Você está na página 1de 23
PROPRIEDADES PROPRIEDADES MECÂNICAS MECÂNICAS - - Continuação Continuação - - Prof. Msc. Raquel Andreola Valente

PROPRIEDADESPROPRIEDADES MECÂNICASMECÂNICAS -- ContinuaçãoContinuação --

Prof. Msc. Raquel Andreola Valente Semestre: 2016/1

Resistência à Tração (RT)

Resistência à Tração: tensão máxima na deformação plástica.

à Tração: tensão máxima na deformação plástica. M : limite da resistência à tração. Se essa

M:

limite

da

resistência à tração. Se essa tensão for aplicada e mantida, ocorrerá fratura. RT para Al: 50 MPa RT para aço alta resistência: 3000 MPa

F: fratura do corpo de prova

e mantida, ocorrerá fratura. RT para Al: 50 MPa RT para aço alta resistência: 3000 MPa

Exemplo 01: A partir do comportamento tensão-deformação para o corpo de prova de latão, que está mostrado na figura abaixo, determine o seguinte:

tensão-deformação para o corpo de prova de latão, que está mostrado na figura abaixo, determine o
tensão-deformação para o corpo de prova de latão, que está mostrado na figura abaixo, determine o

Exemplo 01: A partir do comportamento tensão-deformação para o corpo de prova de latão, que está mostrado na figura abaixo, determine o seguinte:

a) O módulo de elasticidade (E)

determine o seguinte: a) O módulo de elasticidade (E) E = inclinação da porção elástica, ou

E = inclinação da porção elástica, ou linear, inicial da curva tensão-deformação.

Exemplo 01:

b) A tensão limite de escoamento para uma pré-deformação de

0,002.

Exemplo 01 : b) A tensão limite de escoamento para uma pré-deformação de 0,002.
Exemplo 01 : b) A tensão limite de escoamento para uma pré-deformação de 0,002.

Exemplo 01:

c) A carga máxima (Força) que pode ser suportada por um corpo de provas cilíndrico que possui um diâmetro original de 12,8

mm.

máxima (Força) que pode ser suportada por um corpo de provas cilíndrico que possui um diâmetro
máxima (Força) que pode ser suportada por um corpo de provas cilíndrico que possui um diâmetro

Exemplo 01:

d) A variação no comprimento ( l) de um corpo de provas originalmente com 250mm de comprimento que foi submetido a uma tensão de tração de 345 MPa.

l) de um corpo de provas originalmente com 250mm de comprimento que foi submetido a uma
l) de um corpo de provas originalmente com 250mm de comprimento que foi submetido a uma

Exemplo 02: Considere um corpo de provas cilíndrico feito de aço com 1 cm de diâmetro e 7,5 cm de comprimento,

puxado em tração. Determine seu alongamento quando uma carga de 20 KN é aplicada.

diâmetro e 7,5 cm de comprimento , puxado em tração. Determine seu alongamento quando uma carga
diâmetro e 7,5 cm de comprimento , puxado em tração. Determine seu alongamento quando uma carga

DUCTILIDADE

É

a medida

do grau

suportada até a fratura.

de

deformação plástica que foi

Metal que sofre pouca deformação plástica até a fratura, é denominado frágil.

de deformação plástica que foi Metal que sofre pouca deformação plástica até a fratura, é denominado
de deformação plástica que foi Metal que sofre pouca deformação plástica até a fratura, é denominado

DUCTILIDADE

Razões para conhecer a ductilidade de um material:

→ Indica ao projetista o grau ao qual uma estrutura irá se deformar plasticamente, antes de fraturar.

→ Especifica o grau de deformação permitido durante as operações de fabricação

plasticamente, antes de fraturar. → Especifica o grau de deformação permitido durante as operações de fabricação

A

ductilidade

DUCTILIDADE

pode

ser

expressa

como

alongamento

percentual e como redução percentual na área.

Alongamento percentual: % de deformação plástica na fratura

percentual : % de deformação plástica na fratura lf = comprimento no momento da fratura lo

lf = comprimento no momento da fratura

lo = comprimento útil original

percentual : % de deformação plástica na fratura lf = comprimento no momento da fratura lo

DUCTILIDADE

Redução percentual na área:

DUCTILIDADE Redução percentual na área : Af = área da seção transversal no ponto de fratura

Af = área da seção transversal no ponto de fratura

Ao = área da seção transversal original

percentual na área : Af = área da seção transversal no ponto de fratura Ao =

Exemplo 03: Um corpo de prova metálico com formato cilíndrico, com diâmetro original de 12,8 mm e um comprimento útil de 50,8 mm, é tracionado até sua fratura. O diâmetro no ponto de fratura é de 6,6 mm, e o comprimento útil na fratura é 72,14 mm. Calcule a ductilidade em termos do alongamento percentual e da redução percentual na área.

na fratura é 72,14 mm. Calcule a ductilidade em termos do alongamento percentual e da redução

ENSAIOS MECÂNICOS

Ensaios mecânicos são procedimentos padronizados que compreendem testes, cálculos, gráficos e consultas a tabelas, em conformidade com normas técnicas.

Realizar um ensaio consiste em submeter um objeto já fabricado ou um material que vai ser processado industrialmente, a situações que simulam os esforços que eles vão sofrer nas condições reais de uso, chegando a limites extremos de solicitação.

Para determinar uma propriedade mecânica é necessário realizar um ensaio mecânico específico.

de solicitação. Para determinar uma propriedade mecânica é necessário realizar um ensaio mecânico específico.

ENSAIOS MECÂNICOS

Tração

Compressão

Cisalhamento

Dobramento e flexão

Impacto

Embutimento

Torção

Dureza

Fluência

Fadiga

Cisalhamento → Dobramento e flexão → Impacto → Embutimento → Torção → Dureza → Fluência →

ENSAIOS MECÂNICOS

Cisalhamento: tesouras, guilhotinas, prensas de corte, dispositivos especiais ou simplesmente aplicando esforços que resultem em forças cortantes. Ao ocorrer o corte, as partes se movimentam paralelamente, por escorregamento, uma sobre a outra, separando-se.

cortantes. Ao ocorrer o corte, as partes se movimentam paralelamente, por escorregamento, uma sobre a outra,
cortantes. Ao ocorrer o corte, as partes se movimentam paralelamente, por escorregamento, uma sobre a outra,
cortantes. Ao ocorrer o corte, as partes se movimentam paralelamente, por escorregamento, uma sobre a outra,
cortantes. Ao ocorrer o corte, as partes se movimentam paralelamente, por escorregamento, uma sobre a outra,
cortantes. Ao ocorrer o corte, as partes se movimentam paralelamente, por escorregamento, uma sobre a outra,

ENSAIOS MECÂNICOS

Dobramento e flexão:

→ Quando uma força aplicada provoca uma deformação elástica no material: esforço de flexão.

→ Quando uma força aplicada produz uma deformação plástica:

esforço de dobramento.

material: esforço de flexão. → Quando uma força aplicada produz uma deformação plástica: esforço de dobramento.
material: esforço de flexão. → Quando uma força aplicada produz uma deformação plástica: esforço de dobramento.
material: esforço de flexão. → Quando uma força aplicada produz uma deformação plástica: esforço de dobramento.
material: esforço de flexão. → Quando uma força aplicada produz uma deformação plástica: esforço de dobramento.
material: esforço de flexão. → Quando uma força aplicada produz uma deformação plástica: esforço de dobramento.
material: esforço de flexão. → Quando uma força aplicada produz uma deformação plástica: esforço de dobramento.
material: esforço de flexão. → Quando uma força aplicada produz uma deformação plástica: esforço de dobramento.

ENSAIOS MECÂNICOS

Impacto: submeter o corpo de prova a uma força brusca e repentina, que deverá rompê-lo.

ENSAIOS MECÂNICOS Impacto : submeter o corpo de prova a uma força brusca e repentina, que
ENSAIOS MECÂNICOS Impacto : submeter o corpo de prova a uma força brusca e repentina, que

ENSAIOS MECÂNICOS

Embutimento: caracteriza-se por fazer com que uma chapa plana, adquira a forma de uma matriz, imposta pela ação de um punção.

: caracteriza-se por fazer com que uma chapa plana, adquira a forma de uma matriz, imposta
: caracteriza-se por fazer com que uma chapa plana, adquira a forma de uma matriz, imposta
: caracteriza-se por fazer com que uma chapa plana, adquira a forma de uma matriz, imposta
: caracteriza-se por fazer com que uma chapa plana, adquira a forma de uma matriz, imposta
: caracteriza-se por fazer com que uma chapa plana, adquira a forma de uma matriz, imposta
: caracteriza-se por fazer com que uma chapa plana, adquira a forma de uma matriz, imposta

ENSAIOS MECÂNICOS

Torção: utilizado para verificar o comportamento de eixos de transmissão, barras de torção, motores, eixos, turbinas, hastes, brocas. O esforço é aplicado no sentido de rotação, no corpo de prova.

de torção, motores, eixos, turbinas, hastes, brocas. O esforço é aplicado no sentido de rotação, no
de torção, motores, eixos, turbinas, hastes, brocas. O esforço é aplicado no sentido de rotação, no
de torção, motores, eixos, turbinas, hastes, brocas. O esforço é aplicado no sentido de rotação, no
de torção, motores, eixos, turbinas, hastes, brocas. O esforço é aplicado no sentido de rotação, no
de torção, motores, eixos, turbinas, hastes, brocas. O esforço é aplicado no sentido de rotação, no
de torção, motores, eixos, turbinas, hastes, brocas. O esforço é aplicado no sentido de rotação, no

ENSAIOS MECÂNICOS

Dureza: resistência à penetração de um material duro no outro.

ENSAIOS MECÂNICOS Dureza : resistência à penetração de um material duro no outro.
ENSAIOS MECÂNICOS Dureza : resistência à penetração de um material duro no outro.
ENSAIOS MECÂNICOS Dureza : resistência à penetração de um material duro no outro.
ENSAIOS MECÂNICOS Dureza : resistência à penetração de um material duro no outro.

ENSAIOS MECÂNICOS

Fluência: deformação plástica que ocorre num material, sob tensão constante ou quase constante, em função do tempo.

: deformação plástica que ocorre num material, sob tensão constante ou quase constante, em função do
: deformação plástica que ocorre num material, sob tensão constante ou quase constante, em função do
: deformação plástica que ocorre num material, sob tensão constante ou quase constante, em função do
: deformação plástica que ocorre num material, sob tensão constante ou quase constante, em função do
: deformação plástica que ocorre num material, sob tensão constante ou quase constante, em função do

ENSAIOS MECÂNICOS

Fladiga: determina o comportamento de materiais submetidos a cargas flutuantes. Uma carga média é aplicada a um corpo de prova e o número de ciclos necessários para produzir o colapso (período de fadiga) é registrado.

a um corpo de prova e o número de ciclos necessários para produzir o colapso (período
a um corpo de prova e o número de ciclos necessários para produzir o colapso (período
a um corpo de prova e o número de ciclos necessários para produzir o colapso (período
a um corpo de prova e o número de ciclos necessários para produzir o colapso (período