Você está na página 1de 12
Erich Auerbach MIMESIS A representagio da realilade rn literatura ocidental NY 00 « eon Os letoves da Ovissés lembrarse-o, sem divida, da bem reparada e emocionante cena do canto XIX, quando Ulisses earesa & casa e Euriceia, sua antiga ama, 0 reconhece por uma cleatrit na coxa. O forastiro havia granjeado a benevoléncia de Penélope: atendendo a deseo de seu proteyido, ela ordena a 0 vernanta que lave os pés do viandante fatsado, segundo ¢ ustal ‘nas velas estris como primero dever de hospitalidade. Euricléia ‘comega a procurar dgua © 4 misturar a agua quente com a fra, ‘enquanto {ala trstemente do senor ausente, que poderia ter 4 ‘mesma idade do hospede, que talver também estivese agora va sgucando como um pobre forasteico — nisto ela observa a assom rosa semelhanca entre o haspede © ausente — a0 mesmo tempo Ulises se lembra da cicatriz © se aficta para e excuridao, a fim de ‘cua, pelo menes de Penélope, 0 reconhecimento, ja inevitavel, tas ainda indesejavel para ele. Logo que a anca apalpa a cicatiz, deiza cairo pé na bacia, com alegre sobresalto: 2 Agua transbor a, ela quer proromper em jibilo; com silenciosas palaveas de lisonjae de ameaga Ulises a contém: ela cobra inimo € reprime 0 seu movimento. Penélope, cuja atencio tinh sido desviada do acontecimento, gragas 4 previdincia de Atendia, nada percebe MIMESIS Tao io ¢ mela com cota © ran com Num dscuro dreto, pormenorizado e fuente, smashes dios conker on Sc setmetog i Se wu ‘evuincnen, im poco mens con aM acer d destino dos homens, «haus since cots eae Pecan ca neu conta ae fSreco «tengo aundames pare lescide hoe ote ‘cement tial dx emi ds mone fests, mostinds fas sarap ie ye, eco tamed onecneae eide ae to ctor qu ¢ cons ms dete oe Ui nt Bescge par imped be ae le enauato aprons Se Ln foura mo. Clamente reunites tran eae nee fuinaso, homens e ey cai aa dentro de um espaco perceptivel; com no menor clareza. eae sos sem reserva, bem ordenadbs até nos momentos de emer, wane ‘sentimentos e idéias. Set tinh red incidee, om at apes 0 eon {edo de tode uma serie de versos que © interompem pelo mo Sie mas de wena ~ o indent co soap es urea vers ats « ques depos dn ate Fito, abe oor Ratan no meneato er fembice 1 cert, toe, momen de ses ces Orne dcr, um acme ts nase Ge ines ae Utes, dicate ur cas anal pr sce de tne, & seu as Amtico. bod ames de as tae ose St far eto aera de Ale, Sea mora ea ‘Sater, de mania bo prmeorads do cea ees porumenio sro mistinento de 200s ee aie Be SS: table 4 sada, o lnguce i beat vase oo Co despre matting pars Nea, rate shies fo fermente de iss pra oa @ carbene a fetabelcment, 0 teresa a haca'6 precede eee -dos pais; mdo ¢ narrado, novamente, com nita conforms meno de tod ts cobs, nu deans mals fo ee Se thu ds ails que eo pam eave ae Ens me Sara rn wma Pecge Ec ets tombe a ati sista er, ee et deixa cair, assustada, 0 pt na bacia. eee © remap gut aod wo eto mo, de que gue we pretend © sumesa Stes as ake ee pelo tzu no cao pts expla io rosea ae Fos Oconee to ¢ mol an cas hones els lose dina, em todo oS Sts see © letor ov owinte. Para tanto sens agence en See adh ue olor no Bre "dsr fle eine pik cn “ead «'¢ haamente o's mene -quentemente; também no caso em apreco ocorre isto. O epist~ Golde cope nara Com gala Snes o_O Tb A CICATRIZ DE ULISSES truio, com todo o seu elegame dele, com a squeza ds suas imagens ida, tende a anhar o lor fotalmente para si e0* tuantooouve a fared exquecer o que acontecersrecentemente, Brant o lava-pes ni preenchimento total do presente faz arte de’ uma tnterpoagho que sumenta a tersio mediante © fetrdamento; enecesiro que cla no alien da coscénca 2 ‘ise por ea slug se deve eayerat com tes, pura a0 Strir s suspensio do estado de eprto! arse e a testo ‘Shem ser ands, permanecer conscintes, um segundo plano Soave Homero,etremes de volar a ito, no conece segundos lan. © que ck os marta € sempeesomene presente, € ree She comictamente 2 cera e a conscienca do leter £ © que scontece na pusajem ada, Quando a jovem Euridia pbe © fectm-nastido Ulsses no clo do avO Auta, apes © banaue (G-ab1 ss), a vel Burl, que pouces vers ates ocara 0p th viandante, desiprcce por complet da ena e ca nossa cons cic, Goethe e Schiller, que em fins de abi de 1797 se correspon diam, nao especicamente sobre o epxibo Agu er paula, tas Sobre 0 elemento featdor™ ‘poeta homsica em seal Gpunharn no dictmente a0 principio da tensto™ — termo se no proriamente ulizad, mas caranentealudido, quando 0 Droctns rarer ¢ pono como prin eco popraente dit Emoposiow tigico (ars de 1, 21 ¢ 22 de abr), O elemento fetta, o -avangae reroceder” mediante icerpoagtes, tay fem airs parece ear, na poesia home, em contraposio 20 term impels pure um meta, Decero Schl tem rato quando Cirque Home descree “meramentea tania extnci © ago ds fan segundo a a aurea"; asus Gralidade extra “pre Senter cada um dos ponts do seu movimento, SO que tanto Sihtler quanto Gace ceva 0 process hoo & ae de Iter pee a paras eS, ai as ven vgora para o poeta eco em peal em contaxe com o tragic. Contud i tanto os tempos antigos como nos moderns, ‘hres tics signifentivas ects Sem qualquer" {hoe no sentido de Schiller, us de maneir caramente car fea deena bras que ses vida, our anos hed emoreau Schilr que ince ecusvamerte 0 ta trio, Alem do mais, parece me smpoviveleinveresiml fhe oo proceso ckado de poesia Homérica tenham ido papel, Feponcerante as consfeagbes exis ou mesino wm sentiment tcc do tpo almiido por Gaehe e Schl eleo 6 sem Ghvida,exatamente aqule por els descrto, © dog se ded tamberm com feo, conn do epic. ae ees perio, ast ovmo edos os esrtoresdecsvamente influences pela Ania {Er dasice posuem. Mas a verdadirs causa da impresslo de fetardamento parece ne reir em ours cvs presumente, ma fecesidade Uo lo homanco de nio dear nadi Jo que € tmenconaco ns penumbra ou ncebace, 4 MIMESIS AA digressio acerca da origem da ciatrz. nto se diferencia fundamentalmente des muitos trechos onde uma personagem re- ‘erm introdurida, ou ma coisa ou um apetrecho que aparece pela pimeica vez, 500 descrtes pormenorizadamente quanto 4 sua fspécie e origem, ainda que seia no auge de um combate; ou daqueles cutres onde se informa, acerca de um deus que eparece, onde estiverarecentemente, © que fizera por lie por qual carinho chegara; att 0s peoprios eptetos parecer-me ser auribuiveis, em ‘ultima anise, a mesma necessidade de exteriorizarto dos fentme nos. Aqui, €a cieatris que aparece no decorrer da ago; ¢ alo & posvel para o sentimento homérico deadla emerge simplesmente {4 excuridao de um passado obscuro; ela deve sai caramente luz, fe com ela, um pouco da juyencude do herti — da mesina manera ‘que ne Tada, quando © prime navio jd arde e os mirmidtes finalmente se dispem a ajuda, hi ainda tempo suliciente, no 36 para magnifies comparagio com os lobes, nlo sé para a ordem dos bandos mirmidénicos, mas também para informag3o pormenori- ada acerca da origem de alguns subulternos lias, 16, 155 es.) claro que o efit exttico assim obtido deve ter sido logo notado e, for conseguinte, conscientemente procurado, mas o mais primor- Gal deve resid no proprio impulso fundamental do estilo homer co: represenar of fenémenos aeubadantente, papavels evisives em todas a suas partes, claramente definides em suas relagbes espatiais fe temporais, O mesmo ocorre com of processs_psiclogicos: também deles nads deve Scar ceulto ou inexpresso. Sem resevas, bem dispostos ate nos momentos de paitio, as personagens de Hlomero dio a conhecer 0 seu interior no seu discurso; 0 que no dizem sos outees, falam para si, de modo a que o leitor 0 suiba ‘Acontecem mitts coisas espantosas nas poesias homéricas, mas nunca tactamente; Polilemo fala com Ulises; este fla com os pretendentes, quando comess a matilos; prolisamente, Heitor & ‘Aquiles fala, antes aps a tuta; e nenhum discurso € to ‘atregado de medo ou de ira que aele faltem ou se desordenem os instrumentos de articulagso logica éa lingua. Ito € vido, natu ‘almente, nos paraosdscursos, mas para toda aapresentaydo. Os diverses membros dos fendmenos sio postos sempre em cara relagio mutua; um almero consierivel de conjunebes, advérbics, particulas e outros instramentos sintticos, todos claramente del fritads e sutlmente graduados na sua sigificaclo, dslindam as personagens, as coisas e as pares dos acontecimentos entre si € 08 poem simultancamente, em coreelacio mitua, ininterupta e flen- te; tal como os proprios fendeencs isolados, também as suas Telactes, os entrelagamentes tempocas,lcais, caus, finals, con Secutivos, comparaives, concessvos, antiteticos e condicionis, vim 4 luz perteitamente acabados; de modo que hiv um dese Jninterrupco, eitmicamente movimentado, dos fendmencs, sem que se mestre, em pare alguma, wma forma fragmentria ou 80 par Galmence Wumingda, uma lacuna, uma fenda, um vishumbre de rofundezasinexplorads, ‘A CICATRIZ DE ULISSES 5 E este destile ds fendmenos ccorre no primeira plano, iso &, sempre em pleno presente espacial e temporal. Poder-se-ia acreditar Gque as multas interpolagées, o feqhente avancar € retroceder,