Você está na página 1de 14

BIOMECNICA

DA
CARTILAGEM
ARTICULAR
Prof. Lusa Cedin
Prof. Lusa Cedin
CARTILAGEM
ARTICULAR
Tecido conjuntivo branco denso e
translcido que fornece uma
lubrificao protetora cobrindo as
extremidades de ossos que fazem
parte da articulao do tipo sinovial
(permite maior grau de movimento no
corpo humano).
FUNES:

Distribuir a carga aplicada na articulao sobre uma


ampla rea
Permite o movimento articular com pouco ou
nenhum atrito
Prof. Lusa Cedin
Prof. Lusa Cedin
1. COMPOSIO
Tecido avascular, poroso, macio, permevel e tambm hidratado

COMPOSTA POR:
- Condrcitos (menos de 10%)
- Colgeno (15 a 22%), espec. tipo II
- Protenas
- Proteoglicanos (4 a 7%) CONDRCITOS
60 a 85%:
- gua
- Sais inorgnicos
- Lipdios mantm e restauram a cartilagem dos
- Glicoprotenas danos, secretando a parte orgnica da
matriz extracelular (principalmente
colgeno tipo II e proteoglicanos)
Prof. Lusa Cedin
2. ESTRUTURA

Prof. Lusa Cedin


3.PROPRIEDADES BIOMECNICAS
A cartilagem articular se deforma ao aplicar uma carga
sobre a articulao, ocasionando a sada gradual de
lquido sinovial.

O lquido expulso para fora da rea de contato sseo e


depois retorna para a rea de contato, quando a fora
compressiva retirada.
Estresse mximo de contato
sobre uma articulao pode
ser atenuado em 50% ou
mais em funo da presena
da cartilagem
Prof. Lusa Cedin
Fibras de Colgeno

Proteoglicano

Prof. Lusa Cedin


3.DESGASTE
Diminuio da hidratao e o
ENVELHECIMENTO tamanho dos agregados
proteoglicanos

Trauma agudo
TRAUMA compresso, que induz uma
(impacto ou repetitivo) deformao no uniforme da
cartilagem; cisalhamento, que
causa delaminao da
cartilagem; e tenso, que leva
a leses por avulso
Prof. Lusa Cedin
3.DESGASTE
Capacidade de reparo limitada

Estresses repetitivos

FALHA

Prof. Lusa Cedin


3.DESGASTE

Prof. Lusa Cedin


Prof. Lusa Cedin
3.DESGASTE
OSTEOARTRITE

Desenvolve-se em consequncia da leso estrutura


molecular da matriz da cartilagem.

Ocorre quando existe


um desbalano entre
degradao e sntese
pelo condrcitos
apresenta mediadores
inflamatrios
Prof. Lusa Cedin
3.DESGASTE

Prof. Lusa Cedin


3.DESGASTE

Prof. Lusa Cedin