Você está na página 1de 1

Observar e Absorver Eduardo Marinho

Ao decorrer do documentrio me identifiquei com o pensamento de Eduardo


M., concordo que estamos vivendo em uma sociedade vazia, onde os
valores esto mais voltados a status e no ao ser humano em si. Onde as
pessoas esto acostumadas a aceitar tudo que as impe e no a pensar e
questionar, creio que elas achando melhor no se impor talvez com medo
da responsabilidade que lhe pode ser atribuda a cada atitude, a cada
consequncia.
Hoje em dia vejo a maior parte das pessoas preocupadas com sua vida
externa, visando como prioridade a opinio alheia e no o prprio bem-
estar. Assim, muitas deixam de viver a vida, e sim sobrevivem nesse mundo
construdo a base de alienao. Tem vergonha de demonstrar o que
sentem e querem de verdade, j vi pessoas faltando comida em casa s
para postar nas redes sociais o lazer de frequentar barzinhos e estar com
pessoas que vivem da mesma forma e outras que sequer olham ou ligam
para isso.
Realmente o mundo nos faz competidores em tudo, desde uma simples
escolha at por exemplo, vestibular, concursos, vaga de emprego, dentre
outras coisas. Acaba sendo tudo de forma automtica. Nessa parte acredito
que nossa nica escolha, no com a banalidade de querermos nos mostrar
superiores, mas pelo fato de escolhermos algo e nos dedicarmos a isto, nem
todos conseguem alcanar um mesmo objetivo, no por falta de habilidade,
mas pela quantidade de vagas naquele determinado espao. Porm, com
essa competio natural, acredito que possamos sim viver em harmonia uns
com os outros, sem egosmo. Para mim a educao a base de tudo, se a
tivermos de maneira correta saberemos nossos limites e com isso respeitar
o prximo. Sempre que escolhemos algo de um lado acabamos perdendo do
outro, no podemos ter tudo, no podemos estar em todos os lugares ao
mesmo tempo. Isso fato.
Com relao a educao, nem todos tem acesso a uma de qualidade, a
comear pelo ensino pblico, existem muitos profissionais capacitados, mas
no so todos, fora que deve se ter esse cuidado tambm em casa vindo
dos cuidadores, vigiando, ensinando e cobrando todo esse investimento.
Acaba que a educao, que era para ser algo prioritrio, no se v. O ser
humano tem uma capacidade incrvel, mas muitas vezes no sabe
aproveitar de forma construtiva todo seu potencial. Acabando usando para
coisas fteis e no valorizando de verdade toda essa capacidade.
O mundo est em constante mudana, a cada gerao aparecem novas
expectativas, valores, desejos e ao meu ponto de vista valorizando a
educao s teremos de manter sempre se quisermos um mundo melhor.
Temos de ver o estudo como algo prazeroso e no por obrigao, pois esse
retorno s teremos depois de algumas geraes.

Você também pode gostar