Você está na página 1de 13
DISCIPLINA: TERMODINÂMICA II PROF. BRUNO UNIDADE 1: CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR AULA 2
DISCIPLINA: TERMODINÂMICA II PROF. BRUNO UNIDADE 1: CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR AULA 2
DISCIPLINA: TERMODINÂMICA II PROF. BRUNO UNIDADE 1: CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR AULA 2

DISCIPLINA:TERMODINÂMICA II

PROF. BRUNO

UNIDADE 1: CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR AULA 2

DISCIPLINA: TERMODINÂMICA II PROF. BRUNO UNIDADE 1: CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR AULA 2

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea

O Ci

c o

l

R

an

ki

ne

Id

ea

l A

t

umen o

d

e

R

en

di

t

men o

ABAIXAMENTO DA PRESSÃO DO CONDENSADOR (P 4 – P´ 4 )

DA PRESSÃO DO CONDENSADOR (P 4 – P´ 4 ) Vantagens: • Maior trabalho de expansão

Vantagens:

• Maior trabalho de expansão (3-4´).

• Maior trabalho líquido: diminuição de q L e aumento de q H .

• Aumento global do rendimento pode ser verificado analisando:

global do rendimento pode ser verificado analisando: •Diminuição de T L médio também comprova o aumento
global do rendimento pode ser verificado analisando: •Diminuição de T L médio também comprova o aumento

•Diminuição de T L médio também comprova o aumento do rendimento.

do rendimento pode ser verificado analisando: •Diminuição de T L médio também comprova o aumento do

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea

O Ci

c o

l

R

an

ki

ne

Id

ea

l A

t

umen o

d

e

R

en

di

t

men o

ABAIXAMENTO DA PRESSÃO DO CONDENSADOR (P 4 – P´ 4 )

DA PRESSÃO DO CONDENSADOR (P 4 – P´ 4 ) Desvantagens: • Temperatura no condensador muito

Desvantagens:

• Temperatura no condensador muito baixa pode ser difícil de se conseguir.

• Problemas com entrada de ar no sistema, pois normalmente opera-se com pressões abaixo da atmosférica.

• Aumento da umidade do vapor diminui o rendimento mecânico da turbina (recomendações de operar-se com

x>90%).

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea

O Ci

c o

l

R

an

ki

ne

Id

ea

l A

t

umen o

d

e

R

en

di

t

men o

SUPERAQUECIMENTO DO VAPOR (T 3 -T 3´ )

di t men o SUPERAQUECIMENTO DO VAPOR (T 3 -T 3 ´ ) Vantagens: • Maior

Vantagens:

• Maior trabalho de expansão (3´-4´).

• Aumento do trabalho líquido: q H eleva-se mais do que q L .

• Aumento do rendimento global do ciclo:

do que q L . • Aumento do rendimento global do ciclo: • Dimi nu içã

• Diminuição da umidade do vapor da turbina.

• Aumento da Temperatura média no ´

fornecimento de calor (T

H – T H )

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea

O Ci

c o

l

R

an

ki

ne

Id

ea

l A

t

umen o

d

e

R

en

di

t

men o

SUPERAQUECIMENTO DO VAPOR (T 3 -T 3´ )

t men o SUPERAQUECIMENTO DO VAPOR (T 3 -T 3 ´ ) Desvantagens : • Problemas

Desvantagens:

• Problemas metalúrgicos com temperaturas muito elevadas.

• Fontes de calor capazes de fornecer elevadas quantidades de energia caldeira.

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea

O Ci

c o

l

R

an

ki

ne

Id

ea

l A

t

umen o

d

e

R

en

di

t

men o

AUMENTO DA PRESSÃO DA CALDEIRA (P 2 -P 2` )

men o AUMENTO DA PRESSÃO DA CALDEIRA (P 2 -P 2 ` ) Vantagens: • Aumento

Vantagens:

• Aumento da Temperatura média no fornecimento de calor.

• Considerando um limite térmico máximo (materiais), há um aumento do trabalho líquido - Região A - semelhante a diminuição deste trabalho - Região B. Sendo assim, e devido a diminuição de q L , o rendimento do Ciclo aumenta.

deste trabalho - Região B. Sendo assim, e devido a diminuição de q L , o

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c o l R an ki ne Id ea

O Ci

c o

l

R

an

ki

ne

Id

ea

l A

t

umen o

d

e

R

en

di

t

men o

AUMENTO DA PRESSÃO DA CALDEIRA (P 2 -P 2` )

men o AUMENTO DA PRESSÃO DA CALDEIRA (P 2 -P 2 ` ) Desvantagens • Limite

Desvantagens

• Limite térmico máximo restringido pelos materiais da caldeira e da turbina.

• Trabalho desenvolvido na turbina pode ser menor.

• Aumento da umidade do vapor da turbina (necessidade de reaquecimento).

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Determine o rendimento de um ciclo de Rankine
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Determine o rendimento de um ciclo de Rankine
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Determine o rendimento de um ciclo de Rankine

Exemplo 11.1 - Determine o rendimento de um ciclo de Rankine que utiliza água como fluido de trabalho. A pressão no condensador do ciclo é igual a 10 kPa e a caldeira opera a 2 MPa. O vapor deixa a caldeira como vapor saturado.

