Ano XX – No 39

Out./Nov./Dez. 2014
Distribuição gratuita

Herdeiros do Porvir 1
ATUAÇÃO DOS PRÍNCIPES
Mensagem de Natal

N a alegria do Natal há sob muitos aspectos
uma nota de solenidade. Pode-se dizer que
o Natal é a festa da humildade e da solenidade. Com Tendo sido consultado
efeito, o fato da Encarnação do a respeito de orienta-
ções aos monarquistas
Verbo traz ao nosso espírito a
com vistas às últimas
noção de um Deus que assumiu eleições, o Príncipe Im-
as contingências da natureza perial D. Luiz emitiu co-
humana na mais íntima e pro- municado alertando que
funda das uniões que há na se abstivessem de votar
criação. Se da parte de Deus há em candidatos cuja atu-
a manifestação de uma condes- ação contraria o Direito
cendência quase incalculável, Natural, bem como em
reciprocamente, quanto aos partidos cujo conteúdo
programático afronta a
homens, há uma promoção
Lei de Deus, por atentar
quase inexprimível. Nossa natureza foi promovida
contra o direito à vida,
a uma honra que jamais pudéramos imaginar. Nossa a constituir família, à
dignidade cresceu. Fomos reabilitados, enobrecidos, propriedade etc.
glorificados. E, por isto, há qualquer coisa de discreta
e familiarmente solene nas festas de Natal. Os lares
se enfeitam como para os dias mais importantes, cada
qual usa seus melhores trajes, a polidez de todos se
torna mais requintada. Compreendemos, à luz do
presépio, a glória e a bem-aventurança de ser pela
natureza e pela graça irmãos de Jesus Cristo. A equipe Em agosto o Príncipe Imperial D. Bertrand viajou a Belo Hori-
de “Herdeiros do Porvir” deseja a todos um feliz e zonte para cumprir extensa programação. No dia 3 participou
abençoado Natal! do VII Encontro Monárquico de Minas Gerais, com afluência
de numeroso público. No dia
seguinte esteve em Sete La-
goas, onde recebeu o título
de Cidadão Honorário e a
Medalha de Mérito Cidade
de Sete Lagoas das mãos
do Presidente da Câmara,
Márcio Paulino Torres, e do
Prefeito Marcio Dias Moreira.
Plantou, em ato simbólico
(esq.), um ipê amarelo no
Museu Histórico Municipal
e, no final da jornada, foi
entrevistado pela rádio local.
No dia 5 visitou o Convento de Macaúbas, que comemorava 300
anos, em Santa Luzia. Em seguida partiu para Santa Bárbara,
HERDEIROS DO PORVIR sendo recepcionado no tradicional Colégio Caraça. No dia 6
viajou para Caeté, onde encerrou oficialmente o VII Encontro
Publicação da Pró Monarquia, Monárquico de Minas Gerais. De volta a Belo Horizonte, em al-
entidade civil sem fins lucrativos. moço de despedida, 92 mo-
Rua Itápolis, 873 – CEP 01245-000 – São Paulo – SP narquistas homenagearam
Tel./Fax: (11) 3822-4764 D. Bertrand no Minas Tênis
www.monarquia.org.br – e-mail: herdeirosdoporvir@monarquia.org.br Clube, recebendo das mãos
dos conselheiros do Cruzeiro
Diretor Responsável: Osvaldo Rocco Esporte Clube Anísio Cis-
Jornalista Responsável: Yone P. Caldeira (MTB 17354)
cotto e Rogério Visacro uma
Redator Chefe: Geraldo Hélson Winter
camisa daquele time, na qual
Diagramação: Luis Guillermo Arroyave
Impressão: Grafilar – Gráfica e Editora do Lar Anália Franco
figura uma Coroa, em honra
à Monarquia (dir.).

2 Herdeiros do Porvir
S

D. Luiz de Orleans e Bragança

D. Luiz, atendendo pedido do Grupo Monarquista Quando a página
“Maneco Dionisio”, de Avaré (SP), enviou mensa- da Pró Monar-
gem lida nas comemorações da Semana da Pátria, quia no Face-
realizadas naquela cidade: “Proclamada a Indepen- book alcançou,
dência, D. Pedro voltou ao Rio num galope de três em 18 de agosto,
dias, uma façanha para a época. Mas, passando por três mil seguidores, D. Luiz fez
Aparecida, parou para consagrar a Pátria recém- publicar a seguinte mensagem:
nascida a Nossa Senhora Aparecida. Daí o título de “É com espírito carregado de
Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do júbilo que tenho acompanhado
Brasil, título ratificado bem mais tarde pela Santa [...] o crescer de nosso portal
Sé”, diz trecho do comunicado. no Facebook. Em cerca de
Em14 de agosto, D. Luiz agradeceu convite duas semanas alcançamos a
da Prefeitura de Guamaré (RN) para as co- marca de três mil seguidores,
memorações de 409 anos da povoação do dos quais dois mil somente nos
município: “Venho, em meu nome e no de primeiros três dias! Isso mostra
toda a Família Imperial Brasileira, congra- a força da Causa Monárquica, o
tular-me vivamente com as autoridades e a interesse pela nossa história e a
população dessa importante cidade do Rio insatisfação da população com
Grande do Norte”. o regime republicano”.

D. Bertrand de Orleans e Bragança

D. Bertrand proferiu a palestra de encerramento da conferência
promovida pelo Instituto Plinio Corrêa de Oliveira “Dez anos do Em 25 de agosto D. Bertrand iniciou por Cascavel (PR) um tour de
Estatuto do Desarmamento: fracasso total. Por quê?”, em 12 de palestras, encontros e reuniões pelo Sul do país, encontrando-se
agosto, no Club Homs, em São Paulo, em que falaram o Cel. com autoridades eclesiásticas, monarquistas, diplomatas, empresá-
Jairo Paes de Lima, Comandante do Policiamento Metropolitano rios, agricultores e estudantes. Em seguida passou por Toledo e Ma-
de São Paulo e ex-Deputado Federal, e com o Dr. Adilson Dallari, rechal Cândido Rondon (PR); Xanxerê, Campos Novos e Treze Tílias
professor titular de Direito Administrativo na PUC/SP. (SC); Frederico Westphalen (RS); e finalmente Curitiba. Destaque
para as palestras “Brasil, um país destinado a um futuro glorioso”,
No dia 7 de setembro o casal Ibsen e Joana Noronha promoveu na VIII Semana Acadêmica de
recital e coquetel em sua residência de Brasília, em come- Direito da Faculdade de Ensino
moração à Independência. Presentes o Príncipe D. Bertrand, Superior de Marechal Cândido
ministros, magistrados e numeroso público. Rondon (acima), e “Direito de
Propriedade e a Questão Am-
biental”, na Unioeste de Xanxerê.
Em 17 de setembro D. Bertrand visitou Macatuba (SP), ministran- Em Treze Tílias visitou a Cônsul
do, a convite da Prefeitura Municipal, palestra para estudantes Honorária da Áustria, senhora
da rede pública, sobre o tema “Ética e Patriotismo”. Anna Lindner von Pichler (dir.).

De 19 a 26 de outubro D. Bertrand esteve nos Estados Unidos para na Igreja St. Mary Mother of God, em Washington. Após o santo
conferências e participação de Missa em honra do Bem-Aventurado sacrifício proferiu conferência para centenas de pessoas sobre
Carlos I da Áustria, último monarca do Império Austro-Húngaro, Carlos I enquanto modelo de católico, imperador e chefe de família.

Herdeiros do Porvir 3
Entrevista com a
Princesa D. Christine de Ligne
de Orleans e Bragança
Atualmente, durante uma semana da
primavera, o castelo abre seus portões

C
omo faz todo final de ano, Herdei- ao público para um show floral: são
ros do Porvir entrevista um mem- aproximadamente duas mil amaryllis
bro da Família Imperial brasileira e seiscentas orquídeas exibidas em ar-
para melhor conhecimento dos leitores. ranjos nos vários cômodos do castelo.
Desta vez a escolhida foi a Princesa D.
Christine, nascida de Ligne, esposa de D. Todo brasileiro tem uma visão mítica
Antônio de Orleans e Bragança (terceiro da vida em castelo. Como foi a sua?
na linha de sucessão ao trono brasileiro), Ninguém escolhe o lugar onde
com quem teve quatro filhos. Nascida Os noivos D. Antônio e D. Christine nasce, mas tive a felicidade de crescer
na Bélgica em 11 de agosto de 1955, entre seus pais num ambiente maravilhoso e com um
adaptou-se completamente aos costu- passado histórico grandioso e muitas
mes e à cultura brasileiros, falando um adolescência. O castelo pertence à família tradições. Porém, em relação a nosso
português perfeito e sem nenhum sotaque. Ligne até hoje. cotidiano, meus pais sempre fizeram ques-
tão de nos dar uma educação austera. Ou
Muitos de nossos leitores gostariam de sa- Quais são as origens de sua família? seja, não levamos uma vida hollywoodiana,
ber o nome completo de Vossa Alteza e se Os primeiros documentos sobre minha como mostram filmes americanos, mas com
cada sobrenome tem algum significado, família paterna remontam a 1030. Há mais deveres e obrigações, imitando sempre o
como os da Família Imperial brasileira. de 700 anos Beloeil faz parte da família, exemplo de meus pais e avós. Sempre fo-
Meu nome completo é Christine Marie ou seja, desde o século XIV. Na passagem mos educados com a ideia de que príncipes
Elisabeth de Ligne de Orleans e Bragança. do século XVI para o século XVII um an- e princesas têm obrigações morais muito
Christine, meu primeiro nome, significa tepassado meu, Lamoral de Ligne, recebeu sérias e devem dar bom exemplo a todas as
cristã; Marie é para homenagear Nossa do Imperador Rodolfo II o título hereditário classes da sociedade.
Senhora; Elisabeth era o nome da minha de Príncipe do Santo Império. Pelo lado
madrinha, a Duquesa de Hohenberg, nasci- materno, descendo dos Grão-Duques de Qual a formação escolar de V.A.? O que
da Princesa de Luxemburgo, irmã de minha Luxemburgo, da Casa de Nassau-Orange, mais a marcou neste período?
mãe; Ligne é a minha família paterna e dos Bourbon-Parma e, também, vou Meus primeiros anos de escola primá-
Orleans e Bragança é a Família Imperial do entroncar na Casa Real Portuguesa, pois
Brasil, na qual entrei pelo meu casamento. minha avó era neta do Rei D. Miguel, de
Portugal, irmão do Imperador D. Pedro
Onde V.A. nasceu e passou a infância e I. Meu marido e eu somos, pois, primos
adolescência? em 8º grau, já que ambos descendemos
Nasci no Castelo de Beloeil, situado na de dois irmãos, filhos do Rei D. João VI.
pequena cidade de mesmo nome, distante
uma hora de Bruxelas, Bélgica. Foi onde O que pode nos dizer sobre a história
passei minha infância e do Castelo de Beloeil, pertencente a
Com D. Antônio e
sua família, na Bélgica?
as Meninas Cantoras de Petrópolis
A história do Castelo de Beloeil é longa,
mas digo resumidamente que está situado ria foram na própria cidade de Beloeil, no
na província de Hainaut. Era uma constru- Colégio das Irmãs de São Vicente de Paula.
ção retangular fortificada com um fosso Depois, passei os últimos sete anos de ensi-
em volta e tinha quatro torres redondas em no fundamental, interna, no pensionato em
cada canto. Esta estrutura está conservada, Tournai (Bélgica), das Irmãs Dominicanas.
com fachadas e interiores bastante altera- Os dois últimos anos para preparação ao
dos no decorrer dos séculos. Em 1900 um baccalauréat foram no Colégio da Assun-
incêndio o atingiu. Entretanto, a maior ção, em Paris. Em seguida, fui concluir
parte da mobília, a biblioteca, que contém meus estudos no Instituto Superior de Tra-
mais de vinte mil preciosos volumes, e a dutores e Intérpretes (ISTI), de Bruxelas.
coleção de obras de arte foram salvas.
Reconstruído nos anos seguintes, lembra Sabemos que a Princesa trabalhou com
Princesa como voluntária na India hoje o Palácio de Versalhes. O jardim que crianças deficientes. Poderia nos contar
o circunda, projetado em 1664, é barroco. quando e como isso se deu?

4 Herdeiros do Porvir
Sempre gostei de cui- onde vive atualmente? particularidades, clima, atividade regional,
dar de crianças necessita- Moramos 25 anos em artística, artesanato, igrejas, capelas e,
das. Fiz curso especiali- Petrópolis, para propor- sobretudo, pessoas que sempre nos aco-
zado no assunto e entrei cionar aos filhos uma lheram calorosamente. Em cada cidade
no Instituto de Crianças vida mais saudável, mais ou aldeia, eram organizados eventos e
Excepcionais. Foi um próxima à natureza. Além conferências proferidas por meu marido,
aprendizado magnífico, disso, é uma cidade histó- que tinham como objetivo resgatar a tão
pois são meninos e meni- rica, muito significativa bonita história da Família Imperial brasi-
nas maravilhosas, que não para a Família Imperial do leira, um tanto esquecida.
apenas precisam de nós, Brasil. Foram anos de ple-
mas muito têm também a A Princesa e seu saudoso na felicidade. Atualmente O que V.A. acha que uma restauração
nos ensinar. filho D. Pedro Luiz residimos no Rio, pois, monárquica poderia melhorar a vida dos
com a vinda dos filhos brasileiros?
V. A. realiza no momento trabalhos hu- para cá para concluir os estudos, preferimos Principalmente resgatando os valores fa-
manitários? Gostaria de exercer algum? estar mais próximos deles. miliares e cristãos, valores que infelizmente
Gostaria muito de continuar tendo con- estão um tanto ausentes em muitos lares.
tato com a Associação de Pais e Amigos dos Quais são seus pendores e gostos?
Excepcionais (APAE) e outras entidades A cidade do Rio nos oferece inúmeros Como educou seus quatro filhos, na
do gênero. Sinto-me bem nesse trabalho programas culturais, como exposições, eventualidade de assumirem o trono
voluntário. espetáculos, artes em geral, conferências, brasileiro?
palestras, o que sempre fez parte de meus Sempre os preparamos para servir, assim
Vê alguma semelhança entre nosso povo interesses, assim como a música, pois par- como fez D. Pedro II. Quando a Princesa
e o belga? ticipei de corais quando jovem, e até hoje Isabel perguntou a seu pai “Então, este
O povo brasileiro é acolhedor e caloro- fico maravilhada com a qualidade dos vários povo me pertence?”, o Imperador D. Pedro
so, como o belga, que também está sempre coros brasileiros. II respondeu: “Não, minha filha, você é que
disposto a receber e ajudar os outros. pertence a este povo”. Meus filhos foram
O que acha da culinária brasileira? Tem educados aprendendo a respeitar o próxi-
Quando conheceu seu esposo, o príncipe alguma preferência? mo, a tratar a todos como gostariam de ser
D. Antônio de Orleans e Bragança, e em Sempre admirei a culinária brasileira por tratados, sempre com muita sensibilidade e
que circunstância? empregar especiarias, aromas e sabores que compreensão.
Conhecemo-nos em vários eventos fa- até então desconhecia. Viajando pelo Brasil
miliares na Europa, pois temos parentesco. pude degustar inúmeros pratos típicos, Ninguém melhor do que uma mãe para
A minha primeira vinda ao Brasil – quando principalmente com peixes, que são meus conhecer seus filhos. Poderia nos falar
vim assistir ao casamento de meu irmão, o preferidos. As feiras de rua me encantam sobre a personalidade deles?
príncipe Michel de Ligne, com a princesa pela quantidade abundante e variada de Desde o dia em que me tornei mãe
Eleonora de Orleans e Bragança, irmã de frutas, legumes, temperos e flores. pela primeira vez, peço todos os dias a
Antônio – só consolidou sentimentos já Nossa Senhora, Mãe divina e intercessora,
existentes entre nós dois. Sabemos que atuou bastante, em com- para que eu cumpra minha missão como
panhia de D. Antonio, durante a campa- mãe. Cada filho tem seu temperamento e
Onde se realizou o casamento e quais os nha para o Plebiscito de 1993, inclusive personalidade. Tento me adaptar ao jeito
principais convidados? viajando por várias regiões do Brasil. de cada um para transmitir os princípios e
O casamento se realizou no Castelo de Poderia dizer algo a respeito da diversi- ensinamentos tão importantes à educação
Beloeil, no dia 26 de setembro de 1981, com dade de nosso povo? de cada um. O que prevalece nessa educa-
a presença de familiares de ambas as partes: Em 1993, na época do plebiscito, ção é principalmente o amor incondicional
os Orleans e Bragança do Brasil, os Orleans tive a chance de visitar muitas cidades que temos por eles, já que lhes desejamos o
da França, os Wittelsbach, da Família Real brasileiras: Belém, Santarém, Fortaleza, bem e a santidade, com o auxílio de Deus.
da Baviera, os Príncipes de Liechtenstein, Natal, São Cristóvão, Laranjeiras, Brasí-
amigos queridos do Brasil, membros da lia, Belo Horizonte, Barbacena, Curitiba, Que mensagem gostaria de deixar para
família Ligne, Habsburgos, membros da Joinville... Pequenas ou grandes, todas os leitores de Herdeiros do Porvir?
família de Luxemburgo, parentes espa- essas cidades me proporcionaram belís- Primeiramente, um grande agradeci-
nhóis, belgas, franceses, dinamarqueses, simas surpresas. Cada região, com suas mento a nossos amigos monarquistas, que
entre outros. sempre apoiaram a Família Imperial.
Contem sempre também com nossa
Que impressão teve do Brasil quando simpatia e estima, pois D. Antônio,
aqui chegou pela primeira vez? eu e meus filhos temos esperança
Fiquei maravilhada com a beleza da em nosso querido Brasil. Devemos
cidade do Rio de Janeiro. A recepção orgulhar-nos desta corajosa e bata-
calorosa da família de D. Antônio foi lhadora Nação que, apesar de imen-
inesquecível e este apreço se mantem sas dificuldades, continua de cabeça
até hoje. erguida, sabendo que estamos sempre
guiados pela Santíssima Trindade, que
Em que cidades morou no Brasil e Entre esposo e filhos nunca nos abandonará.

Herdeiros do Porvir 5
D. Amélia de Orleans e Bragança casa-se no Rio

A
princesa D. Amélia de Orleans e Bragança, filha de D. Antônio e D. Christine,
casou-se no dia 16 de agosto, no Rio de Janeiro, com o escocês Alexander James
Spearmen, filho de Lochain Alexander e Pilin Spearman, família de baronetes,
na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, antiga Capela Imperial, mesmo palco das cerimô-
nias de sagração dos imperadores D. Pedro I
e D. Pedro II, assim como do casamento da
Princesa Isabel com o Conde d’Eu.
A igreja, ricamente decorada, recebeu
mais de 350 convidados do Brasil e do
Exterior. Numerosos membros da Família
Imperial brasileira estiveram presentes,
bem como representantes de diferentes
dinastias européias, como a Duquesa de
Bragança, D. Isabel Inês, acompanhada
de três filhos; D. Casimiro e D. Maria
Christina de Bourbon Duas-Sicílias e
filhos; Princesa Maria Laura, da Bélgi-
ca; Princesas Maria Anunciata e Astrid,
de Liechtenstein; Príncipe Ludwig, da
Baviera, entre outros.
A noiva portou o mesmo véu da avó
paterna, D. Maria da Baviera, quando
de seu casamento com D. Pedro Hen-
rique, enquanto a tiara foi cedida pela
Amélia e Alexander família materna, a Casa Principesca de Ligne.
A recepção dos noivos deu-se no Palacete Modesto Leal, bairro Laranjeiras, na ... e do noivo
entre os pais
da noiva... mesma cidade, seguida de solene jantar.

Convidados acompanham
cerimônia de casamento

D. Antônio conduz sua filha ao altar
Noivos com padrinhos e amigos
no Palacete Modesto Leal
6 Herdeiros do Porvir
XXIV Encontro Monárquico Nacional
Realizou-se no Rio de Janeiro, em autêntica democracia que interesse que os adolescentes têm pela
6 de setembro último, o XXIV Encontro se realiza de modo mais Monarquia.
Monárquico Nacional, com a presença de completo sob a égide do Na sequência, o
numeroso público proveniente de vários regime monárquico. E, monarquista Guilher-
Estados brasileiros. O evento ocorreu ao final de seu discurso, o me Nicastro, estudante
no Windsor Flórida Hotel, localizado no jovem príncipe afirmou: de Direito na Fundação
Bairro do Flamengo. “Eu, mais do que nin- Getulio Vargas de São
A abertura dos tra- guém, estarei sempre a serviço do Brasil!”. Paulo, teve oportunidade
balhos foi feita pelo Ato contínuo, a pa- de relatar seu extenso
Príncipe D. Antônio de lavra foi passada ao Sr. trabalho de criação e ma-
Orleans e Bragança, que Dionatan Silveira Cunha, nutenção do Facebook
deu as boas vindas aos de Porto Alegre, que pro- da Pró Monarquia, o qual atrai o interesse
participantes e abordou feriu palestra intitulada e atenção de milhares de pessoas em todo
a importância de uma “Homenagem a S.A.I.R., o Brasil, sobretudo adolescentes.
intensa ação monárquica para solucionar a Princesa D. Maria Após breve pausa,
os problemas que afligem nosso País. Elizabeth de Orleans e finalizando o ciclo do
Em seguida, o Prof. Bragança: cem anos do nascimento, 66 XXIV Encontro Monár-
José Ubaldino Motta do anos de devotamento ao Brasil”. Em sua quico Nacional, o Prín-
Amaral apresentou pales- preleção discorreu sobre a trajetória de vida cipe D. Bertrand de Or-
tra intitulada “Na Grande de D. Maria Elizabeth, apresentando fatos leans e Bragança proferiu
Guerra, destacam-se dois importantes de sua vida, bem como fotos conferência intitulada
Príncipes brasileiros, fi- pouco conhecidas pelo grande público. “Brasil, 2014: que País
lhos da Princesa Isabel” A conferência se- queremos?”, abordando
e discorreu sobre o heroísmo dos Príncipes guinte ficou a cargo do a grave crise moral e política brasileira, e
D. Luiz e D. Antônio durante a Primeira jurista, filósofo do Direi- apresentando o regime monárquico como
Guerra Mundial. Também teceu conside- to e Corregedor do Mi- solução eficaz para os problemas brasilei-
rações sobre os efeitos que essa atuação nistério Público de Santa ros. Ato contínuo, deu-se o encerramento
gerou na linha sucessória da Casa Imperial Catarina Dr. Gilberto dos trabalhos, com a entrega de diplomas
do Brasil e na vida dos príncipes. Durante Callado de Oliveira, de aos participantes, feita pelos Príncipes D.
a palestra foram expostas as medalhas Santa Catarina, que fez Antônio, sua esposa D. Christine e seus
recebidas pelo então Príncipe Imperial D. palestra intitulada “Objeções de consci- filhos D. Rafael e D. Maria Gabriela.
Luiz em virtude de sua valorosa atuação ência às decisões legisferantes do STF”, No dia seguinte, 7 de setembro, por ini-
no conflito mundial. Tais medalhas estão apresentando os riscos dos julgamentos ciativa da Pró Monarquia, foi rezada Missa
expostas até hoje no escritório de seu neto, e decisões influenciados pela ideologia em Ação de Graças pelos 76 anos de vida
o Príncipe D. Luiz, Chefe da Casa Imperial esquerdista predominante no Poder Ju- do Príncipe D. Luiz de Orleans e Bragança,
do Brasil, na Sede da Pró Monarquia,. diciário, resultando em consequências Chefe da Casa Imperial do Brasil, e pelos
A seguir o analis- nocivas ao País. 100 anos de nascimento da Princesa D.
ta político José Carlos O Prof. Rogério Tjader, veterano Maria Elizabeth de Orleans e Bragança,
Sepúlveda da Fonseca monarquista de Valença-RJ, deu início às na Igreja da Imperial Irmandade de Nossa
apresentou palestra sob apresentações da sessão intitulada “A pre- Senhora da Glória do Outeiro. Em homena-
o título “Panorama in- sença das lideranças novas”, motivando gem ao Chefe da Casa Imperial seguiu-se
ternacional: ascensão de jovens monarquistas a continuarem firmes almoço, no Windsor Florida Hotel.
novas forças e enganosas em seu ideal de difusão dos princípios mo-
opções. Brasil, protago- nárquicos. O já citado Sr. Dionatan Silveira
nista ou coadjuvante?” Em sua preleção Cunha mais uma vez foi convidado a falar,
tratou sobre a atual influência negativa do agora sobre seu Blog Monarquia Já, sem
viés ideológico e partidário do governo dúvida um dos mais atuantes e atualizados
nas relações internacionais, e evidenciou na especialidade.
a posição desprestigiante do País neste A seguir, o professor
cenário, visto que hoje o Brasil age como Nathan Oliveira teve
um “anão diplomático”, ao contrário do oportunidade de relatar
período glorioso da Diplomacia brasileira o trabalho de formação
no tempo do Império. monárquica que vem
Os trabalhos da tarde foram abertos realizando nos meios es-
pelo Príncipe D. Rafael de Orleans e Bra- tudantis no Rio de Janei- Público durante a palestra
gança, que discorreu sobre os aspectos da ro, e enfatizou o grande do Prof. Ubaldino

Herdeiros do Porvir 7
JOSÉ GUILHERME BECCARI

7x1 – O resultado catastrófico que tirou o Brasil da última república é pródiga em estabelecer distorções como essa.
Copa do Mundo está prestes a se repetir. Encontra-se a partida Mas não nos iludamos: sua meta hoje é perpetuar no poder
no segundo tempo, e a técnica comete erros infantis. A inflação partidos que favoreçam a formação da União Bolivariana
bateu o teto da meta de 6,5%, aproximando-se célere dos 7. das Américas, da qual fazem parte Cuba, Venezuela, Bolívia
Há muito não sofríamos tal goleada. Tudo porque o esquema e Equador. Argentina e Brasil caminham a passos largos em
tático não funciona e os jogadores (muitos convocados da se- direção a esse sinistro grupo.
gunda divisão), estão desentrosados. Aliás, vários são acusados
de exigirem altas propinas dos patrocinadores para ganhar Só faltou o linhão – Imprevidentes governos republica-
o jogo, enquanto a Polícia Federal investiga. Xingamentos nos já construíram aeroporto sem rodovia de acesso até ele,
e vaias são dirigidos à técnica, a qual finge não perceber. concluíram estrada de ferro muito antes de terminal portuário,
Manifestações extra campo pedem a renúncia dos dirigentes, e agora, em plena crise energética, usinas hidroelétricas prestes
que jogaram todas as suas fichas no craque Pibe (Pibinho, a serem concluídas ficarão sem
como é “carinhosamente” conhecido), mas este, apesar de sua as linhas de transmissão para os
enorme potencialidade, não rendeu até agora nem 0,3% do que locais de consumo. É o que está
é capaz. Quase nos acréscimos, Pibe corre desesperadamente acontecendo com duas hidroelé-
para fazer pelo menos 1 gol, resultado pífio se comparado com tricas do Rio Teles Pires, na divisa
o dos principais competidores. Manobras de bastidores como de Mato Grosso com o Pará. O
a compra do juiz, intervenção na Imprensa, invasão do campo resultado de tanta incompetência
ou ampliação do Bolsa Família são aventadas para desviar a redunda em mais prejuízo ao
atenção do público. Pondera entretanto o marketeiro que é erário público (entenda-se: nosso
tarde, pois o mundo testemunha o que ocorre em campo. O bolso!), pois o construtor honrou a
desastre evidencia-se iminente. Num jogo no qual mais de 200 obra no prazo e exige ressarcimento pela energia não produ-
milhões de brasileiros somos competidores, não podemos nos zida, ao mesmo tempo que a eletricidade assim desperdiçada
resignar a ver nosso time conduzido por péssimos treinadores, obrigará o acionamento de usinas termoelétricas movidas a
mas lutar para voltarem os dirigentes altamente qualificados e petróleo, com custo extremamente elevado. É mais ou menos
preparados de outrora, que tantas alegrias trouxeram a nosso assim: às vezes temos o burro e não a carroça, outras vezes
valoroso esquadrão. temos a carroça e não o burro. Quando temos os dois, a carroça
é colocada na frente do burro ou, pior, o burro em cima da
Embolsamento de voto – O Bolsa Família, segundo carroça. “E così vá la repubblica”.
definição do próprio governo, “é um programa de transfe-
rência direta de renda que beneficia famílias em situação de Maus Médicos... – As cifras são gigantescas e dariam
pobreza e de extrema pobreza”. Será mesmo? Ao analisarmos perfeitamente para sanar o problema da falta de atendimento
o mapa de votação das últimas eleições e das anteriores, vere- médico da população carente. Ocorre que o alinhamento po-
mos uma impressionante coincidência: as cidades do Norte e lítico se sobrepõe a qualquer outro, ainda que fira gravemente
Nordeste onde a “presidenta” Dilma foi votada de modo ma- os interesses nacionais. Novo aditivo do Ministério da Saúde
ciço coincidem exatamente com as que mais recebem a ajuda para o programa Mais Médicos, publicado no Diário Oficial
governamental. Perguntas inevitáveis: Para um governo que da União, noticia que o Brasil destinará ao governo cubano
queira se perpetuar no poder, interessa melhorar a vida daque- mais R$ 1,17 bilhão, totalizando ao longo de dois anos im-
la população? Ao invés pressionantes R$ 2 bilhões, já descontados R$ 600 milhões do
de implantar programas salário dos médicos. Não há no mundo negócio tão lucrativo,
que de fato promovam mesmo porque o produto vendido é de qualidade das mais
o desenvolvimento eco- questionáveis. Mas isto também não vem ao caso, pois o de lá,
nômico da região, não é antes de profissional, é um subserviente militante do partido,
melhor deixar tudo como enquanto o de cá, apesar de rigorosa formação acadêmica, é
está para, de quatro e um execrável membro da elite capitalista! Não estaria na hora
quatro anos, embolsar os de mudar o nome do programa? Ele não deveria chamar-se
votos daqueles “desafor- Maus Médicos?
tunados”? Os políticos no
poder valem-se assim dos Lei do cão! – Os versos a seguir, citados no livro Os
suados impostos pagos Sertões, de Euclides da Cunha, retratam o descontentamento
por milhões de brasileiros do nordestino da região de Canudos em relação ao Brasil
para, na prática, “com- republicano. Naquela época já lamentavam a perda da ordem
prar” o sufrágio dos “pobres”, enquanto para os adversários que havia no reinado de D. Pedro II. O que diriam hoje?
o que vale é a lei: “A captação ilícita de sufrágio (compra de “Sahiu Dom Pedro II / Para o reyno de Lisboa. / Acabosse
votos) é ilícito eleitoral punido com a cassação do registro a monarquia, / O Brasil ficou atôa! / Garantidos pela lei /
ou do diploma do candidato, multa e inelegibilidade por oito Aquelles malvados estão. / Nós temos a Lei de Deus, / Elles
anos” (Leis 9504/97, 64/90 e 135/10). Nossa demagógica tem a lei do cão!”

8 Herdeiros do Porvir

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful