Você está na página 1de 559

1 E TTICA

SOLUO
U ando- e a lei do paralelogramo, a adio de vetore do dois compo
nentes que do a resultante mo trada na igura 2.12b. Ob erve atentamente
como a fora r ultante decomposta no do componente FA B e FAc, que
tm a linha de ao e pecificada . O tringulo de vetore corre pondent
mo trado na Figura 2.12c.
O ngulo <f> determinado u ando- e a lei do eno :
400N 500N
sen cp en 60
400N 0
sen cp = ( ) sen 60 = 0,6928
500N
F= 500 </> = 43,9

(a) Portanto:

0 = l O - 60 - 43,9 = 76 1 0 Resposta

Usando e se valor para 0 aplique a lei do cossenos ou do senos e mos


tre que FAB tem intensidade de 561 N.
Ob erve que F tambm pode ser orientada com o ngulo 0 acima da hori
zontal, como mo tra a Figura 2.12d, e ainda a im origina o componente
necessrio FA . Mostre que, ne e caso, 0 = 161 e FAB = 161

e = 400

FAB---
500N
/ 500

(b) (e) (d)

Fi gura 2.12

EXEMPLO 2.4
O anel mo trado na Figura 2.13a e t submetido a duas foras F 1 e F2. Se
for necessrio que a fora re ultante tenha intensidade de 1 kN e seja orien
tada verticalmente para baixo, determine (a) a intensidade de F 1 e F2, de de
que 0 = 30 , e (b) as inten idade de F 1 e F2 e F2 for m ima.

SOLUO
Parte (a). O desenho e quemtico da adio dos vetores, de acordo com a
lei do paralelogramo, mo trado na Figura 2.13b. Pelo tringulo de vetore
construdo na Figura 2.13c, a inten idade de conhecidas F1 e F2 so determi
nadas u ando- e a lei do eno :

1.000N
en 30
sen 130
gbvm

vi
7
yuuukujgr5c
i