Considerações:

- Em todos os processos, o regime é permanente e as variações de energia cinética e potencial são desprezíveis.

- Líquido comprimido como incompressível.

- Propriedades da água retiradas das tabelas termodinâmicas.

- Propriedades da água retiradas das tabelas termodinâmicas. Diagrama esquemático G r á f i c

Diagrama esquemático

- Propriedades da água retiradas das tabelas termodinâmicas. Diagrama esquemático G r á f i c

Gráfico Txs

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Análise dos Componentes VC: Bomba VC: Caldeira VC:

Exemplo 11.1 -

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Análise dos Componentes VC: Bomba VC: Caldeira VC:
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Análise dos Componentes VC: Bomba VC: Caldeira VC:

Análise dos Componentes VC: Bomba

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Análise dos Componentes VC: Bomba VC: Caldeira VC:

VC: Caldeira

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Análise dos Componentes VC: Bomba VC: Caldeira VC:

VC: Turbina

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Análise dos Componentes VC: Bomba VC: Caldeira VC:
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Análise dos Componentes VC: Bomba VC: Caldeira VC:
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Análise dos Componentes VC: Bomba VC: Caldeira VC:
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - Análise dos Componentes VC: Bomba VC: Caldeira VC:

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - VC: Condensador Rendimento Térmico do Ciclo O Exemplo
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - VC: Condensador Rendimento Térmico do Ciclo O Exemplo
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - VC: Condensador Rendimento Térmico do Ciclo O Exemplo

Exemplo 11.1 -

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - VC: Condensador Rendimento Térmico do Ciclo O Exemplo

VC: Condensador

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR Exemplo 11.1 - VC: Condensador Rendimento Térmico do Ciclo O Exemplo

Rendimento Térmico do Ciclo

Exemplo 11.1 - VC: Condensador Rendimento Térmico do Ciclo O Exemplo 11.2 apresenta um superaquecimento do
Exemplo 11.1 - VC: Condensador Rendimento Térmico do Ciclo O Exemplo 11.2 apresenta um superaquecimento do

O Exemplo 11.2 apresenta um superaquecimento do vapor com aumento de pressão da caldeira. O rendimento térmico obtido é 35,3%.

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c l o Rankine Id ea l com Reaquecimento
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c l o Rankine Id ea l com Reaquecimento
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c l o Rankine Id ea l com Reaquecimento

O Ciclo Rankine Ideal com Reaquecimento - Características

l o Rankine Id ea l com Reaquecimento - Características • Caracterizado p or 2 turbinas

• Caracterizado por 2 turbinas, uma de alta e uma de baixa pressão, havendo um reaquecimento entre as expansões.

• Solução para diminuir a umidade do vapor da turbina, caso o ciclo fosse um Rankine Ideal com aumento da pressão da caldeira (1-2-3-4´), obedecendo limites de temperatura.

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c l o Rankine Id ea l com Reaquecimento
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c l o Rankine Id ea l com Reaquecimento
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c l o Rankine Id ea l com Reaquecimento

O Ciclo Rankine Ideal com Reaquecimento - Características

l o Rankine Id ea l com Reaquecimento - Características • Com relaç ão a um

• Com relação a um Rankine Ideal, sem aumento de pressão na caldeira (1-2´-5´- 6), tem-se um aumento do trabalho líquido e de rendimento, com o aumento de q H, já que q L é constante.

• Superaquecimento de 3 a 3´ aumentaria o rendimento do ciclo em torno de 10 %, porém há limites metalúrgicos dos componentes.

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR

CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c l o Rankine Id ea l com Reaquecimento
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c l o Rankine Id ea l com Reaquecimento
CICLOS DE POTÊNCIA A VAPOR O Ci c l o Rankine Id ea l com Reaquecimento

O Ciclo Rankine Ideal com Reaquecimento Análise Termodinâmica

Id ea l com Reaquecimento – Análise Termodinâmica Bomba: Caldeira: Turbinas: Condensador: Rendimento Térmico:

Bomba:

Id ea l com Reaquecimento – Análise Termodinâmica Bomba: Caldeira: Turbinas: Condensador: Rendimento Térmico:

Caldeira:

Id ea l com Reaquecimento – Análise Termodinâmica Bomba: Caldeira: Turbinas: Condensador: Rendimento Térmico:

Turbinas:

Id ea l com Reaquecimento – Análise Termodinâmica Bomba: Caldeira: Turbinas: Condensador: Rendimento Térmico:
Id ea l com Reaquecimento – Análise Termodinâmica Bomba: Caldeira: Turbinas: Condensador: Rendimento Térmico:
Id ea l com Reaquecimento – Análise Termodinâmica Bomba: Caldeira: Turbinas: Condensador: Rendimento Térmico:

Condensador:

Id ea l com Reaquecimento – Análise Termodinâmica Bomba: Caldeira: Turbinas: Condensador: Rendimento Térmico:

Rendimento Térmico:

Id ea l com Reaquecimento – Análise Termodinâmica Bomba: Caldeira: Turbinas: Condensador: Rendimento Térmico: