PENSE 2020

Plano Estratégico Nacional
de Segurança Rodoviária

Um desígnio:
“Tornar a Segurança Rodoviária
uma prioridade para todos os
Portugueses”
Redução mortos por milhão de habitantes
2010-2015
Mortos por milhão de habitantes 2015

Ano de 2015
Portugal Média Europeia

60 51,5
120

100 98
95 95

83 82
80 77
74
70
67
65 65 64
60
60 58
56 56
54
51 51
49
43
40 36 36
31 31
28 27 26

20

0
PENSE 2020
Plano Estratégico Nacional de Segurança Rodoviária

Visão: Alcançar um Sistema Humanizado De Transporte Rodoviário -
«ninguém deve morrer ou ficar permanentemente incapacitado na
sequência de um acidente rodoviário em Portugal»

Metas: (valores por milhão de habitantes):
41 mortos (redução de 56% em relação a 2010)
178 feridos graves (redução de 22% em relação a 2010)

Objetivos Estratégicos:

1 – Melhorar a gestão da segurança rodoviária
2 – Utilizadores mais seguros
3 – Infraestrutura mais segura
4 – Veículos mais seguros
5 – Melhorar a assistência e o apoio às vítimas
PENSE 2020
Plano Estratégico Nacional de Segurança Rodoviária
Objetivos Operacionais por Objetivo Estratégico:

OE 1 – Melhorar a gestão da segurança rodoviária
1 – Melhorar o sistema de recolha, tratamento e disponibilização da informação sobre segurança rodoviária
2 – Melhorar a legislação, a fiscalização e o sancionamento
3 – Melhorar o sistema de alocação de recursos financeiros para a segurança rodoviária
OE 2 – Utilizadores mais seguros
4 – Promover a educação e a formação para o desenvolvimento de uma cultura de segurança rodoviária em
articulação com a definição da Estratégia Nacional para a Educação para a Cidadania
5 – Desenvolver planos específicos de promoção de comportamentos seguros
6 – Melhorar a proteção dos utilizadores vulneráveis
7 – Melhorar a eficiência das campanhas de comunicação
OE 3 – Infraestrutura mais segura
8 – Promover a melhoria da Rede Rodoviária Nacional
9 – Promover a melhoria da Rede Rodoviária Municipal
OE 4 – Veículos mais seguros
10 – Promover a maximização da segurança do parque de veículos novos
11 – Promover a maximização da segurança do parque de veículos usados
OE 5 – Melhorar a assistência e o apoio às vítimas
12 – Promover a otimização do socorro, do tratamento e da reabilitação das vítimas da sinistralidade rodoviária
13 – Estabelecer um programa e uma rede de pontos de apoio às vítimas da sinistralidade rodoviária

34 ações compreendendo 108 medidas
PENSE 2020
Organização

Estão previstos os seguintes órgãos de acompanhamento e monitorização
do PENSE 2020 e respetivo Plano de Ação:

• Comissão interministerial para a segurança rodoviária (CISR) –
acompanha a execução do PENSE 2020 e assegura o seu
cumprimento: 11 áreas de governação representadas

• Conselho nacional de segurança rodoviária (CNSR) – acompanha a
execução do Plano de Ação: entidades públicas e privadas com
intervenção na segurança rodoviária

• Conselho científico de monitorização (CCM) - avalia o cumprimento
dos planos de ação setoriais e propõe medidas corretivas: instituições
do ensino superior e outras de reconhecido mérito
PENSE 2020 - COMISSÃO INTERMINISTERIAL PARA A
SEGURANÇA RODOVIÁRIA

Composição:
• Ministra da Administração Interna (preside);

• Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa;
• Ministro das Finanças;
• Ministra da Justiça;
• Ministro-Adjunto;
• Ministro da Educação;
• Ministro do Trabalho, da Solidariedade e Segurança Social;
• Ministro da Saúde;
• Ministro da Planeamento e das Infraestruturas;
• Ministro do Ambiente;
• Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.
PENSE 2020 – CONSELHO NACIONAL DE SEGURANÇA
RODOVIÁRIA
Composição:
Secretário de Estado da Administração Interna (preside)
• Presidente da ANSR; • Presidente da ANPC;
• Comandante Geral da GNR; • Inspetor-geral da ACT;
• Diretor Nacional da PSP; • Presidente do INEM;
• Associação Nacional de Municípios • Presidente do Conselho Superior da
Portugueses; Magistratura;
• Associação Nacional de Freguesias; • Procuradora-geral da República;
• Presidente do IMT; • Presidente do Instituto Nacional de
• Diretor-geral das Autarquias Locais; Medicina Legal e Ciências Forenses;
• Diretor-geral da Saúde; • Diretor-geral da Agricultura e
• Diretor-geral da Educação; Desenvolvimento Rural;
• Presidente do Cons. Diretivo da ANQEP, IP; • Presidente do Laboratório Nacional de
• Presidente da Infraestruturas de Portugal, Engenharia Civil;
SA; • Presidente da Comissão para a Cidadania e
• Presidente da ASF; a Igualdade de Género.

• Participam também associações e organizações não-governamentais da área da segurança
rodoviária
PENSE 2020 – CONSELHO CIENTÍFICO DE
MONITORIZAÇÃO

• Este conselho será constituído por instituições do ensino
superior de reconhecido mérito e competência nestas
áreas.

• Este conselho ficará incumbido de elaborar relatórios
anuais de avaliação e monitorização.
PENSE 2020 – O QUE MUDA COM PLANO?
16 medidas para mudar o paradigma da Segurança Rodoviária em
Portugal:

1. Melhorar a informação sobre os acidentes, através da georreferenciação dos
acidentes e da criação do sistema de informação de acidentes de viação;
2. Otimizar a fiscalização, implementando o Plano Nacional de Fiscalização;
3. Melhorar a eficácia do sancionamento, agilizando o processo
contraordenacional;
4. Educar os cidadãos para uma cultura de segurança rodoviária, incidindo em
todos os ciclos da escolaridade obrigatória e educação para adultos;
5. Incrementar a elaboração de planos municipais e intermunicipais de
segurança rodoviária;
6. Promover a adoção de políticas de segurança rodoviária laboral;
7. Desenvolver um programa nacional de combate à condução sob o efeito do
álcool e de substâncias psicotrópicas;
8. Desenvolver um programa nacional de combate à condução distraída e à
condução em condições de fadiga;
PENSE 2020 – O QUE MUDA COM PLANO?
16 medidas para mudar o paradigma da Segurança Rodoviária em
Portugal:

9. Executar o programa de combate à sinistralidade com tratores;
10. Criar o programa nacional de proteção pedonal e de combate aos
atropelamentos;
11. Implementar programas de proteção dirigidos aos utilizadores de velocípedes
e de veículos de duas rodas motorizados;
12. Programa de acompanhamento do envelhecimento dos condutores;
13. Estabelecer um novo paradigma de comunicação, com a definição de
metodologias para a conceção das campanhas de comunicação, de forma
inovadora e integrada;
14. Promover a classificação de segurança das vias rodoviárias e realizar inspeções
às mesmas;
15. Maximizar a segurança do parque automóvel, estabelecendo condições mais
favoráveis para a aquisição de veículos mais seguros, a definição de uma
classificação de segurança de veículos usados e fomentar a instalação de
dispositivos eCALL;
16. Introduzir cursos de primeiros socorros e de suporte básico de vida no ensino
secundário e na obtenção da carta de condução.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful