Você está na página 1de 31

Kevin DeYoung

SUPER

OCUPADO

Kevin DeYoung SUPER OCUPADO Um livro (misericordiosamente) pequeno sobre um problema (realmente) grande Guia de Estudo

Um livro (misericordiosamente) pequeno sobre um problema (realmente) grande

Guia de Estudo

Kevin DeYoung SUPER OCUPADO Um livro (misericordiosamente) pequeno sobre um problema (realmente) grande Guia de Estudo

Super Ocupado - Um livro (misericordiosamente) pequeno sobre um problema (realmente) grande Traduzido do original em inglês Crazy Busy: A (Mercifully) Short Book about a (Really) Big Problem Copyright ©2013 por Kevin DeYoung

Todos os direitos em língua portuguesa reservados por Editora Fiel da Missão Evangélica Literária

Proibida a reprodução deste livro por quaisquer meios, sem a permissão escrita dos editores, salvo em breves citações, com indicação da fonte.

salvo em breves citações, com indicação da fonte. Publicado por Crossway Books, Um ministério de
salvo em breves citações, com indicação da fonte. Publicado por Crossway Books, Um ministério de

Publicado por Crossway Books, Um ministério de publicações de Good News Publishers 1300 Crescent Street Wheaton, Illinois 60187, USA.

Diretor: James Richard Denham III Chefe-editorial: Tiago J. Santos Filho Editor: Vinícius Musselman Pimentel Tradução: Vinícius Silva Pimentel Revisor: Vinícius Musselman Pimentel Diagramação: Rubner Durais

Copyright © 2013 Editora Fiel Primeira Edição em Português: 2014

ISBN: 978-85-8132-193-6

Edição em Português: 2014 ISBN: 978-85-8132-193-6 Caixa Postal 1601 CEP: 12230-971 São José dos Campos, SP

Caixa Postal 1601 CEP: 12230-971 São José dos Campos, SP PABX: (12) 3919-9999 www.editorafiel.com.br

Índice

1 – Olá, Meu Nome é: “Muito Ocupado!”

4

2 – Aqui, Ali e Acabou: Três Perigos a Evitar

6

3 – Os Pês que Matam

9

Diagnóstico #1: Você está cercado de muitas manifestações de orgulho

4

– O Terror da Obrigação Total

11

Diagnóstico #2: Você está tentando fazer o que Deus não espera de você

5

– A Missão de Jesus e a Nossa

14

Diagnóstico #3: Você não pode servir ao próximo sem estabelecer as suas prioridades

6

– Uma Cruel Puerigarquia

17

Diagnóstico #4: Você precisa parar de enlouquecer por causa de seus filhos

7

– O Profundo Chama à Profundidade

20

Diagnóstico #5: Você está deixando a tela estrangular a sua alma

8

– Ritmo e Apatia

23

Diagnóstico #6: É melhor você descansar antes que se estrague totalmente

9

– Abraçando os Fardos de ser Ocupado Demais

26

Diagnóstico #7: Você sofre mais porque não espera sofrer nada

Capítulo Um

OLÁ, MEU NOME É “MUITO OCUPADO!”

No Capítulo 1, Kevin introduz o livro compartilhando suas próprias lutas pessoais com a ocupação desenfreada. Ele então revela a vida frenética de ocupações de muitos de nós, ao nos contar a história de uma mulher de outra cultura que veio para os EUA e começou a se apresentar como “Muito ocupada!”, porque aquela era a primeira coisa que ela ouvia ao encontrar qualquer americano. Por fim, ele explica como o livro foi estru- turado para ajudar a efetuar uma mudança em nossas vidas.

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Olá, Meu Nome é: “Muito Ocupado!”

1. Como você descreveria a ocupação desenfreada em sua vida? O que o faz sentir-se sobrecarregado? Como sua vida tomou esse rumo?

2. Como você acha que a nossa cultura impactou o nosso ritmo de vida? Que pressuposições ou valores cul- turais têm influenciado nossa percepção do tempo, pontualidade, produtividade, tempo livre etc.?

3. Que tipo de mudança você espera ao ler este livro?

5

Capítulo Dois

AQUI, ALI, E ACABOU:

TRÊS PERIGOS A EVITAR

O Capítulo 2 começa com a história, em 1Reis 20, de um profeta que confronta o rei Acabe contando-lhe uma fábula imaginária de como ele deixara um prisioneiro escapar. Ele diz a Acabe: “Estando o teu servo ocupado daqui e dali, ele se foi” (v. 40). Embora o profeta não almejasse lidar com o pro- blema da ocupação desenfreada, as suas palavras descrevem bem o nosso problema contemporâneo. Nós vivemos tão ter- rivelmente ocupados, voando daqui para ali, até que partimos. Kevin nos alerta acerca de três perigos a evitar.

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Aqui, Ali e Acabou: Três Perigos a Evitar

1. Que tipos de coisas tendem a nos destrair de completarmos nossas tarefas em tempo hábil? Quando a sua mente vagueia, para onde ela costuma ir?

2. Quais das doze perguntas nas páginas 22-23 o fazem sentir-se mais culpado? Por quê?

3. Qual dos três perigos neste capítulo lhe parece mais perigoso? Que evidência disso você vê na sua vida ou na sua igreja?

7

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Aqui, Ali e Acabou: Três Perigos a Evitar

4. Você costuma planejar com margem? O que pensa sobre começar a fazer isso?

5. Como você responderia as seguintes questões (extraídas da página 34) acerca da sua ocupação desenfre- ada: Em quais promessas bíblicas eu não estou crendo? Que mandamentos divinos, os quais eu deveria obedecer, estou ignorando? Que mandamentos auto-impostos eu estou obedecendo, mas deveria igno- rar?

8

Capítulo Três

OS PÊS QUE MATAM

Diagnóstico #1: Você está cercado de muitas manifestações de orgulho

Este capítulo expõe doze expressões de orgulho que contribuem para a nossa vida frenética de ocupações. Ke- vin compartilha uma pergunta que ele usa para ajudá-lo a distinguir o orgulho e o desejo de agradar os outros do ver- dadeiro serviço: “Eu estou tentando fazer o bem ou ser bem visto?” (p. 45).

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Os Pês que Matam

1. Em quais das seguintes expressões de orgulho você caiu na última semana: precisar agradar os outros, posses, palmadinhas nas costas, planejamento mal feito, perfeccionismo? O que você acha que o tornou

vulnerável a elas?

2. Reflita sobre as decisões que você precisa tomar atualmente sobre como investir seu tempo e energia. A

pergunta “Estaria eu tentando fazer o bem ou ser bem visto?” o ajudaria a tomar decisões sábias?

3. Alguma vez o desejo de ser bem visto impactou negativamente a sua hospitalidade? Como Romanos 15.5-

7 nos ajuda a avaliar e discernir nossa motivação?

10

Capítulo Quatro

O TERROR DA OBRIGAÇÃO TOTAL

Diagnóstico #2: Você está tentando fazer o que Deus não espera de você

Aqui Kevin usa sua experiência pessoal e seu conhe- cimento de outros para confrontar a pressão que muitos cristãos sentem de que cada oportunidade de fazer o bem seja, também, uma obrigação. Ele compartilha sete verdades para ajudar a nos libertar da culpa inconsciente e do desânimo que, tantas vezes, acompanha a síndrome do “isto é o que bons cris- tãos fazem”.

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo O Terror da Obrigação Total

1. Quão vulnerável você é à pressão do “isto é o que bons cristãos fazem” (todas as oportunidades são obri- gações)? O que atualmente o faz sentir-se culpado por não fazer (ou não fazer o suficiente)? De quem são

os padrões que você julga estar falhando em atingir?

2. Você alguma vez pensou que “Eu não sou o Cristo” (João 1.20) é uma parte importante da nossa confissão

de fé? Como a confissão de que você não é o Cristo lhe soa? Libertadora? Frustrante?

3. Dê alguns exemplos específicos de pessoas que transformam as boas novas de Jesus em más notícias acerca de quanto mais nós deveríamos estar fazendo para consertar o mundo. Por que você acha que isso

acontece?

12

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo O Terror da Obrigação Total

4. Qual é a sua percepção acerca de seus próprios dons e chamado? Como essa percepção pode libertá-lo para ministrar com alegria, sem comparar-se com outros?

5. Por que Jesus passou trinta anos em treinamento para apenas três anos de ministério? O que Deus deseja que aprendamos com isso?

13

Capítulo Cinco

A MISSÃO DE JESUS E A NOSSA

Diagnóstico #3: Você não pode servir ao próximo sem estabelecer as suas prioridades

O Capítulo 5 aponta para Jesus como o nosso modelo de ocupação sem ansiedade ou distrações. Jesus era dirigido pelo Espírito Santo em sua missão, não pelas necessidades ou apro- vação de outros. “Encarar três verdades incontestáveis” (p.66) nos leva a ter as prioridades certas, as prioridades certas e uma vida de serviço em descanso.

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo A Missão de Jesus e a Nossa

1. O que havia em Jesus que o capacitava a entender e aceitar que ele não era responsável por fazer toda coisa boa que ele pudesse fazer? Esse atributo é comunicável a nós?

2. Qual é a diferença entre ser guiado pelas necessidades ou aprovação de outros e ser guiado pelo Espírito? Por qual deles você é mais frequentemente guiado?

3. Ao refletir sobre como você viveu no último ano, quais foram as três maiores prioridades da sua vida? Como você se sente acerca dessas prioridades? Em que Deus o tem chamado a mudar?

15

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo A Missão de Jesus e a Nossa

4. Qual das três verdades neste capítulo o impacta mais? Por quê?

5. Como as suas expectativas em relação a outros o impedem de amá-las como Cristo o amou? Como você poderia orar sobre isso na próxima semana?

16

Capítulo Seis

UMA CRUEL PUERIGARQUIA

Diagnóstico #4: Você precisa parar de enlouquecer por causa de seus filhos

Nós vivemos em uma era centrada nos filhos – uma pueri- garquia. Nós presumimos que todo o bem-estar deles depende de nós e, ansiosamente, lutamos para viver à altura do “mito do pai perfeito”. A tese de Kevin é que “com uma boa dose de oração, uma injeção de redireciona- mento bíblico e um pouquinho de bom senso, podemos evitar ficar tão endoidados com os filhos.” (p. 89).

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Uma Cruel Puerigarquia

1. Como nós passamos a presumir que as falhas de nossos filhos “com certeza serão por nossas falhas, por

não fazermos o bastante” (p. 78)? Que forças culturais e espirituais contribuíram para isso?

2. Que pressões especificamente relativas à paternidade você sentiu ao criar seus filhos? De onde vieram essas pressões? Você vê algum impacto negativo? Se você ainda não é pai, como este capítulo afetou a maneira como você pensa acerca da paternidade no futuro?

3. Que nota você daria a seus pais pela maneira como eles o criaram? Que nota você acha que seus filhos lhe

darão? O que você acha que poderia ser a única coisa que eles desejariam que houvesse sido diferente?

18

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Uma Cruel Puerigarquia

4. Leslie Leyland Fields escreve: “Pais de filhos descrentes, amigos com os filhos na ca- deia, as descobertas de geneticistas e os heróis da fé de Hebreus 11 são todos lembranças poderosas desta verdade: Seremos pais imperfeitos, os nossos filhos farão as suas próprias escolhas, e Deus agirá de ma- neira misteriosa e maravilhosa usando tudo para pro- mover o seu reino” (p. 85). Como essa citação poderia nos libertar para sermos pais com uma esperança realista, ainda que radiante?

19

Capítulo Sete

O PROFUNDO CHAMA À PROFUNDIDADE

Diagnóstico #5: Você está deixando a tela estrangular a sua alma

Este capítulo nos alerta acerca dos perigos do vício em mí- dia e a sua relação com a acédia – apatia e torpor. Kevin oferece cinco ideias para superarmos a nossa escravidão à tecnologia e nos envolvermos de modo mais significativo com outros.

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo O Profundo Chama à Profundidade

1. Descreva o uso da tecnologia no seu lar. Quem usa o que para fazer o quê? Quais são os pontos positivos nesse uso? Há algum negativo?

2. Há alguma evidência de vício eletrônico na sua vida? Como você progrediu do uso para o abuso?

3. O que é acédia? Como nosso uso da tecnologia contribui para ela? Qual é a cura?

21

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo O Profundo Chama à Profundidade

4. Você alguma vez sentiu o “desejo de nunca estar sozinho 98)? O que você poderia estar evitando?

estar agitados, incomodados e ocupados” (p.

5. Qual das sugestões das páginas 101-104 falam mais alto a você? Qual seria uma coisa que você possa fazer esta semana para tornar o seu uso da tecnologia mais submisso ao senhorio de Cristo?

22

Capítulo Oito

RITMO E APATIA

Diagnóstico #6: É melhor você descansar antes que se estrague totalmente

Uma das diferenças entre a futilidade e a realização para nós é a perda de ritmos significativos em nossas vidas. Visões da guarda do sábado (um dia de descanso) são discutidas, de modo que possamos receber a dádiva do descanso da ocupação desenfreada e idólatra e viver vidas mais frutíferas e realizadas.

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Ritmo e Apatia

1. Quais são algumas das diferentes visões acerca do sábado? Qual visão a sua igreja porventura ensina? Como você e sua família tipicamente aproveitam os dias de descanso?

2. Você tende a ver o dia de descanso mais como uma dádiva, “uma ilha para se “chegar” a um mar de “pos- suir algo”, ou como um teste, “a oportunidade de confiar mais na obra de Deus do que em nosso próprio trabalho” (p. 108)? Quais Escrituras informam o seu entendimento do dia de descanso?

24

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Ritmo e Apatia

3. Por que um ritmo de trabalho e descanso é essencial para uma vida cristã saudável e frutífera? Como é o

[tirar] um cochilo,

ritmo da sua semana? Há um tempo para “uma procrastinação que enriquece a alma [jogar] frisbee, [cantar] uma canção” (p. 111)?

4. Você dorme o suficiente? Que ajustes você precisa fazer?

25

Capítulo Nove

ABRAÇANDO OS FARDOS DE SER OCUPADO DEMAIS

Diagnóstico #7: Você sofre mais porque não espera sofrer nada

O Capítulo 9 mostra que “A ocupação nociva não é estar

ocupado trabalhando, mas a ocupação que se esforça demais com coisas erradas” (p. 120). Kevin explica que nós somos cha- mados a nos ocuparmos com os desafios do amor sacrificial sem sucumbirmos à autopiedade, ao ressentimento ou à fuga.

O apóstolo Paulo é dado como um modelo de como lidar com

as pressões, fraquezas e sofrimentos da vida e do ministério mediante a graça e o poder sustentador de Deus.

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Abraçando os Fardos de ser Ocupado Demais

1. Qual é a diferença entre a boa ocupação e a ocupação nociva? Como você discerne a diferença em sua pró- pria vida?

2. Como as palavras de Jesus, “e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim. Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á” (Mateus 10.38-39), se relacionam com a nossa discussão acerca da ocupação desenfreada? Qual é o chamado de Jesus para nós? Como você tem respondido?

27

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo Abraçando os Fardos de ser Ocupado Demais

3. Mateus 11.28-30 é o convite de Jesus a um serviço em descanso. Como você acha que seria isso? Ore agora mesmo em resposta a esse convite e peça a ele que faça do serviço em descanso uma realidade mais pro- funda em sua vida.

28

Capítulo Dez

A ÚNICA COISA QUE VOCÊ TEM DE FAZER

Este último capítulo nos conduz a uma aplicação prática simples, contudo poderosa. Kevin expõe a história de Maria e Marta em Lucas 10 para cravar em nós a importância da “única coisa necessária” (v. 42): sentar-se aos pés de Jesus para apren- der e adorar. O livro encerra com um apelo apaixonado para que firmemos o resoluto objetivo de dedicar “tempo a cada dia com a Palavra de Deus e em oração” (p. 134).

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo A única coisa que você tem de fazer

1. Com quem você se identifica mais na história de Maria e Marta (Lucas 10.38-42)? Por quê?

2. Qual o significado de Maria ter escolhido “a única coisa necessária”? Que tipos de coisas nós frequente- mente julgamos serem mais necessárias do que sentar-nos aos pés de Jesus? Onde aprendemos isso?

3. Quais são três coisas que distraíram você de aprender de Jesus e de adorá-lo na última semana? O que fez com que essas coisas parecessem tão urgentes?

30

SUPER OCUPADO – Guia de Estudo A única coisa que você tem de fazer

4. Descreva suas práticas devocionais. Quão importante é esse tempo para você? E para Jesus?

5. Imagine a sua vida se você se tornasse cada vez mais parecido com Maria. Que nova liberdade e fecundida- de você poderia desfrutar? O que você fará para dedicar tempo, nesta semana, a Jesus por meio da Palavra e da oração?

31