jaks.

Eu não estou indo para longe dele, Devlin Disse ele.

Por favor, não faça promessas para ele que não possa cumprir Seth.

Eu acredito que quer fazer a coisa certa, mas você e eu sabemos que a vida nem sempre te leva a cumprir suas promessas Disse a ele, e o vi vacilar, mas me

~ 21 ~

recusava a deixar que o coração de Jaks fosse quebrado por Seth como o meu foi.

Maldição, Devi, foi você quem me empurrou para ir para Los Angeles.

Foi você quem me disse que devíamos terminar as coisas.

Você está certo. Eu fiz isso, e nós dois sabemos o motivo. O que você

ia fazer Seth, manter a banda aqui em Dallas e continuar a tocar nos pequenos clubes? Ou ficar para trás e vê-los partir para LA sem você, sabendo que poderia estar com eles viver o seu sonho? Você teria acabado me odiando por isso.

Esta é uma velha discussão sobre a qual nunca concordaremos, Devi,

Na

então vamos voltar para o presente. Eu quero dizer que não vou deixar Jaks.

verdade, ficaremos aqui por alguns meses, e eu quero conhecê-lo, quero passar um tempo com ele.

Ok, eu acho que ele gostaria disso.

Então o que você faz com ele enquanto você trabalha?

De segunda a sexta-feira ele vai para a creche. Cris me permite organizar minha agenda para que se encaixe com a dele. Quando estou no trabalho até tarde, como hoje, Jaks ou vem para a loja se eu não demorar muito

e fica com Jules, ou Drake pega e o leva para casa e fica com ele até que eu chegue aqui. Aos sábados, eu só trabalho meio dia, e ele passa esse tempo com Drake.

***

Eu não estava surpreso que Drake ajudasse sua irmã com o bebê, mas a vontade de Crispin de dar uma mãozinha me incomodou.

Então, o que está acontecendo com você e Cris? Perguntei e me

arrependi de imediato, odiando o modo como eu estava com ciúmes de Crispin.

Somos apenas amigos Foi sua resposta seca.

Ok, se você diz Murmurei.

O que é que isso quer dizer, Seth? Ela gritou. E por que você se

importa, não é como se você não estivesse fora desfrutando o que quer que seja

ou viajando ao redor do mundo e brincando por aí.

Não, você está certa, sinto muito, não é mais da minha conta o que

você divide com quem quer que seja Falei, mas eu ainda me sentia como se

~ 22 ~

precisasse ir procurar qualquer outro homem que colocou suas mãos sobre ela nos últimos 3 anos e batê-los até virar uma polpa sangrenta. Ela sempre fazia isso comigo. Estar no mesmo quarto com ela sempre fazia minha grande cabeça

desligar e minha cabecinha começar a despertar. Eu podia sentir o cheiro dela, mesmo com cinco metros de distância entre nós. Ela cheirava a chuva de primavera doce e violetas, e aquele cheiro ainda me deixava duro de imediato.

Então, nós não estamos fazendo muito pelo resto da semana, eu quero

dizer, a banda. Estamos ainda à espera de algumas coisas para serem enviadas. Você se importaria se, em vez de Jaks ir para a creche, ele saísse comigo?

Ela não parece gostar muito desta ideia, e seus olhos ficaram vigilantes.

Eu não sei sobre isso Seth, ele realmente não te conhece ainda, e acho

que você não entende em quantos problemas ele consegue entrar em um piscar de olhos. Que tal ir devagar por enquanto? Eu tenho um compromisso amanhã à tarde, e ia pedir a Drake para pegar Jaks na escola. Por que não o pega ao invés disso? Vocês dois podem voltar para a loja e ficar no escritório enquanto eu trabalho. Dessa forma, se você precisar de ajuda, Jules ou eu estaremos por perto. Eu também acho que vai ajudar Jaks se ele entrar nisto devagar. No

sábado, você pode passar a manhã com a gente e, se parecer confortável e, ainda quiser, você pode ficar com ele enquanto eu trabalho da 1 ás 5 da tarde no sábado.

Tudo bem, funciona para mim. Vou te deixar decidir sobre isso, você

o conhece e eu não Ataquei. Vi seus olhos endurecerem e sabia que entraríamos em outra discussão e levantei minhas mãos em sinal de rendição,

não querendo mais brigar. Eu queria conhecer o meu filho e seria mais fácil para todos nós, se Devi e eu não estivéssemos mordendo um ao outro enquanto eu tentava fazê-lo.

Ok, a escola fecha às 06:00. Certifique-se de que estará por volta

das 5:45 ou o estacionar será uma tortura. Também se certifique de ter sua identidade com você, ou eles não vão te deixar sair com ele Ela disse, claramente terminando a noite, não que eu me importasse. Precisava de algum tempo para passar tudo isso pela minha cabeça e tentar descobrir o que e como,

eu ia fazer o que precisava ser feito para ter a minha família de volta. E isso era

exatamente o que Jaks e Devi eram, eu percebi

A minha família.

~ 23 ~

Qualquer outra coisa que eu preciso saber? Perguntei.

Não, nada que eu possa pensar, oh espera uhm, passe pela loja antes

de pegá-lo, Jaks. Vou deixá-lo usar o meu carro.

Uhm ok, por quê? Perguntei confuso.

O assento do meu carro está pronto para isso, e seria mais fácil apenas

trocar de carro do que pegar a cadeira dele para colocá-la no seu. Vou dar-lhe instruções quando você vier para trocar de carro.

Tudo bem, eu acho que vou vê-la amanhã por volta das 5h. Boa noite,

Devi Falei para me impedir de chegar até ela quando passei do seu lado,

puxando-a e beijando aqueles arcos de seus lábios esculpidos que eram tão atraentes.

Boa noite, Seth Ela disse da porta. Então fechou a porta e ouvi a tranca ser acionada.

Entrei no meu carro e me perguntei o que fazer agora. Peguei meu celular e disquei um número que eu não tinha discado há um tempo.

Ei, eu estou na cidade Esperei um

Sim, eu

me lembro onde está, e vou vê-lo em alguns minutos Apertei o botão Desligar no meu celular e joguei-o no banco do passageiro, incerto se eu teria minha bunda chutada pela próxima hora.

minuto. Sim, eu sei, acabei de sair de lá, ei precisamos conversar

Ei sim, é Seth, sim eu sei

~ 24 ~

Capítulo Cinco

Após Seth sair, fui verificar Jaks, e então voltei para a cozinha e me servi de um copo de chá gelado. Eu sabia que Seth ainda estava com raiva, e não podia culpá-lo. Não contei a ele sobre Jaks. Eu tentei, mas depois daquele último telefonema que me deixou com ciúmes, meu orgulho ficou no caminho. Serpenteei de volta para a sala e olhei para todas as fotos de Jaks me perguntando se as coisas teriam sido diferentes se Seth tivesse ficado, ao invés de fechar o contrato com a gravadora e ir embora para Los Angeles. Ou se eu tivesse conseguido falar com ele para contar sobre Jaks as coisas poderiam ter sido diferentes. Afastei esses pensamentos, não havia nada que eu pudesse fazer

sobre o passado agora

Seth realmente queria ser uma parte da vida de Jaks? Eu sabia que ele iria querer, só não tinha certeza se ele, ou melhor, nós, poderíamos fazer isso funcionar. Com suas constantes viagens, e a minha falta de habilidade de deixar as coisas quando Seth tinha tempo, iria dificultar o processo. Além disso, Jaks merecia ter um pai em sua vida, e seria melhor ter um pai em tempo integral mesmo que não fosse o pai biológico. Eu sabia que Cris queria esse trabalho; ou seria melhor ter um pai em tempo parcial, que fosse seu pai de verdade? Até o final de minhas reflexões, fiquei ainda mais confusa do que antes e precisava de alguém para me ajudar a descobrir isso. Com isso decidido, a primeira decisão que tomei depois de toda esta situação, peguei meu celular e liguei para a única pessoa em que eu poderia pensar, que seria honesta comigo sobre a situação, me ajudando a ver o que era melhor para Jaks.

Ei, sou eu Falei quando uma das minhas poucas amigas do sexo feminino, Mags, respondeu.

Agora eu precisava descobrir o presente e o futuro.

~ 25 ~

Ei, chica o que passa?

Eu preciso de alguns conselhos, e sabia que você não iria adoçar para

mim.

Ela ficou em silêncio por um segundo.

Ok, no que se meteu desta vez, Dev?

Seth voltou, e ele conheceu Jaks.

Oh, merda Dev, ele brigou com você? Ela realmente nos conhecia.

Não tanto quanto eu esperava, mas ele definitivamente não está feliz com a situação.

Bem, você sabe que eu nunca concordei contigo sobre não contar a

ele, mas foi uma decisão sua e agora você terá que lidar com as consequências, mas vou te ajudar no que puder. Tive que piscar algumas lágrimas. Eu sabia o que ela achava sobre dizer a ele. Ela deixou claro, mas sempre me ajudou e ouviu quando precisei.

Ele disse que quer passar mais tempo com Jaks e conhecê-lo enquanto

estiver aqui, mas não sei para onde ir a partir daqui. Quer dizer, entendo a necessidade de Seth de conhecer seu filho, mas ele vai viajar de novo, e eu tenho

que pensar em Jaks aqui. Então posso deixar que Jaks se apegue apenas para Seth deixá-lo e Jaks acabar mal? Eu poderia impedi-lo de ver Jaks, e aceitar a oferta de Cris ao invés disso? Cris é estável, e ele tem estado por perto desde que Jaks nasceu. Quer dizer, eu sei e ele sabe que eu não o amo, mas ele seria bom para Jaks, e estável.

O que Seth disse sobre isso quando você perguntou se ele planejava

ficar por aqui?

Eu não perguntei, nós não falamos sobre muita coisa. Ele vai ficar com

Jaks amanhã na loja depois que a creche fechar. Eu acho que nós precisamos

ter uma conversa séria logo.

Você acha? Ela perguntou. E sobre Cris, eu posso entender por

que pensaria em se casar com ele, são amigos e tudo mais, mas você não quer

mais do que isso em um relacionamento para um casamento?

Eu tive mais do que isso em um relacionamento, e acabei com o meu

coração despedaçado.

Com Cris seria seguro.

~ 26 ~

Fale com Seth, chica, antes de tomar qualquer decisão, ou ganhar uma úlcera com seus muitos ses. Fale com Seth.

Sim, eu sei. Eu deveria contar a ele sobre o pedido de Cris?

Chica, conte tudo a ele, e quero dizer tudo, até mesmo sobre a sua viagem para Los Angeles. Vocês não podem tomar qualquer decisão sobre o que

é melhor com Jaks, sem ambos estarem a par de todos os fatos, bem como limpar

o ar entre vocês. Dei um gemido, ela sabia que eu não queria mais falar sobre isso, por isso mudou a conversa para itens mais mundanos, e poucos minutos nos despedimos. Eu sabia que ela estava certa. Eu teria que contar tudo, até mesmo sobre voar para Los Angeles para contar a Seth que eu estava grávida e dar de cara com Chloe saindo de seu apartamento.

***

Caminhei pela London, olhando em volta. Não mudou muito desde a última vez em que estive aqui. Mesmo bar escuro de madeira, forrado com bancos de bar, e as mesmas cabines e mesas no centro, todos de madeira escura. O cheiro de um bom uísque e fumo irlandês enraizado em tudo, mesmo antes da proibição de fumar. Olhar em volta trouxe um monte de boas lembranças. Olhei para o palco e tive que sorrir, sempre gostei de tocar aqui. Olhei para trás e sentado em uma cabine estava Drake. Eu não queria falar com ele, mas sabia que tinha que fazer se queria respostas a algumas das minhas perguntas. Ele levantou os olhos da bebida e me viu, me dando um olhar duro, e então olhou para sua cerveja. Andando pelo bar, uma mão estendeu e agarrou meu braço. Olhei para o braço e era definitivamente uma mulher e amaldiçoei sobre a minha respiração, eu não precisava disso, não esta noite. Segui o braço e uma menina

que poderia ter 21 anos estava ligada a ele. Ela tinha cabelo preto cortado em um estilo Bettie Paige, uma blusa prata que mal segurava seus peitos obviamente falsos, uma saia preta que parecia estar prestes a abrir e saltos agulha de 15 cm.

Você é o baixista do My Misery Muse, não é? Ela perguntou.

~ 27 ~

Não Falei, em seguida tirei sua mão do meu braço, me afastando e

pegando o meu boné de beisebol do meu bolso de trás para colocá-lo, puxando a ponta para baixo. Fui até a mesa onde meu melhor amigo se sentava, ele olhou para mim e sorriu afetadamente. Sentei em frente a ele, a garçonete se aproximou um segundo depois e pedi um Black and Tan 4 . Ficamos ali sentados em silêncio olhando um para o outro, até que ela voltou com a minha bebida.

O que você quer Seth? Drake rosnou.

Olhei para o meu melhor amigo, ele não mudou muito, ainda era uma

versão muito maior, mais velha e mais masculina de sua irmã mais nova.

Por quê? Simplesmente perguntei.

Por quê? Ele respondeu. Dei a ele um olhar duro de volta.

Por que você não me contou, Drake?

Eu te disse quando você se envolveu com ela para não machucá-la, o que você fez, a engravidou aos 19 anos, em seguida, a deixou?

Eu não sabia.

Sim, e o que você faria quando descobrisse? Deixaria LA, a banda,

voltaria aqui para fazer o que? Ressentir-se dela e do bebê por arruinar seus sonhos?

Eu não sei, porque ninguém pensou que eu merecia saber que era o

pai de uma criança.

Ela tentou te contar, ligou, mandou e-mails e tudo o que ela conseguiu

foi a colocarem para correr ou não receber resposta nenhuma. Ela finalmente tinha que seguir com a sua vida, a vida deles, e está fazendo um bom trabalho com isso agora.

Ela me disse que você tentou entrar em contato comigo. Você tentou?

Eu tentei, e consegui o mesmo que ela. Você nunca estava, muito

ocupado. Quando ela decidiu parar após o último telefonema que a deixou em lágrimas, eu disse a ela ok. Ela queria isso do jeito dela, não queria estragar as coisas para você. O que eu deveria fazer; continuar a assistir seu coração quebrar

4 Um coquetel de cerveja que mistura cerveja clara e cerveja escura.

~ 28 ~

mais e mais a cada dia, assistindo-a se culpar por você não saber ou ajudá-la a colocar sua vida de volta nos trilhos, Seth? Eu não sabia o que responder para isso, assim, ao invés disso tomei um gole do meu Black and Tan, deixando o sabor ligeiramente doce e terroso encher a minha boca. Eu merecia saber, mas e se o que ele disse era verdade? E se eu estava magoando Dev? E se ela se sentiu culpada? Importava que eu não soubesse antes? Era passado e nada poderia ser feito sobre isso agora. Agora tudo que eu podia fazer era ficar e conhecer o meu filho, garantir que ele e Devi estivessem amparados.

Então, como ela está agora, como eles estão? Perguntei.

Ele deu de ombros e tomou outro gole.

Sua carreira está realmente decolando, a loja está se tornando uma

das melhores em Dallas. Ela tem se representado bem nessa indústria, muito disso é por causa de Cris. Ele esteve lá, sabe, ajudando-a, ele a levava para a escola de arte. Ele tinha acabado de abrir a loja e assumiu o risco de contratar uma jovem desconhecida do sexo feminino no negócio, ela é agora uma de seus principais artistas. Quanto a Jaks e ela, eles estão muito bem, ela é uma ótima

mãe. Nada parecida com a nossa. Ela o coloca em primeiro lugar antes de tudo.

Vou levar algum tempo conhecendo-o, enquanto estiver por aqui, eu

quero conhecer o meu filho, ajudar a cuidar dele, e me certificar que ele tem tudo que precisa. Ele terminou a cerveja.

Devi cuida bem dele, eles não precisam de nada. Se você quer se envolver Seth, certifique-se que é para o bem, porque se não for, desta vez eu vou te encontrar e vou te fazer sangrar e se você os machucar de novo Com isso, ele se levantou, jogou algumas notas sobre a mesa e saiu. Sentei lá, terminando a minha bebida pensando no que ele disse. Eu queria conhecer Jaks, queria um lugar na sua vida em suas vidas. Eu poderia cuidar deles financeiramente agora, mas o que isso significa para a minha carreira musical, como é que uma família se encaixa em minha vida? Sabendo que eu tinha muita coisa para pensar, me levantei, coloquei a mão no meu bolso e joguei um pouco de dinheiro em cima da mesa para ir para casa e refletir um pouco.

~ 29 ~

Capítulo Seis

Na manhã seguinte, quando parei no estacionamento atrás da loja, já podia ouvir Pantera lá dentro e sabia que Cris estava lá dentro, e não estava feliz. Eu decidi caminhar ao redor do prédio e passar no Joe’s antes de entrar, ainda faltavam 45 minutos para meu primeiro horário. Eu andei em torno da frente da loja e deu uma olhada ao redor, a maioria era turista esta manhã, uma manhã tão típica para Lower Greenville. Como eu adorava esta área de Dallas, tão rica em história, com uma vibração eclética. Havia uma mistura de pubs, bares, lojas de roupas vintage, cafés, restaurantes, todas suas necessidades poderiam ser encontradas aqui, mas tudo misturado com uma grande atmosfera. À noite, ela era cheia de festa de garotos da faculdade, tipos artísticos, todos os tipos de garotos punks juntos em busca de um bom tempo. Não era muito diferente da Deep Ellum nos termos de Dallas, no mínimo, para um monte de gente a balada tinha início em um destes lugares e acabava no outro, ou vice-versa. Eu entrei no café e esperei na fila para conseguir o meu latte para a manhã, pensando no meu telefonema com Mags na noite passada. Seth e eu precisávamos limpar o ar antes de podermos fazer este trabalho, com esta decisão liguei Drake.

Ei mano, eu disse quando ele atendeu o celular.

Hey Dev, o que você anda fazendo? Perguntou.

Nada demais, tomando um café antes do meu primeiro encontro, mas

preciso de um favor, no entanto.

Ok, o que você precisa? Disse, ele nunca me negou um favor.

Bem, uhm, Seth apareceu ontem, e antes de dizer qualquer coisa, sim

ele sabe sobre Jaks. E eu acho que ele e eu precisamos de algum tempo para conversar, eu sei como você se sente, mas isso não é sobre você ou até mesmo sobre mim, é sobre Jaks, Eu estava balbuciando, que era o meu normal

~ 30 ~

quando conversando com meu irmão sobre algo ele não concordava, se eu não

fizer isso, ele não me deixaria terminar. Então, você poderia olhar Jaks esta noite? Eu sei que é uma sexta-feira à noite e é em cima da hora, por isso, se você não puder eu vou descobrir outra solução.

Eu sei que ele está de volta, eu falei com ele ontem à noite. E sim, eu

concordo que vocês dois precisam conversar, eu ia sair com os caras hoje à noite, mas eu posso ignorá-los para sair com Jaks. Você quer que eu o traga aqui ou que fique na sua casa? Eu sabia onde meu irmão queria chegar, eu queria a casa vazia esta

noite? Honestamente, eu não sabia, eu sei que ele foi embora, e sim, eu encorajei ele a ir, mas eu não tinha certeza se eu queria me envolver com ele novamente, mesmo que fosse apenas por sexo. Por outro lado, tinha sido três anos desde a última vez que fiz sexo e meu corpo sempre era atraído para Seth, como uma mariposa para as chamas. Seth tinha sido o meu primeiro e, até esse ponto, único amante.

Dev você está aí? Perguntou ele, depois de esperar muito tempo por uma resposta.

Hmm, oh sim, pode tomar conta de Jaks em sua casa. Eu não tenho

certeza de onde vamos nos falar ainda, e se ele estiver na minha casa eu não quero você escutando ou batendo nele.

Ei, eu não bati ele na noite passada, ele murmurou, mesmo

querendo, e por que você não me disse que ele estava na cidade?

Eu não tive a oportunidade, ele apareceu na loja e depois fomos para

a minha casa, eu disse. Onde você o viu? Ele me ligou e disse que precisava falar comigo, então nós nos encontramos no London, e conversamos.

Ut-oh, e nenhum dos dois saiu com um olho negro, deve ter sido difícil

para você, eu brinquei. Então o que é que ele queria?

Ele queria saber por que eu não liguei para contar sobre Jaks. Eu disse

a ele que eu liguei, que ligamos, não é nossa culpa que ele não atendesse ao telefone ou verificasse seu e-mail por si mesmo.

Sim, eu sei, eu murmurei. Então, você poderia vir à loja em torno das oito para pegar o Jaks?

~ 31 ~

Eu poderia buscá-lo na escola Dev, dessa forma ele não estaria

correndo feito um taz pela loja.

Eu sei, mas Seth vai buscá-lo na escola, e depois ir para a loja para

ficar com ele. Não comece, ele quer conhecer seu filho e você e eu sabemos que não posso dizer-lhe não sobre este assunto. Ele merece conhecer Jaks.

Sim, eu sei, eu simplesmente não tenho que gostar. Ok eu vou estar

as oito, te amo mana, disse ele, e desligou antes que eu pudesse responder

a maneira típica de Drake, quando decidia que a conversa acabava, acabava.

Ainda te amo também mano, eu murmurei para um tom de

discagem. Peguei meu latte da barista e me dirigi para o lado para enfrentar Cris. Este vai ser um longo dia maldito.

Eu colei um sorriso no meu rosto e abri a porta da loja, Cris estava sentado em sua estação e me ignorou quando entrei.

Ei Cris, eu disse em saudação.

Ele resmungou, ok acho que vai ser um daqueles dias. Eu fiz o mesmo e

o ignorei indo para a minha estação e comecei a arrumar tudo para meu primeiro

horário às 11:15. Meu primeiro cliente veio e foi com Cris ainda me ignorando. Eu o conhecia bem o suficiente para não tentar falar com ele antes que ele estivesse pronto, porque ele simplesmente não ia falar. Eu estava quebrada após meu último cliente, quando Cris se aproximou de mim com os braços cruzados sobre o peito, olhando em todos os lugares, menos para mim. Ut-oh, isso vai me irritar e ele sabe disso.

Você dormiu com ele? Ele latiu.

Virei e olhei para ele, ele teve a decência de recuar e parecer envergonhado.

Não que isso seja da sua conta Crispin, mas não, eu não dormi com

Seth. Fomos para casa, jantamos, colocamos Jaks para dormir e conversamos. Desde que eu estava chateado decidi jogar com isso ao invés de dizer-lhe o

que tinha decidido em primeiro lugar. Seth vai buscar Jaks na escola depois voltar para a loja para ficar com ele no escritório enquanto eu termino o trabalho.

Você não acha que você deveria me consultar primeiro, já que é a minha loja, em primeiro lugar? Ele rosnou.

~ 32 ~

Não, isso nunca importou antes, então por que agora? Eu sabia por

que, mas eu não ia ser uma vaca com ele por fazer a coisa certa.

Não importa agora, especialmente quando se trata de Seth. Ele deixou

você Dev, ele não teve a decência de responder a seus telefonemas malditos quando você ligou, ele teve uma namorada para fazer seu trabalho sujo, ao invés de ser um homem e cuidar de suas responsabilidades.

Eu não vou ouvir isso Cris, eu cometi erros também. Mas não é sobre

mim é sobre Jaks, ele merece a chance de ter um pai em sua vida, eu disse.

Eu te pedi para se casar comigo, Dev, eu te amo, eu amo Jaks. Eu sei

que você não me ama ainda, mas você poderia, se você apenas deixasse-o ir e seguisse em frente, nós poderíamos ser felizes Dev, ele implorou. Isso não tem nada a ver com isso Cris, e eu já te disse que eu não decidi nada sobre isso ainda, não me force, eu disse. Agora, se você me der licença, meu próximo cliente deve estar aqui em cinco minutos, e preciso deixar as coisas limpas e preparadas. Me afastei e me dirigi de volta à sala para pegar o equipamento que precisava.

***

Entrei na loja e imediatamente vi Dev inclinado sobre seu trabalho, sem perceber qualquer outra coisa. Fui até lá e olhei para a peça que ela estava trabalhando, que era de tirar o fôlego. Uma tatuagem completa que começava com asas de anjo, mas lentamente se transformava em trabalho intrincado em volta das costelas de uma menina e na parte externa de seus seios. Nossa, isso é lindo, eu disse em ligeira reverência, mas como sempre, eu estava sempre espantado com o trabalho de Devi. A menina olhou para cima e sorriu Ela é fodidamente fantástica no que faz. Dev olhou para cima, em seguida, quase me reconhecendo enquanto ela mergulhada na tinta e voltou a seu trabalho.

Quantas sessões até que esteja terminado? Perguntei.

~ 33 ~

Esta e a segunda de três e mal posso esperar até que esteja terminada,

disse a menina depois voltou a se deitar e zonza pela endorfina que fazer uma tatuagem dá.

Então Devi, eu preciso de suas chaves e do endereço, eu disse.

Do outro lado da sala Cris pigarreou, mas continuou a me ignorar.

Um segundo Seth, disse ela. Ok, hey Cin já volto, precisa de

alguma coisa enquanto eu estiver fora, beber água ou algo assim? A garota apenas balançou a cabeça. Com isso nós caminhamos até a parte de trás e Devi vasculhou sua bolsa

retirando as chaves e o endereço.

Aqui está, Seth, uhm você tem planos para hoje à noite? Ela

perguntou. Notei que Cris tinha parado sua máquina, o que me deixou ainda mais

curioso sobre o que estava acontecendo entre eles. Eu não tinha notado nada da parte de Devi, mas Cris sempre teve uma queda por ela.

Não, não realmente, eu estava pensando em sair com os caras hoje à

noite, mas nada que eu não possa cancelar, eu disse, se ela preferisse sair

comigo eu iria deixá-los em um piscar de olhos. Uhm, bem, eu queria saber se você queria ficar um pouco e conversarmos, apenas nós dois? Já liguei para Drake e ele vai pegar Jaks em torno das 8 esta noite para tomar conta dele, Ela disse parecendo nervosa como o inferno e mordendo o seu lábio inferior. Droga, eu esqueci como ela costumava fazer isso quando estava nervosa, e como isso sempre me deixava excitado. Eu tive que limpar minha garganta antes de falar, Uhm sim, nós podemos fazer isso, alguma opinião sobre onde você quer ir?

Nós podemos ir para a cafeteria, se você quiser, pegar algum jantar e

café. Ainda será cedo então multidão festeira não vai estar lá ainda.

Sim, soa bem. Ok, eu estou indo pegar Jaks, eu disse. Vejo você

daqui a pouco. Saí me sentindo um pouco melhor sobre a possibilidade de ter Devi de volta, eu precisava de um plano de jogo, mas primeiro precisava descobrir o que estava em sua mente.

~ 34 ~

Capítulo Sete

Eu estava em pé no balcão agendando a sessão final de Cin, quando olhei para fora da janela, Seth estava andando com Jaks e fazendo ele rir. Droga, o homem era lindo, todos os 1,88 metros de músculos que ondulavam enquanto ele caminhava, olhei para trás, Cin, que estava sorrindo para mim.

Então é Seth, hein? Disse Cin.

Sim, esse é Seth.

Droga. ele é bom, Dev.

Sim, confie em mim, eu sei, eu murmurei.

Com isso Cin saiu me lançando um olhar por cima do ombro, que disse

"não seja idiota", enquanto ela saia pela porta.

Seth entrou com um sorridente Jaks pendurado em cima do ombro.

Mamãe, lamentou Jaks então se balançou para baixo.

Seth colocou-o no chão, então Jaks saltou de imediato querendo que eu o pegasse. Peguei meu filho e dei-lhe beijos por todo seu rosto.

Papai me pegou, Jaks me disse.

Ele pegou! Exclamei.

Jaks acenou com a cabeça, em seguida, balançou para colocá-lo no chão

para ele explorar.

Nada disso Jaks, você e o papai vão para o escritório, enquanto a

mamãe termina o trabalho, disse ele. Entreguei Jaks volta para Seth: Então, como foi? Essas mulheres são cruéis, Devi. Mal eu cheguei ao prédio e elas começaram a me dar olhares de reprovação, o inferno, então algumas delas tentaram me dar seus números de telefone.

~ 35 ~

Eu ri, sua creche era outra coisa, as professoras eram incríveis, mas os outros pais eram julgadores como o inferno.

Sim, eu sei, mas as professoras são as melhores.

Sim, sua professora era muito boa, eu gostei dela, disse ele. Ok, vamos voltar para o escritório, quanto tempo até que você terminar?

Uma hora e meia, duas horas no máximo, e Drake deve estar aqui em

torno de 8 Há uma caixa de brinquedos no escritório, junto com um cavalete de arte e lápis de cor. Jules saiu correndo para sua pausa para o almoço, ela vai trazer algo de volta para Jaks. Se você precisar de alguma coisa venha aqui em

frente e me deixe saber.

Nós vamos ficar bem Devi, não se preocupe, disse ele.

Eu suspirei, não se preocupe, eu passava a maior parte do meu tempo me preocupando com Jaks. Eles voltaram para o escritório, passando por Max e Vic em seu caminho que estavam se preparando para as suas noite de tatuagem. ~~

Como que a sua mãe faz isso o tempo todo, garoto? Eu perguntei

Jaks.

Ele só olhou para mim depois voltou a bater os carros. Olhei ao redor do escritório e parecia que um furacão havia passado por ali, brinquedos em todos os lugares, espaguete na mesa e no chão que era o seu jantar. Dei mais respeito ao que Devi tinha passado através dos últimos anos. Eu estava limpando o espaguete da mesa quando Drake entrou, ele deu uma olhada ao redor e começou a rir.

Não é tão fácil, hein homem? Disse.

Tchio AkeJaks gritou em seguida, decolou abraçando Drake em

volta de suas pernas.

Ei garoto, parece que você está dando a seu pai um momento difícil

esta noite, disse Drake quando levantou de Jaks para o alto. Você quer

voltar para casa comigo esta noite e dar a mamãe uma noite de folga? Jaks sorriu para essa ideia e concordou. Drake colocou-o para baixo, e começou a ajudar a arrumar os brinquedos, enquanto Jaks voltou a bater carros.

~ 36 ~

Obrigado por tomar conta dele hoje à noite, eu disse.

Drake olhou para mim, Vocês dois precisam conversar, descobrir as coisas vai mais fáceis sem o taz aqui correndo por aí, disse ele.

Taz, hein, eu ri, uma descrição adequada a ele.

Eu quis dizer o que eu disse na noite passada Seth, se você machucá- los, eu não vou me segurar mais, disse Drake.

Eu sei, e eu não tenho nenhuma intenção de magoá-los. Eu não queria

machucá-la da última vez.

Você pode não ter tido a intenção, mas você fez o inferno, você ainda

faz. Ela mudou quando te deixou homem, ela não era a mesma garota. Ela não namora, tudo que ela faz é trabalhar e sair com Jaks. De vez em quando depois de muitas dificuldades, eu consigo levá-la para sair com os amigos, mas eu não acho que ela realmente gosta disso, ela só faz isso para que ela não tenha que nos ouvir reclamar sobre sua falta da vida, disse ele olhando para mim significativamente. Eu acho que ela nunca te esqueceu, e sim eu sei que ela foi a única que te empurrou para fora. Ela foi a única que terminou as coisas entre vocês. Ela tentou esconder o quanto doía de mim, mas eu vi e eu sabia que não havia porra nenhuma que eu pudesse fazer sobre isso, o que só me irritava mais.

Eu queria fazer com que as coisas funcionassem, ela disse que precisava de um termino limpo. E sim, eu sabia que doeu nela dizer isso, mas me machucou muito e me irritou que ela não quisesse nem tentar. Então eu fui para Los Angeles tentando esquecê-la, mas eu não podia, e eu não estou indo embora desta vez, Drake.

Boa sorte com isso, você vai precisar, disse ele. Ok Jaks, você está pronto para ir sair com seu tio Drake?

Ele pegou as coisas Jaks e o levou para fora da sala. Terminei de limpar o escritório e me dirigi de volta para a loja quando Cris me parou.

Hey Seth, podemos falar um minuto? Perguntou Cris.

Claro, eu respondi.

Voltei para o escritório com Cris me seguindo. Ele fechou a porta, em seguida, virou-se e olhou para mim, e eu sabia que eu não queria ouvir o que ele estava prestes a me dizer.

~ 37 ~

Pedi Dev para se casar comigo, disse Cris.

Parecia que eu tinha levado um soco no meu plexo solar, todo o ar deixou meus pulmões.

Você o quê? Eu consegui sair.

Você me ouviu o homem, eu a amo, sempre amei, ela nunca sequer

olhou para mim enquanto você esteve aqui, mas você foi embora e ela precisava de alguém. Eu dei um passo em frente, e estive aqui ajudando-a enquanto você estava correndo ao redor do mundo, e ela ficou aqui com um bebê e com medo. Portanto, não se atreva a olhar para mim desse jeito, você a deixou, mas eu fiquei. Eu sabia que ele estava certo, mas não o tornava mais fácil de ouvir. Cris pediu Devi para se casar com ele, o que ela disse? Por que ela não me disse que ela estava comprometida? Não sabendo mais o que fazer saí do escritório e voltei para a loja para esperar Devi terminar com o seu cliente.

~ 38 ~

Capítulo Oito

Observei Cris ir para o escritório depois que Drake saiu, e eu sabia que

nada de bom poderia vir disso. Poucos minutos depois, Seth saiu chateado como

o inferno. Ele foi falar com Max e me virei para terminar a tatuagem que estava

fazendo. Não havia nada que pudesse fazer sobre isso agora, eu tinha trabalho

a ser feito. Depois que terminei e deixei o cara todo enfaixado, com instruções

de cuidados e algumas amostras de cremes, fui até onde Vic, Max e Seth estavam conversando.

Ei, você está pronto? Perguntei a Seth.

Sim, vamos Disse ele. Vejo vocês mais tarde.

Ele não disse mais uma palavra, apenas colocou a mão nas minhas costas me guiando para fora da loja e para o seu carro. Entrei em seu velho Chevelle, este carro trouxe de volta muitas memórias, ele ligou o carro e Bitch, do Sevendust começou a tocar nos alto-falantes, o que nos deixou ainda mais sem nada para falar durante a viagem. Chegamos ao café e nos sentamos no pátio ao ar livre, olhando os carros acelerando para baixo na via expressa central. Sua mudez realmente começou a me enervar, eu tinha uma ideia sobre o que ele

e Cris conversaram, mas não tinha certeza sobre como trazer isso à tona.

Então, você e Cris, hein? Disse.

Fechei os olhos, amaldiçoando meu melhor amigo, por que ele tinha que

fazer isso comigo? Por que tinha que contar a ele, em vez de me deixar explicar para Seth? Mas eu sabia o motivo, ele queria que Seth pensasse que algo mais estava acontecendo entre nós do que o que realmente estava.

Ele está tentando, e eu continuo negando.

Por quê?

~ 39 ~

Fiquei surpresa com isso, por que afastei o Cris? Bem, eu sabia que era porque eu ainda amava Seth, mas não iria deixá-lo saber disso.

Eu não amo Cris desse jeito. Ele diz que não liga para isso, que ele me

ama o suficiente por nós dois, mas eu não acho que poderia me casar com alguém que não amo. Ele parecia pensar sobre a minha resposta, mas eu não conseguia dizer o que ele estava pensando. Estava feliz por eu não estar envolvida com Cris? Será que tinha pena de mim como Chloe disse que ele tinha, porque eu não podia superá-lo?

Então, sobre o que você quer conversar, Devi?

Eu acho que ele não queria mais falar sobre Cris, não que eu o culpasse, nem eu queria também.

Pensei que seria bom para nós limparmos o ar, nos tornamos amigos

novamente. Tornaria as coisas mais fáceis quando tentássemos chegar a um acordo sobre Jaks. A nossa garçonete chegou naquele momento para levar nossos pedidos. Pedi um café e meu crepe de espinafre favorito, depois ela pegou o pedido de

Seth e saiu. Olhei para ele e ainda não consegui ter uma leitura sobre o que ele estava pensando.

Eu quero que você acredite em mim que tentei te contar. Tentei por

seis meses, mas em algum momento eu tive que descobrir como fazer isso sozinha. Tive que fazer planos para recuperar a minha vida de novo. Então eu

parei de tentar entrar em contato com você, eu tinha um bebê para cuidar.

Eu entendo, Devi. Sei que ontem à noite eu estava chateado, e mesmo

que ainda esteja chateado por não saber, entendo por que você não continuou tentando. Mas agora que eu sei, não irei embora. Vou ser uma parte na vida dele,

Devi.

Ok. Eu acho que ele gostaria disso.

Então, como é que vamos fazer isso? Alguma ideia? Claro que vou começar a pagar a pensão alimentícia. Eu quero garantir que ele tenha tudo de que precisa.

~ 40 ~

Eu tenho o suficiente para garantir que ele esteja bem cuidado, Seth.

Venho fazendo isso há mais de 2 anos sem o seu dinheiro, e nós não precisamos dele agora Cuspi.

Eu não tinha a intenção de te deixar brava, Devi, ou tentar fazer soar

como se você não cuidasse dele. Só quero ajudar e eu preciso ajudar. Por favor,

me deixe, eu perdi muito, mas isso significaria muito para mim.

Tudo bem Falei a contragosto.

Obrigado Com isso, ele estendeu a mão e pegou a minha, esfregando

lentamente o polegar sobre os nós dos meus dedos. Esse pequeno toque fez minha respiração parar, este homem conseguia me alcançar como ninguém. Nosso café veio em seguida, eu puxei minha mão da sua para que pudesse pegar meu café e também ter um pouco de espaço entre nós. Eu ainda

não sabia o que eu queria com Seth. Estava disposta a colocar meu coração na linha novamente por este homem? Diabos, ele ainda queria mais do que meu filho de mim ou eu estava sendo iludida pensando que a faísca entre nós era mais que unilateral?

Ei, aonde você foi? Perguntou ele.

Sacudi meus pensamentos melancólicos.

Desculpe, acho que viajei por um minuto. Então, quanto tempo vai ficar na cidade? Ele soltou a respiração.

Eu não tenho certeza, na verdade, nós começamos o novo álbum em

Los Angeles, mas ele simplesmente não estava funcionando e pensamos que uma mudança de cenário ajudaria. Vamos voltar para o estúdio na segunda-feira. Não tenho certeza de quanto tempo vamos ficar. Tudo depende de quanto tempo levará para terminar o álbum. Estamos agendando alguns shows pela área enquanto estamos aqui, tocando alguns dos velhos fantasmas que costumávamos tocar. Xavier está um desastre com suas letras, e Sam e eu não temos sido muito melhores com os acordes e outras coisas. Essa era uma primeira vez para Seth. Até onde eu sabia, quando morávamos juntos, ele estava sempre trabalhando em novas músicas, bem como escrevendo seu próprio material. Metade do primeiro álbum foi escrito por Seth.

~ 41 ~

Sinto muito que estejam tendo dificuldade. Se você precisar de alguma

ajuda me avise, eu ainda brinco de escrever às vezes, e os rapazes continuam a tocar todas as segundas e quartas-feiras no Drake.

Sério, eles ainda tocam?

Sim, eles não fazem mais shows ou algo assim. Só gostam de ficar juntos e se mexerem. Então a nossa comida chegou, e eu não sabia mais o que dizer, daí fui para a minha comida, saboreando o delicioso molho de creme sobre o crepe perfeitamente cozido.

Então acho que devemos ter algum tipo de horário de visitas juntos, hein? Disse Seth. Isso me trouxe de volta em um segundo, e eu ainda não sabia o que pensar sobre ele voltar a nossas vidas, ou como lidar com ele.

Sim, eu acho que seria uma boa ideia. Eu ainda quero limitá-lo um

bocado por enquanto, até Jaks estar mais confortável contigo, e que você tenha mais tempo para se acostumar a cuidar de uma criança de dois anos. De qualquer maneira, como foi hoje à noite? Perguntei, mas Drake tinha me

dito o que fizeram.

Foi ok, mas ele nunca para. Eu estava constantemente correndo atrás

dele, mantendo-o longe das coisas. Não sei como você fez isso esse tempo todo sozinha.

Eu não fiz isso sozinha, tive sorte e tive muita ajuda.

Sim, eu acho que você teve Ele disse, parecendo triste, e eu sabia

que ele estava pensando em como ele não foi um dos muitos ajudando, observando Jaks crescer. Peguei minha bolsa e tirei meu diário. Eu detalhava meus dias com Jaks

nele, junto com algumas das minhas fotos favoritas. Pensei que Seth poderia gostar de olhar para ele.

Aqui, esse é o diário que te falei ontem à noite.

Ele pegou-o com um sorriso: Obrigado, Devi.

Seth, eu quero você na vida dele. Quero que ele tenha um pai, mas

não sei como faremos isso funcionar, quero dizer, você está sempre em turnê.

~ 42 ~

Quando não está em turnê, está trabalhando no estúdio. Eu só estou tentando descobrir como podemos fazer isso funcionar.

Eu não sei ainda, Devi, mas eu

Nós vamos fazer dar certo.

Ficamos em silêncio terminando o jantar, eu ainda estava tentando descobrir como fazer isso dar certo, quando o conselho de Mags voltou para mim. Eu precisava dizer a ele sobre a minha viagem para Los Angeles, sobre ir para seu apartamento. Eu não contei a ninguém sobre isso, exceto a ela. Pelo que eu sabia, Chloe tinha dito a ele, e ele estava apenas me deixando ficar com o meu orgulho, mas eu ainda precisava lhe dizer, para ele entender perfeitamente que

eu tentei falar com ele sobre Jaks. Então eu deixaria isso para lá, porque ele estava aqui agora e nada poderia mudar o passado.

***

Fiquei ali sentado olhando para Devi, meu Deus, ela era bonita, com o cabelo curto espetado, com seu top mostrando sua tatuagem, e saia curta. Eu podia ver as novas tatuagens em seus braços, nas pernas, e até mesmo uma sobre o peito. Eu tinha o desejo de levá-la para casa, deitá-la e explorar suas novas tatuagens com a ponta dos dedos, beijando a pele sensível atrás da sua

orelha. Me senti ficar excitado e sabia como sempre soube, que não haveria mais ninguém para mim, a não ser Devlin. Estava tão perdido nos pensamentos de tê-la nua embaixo de mim que perdi o que ela disse.

O que? Desculpe, eu estava distraído por um minuto.

Ela corou como se soubesse exatamente o que eu estava pensando, e

esperei que ela tivesse pensamentos semelhantes aos meus.

Hum, eu fui para LA Ela disse.

Isso me fez parar por um segundo, ela esteve em Los Angeles, quando e por que não foi me ver?

Por que você não foi me ver, Dev? Perguntei em voz baixa, sem saber se eu realmente queria uma resposta.

Eu fui ao seu apartamento, você não estava em casa, ou pelo menos

foi o que Chloe me disse quando atendeu a porta vestindo uma de suas camisetas.

~ 43 ~

Eu tive que parar de amaldiçoar em voz alta. Respirei fundo várias vezes antes que pudesse dizer qualquer coisa.

Quando? Perguntei, conseguindo dizer apenas isso.

Cerca de cinco meses depois que você saiu. Eu estava em uma convenção de tatuagens com Cris; ele estava começando a loja naquele momento, e me pediu para ir com ele ajudar.

Você estava grávida, então? Perguntei e ela balançou a cabeça. Então, onde Chloe disse que eu estava?

Ela disse que você estava fora tocando em algum clube, eu não me

lembro qual. Disse que eu estava fazendo de mim mesma uma tola com você, que sabia sobre o bebê e não se importava, que vocês riam das minhas mensagens de voz e e-mails, com pena da adolescente ingênua e jovem que eu era. Depois que ela terminou de reclamar comigo, voltei para o hotel onde estávamos hospedados e fui embora na manhã seguinte. Tentei ligar mais uma vez e foi quando ela respondeu, e me disse que você a pediu em casamento, na mesma noite em que estive em seu apartamento. Eu não sabia o que fazer ou pensar, você parecia ter seguido em frente com a sua vida, então decidi fazer o mesmo. Olhei para seu rosto bonito estilo fada e podia ver o brilho de lágrimas sobre seus olhos, sendo Devi, ela as afastou. Ela nunca foi de deixar alguém vê- la chorar. Eu pensei sobre a noite em que ela deve ter aparecido no meu apartamento, que deve ter sido a mesma noite em que eu encontrei Chloe nele. Nosso gerente tinha agendado um show de última hora em West Hollywood. Quando chegamos lá, prontos para tocar, fomos levando a noite, sem nunca acabar realmente de tocar o set que devíamos tocar. Eu finalmente cheguei em casa por volta 4h, chateado e cansado pelo que tinha acontecido no clube e encontrei Chloe na minha cama, usando minha camisa do New York Dolls e nada mais, como descobri mais tarde. Pensei em como Devi se sentiu ao ver Chloe com a minha camiseta. Ela procurou por mim, e pagou muito mais do que deveria por isso e isso me fez ver vermelho. Então me lembrei de que há alguns dias mais tarde meu celular desapareceu e eu não conseguia encontrá-lo, e o substituí por um novo, com um novo número que Chloe não tivesse. Eu sempre

~ 44 ~

pensei que ela havia pegado, e acho que pegou, então Devi disse algo que me fez sair desse devaneio. Você disse que deixou mensagens de voz e e-mails, Dev eu nunca recebi. Você tem que acreditar em mim. A única coisa que eu posso pensar é que aquela cadela deve ter recebido de alguma forma e excluído antes que eu pudesse ver. Querida, se eu soubesse, teria voltado para casa. Eu não teria deixado você aqui para fazer isso por si mesma, e eu jamais teria feito essas coisas que Chloe disse que eu fiz. Como você pode ter acreditado que eu teria rido de você, que não me preocuparia com o fato de que você estava tendo o meu filho? Perguntei. Eu sei o que é crescer sem um pai, e eu nunca voluntariamente faria isso com uma criança, e eu achava que você conhecia isso sobre mim.

Eu não sabia o que pensar, ela sabia das coisas. Ela não ficou surpresa

quando eu apareci na sua porta grávida. Eu queria ouvir isso de você, é por isso que te liguei uma última vez, ela disse que você estava ao lado dela e não queria falar comigo. Então eu parei de ligar. Estendi a mão e escovei meus dedos em seu rosto, seu delineador em seus olhos que olhavam diretamente em mim, e eu sabia que a tinha magoado,

e por isso eu queria encontrar Chloe e rasgá-la em pedaços. Me inclinei e escovei meus lábios nos dela, e uma onda de luxúria passou por mim, mas a segurei de volta. Eu sabia que ela não estava pronta para me ouvir dizer que eu ainda a amava. Eu sabia que ainda estava confusa, e eu sabia que tinha que trabalhar dobrado para ganhar a confiança dela de volta. Chamei a nossa garçonete e paguei a conta, então emaranhei as nossas mãos e puxei-a para fora de seu lugar.

Vamos, vamos sair daqui e nos divertir um pouco.

~ 45 ~

Capítulo Nove

Eu ainda estava me recuperando do breve beijo que nós compartilhamos no café, quando nos sentamos em um silêncio confortável no carro de Seth, com

nossos dedos ainda entrelaçados, enquanto ele distraidamente esfregava a ponta de seu polegar sobre os nós dos meus dedos de uma forma sedutora. Eu estava perdida em meus pensamentos quando paramos na estação Lover’s Lane.

Para onde vamos? Perguntei.

Pensei que seria divertido ir para West End. Eu não vou há anos, e

quero um tempo contigo longe de todos os outros Ele disse, roçando seus lábios sobre os meus dedos. Se estiver tudo bem para você?

Parece divertido. Não vou para West End há muito tempo também

Falei pensando, mas não dizendo, não desde a última vez que eu fui com ele.

Pegamos o trem para West End, é um pouco turístico na maior parte, mas eu sempre adorei. Ficava a poucos quarteirões de distância do conservatório de livros onde Oswald atirou em JFK, ela era rica em história de Dallas, com prédios de tijolos anti